SlideShare uma empresa Scribd logo
Copyright © WondershareSoftwareDERMEVAL SAVIANIPROFESSOR ULISSES VAKIRTZIS
Copyright © WondershareSoftware 
Porideiaspedagógicasentendoasideiaseducacionais, nãoemsimesmas,masnaformacomoseencarnamnomovimentorealdaeducação,orientandoe,maisdoqueisso,constituindoaprópriasubstânciadapráticaeducativa. 
Prática educativa 
Forma concreta de trabalho
Copyright © WondershareSoftware 
PERIODIZAÇÃO DAS IDÉIAS PEDAGÓGICAS 
1549-1759 
VERTENTE RELIGIOSA DA PEDAGOGIA TRADICIONAL 
1759-1932 
VERTENTE RELIGIOSA E LEIGA DA PEDAGOGIA TRADICIONAL 
1932-1969 
PEDAGOGIA TRADICIONAL E PEDAGOGIA NOVA 
1969-2001 
CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA PRODUTIVISTA
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware 
PedagogiabrasílicaéadenominaçãodadaàorientaçãoqueosjesuítasprocuraramimplantaraochegaraoBrasil,em1549,sobachefiadoPe.ManueldaNóbrega,juntamentecomogovernadorgeralTomédeSouza.Paratanto,Nóbregaelaborouumplanodeestudosqueseiniciavacomoaprendizadodoportuguês(paraosindígenas);prosseguiacomadoutrinacristãeaescoladelereescrever.
Copyright © WondershareSoftware 
RatioStudiorumsignifica 
“Plano de Estudos”
Copyright © WondershareSoftware 
MODUS ITALICUS 
Idade Média/séc. XV 
•caracterizavapornãoseguirumprogramaestruturadoenemvincularaassistênciadosdiscípulosadeterminadadisciplina,podiampassarparaoutradisciplinasemnenhumpré- requisito,osgruposerampordiferentesidadeseníveisdeformação. 
MODUS PARISIENSIS 
1509 
•distribuição dos alunos em classes, atividade constante dos alunos através de exercícios escolares, regime de incentivos ao trabalho escolar e a união da piedade e dos bons costumes com as letras. 
RATIUM ESTUDIORUM•Os jesuítas assimilaram o MODUS PARISIENSES e o adotaram desde a fundação do primeiro colégio jesuíta em Messina, em 1548.
Copyright © WondershareSoftware 
Conjuntodenormascriadopararegulamentaroensinonoscolégiosjesuíticos.Tinhaporfinalidadeordenarasatividades,funçõeseosmétodosdeavaliaçãonasescolasjesuíticas.OplanocontidonaRatioeradecaráteruniversalistaeelitista.
Copyright © WondershareSoftware•Universalistaporquesetratavadeumplanoadotadoindistintamenteportodososjesuítas,qualquerquefosseolugarondeestivessem. •Elitistaporqueacaboudestinando-seaosfilhosdoscolonoseexcluindoosindígenas.Oscolégiosjesuítasseconverteramnoinstrumentodeformaçãodaelitecolonial. 
AsideiaspedagógicasexpressasnoRatiocorrespondemaoquepassouaserconhecidocomonamodernidadecomopedagogiatradicional.
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware 
CorrespondeàorientaçãoqueseimprimiuaoensinoemPortugalenoBrasilcomapromulgação,em1759,das“reformaspombalinasdainstruçãopública”,assimdenominadasporteremsidobaixadaspeloMarquêsdePombal,entãoprimeiroministrodoReidePortugal,D.JoséI.Essasreformassecontrapunhamaopredomíniodasideiasreligiosase,combasenasideiaslaicasinspiradasnoIluminismo,instituíramoprivilégiodoEstadoemmatériadeinstrução.
Copyright © WondershareSoftware 
Asistemáticapedagógicaintroduzidapelasreformaspombalinasfoiadas“aulasrégias”,istoé,disciplinasavulsasministradasporumprofessornomeadoepagopelacoroaportuguesacomrecursosdo“subsídioliterário” instituídoem1772.As“aulasrégias”perduraramnoBrasilaté1834.
Copyright © WondershareSoftware 
CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DAS REFORMA POMBALINAS 
