SlideShare uma empresa Scribd logo
Teste de Avaliação – Geologia
Ao longo da costa portuguesa existem evidências de mudanças na faixa costeira causadas
pela atividade antrópica. Observe a figura l, respeitante à geomorfologia e à dinâmica
costeira de um segmento de faixa costeira composta por praias e dunas na região noroeste
do continente português, entre o Porto de Leixões e a Praia da Madalena. Ao longo da
região analisada, existem obras de engenharia que pretendem controlar a dinâmica
costeira, nomeadamente os esporões, os quebra-mares e os enrocamentos.




                                     Nuno Correia 2011/12                             2
Nuno Correia 2011/12   3
Nuno Correia 2011/12   4
Nuno Correia 2011/12   5
6
Nuno Correia 2011/12
Nuno Correia 2011/12   7
No dia 22 de outubro de 1522 ocorreu, em Vila Franca do Campo, na ilha de S. Miguel,
Açores, um movimento em massa. Este foi o mais mortífero da história de Portugal,
vitimando mais de 5000 pessoas. O movimento foi desencadeado por um sismo violento
que abalou a ilha, tendo ocorrido em vertentes com 20° de declive e que possuíam
grandes acumulações de cinzas, sobre um substrato de natureza lávica. O movimento em
massa afetou os depósitos de cinzas.




                                                                                   8
   Nuno Correia 2011/12
Nuno Correia 2011/12   9
Nuno Correia 2011/12   10
Nuno Correia 2011/12   11
Nuno Correia 2011/12   12
Nuno Correia 2011/12   13
Nuno Correia 2011/12   14
Nuno Correia 2011/12   15
Nuno Correia 2011/12   16
Nuno Correia 2011/12   17
Nuno Correia 2011/12   18
Nuno Correia 2011/12   19
Nuno Correia 2011/12   20
Nuno Correia 2011/12   21
Nuno Correia 2011/12   22
A mina de sal de Loulé explora uma intrusão de sal-gema que foi injetada através de
falhas. Todos os anos são explorados 40 mil toneladas de sal. O sal-gema é composto
essencialmente por halite, anidrite e gesso, com alguma argila. A exploração ocorre em
dois pisos, entre os 250 e os 300 m de profundidade. O material encontra-se com a
seguinte sucessão, de cima para baixo:
• Conglomerados e dolomitos do Quaternário (0-30 m)
• Gesso e/ou anidrite (30-130 m)
• Sal-gema (130-1030 m)
No Triásico Superior depositaram-se os primeiros sedimentos na Bacia do Algarve. Estes se-
dimentos eram formados por níveis de gesso e sal-gema. Os movimentos tectónicos causa-
ram subsidência na bacia do Algarve, com a entrada periódica de água do oceano e
aumento da espessura do depósito evaporítico. O afundamento das camadas de
sedimentos aumentou a sua plasticidade e, devido às forças tectónicas, ascenderam ao
longo das falhas e fraturas predominantes, formando diapiros ou domos salinos.




                                     Nuno Correia 2011/12                             23
Nuno Correia 2011/12   24
Nuno Correia 2011/12   25
• A aplicação do princípio das causas atuais permite desenvolver raciocínios
  sobre acontecimentos passados, utilizando os dados de hoje. A presença de
  fósseis de fácies (fósseis de corais) na formação referida permite inferir do
  ambiente em que esta foi originada.
• A formação de Picavessa terá, então, sido formada no paleoambiente descrito,
  pois é naquele tipo de ambiente que se desenvolvem os corais, na atualidade.


                                 Nuno Correia 2011/12                             26
Nuno Correia 2011/12   27
Nuno Correia 2011/12   28
Nuno Correia 2011/12   29
Nuno Correia 2011/12   30
Nuno Correia 2011/12   31

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
sandranascimento
 
EXERCÍCIOS DE EXAMES
EXERCÍCIOS DE EXAMESEXERCÍCIOS DE EXAMES
EXERCÍCIOS DE EXAMES
sandranascimento
 
Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11
emanuelcarvalhal765
 
Geologia 11 recursos geológicos - exploração sustentada
Geologia 11   recursos geológicos - exploração sustentadaGeologia 11   recursos geológicos - exploração sustentada
Geologia 11 recursos geológicos - exploração sustentada
Nuno Correia
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
Nuno Correia
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Isabel Lopes
 
