SlideShare uma empresa Scribd logo
Cursinho Popular Unioeste
Fernanda Caroline Stang
 Principal fator: gado
 Escassez de terras no litoral escassez de pasto
 Mão de obra livre
 Expansão em torno do rio São Francisco e do Parnaíba
 Feiras de Gado (Feira de Santana)
 A região Sul teve parte de sua ocupação relacionada à criação de gado
 Jesuítas
 Couro, charque
A região amazônica
pertencia aos espanhóis
Jesuítas
Missões
Especiarias e drogas
Expedições militares
visando preservar a
região da presença de
holandeses e franceses.
Paraguai, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato
Grosso do Sul, Amazonas, Pará e Maranhão.
Os índios aprendiam a ler, a escrever, a cantar, a plantar
e, principalmente, a fé cristã.
Existiram até a segunda metade do século XVIII – Por
ordem do Marquês de Pombal, os jesuítas foram expulsos
das terras portuguesas.
Deram origem a importantes núcleos populacionais.
Alvo da ação dos predadores de índios.
História do brasil   aula 04
 Expedições particulares
 Origem: São Vicente
 Objetivo: índios e metais preciosos
 Ciclo do Ouro de Aluvião
 Efeitos colonizadores no litoral do Paraná e Santa Catarina
 Fundaram as vilas de Paranaguá, São Francisco do Sul, Nossa Senhora do Desterro
e Laguna.
 Ciclo de caça ao índio
 Escassez de mão de obra para a lavoura da região paulista e para abastecer os
engenhos do Nordeste, privados de escravos durante a ocupação holandesa.
 Visavam principalmente as missões jesuíticas.
 Interiorização das bandeiras.
 Encontraram ouro na região de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.
 O grande ciclo do ouro e do diamante
 Entradas (oficiais)
 Bandeirantismo apresador (aprisionar)
 Sertanismo de contrato – expedições contratadas para combater tribos indígenas
rebeladas e quilombos
 Bandeirantismo prospector (metais preciosos e especiarias)
 Monções (expedições fluviais com objetivos comerciais – transportavam mercadorias
para as novas minas de Goiás e Mato Grosso.
Legados:
• Interiorização
• Produção aurífera
• Estradas
• Povoamento
(UEL-PR) – No Brasil colônia, a pecuária teve
um papel decisivo na:
a) Ocupação das áreas litorâneas
b) Expulsão do assalariado do campo
c) Formação e exploração dos minifúndios
d) Fixação do escravo na agricultura
e) Expansão para o interior.
 (UFSCar-SP) Quanto à "Marcha de Povoamento e a Urbanização do
Século XVII"
A respeito da ocupação do território brasileiro, foram feitas as quatro
observações seguintes:
I. Iniciou-se pela nascente do rio Amazonas.
II. Seguiu os cursos dos rios em direção ao interior.
III. Foi decorrência da penetração do gado, da busca de metais
preciosos e da exploração de drogas do sertão.
IV. Significou a criação de vilas e cidades na região do Planalto
Central.
Pode-se afirmar que estão corretas:
a) I e II, apenas.
b) I, II e III, apenas
c) I, II, III e IV.
d) II e III, apenas.
e) III e IV, apenas.
Início: Final do século XVII
MG, Goiás, Mato Grosso e Bahia
Auge: século XVIII
Explosão demográfica(300 mil -> 3 milhões)
 Controle da coroa
 Diamante – monopólio régio
 Lavras – grandes jazidas – uso de escravos
 Faiscação – mão de obra livre
Intendência das Minas
Casas de Fundição – transformação de barras ou
lingotes
Impostos
Quinto
Quantia base mínima: 1,5 tonelada/ano
Derrama – cobrança coletiva e compulsória de
impostos atrasados
 Urbana, móvel, paternalista.
 Numerosa classe média urbana
 Pequenos comerciantes
 Funcionários públicos
 Profissionais liberais
 Cléricos
 Militares
 A maior parte da riqueza produzida não ficava aqui.
 Maior parte da população: brancos pobres e escravos.
História do brasil   aula 04
História do brasil   aula 04
 Formação de um mercado interno na Colônia
 Desenvolvimento da agricultura em São Paulo, sul de Minas e Rio de Janeiro,
objetivando suprir suas necessidades.
 Formação de cidades e desenvolvimento do artesanato.
 O polo econômico deslocou-se do Nordeste para o Sudeste, o que provocou,
inclusive, a transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro, principal
porto do ouro mineiro.
 Final do Século XVIII – esgotamento das jazidas.
 (UNEMAT – MT) Acerca das atividades econômicas desenvolvidas no Brasil durante o
período colonial, assinale a alternativa correta.
 a. A atividade açucareira estava restrita à região nordeste da Colônia.
 b. A descoberta de ouro na região das Minas Gerais dinamizou o mercado com sua
demanda por produtos manufaturados.
 c. O tabaco, produzido principalmente na região sul da colônia, era utilizado na
troca por escravos africanos.
 d. Apesar das restrições régias, a colônia exportou produtos manufaturados para a
Europa.
 e. A pecuária tornou-se, já nos séculos XVI e XVII, a atividade econômica mais
rentável na colônia.
 (UFES) A expansão do ouro aparentemente simples atraiu milhares de pessoas para a
América Portuguesa cuja população estimada passou de 300 000 habitantes em 1690
para 2 500 000 em 1780. Metade desse aumento demográfico ocorreu na região
mineradora. Considerando essas afirmações pode-se afirmar que:
A - O denominado “ciclo do ouro” possibilitou uma espécie de atração centrípeta
para o mercado interno desenvolvido pela mineração e assim contribuiu como fator
de integração regional na América Portuguesa.
B - A população atraída para a mineração também desenvolveu intensa atividade
agrária de subsistência, propiciando reconhecida auto-suficiência que inibiu
qualquer tipo de polarização.
C - O Regimento dos Superintendentes / Guardas-Mores e Oficiais Deputados para as
Minas que em 1702 instituiu a Intendência das Minas mantinha rigorosa disciplina
militar e constante vigilância na Estrada Real, impedindo o ingresso de emboabas e
mascates nas regiões de ouro e diamantes.
D - O denominado “ciclo do ouro” ocasionou uma espécie de atração centrífuga,
pois as riquezas auríferas de Goiás e da Bahia contribuíram para financiar
simultaneamente o denominado renascimento agrícola no Nordeste do Brasil no final
do século XVII.
E - A integração regional da América Portuguesa consolidou-se durante a União
Ibérica (1580-1640) quando foi removida a linha de Tordesilhas, possibilitando a
convergência das regiões de pecuária para o grande entreposto comercial que
consagrou a região de Minas Gerais.
História do brasil   aula 04

