SlideShare uma empresa Scribd logo
‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ E UM
ESPAÇO DE REFLEXÃO SOBRE POTENCIAL E LIMITAÇÕES DESTAS (NOVAS) FORMAS DE
‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’
CONTRIBUTO DO MOVIMENTO ‘CIDADES PELA RETOMA’ PARA PAINEL ‘DEMOCRACIA’ DO
MOVIMENTO MILENIO (http://www.movimentomilenio.com/)




IDEIA
Aproveitando o facto de 2011 ser o ‘ano Europeu do Voluntariado para promover
mais cidadania activa’ (http://europa.eu/volunteering/), e do crescente reconhecimento das
cidades e da condição urbana da humanidade, como elementos vitais para o nosso futuro e
sustentabilidade comum, ‘CIDADES PELA RETOMA’ assume-se como um movimento
informal de cidadãos e um desafio público por uma reflexão colectiva sobre o papel das
cidades , em particular num momento histórico com importantes evidências de crise
(económica, mas não só) e de mudança de paradigma – na verdade, de uma verdadeira
transição histórica.
Pretende-se que este movimento se afirme como um ponto de encontro de cidadãos
interessados e de experiências inovadoras (‘boas práticas’) nos mais diversos domínios de
intervenção e actuação em cidades (cidadania, tecnologia, economia, urbanismo, ambiente,
coesão e inclusão social, cultura e cosmopolitismo), para que as suas propostas, práticas,
métodos e resultados possam florescer e inspirar outras experiências, aprofundar diálogos,
estimular aprendizagens colectivas, no fundo potenciar o papel das cidades como motores
efectivos do desenvolvimento das regiões e do País.
O ‘CIDADES PELA RETOMA’ (http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/) teve a
sua génese inicial de mobilização nas redes virtuais e sociais mas procura dar origem a
iniciativas reais em diferentes cidades, visando a organização de SESSÕES DE
REFLEXÃO/ACÇÃO SOBRE COMO PODEM E DEVEM AS CIDADES (E AS SUAS
COMUNIDADES) DESENVOLVER-SE E ORGANIZAR-SE PARA RESPONDER A ESTE MOMENTO
DE TRANSIÇÃO. Estas sessões de reflexão pretendem desenhar uma ‘AGENDA LOCAL PARA
A RETOMA’ que deverá identificar iniciativas ou projectos de acção no curto, médio e longo
prazo, a diferentes escalas (das escalas dos grandes sistemas urbanos e metropolitanos, às
escalas de cada bairro, rua, habitação) num conjunto de domínios chave que tenham
potencial de geração de esperança: de emprego, de animação da actividade económica e
social, de organização espacial e funcional das cidades. Este esforço deverá ser
complementado com a análise e observação de experiências relevantes a nível nacional e
internacional (mobilizando para isso os ‘saberes técnicos e científicos’), com a valorização
dos esforços cívicos locais relevantes e que já estão no terreno e a utilização de
mecanismos de comunicação e informação para uma forte mobilização colectiva em torno
desta ‘agenda local para a retoma’ (http://agendalocalpelaretoma.blogs.sapo.pt/).
A iniciativa que o CIDADES PELA RETOMA apresenta ao PAINEL ‘DEMOCRACIA’ do
MOVIMENTO MILENIO (organizado pelo EXPRESSO e MILLENNIUM BCP) é o projecto
‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ e um
ESPAÇO DE REFLEXÃO sobre o POTENCIAL DESTAS FORMAS EMERGENTES DE
‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’.
O ‘GLOBAL CITY 2.0’ é uma oportunidade de criar uma plataforma de diálogo e
conhecimento entre diferentes ‘movimentos cívicos de cidade’ a nível local, nacional e
internacional, tirando partida das novas tecnologias. Para além disso, pretende funcionar
como um espaço de partilha de experiências e de aprendizagem colectiva, com potencial
elevado por envolver movimentos cívicos de diferentes países e culturas. Por último, o
projecto é uma oportunidade para mobilizar saberes técnicos e científicos para
aprofundar o conhecimento sobre esta forma de ‘democracia de proximidade’ e sobre
a importância das cidades como instrumento e palco da 'reinvenção da democracia'.


