SlideShare uma empresa Scribd logo
Guia Rápido

Como negociar
Commodities
Agrícolas


      Leandro Benitez
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez




 O objetivo deste artigo é apresentar-lhe os princípios dos contratos agrícolas
       para que você possa iniciar suas negociações neste segmento.

Antes de mais nada, vamos entender o que é um contrato futuro e o que é o
mercado de derivativos:

Como todos estão cansados de saber, em um contrato futuro temos uma
entrega e liquidação financeira no futuro, são negócios realizados somente em
bolsas (no caso do Brasil é a BM&F Bovespa). Para quem já conhece os
contratos de termo, verá que ambos tem algumas similaridades, o mercado
futuro é uma evolução do mercado a termo.

Veja          mais         sobre          mercado               futuro             aqui
(http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/114)

Os mercados futuros não estão resumidos somente as commodities agrícolas,
porém este artigo tem como foco este mercado (agrícolas), por tanto iremos
tratar somente deles aqui.

Por que Derivativos Agrícolas?

Não por casualidade, os derivativos agrícolas são contratos negociados no
mercado futuro e que tem seus preços derivados dos mercados físicos, daí o
nome derivativos, eles derivam de outro ativo.

Os derivativos foram inicialmente criados com o intuito de proteger contra
alguns riscos direcionais das commodities agrícolas. Com o passar do tempo,
começaram a ser explorados por especuladores que hoje dão grande liquidez
para estes mercados.

Os derivativos não são uma novidade, são negociados há muitos anos e vem
crescendo de forma acentuada, permitindo que os produtores possam
proteger-se e especuladores possam alavancar o seu capital.

Os derivativos não se resumem as commodities agrícolas, fazem parte desta
categoria os mercados futuros, opções e é claro, o mercado a termo.

Os principais contratos agrícolas negociados na BM&F são:

- Boi Gordo

- Milho

- Soja

- Café Arábica


                                 Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   2
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

                                 BOI GORDO




                Código BM&F:          BGI
                Liquidez:             1 em 1 contrato
                Cotação:              R$/arroba
                Tamanho contrato.:    330 arrobas (cada arroba tem 30kg)
                Margem:               R$ 1.150,00 (entorno)
                Referência físico:    Araçatuba/SP
                Cálculo do Volume:    R$ * 330 * Número de contratos
                Exemplo de cálculo:   78,15 X 330 = R$ 25,789,50
                Vencimentos:          Todos os meses
                Mais negociados:      mais próximo e o V (outubro)
                Data de
                                      Último dia útil do mês de vcto
                vencimento:
                Horário:              09:00 às 16:00 after 17:00 às 18:00
                Corretagem:           0,30% normal e 0,07% daytrade
                Alavancagem:          1 para 23

                Cada variação de R$ 1,00 corresponde a ganho de
                R$ 330,00 por contrato (entorno de 28% sobre a
                margem).


Exemplo de operação:

  •   Um contrato = 330 arrobas
  •   No nosso terminal vemos o valor de uma arroba em R$ 102,46
  •   O volume operado será de R$ 102,46 x 330@ = R$ 33.811,80
  •   A corretagem para posição (normal) é de 0,30%
  •   Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 33.811,80.
  •   Corretagem gerada = R$ 101,44 por contrato.
  •   Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07%
      sobre o volume negociado.
  •   Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte
      cálculo, R$ 33.811,80 x 0,07% = R$ 23,67 por contrato.
  •   A margem exigida para negociar os contratos de Boi Gordo varia
      diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar

                               Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   3
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

       o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, clicar
       em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria
       selecione BGI – Boi Gordo – e você terá acesso às margens exigidas
       para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua
       política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais
       para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente.
   •   A margem gira entorno de R$ 1.900,00 por contrato negociado (para
       especuladores) e entorno de R$ 1.100,00 para Hedger.

Vamos supor então que você compre um contrato de boi gordo aos 102,46 que
vimos neste exemplo.

Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir
uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de
alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado
cair.

Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que
suba) e sobe R$ 1,00, ou seja, de 102,46 vai para 103,46, teremos um ajuste
diário de R$ 1,00 x 330@ x a quantidade de contratos.

Vamos passar isso para números!

Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 102,46

Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 103,46

Ajuste diário = R$ 103,46 – R$ 102,46 x 330 x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 1,00 x 330 x 2

Será creditado na nossa conta = R$ 660,00

Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para R$ 103,00/@,
teremos o seguinte resultado:

Ajuste anterior (07/02/201): R$ 103,46

Fim do pregão no dia 08/02/2011 (preço de fechamento) = R$ 103,00

Ajuste diário = R$ 103,46 – R$ 103,00 x 330 x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 0,46 x 330 x 2

Será debitado na nossa conta = R$ 303,60.




