SlideShare uma empresa Scribd logo
Freud e o desenvolvimento
             Psicossexual
                 Psicologioa do
              Desenvolvimento
           Jorge Barbosa, 2011
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                                         Teoria de Freud


       As pulsões sexuais
                                                           Há
       em confronto com
                                                           Sexualidade
       a realidade
                                                           Infantil
       determinam a
       aquisição de
       características
       psicológicas                                                          Modos
                                                                             diferentes
                                                                             de
                                                                             satisfação
                                                                             erótica
                            Desenvolvimento                Estádios de
                            Psciossexual                   Desenvolvimento
                                                                             Maturação
                                                                             física é
                                                                             responsável
       Sexualidade é                                                         pelas
       mais do que                                                           sucessivas
       sexualidade                                                           zonas
       genital                                                               erógenas



Page  2
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                                                        Resulta de
                                                        ansiedade
                                                        excessiva
                                                        num
                                                        determinado
                                     Desenvolvimento    estádio
                                     "fixa-se" nesse
                                     estádio            Implica
                         Fixação                        dependência
                                                        ou falta de
                                                        autonomia
                                                        do sujeito



           Conceitos Importantes                       Meio de
                                                       lidar com a
                                                       frustração

                                           Retorno a
                                           um
                                                       Meio de evitar
                         Regressão         estádio
                                                       experiências
                                           anterior
                                                       que
                                                       ultrapassam
                                                       as nossas
                                                       capacidades

Page  3
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                       PRAZER SEXUAL




           Há prazer
           sexual na                   Sensação agradável
           infância




                                        Provocada
           Não se
                                        pela
           reduz ao
                                        estimulação
           prazer
                                        de uma zona
           genital
                                        do corpo


Page  4
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual




                      Mente Humana




           SUPEREGO          EGO         ID




Page  5
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                     ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA
             CARACTERÍSTICAS              ESTATUTO           EXEMPLIFICAÇÃO
           Componente primitiva do    É o representante     Necessidade a
           nosso psiquismo.           das nossas            satisfazer: a Fome.
           É a sede de forças ou      necessidades e        O ID dir-nos-ia “come
           impulsos irracionais,      desejos mais          porque tens de
           ilógicos, descontrolados   básicos.              comer, mesmo que
           e perigosos.               Não conhece outro     para isso tenhas de
           Totalmente inconsciente.   princípio a não ser   roubar”, sem pensar
   ID      Está desligado da          o de prazer:          em possíveis
           realidade.                 “Satisfaz os teus     punições, nem se é
           Não sabe adaptar-se a      desejos”.             correcto ou
           ela para satisfazer                              incorrecto roubar.
           adequadamente os seus
           impulsos e necessidades

Page  6
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                     ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA
           CARACTERÍSTICAS               ESTATUTO             EXEMPLIFICAÇÃO
           Começa a                É o representante do      Necessidade a
           desenvolver-se por      “pragmatismo” e do        satisfazer: a Fome.
           volta dos 6 meses.      “realismo” na relação     O EGO dir-nos-ia “Se
           Procura satisfazer as   com o mundo externo.      for possível comer
           necessidades de uma     Age segundo o             sem pagar, fá-lo”, ou
           forma realista e        princípio de realidade:   seja, “podes comer
 EGO       apropriada, de modo     “façamos o que é          sem pagar desde
           a evitar problemas à    possível fazer, tendo     que ninguém repare;
           nossa integridade       em conta as               caso contrário, faz o
           psíquica e física.      circunstâncias”, ou       que realmente é
                                   seja, “é permitido o      aconselhável”.
                                   que não nos cause
                                   problemas”.


