SlideShare uma empresa Scribd logo
Independência do Brasil Quadro de Pedro Américo  Desfile Militar
Independência do Brasil A música que acabamos de ouvir é um  trecho do   Hino da Independência do  Brasil   composto por Evaristo da Veiga. Você sabe como o  Brasil  se tornou  independente?
Independência do Brasil Nessa aula vamos aprender sobre: Os  antecedentes  históricos desse fato; Os  fatores   internos  e  externos  que influenciaram o processo; Declaração  da  independência ;  Mudanças  políticas, econômicas e sociais.
Independência do Brasil A  Inconfidência Mineira , liderada por Tiradentes, foi o um dos movimentos   contra  a política   metropolitana . No final do século XVIII lutava  por:  Antecedentes:
Independência do Brasil Constituir uma  república ; Desenvolvimento das  indústrias . Liberdade   política  e  econômica .  O movimento foi  influenciado  pelo Iluminismo , que contesta o Antigo Regime. Além da Inconfidência Mineira,  a  outra  revolta  foi  a...
Independência do Brasil Conjuração Baiana , que além da busca pela liberdade política, tinha como  característica  a participação  popular  e luta pelo  fim  da escravidão .  Portanto, existiram grupos insatisfeitos com o modo de administrar a colônia, muito  antes da declaração da Independência.
Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Revoltas Separatistas Conjuração Baiana
Independência do Brasil A  mudança  da  Família   Real  Portuguesa para sua  colônia  na América, foi um passo importante  para a  independência . Mesmo sem essa intenção, as  atitudes  e decisões  conduzem  a esse  acontecimento . Você sabe quais foram essas medidas?
Independência do Brasil Abertura dos portos  às nações amigas Tratado de Aliança  e Comércio- Inglaterra Elevação do Brasil à  categoria de Reino Fim monopólio comercial Quando deixa de ser colônia, ganha certa autonomia. Compra de produtos manufaturados
Decreto oficializando a abertura dos portos
Independência do Brasil Como toda  ação  gera uma  reação , as consequências  desses atos  foram : Fim  do  Pacto Colonial , pois uma das suas características era a fidelidade a metrópole; O crescente  interesse  da  Inglaterra  no promissor  mercado   consumidor ;  O  comércio  entre  Brasil  e  Portugal   foi  prejudicado  pela ação inglesa.
Independência do Brasil Fornecedores de gêneros primários e consumidores  Venda de produtos industrializados
Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fim do Pacto Colonial Comércio com  a Inglaterra Colônia passa a ser Reino  Revoltas Separatistas Conjuração Baiana
Vamos praticar! Qual a principal implicação da Abertura dos Portos- 1808, para a economia de Portugal?
Vamos praticar! Qual a principal implicação da Abertura dos Portos- 1808, para a economia de Portugal? R: A Abertura dos Portos significou o livre  comércio com outras nações; logo, a  competição entre os produtos da metrópole  com de outros países, em especial inglês.
Vamos praticar! A abertura dos portos, realizada por D. João (1808), teve amplas repercussões, pois na prática significou:  a) o aumento sensível das exportações sobre as importações, com a restauração da balança de pagamentos.  b) o estabelecimento de maiores laços comerciais com Lisboa, conforme o plano de Manuel Nunes Viana, paulista de grande prestígio.  c) manutenção da política econômica mercantilista, segundo defendia José da Silva Lisboa.  d) o rompimento do pacto colonial, iniciando em novo processo que culminou com a Independência.  e) a Intensificação do processo de independência econômica do Brasil, em face da liberdade industrial.
Vamos praticar! A abertura dos portos, realizada por D. João (1808), teve amplas repercussões, pois na prática significou:  a) o aumento sensível das exportações sobre as importações, com a restauração da balança de pagamentos.  b) o estabelecimento de maiores laços comerciais com Lisboa, conforme o plano de Manuel Nunes Viana, paulista de grande prestígio.  c) manutenção da política econômica mercantilista, segundo defendia José da Silva Lisboa.  e) a Intensificação do processo de independência econômica do Brasil, em face da liberdade industrial.  d) o rompimento do pacto colonial, iniciando em novo processo que culminou com a Independência.
Vamos praticar! (Fuvest) Do ponto de vista econômico, que medidas tomadas por D. João no Brasil aceleraram o processo de independência? Por que?
Vamos praticar! (Fuvest) Do ponto de vista econômico, que medidas tomadas por D. João no Brasil aceleraram o processo de independência? Por que? R: Abertura dos Portos e tratado comercial com Inglaterra. Foi o rompimento, na prático  do Pacto Colonial e do monopólio comercial.
Independência do Brasil Dom João VI Revolução Liberal do Porto
Independência do Brasil Com a  saída  da  Corte , os  portugueses   lutaram contra o  domínio francês  e as  dificuldades econômicas. Fator Externo:
Independência do Brasil Por que a vinda da Corte para a colônia  do Novo Mundo gerou insatisfação da burguesia lusitana?
Independência do Brasil Somado aos  gastos  com a  resistência  a dominação  francesa,a   burguesia   perdeu  o monopólio  de compra e venda de produtos para a  colônia .  A  Inglaterra  ganhava mais destaque e privilégios   comerciais .
Independência do Brasil A  reação  de Portugal foi a  Revolução  Liberal do Porto , que exigia: O  retorno  de  Dom João VI , mas desta vez  respeitando  a  constituição  nacional; O  fim  da  influência   inglesa  do Brasil, retornando a exclusividade  comercial .
Independência do Brasil Com essas propostas percebemos que a intenção era de recolonizar,  ou seja, que o Brasil voltasse a ser  colônia de Portugal.
Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fatores  Externos Revolução do Porto Fim do Pacto Colonial Comércio com  a Inglaterra Colônia passa a ser Reino  Revoltas Separatistas Conjuração Baiana  Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX
