SlideShare uma empresa Scribd logo
Orientadora: Maria Zélia




      Hipertensão e Juventude
                  Resistência ao tratamento
                                    Acadêmicos:
Cleiton Ribeiro     Melina Aguiar      Rafaela Barbosa   Roberta Fernanda
Introdução
• Segundo a SBH, a Hipertensão Arterial é:
• uma patologia crônica, não transmissível;
• origem multifatorial ;
• compromete fundamentalmente o equilíbrio
  dos    mecanismos       vasodilatadores   e
  vasoconstritores;
• doença silenciosa;
Problema
• Até que ponto os jovens hipertensos,
  estão predisposto à adesão ao tratamento
  e a seguir as orientações médicas?
Objetivos
• 2.1 Objetivo Geral

• Investigar a predisposição
  dos jovens hipertensos à
  adesão ao tratamento,
  tomando como referência
  pacientes na faixa etária de
  18 a 25 anos em literaturas
  de 1998 à 2007.
Objetivos Específicos
• Conhecer as causas e consequências da
  hipertensão;
• Verificar a prevalência da hipertensão em jovens;
• Identificar os motivos da resistência dos jovens ao
  tratamento da hipertensão.
Justificativa
• Na busca por uma melhor
  compreensão dos aspectos que
  levam o jovens a optarem pela
  não adesão ao tratamento da
  hipertensão arterial, bem como
  a      predisposição       destes
  indivíduos a esta patologia,
  tomando como referência
  pacientes na faixa etária de 18 a
  25 anos.
Hipóteses
• Os jovens costumam ter uma
  vida      mais     desregrada,
  especialmente na faixa etária
  de 18 a 25 anos. Dessa forma,
  a maioria desses pacientes
  pode      apresentar     certa
  dificuldade em concordar com
  o tratamento, pois esse,
  muitas vezes, exige que se
  abandonem certos hábitos
  corriqueiros próprios dessa
  idade.
Causas
Quanto às causas da hipertensão, sabe-se muito
pouco, a medicina é capaz de apontar os fatores de
risco que favorecem o aparecimento da doença:
• Hábitos de vida inadequados
• Em 10% dos casos, a doença decorre de problemas
   físicos
• Pessoas de raça negra
• Herança dos pais
Consequências
Pressão nos vasos:
• Coração;
• Cérebro;
• Rins
Hipertensão e Juventude
Atenção especial deve ser dada à presença de fatores de riscos, tais como:
• histórica familiar, obesidade, erros dietéticos, tabagismo e
  sedentarismo.
• Associação entre excesso de peso e pressão arterial
  predominantemente no adolescente.
• A ingestão de álcool, o uso de drogas e a utilização de
  hormônios esteróides, anabolizantes e anticoncepcionais
  orais devem ser considerados como possíveis causas de
  hipertensão arterial nos jovens.
Resistência ao tratamento da Hipertensão Arterial
• A falta de adesão;
• Países desenvolvidos x países em
  desenvolvimento;
• Medidas não-farmacológicas;
• Indústria farmacêutica;
• Efeitos colaterais, uso irregular
  e/ou alto custo do medicamento,
  receio de uso concomitante de
  álcool.
• Mudança de vida
Metodologia
• A pesquisa foi desenvolvida a partir de estudo
  exploratório, de natureza quantitativa;
• Pesquisa bibliográfica;
• Foram levantadas ideias de autores diversos
  sobre a temática abordada.
Análise e Discussão dos Resultados
Quanto às causas:
• São muitas e nem sempre podem ser definidas;
• Destaque para hábitos.
Quanto às consequências:
• Infarto;
• AVE;
• Paralisação Renal.
Análise   e Discussão dos Resultados (Continuação...)
Quanto à hipertensão e juventude:
•Não somente adultos e idosos podem
apresentar ;
•Registros de hipertensão na juventude tem sido
cada vez mais frequentes;
•Dos 70 milhões de jovens no Brasil, a
hipertensão está presente em 5% deles e, 3,5
milhões de crianças e adolescentes precisam de
tratamento.
Análise e Discussão dos Resultados (Continuação...)
Quanto à resistência ao tratamento:
• de toda a população de hipertensos, cerca de um
  terço não sabe que tem a doença e, entre os que
  sabem, apenas a metade adere, efetivamente, ao
  tratamento;
• E na faixa etária pesquisada, essa adesão ao
  tratamento é menor ainda;
• Mudança de vida;
• Instituições de saúde diante dessa situação.
Conclusão
• Consenso dos autores sobre as causas da
  hipertensão;
• A não adesão dos jovens ao tratamento;
• Tratamento inespecífico;
• Estudiosos do tema em questão;
• Políticas públicas de saúde;
• Educação em saúde.
Referências Bibliográficas
• BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Políticas de Saúde,
  Cadernos de Atenção Básica, Hipertensão arterial sistêmica e
  Diabetes mellitus, Protocolo. Brasília, D.F., 2001.