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
Isaura Mourão
 
teste frei luis.pdf
teste frei luis.pdfteste frei luis.pdf
teste frei luis.pdf
Telma Casimiro
 
Ciências naturais factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
Ciências naturais   factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...Ciências naturais   factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
Ciências naturais factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
Nuno Correia
 
Vulcanismo em Portugal
Vulcanismo em PortugalVulcanismo em Portugal
Vulcanismo em Portugal
Luís Filipe Marinho
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Catir
 
Experiência de griffith e avery
Experiência de griffith e averyExperiência de griffith e avery
Experiência de griffith e avery
Cecilferreira
 
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcçãoTeste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Isaura Mourão
 
Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico
Bárbara Castanheira
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Rita Pereira
 
Ficha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadasFicha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadas
zedobarco3
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
sandranascimento
 
Geo 10 formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
Geo 10   formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicasGeo 10   formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
Geo 10 formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
Nuno Correia
 
Fósseis de Fácies
Fósseis de FáciesFósseis de Fácies
Fósseis de Fácies
Teresa Monteiro
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese Proteica
José Luís Alves
 

Mais procurados (20)

Testes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºanoTestes Intermédios 10ºano
Testes Intermédios 10ºano
 
EXERCÍCIOS DE EXAMES
EXERCÍCIOS DE EXAMESEXERCÍCIOS DE EXAMES
EXERCÍCIOS DE EXAMES
 
Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11Preparação 1.º teste bio11
Preparação 1.º teste bio11
 
Geologia 11 recursos geológicos - exploração sustentada
Geologia 11   recursos geológicos - exploração sustentadaGeologia 11   recursos geológicos - exploração sustentada
Geologia 11 recursos geológicos - exploração sustentada
 
Geologia 10 vulcanismo
Geologia 10   vulcanismoGeologia 10   vulcanismo
Geologia 10 vulcanismo
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
 
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
Ficha de Trabalho - A célula (com soluções)
 
teste frei luis.pdf
teste frei luis.pdfteste frei luis.pdf
teste frei luis.pdf
 
Ciências naturais factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
Ciências naturais   factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...Ciências naturais   factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
Ciências naturais factores abióticos (salinidade, hidrodinamismo e quantida...
 
Vulcanismo em Portugal
Vulcanismo em PortugalVulcanismo em Portugal
Vulcanismo em Portugal
 
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 anoExercícios de aplicação Geologia 10 ano
Exercícios de aplicação Geologia 10 ano
 
Experiência de griffith e avery
Experiência de griffith e averyExperiência de griffith e avery
Experiência de griffith e avery
 
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcçãoTeste de Biologia (2º Teste) - correcção
Teste de Biologia (2º Teste) - correcção
 
Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico Mobilismo Geológico
Mobilismo Geológico
 
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º anoResumo biologia e geologia 10º e 11º ano
Resumo biologia e geologia 10º e 11º ano
 
Ficha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadasFicha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadas
 
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10ºEXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA 10º
 
Geo 10 formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
Geo 10   formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicasGeo 10   formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
Geo 10 formação de rochas sedimentares - rochas quimiogénicas
 
Fósseis de Fácies
Fósseis de FáciesFósseis de Fácies
Fósseis de Fácies
 
Teste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese ProteicaTeste BG - Síntese Proteica
Teste BG - Síntese Proteica
 

Destaque

Teste geologia versão i
Teste geologia versão iTeste geologia versão i
Teste geologia versão i
Estela Costa
 
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Estela Costa
 
Periodo pré-Wegeneriano
Periodo pré-WegenerianoPeriodo pré-Wegeneriano
Periodo pré-Wegeneriano
geologia 12
 
16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma
Estela Costa
 
Geo 12 preparação para o teste de avaliação
Geo 12   preparação para o teste de avaliaçãoGeo 12   preparação para o teste de avaliação
Geo 12 preparação para o teste de avaliação
Nuno Correia
 
Evolução histórica do vulcanismo
Evolução histórica do vulcanismoEvolução histórica do vulcanismo
Evolução histórica do vulcanismo
geologia 12
 
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperaçãoTeste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
Estela Costa
 

Destaque (7)

Teste geologia versão i
Teste geologia versão iTeste geologia versão i
Teste geologia versão i
 
Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1Teste 11 c de 15 maio versão 1
Teste 11 c de 15 maio versão 1
 
