SlideShare uma empresa Scribd logo
1-Quando Portugal decidiu instalar no Brasil a economia açucareira, vários fatores pesaram nessa escolha. Dentre
ele é falso afirmar que: Habilidades: Identificar os motivos que levaram Portugal a escolher a cana-de-açúcar para
iniciar a colonização do Brasil a ( ) a cana teria fácil adaptação ao clima quente e úmido da costa brasileira. b ( ) os
portugueses tinham conhecimento das técnicas de plantio e da fabricação do açúcar. c ( ) o açúcar era considerado
um produto de luxo na Europa. d (x ) a mão-de-obra era farta. 2- A grande propriedade rural destinada à produção de
açúcar era chamada de engenho. Na realidade, engenho era o local onde se reuniam todas as instalações para a
fabricação do açúcar, mas com o tempo esse termo passou a ser sinônimo de propriedade canavieira. No engenho
havia: Habilidades: Identificar os elementos componentes de um engenho. a ( ) a casa-grande, habitação dos
escravos. b ( ) senzala, anexa a casa-grande, congregava os habitantes do engenho nas cerimônias religiosas. c ( x )
as instalações do engenho propriamente dito: caldeiras, casa da moenda, casa de purgar. d ( ) área de plantio de
eucalipto para ser usado nas caldeiras. 4- Desde a época de sua implantação, a economia açucareira teve a
participação direta da classe mercantil holandesa. Interessados em ficarem com uma parte considerável do lucro, os
flamengos: Habilidades:Reconhecer a participação dos holandeses na economia açucareira. a ( x) colaboram com
financiamento para a montagem dos engenhos e distribuíram o açúcar no mercado europeu. b ( ) compraram
fazendas e montaram engenhos para fabricar o açúcar. c ( ) contrataram especialistas em propaganda para divulgar
o açúcar na Europa. d ( ) fundou uma universidade no Brasil para formar especialistas em plantio da cana-de-açúcar.
5. Leia o texto e responda as questões a seguir: Habilidades: Conhecer o cotidiano da vida numa fazenda de
produção de açúcar. “Todos na sala da casa-grande permaneceram em silêncio, enquanto D. Luís proferia a oração
ritual de agradecimento pela comida. Como havia muita gente, mesas menores tinham sido postas na sala, para que
todo mundo pudesse sentar-se; mas as atenções se voltavam para a grande mesa central, onde o senhor ocupava a
cabeceira. Como as outras, a mesa principal estava ornada de belas toalhas de renda da Madeira. Porcelanas da
China, cuidadosamente guardadas para essas ocasiões, davam brilho ao banquete. As mulheres se postavam do
lado direito, ficando as senhoras próximas de D. Luís, e as sinhazinhas na borda mais afastada. Do lado esquerdo,
os senhores e depois os rapazes “ (TEIXEIRA JÙNIOR, Luiz Alexandre. O engenho colonial, Ática, 1989.p.16
Coleção O cotidiano da história) a) Quem era D. Luís na estrutura social da ordem açucareira? Padre. O conselheiro
de todos b) Os produtos ornamentais vinham de onde? China, Ilha da madeira e Europa em geral. c) Havia escravos
no banquete? Onde? Sim. Servido as mesas 6. Cite uma característica da produção de açúcar no Brasil Colonial:
Habilidades:Identificar as principais características da economia canavieira. a) Quanto ao tipo de
cultura: monocultura b) Quanto à extensão de terra: latifúndio c) Quanto à mão-de-obra: escravad) Quanto ao
mercado consumidor: externo 7. Assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas. Corrija as afirmações
incorretas. Se a afirmativa for correta, deixar o espaço para correção em branco. Habilidades: Reconhecer os fatores
que possibilitaram a ampliação do território brasileiro. a ( V ) Até o final do século XVI, a colonização portuguesa no
Brasil limitava-se ao litoral. Correção: ___________________________________________________________ b ( F)
Os paulistas apesar de habitarem a região mais rica da Colônia, tinham um espírito aventureiro e, por isso,
desbravaram o sertão do Brasil. Correção: a Capitania de São Vicente era a mais pobre. c (F ) Os bandeirantes
paulistas acharam minas de ouro no interior do Brasil. Primeiro em Mato Grosso e Goiás e depois em Minas Gerais.
Correção: Primeiro encontour ouro em Minas Gerais d ( V) A capitania de São Paulo era o centro irradiador das
bandeiras. Correção: e ( V) Entradas eram expedições de caráter oficial, enquanto as bandeiras eram organizadas
por particulares. Correção: 8. Relacione as duas colunas: Habilidades: Conhecer a política da metrópole em Relação
a mineração. a- imposto sobre o ouro produzido ( C) resultado da Guerra dos Emboabas b- cobrança de imposto
atrasados (F ) Intendência das Minas c- derrota dos paulistas ( h) datas d- meio de transporte na Colônia (g) Casas
de Fundição e- arrendavam a exploração de Diamantes ( a) quinto f- órgão que administrava as minas ( e)
contratadores g- fundia o ouro e cobrava o quinto (b ) derrama h- lotes destinados à mineração (d ) tropas de mulas
9- Preencha os quadrinhos conforme o que se pede abaixo: Habilidades: Conhecer a política da metrópole em
Relação a mineração. M – Nome que recebeu a região onde foi descoberto o ouro. I – Área produtora de açúcar que
concorria com o Brasil N – Imposto sobre extração de ouro E – Forma de cobrança do imposto sobre o ouro R –
Soldados portugueses encarregados da cobrança dos impostos A – Lotes destinados à exploração de ouro Ç –
Procura de ouro nas margens dos rios pelos garimpeiros à – Órgão da administração portuguesa responsável pelo
controle da exploração do ouro no Brasil O – Local onde o ouro era fundido e retirado o imposto que cabia à Coroa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de história5ª série 1
Avaliação de história5ª série 1Avaliação de história5ª série 1
Avaliação de história5ª série 1
Atividades Diversas Cláudia
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
Nelia Salles Nantes
 
