SlideShare uma empresa Scribd logo
2 Reis 4
OBJETIVOS DA LIÇÃO

1) Atentar para a real motivação de um milagre:
• Necessidade humana e compaixão divina.

2) Identificar os instrumentos de um milagre:
• Humano: homens valorosos e corajosos;
• Divino: Palavra confirmada pelos milagres.

3) Especificar os reais objetivos de um milagre:
• Respostas ao sofrimento humano.
• A Gloria de Deus.
1 Ora uma dentre as mulheres dos filhos dos profetas
  clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu
  servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao
  Senhor. Agora acaba de chegar o credor para levar-me
  os meus dois filhos para serem escravos.

2 Perguntou-lhe Eliseu: Que te hei de fazer? Dize-me o
  que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada
  em casa, senão uma botija de azeite.

3 Disse-lhe ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos
  os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas.
4 Depois entra, e fecha a porta sobre ti e sobre teus filhos;
  deita azeite em todas essas vasilhas, e põe à parte a que
  estiver cheia.

5 Então ela se apartou dele. Depois, fechada a porta sobre si e
   sobre seus filhos, estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as
   enchia.

6 Cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Chega-me
  ainda uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha
  nenhuma. Então o azeite parou.
7 Veio ela, pois, e o fez saber ao homem de Deus.


   Disse-lhe Eliseu:

   Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos

   vivei do resto.
Em Ecron, bacias retangulares e compressores de
pedra eram usados para amassar as azeitonas e
cadaazeite de oliva era um dos produtos para
  O bacia tinha a seu lado dois tonéis mais
prensar a poupa atempos bíblicos. Era usado na
  importantes dos fim de produzir líquido (20-
30% de óleo). Vários pesoscasas, na fabricação
  cozinha, na iluminação das de pedras de 77
quilos eram usados no processo de prensagem.
  de cosméticos e em vários rituais.
Calcula-se que as 115
prensas de óleo de
Ecrom podiam
produzir 500
toneladas, ou 652.500
litros por ano.
Samaritano trata
feridas com vinho
(desinfecção, por
causa do álcool) e
azeite (com
propriedades
cicatrizantes).
O óleo extraído das azeitonas foi usado por
milênios      como       combustível      para
lamparinas, fornecendo iluminação noturna nos
imóveis, acampamentos ou com intuito
cerimonial, como nas menorás (candelabros
judaicos de sete lâmpadas, como os que eram
usados no Tabernáculo e no Templo de Salomão).
Marcos 20

17 E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu
nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;

18 pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa
mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre
os enfermos, e estes serão curados.

19 Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no
céu, e assentou-se à direita de Deus.

20 Os discípulos, pois, saindo, pregaram por toda
parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a
palavra com os sinais que os acompanhavam.]
Levítico 25

38 Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da
terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para
ser o vosso Deus.
39 Também, se teu irmão empobrecer ao teu lado e
vender-se a ti, não o farás servir como escravo.
40 Como jornaleiro, como peregrino estará ele
contigo; até o ano do jubileu te servirá;
41 então sairá do teu serviço, e com ele seus
filhos, e tornará à sua família, à possessão de seus
pais.
Levítico 25

