SlideShare uma empresa Scribd logo
CentrodeReferênciadaAssistência Social
CRAS II
Adolescência
anos
○Fase do desenvolvimento humano caracterizada por
múltiplas transformaçõesfísicas epsicológicas.
○OMS: Compreende o período dos 10 aos 20
incompletos.
○ ECA:Compreende o período dos 12 aos 18anos.
○ Formação de identidadee autonomia.
○Fase onde surgem as dúvidas e incertezas, como também é o
momento onde se afloram as capacidades de criar,
experimentare produzir.
Adolescênciacomooportunidade de:
○ Descobertas sobre si mesmo: autoconhecimento.
○ Descobertas da sexualidade.
○ Descoberta dos vínculosafetivos.
○ Maior independência.
○ Troca de informaçãoeconhecimento.
Adolescênciacomo desafio:
Indicadorescomrelaçãoàsaúdeebem-estardosjovens:
○ Uso de álcool, tabaco e drogas psicoativas;
○ Violência dentro e fora de casa;
○ Abandono da escola;
○ Trabalho precoce;
○ Doenças sexualmente transmissíveis;
○ Altos índices de gravidez precoce.
Socialmente,agravideznaadolescênciaéencaradacomo:
•Prejudicial à vida do/a adolescente;
•Um problema de saúde pública;
•Problema para a mãe e para a criança;
•Gravidez de risco;
•Paternidade irresponsável.
ComoaGravidez naAdolescência
évistahoje:
•Quando se trata de uma adolescente, às
mudanças emocionais e físicas, são acrescidas
questões de ordem psicossocial e ainda de
falta de apoio, as quais podem tornar a
gravidez numa experiência traumática, num
problema emocional e de saúde, e de
promotor de exclusão social.
•A adolescente deverá possuir conhecimento
que lhe permita compreender a maternidade e
aceitar as mudanças corporais inerentes. Para
isso, deverá ser inserida em um programa de
cuidados pré-natais adequados.
Porquêétãodifícil seradolescente
eestargrávida?
Dificuldade na relação com os pais: desapontamento, culpas
e acusações poderão ocorrer quando da chegada da notícia.
Dificuldade na relação consigo mesma, na integração da
gravidez e da expectativa da maternidade nos seus projetos e
interesses de adolescente.
Receio de possíveis alterações no relacionamento com o
namorado.
Dificuldade em conseguir gerir a relação com seu grupo de
amigos.
Principaisqueixasapresentadaspelas
jovens grávidas:
Qual a forma de tornar esta situação mais fácil?
Se a família e as pessoas mais próximas da adolescente que
engravida forem capazes de acolher o novo fato com compreensão,
harmonia e respeito, a gravidez tem maior possibilidade de ser
levada a termo sem grandes transtornos. A jovem deverá ser
apoiada na tomada de decisões de um modo coerente, consciente e
realista.O bem estar afetivo é muito importante para a jovem
grávida e para seu bebê. Além disso, uma vez que a gravidez se faz
a dois, o jovem pai também deve ser agente na tomada de decisão.
Fatores individuais;
Fatores familiares;
Fatores ligados ao companheiro e ao
relacionamento romântico;
Fatores comunitários e culturais.
Fatoresassociadosà
Gravidez na Adolescência:
Falta de utilização ou utilização incorreta dos métodos
contraceptivos;
Repetir padrões de comportamento;
Privação de informações sobre sexo e gravidez por parte dos
pais ou responsáveis;
Escolarização;
Influência dos meios de comunicação.
“ Isso nunca vai acontecer
comigo!”
PrincipaiscausasdaGravidez na
Adolescência
Primeira relação sexual;
Virgindade;
Masturbação;
Prevenção de DST;
Ficar X Namorar
SexualidadeXGravidez
Ter o bebê;
Casar;
Dar o bebê para a adoção;
Abortar;
Permanecer ou não em casa.
Opções “colocadas”âsadolescentesgestantes:
Como o aborto além de crime é um tabu, ela pode deixar de
consultar um médico, por medo do julgamento moral ou que ele
conte para os pais, e procurar métodos e clínicas clandestinos,
influenciada e ajudada pelas amigas ou pelo namorado.
A adolescente só procura o hospital quando já fez o aborto e não
é raro estar há dias com hemorragia ou uma infecção que pode
levar à esterilidade e até à morte.
Do ponto de vista psicológico, as conseqüências do aborto
também são mais graves em adolescentes, já que elas não têm a
estrutura psicológica de uma mulher adulta. A culpa, o medo e o
sofrimento são intensos e podem ter consequencias graves.
Consequênciasdo Aborto:
A iniciação sexual dos adolescentes
brasileirosocorrecadavez maiscedo.
- No caso dos meninos, metade deles tem a
primeira relação antes dos 15 anos;
- No Brasil, à partir de 2000 dobrou o
número de jovens que tiveram sua
primeira relação sexual entre os 15 e 19
anos;
- O início é mais precoce nos bairros pobres.
Dados:
14milhõesdeadolescentesnomundo
tornam-semãesacadaano.
- Desde 2000, o número de adolescentes
grávidas entre 15 e 19 anos aumentou 15%.
- O que significou cerca de 700 mil meninas
se tornam mães a cada ano no Brasil.
- Em 2000, dos 2,5 milhões de partos
realizados em hospitais públicos no país,
27,5% (689 mil) eram de adolescentes.
Serviçosofertadosnomunicípiopara
criançaseadolescentes:
○ Centro de Referência de Assistência Social – CRAS II;
○ Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS;
○ Conselho Tutelar – CT;
○ PROJOVEM Adolescente;
○ Grupamento Infanto Juvenil Tiradentes.
O Adolescente
A vida é tão bela que chega a dar medo
Não o medo que paralisa e gela,
estátua súbita, mas
esse medo fascinante e fremente de curiosidade que faz
o jovem felino seguir para a frente farejando o vento
ao sair, pela primeira vez da gruta,
Medo que ofusca: luz
Cumplicemente as folhas contam-te um segredo
velho como o mundo
Adolescente, olha! A vida é nova!
A vida é nova e anda nua
vestida apenas com o teu desejo!
(Mário Quintana)
Obrigadapela Atenção!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a gravideznaadolescencia-130713014950-phpapp01.pptx

Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
1193514866 gravidez na_adolescencia
1193514866 gravidez na_adolescencia1193514866 gravidez na_adolescencia
1193514866 gravidez na_adolescencia
Gizelda Rodrigues de Araújo
 
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROSPesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
CAIXA Seguradora
 
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
Rachel Nanizeyi
 
Daniel_li_pedrocosta
Daniel_li_pedrocostaDaniel_li_pedrocosta
Daniel_li_pedrocosta
fcivic
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
Ajungi
 
Gravidez na adolescencia 2
Gravidez na adolescencia 2Gravidez na adolescencia 2
Gravidez na adolescencia 2
Cristiane Laranjeira
 
Documento de Shields.pptx
Documento de Shields.pptxDocumento de Shields.pptx
Documento de Shields.pptx
IgorCruz53
 
Slide.
Slide. Slide.
Slide.
Ped55
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
Michele Pó
 
2014
20142014
2014
Pelo Siro
 
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nadaA gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
Observatório Juvenil do Vale UNISINOS
 
A gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescenciaA gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescencia
cefaprodematupa
 
Gravidez Naadolescência
Gravidez NaadolescênciaGravidez Naadolescência
Gravidez Naadolescência
tacioja
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
Ana Paula Ribeiro da Fonseca Lopes
 
GRAVIDEz
GRAVIDEzGRAVIDEz
GRAVIDEz
K3PeeR
 
Gravideznaadolescencia
GravideznaadolescenciaGravideznaadolescencia
Gravideznaadolescencia
guest06a49c
 
Gravideznaadolescencia
GravideznaadolescenciaGravideznaadolescencia
Gravideznaadolescencia
guest06a49c
 
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentes
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentesWeb palestra sobre reprodução sexual adolescentes
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentes
EvertonMonteiro19
 
