SlideShare uma empresa Scribd logo
imagem digital Prof.Me.AndréContiSilva
códigos
modelo de
comunicação
mediações
o que aconteceu para estarmos
tratando disso tudo?
GENEALOGIA
DA TELA.
a moldura separa dois espaços
absolutamente diferentes que, de
alguma forma, coexistem.
HERANÇAS DA PINTURA
A tela é agressiva.
Ela filtra o entorno.
Genealogia das telas, meios mediações e remidiações.
Esta relação de visualização
é desafiada com a chegada
do computador:
a tela requer nossa atenção total.
A tela do computador
tem origem no radar.
radar
Ao contrário da fotografia e do cinema, vemos pela 1ª vez
uma tela cuja imagem pode mudar em tempo real,
mostrando mudanças no referente.
a concentração da
visualização deixa de ser em
apenas uma imagem.
Tela interativa
A informação processada passa a ser representada
na tela de tempo real: lugar de inserir e retirar
informação de um computador.
Nós também passamos de um mundo
estável e estático para a aventura com a
imagem em movimento.
MAIS TELA, MENOS CAVERNA. (SERÁ?)
Continuamos grudados à máquina, mas agora
precisamos nos mexer.
“Sua radiografia mostrou uma fratura na costela,
mas já arrumamos no Photoshop”
Mudamos o jeito que olhamos para as imagens.
A LÓGICA DUPLA DA REMIDIAÇÃO
CONTRADIÇÃO!PARADOXO!
Ou seja, nossa cultura deseja
simultaneamente multiplicar seus
mídias e apagar todos os traços
de mídia. O próprio ato de
multiplicar busca o apagamento.
Imediação:
o meio desapareceria para nos
deixar na presença da “coisa
representada”.
Mas a imediação depende da
hipermediação (além de coexistir).
A hipermediação tem ligação histórica com a
fascinação pela “presença do meio”.
 http://www.ted.com/talks/aparna_rao_high_t
ech_art_with_a_sense_of_humor.html
 http://www.ted.com/talks/john_maeda_how
_art_technology_and_design_inform_creative
_leaders.html
 As mídias visuais digitais podem ser melhor
compreendidas pelas formas pelas quais
homenageiam,
rivalizam e revisama
pintura em perspectiva, fotografia, filme,
televisão e impresso. O que é novo sobre as
“novas mídias” seria a forma particular com
que estes aspectos são tratados entre as
mídias novas e antigas.
Opacidade e transparência
 As novas mídias sempre andariam entre a
opacidade e a transparência na remidiação
que fazem das mídias anteriores.
 Ao ver as formas de representação do
passado, destaca-se as preocupações de
transparecer-se para chegar ao real e o
encantamento com a opacidade do próprio
meio.
Discutindo mídia>
 As tecnologias da mídia envolvem relações
que podem ser expressas em termos físicos,
sociais, estéticos e econômicos.
 Software + Usos + remodelagem = mídia
Imediação>
 O valor estético da “transparência” visando a
imediação foi trabalhado pelas mídias antigas
nas técnicas de perspectiva,
apagamento e
automaticidade.
Imediação>
 Perspectiva: ver através, matematizar o
espaço.
Imediação>
 Apagamento: trabalhar a superfície para
apagar as pinceladas.
 Tromp L´oeil: exemplo de buscar “enganar” o
olho que acaba reforçando a qualidade do
artista que aparece pelo apuro técnico.
 Jardim no Castelo de Schwetzingen
Imediação>
 Automaticidade: tecnologias fotográficas,
cinema e depois televisão. A fotografia se
tornou o aperfeiçoamento da perspectiva
linear. A remoção do artista que ficava entre o
espectador e a realidade da imagem.
Mediação da mediação
 Não se media a experiência externa ,mas sim
outros mídias. Toda nova tecnologia se define
em relação com formas anteriores de
representação.
 (isso eles aprenderam com McLuhan)
Horizonte da imediação>
 Imediação: o autor se retira mais e o leitor
seria mais envolvido.
Porém...
 A imediação proposta pelos meios seduz as
percepções, mas de fato está amparada em
atos de mediação contínuos (hipermediação).
Hipermediação
 Hipermediação: fascinação pelos mídias
(meios).
 Processo e performance são maiores que o
resultado. Espaço heterogêno, janelizado,
múltiplos atos de representação.
Hipermediação
 Hipermídia: múltiplas mídias + acesso
randômico.
 A interface do desktop não se apaga. Mídia
(conteúdo) e software inclusive conversam.
Hipermediação
 A hipermediação já se apresentava em portas
e cabines dos séculos XVI e XVII.
Hipermediação
 Tecnologias mecânicas de reprodução que
também traziam a hipermediação:
 Diorama, phenakistoscope, stereoscope:
internalizavam a transparência da “imagem
em movimento” dentro da estrutura
hipermediada. Mas a vitória foi da maior
transparência (ou ilusão de) dada pela
fotografia.
Diorama
phenakistoscope
Stereoscope
Hipermediação>
 A fotomontagem teria rompido com esse
entendimento.
 Colagem, mash-up, DJ.
Hipermediação
 Quando a tecnologia se torna uma segunda
natureza, a experiência hipermediada torna-
se igualmente autêntica.
Hipermediação>
 A lógica da hipermediação expressa a tensão
entre o espaço visual como mediado e como
um espaço “real” que fica “além” da
mediação.
 Olhar para uma coisa, olhar através da coisa.
Imediaçao/Hipermediação
 A arte explora o sentido da interface, faz com
que ela surja aos olhos do usuário, enquanto
a “engenharia” aperfeiçoa a tecnologia para
que ela desapareça.
Imediação / Hipermediação >>>>
Remidiação
 a representação de um meio em outro.
Característica definidora das novas mídias.
Remidiação>
 Atos de remidiação:
 empréstimo, arquivamento, remodelagem,
absorção.
Hipermídia e interfaces
Web e softwares que usam a internet para
“trabalhar”
Processos de projeto
Tendências
Computadores calculam e armazenam.
Computadores contém dados.
Internet conecta redes de computadores.
Computadores são organizáveis em redes.
Digitalização
 Dos meios de produção (“criamos conteúdo
através de”): word, powerpoint, excel,
photoshop, web)
 Dos suportes (“lugares onde guardamos o
conteúdo produzido”): pendrives, DVDs, HDs,
CDs, discos virtuais, disquetes...
 Dos processos: (“executamos tarefas com o
auxílio de”): cartões eletrônicos, home-banking,
celular, microondas, etc.
 Comunicação Mediada por Computadores
(CMC)
 Tecnologias da Informação e da Comunicação
(TICs)
 E como se pensa um “TELA” com tudo isso?
 Negroponte:
http://www.ted.com/talks/nicholas_negro
ponte_in_1984_makes_5_predictions.html
2001
2008
Professor at the Visual
Arts
Department, University of
California - San Diego
(UCSD).
 Examinando a interface, começando pela
idéia de “tela”.
 Já sabemos que a tela é uma tecnologia muito
anterioràs possibilidades recentes
que tomamos contato hoje, da Renascença ao
cinema do século XX.
 Mas mesmo para pensar algo novo, nos
referenciamos no que já passou…
As soluções de Virtual Reality eram muito comentadas à época.
 Como o computador apresenta
continuidades e desafios em
relação à tradição da tela?
 É possível quebrar esta lógica e buscar um
design mais humano? Mais interessante?
Mais intuitivo?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
Debora Ricardo
 