38 Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da
terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para
ser o vosso Deus.
39 Também, se teu irmão empobrecer ao teu lado e
vender-se a ti, não o farás servir como escravo.
40 Como jornaleiro, como peregrino estará ele
contigo; até o ano do jubileu te servirá;
41 então sairá do teu serviço, e com ele seus
filhos, e tornará à sua família, à possessão de seus
pais.
1 Reis 18
 De acordo com o historiador
13 Porventura não disseram a
Flavio Josefo, “a viúva desta
história era aoesposa de
meu senhor que fiz, quando
Obadias, o mordomo de Acabe
Jezabel matava os profetas do
em 1Reis 18.
O motivo de a escondiestar dos
Senhor, como família cem
endividada era que Obadias
profetas do Senhor, cinqüenta
havia sustentado os 100
profetas doe cinqüenta ele
numa cova Senhor que
escondera de Acabe e Jezabel.”
noutra, e os sustentei com pão
e água.
Salmo 40
Salmo 40
17 Eu, na verdade, sou pobre e
2 Também me tirou duma cova
necessitado, mas o charco
de destruição, dum Senhor de
1 Esperei com paciência pelo
cuida de ele se inclinou para
lodo; pôs os meus pés sobre
Senhor, emim. Tu és o meu
auxílio e o firmou clamor.
uma e ouviu o libertador;
mim rocha,meumeuos meusnão
te detenhas, ó Deus meu.
passos.
Cristão
 Paulo
Vizinho
Abraão
Moisés
Gideão
 Eliseu
 Jesus
  José
  Davi
2 porém o capitão em cujo
1 Então disse Eliseu: Ouvi a
17 O rei pusera à porta o
braço o rei se apoiava
palavra emSenhor; assim diz o
capitão do cujo braço ele se
respondeu ao homem de Deus
Senhor: Amanhã, por estas
apoiava; e o povo o atropelou
e disse: Ainda que o Senhor
horas, haverá umaque
na porta, de sorte medida de
fizesse janelas no céu, poderia
farinha por umfalara o homem
morreu, como siclo, e duas
isso suceder? Disse Eliseu: Eis
medidasquando o rei descera a
de Deus de cevada por um
que o verás com os teus
siclo, à porta de Samária.
ter com ele.
olhos, porém não comeras.
 2 Reis 7 2 Reis 7
25 Quandomulher disse a Elias:
24 Então a os seus discípulos

ouviram isso, ficaramouvira de
5 Com os ouvidos eu
Agora sei que tu és homem
                            falar
grandemente maravilhados,meus
de ti; mas agora te veem os e
Deus, e que a palavra do Senhor
olhos.
perguntaram: Quem
pode, então,éser salvo?
na tua boca verdade.
Jó 42
           1 Reis 17
           Mateus 19:25
Há um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jin

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As parábolas de Jesus para crianças
As parábolas de Jesus para criançasAs parábolas de Jesus para crianças
As parábolas de Jesus para crianças
Freekidstories
 
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
Daniel de Melo
 
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
Daniel de Melo
 
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
Daniel de Melo
 
Amo¦üs 004
Amo¦üs   004Amo¦üs   004
Amo¦üs 004
Samuel Fernandes
 
Apocalipse 18
Apocalipse 18Apocalipse 18
Apocalipse 18
Elva Judy Nieri
 
GÊNESIS 12
GÊNESIS 12GÊNESIS 12
GÊNESIS 12
Samuel Oliveira
 
2520 e o Tempo do Juntamento
2520 e o Tempo do Juntamento2520 e o Tempo do Juntamento
2520 e o Tempo do Juntamento
Edilson Gomes
 
Joel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restauradoJoel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restaurado
Rodrigo Mendonça
 
Sofonias
SofoniasSofonias
Sofonias
JNR
 
Ibe pastoral - as ovelhas de jesus
Ibe   pastoral - as ovelhas de jesusIbe   pastoral - as ovelhas de jesus
Ibe pastoral - as ovelhas de jesus
Paulo De Tarso Fernandes
 
Evangelhos apócrifos apocalipse de elias
Evangelhos apócrifos   apocalipse de eliasEvangelhos apócrifos   apocalipse de elias
Evangelhos apócrifos apocalipse de elias
Alan Cruz
 
Salmos de salomão
Salmos de salomãoSalmos de salomão
Salmos de salomão
Sandra Silva
 
Destruindo os destruidores
Destruindo os destruidoresDestruindo os destruidores
Destruindo os destruidores
Dilton Rodrigues
 
005 lendo biblia sagrada em 1 ano - 05-01-2015
005  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 05-01-2015005  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 05-01-2015
005 lendo biblia sagrada em 1 ano - 05-01-2015
Rachel V.
 