Page  7
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

                  ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA
           CARACTERÍSTICAS        ESTATUTO            EXEMPLIFICAÇÃO
     Começa a formar-se      É o representante da    Necessidade a
     por volta dos 2 – 3     moralidade.             satisfazer: a Fome.
     anos.                   Nele, estão             O SUPEREGO dir-
     Enquanto o EGO é        interiorizadas as       nos-ia “Para
     pragmático, o           normas socialmente      satisfazer a fome,
     SUPEREGO é              estabelecidas           tens de pagar”, ou
SUPE tendencialmente         relativamente ao bem    seja, “Deves agir
REGO moralista.              e ao mal.               correctamente, não
     Aspira à perfeição      Age segundo o           por medo de castigos
     moral, reprimindo,      princípio do dever:     e punições, mas
     muitas vezes de         “Faz o bem ou evita o   porque assim é que
     forma excessiva, as     mal porque assim        deve ser”: Roubar é
     infracções à            deve ser”.              sempre um crime,
     moralidade                                      seja visto ou não.
Page  8
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual


                                        PSIQUISMO HUMANO

                 Totalmente
                 inconsciente
                                                                     Parcialmente
            Reservatório                                             Inconsciente
            de energia             ID
            psíquica                                   SUPEREGO

           irracional e                                              Normas e
           impulsivo                                                 ideias morais
                                                   EGO
           procura o
           prazer           Parcialmente       Representa
                            inconsciente                          Resulta
                                               a realidade




                                                     do ID,
                                                     procurando               do SUPEREGO,
                                                     satisfazer as            procurando
                                                     suas                     satisfazer
                                                     necessidades             regras morais
Page  9
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual




                                ESTÁDIOS:




        ORAL:       ANAL         FÁLICO:     LATÊNCIA      GENITAL




      0 - 12/18   12/18 meses                                Após
                                3 – 6 anos   6 – 11 anos
       meses        – 3 anos                               puberdade




Page  10
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

            ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL
              ZONA                                       TRAÇOS ADULTOS
                                CONFLITO
            ERÓGENA                                          (Fixação)

                      A criança obtém prazer, através   Agressividade verbal,
                      da actividade oral.               impaciência, abuso
ORAL         Boca
                      O desmame é a experiência/        de determinadas
                      conflito central                  substâncias

                                                        Avareza, obstinação,
                                                        tendência
                      O Ânus é o foco da estimulação
                                                        compulsiva para a
                      e do prazer.
                                                        organização.
ANAL         Ânus     A tarefa central consiste em
                                                        Ou então:
                      controlar as funções orgânicas,
                                                        Desordem,
                      aprendendo regras higiénicas
                                                        crueldade, violência
                                                        destrutiva
Page  11
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

            ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL
              ZONA
             ERÓGEN           CONFLITO              TRAÇOS ADULTOS (Fixação)
                A
                        A criança obtém            Excessiva preocupação, no
                        prazer, manipulando        caso dos homens, com a
                        os órgãos genitais,        afirmação da sua
                        desenvolve a               masculinidade; no caso da
                        curiosidade sexual e       mulher, sentimentos de
                        fantasias amorosas e       inferioridade em relação aos
                        eróticas a respeito do     homens.
             Órgãos
 FÁLICO                 progenitor do sexo         Em ambos os sexos, a não
             genitais
                        oposto.                    superação do complexo de
                        A superação do             Édipo implica que a
                        complexo de Édipo é        sexualidade é vivida com
                        tarefa central, decisiva   sentimentos de culpa. Um
                        para o                     comportamento sexual
                        desenvolvimento            aparentemente desinibido pode
Page  12
                        moral e social.            exprimir medo do sexo
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

            ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL
                 ZONA                               TRAÇOS ADULTOS
                                CONFLITO
               ERÓGENA                                  (Fixação)
                       É um período de
                       suspensão ou
                       acalmia da actividade
                                               No estádio de latência não
  LATÊNCIA     NENHUMA sexual. A energia
                                               há lugar a fixações.
                       libidinal desloca-se
                       para actividades
                       físicas e intelectuais.
                           O Adolescente bem
                           sucedido, segundo
                           Freud, será capaz de
                Órgãos                          Não há fixação específica
   GENITAL                 manter um
                genitais                        no estádio genital.
                           relacionamento
                           sexual equilibrado
                           com o sexo oposto
Page  13
Não se
Esqueça de
fazer os
exercícios no
“moodle”.
                Freud e o Desenvolvimento
                             Psicossexual
                                 Psicologioa do
                              Desenvolvimento
                           Jorge Barbosa, 2011