• BRASIL, Ministério da Saúde. Hipertensão arterial sistêmica.
  Brasília: Ministério da Saúde; (Cadernos de Atenção Básica; 15)
  2006.

• SOCIEDADE BRASILEIRA DE HIPERTENÇÃO (SBH). III
  Consenso Brasileiro de Hipertensão arterial, 2005.

• _______, Cartilha do hipertenso, nº 1 de 8 Departamento de
  Ligas de Hipertensão Arterial. São Paulo, 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigos
Felipe De Castro
 
Hipertensão arterial no idoso fatores dificultadores para a adesão ao trata...
Hipertensão arterial no idoso   fatores dificultadores para a adesão ao trata...Hipertensão arterial no idoso   fatores dificultadores para a adesão ao trata...
Hipertensão arterial no idoso fatores dificultadores para a adesão ao trata...
adrianomedico
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
guest36c073
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
alimentacao
 
Trabalho hipertensão
Trabalho hipertensãoTrabalho hipertensão
Trabalho hipertensão
Jefferson Pacheco
 
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
Maycon Silva
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmicaHipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
j2012p
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
catianelameida
 
HipertensãO
HipertensãOHipertensãO
HipertensãO
Marco Enomoto
 
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICAHAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
Stéphanie Victorino
 
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetesCartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
Cristina Germano
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
fabriciofigueiredo
 
Hipertensao arterial
Hipertensao arterialHipertensao arterial
Hipertensao arterial
Ellen Santos
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
Denise Selegato
 
HipertensãO Arterial
HipertensãO ArterialHipertensãO Arterial
HipertensãO Arterial
marquespaula
 
Hipertensão . Trabalho de educação física
Hipertensão  . Trabalho de educação físicaHipertensão  . Trabalho de educação física
Hipertensão . Trabalho de educação física
Sarinha Silva
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
Nome Sobrenome
 
Palestra has e dm
Palestra has e dmPalestra has e dm
Palestra has e dm
clinicansl
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
ivanaferraz
 
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensãoCuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
Fabrício Bragança
 

Mais procurados (20)

Hipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigosHipertensão arterial para leigos
Hipertensão arterial para leigos
 
Hipertensão arterial no idoso fatores dificultadores para a adesão ao trata...
Hipertensão arterial no idoso   fatores dificultadores para a adesão ao trata...Hipertensão arterial no idoso   fatores dificultadores para a adesão ao trata...
Hipertensão arterial no idoso fatores dificultadores para a adesão ao trata...
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Trabalho hipertensão
Trabalho hipertensãoTrabalho hipertensão
Trabalho hipertensão
 
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA - 2016
 
Hipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmicaHipertensão arterial sistêmica
Hipertensão arterial sistêmica
 
Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2Hipertensao arterial2
Hipertensao arterial2
 
HipertensãO
HipertensãOHipertensãO
HipertensãO
 
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICAHAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
HAS - HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA
 
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetesCartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha sobre hipertensão arterial e diabetes
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
 
Hipertensao arterial
Hipertensao arterialHipertensao arterial
Hipertensao arterial
 
Hipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial SistêmicaHipertensão Arterial Sistêmica
Hipertensão Arterial Sistêmica
 
HipertensãO Arterial
HipertensãO ArterialHipertensãO Arterial
HipertensãO Arterial
 
Hipertensão . Trabalho de educação física
Hipertensão  . Trabalho de educação físicaHipertensão  . Trabalho de educação física
Hipertensão . Trabalho de educação física
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
Palestra has e dm
Palestra has e dmPalestra has e dm
Palestra has e dm
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensãoCuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
Cuidado de enfermagem em doenças crônicas com foco na hipertensão
 