02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015
02 8º ano  história   rafael  - expansão colonial e mineração 201502 8º ano  história   rafael  - expansão colonial e mineração 2015
02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015
Rafael Noronha
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
profcacocardozo
 
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
Alinnie Moreira
 
Exposição 1º dezembro. - com som
Exposição   1º dezembro. - com somExposição   1º dezembro. - com som
Exposição 1º dezembro. - com som
joanaformacao
 
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia. A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
profcacocardozo
 
2º ano colonização 2 e escravidão
2º ano colonização 2 e escravidão2º ano colonização 2 e escravidão
2º ano colonização 2 e escravidão
Rafael Noronha
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
Marcelo Ferreira Boia
 
O branco e o negro no brasil açúcar e escravidão.
O branco e o negro no brasil  açúcar e escravidão.O branco e o negro no brasil  açúcar e escravidão.
O branco e o negro no brasil açúcar e escravidão.
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 
Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.
Professora Natália de Oliveira
 
Mineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil ColonialMineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil Colonial
Talita Barreto
 
00 história rafael - américa portuguesa parte 1
00 história   rafael  - américa portuguesa parte 100 história   rafael  - américa portuguesa parte 1
00 história rafael - américa portuguesa parte 1
Rafael Noronha
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
Rafael Vasco
 
Mineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIIIMineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIII
Aulas de História
 
Slide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouroSlide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouro
Educador Lamarão
 
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
Marco Vinícius Moreira Lamarão'
 

Mais procurados (18)

Avaliação de história5ª série 1
Avaliação de história5ª série 1Avaliação de história5ª série 1
Avaliação de história5ª série 1
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015
02 8º ano  história   rafael  - expansão colonial e mineração 201502 8º ano  história   rafael  - expansão colonial e mineração 2015
02 8º ano história rafael - expansão colonial e mineração 2015
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
 
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
 
Exposição 1º dezembro. - com som
Exposição   1º dezembro. - com somExposição   1º dezembro. - com som
Exposição 1º dezembro. - com som
 
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia. A mineraçaõ no Brasil Colônia.
A mineraçaõ no Brasil Colônia.
 
