SlideShare uma empresa Scribd logo
APRESENTAÇÕES EM
POWERPOINT
Formação do Reino
de Portugal
FORMAÇÃO DO REINO DE
PORTUGAL
 Em meados do século
XII, quando os
muçulmanos
conquistaram a Península
Ibérica, os monarcas dos
reinos cristãos que
conseguiram resistir à
invasão, a norte,
organizaram-se a fim de
os expulsarem para o
Norte de África. E
começou a reconquista.
DEBILIDADE DOS REINOS
DAS ASTÚRIAS
 Os monarcas encontravam-se fracos,
militarmente. Pediram auxílio aos outros
monarcas europeus, os quais lhes enviaram
homens que os ajudassem no combate aos
mouros até à sua expulsão total.
HOMENS QUE FIZERAM
HISTÓRIA
 Entre os guerreiros que mais se
distinguiram na luta contra os
muçulmanos, há a salientar dois : D.
Raimundo e D. Henrique, aos quais foram
dadas as filhas do rei em casamento. O
primeiro casa com Dona Urraca, e o
segundo casa com Dona Teresa, ficando
este a governar o Condado Portucalense.
CONDADO PORTUCALENSE
 Durante alguns anos, D. Henrique
governou o condado. Mas sempre
subjugado ao ao rei de Castela, D Afonso
VI. Após a sua morte, D. Teresa ocupou o
trono interinamente, até o filho D. Afonso
Henriques ter maior idade, pois, à morte do
pai, tinha apenas quatro anos de idade.
LUTAS PELA DISPUTA DO PODER
 Quando D. Afonso
Henriques atingiu a maior
idade, organizou um
pequeno exército e
derrotou o da mãe na
batalha de S. Mamede,
tendo ele próprio
assumido o trono e o
governo do condado.
OBJECTIVOS DE D. AFONSO
HENRIQUES
 Lutar contra D. Afonso VII, para conseguir a
independência do Condado Portucalense.
 Lutar contra os muçulmanos para aumentar o
território para sul.
DATAS IMPORTANTES A FIXAR
1128 Batalha de S. Mamede Guimarães
1139 Batalha de Ourique Alentejo
1140 Batalha de Arcos de Valdevez Minho
1143 Tratado de Zamora Reconhecimento
do Reino de
Portugal
1249 Conquista definitiva até ao
Algarve
A PRIMEIRA CAPITAL DE PORTUGAL
 Logo que D. Afonso
Henriques tomou conta
do poder, escolheu para
capital do novo reino a
cidade de Guimarães e na
qual mandou edificar um
castelo, onde passou a
viver.
O RECONHECIMENTO DO REINO
 Quando se formava um
reino, era necessário que
o papa reconhecesse a sua
independência e
confirmasse o título de rei
ao primeiro monarca. Isto
aconteceu em 1179,
quando era papa
Alexandre III.
UM NOVO REINO CHAMADO
PORTUGAL
 Embora reconhecido
como reino independente
em 1143, só a partir de
1179, Portugal passou a
fazer parte dos países do
mundo, com fronteiras,
governo e leis próprias.
Em 1249 ficou completa
a reconquista aos mouros
com o rei D. Afonso III.
PORTUGAL NO CONTINENTE
EUROPEU
 Portugal torna-se
assim uma nova
nação, cuja primeira
capital, depois de
Guimarães e Coimbra,
passou a ser Lisboa.
Formação de portugal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Crise dinastica
Crise dinasticaCrise dinastica
Crise dinastica
cattonia
 
Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)
mari_punk
 
A crise do século XIV
A crise do século XIVA crise do século XIV
A crise do século XIV
Maria Gomes
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da  Península IbéricaRomanização da  Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
Carlos Pinheiro
 
A formação do reino de portugal
A formação do reino de portugalA formação do reino de portugal
A formação do reino de portugal
cruchinho
 
O reinado de D.João V
O reinado de D.João VO reinado de D.João V
O reinado de D.João V
anabelasilvasobral
 
0 reinado de d.joão v
0 reinado de d.joão v0 reinado de d.joão v
0 reinado de d.joão v
Anabela Sobral
 
A herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugalA herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugal
Luisa Jesus
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1
helder33701
 