Vamos praticar! (Cesgranrio-RJ) - A Revolução do Porto, em 1820, pode ser  considerada decisiva para a independência do Brasil porque: a)  garantia a autonomia da colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. b)  fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na colônia e articulados com os grandes proprietários. c)  impunha a colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro. d)  transferia a colônia o caráter reformista do capitalismo industrial e do liberalismo. e)  ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter varias medidas tomadas por D. João no Brasil.
Vamos praticar! (Cesgranrio-RJ) - A Revolução do Porto, em 1820, pode ser  considerada decisiva para a independência do Brasil porque: a)  garantia a autonomia da colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. b)  fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na colônia e articulados com os grandes proprietários. c)  impunha a colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro. d)  transferia a colônia o caráter reformista do capitalismo industrial e do liberalismo. e) ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter varias medidas tomadas por D. João no Brasil.
Vamos praticar! (UGF-RJ) - Por volta de 1820, a burguesia portuguesa inicia uma revolução liberal. Controlando o poder, propõe-se a recuperar a economia do reino e exige medidas imediatas como: a)  desligar-se da dependência inglesa e participar da Revolução Industrial. b)  o regresso de D. João VI a Metrópole e a recolonização do Brasil. c)  coroar D. Pedro Imperador de Portugal e adotar uma Constituição liberal. d)  a aplicação de leis protecionistas para a ampliação do mercado interno português. e)  alianças com a Inglaterra e acordos para iniciar a industrialização.
Vamos praticar! (UGF-RJ) - Por volta de 1820, a burguesia portuguesa inicia uma revolução liberal. Controlando o poder, propõe-se a recuperar a economia do reino e exige medidas imediatas como: a)  desligar-se da dependência inglesa e participar da Revolução Industrial. c)  coroar D. Pedro Imperador de Portugal e adotar uma Constituição liberal. d)  a aplicação de leis protecionistas para a ampliação do mercado interno português. e)  alianças com a Inglaterra e acordos para iniciar a industrialização.  b) o regresso de D. João VI a Metrópole e a recolonização do Brasil.
O que você acha de  fazermos um resumo? Fator externo:  Com a saída da Corte os ___________ enfrentaram dificuldades, ocasionando a _________ da população e da __________, que perdeu o ____________ de compra e venda de produtos para a _________.  A __________ ganhava mais destaque e ___________ comerciais. A reação foi a _______________________, que exigia a volta de _________ e fim da influência inglesa. O principal objetivo lusitano era a ________________.
O que você acha de  fazermos um resumo? Fator externo:  Com a saída da Corte os  portugueses  enfrentaram dificuldades, ocasionando a  insatisfação  da população E da  burguesia  que perdeu o  monopólio  de compra e venda de produtos para a  colônia .  A  Inglaterra  ganhava mais destaque e  privilégios comerciais. A reação foi a  Revolta Liberal do Porto que exigia a volta de  D. João VI  e fim da influência inglesa. O principal objetivo lusitano era a  recolonização .
Independência do Brasil Fatores Internos: Diante da pressão que a  Revolução   do   Porto gerou,  D. João VI  não teve outra alternativa, e retornou  ao país.  Porém encontrou  Portugal   diferente  de 1808. O regime político não era mais absolutista; uma constituição  foi criada e  obedecida  por  todos , inclusive o Rei. Por um período Portugal foi  governado  por uma  monarquia  constitucional. Bandeira Liberal
Independência do Brasil Para  garantir  sua  influência  no Brasil, o monarca  deixou  no  trono seu filho  D. Pedro I , como  Príncipe Regente .  Porém essa  decisão dificultava  os planos de recolonização .
Independência do Brasil Com a incerteza dos novos caminhos do Brasil, a  elite agrária e os  comerciantes   organizaram-se  em : Partido Brasileiro Português Grandes proprietários escravistas.  Defendiam a liberdade política,  sem a separação de Portugal Comerciantes contrários a  autonomia da colônia e  liberdade econômica
Independência do Brasil Com essas  características , é possível  classificar  os partidos em:  colonialistas-  partido  português  e  anticolonialistas-  partido  brasileiro .   Mas perceba que  nenhum  dos  grupos   questionava  a  escravidão , essa era o ponto comum entre eles.
Dia do Fico 09 de Janeiro de 1822 Foi um passo decisivo para independência Apoio da elite agrária Partido brasileiro D. Pedro I recusa-se  a obedecer Portugal Seu retorno era importante para o propósito de recolonização  “  Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo fico” Rompimento com Portugal
Independência do Brasil Outras  decisões  que afirmaram a  resistência  de D. Pedro I: Cumpra-se : todas as  leis  vinda de  Portugal  eram  aceitas  mediantes  autorização  do  Príncipe  regente; Proibição  do  desembarque  de  tropas  lusitanas. José Bonifácio  é  nomeado , representante aristocracia, como  ministro  da justiça.
Independência do Brasil Em  viagem  a São Paulo,  D. Pedro I  recebe uma carta de sua esposa e de José Bonifácio  informando  que a  Corte anulou  todos seus  atos  e  exigia  seu  retorno  imediato.  Sua  decisão  foi a ... Declaração da independência   em 07 de setembro de 1822 “ Nossa divisa de hoje em diante será Independência ou morte”
Independência do Brasil Portugal   não   aceitou  facilmente sua  perda , e exigiu  indenização  para  reconhecer  a  autonomia da colônia. O  valor   foi  pago com o  empréstimo  feito para Inglaterra . Mas qual o  interesse  desse  país  no  reconhecimento da  independência ?
Independência do Brasil Era importante para a Inglaterra que o Brasil fosse livre, político e economicamente, pois com o fim do monopólio,  ganharia mercado consumidor
Independência do Brasil Coroação de D.Pedro I
Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fator  Externo Retorno de D. João VI a Portugal Fatores Internos Revolução do Porto Fim do Pacto Colonial Comércio com  a Inglaterra Colônia passa a ser Reino  Revoltas Separatistas Conjuração Baiana  Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX Apóio inglês Dia do Fico Empréstimo 07/09/1822 Independência ou Morte !!! Partido brasileiro/ Partido português Independência Colonialista Anticolonialistas
Vamos praticar! Verdadeiro ou Falso: Com a Revolução do Porto, Portugal continua no regime Absolutista. (  )  A permanência de D. Pedro I, no Brasil, atrapalhava os planos de recolonização da Corte lusitana. (  ) O partido brasileiro era contra a independência, ou seja, anticolonialistas. (  )  O Dia do Fico foi a aceitação da recolonização imposta por Portugal. (  )
Vamos praticar! Verdadeiro ou Falso: Com a Revolução do Porto, Portugal continua no regime Absolutista. (  F  )  A permanência de D. Pedro I, no Brasil, atrapalhava os planos de recolonização da Corte lusitana. (  V   ) O partido brasileiro era contra a independência, ou seja, anticolonialistas. (  F  )  O Dia do Fico foi a aceitação da recolonização imposta por Portugal. (  F  )
Vamos praticar! (FUVEST) A atuação da Inglaterra no processo de emancipação política do Brasil, tinha por objetivo: a) dividir com os portugueses os lucros do comércio de escravos; b) garantir a manutenção dos interesses comerciais ingleses no país; c) organizar uma república parlamentar, constituída de províncias autônomas. d) implantar no Brasil núcleos coloniais de população inglesa; e) anular a parceria comercial com Portugal .
Vamos praticar! (FUVEST) A atuação da Inglaterra no processo de emancipação política do Brasil, tinha por objetivo: a) dividir com os portugueses os lucros do comércio de escravos; c) organizar uma república parlamentar, constituída de províncias autônomas. d) implantar no Brasil núcleos coloniais de população inglesa; e) anular a parceria comercial com Portugal . b) garantir a manutenção dos interesses comerciais ingleses no país;
Independência do Brasil Você sabe quais foram as mudanças após a Independência do país?
Independência do Brasil O Brasil continua um agrário- monocultura- importando produtos industrializados e vendendo matéria-prima.  Economia Não houve mudanças, a sociedade permanece escravista. Social Autonomia administrativa, tendo a frente a elite latifundiária.  Política
Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fator  Externo Retorno de D. João VI a Portugal Fatores Internos Revolução do Porto Mudanças Políticas Sociais Econômicas Fim do Pacto Colonial Comércio com  a Inglaterra Colônia passa a ser Reino  Revoltas Separatistas Conjuração Baiana  Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX Apóio inglês Autonomia Administrativa Permanece escravista Continua agrário-exportador Dia do Fico Empréstimo 07/09/1822 Independência ou Morte !!! Partido brasileiro/ Partido português Independência Colonialista Anticolonialistas
Vamos praticar! (PUC) Na história brasileira, a Independência, em 1822, não significou alteração qualitativa do sistema social. Isto porque: a) apesar do rompimento com Portugal, não foi proibida a vinda de imigrantes; b) as relações comerciais com a Inglaterra permitiram a substituição de importações; c) a exploração dos escravos foi reconhecida como crime contra as pessoas; d) o rompimento com a metrópole permitiu legislação favorável à distribuição de terras; e) a organização do trabalho persistiu baseada no braço escravo.
Vamos praticar! (PUC) Na história brasileira, a Independência, em 1822, não significou alteração qualitativa do sistema social. Isto porque: a) apesar do rompimento com Portugal, não foi proibida a vinda de imigrantes; b) as relações comerciais com a Inglaterra permitiram a substituição de importações; c) a exploração dos escravos foi reconhecida como crime contra as pessoas; d) o rompimento com a metrópole permitiu legislação favorável à distribuição de terras; e) a organização do trabalho persistiu baseada no braço escravo.
Vamos praticar! “ A Independência brasileira é fruto mais de uma classe do que da nação tomada em seu conjunto.” (Caio Prado Jr.) Identifique a alternativa que justifica e complementa o texto. ( A) A independência foi liderada pelas camadas populares e acompanhada de profundas mudanças sociais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios. (C) Os vários segmentos sociais uniram‐se em função da longa guerra de independência. (D) Os setores médios urbanos comandaram a luta, fazendo prevalecer o modelo político dos radicais liberais.
Vamos praticar! “ A Independência brasileira é fruto mais de uma classe do que da nação tomada em seu conjunto.” (Caio Prado Jr.) Identifique a alternativa que justifica e complementa o texto. ( A) A independência foi liderada pelas camadas populares e acompanhada de profundas mudanças sociais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios. (C) Os vários segmentos sociais uniram‐se em função da longa guerra de independência. (D) Os setores médios urbanos comandaram a luta, fazendo prevalecer o modelo político dos radicais liberais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios.
Independência do Brasil Podemos concluir ... A ruptura foi apenas no setor político; Em contradição aos ideais de liberdade e igualdade da independência, a escravidão continua como base da sociedade e economia; É oficializado o fim do Pacto Colonial, mas algumas práticas não mudam, como a importação de produtos industrializados.
Independência do Brasil Podemos concluir ... Foi um processo intensificado com a vinda da Família Real para a colônia; Realizada apenas pela elite rural, sem a participação popular;  Sua causa imediata está relacionada a Revolução do Porto com objetivo de  recolonização.
Independência do Brasil www.historianet.com.br  www.historiabrasileira.com  História Geral e Brasil- Luiz Koshiba e Denise M. F.Pereira, Ed. Atual, ensino médio, 2004 Bibliografia:
Independência do Brasil Bandeira do Brasil após a independência

