SlideShare uma empresa Scribd logo
Fundamentos de Sociologia
Os Grupos Sociais
Universidade Anhanguera Uniderp
Conceito de Grupo Social
• Qualquer número de pessoas que compartilham de uma consciência
de interação ou de filiação;
• Sendo um conjunto de pessoas em interação, que compartilham uma
consciência de membros;
• Agregação (coletividade); Categoria.
• Existem vários tipos de grupos sociais;
Classificação dos Grupos Sociais
PESSOAIS EXTERNOS REFERÊNCIA
ESTEREÓTIPOS PRIMÁRIOS SECUNDÁRIOS
• São aqueles cujo individuo
sente que pertence;
•O Indivíduo se sente bem e
avontadade.
• “MEU, MINHA”
• “NOSSO, NOSSA”
Grupos Pessoais
(ou de dentro)
Grupos Externos
• São aqueles ao qual não fazemos parte;
• Falta de interesse, hostilidade, rivalidade, concorrência.
Grupos de Referência ou Estereótipos
• G.R. são aqueles que o individuo aceita como modelo e guia de seu próprio comportamento e
suas ações.
• O estereótipo é a imagem que um grupo partilha de um outro grupo. Muitas vezes são
impressões distorcidas das características dos grupos externos.
Grupos Primários e Secundários
• G.P são aqueles em que pessoas se conhecem através de contato social pessoal, são
pequenos e tendem a ser informais e descontraídos.
• G.S os contatos são impessoais, limitados, não permanentes, com tamanho flexível e
membros substituíveis. Ex.: comprador e vendedor.
Não!!!
Comunidade
• Localização geográfica particular , região ou localidade com a qual
pessoas se identificam
• Tipo particular de relação social que é característico, como uma
comunidade evangélica, por exemplo. Compartilhando senso comum
de identidade.
• Um sistema social como um conjunto de relações sociais dentro de
um grupo particular de pessoas.
Sociedade
• Onde predominam relações societárias, é um grupo instituído ou
constituído para atender determinados interesses.
• Caracteriza-se por competição entre os membros, com interesses
individualistas, buscando eficiência e especialização.
Grupos de interesse e de Pressão
• G.I são caracterizados como qualquer conjunto de indivíduos que procuram defender junto
aos órgãos governamentais um certo interesse ou causa comum. Utilizando meios legítimos.
• G.P usam da: persuasão, ameaça, utilização de dinheiro (apoio de homens públicos),
sabotagem (greve, chantagem), ações diretas.
• Lobby: praticado no Brasil, indica mais uma atividade do que uma organização. Processo pelo qual os
representantes de grupos de pressão, agindo como intermediários, levam seus interesses as figuras públicas.
Relações entre grupos nas organizações
• Os grupos criam seus próprios procedimentos, bandeiras , conduta, e normas (gerando conflitos
internos).
• Com conflitos emocionais deve-se buscar ao aumento da comunicação (corrigindo
desentendimentos)
• Deve-se fixar as diferenças entre os grupos dentro da organização. Ter exposição clara dos pontos
de vista de cada grupo, pontos de divergência, discrepâncias, diferenças de princípios.
• Oposições a mudança devem ser encaradas respeitando a individualidade, com propostas
concisas, e tendo tudo no controle, para que os individuos não se sintam ameaçados.
Acadêmicos
Cleison Teodoro
Luis Henrique Batista
Jhorde da Silva Costa
Juliana Camargo
Weslley de Bastos Rangel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Interação social e papéis sociais
Interação social e papéis sociaisInteração social e papéis sociais
Interação social e papéis sociais
turma12c
 
Interações Sociais -Grupos Sociais
Interações Sociais-Grupos SociaisInterações Sociais-Grupos Sociais
Interações Sociais -Grupos Sociais
Lídia Santos
 
Socialização e cultura
Socialização e culturaSocialização e cultura
Socialização e cultura
Sergio Grunbaum
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
mikto
 
A IDENTIDADE
A IDENTIDADEA IDENTIDADE
Sociologia: Interação social
Sociologia: Interação socialSociologia: Interação social
Sociologia: Interação social
hap99
 
Cultura
CulturaCultura
Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
Fabson Calixto
 
