SlideShare uma empresa Scribd logo
História da Música Clássica
( 1600 – 2000 )
Bach - Concerto de Brandenburgo No. 3
Clique para avançar
O Período Barroco
( 1600 – 1750 )
O período Barroco ocupou uma época importante na história
da humanidade. Galileo, Kepler e Newton estavam
descobrindo novas formas de explicar o universo.
A música, as artes, a arquitetura, a moda, a decoração e
ornamentação sofisticada se converteram em norma.
Durante o período Barroco os compositores eram usados
principalmente pelas autoridades eclesiásticas e membros
da nobreza.
Foi chamado de sistema de patronatos. E como o patrono
pagava o compositor por cada trabalho e decidia que tipo de
música ele devia compor, isto limitou muito a criatividade e
liberdade do artista.
Vivaldi - As Quatro Estações
A Primavera
A música instrumental foi tão importante como a música vocal
individual e os corais.
No período Barroco floresceu a música para violino, órgão, harpa,
flauta, oboé, trombone e trompetas. Mas não se usavam os
instrumentos de percussão.
Os compositores mais importantes desta época foram:
Antonio Vivaldi 1678 - 1741
Baroque Johann Sebastian Bach 1685 - 1750
Period Domenico Scarlatti 1685 - 1757
Georg Frederic Handel 1685 - 1759
O Período Clássico
( 1750 – 1820 )
Mozart - Sinfonia No. 40
Os anos do período clássico se passaram em uma
época de grandes mudanças no mundo. A Revolução
Francesa e as Guerras Napoleônicas mudaram a face
da Europa.
Durante este período aconteceu que o povo em geral
teve mais acesso na cultura e participação nas
atividades artísticas.
No mundo da música, o sistema de patronatos começou
a desaparecer e foi substituído pelos primeiros
concertos públicos onde as pessoas tinham que pagar
para assistir o evento.
No lugar das rápidas mudanças de estilo e adornos do
período Barroco, a música do período clássico se
caracterizou por ser simples, balanceada e não muito
emocional.
Conhecida como “música absoluta”, as obras clássicas não
eram escritas para dançar nem para celebrações especiais
mas para o prazer de desfrutar a beleza da música.
As obras musicais se apresentavam em salões especiais
para concertos ou recitais.
Três novas formas instrumentais foram desenvolvidas : o
concerto, a sinfonia e a sonata.
Beethoven - Sinfonia No. 9
As sinfonias tinham de três movimentos, o primeiro era
rápido, o segundo era lento e o terceiro terminava
também em um ritmo rápido.
Algumas sinfonias adicionavam um movimento tipo
dançante ou dança antes do último movimento.
Viena era o centro musical da Europa e a maioria dos
grandes compositores viviam boa parte de seu tempo
nessa cidade.
Classical Joseph Haydn 1732 - 1809
Wolfgang Amadeus Mozart 1756 - 1791
Period Ludwig van Beethoven 1770 - 1827
O Período Romântico
( 1820 – 1920 )
Chopin - Polonesa “ Heróica”
A música teve grandes mudanças durante a época romântica,
os compositores expandiram as formas musicais existentes e
desenvolveram novas formas para expressar sua própria
personalidade.
Foram eliminadas as restrições sobre a duração da obra, o
número de movimentos, o número de instrumentos ou vozes
usadas, etc.
Havia um ambiente de liberdade criativa no qual floresciam
uma grande quantidade e variedade de obras tanto
instrumentais como vocais.
Foi neste período quando se introduziram a maioria dos
instrumentos da orquestra tal como as conhecemos na
atualidade.
A invenção e o uso generalizado das válvulas nos
instrumentos de bronze e os novos sistemas de teclado nos
instrumentos de ar e madeira os tornaram mais fáceis de
tocar, animando aos compositores a compor mais música
para eles.
A Sinfonia Romântica se converteu em uma versão
expandida da Sinfonia Clássica. Sua duração é muito maior e
adiciona muitos outros instrumentos na orquestra e possui