Gravidez adolescência
Gravidez adolescênciaGravidez adolescência

Semelhante a gravideznaadolescencia-130713014950-phpapp01.pptx (20)

Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
1193514866 gravidez na_adolescencia
1193514866 gravidez na_adolescencia1193514866 gravidez na_adolescencia
1193514866 gravidez na_adolescencia
 
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROSPesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
Pesquisa - SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA DOS JOVENS BRASILEIROS
 
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
Gravidez na adolescência m5 [guardado automaticamente]
 
Daniel_li_pedrocosta
Daniel_li_pedrocostaDaniel_li_pedrocosta
Daniel_li_pedrocosta
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Gravidez na adolescencia 2
Gravidez na adolescencia 2Gravidez na adolescencia 2
Gravidez na adolescencia 2
 
Documento de Shields.pptx
Documento de Shields.pptxDocumento de Shields.pptx
Documento de Shields.pptx
 
Slide.
Slide. Slide.
Slide.
 
Gravidez na Adolescência
Gravidez na AdolescênciaGravidez na Adolescência
Gravidez na Adolescência
 
2014
20142014
2014
 
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nadaA gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
A gente na adolescencia acha que sabe tudo mas não sabe nada
 
A gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescenciaA gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescencia
 
Gravidez Naadolescência
Gravidez NaadolescênciaGravidez Naadolescência
Gravidez Naadolescência
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
GRAVIDEz
GRAVIDEzGRAVIDEz
GRAVIDEz
 
Gravideznaadolescencia
GravideznaadolescenciaGravideznaadolescencia
Gravideznaadolescencia
 
Gravideznaadolescencia
GravideznaadolescenciaGravideznaadolescencia
Gravideznaadolescencia
 
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentes
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentesWeb palestra sobre reprodução sexual adolescentes
Web palestra sobre reprodução sexual adolescentes
 
Gravidez adolescência
Gravidez adolescênciaGravidez adolescência
Gravidez adolescência
 