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A revolução liberal do porto
A revolução liberal do portoA revolução liberal do porto
A revolução liberal do porto
historiando
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Idependência do Brasil
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  Idependência do Brasilwww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  Idependência do Brasil
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Idependência do Brasil
AulasDeHistoriaApoio
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
A influência das ideias iluministas no brasil 8°
A influência das ideias iluministas no brasil 8°A influência das ideias iluministas no brasil 8°
A influência das ideias iluministas no brasil 8°
Josivane Love
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
Janaína Tavares
 
Brasil período joanino e independência pdf
Brasil período joanino e independência pdfBrasil período joanino e independência pdf
Brasil período joanino e independência pdf
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Independencia do brasil
Independencia do brasilIndependencia do brasil
Independencia do brasil
Cleber Reis
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
Fatima Freitas
 
Período Joanino
Período JoaninoPeríodo Joanino
Período Joanino
Wellersonln
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
DeaaSouza
 
A independência política do brasil e o primeiro
A independência política do brasil e o primeiroA independência política do brasil e o primeiro
A independência política do brasil e o primeiro
garridodocordel
 
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro ReinadoFamília Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Valéria Shoujofan
 
A reacção absolutista
A reacção absolutistaA reacção absolutista
A reacção absolutista
Carla Teixeira
 
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
Escola Modelo de Iguatu
 
IndependêNcia NãO é Só Grito!
IndependêNcia NãO é Só Grito!IndependêNcia NãO é Só Grito!
IndependêNcia NãO é Só Grito!
Nila Michele Bastos Santos
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Marilia Pimentel
 
A Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VIA Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VI
Mariana Loureiro
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
Carla Freitas
 

Mais procurados (18)

A revolução liberal do porto
A revolução liberal do portoA revolução liberal do porto
A revolução liberal do porto
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Idependência do Brasil
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  Idependência do Brasilwww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História -  Idependência do Brasil
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Idependência do Brasil
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
A influência das ideias iluministas no brasil 8°
A influência das ideias iluministas no brasil 8°A influência das ideias iluministas no brasil 8°
A influência das ideias iluministas no brasil 8°
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
 
Brasil período joanino e independência pdf
Brasil período joanino e independência pdfBrasil período joanino e independência pdf
Brasil período joanino e independência pdf
 
Independencia do brasil
Independencia do brasilIndependencia do brasil
Independencia do brasil
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
 
Período Joanino
Período JoaninoPeríodo Joanino
Período Joanino
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
A independência política do brasil e o primeiro
A independência política do brasil e o primeiroA independência política do brasil e o primeiro
A independência política do brasil e o primeiro
 
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro ReinadoFamília Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
Família Real no Brasil, Independência e Primeiro Reinado
 
A reacção absolutista
A reacção absolutistaA reacção absolutista
A reacção absolutista
 
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
Independência do Brasil - Aula 1,2 e 3
 
IndependêNcia NãO é Só Grito!
IndependêNcia NãO é Só Grito!IndependêNcia NãO é Só Grito!
IndependêNcia NãO é Só Grito!
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
A Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VIA Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VI
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 

Semelhante a Idependência do brasil

www.AulasParticularesApoio.Com - História - Independência do Brasil
www.AulasParticularesApoio.Com - História -  Independência do Brasilwww.AulasParticularesApoio.Com - História -  Independência do Brasil
www.AulasParticularesApoio.Com - História - Independência do Brasil
ApoioAulas ParticularesCom
 
www.explicadoraescolar.com.br - História - Independência do Brasil
www.explicadoraescolar.com.br - História -  Independência do Brasilwww.explicadoraescolar.com.br - História -  Independência do Brasil
www.explicadoraescolar.com.br - História - Independência do Brasil
Márcia De Bianci
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - História - Independência do Brasil
www.videoaulagratisapoio.com.br - História -  Independência do Brasilwww.videoaulagratisapoio.com.br - História -  Independência do Brasil
www.videoaulagratisapoio.com.br - História - Independência do Brasil
Video Aulas Apoio
 
ATIVIDADES/2ANOS
ATIVIDADES/2ANOSATIVIDADES/2ANOS
ATIVIDADES/2ANOS
felipe_paes
 
Td 8 história ii
Td 8   história iiTd 8   história ii
Td 8 história ii
MatheusMesquitaMelo
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
KellyCarvalho2011
 
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
Carlos Zaranza
 
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUAwww.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
Vídeo Aulas Apoio
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
roxy2011
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
roxy2011
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
roxy2011
 