Destaque

HipertensãO Fatima E Madalena
HipertensãO Fatima E MadalenaHipertensãO Fatima E Madalena
HipertensãO Fatima E Madalena
EFA_06_08
 
WebGincana Hipertensão
WebGincana HipertensãoWebGincana Hipertensão
WebGincana Hipertensão
rlimonete
 
Folhet5 o maio
Folhet5 o maioFolhet5 o maio
Folhet5 o maio
nanci
 
Cartilha hipertensão
Cartilha hipertensãoCartilha hipertensão
Cartilha hipertensão
Ana Filadelfi
 
Hipert. portal
Hipert. portalHipert. portal
Hipert. portal
ERALDO DOS SANTOS
 
Nutrição na Hipertensão Arterial
Nutrição na Hipertensão ArterialNutrição na Hipertensão Arterial
Nutrição na Hipertensão Arterial
yorana mendes
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Professor Robson
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
Walquiria Dutra
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
Professor Robson
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Professor Robson
 

Destaque (10)

HipertensãO Fatima E Madalena
HipertensãO Fatima E MadalenaHipertensãO Fatima E Madalena
HipertensãO Fatima E Madalena
 
WebGincana Hipertensão
WebGincana HipertensãoWebGincana Hipertensão
WebGincana Hipertensão
 
Folhet5 o maio
Folhet5 o maioFolhet5 o maio
Folhet5 o maio
 
Cartilha hipertensão
Cartilha hipertensãoCartilha hipertensão
Cartilha hipertensão
 
Hipert. portal
Hipert. portalHipert. portal
Hipert. portal
 
Nutrição na Hipertensão Arterial
Nutrição na Hipertensão ArterialNutrição na Hipertensão Arterial
Nutrição na Hipertensão Arterial
 
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
Hipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor RobsonHipertensao Arterial   Caso Clínico    Professor Robson
Hipertensao Arterial Caso Clínico Professor Robson
 
Hipertensão Arterial
Hipertensão ArterialHipertensão Arterial
Hipertensão Arterial
 
Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?Hipertensão o que é isso?
Hipertensão o que é isso?
 
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor RobsonPressão Arterial Alta - Professor Robson
Pressão Arterial Alta - Professor Robson
 

Semelhante a Hipertensão e juventude

Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Giza Carla Nitz
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
Lilian Souza
 
Apresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemiaApresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemia
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemiaApresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemia
Sérgio Franco - CDPI
 
Toxicodep..
Toxicodep..Toxicodep..
Toxicodep..
R C
 
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetesCartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
Cristina Germano
 
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
Vilma Rodrigues
 
Hipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.pptHipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.ppt
leidianerodrigues35
 
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.pptHipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
Unidade Local de Saúde do Nordeste
 
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idosoJose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
comunidadedepraticas
 
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
Digão Pereira
 
Hipertireoidismo projeto diretrizes
Hipertireoidismo   projeto diretrizesHipertireoidismo   projeto diretrizes
Hipertireoidismo projeto diretrizes
adrianomedico
 
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
Arquivo-FClinico
 
Tabagismo cartilha crianca
Tabagismo cartilha criancaTabagismo cartilha crianca
Tabagismo cartilha crianca
Jornal do Commercio
 
Hipercolesterolemia
HipercolesterolemiaHipercolesterolemia
Hipercolesterolemia
Laboratório Sérgio Franco
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
Fernanda Marinho
 
Caso dia e has
 Caso dia e has Caso dia e has
Caso dia e has
Karina Pereira
 
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticosAdesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Clarissa Lessa
 
Quais especificidades da dependência de álcool na mulher
Quais especificidades da dependência de álcool na mulherQuais especificidades da dependência de álcool na mulher
Quais especificidades da dependência de álcool na mulher
Vida Mental Consultoria de Saúde Mental e Nutricional
 
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇACartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
Silmara Do Carmo Pereira
 

Semelhante a Hipertensão e juventude (20)

Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdfAula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
Aula 5 - Doenças Cardiovasculares - HAS.pdf
 
Hipertensão
HipertensãoHipertensão
Hipertensão
 
Apresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemiaApresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemia
 
Apresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemiaApresentação hipercolesterolemia
Apresentação hipercolesterolemia
 
Toxicodep..
Toxicodep..Toxicodep..
Toxicodep..
 