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonialA mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonial
Marilia Pimentel
 
Descoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
Descoberta do Ouro e Interiorização do BrasilDescoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
Descoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
Fernando Peixoto
 
A época do ouro no brasil
A época do ouro no brasilA época do ouro no brasil
A época do ouro no brasil
Andressa Fontenele
 
Aula 13
Aula 13Aula 13
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
Jose Ribamar Santos
 
Expansão territorial e t. de limites tmp
Expansão territorial e t. de limites tmpExpansão territorial e t. de limites tmp
Expansão territorial e t. de limites tmp
Péricles Penuel
 
Brasil Colonia2
Brasil Colonia2Brasil Colonia2
Brasil Colonia2
Edenilson Morais
 
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Brasil Colonial XVI - XVII
Brasil Colonial   XVI - XVIIBrasil Colonial   XVI - XVII
Brasil Colonial XVI - XVII
Alexandre Protásio
 
Aula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no BrasilAula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no Brasil
Natalia Gruber
 
Brasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIIIBrasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIII
Bruno E Geyse Ornelas
 
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalinaExpansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Danii Lopes
 
Brasil: Século XVI
Brasil: Século XVIBrasil: Século XVI
Brasil: Século XVI
Max Rodrigues
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Privada
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
Edenilson Morais
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Slide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouroSlide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouro
Educador Lamarão
 