A longa seca sobre Israel
A  longa seca sobre IsraelA  longa seca sobre Israel
A longa seca sobre Israel
Jeronimo Nunes
 
Joel
JoelJoel
Joel
JNR
 
Habacuc
HabacucHabacuc
Habacuc
JNR
 
Nunca é tarde para recomeçar
Nunca é tarde para recomeçarNunca é tarde para recomeçar
Nunca é tarde para recomeçar
Sebastião Luiz Chagas
 
Atos 007
Atos   007Atos   007

Mais procurados (20)

As parábolas de Jesus para crianças
As parábolas de Jesus para criançasAs parábolas de Jesus para crianças
As parábolas de Jesus para crianças
 
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
A035 EAE DM - PARÁBOLAS III - VIDA RURAL 20180927
 
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
A027 EAE DM - PARÁBOLAS I - USOS E COSTUMES SOCIAIS - 20200626v3
 
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
A031 EAE DM - PARÁBOLAS II - DOMÉSTICAS E FAMILIARES 20180717
 
Amo¦üs 004
Amo¦üs   004Amo¦üs   004
Amo¦üs 004
 
Apocalipse 18
Apocalipse 18Apocalipse 18
Apocalipse 18
 
GÊNESIS 12
GÊNESIS 12GÊNESIS 12
GÊNESIS 12
 
2520 e o Tempo do Juntamento
2520 e o Tempo do Juntamento2520 e o Tempo do Juntamento
2520 e o Tempo do Juntamento
 
Joel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restauradoJoel 3 - Israel será restaurado
Joel 3 - Israel será restaurado
 
Sofonias
SofoniasSofonias
Sofonias
 
Ibe pastoral - as ovelhas de jesus
Ibe   pastoral - as ovelhas de jesusIbe   pastoral - as ovelhas de jesus
Ibe pastoral - as ovelhas de jesus
 
Evangelhos apócrifos apocalipse de elias
Evangelhos apócrifos   apocalipse de eliasEvangelhos apócrifos   apocalipse de elias
Evangelhos apócrifos apocalipse de elias
 
Salmos de salomão
Salmos de salomãoSalmos de salomão
Salmos de salomão
 
Destruindo os destruidores
Destruindo os destruidoresDestruindo os destruidores
Destruindo os destruidores
 
005 lendo biblia sagrada em 1 ano - 05-01-2015
005  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 05-01-2015005  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 05-01-2015
005 lendo biblia sagrada em 1 ano - 05-01-2015
 
A longa seca sobre Israel
A  longa seca sobre IsraelA  longa seca sobre Israel
A longa seca sobre Israel
 
Joel
JoelJoel
Joel
 
Habacuc
HabacucHabacuc
Habacuc
 
Nunca é tarde para recomeçar
Nunca é tarde para recomeçarNunca é tarde para recomeçar
Nunca é tarde para recomeçar
 
Atos 007
Atos   007Atos   007
Atos 007
 

Destaque

Action plan week 6
Action plan week 6Action plan week 6
Action plan week 6
harry johnston
 
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy MillionairesA minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
Patricia de Portugal
 
Prezi apcg 2015
Prezi apcg 2015Prezi apcg 2015
Prezi apcg 2015
Sannya Rodrigues
 
La vida
La vida La vida
La vida
mrrock101
 
Unidad 1 1
Unidad 1 1Unidad 1 1
Unidad 1 1
BorjaaIgual
 
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.arPrograma2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
Dra. Ana Maria Gonzalez (CONICET-UNNE-UNCAUS)
 
Competição entre aeroportos
Competição entre aeroportosCompetição entre aeroportos
Competição entre aeroportos
Fabiana Peixoto de Mello
 
Metodologias interativas
Metodologias interativasMetodologias interativas
Metodologias interativas
Sannya Rodrigues
 
Poção: um ponto turístico na ilha
Poção: um ponto turístico na ilhaPoção: um ponto turístico na ilha
Poção: um ponto turístico na ilha
Mara Aguiar Souza
 
新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观
Yan Liu
 
Las tics
Las ticsLas tics
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
Starttech Ventures
 
Ecm ByYou Portal Corporativo
Ecm ByYou Portal CorporativoEcm ByYou Portal Corporativo
Ecm ByYou Portal Corporativo
Caribe Tecnologia
 