Realidade Virtual
Realidade VirtualRealidade Virtual
Realidade Virtual
Mauricio Volkweis Astiazara
 
Palestra com Rejane Cantoni
Palestra com Rejane CantoniPalestra com Rejane Cantoni
Palestra com Rejane Cantoni
Priscila Souza
 
Cinema Virtual
Cinema Virtual Cinema Virtual
Cinema Virtual
Nelson Zagalo
 
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
Eduardo Zilles Borba
 
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
Fabio Palamedi
 
Aula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtualAula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtual
rauzis
 
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
Camila Hamdan
 
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
Eduardo Zilles Borba
 
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades Tecnoculturais em Dis...
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades  Tecnoculturais em Dis...Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades  Tecnoculturais em Dis...
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades Tecnoculturais em Dis...
Eduardo Zilles Borba
 
Artigo realidade aumentada
Artigo realidade aumentadaArtigo realidade aumentada
Artigo realidade aumentada
Vinicius Dos Santos
 
Animação
AnimaçãoAnimação
Animação
Silmara Nogueira
 
Pesquisa - Animação 3D
Pesquisa - Animação 3DPesquisa - Animação 3D
Pesquisa - Animação 3D
Joao Costa
 
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
Gustavo Fischer
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
Paulo Miguel
 
Animação (2)
Animação (2)Animação (2)
Animação (2)
Martinha5
 
Trabalho sobre animação
Trabalho sobre animaçãoTrabalho sobre animação
Trabalho sobre animação
luthomas
 
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte ContemporaneaAula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Venise Melo
 
Animação
AnimaçãoAnimação
Animação
JennyIII
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
alexis46
 

Mais procurados (20)

Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
 
Realidade Virtual
Realidade VirtualRealidade Virtual
Realidade Virtual
 
Palestra com Rejane Cantoni
Palestra com Rejane CantoniPalestra com Rejane Cantoni
Palestra com Rejane Cantoni
 
Cinema Virtual
Cinema Virtual Cinema Virtual
Cinema Virtual
 
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
Publicidade em Espacos Virtuais: a computacao grafica como recurso criativo e...
 