•Estatizaçãoesecularizaçãodaadministraçãodoensino 
•Estatizaçãoesecularizaçãodomagistério 
•Estatizaçãoesecularizaçãodoconteúdodoensino 
•Estatizaçãoesecularizaçãodaestruturaorganizacionaldosestudos 
•Estatizaçãoesecularizaçãodosestudossuperiores
Copyright © WondershareSoftwareLEIGAS Leide15deoutubrode1827:determinavaacriaçãode“EscolasdePrimeirasLetras”.Foiatentativadegarantiroacessoaosrudimentosdosaber,queamodernidadeconsideravaindispensáveisparaafastaraignorância. MétodoMútuo(MétodoLancaster):osalunosdetodaumaescolasedividememgruposqueficamsobadireçãoimediatadosalunosmaisadiantados,osquaisinstruemaseuscolegasnaleitura,escrita,cálculoecatecismo,domesmomodocomoforamensinadospelomestrehorasantes.
Copyright © WondershareSoftwareAtoAdicionalde1834:Transferiuaincumbênciadecuidardasescolasprimáriasesecundáriasparaosgovernosprovinciais. ReformaCoutoFerraz(1854):obrigatoriedadedoensinoprimário, ideiadeumsistemanacionaldeensino,centralizaçãodasdecisões, “derramamentodasluzesportodososhabitantes”,currículobásico, formaçãodocentenaprática(professoresadjuntos),educaçãovoltadaparaaprática.
Copyright © WondershareSoftwareDecreto7.247de19deabrilde1879:conhecidacomoReformaLeônciodeCarvalho,mantêmaobrigatoriedadedeensinoprimário(7aos14anos),assistênciadoestadoaosalunospobres,organizaaescolaprimáriaemdoisníveiscomumcurrículosemelhante,subvençãodasescolasparticulares, fortalecimentodasEscolasNormais.
Copyright © WondershareSoftwareMétodoIntuitivo:esseprocedimentopedagógico,conhecidotambémcomo“liçõesdecoisas”,foiconcebidocomointuitoderesolveroproblemadaineficiênciadoensino,diantedasuainadequaçãoasexigênciassociaisdecorrentesdaRevoluçãoIndustrialqueseprocessaraentreofinaldoséculoXVIIIemeadosdoséculoXIX.ComaRevoluçãoIndustrialproduziu-senovosmateriaisdidáticos,comosuportefísicodonovométododeensino(quadronegroparietal,mapas,entreoutros,alémdeiluminaçãoeaquecimento).
Copyright © WondershareSoftware 
O ensino privado no Brasil: o Barão de Macahubas 
Iniciaaimplementaçãodesuaspropostaspedagógicasnainiciativaprivada,fundando,em1858,oGinásioBaianoemSalvador.NessaescolaestudouRuiBarbosa. 
AsideiaspedagógicasdeAbílioCésarBorgesreforçaramacrençadequecomliberdadeplenahaveriaaindamaiorexpansãodoensinonopaís.
Copyright © WondershareSoftwareRuiBarbosaconstatavaem1882odescasocomaEducaçãonopaís: 
“OEstado,noBrasil,consagraaesseserviçoapenas1,99%doorçamentogeral,enquantoasdespesasmilitaresnosdevoram20,83%.”
Copyright © WondershareSoftwareREFORMAREPUBLICANA DE 1890 
AReformaBenjamimConstant(1890)surgepararompercomomodeloeducacionaldoBrasilColôniaecomsuatradiçãohumanista,adotandoemsuareformaprincípiospositivistas.Assim,começouaserimplantadoumensinoenciclopédico,seriado,obrigatórioegratuito.
Copyright © WondershareSoftwareCaetanodeCamposiniciaumareformaescolarcomointuitodereforçarasEscolasNormaisemespecialaEscolaNormaldeSãoPaulo.InspiradopelasideiaseducacionaisdaAlemanha,EstadosUnidoseSuíça,CaetanodeCamposressaltaa“necessidadenãodeadotar,massimadaptaressesmétodosànossarealidade.” REFORMA PAULISTA DE 1890
Copyright © WondershareSoftwareLei nº 88, de 8 de setembro de 1892: institui a reforma geral da instrução pública paulista. 
SurgemosGRUPOSESCOLARES,quevãoreunirnasuaestruturafísicaescolasdediferentesníveis.Vaipossuirumdiretoretantosprofessoresquantasescolastivessemsidoreunidasparacompô-lo. REFORMA PAULISTA DE 1890