Identidade visual - Lewinger
Identidade visual - LewingerIdentidade visual - Lewinger
Identidade visual - Lewinger
Julia Travaglini
 
Discursolicenciatura
DiscursolicenciaturaDiscursolicenciatura
Discursolicenciatura
Matias Damico Damico
 
CV
CVCV
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america centralDesfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Consejo de Rectores de Panamá
 
Thesis for Printing
Thesis for PrintingThesis for Printing
Thesis for Printing
Hans van Deursen
 
Why and How Search?
Why and How Search?Why and How Search?
Why and How Search?
Ali Rasoulian
 
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
Consejo de Rectores de Panamá
 

Destaque (20)

Action plan week 6
Action plan week 6Action plan week 6
Action plan week 6
 
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy MillionairesA minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
A minha experiência na Empower Network e nos Lazy Millionaires
 
Prezi apcg 2015
Prezi apcg 2015Prezi apcg 2015
Prezi apcg 2015
 
La vida
La vida La vida
La vida
 
Unidad 1 1
Unidad 1 1Unidad 1 1
Unidad 1 1
 
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.arPrograma2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
Programa2012-Hipertextos de Botánica Morfológica www.biologia.edu.ar
 
Competição entre aeroportos
Competição entre aeroportosCompetição entre aeroportos
Competição entre aeroportos
 
Metodologias interativas
Metodologias interativasMetodologias interativas
Metodologias interativas
 
Poção: um ponto turístico na ilha
Poção: um ponto turístico na ilhaPoção: um ponto turístico na ilha
Poção: um ponto turístico na ilha
 
新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观
 
Las tics
Las ticsLas tics
Las tics
 
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
2o MedTech Conference, Ιωάννης Καραφύλλης
 
Ecm ByYou Portal Corporativo
Ecm ByYou Portal CorporativoEcm ByYou Portal Corporativo
Ecm ByYou Portal Corporativo
 
Identidade visual - Lewinger
Identidade visual - LewingerIdentidade visual - Lewinger
Identidade visual - Lewinger
 
Discursolicenciatura
DiscursolicenciaturaDiscursolicenciatura
Discursolicenciatura
 
CV
CVCV
CV
 
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america centralDesfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
 
Thesis for Printing
Thesis for PrintingThesis for Printing
Thesis for Printing
 
Why and How Search?
Why and How Search?Why and How Search?
Why and How Search?
 
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
Metodología de la evaluación de las formaciones en Francia: criterios, refere...
 

Semelhante a Há um milagre em sua casa jin

A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
Jeronimo Nunes
 
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
Rachel V.
 
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorirAs parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
Freekidstories
 
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
Rachel V.
 
Capítulo 13
Capítulo 13Capítulo 13
Capítulo 13
AxelFoley11
 
Nas mãos do oleiro
Nas mãos do oleiroNas mãos do oleiro
Nas mãos do oleiro
Aldenei Barros
 
Não troque sua vinha por uma horta
Não troque sua vinha por uma hortaNão troque sua vinha por uma horta
Não troque sua vinha por uma horta
Instituto Teológico Gamaliel
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
Joel Silva
 
Cuidar da Família.pptx
Cuidar da Família.pptxCuidar da Família.pptx
Cuidar da Família.pptx
Eduardo Sales de Lima
 
Malaquias
MalaquiasMalaquias
Malaquias
JNR
 
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
Rachel V.
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Marcos De Oliveira Leite
 
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
José Lima
 
DIA DA MULHER PRESBITERIANA
DIA DA MULHER PRESBITERIANADIA DA MULHER PRESBITERIANA
DIA DA MULHER PRESBITERIANA
anatgsmslides
 
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
José Lima
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Jeronimo Nunes
 
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
Rachel V.
 