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
DanielaFilipaSilvaNa
 
7-Chegada da família real.docx
7-Chegada da família real.docx7-Chegada da família real.docx
7-Chegada da família real.docx
RafaelBritto16
 
Resumo historia brasil_parte_ii (1)
Resumo historia brasil_parte_ii (1)Resumo historia brasil_parte_ii (1)
Resumo historia brasil_parte_ii (1)
Manaahmaninha12
 
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
João Fernandes
 
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
João Fernandes
 
Independencia dos eua
Independencia dos euaIndependencia dos eua
Independencia dos eua
Lúcia Santana
 
Prova de historia 3 a
Prova de historia 3 aProva de historia 3 a
Prova de historia 3 a
Marcos Melo
 
A fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independênciaA fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independência
Wilton Moretto
 
O processo da independencia brasileira
O processo da independencia brasileiraO processo da independencia brasileira
O processo da independencia brasileira
Leandro Lopes
 

Semelhante a Idependência do brasil (20)

www.AulasParticularesApoio.Com - História - Independência do Brasil
www.AulasParticularesApoio.Com - História -  Independência do Brasilwww.AulasParticularesApoio.Com - História -  Independência do Brasil
www.AulasParticularesApoio.Com - História - Independência do Brasil
 
www.explicadoraescolar.com.br - História - Independência do Brasil
www.explicadoraescolar.com.br - História -  Independência do Brasilwww.explicadoraescolar.com.br - História -  Independência do Brasil
www.explicadoraescolar.com.br - História - Independência do Brasil
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - História - Independência do Brasil
www.videoaulagratisapoio.com.br - História -  Independência do Brasilwww.videoaulagratisapoio.com.br - História -  Independência do Brasil
www.videoaulagratisapoio.com.br - História - Independência do Brasil
 
ATIVIDADES/2ANOS
ATIVIDADES/2ANOSATIVIDADES/2ANOS
ATIVIDADES/2ANOS
 
Td 8 história ii
Td 8   história iiTd 8   história ii
Td 8 história ii
 
2.5 gabarito
2.5 gabarito2.5 gabarito
2.5 gabarito
 
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
7a série 3 trim revisao parcial + gabarito a - www.carloszaranza.com
 
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUAwww.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
www.CentroApoio.com - História - Independência dos EUA
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
 
Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
 
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
A Revolução Liberal Portuguesa de 1820
 
7-Chegada da família real.docx
7-Chegada da família real.docx7-Chegada da família real.docx
7-Chegada da família real.docx
 
Resumo historia brasil_parte_ii (1)
Resumo historia brasil_parte_ii (1)Resumo historia brasil_parte_ii (1)
Resumo historia brasil_parte_ii (1)
 
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
 
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
Revoluoliberalportuguesa1820 110528103240-phpapp01
 
Independencia dos eua
Independencia dos euaIndependencia dos eua
Independencia dos eua
 
Prova de historia 3 a
Prova de historia 3 aProva de historia 3 a
Prova de historia 3 a
 
A fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independênciaA fr no brasil e a independência
A fr no brasil e a independência
 
O processo da independencia brasileira
O processo da independencia brasileiraO processo da independencia brasileira
O processo da independencia brasileira
 

Mais de Lúcia Santana

Ferramentas de análise
Ferramentas de análiseFerramentas de análise
Ferramentas de análise
Lúcia Santana
 
Segundo reinado economia
Segundo reinado economiaSegundo reinado economia
Segundo reinado economia
Lúcia Santana
 
Regencia
RegenciaRegencia
Regencia
Lúcia Santana
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
Lúcia Santana
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
Lúcia Santana
 
Neoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiaticoNeoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiatico
Lúcia Santana
 

Mais de Lúcia Santana (9)

Trabalho Marco Elia
Trabalho Marco EliaTrabalho Marco Elia
Trabalho Marco Elia
 
Ferramentas de análise
Ferramentas de análiseFerramentas de análise
Ferramentas de análise
 
Segundo reinado economia
Segundo reinado economiaSegundo reinado economia
Segundo reinado economia
 
Verificação 12
Verificação 12Verificação 12
Verificação 12
 
Verificação 17
Verificação 17Verificação 17
Verificação 17
 
Regencia
RegenciaRegencia
Regencia
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
Neoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiaticoNeoloberalismo afroasiatico
Neoloberalismo afroasiatico
 