                               Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   4
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

                                      MILHO




               Código BM&F:          CCM
               Liquidez:             1 em 1 contrato
               Cotação:              R$/saca
               Tamanho contrato.:    450 sacas (cada saca tem 60kg)
               Margem:               R$ 700,00 (entorno)
               Referência físico:    Campinas/SP
               Cálculo do Volume:    R$/sc. X 450
               Exemplo de cálculo:   24,80 X 450 = R$ 11.160,00
               Vencimentos:          Jan, Mar, Mai, Jul, Set e Nov
               Mais negociados:      Mais próximo e setembro (U)
               Data de
                                     15º dia útil do mês de vencimento.
               vencimento:
               Horário:              09:00 às 15:30 after 16:15 às 18:00
               Corretagem:           0,30% normal e 0,07% Day trade
               Alavancagem:          1 para 21

               cada variação de R$ 1,00 corresponde a ganho de
               R$ 450,00 por contrato (entorno de 82% sobre a
               margem).


Exemplo de operação:

  •   Um contrato = 450 sacas
  •   No nosso terminal vemos o valor de uma saca em R$ 28,35
  •   O volume operado será de R$ 28,35 x 450/saca = R$ 12.757,50
  •   A corretagem para posição (normal) é de 0,30%
  •   Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 12.757,50.
  •   Corretagem gerada = R$ 38,27 por contrato.
  •   Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07%
      sobre o volume negociado.
  •   Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte
      cálculo, R$ 12.757,50 x 0,07% = R$ 8,93 por contrato.
  •   A margem exigida para negociar os contratos de Milho varia
      diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar
      o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76,

                               Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   5
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

       clique em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em
       mercadoria selecione CCM – Milho – e você terá acesso às margens
       exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora
       tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a
       mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente.
   •   A margem gira entorno de R$ 800,00 por contrato negociado.
   •   Vamos supor que você compre um contrato de milho aos 28,35 que
       vimos neste exemplo.

Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir
uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de
alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado
cair.

Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que
suba) e sobe R$ 1,00, ou seja, de 28,35 vai para 29,35, teremos um ajuste
diário de R$ 1,00 x 450/saca x a quantidade de contratos.

Vamos passar isso para números!

Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 28,35

Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 29,35

Ajuste diário = R$ 29,35 – R$ 28,35 x 450 x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 1,00 x 450 x 2

Será creditado na nossa conta = R$ 900,00

Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para R$
29,00/saca, teremos o seguinte resultado:

Ajuste anterior (07/02/201): R$ 29,35

Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = R$ 29,00

Ajuste diário = R$ 29,35 – R$ 29,00 x 450 x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 0,35 x 450 x 2

Será debitado na nossa conta = R$ 315,00.




                               Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   6
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

                                        SOJA




                Código BM&F:          SOJ
                Liquidez:             1 em 1 contrato
                Cotação:              U$/saca
                Tamanho contrato.:    450 sacas (cada saca tem 60kg)
                Margem:               R$ 1.570,00 (entorno)
                Referência físico:    porto de Paranaguá/PR
                Cálculo do Volume:    U$/sc. X 450 X dólar petax
                Exemplo de cálculo:   27,15 X 450 X 1,74 = R$ 21.258,00
                                      Mar, Abr, Mai, Jun, Jul, Ago, Set,
                Vencimentos:
                                      Nov
                Mais negociados:      Maio
                Data de
                                      9º dia útil anterior ao 1º dia mês vcto
                vencimento:
                Horário:              09:00 às 15:15 after 16:00 às 18:00
                Corretagem:           0,30% normal e 0,07% daytrade
                Alavancagem:          1 para 14

                Cada variação de U$ 1,00 corresponde a ganho de
                U$ 450,00 por contrato (aproximadamente 49%
                sobre a margem).


Exemplo de operação:

  •   Um contrato = 450 sacas
  •   No nosso terminal vemos o valor de uma saca em U$ 31,90
  •   O volume operado será de U$ 31,90 x 450/saca x U$ (dólar petax)* = R$
      24.116,40
  •   A corretagem para posição (normal) é de 0,30%
  •   Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 24.116,40.
  •   Corretagem gerada = R$ 72,35 por contrato.
  •   Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07%
      sobre o volume negociado.
  •   Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte
      cálculo, R$ 24.116,40 x 0,07% = R$ 16,88 por contrato.
  •   A margem exigida para negociar os contratos de Soja varia diariamente,
      para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar o seguinte

                               Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br      7
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

       link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, clique em
       Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria
       selecione SOJ – SOJA – e você terá acesso às margens exigidas para
       este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua
       política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais
       para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente.
   •   A margem gira entorno de R$ 1.500,00 por contrato negociado.
   •   Vamos supor que você compra um contrato de milho aos 31,90 que
       vimos neste exemplo.

Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir
uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de
alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado
cair.

Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que
suba) e sobe U$ 1,00, ou seja, de 31,90 vai para 32,90, teremos um ajuste
diário de U$ 1,00 x 450/saca x U$ x a quantidade de contratos.