O ministério dos anjos 1
O ministério dos anjos 1O ministério dos anjos 1
O ministério dos anjos 1
Rômulo Martins
 
O ministério dos anjos 11 04 2013
O ministério dos anjos 11 04 2013O ministério dos anjos 11 04 2013
O ministério dos anjos 11 04 2013
Rômulo Martins
 
Portuguese - Bel and the Dragon.pdf
Portuguese - Bel and the Dragon.pdfPortuguese - Bel and the Dragon.pdf
Portuguese - Bel and the Dragon.pdf
Filipino Tracts and Literature Society Inc.
 

Semelhante a Há um milagre em sua casa jin (20)

A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
 
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
 
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorirAs parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
As parábolas de Jesus para crianças: Livro para colorir
 
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
046 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 15-02-2015
 
Capítulo 13
Capítulo 13Capítulo 13
Capítulo 13
 
Nas mãos do oleiro
Nas mãos do oleiroNas mãos do oleiro
Nas mãos do oleiro
 
Não troque sua vinha por uma horta
Não troque sua vinha por uma hortaNão troque sua vinha por uma horta
Não troque sua vinha por uma horta
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
 
Cuidar da Família.pptx
Cuidar da Família.pptxCuidar da Família.pptx
Cuidar da Família.pptx
 
Malaquias
MalaquiasMalaquias
Malaquias
 
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
 
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 33º Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
DIA DA MULHER PRESBITERIANA
DIA DA MULHER PRESBITERIANADIA DA MULHER PRESBITERIANA
DIA DA MULHER PRESBITERIANA
 
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
Leituras: 24° Domingo Tempo Comum - Ano C - "Evan. mais longo"
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
 
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
049 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 18-02-2015
 
O ministério dos anjos 1
O ministério dos anjos 1O ministério dos anjos 1
O ministério dos anjos 1
 
O ministério dos anjos 11 04 2013
O ministério dos anjos 11 04 2013O ministério dos anjos 11 04 2013
O ministério dos anjos 11 04 2013
 
Portuguese - Bel and the Dragon.pdf
Portuguese - Bel and the Dragon.pdfPortuguese - Bel and the Dragon.pdf
Portuguese - Bel and the Dragon.pdf
 

Mais de Jeronimo Nunes

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
Jeronimo Nunes
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Jeronimo Nunes
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
Jeronimo Nunes
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Jeronimo Nunes
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Jeronimo Nunes
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Jeronimo Nunes
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
Jeronimo Nunes
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
Jeronimo Nunes
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
Jeronimo Nunes
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Jeronimo Nunes
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
Jeronimo Nunes
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
Jeronimo Nunes
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Jeronimo Nunes
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Jeronimo Nunes
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
Jeronimo Nunes
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
Jeronimo Nunes
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Jeronimo Nunes
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
Jeronimo Nunes
 

Mais de Jeronimo Nunes (20)

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
 

Último

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 

Último (20)

