SlideShare uma empresa Scribd logo
O
I
L
U
M
I
N
I
S
M
O
Início
O contexto histórico em que surgiu o Iluminismo

Burguesia e Iluminismo

As luzes da razão

O que o iluminismo defendia

O que o iluminismo combatia

Os pensadores iluministas

Despotismo esclarecido

As idéias iluministas no Brasil
O contexto histórico em
que surgiu o Iluminismo
  O pensamento ocidental antes tão marcado pelo
misticismo religioso, conheceu a partir do século
XVIII uma nova possibilidade de construção
sustentada no racionalismo. O mundo físico e seus
fenômenos deixavam de ser justificados pela religião
e passavam a ser explicados pela razão. O Iluminismo
foi acima de tudo uma revolução cultural porque
propôs uma nova forma de entender natureza e a
sociedade e significou uma transformação profunda na
forma de pensar, pois rompeu com a maneira como as
pessoas pensavam antes.
Burguesia e Iluminismo
Ao criticar o Antigo Regime a burguesia foi
desenvolvendo sua própria ideologia,
baseando-se no seguinte argumento:
• o Estado só é verdadeiramente poderoso se
for rico;
• para enriquecer, ele precisa expandir as
atividades capitalistas;
• para expandir as atividades capitalistas é
preciso dar liberdade e poder à burguesia.
As luzes da razão

  O ser humano torna-se
produtor do conhecimento.
O pressuposto básico do
Iluminismo era a razão, e
seu objetivo, encontrar a
verdade. Para os Iluministas
o conhecimento somente
podia ser considerado
verdadeiro quando fosse
evidente para a razão e
para os sentidos.
As luzes da razão

  A enciclopédia que
iluminava.
A enciclopédia
abordava todos os
assuntos e divulgava
as idéias filosóficas e
políticas do
Iluminismo.
As luzes da razão

  Esclarecer é educar.
Os homens são produtos da educação e
da sociedade em que vivem.
  O império da ciência.
A ciência adquiriu o gigantesco poder de
explicar o funcionamento do universo.
O que o Iluminismo defendia

  A igualdade jurídica;
  Tolerância religiosa ou filosófica;
  Liberdade pessoal e social;
  Direito a propriedade privada;
 Defesa do contrato como
mediador das relações sociais.
O que o Iluminismo combatia

  O absolutismo monárquico;
 O mercantilismo – A intervenção
do estado na vida econômica;
  A tese do direito divino dos reis;
  A participação da igreja na vida
pública.
Os pensadores iluministas
Teorias para a
sociedade liberal
• Montesquieu: A
teoria da separação
dos três poderes, do
estado em
legislativo, executivo
e judiciário.
Os pensadores iluministas
•Voltaire: A crítica a
igreja e a liberdade
de pensamento.
“ Posso não concordar
com nenhuma das
palavras que você diz,
mas defenderei até a
morte o direito de
você dizê-las.”
Os pensadores iluministas
Teorias para a
sociedade liberal
• Diderot e
D’Alembert:
Organizadores da
enciclopédia, que
pretendia reunir os
principais
conhecimentos da
época.
Os pensadores iluministas