Idependência do brasil

  • 1. Independência do Brasil Quadro de Pedro Américo Desfile Militar
  • 2. Independência do Brasil A música que acabamos de ouvir é um trecho do Hino da Independência do Brasil composto por Evaristo da Veiga. Você sabe como o Brasil se tornou independente?
  • 3. Independência do Brasil Nessa aula vamos aprender sobre: Os antecedentes históricos desse fato; Os fatores internos e externos que influenciaram o processo; Declaração da independência ; Mudanças políticas, econômicas e sociais.
  • 4. Independência do Brasil A Inconfidência Mineira , liderada por Tiradentes, foi o um dos movimentos contra a política metropolitana . No final do século XVIII lutava por: Antecedentes:
  • 5. Independência do Brasil Constituir uma república ; Desenvolvimento das indústrias . Liberdade política e econômica . O movimento foi influenciado pelo Iluminismo , que contesta o Antigo Regime. Além da Inconfidência Mineira, a outra revolta foi a...
  • 6. Independência do Brasil Conjuração Baiana , que além da busca pela liberdade política, tinha como característica a participação popular e luta pelo fim da escravidão . Portanto, existiram grupos insatisfeitos com o modo de administrar a colônia, muito antes da declaração da Independência.
  • 7. Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Revoltas Separatistas Conjuração Baiana
  • 8. Independência do Brasil A mudança da Família Real Portuguesa para sua colônia na América, foi um passo importante para a independência . Mesmo sem essa intenção, as atitudes e decisões conduzem a esse acontecimento . Você sabe quais foram essas medidas?
  • 9. Independência do Brasil Abertura dos portos às nações amigas Tratado de Aliança e Comércio- Inglaterra Elevação do Brasil à categoria de Reino Fim monopólio comercial Quando deixa de ser colônia, ganha certa autonomia. Compra de produtos manufaturados
  • 10. Decreto oficializando a abertura dos portos
  • 11. Independência do Brasil Como toda ação gera uma reação , as consequências desses atos foram : Fim do Pacto Colonial , pois uma das suas características era a fidelidade a metrópole; O crescente interesse da Inglaterra no promissor mercado consumidor ; O comércio entre Brasil e Portugal foi prejudicado pela ação inglesa.
  • 12. Independência do Brasil Fornecedores de gêneros primários e consumidores Venda de produtos industrializados
  • 13. Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fim do Pacto Colonial Comércio com a Inglaterra Colônia passa a ser Reino Revoltas Separatistas Conjuração Baiana
  • 14. Vamos praticar! Qual a principal implicação da Abertura dos Portos- 1808, para a economia de Portugal?
  • 15. Vamos praticar! Qual a principal implicação da Abertura dos Portos- 1808, para a economia de Portugal? R: A Abertura dos Portos significou o livre comércio com outras nações; logo, a competição entre os produtos da metrópole com de outros países, em especial inglês.
  • 16. Vamos praticar! A abertura dos portos, realizada por D. João (1808), teve amplas repercussões, pois na prática significou: a) o aumento sensível das exportações sobre as importações, com a restauração da balança de pagamentos. b) o estabelecimento de maiores laços comerciais com Lisboa, conforme o plano de Manuel Nunes Viana, paulista de grande prestígio. c) manutenção da política econômica mercantilista, segundo defendia José da Silva Lisboa. d) o rompimento do pacto colonial, iniciando em novo processo que culminou com a Independência. e) a Intensificação do processo de independência econômica do Brasil, em face da liberdade industrial.
  • 17. Vamos praticar! A abertura dos portos, realizada por D. João (1808), teve amplas repercussões, pois na prática significou: a) o aumento sensível das exportações sobre as importações, com a restauração da balança de pagamentos. b) o estabelecimento de maiores laços comerciais com Lisboa, conforme o plano de Manuel Nunes Viana, paulista de grande prestígio. c) manutenção da política econômica mercantilista, segundo defendia José da Silva Lisboa. e) a Intensificação do processo de independência econômica do Brasil, em face da liberdade industrial. d) o rompimento do pacto colonial, iniciando em novo processo que culminou com a Independência.
  • 18. Vamos praticar! (Fuvest) Do ponto de vista econômico, que medidas tomadas por D. João no Brasil aceleraram o processo de independência? Por que?
  • 19. Vamos praticar! (Fuvest) Do ponto de vista econômico, que medidas tomadas por D. João no Brasil aceleraram o processo de independência? Por que? R: Abertura dos Portos e tratado comercial com Inglaterra. Foi o rompimento, na prático do Pacto Colonial e do monopólio comercial.
  • 20. Independência do Brasil Dom João VI Revolução Liberal do Porto
  • 21. Independência do Brasil Com a saída da Corte , os portugueses lutaram contra o domínio francês e as dificuldades econômicas. Fator Externo:
  • 22. Independência do Brasil Por que a vinda da Corte para a colônia do Novo Mundo gerou insatisfação da burguesia lusitana?
  • 23. Independência do Brasil Somado aos gastos com a resistência a dominação francesa,a burguesia perdeu o monopólio de compra e venda de produtos para a colônia . A Inglaterra ganhava mais destaque e privilégios comerciais .
  • 24. Independência do Brasil A reação de Portugal foi a Revolução Liberal do Porto , que exigia: O retorno de Dom João VI , mas desta vez respeitando a constituição nacional; O fim da influência inglesa do Brasil, retornando a exclusividade comercial .
  • 25. Independência do Brasil Com essas propostas percebemos que a intenção era de recolonizar, ou seja, que o Brasil voltasse a ser colônia de Portugal.
  • 26. Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fatores Externos Revolução do Porto Fim do Pacto Colonial Comércio com a Inglaterra Colônia passa a ser Reino Revoltas Separatistas Conjuração Baiana Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX