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
António Moreira
 
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
Zoel Alvarenga
 
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piagetEstágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Anaí Peña
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Thiago de Almeida
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a Psicanálise
Paulo Gomes
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
Carolina Pacheco
 
Principais teorias da adolescência
Principais teorias da adolescênciaPrincipais teorias da adolescência
Principais teorias da adolescência
Viviane Pasqualeto
 
Freud e o inconsciente
Freud e o inconscienteFreud e o inconsciente
Freud e o inconsciente
psicologiaazambuja
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Alinebrauna Brauna
 
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos BásicosAula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocialErikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
psicologiaazambuja
 
Mecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do egoMecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do ego
Silvia Marina Anaruma
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente
norberto faria
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
Dandara Cunha
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
Micaella Gomes
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
Thiago de Almeida
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
Thiago de Almeida
 
Freud
FreudFreud
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana FrizzoAula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
Proqualis
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
ruibraz
 

Mais procurados (20)

Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
 
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
 
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piagetEstágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
Estágios do desenvolvimento cognitivo segundo jean piaget
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a Psicanálise
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
Principais teorias da adolescência
Principais teorias da adolescênciaPrincipais teorias da adolescência
Principais teorias da adolescência
 
Freud e o inconsciente
Freud e o inconscienteFreud e o inconsciente
Freud e o inconsciente
 
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos BásicosAula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
 
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocialErikson e o desenvolvimento psicossocial
Erikson e o desenvolvimento psicossocial
 
Mecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do egoMecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do ego
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
 
Freud
FreudFreud
Freud
 
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana FrizzoAula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
Aula sobre aspectos psicológicos da gestação, parto e pós-parto - Giana Frizzo
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 

Destaque

Estádios de Erikson
Estádios de Erikson Estádios de Erikson
Estádios de Erikson
klismael
 
Desenvolvimento Psicossexual
Desenvolvimento PsicossexualDesenvolvimento Psicossexual
Desenvolvimento Psicossexual
Kivya Damasceno
 
Introdução À Psicanálise
Introdução À PsicanáliseIntrodução À Psicanálise
Introdução À Psicanálise
psicologiaisecensa
 
Desenvolvimento psicossexual segundo freud
Desenvolvimento psicossexual segundo freudDesenvolvimento psicossexual segundo freud
Desenvolvimento psicossexual segundo freud
UNESC
 
Teoria PsicanalíTica
Teoria PsicanalíTicaTeoria PsicanalíTica
Teoria PsicanalíTica
Andréa Forgiarni Cechin
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Rodrigo Castro
 
Estádios de Erikson
Estádios de EriksonEstádios de Erikson
Estádios de Erikson
TeeOliveira
 
A teoria de erikson
A teoria de eriksonA teoria de erikson
A teoria de erikson
Psicologia4
 
Erik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
Erik erikson - Desenvolvimento PsicossocialErik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
Erik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
marta12l
 
Estádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de eriksonEstádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de erikson
marco14cdc
 
Teoria do desenvolvimento psicossocial erikson
Teoria do desenvolvimento psicossocial eriksonTeoria do desenvolvimento psicossocial erikson
Teoria do desenvolvimento psicossocial erikson
Geiza F. Barbosa
 
A Teoria de Erikson
A Teoria de EriksonA Teoria de Erikson
A Teoria de Erikson
junioragogo
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Débora Silveira
 

Destaque (13)