Vamos passar isso para números:

Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 31,90

Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 32,90

Ajuste diário = U$ 32,90 – R$ 31,90 x 450 x U$ x Nº contratos

Ajuste diário = U$ 1,00 x 450 x 1,68* x 2

Será creditado na nossa conta = R$ 1.512,00

Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para U$
32,00/saca, teremos o seguinte resultado:

Ajuste anterior (07/02/201): =U$ 32,90

Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = U$ 32,00

Ajuste diário = U$ 32,90 – U$ 32,00 x 450 x U$* x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 0,90 x 450 x 1,68* x 2

Será debitado na nossa conta = R$ 1.360,80.



* A cotação do dólar utilizada aqui no exemplo é a cotação vigente no dia em
que estou criando este guia (07/02/2011).


                                Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   8
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez

                                         CAFÉ




              Código BM&F:            ICF
              Liquidez:               1 em 1 contrato
              Cotação:                U$/saca
              Tamanho contrato.:      100 sacas (cada saca tem 60kg)
              Margem:             R$ 2.105,32 (aproximadamente)
              Referência físico:  São Paulo/SP
              Cálculo do Volume:  U$/sc. X 100 x dólar
                                  163,00 X 100 X dólar = R$
              Exemplo de cálculo:
                                  28.036,00
              Vencimentos:        Mar, Mai, Jul, Set e Dez
              Mais negociados:    setembro (U)
              Data de
                                  6º dia útil anterior ao último dia mês v.
              vencimento:
              Horário:            09:00 às 15:00 after 15:30 às 18:00
              Corretagem:         0,30% normal e 0,07% daytrade
              Alavancagem:        1 para 14

              Cada variação de U$ 1,00 corresponde a ganho de
              U$ 100,00 por contrato (aproximadamente 8% sobre a
              margem).


Exemplo de operação:

  •   Um contrato = 100 sacas
  •   No nosso terminal vemos o valor de uma saca em U$ 334,60
  •   O volume operado será de U$ 334,60 x 100/saca x U$ (dólar petax)* =
      R$ 56.212,80
  •   A corretagem para posição (normal) é de 0,30%
  •   Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 56.212,80.
  •   Corretagem gerada = R$ 168,64 por contrato.
  •   Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07%
      sobre o volume negociado.


                                  Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   9
Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez


   •   Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte
       cálculo, R$ 56.212,80 x 0,07% = R$ 39,35 por contrato.
   •   A margem exigida para negociar os contratos de Café Arábica variam
       diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar
       o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76,
       clique em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em
       mercadoria selecione ICF – Café Arábica – e você terá acesso as
       margens exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada
       corretora tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma
       margem a mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu
       cliente.
   •   A margem gira entorno de R$ 4.350,00 por contrato negociado.
   •   Vamos supor que você compra um contrato de café aos U$ 334,60 que
       vimos neste exemplo.

Temos dois cenários básicos, um deles é o mercado subir e o outro é o
mercado cair.

Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que
suba) e sobe U$ 1,00, ou seja, de 334,60 vai para 335,60, teremos um ajuste
diário de U$ 1,00 x 100/saca x U$ x a quantidade de contratos.

Vamos passar isso para números:

Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 334,60

Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 335,60

Ajuste diário = U$ 335,60 – U$ 334,60 x 100 x U$ x Nº contratos

Ajuste diário = U$ 1,00 x 100 x 1,68* x 2

Será creditado na nossa conta = R$ 336,00

Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para U$
335,00/saca, teremos o seguinte resultado:

Ajuste anterior (07/02/201): =U$ 335,60

Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = U$ 335,00

Ajuste diário = U$ 335,60 – U$ 335,00 x 100 x U$* x Nº contratos

Ajuste diário = R$ 0,60 x 100 x 1,68* x 2

Será debitado na nossa conta = R$ 201,60

* A coração do dólar utilizada aqui no exemplo é a cotação vigente no dia em
que estou criando este guia (07/02/2011).
                                Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br   10

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Operando Mini Contrato de Índice
Operando Mini Contrato de ÍndiceOperando Mini Contrato de Índice
Operando Mini Contrato de Índice
Bom Fundamento
 
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
Neno Almeida
 
Slides cap. 29 sistema monetário
Slides cap. 29   sistema monetárioSlides cap. 29   sistema monetário
Slides cap. 29 sistema monetário
Crislainny Barbosa
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)
Felipe Pontes
 
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Antonio Carneiro
 
As 10 regras de ouro no buy to let
As 10 regras de ouro no buy to letAs 10 regras de ouro no buy to let
As 10 regras de ouro no buy to let
Gonçalo Nascimento Rodrigues
 
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Felipe Pontes
 
Matemática Comercial e Financeira
 Matemática Comercial e Financeira Matemática Comercial e Financeira
Matemática Comercial e Financeira
Antonio Carneiro
 
Derivativos e administração do risco
Derivativos e administração do riscoDerivativos e administração do risco
Derivativos e administração do risco
Felipe Pontes
 
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
Lhx Agente de Investimento XP.
 