Mineração no brasil
Mineração no brasilMineração no brasil
Mineração no brasil
 
2º ano colonização 2 e escravidão
2º ano colonização 2 e escravidão2º ano colonização 2 e escravidão
2º ano colonização 2 e escravidão
 
Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)Sistema colonial portugues (mineração)
Sistema colonial portugues (mineração)
 
O branco e o negro no brasil açúcar e escravidão.
O branco e o negro no brasil  açúcar e escravidão.O branco e o negro no brasil  açúcar e escravidão.
O branco e o negro no brasil açúcar e escravidão.
 
Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.
 
Mineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil ColonialMineração no Brasil Colonial
Mineração no Brasil Colonial
 
00 história rafael - américa portuguesa parte 1
00 história   rafael  - américa portuguesa parte 100 história   rafael  - américa portuguesa parte 1
00 história rafael - américa portuguesa parte 1
 
G2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouroG2 – o ciclo do ouro
G2 – o ciclo do ouro
 
Mineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIIIMineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIII
 
Slide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouroSlide - Aula descoberta do ouro
Slide - Aula descoberta do ouro
 
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
Auladescobertadoouro 120513154826-phpapp01
 

Destaque

Jenifer torres
Jenifer torresJenifer torres
Jenifer torres
Jenifer_Torres
 
Fases de uma professora
Fases de uma professoraFases de uma professora
Fases de uma professora
Atividades Diversas Cláudia
 
Cumpleaño..
Cumpleaño..Cumpleaño..
Cumpleaño..
economia.usmp.20122
 
Desenvolvedor Certificado LinkedIn
Desenvolvedor Certificado LinkedIn  Desenvolvedor Certificado LinkedIn
Desenvolvedor Certificado LinkedIn
Hootsuite
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
Katia Lopes
 
Taller n°4 web 2.0
Taller n°4 web 2.0Taller n°4 web 2.0
Taller n°4 web 2.0
Dayannath
 
Problema novembro e dezembro - 3º ciclo
Problema novembro e dezembro - 3º cicloProblema novembro e dezembro - 3º ciclo
Problema novembro e dezembro - 3º ciclo
bedjoaoii
 
Identidade Familiar - Tema 12/08/12
Identidade Familiar - Tema 12/08/12Identidade Familiar - Tema 12/08/12
Identidade Familiar - Tema 12/08/12
EBJ IPBCP
 
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
Ricardo Matense
 
Avalgeo rio(pip)
Avalgeo rio(pip)Avalgeo rio(pip)
Bolo inglês
Bolo inglêsBolo inglês
Bolo inglês
Paula Tomaz
 
A cruz de prata
A cruz de prataA cruz de prata
A cruz de prata
Ana Paz
 
Acta n°010 firmada todos a aprender
Acta n°010 firmada todos a aprenderActa n°010 firmada todos a aprender
Acta n°010 firmada todos a aprender
yesid ramirez
 
Roteiro para o 3º ano em biologia
Roteiro para o 3º ano em  biologiaRoteiro para o 3º ano em  biologia
Roteiro para o 3º ano em biologia
Atividades Diversas Cláudia
 
corrosión y oxidación
corrosión y oxidación corrosión y oxidación
corrosión y oxidación
Jenifer_Torres
 
Tr pcss vrp
Tr pcss vrpTr pcss vrp
Tr pcss vrp
Gestão Saúde
 
Efeitoamassadinho
EfeitoamassadinhoEfeitoamassadinho
Efeitoamassadinho
Rodrigo Preto
 
Filme o auto da compadecida
Filme o auto da compadecidaFilme o auto da compadecida
Filme o auto da compadecida
mogifernando
 

Destaque (20)

Jenifer torres
Jenifer torresJenifer torres
Jenifer torres
 
Fases de uma professora
Fases de uma professoraFases de uma professora
Fases de uma professora
 
Cumpleaño..
Cumpleaño..Cumpleaño..
Cumpleaño..
 