mais de quatro movimentos.
Apareceram também neste período obras miniatura, tais
como o noturno, o impromptu, o estúdio e a balada, os quais
se tornaram muito populares por serem de curta duração e
fáceis de escutar e lembrar.
Tchaikovsky - Concerto para Piano e Orquestra
No.1
Os compositores Românticos também conseguiram reunir a
poesia com a música. As óperas se dedicaram a expor
mais dramas humanos do que os mitológicos, simbólicos ou
platônicos.
Apareceu uma nova tendência ao “Nacionalismo” que
inspirou aos compositores a incorporarem em sua música
canções e estilos populares de seus países.
A Rússia foi o líder deste movimento Nacionalista com
compositores como Tchaikovsky, Borodin e Rimsky
Korsakov.
Também Antonin Dvorak, compositor Tchecoslovaco se
apoiou fortemente em canções e danças populares de seu
país para compor suas sinfonias e seus concertos de
câmara.
Outros grandes compositores desta época foram Franz
Schubert, Johann Strauss, Johann Strauss II, Richard Strauss,
Franz Liszt, Serguei Rachmaninov, Robert Schumann, Richard
Wagner, Johannes Brahms, Giuseppe Verdi, Hector Berlioz e
Bedrich Smetana.
A música do período romântico foi a que teve a maior
aceitação e difusão para o público em geral e cruzou as
fronteiras de todos os países para se converter em música
universal.
Hoje em dia, as valsas de Strauss e Tchaikovsky, os noturnos
de Chopin, as óperas de Verdi, as danças Húngaras de
Brahms fazem parte da cultura de todos os povos.
Valsa da Ópera “O Morcego”
Johann Strauss II
Franz Schubert 1797 - 1828
Gioacchino Rossini 1792 - 1868
Hector Berlioz 1803 - 1869
Felix Mendelssohn 1809 - 1847
Frederik Chopin 1810 - 1849
Robert Schumann 1810 - 1856
Franz Liszt 1811 - 1886
Richard Wagner 1813 - 1883
Romantic Giuseppe Verdi 1813 - 1901
Bedrich Smetana 1824 - 1884
Period Johann Strauss II 1825 - 1899
Johannes Brahms 1833 - 1897
Peter Ilyich Tchaikovsky 1840 - 1893
Edvard Grieg 1843 - 1907
Antonin Dvorák 1841 - 1904
Nikolai Rimsky-Korsakov 1844 - 1908
Giacomo Puccini 1858 - 1924
Richard Strauss 1864 - 1949
Sergei Rachmaninov 1873 - 1943
Música Moderna e
Contemporânea
( 1920 - 2000 )
Maurice Ravel - Bolero
O Impressionismo
A música impressionista é derivada da música romântica
e que não segue padrões definidos, expressa a melodia
em forma dispersa.
Em outros casos as melodias se repetem mas mudam a
intensidade do som e mudam também drasticamente o
número de instrumentos que participam na orquestra.
Os compositores mas famosos deste estilo de música
foram Claude Debussy e Maurice Ravel.
Neoclassicismo
O estilo Neo-Clássico é uma música similar a que se fazia no
período clássico, usa sons e instrumentos mais modernos,
porém segue os ideais e formatos do período clássico original.
O mais famoso compositor deste estilo é Igor Stravinsky.
Música Atonal
É um novo estilo de música, desenvolvido pelo compositor
Arnold Schoenberg, que usa uma escala de 12 notas
cromáticas. Seu ritmo é irregular e imprevisível
Shostakovich
Valsa No.2 da Suite de Jazz No.2
Foram desenvolvidos mais tipos e estilos e se escreveu
mais músicas no Século XX que durante todos os séculos
anteriores, o único limite do compositor tem sido a sua
imaginação.
Os compositores mais famosos da música impressionista
e contemporânea são:
Impressionist Claude Debussy 1862 - 1918
Maurice Ravel 1875 - 1937
Béla Bartók 1881 - 1945
Igor Stravinsky 1882 - 1971
Contemporary Sergei Prokofiev 1891 - 1953
George Gershwin 1898 - 1937
Dmitri Shostakovich 1906 - 1975
DEUS abençoe Você!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Historia da arte - período Renascimento - resumo
Historia da arte - período Renascimento - resumoHistoria da arte - período Renascimento - resumo
Historia da arte - período Renascimento - resumo
Andrea Dressler
 