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
Introdução a realidade misturada (Mixed reality)
 
Aula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtualAula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtual
 
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
HAMDAN, Camila. XIV encontro da pós graduação em artes visuais ufrj, 2007- Ap...
 
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
Realidade Virtual Imersiva: fundamentos, características e perspectivas de ap...
 
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades Tecnoculturais em Dis...
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades  Tecnoculturais em Dis...Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades  Tecnoculturais em Dis...
Materialidades, Sociabilidades e Outras Possibilidades Tecnoculturais em Dis...
 
Artigo realidade aumentada
Artigo realidade aumentadaArtigo realidade aumentada
Artigo realidade aumentada
 
Animação
AnimaçãoAnimação
Animação
 
Pesquisa - Animação 3D
Pesquisa - Animação 3DPesquisa - Animação 3D
Pesquisa - Animação 3D
 
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
Aula 4 Mestrado - Interfaces (manovich e flusser)
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
 
Animação (2)
Animação (2)Animação (2)
Animação (2)
 
Trabalho sobre animação
Trabalho sobre animaçãoTrabalho sobre animação
Trabalho sobre animação
 
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte ContemporaneaAula 01 animação 2D Arte Contemporanea
Aula 01 animação 2D Arte Contemporanea
 
Animação
AnimaçãoAnimação
Animação
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
 

Semelhante a Genealogia das telas, meios mediações e remidiações.

Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internetDo Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
Gustavo Fischer
 
Artedigitalfinal
ArtedigitalfinalArtedigitalfinal
Artedigitalfinal
Luís Rocha
 
Artedigitalfinal
ArtedigitalfinalArtedigitalfinal
Artedigitalfinal
Tiago Fonseca
 
Projeto EU||EU
Projeto EU||EUProjeto EU||EU
Projeto EU||EU
Gabriella Rebouças
 
Trabalho gui
Trabalho guiTrabalho gui
Trabalho gui
Fábio Samuel
 
arte digital
arte digitalarte digital
arte digital
José Costa
 
aula remidiação
aula remidiaçãoaula remidiação
aula remidiação
Gustavo Fischer
 
Historia da Animação Digital
Historia da Animação DigitalHistoria da Animação Digital
Historia da Animação Digital
Dra. Camila Hamdan
 
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
Priscila Selmo
 
Aula: Tendência das interfaces
Aula: Tendência das interfacesAula: Tendência das interfaces
Aula: Tendência das interfaces
Janynne Gomes
 
Aula 03 net art
Aula 03 net artAula 03 net art
Aula 03 net art
Venise Melo
 
Teoria da interactividade
Teoria da interactividadeTeoria da interactividade
Teoria da interactividade
Carlos Barbosa
 
Visualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
Visualização de Informação e Interacção Homem-MáquinaVisualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
Visualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
Tiago Valente
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
André Costa
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
Pelo Siro
 
Aula 01 net art
Aula 01 net artAula 01 net art
Aula 01 net art
Venise Melo
 
Arte e Mídia
Arte e MídiaArte e Mídia
Arte e Mídia
Joaquim Netto
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Alexandre Berbe
 
Realidadevirtual
RealidadevirtualRealidadevirtual
Realidadevirtual
Elifranio Alves Cruz
 
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
Marcelo Prudente
 

Semelhante a Genealogia das telas, meios mediações e remidiações. (20)

Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internetDo Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
Do Webdesign ao Mediadesign: idéias para repensar o branding na internet
 
Artedigitalfinal
ArtedigitalfinalArtedigitalfinal
Artedigitalfinal
 
Artedigitalfinal
ArtedigitalfinalArtedigitalfinal
Artedigitalfinal
 
Projeto EU||EU
Projeto EU||EUProjeto EU||EU
Projeto EU||EU
 
Trabalho gui
Trabalho guiTrabalho gui
Trabalho gui
 
arte digital
arte digitalarte digital
arte digital
 
aula remidiação
aula remidiaçãoaula remidiação
aula remidiação
 
Historia da Animação Digital
Historia da Animação DigitalHistoria da Animação Digital
Historia da Animação Digital
 
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
A Influencia Das Emocoes e Dos Processos Cognitivos Em Ambientes de Realidade...
 