Desenvolvedor Certificado LinkedIn
Desenvolvedor Certificado LinkedIn  Desenvolvedor Certificado LinkedIn
Desenvolvedor Certificado LinkedIn
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
 
Guia 13
Guia 13Guia 13
Guia 13
 
Taller n°4 web 2.0
Taller n°4 web 2.0Taller n°4 web 2.0
Taller n°4 web 2.0
 
Problema novembro e dezembro - 3º ciclo
Problema novembro e dezembro - 3º cicloProblema novembro e dezembro - 3º ciclo
Problema novembro e dezembro - 3º ciclo
 
Identidade Familiar - Tema 12/08/12
Identidade Familiar - Tema 12/08/12Identidade Familiar - Tema 12/08/12
Identidade Familiar - Tema 12/08/12
 
Esquemas 1 e 2 guerras e imperialismo
Esquemas 1 e 2 guerras e imperialismoEsquemas 1 e 2 guerras e imperialismo
Esquemas 1 e 2 guerras e imperialismo
 
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
InFormação - Edição 01 [Boletim Informativo Oficial do Instituto Carvalhos de...
 
Avalgeo rio(pip)
Avalgeo rio(pip)Avalgeo rio(pip)
Avalgeo rio(pip)
 
Bolo inglês
Bolo inglêsBolo inglês
Bolo inglês
 
A cruz de prata
A cruz de prataA cruz de prata
A cruz de prata
 
Acta n°010 firmada todos a aprender
Acta n°010 firmada todos a aprenderActa n°010 firmada todos a aprender
Acta n°010 firmada todos a aprender
 
Roteiro para o 3º ano em biologia
Roteiro para o 3º ano em  biologiaRoteiro para o 3º ano em  biologia
Roteiro para o 3º ano em biologia
 
corrosión y oxidación
corrosión y oxidación corrosión y oxidación
corrosión y oxidación
 
Tr pcss vrp
Tr pcss vrpTr pcss vrp
Tr pcss vrp
 
Efeitoamassadinho
EfeitoamassadinhoEfeitoamassadinho
Efeitoamassadinho
 
Filme o auto da compadecida
Filme o auto da compadecidaFilme o auto da compadecida
Filme o auto da compadecida
 

Semelhante a Historia arrumar

Hist 7 uni8
Hist 7 uni8Hist 7 uni8
Hist 7 uni8
julio2012souto
 
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano   setembro - gabaritoAvaliação história 7º ano   setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Giselda morais rodrigues do
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades Colonialismo
Atividades   ColonialismoAtividades   Colonialismo
Atividades Colonialismo
Eduardo Mariño Rial
 
Avaliação sobre o início da colonização do Brasil
Avaliação sobre o início da colonização do BrasilAvaliação sobre o início da colonização do Brasil
Avaliação sobre o início da colonização do Brasil
Acrópole - História & Educação
 
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
Andrei Rita
 
Prova historia estudos orientados 7 ano
Prova historia estudos orientados 7 anoProva historia estudos orientados 7 ano
Prova historia estudos orientados 7 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Ava historia 8ano
Ava historia 8anoAva historia 8ano
Ava historia 8ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Atividades Diversas Cláudia
 
Ava hist8 pip
Ava hist8 pipAva hist8 pip
História de rondônia2011
História de rondônia2011História de rondônia2011
História de rondônia2011
necosam
 
Aula Mineraçao.pdf
Aula Mineraçao.pdfAula Mineraçao.pdf
Aula Mineraçao.pdf
RafaelBritto16
 
Revisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºanoRevisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºano
Nadja Dócio
 
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão  maritimaTopicos 7,8,9,10 historia expansão  maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítimaAvaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítima
Acrópole - História & Educação
 
trabalhonalavouracanavieira.ppt
trabalhonalavouracanavieira.ppttrabalhonalavouracanavieira.ppt
trabalhonalavouracanavieira.ppt
Cleodon Cardoso da Silva
 
Gabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
Gabarito - Lista de Exercícios 1º SemestreGabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
Gabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
Felipe Vaitsman
 
Hist 7 resp
Hist 7 respHist 7 resp
Hist 7 resp
julio2012souto
 
Hist8 bq 00001_85153_98015
Hist8 bq 00001_85153_98015Hist8 bq 00001_85153_98015
Hist8 bq 00001_85153_98015
Diogo Dias
 
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdf
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdfExpansionismo-hist8-bq-00001.pdf
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdf
MnicaMatos22
 

Semelhante a Historia arrumar (20)

Hist 7 uni8
Hist 7 uni8Hist 7 uni8
Hist 7 uni8
 
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano   setembro - gabaritoAvaliação história 7º ano   setembro - gabarito
Avaliação história 7º ano setembro - gabarito
 