O espaço português 1
O espaço português 1O espaço português 1
O espaço português 1
Vítor Santos
 
Romanos na Península Ibérica
Romanos na Península IbéricaRomanos na Península Ibérica
Romanos na Península Ibérica
Isabel Mendinhos
 
Portugal medieval
Portugal medievalPortugal medieval
Portugal medieval
cattonia
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
Cátia Botelho
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
BarbaraSilveira9
 
Crise de 1383 85
Crise de 1383 85Crise de 1383 85
Crise de 1383 85
Maria Gomes
 
Infante D. Henrique
Infante D. HenriqueInfante D. Henrique
Infante D. Henrique
crie_historia8
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Catarina Castro
 
Romanos
RomanosRomanos
Romanos
cattonia
 
As TIC e o seu impacto
As TIC e o seu impactoAs TIC e o seu impacto
As TIC e o seu impacto
Joana Filipa Rodrigues
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
Carina Vale
 

Mais procurados (20)

Crise dinastica
Crise dinasticaCrise dinastica
Crise dinastica
 
Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)Reconquista Cristã (Resumo)
Reconquista Cristã (Resumo)
 
A crise do século XIV
A crise do século XIVA crise do século XIV
A crise do século XIV
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da  Península IbéricaRomanização da  Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
A formação do reino de portugal
A formação do reino de portugalA formação do reino de portugal
A formação do reino de portugal
 
O reinado de D.João V
O reinado de D.João VO reinado de D.João V
O reinado de D.João V
 
0 reinado de d.joão v
0 reinado de d.joão v0 reinado de d.joão v
0 reinado de d.joão v
 
A herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugalA herança muçulmana em portugal
A herança muçulmana em portugal
 
A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1A Crise De 1383 1385 1
A Crise De 1383 1385 1
 
O espaço português 1
O espaço português 1O espaço português 1
O espaço português 1
 
Romanos na Península Ibérica
Romanos na Península IbéricaRomanos na Península Ibérica
Romanos na Península Ibérica
 
Portugal medieval
Portugal medievalPortugal medieval
Portugal medieval
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xiv
 
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo JoaninoD. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
D. João V, o Absolutismo e o Absolutismo Joanino
 
Crise de 1383 85
Crise de 1383 85Crise de 1383 85
Crise de 1383 85
 
Infante D. Henrique
Infante D. HenriqueInfante D. Henrique
Infante D. Henrique
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
 
Romanos
RomanosRomanos
Romanos
 
As TIC e o seu impacto
As TIC e o seu impactoAs TIC e o seu impacto
As TIC e o seu impacto
 
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial  módulo II- 10º ANOPaís rural e senhorial  módulo II- 10º ANO
País rural e senhorial módulo II- 10º ANO
 

Destaque

Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
Joel Ferreira
 
Gota de água
Gota de águaGota de água
Gota de água
eb1magida
 
Visita virtual A Casa de Anne Frank
Visita virtual  A Casa de Anne FrankVisita virtual  A Casa de Anne Frank
Visita virtual A Casa de Anne Frank
Maria Gomes
 
Textos a pares 2
Textos a pares 2Textos a pares 2
Textos a pares 2
SaraHonorio
 
Camões e a epopeia
Camões e a epopeiaCamões e a epopeia
Camões e a epopeia
isabeldovaletrabucho
 
Primeiros povos e formação de portugal
Primeiros povos e formação de portugalPrimeiros povos e formação de portugal
Primeiros povos e formação de portugal
Hugo Ferreira
 

Destaque (6)

Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
Tipos e-formas-de-frasev2-1212046949485863-9
 
Gota de água
Gota de águaGota de água
Gota de água
 
Visita virtual A Casa de Anne Frank
Visita virtual  A Casa de Anne FrankVisita virtual  A Casa de Anne Frank
Visita virtual A Casa de Anne Frank
 
Textos a pares 2
Textos a pares 2Textos a pares 2
Textos a pares 2
 
Camões e a epopeia
Camões e a epopeiaCamões e a epopeia
Camões e a epopeia
 
Primeiros povos e formação de portugal
Primeiros povos e formação de portugalPrimeiros povos e formação de portugal
Primeiros povos e formação de portugal
 