BENEFÍCIOS DO PROJECTO
Identificam-se os seguintes benefícios/potenciais do projecto:
•   Dar visibilidade a dinâmicas cívicas locais;
•   Permite estimular o envolvimento dos cidadãos na vida colectiva local;
•   Estimular aprendizagens e diálogos entre diferentes movimentos, sobretudo os de
    maior proximidade física;
•   Criar condições para um maior escrutínio público das actuações cívicas locais;
•   Aprofundar conhecimento (técnico-científico) sobre ‘movimentos cívicos de cidade’


ACTIVIDADES
Como primeiro passo desta rede está já a produzir-se um mapa de ‘blogues [ou sites] de
ruas, bairros, vilas ou cidades’ promovidos por cidadãos ou grupos (formais ou informais)
de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades
(http://globalcity.blogs.sapo.pt/).
Como segundo passo, está a desenvolver-se um esforço de mobilização de instituições e
personalidades nacionais e internacionais (investigadores, profissionais das cidades,
artistas, jornalistas e cidadãos interessados) para apoiar a divulgação das iniciativas (em
particular o mapa de ‘movimentos cívicos de cidade’) e a reflexão sobre o potencial e
limitações deste tipo de dinâmicas cívicas.
Num último momento, irá procurar sistematizar-se conhecimento sobre a realidade dos
movimentos cívicos de cidade a nível nacional e internacional, procurando identificar
tendências/ problemas tipo, agendas de preocupação, modelos organizativos e formas de
comunicação.


DESAFIO DE MOBILIZAÇÃO
O movimento ‘Cidades pela Retoma’ aproveita esta oportunidade para convidar todos os
potenciais interessados – organizações ou indivíduos (investigadores, profissionais das
cidades, artistas, jornalistas e demais cidadãos interessados), a manifestar interesse em
participar no desenvolvimento desta iniciativa global.
MAIS INFORMAÇÃO
[blogue] http://globalcity.blogs.sapo.pt/
[movimento ‘Cidades pela Retoma’] http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/
e http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma
[email] globalcitytwopointzero@gmail.com ou cidadespelaretoma@gmail.com


SUBSCRITORES DA PROPOSTA
José Carlos Mota, Rodrigo Cardoso, Miguel Barbot, João Seixas, Gonçalo Santinha, Rui
Matoso, Catarina Rodrigues, Vítor Silva, Clara Nubiola

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Engenharia urbana modulo ii avaliação
Engenharia urbana modulo ii avaliaçãoEngenharia urbana modulo ii avaliação
Engenharia urbana modulo ii avaliação
Isa Guerreiro
 
T4 g4 - mudar a cidade
T4   g4 - mudar a cidadeT4   g4 - mudar a cidade
T4 g4 - mudar a cidade
Graziela Araújo
 
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao ConceitoURBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
Andre Moraes
 
A Cidade e suas especificidades
A Cidade e suas especificidadesA Cidade e suas especificidades
A Cidade e suas especificidades
Marcio Lourenço
 
Espaço urban - roberto lobato
Espaço urban - roberto lobatoEspaço urban - roberto lobato
Espaço urban - roberto lobato
Juliana Costa
 
05 planejamento e desenho urbano
05 planejamento e desenho urbano05 planejamento e desenho urbano
05 planejamento e desenho urbano
GestaoPublicaSustentavel
 
Planejamento Urbano - Aspectos Teóricos
Planejamento Urbano - Aspectos TeóricosPlanejamento Urbano - Aspectos Teóricos
Planejamento Urbano - Aspectos Teóricos
Marcos
 
Planejamento Urbano
Planejamento Urbano Planejamento Urbano
Planejamento Urbano
Jubsilva
 
Planejamento Urbano - Nível Federal
Planejamento Urbano - Nível FederalPlanejamento Urbano - Nível Federal
Planejamento Urbano - Nível Federal
Chawana Bastos
 
10. planejamento urbano
10. planejamento urbano10. planejamento urbano
10. planejamento urbano
Ana Cunha
 
Um breve histórico do planejamento urbano no brasil
Um breve histórico do planejamento urbano no brasilUm breve histórico do planejamento urbano no brasil
Um breve histórico do planejamento urbano no brasil
Paulo Orlando
 