Periodo pré colonial
Periodo pré colonialPeriodo pré colonial
Periodo pré colonial
 
Atividades Colonialismo
Atividades   ColonialismoAtividades   Colonialismo
Atividades Colonialismo
 
Avaliação sobre o início da colonização do Brasil
Avaliação sobre o início da colonização do BrasilAvaliação sobre o início da colonização do Brasil
Avaliação sobre o início da colonização do Brasil
 
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
04-Cana-de-Açúcar.ppt.pdf
 
Prova historia estudos orientados 7 ano
Prova historia estudos orientados 7 anoProva historia estudos orientados 7 ano
Prova historia estudos orientados 7 ano
 
Ava historia 8ano
Ava historia 8anoAva historia 8ano
Ava historia 8ano
 
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
Prova historia topico 8. o “sistema colonial” e a realidade efetiva da coloni...
 
Ava hist8 pip
Ava hist8 pipAva hist8 pip
Ava hist8 pip
 
História de rondônia2011
História de rondônia2011História de rondônia2011
História de rondônia2011
 
Aula Mineraçao.pdf
Aula Mineraçao.pdfAula Mineraçao.pdf
Aula Mineraçao.pdf
 
Revisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºanoRevisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºano
 
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão  maritimaTopicos 7,8,9,10 historia expansão  maritima
Topicos 7,8,9,10 historia expansão maritima
 
Avaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítimaAvaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítima
 
trabalhonalavouracanavieira.ppt
trabalhonalavouracanavieira.ppttrabalhonalavouracanavieira.ppt
trabalhonalavouracanavieira.ppt
 
Gabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
Gabarito - Lista de Exercícios 1º SemestreGabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
Gabarito - Lista de Exercícios 1º Semestre
 
Hist 7 resp
Hist 7 respHist 7 resp
Hist 7 resp
 
Hist8 bq 00001_85153_98015
Hist8 bq 00001_85153_98015Hist8 bq 00001_85153_98015
Hist8 bq 00001_85153_98015
 
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdf
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdfExpansionismo-hist8-bq-00001.pdf
Expansionismo-hist8-bq-00001.pdf
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividades Diversas Cláudia
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
Atividades Diversas Cláudia
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
Atividades Diversas Cláudia
 
1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor
Atividades Diversas Cláudia
 
2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha
Atividades Diversas Cláudia
 
3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo
Atividades Diversas Cláudia
 
4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje
Atividades Diversas Cláudia
 
5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios
Atividades Diversas Cláudia
 
6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestreProva de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestre
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia (20)

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
 
1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor
 
2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha
 
3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo
 
4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje
 
5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios
 
6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
 
Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4
 
Prova de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestreProva de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestre
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
 