Semelhante a Formação de portugal

Formação do reino de portugal
Formação do reino de portugalFormação do reino de portugal
Formação do reino de portugal
Joel Ferreira
 
Formação de portugal
Formação de portugalFormação de portugal
Formação de portugal
EB Foros de Amora
 
Formacao portugal
Formacao portugalFormacao portugal
Formacao portugal
Carlos Ferreira
 
A+história+de+portugal
A+história+de+portugalA+história+de+portugal
A+história+de+portugal
belinhas
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
Sílvia Mendonça
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território português
Anabela Sobral
 
981
981981
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Daniel Leitão
 
Resumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiroResumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiro
patriciacanico
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
Sílvia Mendonça
 
hp_6_7.pdf
hp_6_7.pdfhp_6_7.pdf
hp_6_7.pdf
Daniel Pires
 
Formaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugalFormaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugal
Maria José Oliveira
 
Afonso henriquesrevd1
Afonso henriquesrevd1Afonso henriquesrevd1
Afonso henriquesrevd1
Antonio Carlos de Castro
 
Fundador da monarquia portuguesa
Fundador da monarquia portuguesaFundador da monarquia portuguesa
Fundador da monarquia portuguesa
tiraduvidas
 
Formação reino--portugal.ppt_
 Formação reino--portugal.ppt_ Formação reino--portugal.ppt_
Formação reino--portugal.ppt_
Isa Alves
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Maria Ferreira
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Carolina Magalhães
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Carolina Magalhães
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
ines3006
 

Semelhante a Formação de portugal (20)

Formação do reino de portugal
Formação do reino de portugalFormação do reino de portugal
Formação do reino de portugal
 
Formação de portugal
Formação de portugalFormação de portugal
Formação de portugal
 
Formacao portugal
Formacao portugalFormacao portugal
Formacao portugal
 
A+história+de+portugal
A+história+de+portugalA+história+de+portugal
A+história+de+portugal
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território português
 
981
981981
981
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Resumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiroResumo da matéria para o teste fevereiro
Resumo da matéria para o teste fevereiro
 
A FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De PortugalA FormaçãO De Portugal
A FormaçãO De Portugal
 
hp_6_7.pdf
hp_6_7.pdfhp_6_7.pdf
hp_6_7.pdf
 
Formaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugalFormaçaõ de portugal
Formaçaõ de portugal
 
Afonso henriquesrevd1
Afonso henriquesrevd1Afonso henriquesrevd1
Afonso henriquesrevd1
 
Fundador da monarquia portuguesa
Fundador da monarquia portuguesaFundador da monarquia portuguesa
Fundador da monarquia portuguesa
 
Formação reino--portugal.ppt_
 Formação reino--portugal.ppt_ Formação reino--portugal.ppt_
Formação reino--portugal.ppt_
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
Ahistriadeportugal 111228172656-phpapp01
 
D. Afonso Henriques
D. Afonso HenriquesD. Afonso Henriques
D. Afonso Henriques
 

Mais de Hugo Ferreira

sílabas e acentuação
sílabas e acentuaçãosílabas e acentuação
sílabas e acentuação
Hugo Ferreira
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Hugo Ferreira
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Hugo Ferreira
 
Estrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigaçãoEstrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigação
Hugo Ferreira
 
Folheto Poupar Água
Folheto Poupar ÁguaFolheto Poupar Água
Folheto Poupar Água
Hugo Ferreira
 
Como poupar água
Como poupar águaComo poupar água
Como poupar água
Hugo Ferreira
 
Meios comuni
Meios comuniMeios comuni
Meios comuni
Hugo Ferreira
 
Meios+de+transporte
Meios+de+transporteMeios+de+transporte
Meios+de+transporte
Hugo Ferreira
 
Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2
Hugo Ferreira
 
420891 634126758976420430
420891 634126758976420430420891 634126758976420430
420891 634126758976420430
Hugo Ferreira
 
Ficha de trabalho animais
Ficha de trabalho animaisFicha de trabalho animais
Ficha de trabalho animais
Hugo Ferreira
 
Novo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft wordNovo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft word
Hugo Ferreira
 
A árvore-generosa
A árvore-generosaA árvore-generosa
A árvore-generosa
Hugo Ferreira
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Hugo Ferreira
 