Estádios de Erikson
Estádios de Erikson Estádios de Erikson
Estádios de Erikson
 
Desenvolvimento Psicossexual
Desenvolvimento PsicossexualDesenvolvimento Psicossexual
Desenvolvimento Psicossexual
 
Introdução À Psicanálise
Introdução À PsicanáliseIntrodução À Psicanálise
Introdução À Psicanálise
 
Desenvolvimento psicossexual segundo freud
Desenvolvimento psicossexual segundo freudDesenvolvimento psicossexual segundo freud
Desenvolvimento psicossexual segundo freud
 
Teoria PsicanalíTica
Teoria PsicanalíTicaTeoria PsicanalíTica
Teoria PsicanalíTica
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
 
Estádios de Erikson
Estádios de EriksonEstádios de Erikson
Estádios de Erikson
 
A teoria de erikson
A teoria de eriksonA teoria de erikson
A teoria de erikson
 
Erik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
Erik erikson - Desenvolvimento PsicossocialErik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
Erik erikson - Desenvolvimento Psicossocial
 
Estádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de eriksonEstádios de desenvolvimento de erikson
Estádios de desenvolvimento de erikson
 
Teoria do desenvolvimento psicossocial erikson
Teoria do desenvolvimento psicossocial eriksonTeoria do desenvolvimento psicossocial erikson
Teoria do desenvolvimento psicossocial erikson
 
A Teoria de Erikson
A Teoria de EriksonA Teoria de Erikson
A Teoria de Erikson
 
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagemPsicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem
 

Semelhante a Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

Freud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ipptFreud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ippt
Universidade Católica Portuguesa
 
Psicanálise Sigmund Freud
Psicanálise Sigmund Freud Psicanálise Sigmund Freud
Psicanálise Sigmund Freud
Jamile Santos Dias DE Almeida
 
Diálogos Sexualidade.pptx
Diálogos Sexualidade.pptxDiálogos Sexualidade.pptx
Diálogos Sexualidade.pptx
ssuserbfbaf4
 
Estudos sobre Sigmund Freud
Estudos sobre Sigmund FreudEstudos sobre Sigmund Freud
Estudos sobre Sigmund Freud
FERNANDA DE HOLANDA DANTAS
 
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Elisa Maria Gomide
 
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / PsicoA CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
GeovanaRL
 
Desenvolvimento psicosocial
Desenvolvimento psicosocialDesenvolvimento psicosocial
Desenvolvimento psicosocial
Lu1zFern4nando
 
aula Freud slide
aula Freud slideaula Freud slide
aula Freud slide
Paulopereiraunirb
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
emagrecer
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
Jorge Barbosa
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
Jorge Barbosa
 
Sexualidade Sem TíTulo 1
Sexualidade Sem TíTulo 1Sexualidade Sem TíTulo 1
Sexualidade Sem TíTulo 1
marinafferreira
 
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.pptAULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
AlessandraPaulaStefa
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
Rafael Almeida
 
Afetividade apresentação cerp
Afetividade apresentação cerpAfetividade apresentação cerp
Afetividade apresentação cerp
Claudia Mara Barros
 
Freud 1
Freud 1Freud 1
Freud 1
Kauê Martins
 
Letras de Amor nº15
Letras de Amor nº15Letras de Amor nº15
Letras de Amor nº15
Neusa Brotto
 
Sexualidade e desenvolvimento humano.pptx
Sexualidade e  desenvolvimento humano.pptxSexualidade e  desenvolvimento humano.pptx
Sexualidade e desenvolvimento humano.pptx
JosAntnioBezerra
 
Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4
Juliana Baino
 

Semelhante a Freud e o Desenvolvimento Psicossexual (20)

Freud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ipptFreud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ippt
 
Psicanálise Sigmund Freud
Psicanálise Sigmund Freud Psicanálise Sigmund Freud
Psicanálise Sigmund Freud
 
Diálogos Sexualidade.pptx
Diálogos Sexualidade.pptxDiálogos Sexualidade.pptx
Diálogos Sexualidade.pptx
 