gravideznaadolescencia-130713014950-phpapp01.pptx

  • 2. Adolescência anos ○Fase do desenvolvimento humano caracterizada por múltiplas transformaçõesfísicas epsicológicas. ○OMS: Compreende o período dos 10 aos 20 incompletos. ○ ECA:Compreende o período dos 12 aos 18anos. ○ Formação de identidadee autonomia. ○Fase onde surgem as dúvidas e incertezas, como também é o momento onde se afloram as capacidades de criar, experimentare produzir.
  • 3. Adolescênciacomooportunidade de: ○ Descobertas sobre si mesmo: autoconhecimento. ○ Descobertas da sexualidade. ○ Descoberta dos vínculosafetivos. ○ Maior independência. ○ Troca de informaçãoeconhecimento.
  • 4. Adolescênciacomo desafio: Indicadorescomrelaçãoàsaúdeebem-estardosjovens: ○ Uso de álcool, tabaco e drogas psicoativas; ○ Violência dentro e fora de casa; ○ Abandono da escola; ○ Trabalho precoce; ○ Doenças sexualmente transmissíveis; ○ Altos índices de gravidez precoce.
  • 5. Socialmente,agravideznaadolescênciaéencaradacomo: •Prejudicial à vida do/a adolescente; •Um problema de saúde pública; •Problema para a mãe e para a criança; •Gravidez de risco; •Paternidade irresponsável. ComoaGravidez naAdolescência évistahoje:
  • 6. •Quando se trata de uma adolescente, às mudanças emocionais e físicas, são acrescidas questões de ordem psicossocial e ainda de falta de apoio, as quais podem tornar a gravidez numa experiência traumática, num problema emocional e de saúde, e de promotor de exclusão social. •A adolescente deverá possuir conhecimento que lhe permita compreender a maternidade e aceitar as mudanças corporais inerentes. Para isso, deverá ser inserida em um programa de cuidados pré-natais adequados. Porquêétãodifícil seradolescente eestargrávida?
  • 7. Dificuldade na relação com os pais: desapontamento, culpas e acusações poderão ocorrer quando da chegada da notícia. Dificuldade na relação consigo mesma, na integração da gravidez e da expectativa da maternidade nos seus projetos e interesses de adolescente. Receio de possíveis alterações no relacionamento com o namorado. Dificuldade em conseguir gerir a relação com seu grupo de amigos. Principaisqueixasapresentadaspelas jovens grávidas:
  • 8. Qual a forma de tornar esta situação mais fácil? Se a família e as pessoas mais próximas da adolescente que engravida forem capazes de acolher o novo fato com compreensão, harmonia e respeito, a gravidez tem maior possibilidade de ser levada a termo sem grandes transtornos. A jovem deverá ser apoiada na tomada de decisões de um modo coerente, consciente e realista.O bem estar afetivo é muito importante para a jovem grávida e para seu bebê. Além disso, uma vez que a gravidez se faz a dois, o jovem pai também deve ser agente na tomada de decisão.
  • 9. Fatores individuais; Fatores familiares; Fatores ligados ao companheiro e ao relacionamento romântico; Fatores comunitários e culturais. Fatoresassociadosà Gravidez na Adolescência:
  • 10. Falta de utilização ou utilização incorreta dos métodos contraceptivos; Repetir padrões de comportamento; Privação de informações sobre sexo e gravidez por parte dos pais ou responsáveis; Escolarização; Influência dos meios de comunicação. “ Isso nunca vai acontecer comigo!” PrincipaiscausasdaGravidez na Adolescência
  • 11. Primeira relação sexual; Virgindade; Masturbação; Prevenção de DST; Ficar X Namorar SexualidadeXGravidez
  • 12. Ter o bebê; Casar; Dar o bebê para a adoção; Abortar; Permanecer ou não em casa. Opções “colocadas”âsadolescentesgestantes:
  • 13. Como o aborto além de crime é um tabu, ela pode deixar de consultar um médico, por medo do julgamento moral ou que ele conte para os pais, e procurar métodos e clínicas clandestinos, influenciada e ajudada pelas amigas ou pelo namorado. A adolescente só procura o hospital quando já fez o aborto e não é raro estar há dias com hemorragia ou uma infecção que pode levar à esterilidade e até à morte. Do ponto de vista psicológico, as conseqüências do aborto também são mais graves em adolescentes, já que elas não têm a estrutura psicológica de uma mulher adulta. A culpa, o medo e o sofrimento são intensos e podem ter consequencias graves. Consequênciasdo Aborto:
  • 14. A iniciação sexual dos adolescentes brasileirosocorrecadavez maiscedo. - No caso dos meninos, metade deles tem a primeira relação antes dos 15 anos; - No Brasil, à partir de 2000 dobrou o número de jovens que tiveram sua primeira relação sexual entre os 15 e 19 anos; - O início é mais precoce nos bairros pobres. Dados:
  • 15. 14milhõesdeadolescentesnomundo tornam-semãesacadaano. - Desde 2000, o número de adolescentes grávidas entre 15 e 19 anos aumentou 15%. - O que significou cerca de 700 mil meninas se tornam mães a cada ano no Brasil. - Em 2000, dos 2,5 milhões de partos realizados em hospitais públicos no país, 27,5% (689 mil) eram de adolescentes.
  • 16. Serviçosofertadosnomunicípiopara criançaseadolescentes: ○ Centro de Referência de Assistência Social – CRAS II; ○ Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS; ○ Conselho Tutelar – CT; ○ PROJOVEM Adolescente; ○ Grupamento Infanto Juvenil Tiradentes.
  • 17. O Adolescente A vida é tão bela que chega a dar medo Não o medo que paralisa e gela, estátua súbita, mas esse medo fascinante e fremente de curiosidade que faz o jovem felino seguir para a frente farejando o vento ao sair, pela primeira vez da gruta, Medo que ofusca: luz Cumplicemente as folhas contam-te um segredo velho como o mundo Adolescente, olha! A vida é nova! A vida é nova e anda nua vestida apenas com o teu desejo! (Mário Quintana)