Linha do tempo história da arte
Linha do tempo história da arteLinha do tempo história da arte
Linha do tempo história da arte
Malu Rosan
 
História da Arte - Arte egipcia
História da Arte - Arte egipciaHistória da Arte - Arte egipcia
História da Arte - Arte egipcia
Geraldo Mellado
 
Arte - Neoclassicismo
Arte - NeoclassicismoArte - Neoclassicismo
Arte - Neoclassicismo
Maiara Giordani
 
Arte medieval
Arte medievalArte medieval
Arte medieval
Ana Beatriz Cargnin
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
VIVIAN TROMBINI
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
Maiara Giordani
 
Música
MúsicaMúsica
Música
Sandraferraz
 
Arte egípcia
Arte egípciaArte egípcia
Arte egípcia
Sandro Bottene
 
Arte chinesa
Arte chinesaArte chinesa
Arte chinesa
Marcioveras
 
Romantismo - História da Arte
Romantismo - História da ArteRomantismo - História da Arte
Romantismo - História da Arte
VIVIAN TROMBINI
 
Exercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigidoExercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigido
CEF16
 
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XXMúsica Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
Rodrigo Retka
 
Arte na mesopotamia e Egito
Arte na mesopotamia e EgitoArte na mesopotamia e Egito
Arte na mesopotamia e Egito
Silmara Nogueira
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
Shinnayder
 
A Importância da Musica nas Nossas Vidas
A Importância da Musica nas Nossas VidasA Importância da Musica nas Nossas Vidas
A Importância da Musica nas Nossas Vidas
Alexandre Teixeira Lourenço, PMP
 
Jovem guarda
Jovem guardaJovem guarda
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
Carlos Pinheiro
 
Land Art
Land ArtLand Art
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
Cristiane Seibt
 

Mais procurados (20)

Historia da arte - período Renascimento - resumo
Historia da arte - período Renascimento - resumoHistoria da arte - período Renascimento - resumo
Historia da arte - período Renascimento - resumo
 
Linha do tempo história da arte
Linha do tempo história da arteLinha do tempo história da arte
Linha do tempo história da arte
 
História da Arte - Arte egipcia
História da Arte - Arte egipciaHistória da Arte - Arte egipcia
História da Arte - Arte egipcia
 
Arte - Neoclassicismo
Arte - NeoclassicismoArte - Neoclassicismo
Arte - Neoclassicismo
 
Arte medieval
Arte medievalArte medieval
Arte medieval
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
 
Música
MúsicaMúsica
Música
 
Arte egípcia
Arte egípciaArte egípcia
Arte egípcia
 
Arte chinesa
Arte chinesaArte chinesa
Arte chinesa
 
Romantismo - História da Arte
Romantismo - História da ArteRomantismo - História da Arte
Romantismo - História da Arte
 
Exercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigidoExercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigido
 
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XXMúsica Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
Música Popular e Erudita na Primeira Metade do Século XX
 
Arte na mesopotamia e Egito
Arte na mesopotamia e EgitoArte na mesopotamia e Egito
Arte na mesopotamia e Egito
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
 
A Importância da Musica nas Nossas Vidas
A Importância da Musica nas Nossas VidasA Importância da Musica nas Nossas Vidas
A Importância da Musica nas Nossas Vidas
 
Jovem guarda
Jovem guardaJovem guarda
Jovem guarda
 
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
 
Land Art
Land ArtLand Art
Land Art
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 

Semelhante a História da música clássica

Historia da música clássica
Historia da música clássicaHistoria da música clássica
Historia da música clássica
Umberto Pacheco
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
diogo_lopes
 
Historia da Musica Classica
Historia da Musica ClassicaHistoria da Musica Classica
Historia da Musica Classica
BiaEsteves
 