•Rousseau:
A teoria
do bom
selvagem e
contrato
social.
Os pensadores iluministas

•John Locke: O
estado deveria
ser organizado
a partir de um
consenso ( do
acordo entre os
cidadãos).
Os pensadores iluministas
Teorias para a economia
Na escola fisiocrata:
• François Quesnay:
Pregava a implantação de um
capitalismo agrário, baseado
no aumento de produção
agrícola.
Os pensadores iluministas
Teorias para a
economia
Na escola do
liberalismo
econômico:
•Adam Smith: A
economia deveria ser
dirigida pelo livre jogo
da oferta e da procura
de mercado (Laissez-
faire).
Despotismo Esclarecido
• Os governantes absolutistas de alguns países
europeus adotaram certos princípios do Iluminismo,
promovendo em seus estados uma série de reformas
nos campos social e econômico. Esses governantes
ficaram conhecidos como déspotas esclarecidos.
Déspotas esclarecidos – de modo geral, a palavra
déspota refere-se a “ditador”, mas no nosso estudo
ela designa o “monarca absolutista”.
E, por mostrarem-se receptivos a certos princípios do
Iluminismo, ficaram conhecidos através dessa
expressão.
As idéias Iluministas no Brasil
  Os pressupostos das luzes estiveram presentes
em inúmeras revoluções ocorridas a partir da
segunda metade do século XVIII. Essas idéias
varreram quase o mundo todo, levando as pessoas
a se organizarem para derrubar a sociedade de
privilégios que marcou o Estado moderno. Nas
colônias americanas, o ideário iluminista
estimulou as lutas de independência. No Brasil as
conjurações Mineira (1789) e Baiana (1798)
foram fortemente influenciadas pelo Iluminismo.
As idéias Iluministas no Brasil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução FrancesaIluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Carlos Glufke
 
Ficha de trabalho cultura do salão
Ficha de trabalho  cultura do salãoFicha de trabalho  cultura do salão
Ficha de trabalho cultura do salão
Carla Teixeira
 
2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo
Kerol Brombal
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
Paulo Alexandre
 
Iluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesaIluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesa
Dismael Sagás
 
Módulo 7 contexto histórico
Módulo 7   contexto históricoMódulo 7   contexto histórico
Módulo 7 contexto histórico
Carla Freitas
 
O iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecidoO iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecido
Tarciso Heli Ferreira Júnior
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
eduardodemiranda
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecidoIluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
Mozão Fraga
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janaína Tavares
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
deividyalves
 
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômicoDespotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
Marlon Barros Cardozo
 
Iluminismo01
Iluminismo01Iluminismo01
Iluminismo01
dmflores21
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
dmflores21
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
Da rev cient ao iluminismo parte 2
Da rev cient ao iluminismo parte 2Da rev cient ao iluminismo parte 2
Da rev cient ao iluminismo parte 2
Carla Teixeira
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
200166754
 
Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
Carla Freitas
 
Questionario. teorias sociais
Questionario. teorias sociaisQuestionario. teorias sociais
Questionario. teorias sociais
Educador Lamarão
 

Mais procurados (20)

Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução FrancesaIluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
 
Ficha de trabalho cultura do salão
Ficha de trabalho  cultura do salãoFicha de trabalho  cultura do salão
Ficha de trabalho cultura do salão
 
2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo2˚ano iluminismo
2˚ano iluminismo
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
 
Iluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesaIluminismo.revolucao.francesa
Iluminismo.revolucao.francesa
 
Módulo 7 contexto histórico
Módulo 7   contexto históricoMódulo 7   contexto histórico
Módulo 7 contexto histórico
 
O iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecidoO iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecido
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecidoIluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
 
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômicoDespotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
 
Iluminismo01
Iluminismo01Iluminismo01
Iluminismo01
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
Da rev cient ao iluminismo parte 2
Da rev cient ao iluminismo parte 2Da rev cient ao iluminismo parte 2
Da rev cient ao iluminismo parte 2
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
 
Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Questionario. teorias sociais
Questionario. teorias sociaisQuestionario. teorias sociais
Questionario. teorias sociais
 

Destaque

Revolução Francesa
Revolução Francesa Revolução Francesa
Revolução Francesa
Carlos Zaranza
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
Carlos Zaranza
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Carlos Zaranza
 
Revolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismoRevolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismo
Carlos Zaranza
 
Independencia dos EUA
Independencia dos EUAIndependencia dos EUA
Independencia dos EUA
Carlos Zaranza
 
Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
 Revolução Industrial - www.carloszaranza.com Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
Carlos Zaranza
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Carlos Zaranza
 
Sociedade mineradora
Sociedade mineradoraSociedade mineradora
Sociedade mineradora
Carlos Zaranza
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
Carlos Zaranza
 