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Augusto_Carvalho
 
Slides #01 - Finanças Pessoais
Slides #01 - Finanças PessoaisSlides #01 - Finanças Pessoais
Slides #01 - Finanças Pessoais
Link Trade
 
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAPDerivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Augusto_Carvalho
 
Entendendo investimentos com memes
Entendendo investimentos com memesEntendendo investimentos com memes
Entendendo investimentos com memes
Juliano Marlous
 
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 17051217 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
AgroTalento
 
4 negociações comerciais
4 negociações comerciais4 negociações comerciais
4 negociações comerciais
kennyaeduardo
 
Como investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valoresComo investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valores
Edson Sousa
 
Títulos de capitalização
Títulos de capitalizaçãoTítulos de capitalização
Títulos de capitalização
Gabriel Alves
 
Títulos de capitalização
Títulos de capitalizaçãoTítulos de capitalização
Títulos de capitalização
Gabriel Alves
 

Mais procurados (20)

Operando Mini Contrato de Índice
Operando Mini Contrato de ÍndiceOperando Mini Contrato de Índice
Operando Mini Contrato de Índice
 
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
Entenda definitivamente a Rolagem de Contratos Futuros e a taxa PTAX por Neno...
 
Slides cap. 29 sistema monetário
Slides cap. 29   sistema monetárioSlides cap. 29   sistema monetário
Slides cap. 29 sistema monetário
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
 
Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)Valor Presente Líquido (Parte II)
Valor Presente Líquido (Parte II)
 
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
Introduomatemticacomercialefinanceira 17122016
 
As 10 regras de ouro no buy to let
As 10 regras de ouro no buy to letAs 10 regras de ouro no buy to let
As 10 regras de ouro no buy to let
 
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
 
Matemática Comercial e Financeira
 Matemática Comercial e Financeira Matemática Comercial e Financeira
Matemática Comercial e Financeira
 
Derivativos e administração do risco
Derivativos e administração do riscoDerivativos e administração do risco
Derivativos e administração do risco
 
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
Conheça o produto mais negociado na LHx Agente de Investimento XP.
 
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)Derivativos de credito (Guia aula 2015)
Derivativos de credito (Guia aula 2015)
 
Slides #01 - Finanças Pessoais
Slides #01 - Finanças PessoaisSlides #01 - Finanças Pessoais
Slides #01 - Finanças Pessoais
 
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAPDerivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
Derivativos de Crédito - Curso Finanças 3 FAAP
 
Entendendo investimentos com memes
Entendendo investimentos com memesEntendendo investimentos com memes
Entendendo investimentos com memes
 
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 17051217 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
17 leandro-bovo-palestra opções beefpoint 170512
 
4 negociações comerciais
4 negociações comerciais4 negociações comerciais
4 negociações comerciais
 
Como investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valoresComo investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valores
 
Títulos de capitalização
Títulos de capitalizaçãoTítulos de capitalização
Títulos de capitalização
 
Títulos de capitalização
Títulos de capitalizaçãoTítulos de capitalização
Títulos de capitalização
 

Semelhante a Guia rapido como operar commodities agrcolas - Leandro Benitez

06 fabiana-beefpoint abr13
06 fabiana-beefpoint  abr1306 fabiana-beefpoint  abr13
06 fabiana-beefpoint abr13
AgroTalento
 
Nocoes contabeis 03
Nocoes contabeis 03Nocoes contabeis 03
Nocoes contabeis 03
contacontabil
 
Cupom Cambial
Cupom CambialCupom Cambial
Cupom Cambial
Augusto_Carvalho
 
ADM4007 Derivativos.pptx
ADM4007 Derivativos.pptxADM4007 Derivativos.pptx
ADM4007 Derivativos.pptx
Pedro Luis Moraes
 
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
MarianaTakitane1
 
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentaçãoSoja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
AzizGalvao
 
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
Revista Cafeicultura
 
Slides #05 - Finanças Pessoais
Slides #05 - Finanças PessoaisSlides #05 - Finanças Pessoais
Slides #05 - Finanças Pessoais
Link Trade
 
CURSO DE DI sl do principal trader do brasi
CURSO DE DI sl do principal trader do brasiCURSO DE DI sl do principal trader do brasi
CURSO DE DI sl do principal trader do brasi
LucasMachado806852
 
Curso Minicontrato De íNdice Futuro
Curso Minicontrato De íNdice FuturoCurso Minicontrato De íNdice Futuro
Curso Minicontrato De íNdice Futuro
Bom Fundamento
 
Curso Minicontrato De índice Futuro
Curso Minicontrato De índice FuturoCurso Minicontrato De índice Futuro
Curso Minicontrato De índice Futuro
Bom Fundamento
 
Pitch Take&Go
Pitch Take&GoPitch Take&Go
Pitch Take&Go
EvandroChicoria1
 
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgroPalestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
Eduardo Lima Porto
 
Arroba Do Boi
Arroba Do BoiArroba Do Boi
Como Escolher Ações para investir
Como Escolher Ações para investirComo Escolher Ações para investir
Como Escolher Ações para investir
investBolsa Home Broker
 
Apresentação ProsperityClube Oficial
Apresentação ProsperityClube Oficial Apresentação ProsperityClube Oficial
Apresentação ProsperityClube Oficial
Roberto Silva
 