  • 27. Vamos praticar! (Cesgranrio-RJ) - A Revolução do Porto, em 1820, pode ser considerada decisiva para a independência do Brasil porque: a) garantia a autonomia da colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. b) fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na colônia e articulados com os grandes proprietários. c) impunha a colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro. d) transferia a colônia o caráter reformista do capitalismo industrial e do liberalismo. e) ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter varias medidas tomadas por D. João no Brasil.
  • 28. Vamos praticar! (Cesgranrio-RJ) - A Revolução do Porto, em 1820, pode ser considerada decisiva para a independência do Brasil porque: a) garantia a autonomia da colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. b) fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na colônia e articulados com os grandes proprietários. c) impunha a colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro. d) transferia a colônia o caráter reformista do capitalismo industrial e do liberalismo. e) ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter varias medidas tomadas por D. João no Brasil.
  • 29. Vamos praticar! (UGF-RJ) - Por volta de 1820, a burguesia portuguesa inicia uma revolução liberal. Controlando o poder, propõe-se a recuperar a economia do reino e exige medidas imediatas como: a) desligar-se da dependência inglesa e participar da Revolução Industrial. b) o regresso de D. João VI a Metrópole e a recolonização do Brasil. c) coroar D. Pedro Imperador de Portugal e adotar uma Constituição liberal. d) a aplicação de leis protecionistas para a ampliação do mercado interno português. e) alianças com a Inglaterra e acordos para iniciar a industrialização.
  • 30. Vamos praticar! (UGF-RJ) - Por volta de 1820, a burguesia portuguesa inicia uma revolução liberal. Controlando o poder, propõe-se a recuperar a economia do reino e exige medidas imediatas como: a) desligar-se da dependência inglesa e participar da Revolução Industrial. c) coroar D. Pedro Imperador de Portugal e adotar uma Constituição liberal. d) a aplicação de leis protecionistas para a ampliação do mercado interno português. e) alianças com a Inglaterra e acordos para iniciar a industrialização. b) o regresso de D. João VI a Metrópole e a recolonização do Brasil.
  • 31. O que você acha de fazermos um resumo? Fator externo: Com a saída da Corte os ___________ enfrentaram dificuldades, ocasionando a _________ da população e da __________, que perdeu o ____________ de compra e venda de produtos para a _________. A __________ ganhava mais destaque e ___________ comerciais. A reação foi a _______________________, que exigia a volta de _________ e fim da influência inglesa. O principal objetivo lusitano era a ________________.
  • 32. O que você acha de fazermos um resumo? Fator externo: Com a saída da Corte os portugueses enfrentaram dificuldades, ocasionando a insatisfação da população E da burguesia que perdeu o monopólio de compra e venda de produtos para a colônia . A Inglaterra ganhava mais destaque e privilégios comerciais. A reação foi a Revolta Liberal do Porto que exigia a volta de D. João VI e fim da influência inglesa. O principal objetivo lusitano era a recolonização .
  • 33. Independência do Brasil Fatores Internos: Diante da pressão que a Revolução do Porto gerou, D. João VI não teve outra alternativa, e retornou ao país. Porém encontrou Portugal diferente de 1808. O regime político não era mais absolutista; uma constituição foi criada e obedecida por todos , inclusive o Rei. Por um período Portugal foi governado por uma monarquia constitucional. Bandeira Liberal
  • 34. Independência do Brasil Para garantir sua influência no Brasil, o monarca deixou no trono seu filho D. Pedro I , como Príncipe Regente . Porém essa decisão dificultava os planos de recolonização .
  • 35. Independência do Brasil Com a incerteza dos novos caminhos do Brasil, a elite agrária e os comerciantes organizaram-se em : Partido Brasileiro Português Grandes proprietários escravistas. Defendiam a liberdade política, sem a separação de Portugal Comerciantes contrários a autonomia da colônia e liberdade econômica
  • 36. Independência do Brasil Com essas características , é possível classificar os partidos em: colonialistas- partido português e anticolonialistas- partido brasileiro . Mas perceba que nenhum dos grupos questionava a escravidão , essa era o ponto comum entre eles.
  • 37. Dia do Fico 09 de Janeiro de 1822 Foi um passo decisivo para independência Apoio da elite agrária Partido brasileiro D. Pedro I recusa-se a obedecer Portugal Seu retorno era importante para o propósito de recolonização “ Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo fico” Rompimento com Portugal
  • 38. Independência do Brasil Outras decisões que afirmaram a resistência de D. Pedro I: Cumpra-se : todas as leis vinda de Portugal eram aceitas mediantes autorização do Príncipe regente; Proibição do desembarque de tropas lusitanas. José Bonifácio é nomeado , representante aristocracia, como ministro da justiça.
  • 39. Independência do Brasil Em viagem a São Paulo, D. Pedro I recebe uma carta de sua esposa e de José Bonifácio informando que a Corte anulou todos seus atos e exigia seu retorno imediato. Sua decisão foi a ... Declaração da independência em 07 de setembro de 1822 “ Nossa divisa de hoje em diante será Independência ou morte”
  • 40. Independência do Brasil Portugal não aceitou facilmente sua perda , e exigiu indenização para reconhecer a autonomia da colônia. O valor foi pago com o empréstimo feito para Inglaterra . Mas qual o interesse desse país no reconhecimento da independência ?
  • 41. Independência do Brasil Era importante para a Inglaterra que o Brasil fosse livre, político e economicamente, pois com o fim do monopólio, ganharia mercado consumidor
  • 42. Independência do Brasil Coroação de D.Pedro I