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware 
•Alunos são formados segundo um padrão. FORDISMO 
•O Estado deve intervir na Educação.KEYNESIANISMO
Copyright © WondershareSoftware 
•Criação do Instituto de Organização do Trabalho (1931), com a colaboração de Salles de Oliveira, Roberto Simonsen e Júlio de Mesquita Neto. IDORT 
•Fundada em 1934, com grande influência do IDORT. Universidade de São Paulo 
•Criação em 1942, do serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, e as leis orgânicas do ensino industrial, secundário e comercial. SENAI
Copyright © WondershareSoftware 
Aindustrializaçãoeaurbanizaçãopossibilitaramacriaçãoeodesenvolvimentodeummovimentoparaareformulaçãodaeducação.DeoutroladoaIgrejaCatólicaprocurourecuperarsuahegemonia,travandoassim,uma“batalhapedagógica”.
Copyright © WondershareSoftware 
APedagogiaTradicionaltemumavisãocentradanoeducador(professor),noadulto, nointelecto,nosconteúdos,nadisciplina,namemorização. 
Distinguem-se,nointeriordessaconcepção, duasvertentes:areligiosaealeiga.
Copyright © WondershareSoftwareManifesto dos Pioneiros da Educação1932 
Nessedocumento,defendia-seauniversalizaçãodaescolapública, laicaegratuita. 
AescoladeEducaçãoIntegraléaprincipalpropostadoManifesto. 
FernandodeAzevedo 
Anísio Teixeira
Copyright © WondershareSoftware 
MinistériodaEducaçãoeSaúdePública(1930): 
•CriaçãodoConselhoNacionaldeEducação 
•OrganizaçãodoensinosuperiornoBrasil(regimeuniversitário) 
•OrganizaçãodoEnsinoSecundário 
•Restabelecimentodoensinoreligiosonasescolaspúblicas
Copyright © WondershareSoftware 
Constituição de 1937 Estado Novo 
Cooperação entre indústrias e o governo 
Ensino Técnico como primeiro dever do Estado
Copyright © WondershareSoftware 
APedagogiaNovaseancoranumavisãofilosóficabaseadanaexistência,navida,naatividade.Dopontodevistapedagógicooeixosedeslocoudointelectoparaasvivências;dológicoparaopsicológico;dosconteúdosparaosmétodos;doprofessorparaoaluno; doesforçoparaointeresse;dadisciplinaparaaespontaneidade;dadireçãodoprofessorparaainiciativadoaluno;daquantidadeparaaqualidade.
Copyright © WondershareSoftwareMANIFESTO “Mais uma vez Convocados” (1959) 
Foiumdocumentoemdefesadaescolapública: 
1.Manifestoaopovoeaogoverno 
2.Umpoucodeluzsobreaeducaçãonopaísesuascausas 
3.ProjetodeDiretrizeseBases 
4.Aescolapúblicaemacusação 
5.Pelaeducaçãoliberaledemocrática 
6.Educaçãoparaotrabalhoeodesenvolvimentoeconômico 
7.ParaatransformaçãodoHomemedeseuUniverso 
8.AHistórianãoavançaporordem...
Copyright © WondershareSoftware 
FicaevidentenoManifestoanãoinvocaçãodeargumentosdecaráterpedagógico-didático,poisacreditava-sequeessaquestãonãonecessitavaserdiscutida. 
Inicia-seumamudançanasescolascatólicas.Senãohouveressarenovaçãopedagógicaessasescolascorriamoriscodeperderaclientela.
Copyright © WondershareSoftware 
Apartirdopressupostodaneutralidadecientíficaeinspiradanosprincípiosderacionalidade,eficiênciaeprodutividade,apedagogiatecnicistaadvogouareordenaçãodoprocessoeducativodemaneiraatorná- loobjetivoeoperacional.Aorganizaçãodoprocessoconverteu-senagarantiadaeficiência,compensandoecorrigindoasdeficiênciasdoprofessoremaximizandoosefeitosdesuaintervenção.
Copyright © WondershareSoftwarePromulgaçãodaLDBem20denovembrode1961, Leinº4024: 
•Elevoude10%para12%aobrigaçãomínimadosrecursosfederaisparaoensino,mantendoem20%aobrigaçãodosgovernosestaduais. 