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 

Há um milagre em sua casa jin

  • 2. OBJETIVOS DA LIÇÃO 1) Atentar para a real motivação de um milagre: • Necessidade humana e compaixão divina. 2) Identificar os instrumentos de um milagre: • Humano: homens valorosos e corajosos; • Divino: Palavra confirmada pelos milagres. 3) Especificar os reais objetivos de um milagre: • Respostas ao sofrimento humano. • A Gloria de Deus.
  • 3. 1 Ora uma dentre as mulheres dos filhos dos profetas clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao Senhor. Agora acaba de chegar o credor para levar-me os meus dois filhos para serem escravos. 2 Perguntou-lhe Eliseu: Que te hei de fazer? Dize-me o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. 3 Disse-lhe ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas.
  • 4. 4 Depois entra, e fecha a porta sobre ti e sobre teus filhos; deita azeite em todas essas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia. 5 Então ela se apartou dele. Depois, fechada a porta sobre si e sobre seus filhos, estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchia. 6 Cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Chega-me ainda uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha nenhuma. Então o azeite parou.
  • 5. 7 Veio ela, pois, e o fez saber ao homem de Deus. Disse-lhe Eliseu: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto.
  • 6.
  • 7. Em Ecron, bacias retangulares e compressores de pedra eram usados para amassar as azeitonas e cadaazeite de oliva era um dos produtos para O bacia tinha a seu lado dois tonéis mais prensar a poupa atempos bíblicos. Era usado na importantes dos fim de produzir líquido (20- 30% de óleo). Vários pesoscasas, na fabricação cozinha, na iluminação das de pedras de 77 quilos eram usados no processo de prensagem. de cosméticos e em vários rituais.
  • 8. Calcula-se que as 115 prensas de óleo de Ecrom podiam produzir 500 toneladas, ou 652.500 litros por ano.
  • 9. Samaritano trata feridas com vinho (desinfecção, por causa do álcool) e azeite (com propriedades cicatrizantes).
  • 10. O óleo extraído das azeitonas foi usado por milênios como combustível para lamparinas, fornecendo iluminação noturna nos imóveis, acampamentos ou com intuito cerimonial, como nas menorás (candelabros judaicos de sete lâmpadas, como os que eram usados no Tabernáculo e no Templo de Salomão).
  • 11. Marcos 20 17 E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; 18 pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados. 19 Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. 20 Os discípulos, pois, saindo, pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam.]
  • 12. Levítico 25 38 Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para ser o vosso Deus. 39 Também, se teu irmão empobrecer ao teu lado e vender-se a ti, não o farás servir como escravo. 40 Como jornaleiro, como peregrino estará ele contigo; até o ano do jubileu te servirá; 41 então sairá do teu serviço, e com ele seus filhos, e tornará à sua família, à possessão de seus pais.
  • 13. Levítico 25 38 Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para ser o vosso Deus. 39 Também, se teu irmão empobrecer ao teu lado e vender-se a ti, não o farás servir como escravo. 40 Como jornaleiro, como peregrino estará ele contigo; até o ano do jubileu te servirá; 41 então sairá do teu serviço, e com ele seus filhos, e tornará à sua família, à possessão de seus pais.
  • 14. 1 Reis 18 De acordo com o historiador 13 Porventura não disseram a Flavio Josefo, “a viúva desta história era aoesposa de meu senhor que fiz, quando Obadias, o mordomo de Acabe Jezabel matava os profetas do em 1Reis 18. O motivo de a escondiestar dos Senhor, como família cem endividada era que Obadias profetas do Senhor, cinqüenta havia sustentado os 100 profetas doe cinqüenta ele numa cova Senhor que escondera de Acabe e Jezabel.” noutra, e os sustentei com pão e água.
  • 15. Salmo 40 Salmo 40 17 Eu, na verdade, sou pobre e 2 Também me tirou duma cova necessitado, mas o charco de destruição, dum Senhor de 1 Esperei com paciência pelo cuida de ele se inclinou para lodo; pôs os meus pés sobre Senhor, emim. Tu és o meu auxílio e o firmou clamor. uma e ouviu o libertador; mim rocha,meumeuos meusnão te detenhas, ó Deus meu. passos.
  • 16.
  • 18. 2 porém o capitão em cujo 1 Então disse Eliseu: Ouvi a 17 O rei pusera à porta o braço o rei se apoiava palavra emSenhor; assim diz o capitão do cujo braço ele se respondeu ao homem de Deus Senhor: Amanhã, por estas apoiava; e o povo o atropelou e disse: Ainda que o Senhor horas, haverá umaque na porta, de sorte medida de fizesse janelas no céu, poderia farinha por umfalara o homem morreu, como siclo, e duas isso suceder? Disse Eliseu: Eis medidasquando o rei descera a de Deus de cevada por um que o verás com os teus siclo, à porta de Samária. ter com ele. olhos, porém não comeras. 2 Reis 7 2 Reis 7
  • 19.
  • 20. 25 Quandomulher disse a Elias: 24 Então a os seus discípulos ouviram isso, ficaramouvira de 5 Com os ouvidos eu Agora sei que tu és homem falar grandemente maravilhados,meus de ti; mas agora te veem os e Deus, e que a palavra do Senhor olhos. perguntaram: Quem pode, então,éser salvo? na tua boca verdade. Jó 42 1 Reis 17 Mateus 19:25