A colonização portuguesa
A colonização portuguesaA colonização portuguesa
A colonização portuguesa
Leonardo Caputo
 
Brasil colônia seculo XVI
Brasil colônia seculo XVIBrasil colônia seculo XVI
Brasil colônia seculo XVI
Bruno E Geyse Ornelas
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
Jerry Guimarães
 

Mais procurados (20)

A mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonialA mineração no brasil colonial
A mineração no brasil colonial
 
Descoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
Descoberta do Ouro e Interiorização do BrasilDescoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
Descoberta do Ouro e Interiorização do Brasil
 
A época do ouro no brasil
A época do ouro no brasilA época do ouro no brasil
A época do ouro no brasil
 
Aula 13
Aula 13Aula 13
Aula 13
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
 
Expansão territorial e t. de limites tmp
Expansão territorial e t. de limites tmpExpansão territorial e t. de limites tmp
Expansão territorial e t. de limites tmp
 
Brasil Colonia2
Brasil Colonia2Brasil Colonia2
Brasil Colonia2
 
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesaCapítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
Capítulo 5 - A América portuguesa e a presença holandesa
 
Brasil Colonial XVI - XVII
Brasil Colonial   XVI - XVIIBrasil Colonial   XVI - XVII
Brasil Colonial XVI - XVII
 
Aula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no BrasilAula 13 - Mineração no Brasil
Aula 13 - Mineração no Brasil
 
Brasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIIIBrasil colônia seculo XVIII
Brasil colônia seculo XVIII
 
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalinaExpansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
Expansão territorial do brasil, mineração e era pombalina
 
Brasil: Século XVI
Brasil: Século XVIBrasil: Século XVI
Brasil: Século XVI
 
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.Do bandeirantismo à exploração aurífera.
Do bandeirantismo à exploração aurífera.
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Slide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouroSlide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouro
 
A colonização portuguesa
A colonização portuguesaA colonização portuguesa
A colonização portuguesa
 
Brasil colônia seculo XVI
Brasil colônia seculo XVIBrasil colônia seculo XVI
Brasil colônia seculo XVI
 
Mineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil ColôniaMineração no Brasil Colônia
Mineração no Brasil Colônia
 

Destaque

Inicio Da ColonizaçãO
Inicio Da ColonizaçãOInicio Da ColonizaçãO
Inicio Da ColonizaçãO
guest991a823b
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
ana paula santos molina
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
Atividades Diversas Cláudia
 
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
MARIANO C7S
 
177 6475-1-pb
177 6475-1-pb177 6475-1-pb
177 6475-1-pb
Alex Olivindo
 
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
Rafael Noronha
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
profrodrigoribeiro
 
O espaço colonial do nordeste
O espaço colonial do nordesteO espaço colonial do nordeste
O espaço colonial do nordeste
FLAVIO TOLEDO DE SOUZA
 
Historia da paraiba
Historia da paraibaHistoria da paraiba
Historia da paraiba
Otacílio Cipriano
 
Os bandeirantes
Os bandeirantesOs bandeirantes
Os bandeirantes
Cristianerocharibas
 
Darcy Ribeiro: Os Índios e a Civilização - Conclusão
Darcy Ribeiro:   Os Índios e a Civilização -  ConclusãoDarcy Ribeiro:   Os Índios e a Civilização -  Conclusão
Darcy Ribeiro: Os Índios e a Civilização - Conclusão
Marcos Albuquerque
 
2 brasil colônia ii
2  brasil colônia ii2  brasil colônia ii
2 brasil colônia ii
José Augusto Fiorin
 
Os Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
Os Bandeirantes - Prof. Altair AguilarOs Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
Os Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
Aula 12 - Interiorização do Brasil
Aula 12 - Interiorização do BrasilAula 12 - Interiorização do Brasil
Aula 12 - Interiorização do Brasil
Natalia Gruber
 
A conquista do sertão
A conquista do sertãoA conquista do sertão
A conquista do sertão
lyslley
 