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
 

Historia arrumar

  • 1. 1-Quando Portugal decidiu instalar no Brasil a economia açucareira, vários fatores pesaram nessa escolha. Dentre ele é falso afirmar que: Habilidades: Identificar os motivos que levaram Portugal a escolher a cana-de-açúcar para iniciar a colonização do Brasil a ( ) a cana teria fácil adaptação ao clima quente e úmido da costa brasileira. b ( ) os portugueses tinham conhecimento das técnicas de plantio e da fabricação do açúcar. c ( ) o açúcar era considerado um produto de luxo na Europa. d (x ) a mão-de-obra era farta. 2- A grande propriedade rural destinada à produção de açúcar era chamada de engenho. Na realidade, engenho era o local onde se reuniam todas as instalações para a fabricação do açúcar, mas com o tempo esse termo passou a ser sinônimo de propriedade canavieira. No engenho havia: Habilidades: Identificar os elementos componentes de um engenho. a ( ) a casa-grande, habitação dos escravos. b ( ) senzala, anexa a casa-grande, congregava os habitantes do engenho nas cerimônias religiosas. c ( x ) as instalações do engenho propriamente dito: caldeiras, casa da moenda, casa de purgar. d ( ) área de plantio de eucalipto para ser usado nas caldeiras. 4- Desde a época de sua implantação, a economia açucareira teve a participação direta da classe mercantil holandesa. Interessados em ficarem com uma parte considerável do lucro, os flamengos: Habilidades:Reconhecer a participação dos holandeses na economia açucareira. a ( x) colaboram com financiamento para a montagem dos engenhos e distribuíram o açúcar no mercado europeu. b ( ) compraram fazendas e montaram engenhos para fabricar o açúcar. c ( ) contrataram especialistas em propaganda para divulgar o açúcar na Europa. d ( ) fundou uma universidade no Brasil para formar especialistas em plantio da cana-de-açúcar. 5. Leia o texto e responda as questões a seguir: Habilidades: Conhecer o cotidiano da vida numa fazenda de produção de açúcar. “Todos na sala da casa-grande permaneceram em silêncio, enquanto D. Luís proferia a oração ritual de agradecimento pela comida. Como havia muita gente, mesas menores tinham sido postas na sala, para que todo mundo pudesse sentar-se; mas as atenções se voltavam para a grande mesa central, onde o senhor ocupava a cabeceira. Como as outras, a mesa principal estava ornada de belas toalhas de renda da Madeira. Porcelanas da China, cuidadosamente guardadas para essas ocasiões, davam brilho ao banquete. As mulheres se postavam do lado direito, ficando as senhoras próximas de D. Luís, e as sinhazinhas na borda mais afastada. Do lado esquerdo, os senhores e depois os rapazes “ (TEIXEIRA JÙNIOR, Luiz Alexandre. O engenho colonial, Ática, 1989.p.16 Coleção O cotidiano da história) a) Quem era D. Luís na estrutura social da ordem açucareira? Padre. O conselheiro de todos b) Os produtos ornamentais vinham de onde? China, Ilha da madeira e Europa em geral. c) Havia escravos no banquete? Onde? Sim. Servido as mesas 6. Cite uma característica da produção de açúcar no Brasil Colonial: Habilidades:Identificar as principais características da economia canavieira. a) Quanto ao tipo de cultura: monocultura b) Quanto à extensão de terra: latifúndio c) Quanto à mão-de-obra: escravad) Quanto ao mercado consumidor: externo 7. Assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas. Corrija as afirmações incorretas. Se a afirmativa for correta, deixar o espaço para correção em branco. Habilidades: Reconhecer os fatores que possibilitaram a ampliação do território brasileiro. a ( V ) Até o final do século XVI, a colonização portuguesa no Brasil limitava-se ao litoral. Correção: ___________________________________________________________ b ( F) Os paulistas apesar de habitarem a região mais rica da Colônia, tinham um espírito aventureiro e, por isso, desbravaram o sertão do Brasil. Correção: a Capitania de São Vicente era a mais pobre. c (F ) Os bandeirantes paulistas acharam minas de ouro no interior do Brasil. Primeiro em Mato Grosso e Goiás e depois em Minas Gerais. Correção: Primeiro encontour ouro em Minas Gerais d ( V) A capitania de São Paulo era o centro irradiador das bandeiras. Correção: e ( V) Entradas eram expedições de caráter oficial, enquanto as bandeiras eram organizadas por particulares. Correção: 8. Relacione as duas colunas: Habilidades: Conhecer a política da metrópole em Relação a mineração. a- imposto sobre o ouro produzido ( C) resultado da Guerra dos Emboabas b- cobrança de imposto atrasados (F ) Intendência das Minas c- derrota dos paulistas ( h) datas d- meio de transporte na Colônia (g) Casas de Fundição e- arrendavam a exploração de Diamantes ( a) quinto f- órgão que administrava as minas ( e) contratadores g- fundia o ouro e cobrava o quinto (b ) derrama h- lotes destinados à mineração (d ) tropas de mulas 9- Preencha os quadrinhos conforme o que se pede abaixo: Habilidades: Conhecer a política da metrópole em Relação a mineração. M – Nome que recebeu a região onde foi descoberto o ouro. I – Área produtora de açúcar que concorria com o Brasil N – Imposto sobre extração de ouro E – Forma de cobrança do imposto sobre o ouro R – Soldados portugueses encarregados da cobrança dos impostos A – Lotes destinados à exploração de ouro Ç – Procura de ouro nas margens dos rios pelos garimpeiros à – Órgão da administração portuguesa responsável pelo controle da exploração do ouro no Brasil O – Local onde o ouro era fundido e retirado o imposto que cabia à Coroa.