•AnísioTeixeiracuidoudaelaboraçãodoPNE(PlanoNacionaldeEducação). •OPNEsituavaaUniãonaposiçãodeprestarassistênciaaosEstadosemunicípios.
Copyright © WondershareSoftware 
Apartirde31demarçode1965,foramassinadosvárioscontratosdeapoioconhecidoscomo“AcordosMEC-Usaid”. EssesacordosdefinanciamentodaeducaçãobrasileiracomaintermediaçãodaAgenciadosEstadosUnidosparaoDesenvolvimentoInternacional,incluíamumamaiorênfasenosmétodosetécnicasdeensino,naprojeçãodefilmesdidáticosconfeccionadosnosEstadosUnidosenavalorizaçãodosrecursosaudiovisuais.
Copyright © WondershareSoftware 
Matrizpedagógica:“métodoativodialogal,críticoecriticizador”quepropiciassea“modificaçãodoconteúdoprogramáticodaeducação”. 
Seembasavaemautoresmarxistas, mastinhaumavisãopolíticadosolidarismocristão,queentendeanecessidadedeeliminarascondiçõesquegerammisériaeexclusão.
Copyright © WondershareSoftware
Copyright © WondershareSoftware 
Surgemestudosempenhadosemfazeracríticadaeducaçãodominante,pondoemevidênciaasfunçõesreaisdapolíticaeducacionalque,entretanto,eramacobertadaspelodiscursopolítico-pedagógicooficial. •CRÍTICO:nãoépossívelcompreenderaeducaçãosenãoapartirdosseuscondicionantessociais. •REPRODUTIVISTA:suasanáliseschegamaconclusãoqueafunçãobásicadaeducaçãoéreproduzirascondiçõessociaisvigentes.
Copyright © WondershareSoftware 
Dáênfaseaosconteúdos,confrontando-oscomarealidadesocial,bemcomoaênfaseàsrelaçõesinterpessoaiseaocrescimentoquedelasresulta.Sendoaescolaparteintegrantedotodosocialdeveserviraosinteressespopularesgarantindoumbomensino, preparandooalunoparaomundo, proporcionando-lheaaquisiçãodosconteúdosconcretosesignificativos. 
George Snyders
Copyright © WondershareSoftware 
•ONeoprodutivismotevecomobasearequalificaçãodostrabalhadores,paraqueestespudessemvoltaraomercadodetrabalho. 
•ONeoescolanovismoenfatizao“aprenderaaprender”, ondeoprofessorpassaaseroauxiliar(mediador)doalunonoprocessodeaprendizagem.OsParâmetrosCurricularesNacionaisforamcriadoscomessaconcepção.
Copyright © WondershareSoftware 
•ONeoconstrutivismoretomaoaprenderaaprendercoma“Pedagogiadascompetências”.Oobjetivodelaédarsubsídiosaosindivíduosnumasociedadepolivalente. 
•ONeotecnicismotemoseufocona“formação”,umexemplodissoéaconcepçãoderotularosprofessorescomoprestadoresdeserviço,osalunoscomoclienteseaeducaçãocomoproduto.
Copyright © WondershareSoftware 
•Enfeixou(reuniu)noâmbitodaUniãoaresponsabilidadedeavaliaroensinoemtodososníveis,compondoumverdadeirosistemanacionaldeavaliação. 
•OrganizaçãodaUniversidadesespecializadasporcampodoconhecimento. 
ONeotecnicismoestápresenteesefazpresentealimentandoabuscada“qualidadetotal”naeducação.
Copyright © WondershareSoftware 
Paraatingiressasmetasquantitativas/qualitativas, apolíticaeducacionallançamãodemecanismoscomoadivisãodoensinoemciclos,aprogressãocontinuada,asclassesdeaceleraçãoquepermitemascriançasejovenspermanecerummaiornúmerodeanosnaescola,semocorrespondenteefeitodaaprendizagemefetiva. (INCLUSÃOEXCLUDENTE)
Copyright © WondershareSoftware“Seriabemvindaareorganizaçãodomovimentodoseducadoresquepermitisse,apardoaprofundamentodaanálisedasituação, arregimentarforçasparaumagrandemobilizaçãonacionalcapazdetraduzirempropostasconcretasadefesadeumaeducaçãopúblicadequalidadeacessívelatodaapopulaçãobrasileira.”
Copyright © WondershareSoftware