Aula: Tendência das interfaces
Aula: Tendência das interfacesAula: Tendência das interfaces
Aula: Tendência das interfaces
 
Aula 03 net art
Aula 03 net artAula 03 net art
Aula 03 net art
 
Teoria da interactividade
Teoria da interactividadeTeoria da interactividade
Teoria da interactividade
 
Visualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
Visualização de Informação e Interacção Homem-MáquinaVisualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
Visualização de Informação e Interacção Homem-Máquina
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
 
Aula 01 net art
Aula 01 net artAula 01 net art
Aula 01 net art
 
Arte e Mídia
Arte e MídiaArte e Mídia
Arte e Mídia
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
 
Realidadevirtual
RealidadevirtualRealidadevirtual
Realidadevirtual
 
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
Interface e Usabilidade: Como levar o usuário onde queremos!
 

Mais de André Conti Silva

Design thinking
Design thinkingDesign thinking
Design thinking
André Conti Silva
 
Design e emoção
Design e emoçãoDesign e emoção
Design e emoção
André Conti Silva
 
Design as a proposed of experience: a new concept od well living
Design as a proposed of experience: a new concept od well livingDesign as a proposed of experience: a new concept od well living
Design as a proposed of experience: a new concept od well living
André Conti Silva
 
Cinemas de vanguarda
Cinemas de vanguardaCinemas de vanguarda
Cinemas de vanguarda
André Conti Silva
 
História da fotografia
História da fotografiaHistória da fotografia
História da fotografia
André Conti Silva
 
Fotografia de moda: história e fotógrafos
Fotografia de moda: história e fotógrafosFotografia de moda: história e fotógrafos
Fotografia de moda: história e fotógrafos
André Conti Silva
 
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
André Conti Silva
 
Cores
CoresCores
Bitmap ou vetor?
Bitmap ou vetor?Bitmap ou vetor?
Bitmap ou vetor?
André Conti Silva
 
Design e emoção
Design e emoçãoDesign e emoção
Design e emoção
André Conti Silva
 
Criatividade: conceitos e estratégias
Criatividade: conceitos e estratégiasCriatividade: conceitos e estratégias
Criatividade: conceitos e estratégias
André Conti Silva
 
Sintaxe da linguagem visual
Sintaxe da linguagem visualSintaxe da linguagem visual
Sintaxe da linguagem visual
André Conti Silva
 
Design e percepção
Design e percepçãoDesign e percepção
Design e percepção
André Conti Silva
 
Design, superfícies e linguagem não verbal
Design, superfícies e linguagem não verbalDesign, superfícies e linguagem não verbal
Design, superfícies e linguagem não verbal
André Conti Silva
 

Mais de André Conti Silva (14)

Design thinking
Design thinkingDesign thinking
Design thinking
 
Design e emoção
Design e emoçãoDesign e emoção
Design e emoção
 
Design as a proposed of experience: a new concept od well living
Design as a proposed of experience: a new concept od well livingDesign as a proposed of experience: a new concept od well living
Design as a proposed of experience: a new concept od well living
 
Cinemas de vanguarda
Cinemas de vanguardaCinemas de vanguarda
Cinemas de vanguarda
 
História da fotografia
História da fotografiaHistória da fotografia
História da fotografia
 
Fotografia de moda: história e fotógrafos
Fotografia de moda: história e fotógrafosFotografia de moda: história e fotógrafos
Fotografia de moda: história e fotógrafos
 
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
Luz, cor e fenômenos ópticos para fotografia
 
Cores
CoresCores
Cores
 
Bitmap ou vetor?
Bitmap ou vetor?Bitmap ou vetor?
Bitmap ou vetor?
 
Design e emoção
Design e emoçãoDesign e emoção
Design e emoção
 
Criatividade: conceitos e estratégias
Criatividade: conceitos e estratégiasCriatividade: conceitos e estratégias
Criatividade: conceitos e estratégias
 
Sintaxe da linguagem visual
Sintaxe da linguagem visualSintaxe da linguagem visual
Sintaxe da linguagem visual
 
Design e percepção
Design e percepçãoDesign e percepção
Design e percepção
 
Design, superfícies e linguagem não verbal
Design, superfícies e linguagem não verbalDesign, superfícies e linguagem não verbal
Design, superfícies e linguagem não verbal
 

Genealogia das telas, meios mediações e remidiações.