A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1
HOME
 
A história da música (resumo)
A história da música (resumo)A história da música (resumo)
A história da música (resumo)
Musician
 
Breve HistóRia Da MúSica Erudita
Breve HistóRia Da MúSica EruditaBreve HistóRia Da MúSica Erudita
Breve HistóRia Da MúSica Erudita
HOME
 
Powerpoint musica antiga - barroco i
Powerpoint   musica antiga - barroco iPowerpoint   musica antiga - barroco i
Powerpoint musica antiga - barroco i
Ricardo Catete
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
Meire Falco
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
Jofran Lirio
 
Orquestra introdução
Orquestra introduçãoOrquestra introdução
Orquestra introdução
Anaí Peña
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
RuteFolhas
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
Regina Coutinho
 
Óperas - Parte I
Óperas - Parte I Óperas - Parte I
Óperas - Parte I
Rafaela da Silva Melo
 
Curso de Música
Curso de MúsicaCurso de Música
Curso de Música
mzylb
 
Periodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / ClassicismoPeriodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / Classicismo
Carolina Sobrenome
 
Música clássica
Música clássicaMúsica clássica
Música clássica
IsabelPereira2010
 
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
Leonardo Brum
 
Música renascentista
Música renascentistaMúsica renascentista
Música renascentista
helenavf1
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
Jonas Martins
 
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Sílvia Mendonça
 

Semelhante a História da música clássica (20)

Historia da música clássica
Historia da música clássicaHistoria da música clássica
Historia da música clássica
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
 
Historia da Musica Classica
Historia da Musica ClassicaHistoria da Musica Classica
Historia da Musica Classica
 
A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1
 
A história da música (resumo)
A história da música (resumo)A história da música (resumo)
A história da música (resumo)
 
Breve HistóRia Da MúSica Erudita
Breve HistóRia Da MúSica EruditaBreve HistóRia Da MúSica Erudita
Breve HistóRia Da MúSica Erudita
 
Powerpoint musica antiga - barroco i
Powerpoint   musica antiga - barroco iPowerpoint   musica antiga - barroco i
Powerpoint musica antiga - barroco i
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
 
Orquestra introdução
Orquestra introduçãoOrquestra introdução
Orquestra introdução
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
 
Óperas - Parte I
Óperas - Parte I Óperas - Parte I
Óperas - Parte I
 
Curso de Música
Curso de MúsicaCurso de Música
Curso de Música
 
Periodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / ClassicismoPeriodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / Classicismo
 
Música clássica
Música clássicaMúsica clássica
Música clássica
 
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
História da Música I - 7ª e 8ª aulas (Renascimento)
 
Música renascentista
Música renascentistaMúsica renascentista
Música renascentista
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
 
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
 

Mais de Oracy Filho

Tea time (Coleção de bules de chá)
Tea time (Coleção de bules de chá)Tea time (Coleção de bules de chá)
Tea time (Coleção de bules de chá)
Oracy Filho
 
Segurança dos Pneus
Segurança dos PneusSegurança dos Pneus
Segurança dos Pneus
Oracy Filho
 
Museu de penicos
Museu de penicos Museu de penicos
Museu de penicos
Oracy Filho
 
As belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
As belezas do Pantanal Mato-grossense - BrasilAs belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
As belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
Oracy Filho
 
Evolucão do Ábaco ao Computador
Evolucão do Ábaco ao ComputadorEvolucão do Ábaco ao Computador
Evolucão do Ábaco ao Computador
Oracy Filho
 
O sofrimento de Renoir
O sofrimento de RenoirO sofrimento de Renoir
O sofrimento de Renoir
Oracy Filho
 
Aeronautas & aeronaves - A história da aviação
Aeronautas & aeronaves - A história da aviaçãoAeronautas & aeronaves - A história da aviação
Aeronautas & aeronaves - A história da aviação
Oracy Filho
 
Emigrazione italiana
Emigrazione italiana Emigrazione italiana
Emigrazione italiana
Oracy Filho
 