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
Andrea Lima
 
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional BrasileiroEstrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Lucas Sebastião Barbosa
 
Diretrizes curriculares nacionais
Diretrizes curriculares nacionaisDiretrizes curriculares nacionais
Diretrizes curriculares nacionais
marcaocampos
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
Jaqueline Lira
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
eliasdemoch
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
Luúh Reis
 
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
Paulo Lima
 
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Danilo Ladeia
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval SavianiPedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Natalia Ribeiro
 
PEDAGOGIA HOSPITALAR.
PEDAGOGIA HOSPITALAR.PEDAGOGIA HOSPITALAR.
PEDAGOGIA HOSPITALAR.
Rafael Moreira
 
Tendências pedagogicas parte i
Tendências pedagogicas   parte iTendências pedagogicas   parte i
Tendências pedagogicas parte i
appfoz
 
Evolução histórica educação brasileira...
Evolução histórica educação brasileira...Evolução histórica educação brasileira...
Evolução histórica educação brasileira...
Edneide Lima
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
pibidsociais
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Bia Bernardino
 
]Plano nacional de educação 2014 2024
]Plano nacional de educação 2014 2024]Plano nacional de educação 2014 2024
]Plano nacional de educação 2014 2024
Lucimara Foloni
 
Pedagogia liberal
Pedagogia liberalPedagogia liberal
Pedagogia liberal
wyllma santos
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
Tendencias pedagógicas 2013
Tendencias pedagógicas 2013Tendencias pedagógicas 2013
Tendencias pedagógicas 2013
Sa'ndro Soares
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
Cléo Lima
 

Mais procurados (20)

Teorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLARTeorias curriculo ESCOLAR
Teorias curriculo ESCOLAR
 
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional BrasileiroEstrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
 
Diretrizes curriculares nacionais
Diretrizes curriculares nacionaisDiretrizes curriculares nacionais
Diretrizes curriculares nacionais
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
 
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
Linha do Tempo Educação no Brasil / LDB do Título I ao III
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval SavianiPedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
Pedagogia Histórico-Crítica de Dermeval Saviani
 
PEDAGOGIA HOSPITALAR.
PEDAGOGIA HOSPITALAR.PEDAGOGIA HOSPITALAR.
PEDAGOGIA HOSPITALAR.
 
Tendências pedagogicas parte i
Tendências pedagogicas   parte iTendências pedagogicas   parte i
Tendências pedagogicas parte i
 
Evolução histórica educação brasileira...
Evolução histórica educação brasileira...Evolução histórica educação brasileira...
Evolução histórica educação brasileira...
 
Paulo freire
Paulo freire Paulo freire
Paulo freire
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
]Plano nacional de educação 2014 2024
]Plano nacional de educação 2014 2024]Plano nacional de educação 2014 2024
]Plano nacional de educação 2014 2024
 
Pedagogia liberal
Pedagogia liberalPedagogia liberal
Pedagogia liberal
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Tendencias pedagógicas 2013
Tendencias pedagógicas 2013Tendencias pedagógicas 2013
Tendencias pedagógicas 2013
 
"Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas""Tendências pedagógicas"
"Tendências pedagógicas"
 

Mais de Ulisses Vakirtzis

Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdfOrientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
Ulisses Vakirtzis
 
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdfGuia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
Ulisses Vakirtzis
 
Como gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escolaComo gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Como gerenciar os recursos financeiros da escola
Como gerenciar os recursos financeiros da escolaComo gerenciar os recursos financeiros da escola
Como gerenciar os recursos financeiros da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Como promover a construção ppp
Como promover a construção pppComo promover a construção ppp
Como promover a construção ppp
Ulisses Vakirtzis
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Ulisses Vakirtzis
 