Democracia, Cidadania e Ética
Democracia, Cidadania e ÉticaDemocracia, Cidadania e Ética
Democracia, Cidadania e Ética
Fábio Nogueira, PhD
 
Família
FamíliaFamília
Papéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociaisPapéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociais
Núriaa Gourgel
 
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Tiago Lacerda
 
trabalho colaborativo
trabalho colaborativotrabalho colaborativo
trabalho colaborativo
ssuser6ee2851
 
07 contrato social - rousseau
07  contrato social - rousseau07  contrato social - rousseau
07 contrato social - rousseau
Hernando Professor
 
Comunidade & Sociedade
Comunidade & SociedadeComunidade & Sociedade
Comunidade & Sociedade
Isaquel Silva
 
A familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-pointA familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-point
António Moreira
 
Pobreza e exclusão
Pobreza e exclusãoPobreza e exclusão
Pobreza e exclusão
roberto mosca junior
 
Homen e Sociedade - Aula 1
Homen e Sociedade - Aula 1Homen e Sociedade - Aula 1
Homen e Sociedade - Aula 1
admunip2013
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
roberto mosca junior
 
Sociedade e indivíduo
Sociedade e indivíduoSociedade e indivíduo
Sociedade e indivíduo
Pedro Zito
 

Mais procurados (20)

Interação social e papéis sociais
Interação social e papéis sociaisInteração social e papéis sociais
Interação social e papéis sociais
 
Interações Sociais -Grupos Sociais
Interações Sociais-Grupos SociaisInterações Sociais-Grupos Sociais
Interações Sociais -Grupos Sociais
 
Socialização e cultura
Socialização e culturaSocialização e cultura
Socialização e cultura
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
 
A IDENTIDADE
A IDENTIDADEA IDENTIDADE
A IDENTIDADE
 
Sociologia: Interação social
Sociologia: Interação socialSociologia: Interação social
Sociologia: Interação social
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
 
Democracia, Cidadania e Ética
Democracia, Cidadania e ÉticaDemocracia, Cidadania e Ética
Democracia, Cidadania e Ética
 
Família
FamíliaFamília
Família
 
Papéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociaisPapéis e estatutos sociais
Papéis e estatutos sociais
 
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
Cap. 1   a sociedade dos indivíduosCap. 1   a sociedade dos indivíduos
Cap. 1 a sociedade dos indivíduos
 
trabalho colaborativo
trabalho colaborativotrabalho colaborativo
trabalho colaborativo
 
07 contrato social - rousseau
07  contrato social - rousseau07  contrato social - rousseau
07 contrato social - rousseau
 
Comunidade & Sociedade
Comunidade & SociedadeComunidade & Sociedade
Comunidade & Sociedade
 
A familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-pointA familia-sociologia-power-point
A familia-sociologia-power-point
 
Pobreza e exclusão
Pobreza e exclusãoPobreza e exclusão
Pobreza e exclusão
 
Homen e Sociedade - Aula 1
Homen e Sociedade - Aula 1Homen e Sociedade - Aula 1
Homen e Sociedade - Aula 1
 
Aula durkheim
Aula durkheimAula durkheim
Aula durkheim
 
Sociedade e indivíduo
Sociedade e indivíduoSociedade e indivíduo
Sociedade e indivíduo
 

Destaque

Interação e grupos sociais
Interação e grupos sociaisInteração e grupos sociais
Interação e grupos sociais
Estifania Viegas
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
Cátia Nogueira
 
Grupos
GruposGrupos
ENVELHECIMENTO POPULACIONAL
ENVELHECIMENTO POPULACIONALENVELHECIMENTO POPULACIONAL
ENVELHECIMENTO POPULACIONAL
Márcio Borges
 
Envelhecimento populacional
Envelhecimento populacionalEnvelhecimento populacional
Envelhecimento populacional
Anna Paula Tenorio
 
Intervention in particularly vulnerable groups
Intervention in particularly vulnerable groupsIntervention in particularly vulnerable groups
Intervention in particularly vulnerable groups
António José Lopes de Almeida
 
grupos vuneraveis
grupos vuneraveisgrupos vuneraveis
grupos vuneraveis
Douglas Vieira
 
Apresentacao2
Apresentacao2Apresentacao2
Apresentacao2
Alinebrauna Brauna
 
País de idosos
País de idososPaís de idosos
País de idosos
dianalove15
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Ilda Bicacro
 