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetesCartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
Cartilha pacs2.1.1 sobre hipertensão arterial e diabetes
 
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
Análise do perfil epidemiológico de um grupo de pacientes portadores de doenç...
 
Hipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.pptHipertensao Arterial.ppt
Hipertensao Arterial.ppt
 
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.pptHipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
Hipertensao_Arterial_em_Idosos_2024G.ppt
 
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idosoJose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
Jose_Clemente_Aspectos_importantes_HAS_idoso
 
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
Diretrizes cuidados de Idosos com Diabetes Mellitus: Atualização 2013
 
Hipertireoidismo projeto diretrizes
Hipertireoidismo   projeto diretrizesHipertireoidismo   projeto diretrizes
Hipertireoidismo projeto diretrizes
 
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
Projeto diretrizes hipertireoidismo 2006
 
Tabagismo cartilha crianca
Tabagismo cartilha criancaTabagismo cartilha crianca
Tabagismo cartilha crianca
 
Hipercolesterolemia
HipercolesterolemiaHipercolesterolemia
Hipercolesterolemia
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
 
Caso dia e has
 Caso dia e has Caso dia e has
Caso dia e has
 
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticosAdesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
Adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico por idosos diabéticos
 
Quais especificidades da dependência de álcool na mulher
Quais especificidades da dependência de álcool na mulherQuais especificidades da dependência de álcool na mulher
Quais especificidades da dependência de álcool na mulher
 
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇACartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
Cartilha apoios TEMÁTICA CRIANÇA
 

Mais de Cleiton Ribeiro Alves

Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Cleiton Ribeiro Alves
 
Questões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economiaQuestões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economia
Cleiton Ribeiro Alves
 
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocado
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocadoConsiderações a respeito do aborto espontâneo e provocado
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocado
Cleiton Ribeiro Alves
 
A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem
Cleiton Ribeiro Alves
 
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI SlidesHumanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Cleiton Ribeiro Alves
 
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidadeInfluência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
Cleiton Ribeiro Alves
 

Mais de Cleiton Ribeiro Alves (6)

Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
 
Questões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economiaQuestões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economia
 
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocado
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocadoConsiderações a respeito do aborto espontâneo e provocado
Considerações a respeito do aborto espontâneo e provocado
 
A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem
 
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI SlidesHumanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
Humanização em Unidade de Terapia Intensiva UTI Slides
 
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidadeInfluência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
Influência do stress sobre o eixo hho e sua relação causal com a infertilidade
 

Último

Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e TratamentosRejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Werberth Ladislau Rodrigues da Silveira
 
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docxCORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
bentosst
 
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdfALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
DentiKi
 
anomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologiaanomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologia
SmeladeOliveira1
 
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptxNUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
RAILANELIMAGOMES
 
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional ChinesaDiagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Misael Rabelo de Martins Custódio
 

Último (6)

Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e TratamentosRejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
Rejuvenescimento da Pele- Dicas e Tratamentos
 
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docxCORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
CORP SSMA PROC 01 Análise preliminar de riscos - APR revisada.docx
 
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdfALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
ALOP-2020 revista de tratamiento odontopediatria.pdf
 
anomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologiaanomalias dentárias imaginologia odontologia
anomalias dentárias imaginologia odontologia
 
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptxNUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
NUTRIÇÃO E DIETETICA APLICADA A ENFERMAGEM grau tecnico.pptx
 
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional ChinesaDiagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
Diagnóstico de línga pela Medicina Tradicional Chinesa
 