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao DiaApresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
Stimullus - Soluções Inteligentes
 
Apresentação ganhos TopBrasil
Apresentação ganhos TopBrasilApresentação ganhos TopBrasil
Apresentação ganhos TopBrasil
TopBrasil
 
Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)
Paulo Klosowski
 
Financas pessoais-completo
Financas pessoais-completoFinancas pessoais-completo
Financas pessoais-completo
admulbra
 

Semelhante a Guia rapido como operar commodities agrcolas - Leandro Benitez (20)

06 fabiana-beefpoint abr13
06 fabiana-beefpoint  abr1306 fabiana-beefpoint  abr13
06 fabiana-beefpoint abr13
 
Nocoes contabeis 03
Nocoes contabeis 03Nocoes contabeis 03
Nocoes contabeis 03
 
Cupom Cambial
Cupom CambialCupom Cambial
Cupom Cambial
 
ADM4007 Derivativos.pptx
ADM4007 Derivativos.pptxADM4007 Derivativos.pptx
ADM4007 Derivativos.pptx
 
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
PITSTOP - Juros e Tesouraria - final 2023-08-08
 
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentaçãoSoja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
Soja plusmg viabilidadeeconomica_comercializaçãoapresentação
 
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
Perspectivas para o Mercado Macro-Econômico e Ferramentas do Banco do Brasil ...
 
Slides #05 - Finanças Pessoais
Slides #05 - Finanças PessoaisSlides #05 - Finanças Pessoais
Slides #05 - Finanças Pessoais
 
CURSO DE DI sl do principal trader do brasi
CURSO DE DI sl do principal trader do brasiCURSO DE DI sl do principal trader do brasi
CURSO DE DI sl do principal trader do brasi
 
Curso Minicontrato De íNdice Futuro
Curso Minicontrato De íNdice FuturoCurso Minicontrato De íNdice Futuro
Curso Minicontrato De íNdice Futuro
 
Curso Minicontrato De índice Futuro
Curso Minicontrato De índice FuturoCurso Minicontrato De índice Futuro
Curso Minicontrato De índice Futuro
 
Pitch Take&Go
Pitch Take&GoPitch Take&Go
Pitch Take&Go
 
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgroPalestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
Palestra Aprosoja Brasil - LucrodoAgro
 
Arroba Do Boi
Arroba Do BoiArroba Do Boi
Arroba Do Boi
 
Como Escolher Ações para investir
Como Escolher Ações para investirComo Escolher Ações para investir
Como Escolher Ações para investir
 
Apresentação ProsperityClube Oficial
Apresentação ProsperityClube Oficial Apresentação ProsperityClube Oficial
Apresentação ProsperityClube Oficial
 
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao DiaApresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
Apresentacao Prosperity Clube 2.5% ao Dia
 
Apresentação ganhos TopBrasil
Apresentação ganhos TopBrasilApresentação ganhos TopBrasil
Apresentação ganhos TopBrasil
 
Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)Estrategias mini indice slides (1)
Estrategias mini indice slides (1)
 
Financas pessoais-completo
Financas pessoais-completoFinancas pessoais-completo
Financas pessoais-completo
 

Mais de BeefPoint

Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
BeefPoint
 
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundialDoença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
BeefPoint
 
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
BeefPoint
 
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
BeefPoint
 
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
BeefPoint
 
A mais invejada da Amazônia
A mais invejada da AmazôniaA mais invejada da Amazônia
A mais invejada da Amazônia
BeefPoint
 
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato GrossoImea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
BeefPoint
 
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011 Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
BeefPoint
 
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
BeefPoint
 
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
BeefPoint
 
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicialMataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
BeefPoint
 
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicialMataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
BeefPoint
 
CNA - A verdade sobre o desmatamento
CNA - A verdade sobre o desmatamentoCNA - A verdade sobre o desmatamento
CNA - A verdade sobre o desmatamento
BeefPoint
 
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
BeefPoint
 
Marfrig Alimentos S.A. - Resultados do 1º trimestre de 2011
Marfrig Alimentos S.A. -  Resultados do 1º trimestre de 2011Marfrig Alimentos S.A. -  Resultados do 1º trimestre de 2011
Marfrig Alimentos S.A. - Resultados do 1º trimestre de 2011
BeefPoint
 
Zootecnistas
ZootecnistasZootecnistas
Zootecnistas
BeefPoint
 
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADAProgramação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
BeefPoint
 
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
BeefPoint
 
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva LegalICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
BeefPoint
 
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
BeefPoint
 

Mais de BeefPoint (20)

Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
Relatório Top 50 Beef Point de Confinamentos 2010-2011
 
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundialDoença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
Doença Respiratória Bovina – Uma preocupação mundial
 
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
Marfrig - resultados do 2º trimestre de 2011
 
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
JBS - resultados do 2º trimestre de 2011
 
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
Minerva - Resultados do 2º trimestre de 2011
 
A mais invejada da Amazônia
A mais invejada da AmazôniaA mais invejada da Amazônia
A mais invejada da Amazônia
 
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato GrossoImea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
Imea - 2°Levantamento das intenções de confinamento em Mato Grosso
 
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011 Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
Abiec: resultados das exportações de carne bovina no 1º semestre de 2011
 
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
CNA - VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO CRESCE 9,4% EM 2011
 
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
BM&FBovespa - Ofício Circular sobre alterações no Indicador e nos Contratos F...
 