Convento de mafra
Convento de mafraConvento de mafra
Convento de mafra
Oracy Filho
 
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIM
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIMAuto & Technik MUSEUM SINSHEIM
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIM
Oracy Filho
 
Literatura e Arte
Literatura e ArteLiteratura e Arte
Literatura e Arte
Oracy Filho
 
Montage de la Tour Eiffel
Montage de la Tour Eiffel Montage de la Tour Eiffel
Montage de la Tour Eiffel
Oracy Filho
 
Bazar egípcio
Bazar egípcioBazar egípcio
Bazar egípcio
Oracy Filho
 
As mais lindas bibliotecas do planeta
As mais lindas bibliotecas do planetaAs mais lindas bibliotecas do planeta
As mais lindas bibliotecas do planeta
Oracy Filho
 
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de JaneiroA história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
Oracy Filho
 
Castelos de Portugal
Castelos de PortugalCastelos de Portugal
Castelos de Portugal
Oracy Filho
 
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
Oracy Filho
 
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogsNO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
Oracy Filho
 
Museu Walter P. Chrysler
Museu Walter P. ChryslerMuseu Walter P. Chrysler
Museu Walter P. Chrysler
Oracy Filho
 
Pinturas de Rob Gonsalves
Pinturas de Rob GonsalvesPinturas de Rob Gonsalves
Pinturas de Rob Gonsalves
Oracy Filho
 

Mais de Oracy Filho (20)

Tea time (Coleção de bules de chá)
Tea time (Coleção de bules de chá)Tea time (Coleção de bules de chá)
Tea time (Coleção de bules de chá)
 
Segurança dos Pneus
Segurança dos PneusSegurança dos Pneus
Segurança dos Pneus
 
Museu de penicos
Museu de penicos Museu de penicos
Museu de penicos
 
As belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
As belezas do Pantanal Mato-grossense - BrasilAs belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
As belezas do Pantanal Mato-grossense - Brasil
 
Evolucão do Ábaco ao Computador
Evolucão do Ábaco ao ComputadorEvolucão do Ábaco ao Computador
Evolucão do Ábaco ao Computador
 
O sofrimento de Renoir
O sofrimento de RenoirO sofrimento de Renoir
O sofrimento de Renoir
 
Aeronautas & aeronaves - A história da aviação
Aeronautas & aeronaves - A história da aviaçãoAeronautas & aeronaves - A história da aviação
Aeronautas & aeronaves - A história da aviação
 
Emigrazione italiana
Emigrazione italiana Emigrazione italiana
Emigrazione italiana
 
Convento de mafra
Convento de mafraConvento de mafra
Convento de mafra
 
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIM
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIMAuto & Technik MUSEUM SINSHEIM
Auto & Technik MUSEUM SINSHEIM
 
Literatura e Arte
Literatura e ArteLiteratura e Arte
Literatura e Arte
 
Montage de la Tour Eiffel
Montage de la Tour Eiffel Montage de la Tour Eiffel
Montage de la Tour Eiffel
 
Bazar egípcio
Bazar egípcioBazar egípcio
Bazar egípcio
 
As mais lindas bibliotecas do planeta
As mais lindas bibliotecas do planetaAs mais lindas bibliotecas do planeta
As mais lindas bibliotecas do planeta
 
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de JaneiroA história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
A história do bondinho do Pão de Açúcar - Rio de Janeiro
 
Castelos de Portugal
Castelos de PortugalCastelos de Portugal
Castelos de Portugal
 
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
Exposição do Centenário da Abertura dos Portos no Rio de Janeiro 1908
 
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogsNO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
NO JAPÃO, ASILO PARA CÃES GUIAS APOSENTADOS - Sapporo retirementhomefordogs
 
Museu Walter P. Chrysler
Museu Walter P. ChryslerMuseu Walter P. Chrysler
Museu Walter P. Chrysler
 
Pinturas de Rob Gonsalves
Pinturas de Rob GonsalvesPinturas de Rob Gonsalves
Pinturas de Rob Gonsalves
 