Destaque (10)

Interação e grupos sociais
Interação e grupos sociaisInteração e grupos sociais
Interação e grupos sociais
 
Grupos sociais
Grupos sociaisGrupos sociais
Grupos sociais
 
Grupos
GruposGrupos
Grupos
 
ENVELHECIMENTO POPULACIONAL
ENVELHECIMENTO POPULACIONALENVELHECIMENTO POPULACIONAL
ENVELHECIMENTO POPULACIONAL
 
Envelhecimento populacional
Envelhecimento populacionalEnvelhecimento populacional
Envelhecimento populacional
 
Intervention in particularly vulnerable groups
Intervention in particularly vulnerable groupsIntervention in particularly vulnerable groups
Intervention in particularly vulnerable groups
 
grupos vuneraveis
grupos vuneraveisgrupos vuneraveis
grupos vuneraveis
 
Apresentacao2
Apresentacao2Apresentacao2
Apresentacao2
 
País de idosos
País de idososPaís de idosos
País de idosos
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
 

Semelhante a Grupos Sociais

Os agrupamentos sociais_i
Os agrupamentos sociais_iOs agrupamentos sociais_i
Os agrupamentos sociais_i
Vania Chaves
 
Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)
Wilton Moretto
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
dcm116
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
dcm116
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
dcm116
 
Aula sociologia
Aula sociologiaAula sociologia
Aula sociologia
Colégio Tiradentes III
 
Grupos sociais e integração
Grupos sociais e integraçãoGrupos sociais e integração
Grupos sociais e integração
Colegio GGE
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
carlosbidu
 
Público
PúblicoPúblico
Público
Comunidados
 
Sessao 1 pso ecm d pl
Sessao 1 pso ecm d plSessao 1 pso ecm d pl
Sessao 1 pso ecm d pl
Andreecm
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
O Consumidor Na Sociedade Comportamento Do Consumidor Eliane Karsaklian
O Consumidor Na Sociedade     Comportamento Do Consumidor   Eliane KarsaklianO Consumidor Na Sociedade     Comportamento Do Consumidor   Eliane Karsaklian
O Consumidor Na Sociedade Comportamento Do Consumidor Eliane Karsaklian
mktmkt
 
Apostila relações interpessoais e ética profissional
Apostila relações interpessoais e ética profissionalApostila relações interpessoais e ética profissional
Apostila relações interpessoais e ética profissional
mgmedeiros
 
Ficha Informativa 4 Sociedade
Ficha Informativa   4 SociedadeFicha Informativa   4 Sociedade
Ficha Informativa 4 Sociedade
abarros
 
Grupos Aportes
Grupos AportesGrupos Aportes
Interação social
Interação socialInteração social
Interação social
flaviooshakur
 
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
Peaceglobalnet
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Eduardo Lengruber
 
slide sociologia
slide sociologiaslide sociologia
slide sociologia
Eduardo Lengruber
 
Estereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminaçãoEstereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminação
Luis De Sousa Rodrigues
 

Semelhante a Grupos Sociais (20)

Os agrupamentos sociais_i
Os agrupamentos sociais_iOs agrupamentos sociais_i
Os agrupamentos sociais_i
 
Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)Grupos sociais e instituições (tema 9)
Grupos sociais e instituições (tema 9)
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
 
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
Sociologia cap-4-os-agrupamentos-sociais-13
 
Aula sociologia
Aula sociologiaAula sociologia
Aula sociologia
 
Grupos sociais e integração
Grupos sociais e integraçãoGrupos sociais e integração
Grupos sociais e integração
 
Indivíduo e Sociedade
Indivíduo e SociedadeIndivíduo e Sociedade
Indivíduo e Sociedade
 
Público
PúblicoPúblico
Público
 
Sessao 1 pso ecm d pl
Sessao 1 pso ecm d plSessao 1 pso ecm d pl
Sessao 1 pso ecm d pl
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
Os grupos
 
O Consumidor Na Sociedade Comportamento Do Consumidor Eliane Karsaklian
O Consumidor Na Sociedade     Comportamento Do Consumidor   Eliane KarsaklianO Consumidor Na Sociedade     Comportamento Do Consumidor   Eliane Karsaklian
O Consumidor Na Sociedade Comportamento Do Consumidor Eliane Karsaklian
 