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicialMataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
 
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicialMataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
Mataboi Alimentos S.A. - Proposta aos credores do plano de recuperação judicial
 
CNA - A verdade sobre o desmatamento
CNA - A verdade sobre o desmatamentoCNA - A verdade sobre o desmatamento
CNA - A verdade sobre o desmatamento
 
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
CNA - Cartilha da Contribuição Sindical Rural 2011
 
Marfrig Alimentos S.A. - Resultados do 1º trimestre de 2011
Marfrig Alimentos S.A. -  Resultados do 1º trimestre de 2011Marfrig Alimentos S.A. -  Resultados do 1º trimestre de 2011
Marfrig Alimentos S.A. - Resultados do 1º trimestre de 2011
 
Zootecnistas
ZootecnistasZootecnistas
Zootecnistas
 
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADAProgramação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
Programação do I curso do EMBRAPA INVERNADA
 
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
JBS - resultados do 1º trimestre de 2011
 
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva LegalICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
ICONE - O Novo Código Florestal e a proteção das APPs e da Reserva Legal
 
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
Independência - Edital de Alienação Judicial de Unidades Produtivas Isoladas ...
 

Último

História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Guia rapido como operar commodities agrcolas - Leandro Benitez

  • 2. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez O objetivo deste artigo é apresentar-lhe os princípios dos contratos agrícolas para que você possa iniciar suas negociações neste segmento. Antes de mais nada, vamos entender o que é um contrato futuro e o que é o mercado de derivativos: Como todos estão cansados de saber, em um contrato futuro temos uma entrega e liquidação financeira no futuro, são negócios realizados somente em bolsas (no caso do Brasil é a BM&F Bovespa). Para quem já conhece os contratos de termo, verá que ambos tem algumas similaridades, o mercado futuro é uma evolução do mercado a termo. Veja mais sobre mercado futuro aqui (http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/114) Os mercados futuros não estão resumidos somente as commodities agrícolas, porém este artigo tem como foco este mercado (agrícolas), por tanto iremos tratar somente deles aqui. Por que Derivativos Agrícolas? Não por casualidade, os derivativos agrícolas são contratos negociados no mercado futuro e que tem seus preços derivados dos mercados físicos, daí o nome derivativos, eles derivam de outro ativo. Os derivativos foram inicialmente criados com o intuito de proteger contra alguns riscos direcionais das commodities agrícolas. Com o passar do tempo, começaram a ser explorados por especuladores que hoje dão grande liquidez para estes mercados. Os derivativos não são uma novidade, são negociados há muitos anos e vem crescendo de forma acentuada, permitindo que os produtores possam proteger-se e especuladores possam alavancar o seu capital. Os derivativos não se resumem as commodities agrícolas, fazem parte desta categoria os mercados futuros, opções e é claro, o mercado a termo. Os principais contratos agrícolas negociados na BM&F são: - Boi Gordo - Milho - Soja - Café Arábica Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 2
  • 3. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez BOI GORDO Código BM&F: BGI Liquidez: 1 em 1 contrato Cotação: R$/arroba Tamanho contrato.: 330 arrobas (cada arroba tem 30kg) Margem: R$ 1.150,00 (entorno) Referência físico: Araçatuba/SP Cálculo do Volume: R$ * 330 * Número de contratos Exemplo de cálculo: 78,15 X 330 = R$ 25,789,50 Vencimentos: Todos os meses Mais negociados: mais próximo e o V (outubro) Data de Último dia útil do mês de vcto vencimento: Horário: 09:00 às 16:00 after 17:00 às 18:00 Corretagem: 0,30% normal e 0,07% daytrade Alavancagem: 1 para 23 Cada variação de R$ 1,00 corresponde a ganho de R$ 330,00 por contrato (entorno de 28% sobre a margem). Exemplo de operação: • Um contrato = 330 arrobas • No nosso terminal vemos o valor de uma arroba em R$ 102,46 • O volume operado será de R$ 102,46 x 330@ = R$ 33.811,80 • A corretagem para posição (normal) é de 0,30% • Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 33.811,80. • Corretagem gerada = R$ 101,44 por contrato. • Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07% sobre o volume negociado. • Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte cálculo, R$ 33.811,80 x 0,07% = R$ 23,67 por contrato. • A margem exigida para negociar os contratos de Boi Gordo varia diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 3