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
Angélica Vidal
 
Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2
Jose Carlos Mota
 
Planejamento urbano isaferreira modulo ii
Planejamento urbano isaferreira modulo iiPlanejamento urbano isaferreira modulo ii
Planejamento urbano isaferreira modulo ii
Isa Guerreiro
 
Global city 2 vf
Global city 2 vfGlobal city 2 vf
Global city 2 vf
Jose Carlos Mota
 
Projecto para uma Praça em Gaia
Projecto para uma Praça em GaiaProjecto para uma Praça em Gaia
Projecto para uma Praça em Gaia
Marta Rocha
 
Dia Mundial do Urbanismo
Dia Mundial do UrbanismoDia Mundial do Urbanismo
Dia Mundial do Urbanismo
José Carlos Mota
 
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
Mestrado em Planeamento Regional e Urbano (UA)
 
Direito à cidade | Do conceito à prática
Direito à cidade | Do conceito à práticaDireito à cidade | Do conceito à prática
Direito à cidade | Do conceito à prática
Camila Haddad
 
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS  DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS  DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
vilaflores
 

Mais procurados (20)

Engenharia urbana modulo ii avaliação
Engenharia urbana modulo ii avaliaçãoEngenharia urbana modulo ii avaliação
Engenharia urbana modulo ii avaliação
 
T4 g4 - mudar a cidade
T4   g4 - mudar a cidadeT4   g4 - mudar a cidade
T4 g4 - mudar a cidade
 
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao ConceitoURBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
URBANISMO TÁTICO 1 - Introdução ao Conceito
 
A Cidade e suas especificidades
A Cidade e suas especificidadesA Cidade e suas especificidades
A Cidade e suas especificidades
 
Espaço urban - roberto lobato
Espaço urban - roberto lobatoEspaço urban - roberto lobato
Espaço urban - roberto lobato
 
05 planejamento e desenho urbano
05 planejamento e desenho urbano05 planejamento e desenho urbano
05 planejamento e desenho urbano
 
Planejamento Urbano - Aspectos Teóricos
Planejamento Urbano - Aspectos TeóricosPlanejamento Urbano - Aspectos Teóricos
Planejamento Urbano - Aspectos Teóricos
 
Planejamento Urbano
Planejamento Urbano Planejamento Urbano
Planejamento Urbano
 
Planejamento Urbano - Nível Federal
Planejamento Urbano - Nível FederalPlanejamento Urbano - Nível Federal
Planejamento Urbano - Nível Federal
 
10. planejamento urbano
10. planejamento urbano10. planejamento urbano
10. planejamento urbano
 
Um breve histórico do planejamento urbano no brasil
Um breve histórico do planejamento urbano no brasilUm breve histórico do planejamento urbano no brasil
Um breve histórico do planejamento urbano no brasil
 
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
"O Espaço Urbano" - Resumo comentado
 
Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2
 
Planejamento urbano isaferreira modulo ii
Planejamento urbano isaferreira modulo iiPlanejamento urbano isaferreira modulo ii
Planejamento urbano isaferreira modulo ii
 
Global city 2 vf
Global city 2 vfGlobal city 2 vf
Global city 2 vf
 
Projecto para uma Praça em Gaia
Projecto para uma Praça em GaiaProjecto para uma Praça em Gaia
Projecto para uma Praça em Gaia
 
Dia Mundial do Urbanismo
Dia Mundial do UrbanismoDia Mundial do Urbanismo
Dia Mundial do Urbanismo
 
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
Abstract book «Participation in planning and public policy» 23/24 Feb 2017 Un...
 
Direito à cidade | Do conceito à prática
Direito à cidade | Do conceito à práticaDireito à cidade | Do conceito à prática
Direito à cidade | Do conceito à prática
 
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS  DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS  DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
RENASCIMENTO DA URBANIDADE EM ÁREAS INDUSTRIAIS DEGRADADAS: UM NOVO USO PARA...
 