Estudos sobre Sigmund Freud
Estudos sobre Sigmund FreudEstudos sobre Sigmund Freud
Estudos sobre Sigmund Freud
 
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
Aula03 contribuição da-psicanálise_à_educação-01-09-2014
 
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / PsicoA CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
A CONSTRUÇÃO DA TEORIA DA PSICANALISE / Psico
 
Desenvolvimento psicosocial
Desenvolvimento psicosocialDesenvolvimento psicosocial
Desenvolvimento psicosocial
 
aula Freud slide
aula Freud slideaula Freud slide
aula Freud slide
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
 
Processos Emocionais
Processos EmocionaisProcessos Emocionais
Processos Emocionais
 
Sexualidade Sem TíTulo 1
Sexualidade Sem TíTulo 1Sexualidade Sem TíTulo 1
Sexualidade Sem TíTulo 1
 
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.pptAULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
AULA+DESENVOLVIMENTO+PSICOSSEXUAL+FREUD.ppt
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 9
 
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
 
Afetividade apresentação cerp
Afetividade apresentação cerpAfetividade apresentação cerp
Afetividade apresentação cerp
 
Freud 1
Freud 1Freud 1
Freud 1
 
Letras de Amor nº15
Letras de Amor nº15Letras de Amor nº15
Letras de Amor nº15
 
Sexualidade e desenvolvimento humano.pptx
Sexualidade e  desenvolvimento humano.pptxSexualidade e  desenvolvimento humano.pptx
Sexualidade e desenvolvimento humano.pptx
 
Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4Aula Avaliação de Desempenho 4
Aula Avaliação de Desempenho 4
 

Mais de Jorge Barbosa

Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação PrioritáriaIdeias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
Jorge Barbosa
 
Assuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na EducaçãoAssuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na Educação
Jorge Barbosa
 
Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14
Jorge Barbosa
 
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida PortuguesaProposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Jorge Barbosa
 
Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015
Jorge Barbosa
 
Relatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialRelatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao Especial
Jorge Barbosa
 
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e AutoconsciênciaSentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Jorge Barbosa
 
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos AparentadosAfetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Jorge Barbosa
 
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
Jorge Barbosa
 
Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014
Jorge Barbosa
 
guião reforma estado
guião reforma estadoguião reforma estado
guião reforma estado
Jorge Barbosa
 
A Ética - Espinosa
A Ética - EspinosaA Ética - Espinosa
A Ética - Espinosa
Jorge Barbosa
 
A Cidade
A CidadeA Cidade
A Cidade
Jorge Barbosa
 
Velha do Postigo
Velha do PostigoVelha do Postigo
Velha do Postigo
Jorge Barbosa
 
Revolução kantiana
Revolução kantianaRevolução kantiana
Revolução kantiana
Jorge Barbosa
 
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de SócratesO Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
Jorge Barbosa
 
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recenteEstado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
Jorge Barbosa
 
Comunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MECComunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MEC
Jorge Barbosa
 
Introdução a Espinosa
Introdução a EspinosaIntrodução a Espinosa
Introdução a Espinosa
Jorge Barbosa
 
Comunicacão do Presidente
Comunicacão do PresidenteComunicacão do Presidente
Comunicacão do Presidente
Jorge Barbosa
 

Mais de Jorge Barbosa (20)

Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação PrioritáriaIdeias em Debate sobre Educação Prioritária
Ideias em Debate sobre Educação Prioritária
 
Assuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na EducaçãoAssuntos para Debate na Educação
Assuntos para Debate na Educação
 
Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14Rapport cn num_education_oct14
Rapport cn num_education_oct14
 
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida PortuguesaProposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
Proposta Honesta e Concreta de Reestruturação da Dívida Portuguesa
 
Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015Organização do Ano Letivo 2014/2015
Organização do Ano Letivo 2014/2015
 
Relatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialRelatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao Especial
 
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e AutoconsciênciaSentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
Sentimentos Acráticos, Empatia e Autoconsciência
 
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos AparentadosAfetos, Emoções e Conceitos Aparentados
Afetos, Emoções e Conceitos Aparentados
 
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
regime de seleção, recrutamento e mobilidade do pessoal docente dos ensinos b...
 
Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014Despacho Normativo 6/2014
Despacho Normativo 6/2014
 
guião reforma estado
guião reforma estadoguião reforma estado
guião reforma estado
 
A Ética - Espinosa
A Ética - EspinosaA Ética - Espinosa
A Ética - Espinosa
 
A Cidade
A CidadeA Cidade
A Cidade
 
Velha do Postigo
Velha do PostigoVelha do Postigo
Velha do Postigo
 
Revolução kantiana
Revolução kantianaRevolução kantiana
Revolução kantiana
 
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de SócratesO Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
O Teeteto de Platão e a Apologia de Sócrates
 
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recenteEstado Crítico da Democracia - Publicação recente
Estado Crítico da Democracia - Publicação recente
 
Comunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MECComunicacão associacões CSH ao MEC
Comunicacão associacões CSH ao MEC
 
Introdução a Espinosa
Introdução a EspinosaIntrodução a Espinosa
Introdução a Espinosa
 
Comunicacão do Presidente
Comunicacão do PresidenteComunicacão do Presidente
Comunicacão do Presidente
 

Último

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Freud e o Desenvolvimento Psicossexual

  • 1. Freud e o desenvolvimento Psicossexual Psicologioa do Desenvolvimento Jorge Barbosa, 2011
  • 2. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual Teoria de Freud As pulsões sexuais Há em confronto com Sexualidade a realidade Infantil determinam a aquisição de características psicológicas Modos diferentes de satisfação erótica Desenvolvimento Estádios de Psciossexual Desenvolvimento Maturação física é responsável Sexualidade é pelas mais do que sucessivas sexualidade zonas genital erógenas Page  2
  • 3. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual Resulta de ansiedade excessiva num determinado Desenvolvimento estádio "fixa-se" nesse estádio Implica Fixação dependência ou falta de autonomia do sujeito Conceitos Importantes Meio de lidar com a frustração Retorno a um Meio de evitar Regressão estádio experiências anterior que ultrapassam as nossas capacidades Page  3
  • 4. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual PRAZER SEXUAL Há prazer sexual na Sensação agradável infância Provocada Não se pela reduz ao estimulação prazer de uma zona genital do corpo Page  4
  • 5. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual Mente Humana SUPEREGO EGO ID Page  5
  • 6. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA CARACTERÍSTICAS ESTATUTO EXEMPLIFICAÇÃO Componente primitiva do É o representante Necessidade a nosso psiquismo. das nossas satisfazer: a Fome. É a sede de forças ou necessidades e O ID dir-nos-ia “come impulsos irracionais, desejos mais porque tens de ilógicos, descontrolados básicos. comer, mesmo que e perigosos. Não conhece outro para isso tenhas de Totalmente inconsciente. princípio a não ser roubar”, sem pensar ID Está desligado da o de prazer: em possíveis realidade. “Satisfaz os teus punições, nem se é Não sabe adaptar-se a desejos”. correcto ou ela para satisfazer incorrecto roubar. adequadamente os seus impulsos e necessidades Page  6
  • 7. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA CARACTERÍSTICAS ESTATUTO EXEMPLIFICAÇÃO Começa a É o representante do Necessidade a desenvolver-se por “pragmatismo” e do satisfazer: a Fome. volta dos 6 meses. “realismo” na relação O EGO dir-nos-ia “Se Procura satisfazer as com o mundo externo. for possível comer necessidades de uma Age segundo o sem pagar, fá-lo”, ou forma realista e princípio de realidade: seja, “podes comer EGO apropriada, de modo “façamos o que é sem pagar desde a evitar problemas à possível fazer, tendo que ninguém repare; nossa integridade em conta as caso contrário, faz o psíquica e física. circunstâncias”, ou que realmente é seja, “é permitido o aconselhável”. que não nos cause problemas”. Page  7