Hipertensão e juventude

  • 1. Orientadora: Maria Zélia Hipertensão e Juventude Resistência ao tratamento Acadêmicos: Cleiton Ribeiro Melina Aguiar Rafaela Barbosa Roberta Fernanda
  • 2. Introdução • Segundo a SBH, a Hipertensão Arterial é: • uma patologia crônica, não transmissível; • origem multifatorial ; • compromete fundamentalmente o equilíbrio dos mecanismos vasodilatadores e vasoconstritores; • doença silenciosa;
  • 3. Problema • Até que ponto os jovens hipertensos, estão predisposto à adesão ao tratamento e a seguir as orientações médicas?
  • 4. Objetivos • 2.1 Objetivo Geral • Investigar a predisposição dos jovens hipertensos à adesão ao tratamento, tomando como referência pacientes na faixa etária de 18 a 25 anos em literaturas de 1998 à 2007.
  • 5. Objetivos Específicos • Conhecer as causas e consequências da hipertensão; • Verificar a prevalência da hipertensão em jovens; • Identificar os motivos da resistência dos jovens ao tratamento da hipertensão.
  • 6. Justificativa • Na busca por uma melhor compreensão dos aspectos que levam o jovens a optarem pela não adesão ao tratamento da hipertensão arterial, bem como a predisposição destes indivíduos a esta patologia, tomando como referência pacientes na faixa etária de 18 a 25 anos.
  • 7. Hipóteses • Os jovens costumam ter uma vida mais desregrada, especialmente na faixa etária de 18 a 25 anos. Dessa forma, a maioria desses pacientes pode apresentar certa dificuldade em concordar com o tratamento, pois esse, muitas vezes, exige que se abandonem certos hábitos corriqueiros próprios dessa idade.
  • 8. Causas Quanto às causas da hipertensão, sabe-se muito pouco, a medicina é capaz de apontar os fatores de risco que favorecem o aparecimento da doença: • Hábitos de vida inadequados • Em 10% dos casos, a doença decorre de problemas físicos • Pessoas de raça negra • Herança dos pais
  • 9. Consequências Pressão nos vasos: • Coração; • Cérebro; • Rins
  • 10. Hipertensão e Juventude Atenção especial deve ser dada à presença de fatores de riscos, tais como: • histórica familiar, obesidade, erros dietéticos, tabagismo e sedentarismo. • Associação entre excesso de peso e pressão arterial predominantemente no adolescente. • A ingestão de álcool, o uso de drogas e a utilização de hormônios esteróides, anabolizantes e anticoncepcionais orais devem ser considerados como possíveis causas de hipertensão arterial nos jovens.
  • 11. Resistência ao tratamento da Hipertensão Arterial • A falta de adesão; • Países desenvolvidos x países em desenvolvimento; • Medidas não-farmacológicas; • Indústria farmacêutica; • Efeitos colaterais, uso irregular e/ou alto custo do medicamento, receio de uso concomitante de álcool. • Mudança de vida
  • 12. Metodologia • A pesquisa foi desenvolvida a partir de estudo exploratório, de natureza quantitativa; • Pesquisa bibliográfica; • Foram levantadas ideias de autores diversos sobre a temática abordada.
  • 13. Análise e Discussão dos Resultados Quanto às causas: • São muitas e nem sempre podem ser definidas; • Destaque para hábitos. Quanto às consequências: • Infarto; • AVE; • Paralisação Renal.
  • 14. Análise e Discussão dos Resultados (Continuação...) Quanto à hipertensão e juventude: •Não somente adultos e idosos podem apresentar ; •Registros de hipertensão na juventude tem sido cada vez mais frequentes; •Dos 70 milhões de jovens no Brasil, a hipertensão está presente em 5% deles e, 3,5 milhões de crianças e adolescentes precisam de tratamento.
  • 15. Análise e Discussão dos Resultados (Continuação...) Quanto à resistência ao tratamento: • de toda a população de hipertensos, cerca de um terço não sabe que tem a doença e, entre os que sabem, apenas a metade adere, efetivamente, ao tratamento; • E na faixa etária pesquisada, essa adesão ao tratamento é menor ainda; • Mudança de vida; • Instituições de saúde diante dessa situação.
  • 16. Conclusão • Consenso dos autores sobre as causas da hipertensão; • A não adesão dos jovens ao tratamento; • Tratamento inespecífico; • Estudiosos do tema em questão; • Políticas públicas de saúde; • Educação em saúde.
  • 17. Referências Bibliográficas • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Políticas de Saúde, Cadernos de Atenção Básica, Hipertensão arterial sistêmica e Diabetes mellitus, Protocolo. Brasília, D.F., 2001. • BRASIL, Ministério da Saúde. Hipertensão arterial sistêmica. Brasília: Ministério da Saúde; (Cadernos de Atenção Básica; 15) 2006. • SOCIEDADE BRASILEIRA DE HIPERTENÇÃO (SBH). III Consenso Brasileiro de Hipertensão arterial, 2005. • _______, Cartilha do hipertenso, nº 1 de 8 Departamento de Ligas de Hipertensão Arterial. São Paulo, 2006.