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Carlos Zaranza
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
Carlos Zaranza
 
Muralhasda china
Muralhasda chinaMuralhasda china
Muralhasda china
Carlos Zaranza
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
Carlos Zaranza
 
Mesopotamia
Mesopotamia Mesopotamia
Mesopotamia
Carlos Zaranza
 
Desenrolando o Egito
Desenrolando o EgitoDesenrolando o Egito
Desenrolando o Egito
Carlos Zaranza
 
Grecia Antiga
Grecia Antiga Grecia Antiga
Grecia Antiga
Carlos Zaranza
 
Brasil imperio do Brasil - primeiro reinado
Brasil imperio do Brasil -  primeiro reinadoBrasil imperio do Brasil -  primeiro reinado
Brasil imperio do Brasil - primeiro reinado
Carlos Zaranza
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
Carlos Zaranza
 
China antiga 1
China antiga 1China antiga 1
China antiga 1
Carlos Zaranza
 
Era napoleônica
Era napoleônica Era napoleônica
Era napoleônica
Carlos Zaranza
 

Destaque (20)

Revolução Francesa
Revolução Francesa Revolução Francesa
Revolução Francesa
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Revolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismoRevolução inglesa e absolutismo
Revolução inglesa e absolutismo
 
Independencia dos EUA
Independencia dos EUAIndependencia dos EUA
Independencia dos EUA
 
Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
 Revolução Industrial - www.carloszaranza.com Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
Revolução Industrial - www.carloszaranza.com
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Sociedade mineradora
Sociedade mineradoraSociedade mineradora
Sociedade mineradora
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
 
Muralhasda china
Muralhasda chinaMuralhasda china
Muralhasda china
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Mesopotamia
Mesopotamia Mesopotamia
Mesopotamia
 
Desenrolando o Egito
Desenrolando o EgitoDesenrolando o Egito
Desenrolando o Egito
 
Grecia Antiga
Grecia Antiga Grecia Antiga
Grecia Antiga
 
Brasil imperio do Brasil - primeiro reinado
Brasil imperio do Brasil -  primeiro reinadoBrasil imperio do Brasil -  primeiro reinado
Brasil imperio do Brasil - primeiro reinado
 
America espanhola
America espanholaAmerica espanhola
America espanhola
 
China antiga 1
China antiga 1China antiga 1
China antiga 1
 
Era napoleônica
Era napoleônica Era napoleônica
Era napoleônica
 

Semelhante a Iluminismo - www.carloszaranza.com

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a
Valmir Gomes
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Expedito Martins
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
Ilumimismo
IlumimismoIlumimismo
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
Anna Paula
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
AulasDeHistoriaApoio
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
EnsinoFundamental
 
Iluminismo 2012
Iluminismo 2012Iluminismo 2012
Iluminismo 2012
ProfessoresColeguium
 
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iracema16
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
eunamahcado
 
Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)
eunamahcado
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
Marilia Pimentel
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
Foz
 
Iluminismo.ppt
Iluminismo.pptIluminismo.ppt
Iluminismo.ppt
Diego Bruno Almeida
 
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
josefilho821
 
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
JosFilho411011
 
O Iluminismo com suas características básicas.
O Iluminismo com suas características básicas.O Iluminismo com suas características básicas.
O Iluminismo com suas características básicas.
denyswilton2
 

Semelhante a Iluminismo - www.carloszaranza.com (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
Ilumimismo
IlumimismoIlumimismo
Ilumimismo
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
 
Iluminismo 2012
Iluminismo 2012Iluminismo 2012
Iluminismo 2012
 
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
Iluminismo (seu surgimento, contexto histórico)
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Iluminismo.ppt
Iluminismo.pptIluminismo.ppt
Iluminismo.ppt
 
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
20102021133556565665656204O Iluminismo.ppt
 
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
20102021133204O Iluminismo.pptgtgtgtgtgsdfgsg
 
O Iluminismo com suas características básicas.
O Iluminismo com suas características básicas.O Iluminismo com suas características básicas.
O Iluminismo com suas características básicas.
 