Entradas e bandeiras imagens tmp
Entradas e bandeiras imagens tmpEntradas e bandeiras imagens tmp
Entradas e bandeiras imagens tmp
Péricles Penuel
 
A formação da américa portuguesa
A formação da américa portuguesaA formação da américa portuguesa
A formação da américa portuguesa
Isaquel Silva
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
João Medeiros
 
Marcha colonização brasil
Marcha colonização brasilMarcha colonização brasil
Marcha colonização brasil
Fabiana Tonsis
 

Destaque (20)

Inicio Da ColonizaçãO
Inicio Da ColonizaçãOInicio Da ColonizaçãO
Inicio Da ColonizaçãO
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Prova de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eoProva de historia 1 ano eo
Prova de historia 1 ano eo
 
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
 
177 6475-1-pb
177 6475-1-pb177 6475-1-pb
177 6475-1-pb
 
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015001  2º ano  história   rafael  - américa portuguesa até mineração 2015
001 2º ano história rafael - américa portuguesa até mineração 2015
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
 
O espaço colonial do nordeste
O espaço colonial do nordesteO espaço colonial do nordeste
O espaço colonial do nordeste
 
Historia da paraiba
Historia da paraibaHistoria da paraiba
Historia da paraiba
 
Os bandeirantes
Os bandeirantesOs bandeirantes
Os bandeirantes
 
Darcy Ribeiro: Os Índios e a Civilização - Conclusão
Darcy Ribeiro:   Os Índios e a Civilização -  ConclusãoDarcy Ribeiro:   Os Índios e a Civilização -  Conclusão
Darcy Ribeiro: Os Índios e a Civilização - Conclusão
 
2 brasil colônia ii
2  brasil colônia ii2  brasil colônia ii
2 brasil colônia ii
 
Os Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
Os Bandeirantes - Prof. Altair AguilarOs Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
Os Bandeirantes - Prof. Altair Aguilar
 
Aula 12 - Interiorização do Brasil
Aula 12 - Interiorização do BrasilAula 12 - Interiorização do Brasil
Aula 12 - Interiorização do Brasil
 
A conquista do sertão
A conquista do sertãoA conquista do sertão
A conquista do sertão
 
Entradas e bandeiras imagens tmp
Entradas e bandeiras imagens tmpEntradas e bandeiras imagens tmp
Entradas e bandeiras imagens tmp
 
A formação da américa portuguesa
A formação da américa portuguesaA formação da américa portuguesa
A formação da américa portuguesa
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
 
Marcha colonização brasil
Marcha colonização brasilMarcha colonização brasil
Marcha colonização brasil
 

Semelhante a História do brasil aula 04

Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
otacio candido
 
Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
otacio candido
 
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptxTrilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
FabioGuimaraes10
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
Stephani Coelho
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
Lúcia Santana
 
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
marlete andrade
 
Formação do brasil contemporaneo caio prado jr. -
Formação do brasil contemporaneo   caio prado jr. -Formação do brasil contemporaneo   caio prado jr. -
Formação do brasil contemporaneo caio prado jr. -
rochamendess82
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
DenisBrito16
 
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
Franciele Marques
 
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
Daniel Alves Bronstrup
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
Deusirene Aparecida
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
Marcelo Ferreira Boia
 
Brasil Colonial - expansao e diversidade economica
Brasil Colonial - expansao e diversidade economicaBrasil Colonial - expansao e diversidade economica
Brasil Colonial - expansao e diversidade economica
Alexandre Protásio
 
Expansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesaExpansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesa
Professora Natália de Oliveira
 
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
Alinnie Moreira
 
Expansão e ocupação territorial
Expansão e ocupação territorialExpansão e ocupação territorial
Expansão e ocupação territorial
Patrícia Sanches
 
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptx
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptxOcupação do território brasileiro Geohistória.pptx
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptx
BrunoHenrique908709
 
América portuguesa
América portuguesaAmérica portuguesa
América portuguesa
Simone Gomes
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
mvmachado
 
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
Andrei Rita
 

Semelhante a História do brasil aula 04 (20)

Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
 
Formação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografiaFormação territorial do brasil e demografia
Formação territorial do brasil e demografia
 
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptxTrilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
Trilha 07_ Interiorização do Brasil e a crise do sistema colonial.pptx
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
 
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
Amineraonobrasilcolonial 140308144938-phpapp02
 
Formação do brasil contemporaneo caio prado jr. -
Formação do brasil contemporaneo   caio prado jr. -Formação do brasil contemporaneo   caio prado jr. -
Formação do brasil contemporaneo caio prado jr. -
 
ciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdfciculo do ouro.pdf
ciculo do ouro.pdf
 
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
22024408 historia-brasil-colonia-mineracao-resumo-questoes-gabarito-prof-marc...
 
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c3° ano  - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
3° ano - Brasil colônia - aula 3 e 4 - apostila 1 c
 
Ciclo do ouro
Ciclo do ouroCiclo do ouro
Ciclo do ouro
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
 
Brasil Colonial - expansao e diversidade economica
Brasil Colonial - expansao e diversidade economicaBrasil Colonial - expansao e diversidade economica
Brasil Colonial - expansao e diversidade economica
 
Expansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesaExpansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesa
 
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
 
Expansão e ocupação territorial
Expansão e ocupação territorialExpansão e ocupação territorial
Expansão e ocupação territorial
 
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptx
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptxOcupação do território brasileiro Geohistória.pptx
Ocupação do território brasileiro Geohistória.pptx
 
América portuguesa
América portuguesaAmérica portuguesa
América portuguesa
 
Economia colonial
Economia colonialEconomia colonial
Economia colonial
 
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
 

Último

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 

Último (20)

Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 

História do brasil aula 04

  • 2.  Principal fator: gado  Escassez de terras no litoral escassez de pasto  Mão de obra livre  Expansão em torno do rio São Francisco e do Parnaíba  Feiras de Gado (Feira de Santana)  A região Sul teve parte de sua ocupação relacionada à criação de gado  Jesuítas  Couro, charque
  • 3. A região amazônica pertencia aos espanhóis Jesuítas Missões Especiarias e drogas Expedições militares visando preservar a região da presença de holandeses e franceses.
  • 4. Paraguai, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Pará e Maranhão. Os índios aprendiam a ler, a escrever, a cantar, a plantar e, principalmente, a fé cristã. Existiram até a segunda metade do século XVIII – Por ordem do Marquês de Pombal, os jesuítas foram expulsos das terras portuguesas. Deram origem a importantes núcleos populacionais. Alvo da ação dos predadores de índios.
  • 6.  Expedições particulares  Origem: São Vicente  Objetivo: índios e metais preciosos
  • 7.  Ciclo do Ouro de Aluvião  Efeitos colonizadores no litoral do Paraná e Santa Catarina  Fundaram as vilas de Paranaguá, São Francisco do Sul, Nossa Senhora do Desterro e Laguna.  Ciclo de caça ao índio  Escassez de mão de obra para a lavoura da região paulista e para abastecer os engenhos do Nordeste, privados de escravos durante a ocupação holandesa.  Visavam principalmente as missões jesuíticas.  Interiorização das bandeiras.  Encontraram ouro na região de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.  O grande ciclo do ouro e do diamante
  • 8.  Entradas (oficiais)  Bandeirantismo apresador (aprisionar)  Sertanismo de contrato – expedições contratadas para combater tribos indígenas rebeladas e quilombos  Bandeirantismo prospector (metais preciosos e especiarias)  Monções (expedições fluviais com objetivos comerciais – transportavam mercadorias para as novas minas de Goiás e Mato Grosso. Legados: • Interiorização • Produção aurífera • Estradas • Povoamento
  • 9. (UEL-PR) – No Brasil colônia, a pecuária teve um papel decisivo na: a) Ocupação das áreas litorâneas b) Expulsão do assalariado do campo c) Formação e exploração dos minifúndios d) Fixação do escravo na agricultura e) Expansão para o interior.
  • 10.  (UFSCar-SP) Quanto à "Marcha de Povoamento e a Urbanização do Século XVII" A respeito da ocupação do território brasileiro, foram feitas as quatro observações seguintes: I. Iniciou-se pela nascente do rio Amazonas. II. Seguiu os cursos dos rios em direção ao interior. III. Foi decorrência da penetração do gado, da busca de metais preciosos e da exploração de drogas do sertão. IV. Significou a criação de vilas e cidades na região do Planalto Central. Pode-se afirmar que estão corretas: a) I e II, apenas. b) I, II e III, apenas c) I, II, III e IV. d) II e III, apenas. e) III e IV, apenas.
  • 11. Início: Final do século XVII MG, Goiás, Mato Grosso e Bahia Auge: século XVIII Explosão demográfica(300 mil -> 3 milhões)
  • 12.  Controle da coroa  Diamante – monopólio régio  Lavras – grandes jazidas – uso de escravos  Faiscação – mão de obra livre
  • 13. Intendência das Minas Casas de Fundição – transformação de barras ou lingotes Impostos Quinto Quantia base mínima: 1,5 tonelada/ano Derrama – cobrança coletiva e compulsória de impostos atrasados
  • 14.  Urbana, móvel, paternalista.  Numerosa classe média urbana  Pequenos comerciantes  Funcionários públicos  Profissionais liberais  Cléricos  Militares  A maior parte da riqueza produzida não ficava aqui.  Maior parte da população: brancos pobres e escravos.
  • 17.  Formação de um mercado interno na Colônia  Desenvolvimento da agricultura em São Paulo, sul de Minas e Rio de Janeiro, objetivando suprir suas necessidades.  Formação de cidades e desenvolvimento do artesanato.  O polo econômico deslocou-se do Nordeste para o Sudeste, o que provocou, inclusive, a transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro, principal porto do ouro mineiro.  Final do Século XVIII – esgotamento das jazidas.
  • 18.  (UNEMAT – MT) Acerca das atividades econômicas desenvolvidas no Brasil durante o período colonial, assinale a alternativa correta.  a. A atividade açucareira estava restrita à região nordeste da Colônia.  b. A descoberta de ouro na região das Minas Gerais dinamizou o mercado com sua demanda por produtos manufaturados.  c. O tabaco, produzido principalmente na região sul da colônia, era utilizado na troca por escravos africanos.  d. Apesar das restrições régias, a colônia exportou produtos manufaturados para a Europa.  e. A pecuária tornou-se, já nos séculos XVI e XVII, a atividade econômica mais rentável na colônia.
  • 19.  (UFES) A expansão do ouro aparentemente simples atraiu milhares de pessoas para a América Portuguesa cuja população estimada passou de 300 000 habitantes em 1690 para 2 500 000 em 1780. Metade desse aumento demográfico ocorreu na região mineradora. Considerando essas afirmações pode-se afirmar que: A - O denominado “ciclo do ouro” possibilitou uma espécie de atração centrípeta para o mercado interno desenvolvido pela mineração e assim contribuiu como fator de integração regional na América Portuguesa. B - A população atraída para a mineração também desenvolveu intensa atividade agrária de subsistência, propiciando reconhecida auto-suficiência que inibiu qualquer tipo de polarização. C - O Regimento dos Superintendentes / Guardas-Mores e Oficiais Deputados para as Minas que em 1702 instituiu a Intendência das Minas mantinha rigorosa disciplina militar e constante vigilância na Estrada Real, impedindo o ingresso de emboabas e mascates nas regiões de ouro e diamantes. D - O denominado “ciclo do ouro” ocasionou uma espécie de atração centrífuga, pois as riquezas auríferas de Goiás e da Bahia contribuíram para financiar simultaneamente o denominado renascimento agrícola no Nordeste do Brasil no final do século XVII. E - A integração regional da América Portuguesa consolidou-se durante a União Ibérica (1580-1640) quando foi removida a linha de Tordesilhas, possibilitando a convergência das regiões de pecuária para o grande entreposto comercial que consagrou a região de Minas Gerais.