Último

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

História da música clássica

  • 1. História da Música Clássica ( 1600 – 2000 ) Bach - Concerto de Brandenburgo No. 3 Clique para avançar
  • 2. O Período Barroco ( 1600 – 1750 )
  • 3. O período Barroco ocupou uma época importante na história da humanidade. Galileo, Kepler e Newton estavam descobrindo novas formas de explicar o universo. A música, as artes, a arquitetura, a moda, a decoração e ornamentação sofisticada se converteram em norma. Durante o período Barroco os compositores eram usados principalmente pelas autoridades eclesiásticas e membros da nobreza. Foi chamado de sistema de patronatos. E como o patrono pagava o compositor por cada trabalho e decidia que tipo de música ele devia compor, isto limitou muito a criatividade e liberdade do artista. Vivaldi - As Quatro Estações A Primavera
  • 4. A música instrumental foi tão importante como a música vocal individual e os corais. No período Barroco floresceu a música para violino, órgão, harpa, flauta, oboé, trombone e trompetas. Mas não se usavam os instrumentos de percussão. Os compositores mais importantes desta época foram: Antonio Vivaldi 1678 - 1741 Baroque Johann Sebastian Bach 1685 - 1750 Period Domenico Scarlatti 1685 - 1757 Georg Frederic Handel 1685 - 1759
  • 5. O Período Clássico ( 1750 – 1820 ) Mozart - Sinfonia No. 40
  • 6. Os anos do período clássico se passaram em uma época de grandes mudanças no mundo. A Revolução Francesa e as Guerras Napoleônicas mudaram a face da Europa. Durante este período aconteceu que o povo em geral teve mais acesso na cultura e participação nas atividades artísticas. No mundo da música, o sistema de patronatos começou a desaparecer e foi substituído pelos primeiros concertos públicos onde as pessoas tinham que pagar para assistir o evento.
  • 7. No lugar das rápidas mudanças de estilo e adornos do período Barroco, a música do período clássico se caracterizou por ser simples, balanceada e não muito emocional. Conhecida como “música absoluta”, as obras clássicas não eram escritas para dançar nem para celebrações especiais mas para o prazer de desfrutar a beleza da música. As obras musicais se apresentavam em salões especiais para concertos ou recitais. Três novas formas instrumentais foram desenvolvidas : o concerto, a sinfonia e a sonata. Beethoven - Sinfonia No. 9
  • 8. As sinfonias tinham de três movimentos, o primeiro era rápido, o segundo era lento e o terceiro terminava também em um ritmo rápido. Algumas sinfonias adicionavam um movimento tipo dançante ou dança antes do último movimento. Viena era o centro musical da Europa e a maioria dos grandes compositores viviam boa parte de seu tempo nessa cidade. Classical Joseph Haydn 1732 - 1809 Wolfgang Amadeus Mozart 1756 - 1791 Period Ludwig van Beethoven 1770 - 1827
  • 9. O Período Romântico ( 1820 – 1920 ) Chopin - Polonesa “ Heróica”
  • 10. A música teve grandes mudanças durante a época romântica, os compositores expandiram as formas musicais existentes e desenvolveram novas formas para expressar sua própria personalidade. Foram eliminadas as restrições sobre a duração da obra, o número de movimentos, o número de instrumentos ou vozes usadas, etc. Havia um ambiente de liberdade criativa no qual floresciam uma grande quantidade e variedade de obras tanto instrumentais como vocais. Foi neste período quando se introduziram a maioria dos instrumentos da orquestra tal como as conhecemos na atualidade.