Mais de Carlos Zaranza

O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiroO ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
Carlos Zaranza
 
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiroO movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
Carlos Zaranza
 
Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018
Carlos Zaranza
 
Africanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistênciaAfricanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistência
Carlos Zaranza
 
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
Carlos Zaranza
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
Carlos Zaranza
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
Carlos Zaranza
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
Carlos Zaranza
 
4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito
Carlos Zaranza
 
História do cinema brasileiro - apostila
História do cinema brasileiro -  apostilaHistória do cinema brasileiro -  apostila
História do cinema brasileiro - apostila
Carlos Zaranza
 
Cinema brasileiro
Cinema brasileiroCinema brasileiro
Cinema brasileiro
Carlos Zaranza
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
Carlos Zaranza
 
Ariano Suassuna
Ariano SuassunaAriano Suassuna
Ariano Suassuna
Carlos Zaranza
 
Atividades diversificadas
Atividades diversificadasAtividades diversificadas
Atividades diversificadas
Carlos Zaranza
 
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sinteticoModernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Carlos Zaranza
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistas
Carlos Zaranza
 
Semana de arte moderna 22
Semana de arte moderna 22Semana de arte moderna 22
Semana de arte moderna 22
Carlos Zaranza
 
Gabarito p2 3 trim 2013
Gabarito p2 3 trim 2013Gabarito p2 3 trim 2013
Gabarito p2 3 trim 2013
Carlos Zaranza
 
3 trim revisão prova II
3 trim revisão prova II3 trim revisão prova II
3 trim revisão prova II
Carlos Zaranza
 
Expansão comercial marítima Europeia - www.carloszaranza.com
Expansão comercial  marítima Europeia - www.carloszaranza.comExpansão comercial  marítima Europeia - www.carloszaranza.com
Expansão comercial marítima Europeia - www.carloszaranza.com
Carlos Zaranza
 

Mais de Carlos Zaranza (20)

O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiroO ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
 
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiroO movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
 
Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018
 
Africanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistênciaAfricanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistência
 
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
 
4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito
 
História do cinema brasileiro - apostila
História do cinema brasileiro -  apostilaHistória do cinema brasileiro -  apostila
História do cinema brasileiro - apostila
 
Cinema brasileiro
Cinema brasileiroCinema brasileiro
Cinema brasileiro
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
 
Ariano Suassuna
Ariano SuassunaAriano Suassuna
Ariano Suassuna
 
Atividades diversificadas
Atividades diversificadasAtividades diversificadas
Atividades diversificadas
 
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sinteticoModernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistas
 
Semana de arte moderna 22
Semana de arte moderna 22Semana de arte moderna 22
Semana de arte moderna 22
 
Gabarito p2 3 trim 2013
Gabarito p2 3 trim 2013Gabarito p2 3 trim 2013
Gabarito p2 3 trim 2013
 
3 trim revisão prova II
3 trim revisão prova II3 trim revisão prova II
3 trim revisão prova II
 
Expansão comercial marítima Europeia - www.carloszaranza.com
Expansão comercial  marítima Europeia - www.carloszaranza.comExpansão comercial  marítima Europeia - www.carloszaranza.com
Expansão comercial marítima Europeia - www.carloszaranza.com
 