Periodo pré-Wegeneriano
Periodo pré-WegenerianoPeriodo pré-Wegeneriano
Periodo pré-Wegeneriano
 
16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma16 17 bg10_questão aula 2 ma
16 17 bg10_questão aula 2 ma
 
Geo 12 preparação para o teste de avaliação
Geo 12   preparação para o teste de avaliaçãoGeo 12   preparação para o teste de avaliação
Geo 12 preparação para o teste de avaliação
 
Evolução histórica do vulcanismo
Evolução histórica do vulcanismoEvolução histórica do vulcanismo
Evolução histórica do vulcanismo
 
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperaçãoTeste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
Teste geologia 12 primeiro período 14 15 recuperação
 

Semelhante a Geo 12 correção do teste de avaliação

Relatório visita de estudo lourinhã
Relatório visita de estudo lourinhãRelatório visita de estudo lourinhã
Relatório visita de estudo lourinhã
João Duarte
 
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terraGeo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Nuno Correia
 
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terraGeo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Nuno Correia
 
58 ciencia marinha
58 ciencia marinha58 ciencia marinha
58 ciencia marinha
Camila Alves
 
Geologia 11 rochas sedimentares - história da terra - fósseis
Geologia 11   rochas sedimentares  - história da terra - fósseisGeologia 11   rochas sedimentares  - história da terra - fósseis
Geologia 11 rochas sedimentares - história da terra - fósseis
Nuno Correia
 
Prof demetrio melo estrutura geológica da terra 3-serie
Prof demetrio melo   estrutura geológica da terra 3-serieProf demetrio melo   estrutura geológica da terra 3-serie
Prof demetrio melo estrutura geológica da terra 3-serie
Deto - Geografia
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
Nuno Correia
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
Nuno Correia
 
1722
17221722
1722
Pelo Siro
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Idalina Leite
 
Gorringe2
Gorringe2Gorringe2
Gorringe2
Marisa Soares
 
aula tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
aula  tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdfaula  tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
aula tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
alessandraoliveira324
 
MudançAs Climaticas E ComunicaçãO
MudançAs Climaticas E ComunicaçãOMudançAs Climaticas E ComunicaçãO
MudançAs Climaticas E ComunicaçãO
Filipa M. Ribeiro
 
7º 2.2.
7º 2.2.7º 2.2.
7º 2.2.
Nuno Coelho
 
Cabo carvoeiro
Cabo carvoeiro Cabo carvoeiro
Cabo carvoeiro
Claudia Cerca
 
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docxFicha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
DinaBrtolo
 
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimasTema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
Isabel Henriques
 
Ficha_formativa_Nº2.pdf
Ficha_formativa_Nº2.pdfFicha_formativa_Nº2.pdf
Ficha_formativa_Nº2.pdf
SusanaFerreira159951
 
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiro
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiroEustasia global e a realidade do litoral brasileiro
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiro
Luis Carlos Antonelli
 
Aula hidrosfera
Aula hidrosferaAula hidrosfera
Aula hidrosfera
MatheusDiniz65
 

Semelhante a Geo 12 correção do teste de avaliação (20)

Relatório visita de estudo lourinhã
Relatório visita de estudo lourinhãRelatório visita de estudo lourinhã
Relatório visita de estudo lourinhã
 
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terraGeo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
 
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terraGeo 10   rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
Geo 10 rochas sedimentares - arquivos históricos da terra
 
58 ciencia marinha
58 ciencia marinha58 ciencia marinha
58 ciencia marinha
 
Geologia 11 rochas sedimentares - história da terra - fósseis
Geologia 11   rochas sedimentares  - história da terra - fósseisGeologia 11   rochas sedimentares  - história da terra - fósseis
Geologia 11 rochas sedimentares - história da terra - fósseis
 
Prof demetrio melo estrutura geológica da terra 3-serie
Prof demetrio melo   estrutura geológica da terra 3-serieProf demetrio melo   estrutura geológica da terra 3-serie
Prof demetrio melo estrutura geológica da terra 3-serie
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
 
1722
17221722
1722
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
 
Gorringe2
Gorringe2Gorringe2
Gorringe2
 
aula tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
aula  tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdfaula  tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
aula tectônica de placas geogeral 2020 (1).pdf
 
MudançAs Climaticas E ComunicaçãO
MudançAs Climaticas E ComunicaçãOMudançAs Climaticas E ComunicaçãO
MudançAs Climaticas E ComunicaçãO
 
7º 2.2.
7º 2.2.7º 2.2.
7º 2.2.
 