  • 8. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTRUTURAS DA MENTE HUMANA CARACTERÍSTICAS ESTATUTO EXEMPLIFICAÇÃO Começa a formar-se É o representante da Necessidade a por volta dos 2 – 3 moralidade. satisfazer: a Fome. anos. Nele, estão O SUPEREGO dir- Enquanto o EGO é interiorizadas as nos-ia “Para pragmático, o normas socialmente satisfazer a fome, SUPEREGO é estabelecidas tens de pagar”, ou SUPE tendencialmente relativamente ao bem seja, “Deves agir REGO moralista. e ao mal. correctamente, não Aspira à perfeição Age segundo o por medo de castigos moral, reprimindo, princípio do dever: e punições, mas muitas vezes de “Faz o bem ou evita o porque assim é que forma excessiva, as mal porque assim deve ser”: Roubar é infracções à deve ser”. sempre um crime, moralidade seja visto ou não. Page  8
  • 9. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual PSIQUISMO HUMANO Totalmente inconsciente Parcialmente Reservatório Inconsciente de energia ID psíquica SUPEREGO irracional e Normas e impulsivo ideias morais EGO procura o prazer Parcialmente Representa inconsciente Resulta a realidade do ID, procurando do SUPEREGO, satisfazer as procurando suas satisfazer necessidades regras morais Page  9
  • 10. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTÁDIOS: ORAL: ANAL FÁLICO: LATÊNCIA GENITAL 0 - 12/18 12/18 meses Após 3 – 6 anos 6 – 11 anos meses – 3 anos puberdade Page  10
  • 11. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL ZONA TRAÇOS ADULTOS CONFLITO ERÓGENA (Fixação) A criança obtém prazer, através Agressividade verbal, da actividade oral. impaciência, abuso ORAL Boca O desmame é a experiência/ de determinadas conflito central substâncias Avareza, obstinação, tendência O Ânus é o foco da estimulação compulsiva para a e do prazer. organização. ANAL Ânus A tarefa central consiste em Ou então: controlar as funções orgânicas, Desordem, aprendendo regras higiénicas crueldade, violência destrutiva Page  11
  • 12. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL ZONA ERÓGEN CONFLITO TRAÇOS ADULTOS (Fixação) A A criança obtém Excessiva preocupação, no prazer, manipulando caso dos homens, com a os órgãos genitais, afirmação da sua desenvolve a masculinidade; no caso da curiosidade sexual e mulher, sentimentos de fantasias amorosas e inferioridade em relação aos eróticas a respeito do homens. Órgãos FÁLICO progenitor do sexo Em ambos os sexos, a não genitais oposto. superação do complexo de A superação do Édipo implica que a complexo de Édipo é sexualidade é vivida com tarefa central, decisiva sentimentos de culpa. Um para o comportamento sexual desenvolvimento aparentemente desinibido pode Page  12 moral e social. exprimir medo do sexo
  • 13. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual ESTÁDIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOSSEXUAL ZONA TRAÇOS ADULTOS CONFLITO ERÓGENA (Fixação) É um período de suspensão ou acalmia da actividade No estádio de latência não LATÊNCIA NENHUMA sexual. A energia há lugar a fixações. libidinal desloca-se para actividades físicas e intelectuais. O Adolescente bem sucedido, segundo Freud, será capaz de Órgãos Não há fixação específica GENITAL manter um genitais no estádio genital. relacionamento sexual equilibrado com o sexo oposto Page  13
  • 14. Não se Esqueça de fazer os exercícios no “moodle”. Freud e o Desenvolvimento Psicossexual Psicologioa do Desenvolvimento Jorge Barbosa, 2011