Semelhante a Global city 2 expresso final

Global city 2 apresentação finalíssima
Global city 2  apresentação finalíssimaGlobal city 2  apresentação finalíssima
Global city 2 apresentação finalíssima
cidadespelaretoma
 
Apresentação final cidades pela retoma conf appla
Apresentação final cidades pela retoma   conf applaApresentação final cidades pela retoma   conf appla
Apresentação final cidades pela retoma conf appla
José Carlos Mota
 
Cidades pela Retoma
Cidades pela RetomaCidades pela Retoma
Cidades pela Retoma
cidadespelaretoma
 
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamentoProjectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
PlanningwithCommunities
 
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para PessoasUrbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
MonicaAlmeida65
 
Temos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que MerecemosTemos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que Merecemos
guestdd7f55
 
Cidades pela retoma agueda
Cidades pela retoma aguedaCidades pela retoma agueda
Cidades pela retoma agueda
cidadespelaretoma
 
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
ojoana
 
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
Ricardo de Sampaio Dagnino
 
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são pauloMobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
Rafaella Ayumi Kaneko
 
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
ericaalmeida78
 
Cidades pela retoma público
Cidades pela retoma públicoCidades pela retoma público
Cidades pela retoma público
Jose Carlos Mota
 
As Cidades Como Atores Políticos.pdf
As Cidades Como Atores Políticos.pdfAs Cidades Como Atores Políticos.pdf
As Cidades Como Atores Políticos.pdf
nicollyvaz1
 
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uffMarina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
Marina de Carvalho
 
Boletim fnru edição 6
Boletim fnru   edição 6Boletim fnru   edição 6
Boletim fnru edição 6
Cendhec Ong
 
Intervencoes urbanas salvador
Intervencoes urbanas salvadorIntervencoes urbanas salvador
Intervencoes urbanas salvador
Pyter Rodrigues
 
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida VfArtigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Jose Carlos Mota
 
Organização interna das cidades
Organização interna das cidadesOrganização interna das cidades
Organização interna das cidades
Idalina Leite
 
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuroEnquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
Mestrado em Planeamento Regional e Urbano (UA)
 
Smart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
Smart Cities - A perspectiva do Design EstratégicoSmart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
Smart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
Arco | Hub de Inovação
 

Semelhante a Global city 2 expresso final (20)

Global city 2 apresentação finalíssima
Global city 2  apresentação finalíssimaGlobal city 2  apresentação finalíssima
Global city 2 apresentação finalíssima
 
Apresentação final cidades pela retoma conf appla
Apresentação final cidades pela retoma   conf applaApresentação final cidades pela retoma   conf appla
Apresentação final cidades pela retoma conf appla
 
Cidades pela Retoma
Cidades pela RetomaCidades pela Retoma
Cidades pela Retoma
 
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamentoProjectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
 
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para PessoasUrbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
 
Temos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que MerecemosTemos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que Merecemos
 
Cidades pela retoma agueda
Cidades pela retoma aguedaCidades pela retoma agueda
Cidades pela retoma agueda
 
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
 
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
Direito à cidade, Participação e Mapeamento - Ricardo Dagnino - I SiBOGU 2017
 
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são pauloMobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
Mobilidade urbana o caminhar pela cidade de são paulo
 
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
 
Cidades pela retoma público
Cidades pela retoma públicoCidades pela retoma público
Cidades pela retoma público
 
As Cidades Como Atores Políticos.pdf
As Cidades Como Atores Políticos.pdfAs Cidades Como Atores Políticos.pdf
As Cidades Como Atores Políticos.pdf
 
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uffMarina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
Marina vasconcellos.dissertacaomestrado.uff
 
Boletim fnru edição 6
Boletim fnru   edição 6Boletim fnru   edição 6
Boletim fnru edição 6
 
Intervencoes urbanas salvador
Intervencoes urbanas salvadorIntervencoes urbanas salvador
Intervencoes urbanas salvador
 
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida VfArtigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
 
Organização interna das cidades
Organização interna das cidadesOrganização interna das cidades
Organização interna das cidades
 
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuroEnquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
Enquadramento do debate- O presente das cidades tem futuro
 
Smart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
Smart Cities - A perspectiva do Design EstratégicoSmart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
Smart Cities - A perspectiva do Design Estratégico
 

Mais de cidadespelaretoma

Ideias low cost para cidades vf
Ideias low cost para  cidades vfIdeias low cost para  cidades vf
Ideias low cost para cidades vf
cidadespelaretoma
 
Metodologia para gerar ideias low cost em cidades
Metodologia para gerar ideias low cost em cidadesMetodologia para gerar ideias low cost em cidades
Metodologia para gerar ideias low cost em cidades
cidadespelaretoma
 