Cabo carvoeiro
Cabo carvoeiro Cabo carvoeiro
Cabo carvoeiro
 
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docxFicha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
Ficha de trabalho_ Visita Virtual ao Geopark Açores (Professor) (1).docx
 
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimasTema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
Tema III - A Terra Antes do Aparecimento do Homem paleoclimas
 
Ficha_formativa_Nº2.pdf
Ficha_formativa_Nº2.pdfFicha_formativa_Nº2.pdf
Ficha_formativa_Nº2.pdf
 
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiro
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiroEustasia global e a realidade do litoral brasileiro
Eustasia global e a realidade do litoral brasileiro
 
Aula hidrosfera
Aula hidrosferaAula hidrosfera
Aula hidrosfera
 

Mais de Nuno Correia

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
Nuno Correia
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
Nuno Correia
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
Nuno Correia
 
Geologia 12 biozonas
Geologia 12   biozonasGeologia 12   biozonas
Geologia 12 biozonas
Nuno Correia
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
Nuno Correia
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
Nuno Correia
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
Nuno Correia
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
Nuno Correia
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
Nuno Correia
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
Nuno Correia
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
Nuno Correia
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
Nuno Correia
 

Mais de Nuno Correia (20)

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
 
Geologia 12 biozonas
Geologia 12   biozonasGeologia 12   biozonas
Geologia 12 biozonas
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
 

Último

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Geo 12 correção do teste de avaliação

  • 1. Teste de Avaliação – Geologia
  • 2. Ao longo da costa portuguesa existem evidências de mudanças na faixa costeira causadas pela atividade antrópica. Observe a figura l, respeitante à geomorfologia e à dinâmica costeira de um segmento de faixa costeira composta por praias e dunas na região noroeste do continente português, entre o Porto de Leixões e a Praia da Madalena. Ao longo da região analisada, existem obras de engenharia que pretendem controlar a dinâmica costeira, nomeadamente os esporões, os quebra-mares e os enrocamentos. Nuno Correia 2011/12 2
  • 8. No dia 22 de outubro de 1522 ocorreu, em Vila Franca do Campo, na ilha de S. Miguel, Açores, um movimento em massa. Este foi o mais mortífero da história de Portugal, vitimando mais de 5000 pessoas. O movimento foi desencadeado por um sismo violento que abalou a ilha, tendo ocorrido em vertentes com 20° de declive e que possuíam grandes acumulações de cinzas, sobre um substrato de natureza lávica. O movimento em massa afetou os depósitos de cinzas. 8 Nuno Correia 2011/12
  • 23. A mina de sal de Loulé explora uma intrusão de sal-gema que foi injetada através de falhas. Todos os anos são explorados 40 mil toneladas de sal. O sal-gema é composto essencialmente por halite, anidrite e gesso, com alguma argila. A exploração ocorre em dois pisos, entre os 250 e os 300 m de profundidade. O material encontra-se com a seguinte sucessão, de cima para baixo: • Conglomerados e dolomitos do Quaternário (0-30 m) • Gesso e/ou anidrite (30-130 m) • Sal-gema (130-1030 m) No Triásico Superior depositaram-se os primeiros sedimentos na Bacia do Algarve. Estes se- dimentos eram formados por níveis de gesso e sal-gema. Os movimentos tectónicos causa- ram subsidência na bacia do Algarve, com a entrada periódica de água do oceano e aumento da espessura do depósito evaporítico. O afundamento das camadas de sedimentos aumentou a sua plasticidade e, devido às forças tectónicas, ascenderam ao longo das falhas e fraturas predominantes, formando diapiros ou domos salinos. Nuno Correia 2011/12 23
  • 26. • A aplicação do princípio das causas atuais permite desenvolver raciocínios sobre acontecimentos passados, utilizando os dados de hoje. A presença de fósseis de fácies (fósseis de corais) na formação referida permite inferir do ambiente em que esta foi originada. • A formação de Picavessa terá, então, sido formada no paleoambiente descrito, pois é naquele tipo de ambiente que se desenvolvem os corais, na atualidade. Nuno Correia 2011/12 26