  • 4. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, clicar em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria selecione BGI – Boi Gordo – e você terá acesso às margens exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente. • A margem gira entorno de R$ 1.900,00 por contrato negociado (para especuladores) e entorno de R$ 1.100,00 para Hedger. Vamos supor então que você compre um contrato de boi gordo aos 102,46 que vimos neste exemplo. Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado cair. Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que suba) e sobe R$ 1,00, ou seja, de 102,46 vai para 103,46, teremos um ajuste diário de R$ 1,00 x 330@ x a quantidade de contratos. Vamos passar isso para números! Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 102,46 Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 103,46 Ajuste diário = R$ 103,46 – R$ 102,46 x 330 x Nº contratos Ajuste diário = R$ 1,00 x 330 x 2 Será creditado na nossa conta = R$ 660,00 Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para R$ 103,00/@, teremos o seguinte resultado: Ajuste anterior (07/02/201): R$ 103,46 Fim do pregão no dia 08/02/2011 (preço de fechamento) = R$ 103,00 Ajuste diário = R$ 103,46 – R$ 103,00 x 330 x Nº contratos Ajuste diário = R$ 0,46 x 330 x 2 Será debitado na nossa conta = R$ 303,60. Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 4
  • 5. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez MILHO Código BM&F: CCM Liquidez: 1 em 1 contrato Cotação: R$/saca Tamanho contrato.: 450 sacas (cada saca tem 60kg) Margem: R$ 700,00 (entorno) Referência físico: Campinas/SP Cálculo do Volume: R$/sc. X 450 Exemplo de cálculo: 24,80 X 450 = R$ 11.160,00 Vencimentos: Jan, Mar, Mai, Jul, Set e Nov Mais negociados: Mais próximo e setembro (U) Data de 15º dia útil do mês de vencimento. vencimento: Horário: 09:00 às 15:30 after 16:15 às 18:00 Corretagem: 0,30% normal e 0,07% Day trade Alavancagem: 1 para 21 cada variação de R$ 1,00 corresponde a ganho de R$ 450,00 por contrato (entorno de 82% sobre a margem). Exemplo de operação: • Um contrato = 450 sacas • No nosso terminal vemos o valor de uma saca em R$ 28,35 • O volume operado será de R$ 28,35 x 450/saca = R$ 12.757,50 • A corretagem para posição (normal) é de 0,30% • Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 12.757,50. • Corretagem gerada = R$ 38,27 por contrato. • Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07% sobre o volume negociado. • Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte cálculo, R$ 12.757,50 x 0,07% = R$ 8,93 por contrato. • A margem exigida para negociar os contratos de Milho varia diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 5
  • 6. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez clique em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria selecione CCM – Milho – e você terá acesso às margens exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente. • A margem gira entorno de R$ 800,00 por contrato negociado. • Vamos supor que você compre um contrato de milho aos 28,35 que vimos neste exemplo. Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado cair. Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que suba) e sobe R$ 1,00, ou seja, de 28,35 vai para 29,35, teremos um ajuste diário de R$ 1,00 x 450/saca x a quantidade de contratos. Vamos passar isso para números! Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 28,35 Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 29,35 Ajuste diário = R$ 29,35 – R$ 28,35 x 450 x Nº contratos Ajuste diário = R$ 1,00 x 450 x 2 Será creditado na nossa conta = R$ 900,00 Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para R$ 29,00/saca, teremos o seguinte resultado: Ajuste anterior (07/02/201): R$ 29,35 Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = R$ 29,00 Ajuste diário = R$ 29,35 – R$ 29,00 x 450 x Nº contratos Ajuste diário = R$ 0,35 x 450 x 2 Será debitado na nossa conta = R$ 315,00. Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 6
  • 7. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez SOJA Código BM&F: SOJ Liquidez: 1 em 1 contrato Cotação: U$/saca Tamanho contrato.: 450 sacas (cada saca tem 60kg) Margem: R$ 1.570,00 (entorno) Referência físico: porto de Paranaguá/PR Cálculo do Volume: U$/sc. X 450 X dólar petax Exemplo de cálculo: 27,15 X 450 X 1,74 = R$ 21.258,00 Mar, Abr, Mai, Jun, Jul, Ago, Set, Vencimentos: Nov Mais negociados: Maio Data de 9º dia útil anterior ao 1º dia mês vcto vencimento: Horário: 09:00 às 15:15 after 16:00 às 18:00 Corretagem: 0,30% normal e 0,07% daytrade Alavancagem: 1 para 14 Cada variação de U$ 1,00 corresponde a ganho de U$ 450,00 por contrato (aproximadamente 49% sobre a margem). Exemplo de operação: • Um contrato = 450 sacas • No nosso terminal vemos o valor de uma saca em U$ 31,90 • O volume operado será de U$ 31,90 x 450/saca x U$ (dólar petax)* = R$ 24.116,40 • A corretagem para posição (normal) é de 0,30% • Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 24.116,40. • Corretagem gerada = R$ 72,35 por contrato. • Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07% sobre o volume negociado. • Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte cálculo, R$ 24.116,40 x 0,07% = R$ 16,88 por contrato. • A margem exigida para negociar os contratos de Soja varia diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar o seguinte Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 7