  • 11. A invenção e o uso generalizado das válvulas nos instrumentos de bronze e os novos sistemas de teclado nos instrumentos de ar e madeira os tornaram mais fáceis de tocar, animando aos compositores a compor mais música para eles. A Sinfonia Romântica se converteu em uma versão expandida da Sinfonia Clássica. Sua duração é muito maior e adiciona muitos outros instrumentos na orquestra e possui mais de quatro movimentos. Apareceram também neste período obras miniatura, tais como o noturno, o impromptu, o estúdio e a balada, os quais se tornaram muito populares por serem de curta duração e fáceis de escutar e lembrar. Tchaikovsky - Concerto para Piano e Orquestra No.1
  • 12. Os compositores Românticos também conseguiram reunir a poesia com a música. As óperas se dedicaram a expor mais dramas humanos do que os mitológicos, simbólicos ou platônicos. Apareceu uma nova tendência ao “Nacionalismo” que inspirou aos compositores a incorporarem em sua música canções e estilos populares de seus países. A Rússia foi o líder deste movimento Nacionalista com compositores como Tchaikovsky, Borodin e Rimsky Korsakov. Também Antonin Dvorak, compositor Tchecoslovaco se apoiou fortemente em canções e danças populares de seu país para compor suas sinfonias e seus concertos de câmara.
  • 13. Outros grandes compositores desta época foram Franz Schubert, Johann Strauss, Johann Strauss II, Richard Strauss, Franz Liszt, Serguei Rachmaninov, Robert Schumann, Richard Wagner, Johannes Brahms, Giuseppe Verdi, Hector Berlioz e Bedrich Smetana. A música do período romântico foi a que teve a maior aceitação e difusão para o público em geral e cruzou as fronteiras de todos os países para se converter em música universal. Hoje em dia, as valsas de Strauss e Tchaikovsky, os noturnos de Chopin, as óperas de Verdi, as danças Húngaras de Brahms fazem parte da cultura de todos os povos. Valsa da Ópera “O Morcego” Johann Strauss II
  • 14. Franz Schubert 1797 - 1828 Gioacchino Rossini 1792 - 1868 Hector Berlioz 1803 - 1869 Felix Mendelssohn 1809 - 1847 Frederik Chopin 1810 - 1849 Robert Schumann 1810 - 1856 Franz Liszt 1811 - 1886 Richard Wagner 1813 - 1883 Romantic Giuseppe Verdi 1813 - 1901 Bedrich Smetana 1824 - 1884 Period Johann Strauss II 1825 - 1899 Johannes Brahms 1833 - 1897 Peter Ilyich Tchaikovsky 1840 - 1893 Edvard Grieg 1843 - 1907 Antonin Dvorák 1841 - 1904 Nikolai Rimsky-Korsakov 1844 - 1908 Giacomo Puccini 1858 - 1924 Richard Strauss 1864 - 1949 Sergei Rachmaninov 1873 - 1943
  • 15. Música Moderna e Contemporânea ( 1920 - 2000 ) Maurice Ravel - Bolero
  • 16. O Impressionismo A música impressionista é derivada da música romântica e que não segue padrões definidos, expressa a melodia em forma dispersa. Em outros casos as melodias se repetem mas mudam a intensidade do som e mudam também drasticamente o número de instrumentos que participam na orquestra. Os compositores mas famosos deste estilo de música foram Claude Debussy e Maurice Ravel.
  • 17. Neoclassicismo O estilo Neo-Clássico é uma música similar a que se fazia no período clássico, usa sons e instrumentos mais modernos, porém segue os ideais e formatos do período clássico original. O mais famoso compositor deste estilo é Igor Stravinsky. Música Atonal É um novo estilo de música, desenvolvido pelo compositor Arnold Schoenberg, que usa uma escala de 12 notas cromáticas. Seu ritmo é irregular e imprevisível Shostakovich Valsa No.2 da Suite de Jazz No.2
  • 18. Foram desenvolvidos mais tipos e estilos e se escreveu mais músicas no Século XX que durante todos os séculos anteriores, o único limite do compositor tem sido a sua imaginação. Os compositores mais famosos da música impressionista e contemporânea são: Impressionist Claude Debussy 1862 - 1918 Maurice Ravel 1875 - 1937 Béla Bartók 1881 - 1945 Igor Stravinsky 1882 - 1971 Contemporary Sergei Prokofiev 1891 - 1953 George Gershwin 1898 - 1937 Dmitri Shostakovich 1906 - 1975 DEUS abençoe Você!