6.proposta curricular
6.proposta curricular6.proposta curricular
6.proposta curricular
Ulisses Vakirtzis
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
Ulisses Vakirtzis
 
4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem
Ulisses Vakirtzis
 
3.teorias do desenvolvimento adolescência
3.teorias do desenvolvimento adolescência3.teorias do desenvolvimento adolescência
3.teorias do desenvolvimento adolescência
Ulisses Vakirtzis
 
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
Ulisses Vakirtzis
 
1.ensino as abordagens do processo
1.ensino as abordagens do processo1.ensino as abordagens do processo
1.ensino as abordagens do processo
Ulisses Vakirtzis
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
Ulisses Vakirtzis
 
4.politicas docentes no brasil
4.politicas docentes no brasil4.politicas docentes no brasil
4.politicas docentes no brasil
Ulisses Vakirtzis
 
3.freitas eliminação adiada
3.freitas eliminação adiada3.freitas eliminação adiada
3.freitas eliminação adiada
Ulisses Vakirtzis
 
2. escola e conhecimento
2. escola e conhecimento2. escola e conhecimento
2. escola e conhecimento
Ulisses Vakirtzis
 
1. teixeira escola pública
1. teixeira escola pública1. teixeira escola pública
1. teixeira escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
4. decretos 54.454 portaria 5941
4. decretos 54.454 portaria 59414. decretos 54.454 portaria 5941
4. decretos 54.454 portaria 5941
Ulisses Vakirtzis
 
3. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 59303. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 5930
Ulisses Vakirtzis
 
2. dialogos interdisciplinares
2. dialogos interdisciplinares2. dialogos interdisciplinares
2. dialogos interdisciplinares
Ulisses Vakirtzis
 

Mais de Ulisses Vakirtzis (20)

Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdfOrientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
Orientacoes-para-atendimento-de-estudantes-transtorno-do-espectro-do-autismo.pdf
 
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdfGuia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
Guia de Publicação Editora Albatroz (1).pdf
 
Como gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escolaComo gerenciar o espaço físico da escola
Como gerenciar o espaço físico da escola
 
Como gerenciar os recursos financeiros da escola
Como gerenciar os recursos financeiros da escolaComo gerenciar os recursos financeiros da escola
Como gerenciar os recursos financeiros da escola
 
Como promover a construção ppp
Como promover a construção pppComo promover a construção ppp
Como promover a construção ppp
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
 
6.proposta curricular
6.proposta curricular6.proposta curricular
6.proposta curricular
 
5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola5.projeto político pedagógico da escola
5.projeto político pedagógico da escola
 
4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem
 
3.teorias do desenvolvimento adolescência
3.teorias do desenvolvimento adolescência3.teorias do desenvolvimento adolescência
3.teorias do desenvolvimento adolescência
 
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
2.comunidades de aprendizagem e educação escolar
 
1.ensino as abordagens do processo
1.ensino as abordagens do processo1.ensino as abordagens do processo
1.ensino as abordagens do processo
 
8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas8.teorias psicogeneticas
8.teorias psicogeneticas
 
4.politicas docentes no brasil
4.politicas docentes no brasil4.politicas docentes no brasil
4.politicas docentes no brasil
 
3.freitas eliminação adiada
3.freitas eliminação adiada3.freitas eliminação adiada
3.freitas eliminação adiada
 
2. escola e conhecimento
2. escola e conhecimento2. escola e conhecimento
2. escola e conhecimento
 
1. teixeira escola pública
1. teixeira escola pública1. teixeira escola pública
1. teixeira escola pública
 
4. decretos 54.454 portaria 5941
4. decretos 54.454 portaria 59414. decretos 54.454 portaria 5941
4. decretos 54.454 portaria 5941
 
3. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 59303. decreto 54.542 portaria 5930
3. decreto 54.542 portaria 5930
 
2. dialogos interdisciplinares
2. dialogos interdisciplinares2. dialogos interdisciplinares
2. dialogos interdisciplinares
 

Último

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

História das Idéias Pedagógicas no Brasil