  • 8. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, clique em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria selecione SOJ – SOJA – e você terá acesso às margens exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente. • A margem gira entorno de R$ 1.500,00 por contrato negociado. • Vamos supor que você compra um contrato de milho aos 31,90 que vimos neste exemplo. Temos dois cenários “possíveis” (entre aspas por que o mercado pode assumir uma tendência lateral, porém como esta não gera ajuste, entro no mérito de alta e baixa no mercado), um deles é o mercado subir e o outro é o mercado cair. Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que suba) e sobe U$ 1,00, ou seja, de 31,90 vai para 32,90, teremos um ajuste diário de U$ 1,00 x 450/saca x U$ x a quantidade de contratos. Vamos passar isso para números: Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 31,90 Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 32,90 Ajuste diário = U$ 32,90 – R$ 31,90 x 450 x U$ x Nº contratos Ajuste diário = U$ 1,00 x 450 x 1,68* x 2 Será creditado na nossa conta = R$ 1.512,00 Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para U$ 32,00/saca, teremos o seguinte resultado: Ajuste anterior (07/02/201): =U$ 32,90 Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = U$ 32,00 Ajuste diário = U$ 32,90 – U$ 32,00 x 450 x U$* x Nº contratos Ajuste diário = R$ 0,90 x 450 x 1,68* x 2 Será debitado na nossa conta = R$ 1.360,80. * A cotação do dólar utilizada aqui no exemplo é a cotação vigente no dia em que estou criando este guia (07/02/2011). Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 8
  • 9. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez CAFÉ Código BM&F: ICF Liquidez: 1 em 1 contrato Cotação: U$/saca Tamanho contrato.: 100 sacas (cada saca tem 60kg) Margem: R$ 2.105,32 (aproximadamente) Referência físico: São Paulo/SP Cálculo do Volume: U$/sc. X 100 x dólar 163,00 X 100 X dólar = R$ Exemplo de cálculo: 28.036,00 Vencimentos: Mar, Mai, Jul, Set e Dez Mais negociados: setembro (U) Data de 6º dia útil anterior ao último dia mês v. vencimento: Horário: 09:00 às 15:00 after 15:30 às 18:00 Corretagem: 0,30% normal e 0,07% daytrade Alavancagem: 1 para 14 Cada variação de U$ 1,00 corresponde a ganho de U$ 100,00 por contrato (aproximadamente 8% sobre a margem). Exemplo de operação: • Um contrato = 100 sacas • No nosso terminal vemos o valor de uma saca em U$ 334,60 • O volume operado será de U$ 334,60 x 100/saca x U$ (dólar petax)* = R$ 56.212,80 • A corretagem para posição (normal) é de 0,30% • Neste caso teríamos uma corretagem de 30% sobre R$ 56.212,80. • Corretagem gerada = R$ 168,64 por contrato. • Caso a operação seja de Day trade a corretagem padrão é de 0,07% sobre o volume negociado. Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 9
  • 10. Como negociar Commodities Agrícolas Leandro Benitez • Para saber quanto geramos de corretagem basta fazer o seguinte cálculo, R$ 56.212,80 x 0,07% = R$ 39,35 por contrato. • A margem exigida para negociar os contratos de Café Arábica variam diariamente, para saber qual a margem exigida pela BM&F basta visitar o seguinte link: http://www.leandrobenitez.com.br/blog/archives/76, clique em Margem teórica máxima, selecione o mercado futuro, em mercadoria selecione ICF – Café Arábica – e você terá acesso as margens exigidas para este contrato pela BM&F, não esqueça que cada corretora tem sua política de risco, na maioria dos casos ela exige uma margem a mais para garantir a sua segurança e a segurança do seu cliente. • A margem gira entorno de R$ 4.350,00 por contrato negociado. • Vamos supor que você compra um contrato de café aos U$ 334,60 que vimos neste exemplo. Temos dois cenários básicos, um deles é o mercado subir e o outro é o mercado cair. Caso o mercado se comporte como esperamos (se compramos esperamos que suba) e sobe U$ 1,00, ou seja, de 334,60 vai para 335,60, teremos um ajuste diário de U$ 1,00 x 100/saca x U$ x a quantidade de contratos. Vamos passar isso para números: Compra de dois contratos no dia 07/02/201: R$ 334,60 Fim do pregão no dia 07/02/2011, preço de fechamento = R$ 335,60 Ajuste diário = U$ 335,60 – U$ 334,60 x 100 x U$ x Nº contratos Ajuste diário = U$ 1,00 x 100 x 1,68* x 2 Será creditado na nossa conta = R$ 336,00 Se no outro dia o mercado (que havia subido) realizar e cai para U$ 335,00/saca, teremos o seguinte resultado: Ajuste anterior (07/02/201): =U$ 335,60 Fim do pregão no dia 08/02/2011, preço de fechamento = U$ 335,00 Ajuste diário = U$ 335,60 – U$ 335,00 x 100 x U$* x Nº contratos Ajuste diário = R$ 0,60 x 100 x 1,68* x 2 Será debitado na nossa conta = R$ 201,60 * A coração do dólar utilizada aqui no exemplo é a cotação vigente no dia em que estou criando este guia (07/02/2011). Leandro Benitez | www.leandrobenitez.com.br 10