Apostila relações interpessoais e ética profissional
Apostila relações interpessoais e ética profissionalApostila relações interpessoais e ética profissional
Apostila relações interpessoais e ética profissional
 
Ficha Informativa 4 Sociedade
Ficha Informativa   4 SociedadeFicha Informativa   4 Sociedade
Ficha Informativa 4 Sociedade
 
Grupos Aportes
Grupos AportesGrupos Aportes
Grupos Aportes
 
Interação social
Interação socialInteração social
Interação social
 
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
MEDIAÇÃO E RESOLUÇÃO PACÍFICA DE CONFLITOS
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
slide sociologia
slide sociologiaslide sociologia
slide sociologia
 
Estereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminaçãoEstereótipos, preconceitos e discriminação
Estereótipos, preconceitos e discriminação
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 

Grupos Sociais

  • 1. Fundamentos de Sociologia Os Grupos Sociais Universidade Anhanguera Uniderp
  • 2. Conceito de Grupo Social • Qualquer número de pessoas que compartilham de uma consciência de interação ou de filiação; • Sendo um conjunto de pessoas em interação, que compartilham uma consciência de membros; • Agregação (coletividade); Categoria. • Existem vários tipos de grupos sociais;
  • 3. Classificação dos Grupos Sociais PESSOAIS EXTERNOS REFERÊNCIA ESTEREÓTIPOS PRIMÁRIOS SECUNDÁRIOS
  • 4. • São aqueles cujo individuo sente que pertence; •O Indivíduo se sente bem e avontadade. • “MEU, MINHA” • “NOSSO, NOSSA” Grupos Pessoais (ou de dentro)
  • 5. Grupos Externos • São aqueles ao qual não fazemos parte; • Falta de interesse, hostilidade, rivalidade, concorrência.
  • 6. Grupos de Referência ou Estereótipos • G.R. são aqueles que o individuo aceita como modelo e guia de seu próprio comportamento e suas ações. • O estereótipo é a imagem que um grupo partilha de um outro grupo. Muitas vezes são impressões distorcidas das características dos grupos externos.
  • 7. Grupos Primários e Secundários • G.P são aqueles em que pessoas se conhecem através de contato social pessoal, são pequenos e tendem a ser informais e descontraídos. • G.S os contatos são impessoais, limitados, não permanentes, com tamanho flexível e membros substituíveis. Ex.: comprador e vendedor. Não!!!
  • 8. Comunidade • Localização geográfica particular , região ou localidade com a qual pessoas se identificam • Tipo particular de relação social que é característico, como uma comunidade evangélica, por exemplo. Compartilhando senso comum de identidade. • Um sistema social como um conjunto de relações sociais dentro de um grupo particular de pessoas.
  • 9. Sociedade • Onde predominam relações societárias, é um grupo instituído ou constituído para atender determinados interesses. • Caracteriza-se por competição entre os membros, com interesses individualistas, buscando eficiência e especialização.
  • 10. Grupos de interesse e de Pressão • G.I são caracterizados como qualquer conjunto de indivíduos que procuram defender junto aos órgãos governamentais um certo interesse ou causa comum. Utilizando meios legítimos. • G.P usam da: persuasão, ameaça, utilização de dinheiro (apoio de homens públicos), sabotagem (greve, chantagem), ações diretas. • Lobby: praticado no Brasil, indica mais uma atividade do que uma organização. Processo pelo qual os representantes de grupos de pressão, agindo como intermediários, levam seus interesses as figuras públicas.
  • 11. Relações entre grupos nas organizações • Os grupos criam seus próprios procedimentos, bandeiras , conduta, e normas (gerando conflitos internos). • Com conflitos emocionais deve-se buscar ao aumento da comunicação (corrigindo desentendimentos) • Deve-se fixar as diferenças entre os grupos dentro da organização. Ter exposição clara dos pontos de vista de cada grupo, pontos de divergência, discrepâncias, diferenças de princípios. • Oposições a mudança devem ser encaradas respeitando a individualidade, com propostas concisas, e tendo tudo no controle, para que os individuos não se sintam ameaçados.
  • 12. Acadêmicos Cleison Teodoro Luis Henrique Batista Jhorde da Silva Costa Juliana Camargo Weslley de Bastos Rangel