Ideias low cost para animar as cidades
Ideias low cost para animar as cidadesIdeias low cost para animar as cidades
Ideias low cost para animar as cidades
cidadespelaretoma
 
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
cidadespelaretoma
 
Artigo joão seixas público cidades 24 abril
Artigo joão seixas   público cidades 24 abrilArtigo joão seixas   público cidades 24 abril
Artigo joão seixas público cidades 24 abril
cidadespelaretoma
 
Global city2 0 joão ferrão
Global city2 0 joão ferrãoGlobal city2 0 joão ferrão
Global city2 0 joão ferrão
cidadespelaretoma
 
Lançamento global city 2.0
Lançamento global city 2.0Lançamento global city 2.0
Lançamento global city 2.0
cidadespelaretoma
 

Mais de cidadespelaretoma (7)

Ideias low cost para cidades vf
Ideias low cost para  cidades vfIdeias low cost para  cidades vf
Ideias low cost para cidades vf
 
Metodologia para gerar ideias low cost em cidades
Metodologia para gerar ideias low cost em cidadesMetodologia para gerar ideias low cost em cidades
Metodologia para gerar ideias low cost em cidades
 
Ideias low cost para animar as cidades
Ideias low cost para animar as cidadesIdeias low cost para animar as cidades
Ideias low cost para animar as cidades
 
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
Saskia sassen público cidades 24 abril 2011
 
Artigo joão seixas público cidades 24 abril
Artigo joão seixas   público cidades 24 abrilArtigo joão seixas   público cidades 24 abril
Artigo joão seixas público cidades 24 abril
 
Global city2 0 joão ferrão
Global city2 0 joão ferrãoGlobal city2 0 joão ferrão
Global city2 0 joão ferrão
 
Lançamento global city 2.0
Lançamento global city 2.0Lançamento global city 2.0
Lançamento global city 2.0
 

Último

Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 

Último (20)

Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 

Global city 2 expresso final

  • 1. ‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ E UM ESPAÇO DE REFLEXÃO SOBRE POTENCIAL E LIMITAÇÕES DESTAS (NOVAS) FORMAS DE ‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’ CONTRIBUTO DO MOVIMENTO ‘CIDADES PELA RETOMA’ PARA PAINEL ‘DEMOCRACIA’ DO MOVIMENTO MILENIO (http://www.movimentomilenio.com/) IDEIA Aproveitando o facto de 2011 ser o ‘ano Europeu do Voluntariado para promover mais cidadania activa’ (http://europa.eu/volunteering/), e do crescente reconhecimento das cidades e da condição urbana da humanidade, como elementos vitais para o nosso futuro e sustentabilidade comum, ‘CIDADES PELA RETOMA’ assume-se como um movimento informal de cidadãos e um desafio público por uma reflexão colectiva sobre o papel das cidades , em particular num momento histórico com importantes evidências de crise (económica, mas não só) e de mudança de paradigma – na verdade, de uma verdadeira transição histórica. Pretende-se que este movimento se afirme como um ponto de encontro de cidadãos interessados e de experiências inovadoras (‘boas práticas’) nos mais diversos domínios de intervenção e actuação em cidades (cidadania, tecnologia, economia, urbanismo, ambiente, coesão e inclusão social, cultura e cosmopolitismo), para que as suas propostas, práticas, métodos e resultados possam florescer e inspirar outras experiências, aprofundar diálogos, estimular aprendizagens colectivas, no fundo potenciar o papel das cidades como motores efectivos do desenvolvimento das regiões e do País. O ‘CIDADES PELA RETOMA’ (http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/) teve a sua génese inicial de mobilização nas redes virtuais e sociais mas procura dar origem a iniciativas reais em diferentes cidades, visando a organização de SESSÕES DE REFLEXÃO/ACÇÃO SOBRE COMO PODEM E DEVEM AS CIDADES (E AS SUAS COMUNIDADES) DESENVOLVER-SE E ORGANIZAR-SE PARA RESPONDER A ESTE MOMENTO DE TRANSIÇÃO. Estas sessões de reflexão pretendem desenhar uma ‘AGENDA LOCAL PARA A RETOMA’ que deverá identificar iniciativas ou projectos de acção no curto, médio e longo prazo, a diferentes escalas (das escalas dos grandes sistemas urbanos e metropolitanos, às escalas de cada bairro, rua, habitação) num conjunto de domínios chave que tenham potencial de geração de esperança: de emprego, de animação da actividade económica e social, de organização espacial e funcional das cidades. Este esforço deverá ser complementado com a análise e observação de experiências relevantes a nível nacional e internacional (mobilizando para isso os ‘saberes técnicos e científicos’), com a valorização dos esforços cívicos locais relevantes e que já estão no terreno e a utilização de mecanismos de comunicação e informação para uma forte mobilização colectiva em torno desta ‘agenda local para a retoma’ (http://agendalocalpelaretoma.blogs.sapo.pt/).
  • 2. A iniciativa que o CIDADES PELA RETOMA apresenta ao PAINEL ‘DEMOCRACIA’ do MOVIMENTO MILENIO (organizado pelo EXPRESSO e MILLENNIUM BCP) é o projecto ‘GLOBAL CITY 2.0’ - REDE INFORMAL GLOBAL DE ‘MOVIMENTOS CÍVICOS DE CIDADE’ e um ESPAÇO DE REFLEXÃO sobre o POTENCIAL DESTAS FORMAS EMERGENTES DE ‘DEMOCRACIA DE PROXIMIDADE’. O ‘GLOBAL CITY 2.0’ é uma oportunidade de criar uma plataforma de diálogo e conhecimento entre diferentes ‘movimentos cívicos de cidade’ a nível local, nacional e internacional, tirando partida das novas tecnologias. Para além disso, pretende funcionar como um espaço de partilha de experiências e de aprendizagem colectiva, com potencial elevado por envolver movimentos cívicos de diferentes países e culturas. Por último, o projecto é uma oportunidade para mobilizar saberes técnicos e científicos para aprofundar o conhecimento sobre esta forma de ‘democracia de proximidade’ e sobre a importância das cidades como instrumento e palco da 'reinvenção da democracia'. BENEFÍCIOS DO PROJECTO Identificam-se os seguintes benefícios/potenciais do projecto: • Dar visibilidade a dinâmicas cívicas locais; • Permite estimular o envolvimento dos cidadãos na vida colectiva local; • Estimular aprendizagens e diálogos entre diferentes movimentos, sobretudo os de maior proximidade física; • Criar condições para um maior escrutínio público das actuações cívicas locais; • Aprofundar conhecimento (técnico-científico) sobre ‘movimentos cívicos de cidade’ ACTIVIDADES Como primeiro passo desta rede está já a produzir-se um mapa de ‘blogues [ou sites] de ruas, bairros, vilas ou cidades’ promovidos por cidadãos ou grupos (formais ou informais) de cidadãos que gostam de pensar de forma colectiva sobre o futuro das suas cidades (http://globalcity.blogs.sapo.pt/). Como segundo passo, está a desenvolver-se um esforço de mobilização de instituições e personalidades nacionais e internacionais (investigadores, profissionais das cidades, artistas, jornalistas e cidadãos interessados) para apoiar a divulgação das iniciativas (em particular o mapa de ‘movimentos cívicos de cidade’) e a reflexão sobre o potencial e limitações deste tipo de dinâmicas cívicas. Num último momento, irá procurar sistematizar-se conhecimento sobre a realidade dos movimentos cívicos de cidade a nível nacional e internacional, procurando identificar tendências/ problemas tipo, agendas de preocupação, modelos organizativos e formas de comunicação. DESAFIO DE MOBILIZAÇÃO O movimento ‘Cidades pela Retoma’ aproveita esta oportunidade para convidar todos os potenciais interessados – organizações ou indivíduos (investigadores, profissionais das cidades, artistas, jornalistas e demais cidadãos interessados), a manifestar interesse em participar no desenvolvimento desta iniciativa global.
  • 3. MAIS INFORMAÇÃO [blogue] http://globalcity.blogs.sapo.pt/ [movimento ‘Cidades pela Retoma’] http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/ e http://www.facebook.com/CidadespelaRetoma [email] globalcitytwopointzero@gmail.com ou cidadespelaretoma@gmail.com SUBSCRITORES DA PROPOSTA José Carlos Mota, Rodrigo Cardoso, Miguel Barbot, João Seixas, Gonçalo Santinha, Rui Matoso, Catarina Rodrigues, Vítor Silva, Clara Nubiola