  • 43. Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fator Externo Retorno de D. João VI a Portugal Fatores Internos Revolução do Porto Fim do Pacto Colonial Comércio com a Inglaterra Colônia passa a ser Reino Revoltas Separatistas Conjuração Baiana Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX Apóio inglês Dia do Fico Empréstimo 07/09/1822 Independência ou Morte !!! Partido brasileiro/ Partido português Independência Colonialista Anticolonialistas
  • 44. Vamos praticar! Verdadeiro ou Falso: Com a Revolução do Porto, Portugal continua no regime Absolutista. ( ) A permanência de D. Pedro I, no Brasil, atrapalhava os planos de recolonização da Corte lusitana. ( ) O partido brasileiro era contra a independência, ou seja, anticolonialistas. ( ) O Dia do Fico foi a aceitação da recolonização imposta por Portugal. ( )
  • 45. Vamos praticar! Verdadeiro ou Falso: Com a Revolução do Porto, Portugal continua no regime Absolutista. ( F ) A permanência de D. Pedro I, no Brasil, atrapalhava os planos de recolonização da Corte lusitana. ( V ) O partido brasileiro era contra a independência, ou seja, anticolonialistas. ( F ) O Dia do Fico foi a aceitação da recolonização imposta por Portugal. ( F )
  • 46. Vamos praticar! (FUVEST) A atuação da Inglaterra no processo de emancipação política do Brasil, tinha por objetivo: a) dividir com os portugueses os lucros do comércio de escravos; b) garantir a manutenção dos interesses comerciais ingleses no país; c) organizar uma república parlamentar, constituída de províncias autônomas. d) implantar no Brasil núcleos coloniais de população inglesa; e) anular a parceria comercial com Portugal .
  • 47. Vamos praticar! (FUVEST) A atuação da Inglaterra no processo de emancipação política do Brasil, tinha por objetivo: a) dividir com os portugueses os lucros do comércio de escravos; c) organizar uma república parlamentar, constituída de províncias autônomas. d) implantar no Brasil núcleos coloniais de população inglesa; e) anular a parceria comercial com Portugal . b) garantir a manutenção dos interesses comerciais ingleses no país;
  • 48. Independência do Brasil Você sabe quais foram as mudanças após a Independência do país?
  • 49. Independência do Brasil O Brasil continua um agrário- monocultura- importando produtos industrializados e vendendo matéria-prima. Economia Não houve mudanças, a sociedade permanece escravista. Social Autonomia administrativa, tendo a frente a elite latifundiária. Política
  • 50. Processo de Independência Antecedentes Inconfidência Mineira Vinda da Família Real Fator Externo Retorno de D. João VI a Portugal Fatores Internos Revolução do Porto Mudanças Políticas Sociais Econômicas Fim do Pacto Colonial Comércio com a Inglaterra Colônia passa a ser Reino Revoltas Separatistas Conjuração Baiana Ameaça de recolonização Exigência do retorno de D. João VI Fim da influência inglesa na economia Século XVIII Século XIX Apóio inglês Autonomia Administrativa Permanece escravista Continua agrário-exportador Dia do Fico Empréstimo 07/09/1822 Independência ou Morte !!! Partido brasileiro/ Partido português Independência Colonialista Anticolonialistas
  • 51. Vamos praticar! (PUC) Na história brasileira, a Independência, em 1822, não significou alteração qualitativa do sistema social. Isto porque: a) apesar do rompimento com Portugal, não foi proibida a vinda de imigrantes; b) as relações comerciais com a Inglaterra permitiram a substituição de importações; c) a exploração dos escravos foi reconhecida como crime contra as pessoas; d) o rompimento com a metrópole permitiu legislação favorável à distribuição de terras; e) a organização do trabalho persistiu baseada no braço escravo.
  • 52. Vamos praticar! (PUC) Na história brasileira, a Independência, em 1822, não significou alteração qualitativa do sistema social. Isto porque: a) apesar do rompimento com Portugal, não foi proibida a vinda de imigrantes; b) as relações comerciais com a Inglaterra permitiram a substituição de importações; c) a exploração dos escravos foi reconhecida como crime contra as pessoas; d) o rompimento com a metrópole permitiu legislação favorável à distribuição de terras; e) a organização do trabalho persistiu baseada no braço escravo.
  • 53. Vamos praticar! “ A Independência brasileira é fruto mais de uma classe do que da nação tomada em seu conjunto.” (Caio Prado Jr.) Identifique a alternativa que justifica e complementa o texto. ( A) A independência foi liderada pelas camadas populares e acompanhada de profundas mudanças sociais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios. (C) Os vários segmentos sociais uniram‐se em função da longa guerra de independência. (D) Os setores médios urbanos comandaram a luta, fazendo prevalecer o modelo político dos radicais liberais.
  • 54. Vamos praticar! “ A Independência brasileira é fruto mais de uma classe do que da nação tomada em seu conjunto.” (Caio Prado Jr.) Identifique a alternativa que justifica e complementa o texto. ( A) A independência foi liderada pelas camadas populares e acompanhada de profundas mudanças sociais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios. (C) Os vários segmentos sociais uniram‐se em função da longa guerra de independência. (D) Os setores médios urbanos comandaram a luta, fazendo prevalecer o modelo político dos radicais liberais. (B) O movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios.
  • 55. Independência do Brasil Podemos concluir ... A ruptura foi apenas no setor político; Em contradição aos ideais de liberdade e igualdade da independência, a escravidão continua como base da sociedade e economia; É oficializado o fim do Pacto Colonial, mas algumas práticas não mudam, como a importação de produtos industrializados.
  • 56. Independência do Brasil Podemos concluir ... Foi um processo intensificado com a vinda da Família Real para a colônia; Realizada apenas pela elite rural, sem a participação popular; Sua causa imediata está relacionada a Revolução do Porto com objetivo de recolonização.
  • 57. Independência do Brasil www.historianet.com.br www.historiabrasileira.com História Geral e Brasil- Luiz Koshiba e Denise M. F.Pereira, Ed. Atual, ensino médio, 2004 Bibliografia:
  • 58. Independência do Brasil Bandeira do Brasil após a independência