Iluminismo - www.carloszaranza.com

  • 2. Início O contexto histórico em que surgiu o Iluminismo Burguesia e Iluminismo As luzes da razão O que o iluminismo defendia O que o iluminismo combatia Os pensadores iluministas Despotismo esclarecido As idéias iluministas no Brasil
  • 3. O contexto histórico em que surgiu o Iluminismo O pensamento ocidental antes tão marcado pelo misticismo religioso, conheceu a partir do século XVIII uma nova possibilidade de construção sustentada no racionalismo. O mundo físico e seus fenômenos deixavam de ser justificados pela religião e passavam a ser explicados pela razão. O Iluminismo foi acima de tudo uma revolução cultural porque propôs uma nova forma de entender natureza e a sociedade e significou uma transformação profunda na forma de pensar, pois rompeu com a maneira como as pessoas pensavam antes.
  • 4. Burguesia e Iluminismo Ao criticar o Antigo Regime a burguesia foi desenvolvendo sua própria ideologia, baseando-se no seguinte argumento: • o Estado só é verdadeiramente poderoso se for rico; • para enriquecer, ele precisa expandir as atividades capitalistas; • para expandir as atividades capitalistas é preciso dar liberdade e poder à burguesia.
  • 5. As luzes da razão O ser humano torna-se produtor do conhecimento. O pressuposto básico do Iluminismo era a razão, e seu objetivo, encontrar a verdade. Para os Iluministas o conhecimento somente podia ser considerado verdadeiro quando fosse evidente para a razão e para os sentidos.
  • 6. As luzes da razão A enciclopédia que iluminava. A enciclopédia abordava todos os assuntos e divulgava as idéias filosóficas e políticas do Iluminismo.
  • 7. As luzes da razão Esclarecer é educar. Os homens são produtos da educação e da sociedade em que vivem. O império da ciência. A ciência adquiriu o gigantesco poder de explicar o funcionamento do universo.
  • 8. O que o Iluminismo defendia A igualdade jurídica; Tolerância religiosa ou filosófica; Liberdade pessoal e social; Direito a propriedade privada; Defesa do contrato como mediador das relações sociais.
  • 9. O que o Iluminismo combatia O absolutismo monárquico; O mercantilismo – A intervenção do estado na vida econômica; A tese do direito divino dos reis; A participação da igreja na vida pública.
  • 10. Os pensadores iluministas Teorias para a sociedade liberal • Montesquieu: A teoria da separação dos três poderes, do estado em legislativo, executivo e judiciário.
  • 11. Os pensadores iluministas •Voltaire: A crítica a igreja e a liberdade de pensamento. “ Posso não concordar com nenhuma das palavras que você diz, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.”
  • 12. Os pensadores iluministas Teorias para a sociedade liberal • Diderot e D’Alembert: Organizadores da enciclopédia, que pretendia reunir os principais conhecimentos da época.
  • 13. Os pensadores iluministas •Rousseau: A teoria do bom selvagem e contrato social.
  • 14. Os pensadores iluministas •John Locke: O estado deveria ser organizado a partir de um consenso ( do acordo entre os cidadãos).
  • 15. Os pensadores iluministas Teorias para a economia Na escola fisiocrata: • François Quesnay: Pregava a implantação de um capitalismo agrário, baseado no aumento de produção agrícola.
  • 16. Os pensadores iluministas Teorias para a economia Na escola do liberalismo econômico: •Adam Smith: A economia deveria ser dirigida pelo livre jogo da oferta e da procura de mercado (Laissez- faire).
  • 17. Despotismo Esclarecido • Os governantes absolutistas de alguns países europeus adotaram certos princípios do Iluminismo, promovendo em seus estados uma série de reformas nos campos social e econômico. Esses governantes ficaram conhecidos como déspotas esclarecidos. Déspotas esclarecidos – de modo geral, a palavra déspota refere-se a “ditador”, mas no nosso estudo ela designa o “monarca absolutista”. E, por mostrarem-se receptivos a certos princípios do Iluminismo, ficaram conhecidos através dessa expressão.
  • 18. As idéias Iluministas no Brasil Os pressupostos das luzes estiveram presentes em inúmeras revoluções ocorridas a partir da segunda metade do século XVIII. Essas idéias varreram quase o mundo todo, levando as pessoas a se organizarem para derrubar a sociedade de privilégios que marcou o Estado moderno. Nas colônias americanas, o ideário iluminista estimulou as lutas de independência. No Brasil as conjurações Mineira (1789) e Baiana (1798) foram fortemente influenciadas pelo Iluminismo.