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda====Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
Hugo Ferreira
 
A dieta do Pai Natal
A dieta do Pai NatalA dieta do Pai Natal
A dieta do Pai Natal
Hugo Ferreira
 
Grecia de joana
Grecia de joanaGrecia de joana
Grecia de joana
Hugo Ferreira
 
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
Hugo Ferreira
 
Saúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oralSaúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oral
Hugo Ferreira
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Hugo Ferreira
 

Mais de Hugo Ferreira (20)

sílabas e acentuação
sílabas e acentuaçãosílabas e acentuação
sílabas e acentuação
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Estrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigaçãoEstrutura do trabalho de investigação
Estrutura do trabalho de investigação
 
Folheto Poupar Água
Folheto Poupar ÁguaFolheto Poupar Água
Folheto Poupar Água
 
Como poupar água
Como poupar águaComo poupar água
Como poupar água
 
Meios comuni
Meios comuniMeios comuni
Meios comuni
 
Meios+de+transporte
Meios+de+transporteMeios+de+transporte
Meios+de+transporte
 
Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2Novo documento do microsoft word 2
Novo documento do microsoft word 2
 
420891 634126758976420430
420891 634126758976420430420891 634126758976420430
420891 634126758976420430
 
Ficha de trabalho animais
Ficha de trabalho animaisFicha de trabalho animais
Ficha de trabalho animais
 
Novo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft wordNovo documento do microsoft word
Novo documento do microsoft word
 
A árvore-generosa
A árvore-generosaA árvore-generosa
A árvore-generosa
 
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra    joão e o pé de feijãoReconto escrito da obra    joão e o pé de feijão
Reconto escrito da obra joão e o pé de feijão
 
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda====Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
=Iso 8859-1 bqx-byzxnlbnrh5+nvltitskdtybfie8gumkgreugrkvjssnplnbwda===
 
A dieta do Pai Natal
A dieta do Pai NatalA dieta do Pai Natal
A dieta do Pai Natal
 
Grecia de joana
Grecia de joanaGrecia de joana
Grecia de joana
 
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
"Dia Cool" - 4º ano 2010/2011
 
Saúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oralSaúde e higiéne oral
Saúde e higiéne oral
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 

Formação de portugal

  • 2. FORMAÇÃO DO REINO DE PORTUGAL  Em meados do século XII, quando os muçulmanos conquistaram a Península Ibérica, os monarcas dos reinos cristãos que conseguiram resistir à invasão, a norte, organizaram-se a fim de os expulsarem para o Norte de África. E começou a reconquista.
  • 3. DEBILIDADE DOS REINOS DAS ASTÚRIAS  Os monarcas encontravam-se fracos, militarmente. Pediram auxílio aos outros monarcas europeus, os quais lhes enviaram homens que os ajudassem no combate aos mouros até à sua expulsão total.
  • 4. HOMENS QUE FIZERAM HISTÓRIA  Entre os guerreiros que mais se distinguiram na luta contra os muçulmanos, há a salientar dois : D. Raimundo e D. Henrique, aos quais foram dadas as filhas do rei em casamento. O primeiro casa com Dona Urraca, e o segundo casa com Dona Teresa, ficando este a governar o Condado Portucalense.
  • 5. CONDADO PORTUCALENSE  Durante alguns anos, D. Henrique governou o condado. Mas sempre subjugado ao ao rei de Castela, D Afonso VI. Após a sua morte, D. Teresa ocupou o trono interinamente, até o filho D. Afonso Henriques ter maior idade, pois, à morte do pai, tinha apenas quatro anos de idade.
  • 6. LUTAS PELA DISPUTA DO PODER  Quando D. Afonso Henriques atingiu a maior idade, organizou um pequeno exército e derrotou o da mãe na batalha de S. Mamede, tendo ele próprio assumido o trono e o governo do condado.
  • 7. OBJECTIVOS DE D. AFONSO HENRIQUES  Lutar contra D. Afonso VII, para conseguir a independência do Condado Portucalense.  Lutar contra os muçulmanos para aumentar o território para sul.
  • 8. DATAS IMPORTANTES A FIXAR 1128 Batalha de S. Mamede Guimarães 1139 Batalha de Ourique Alentejo 1140 Batalha de Arcos de Valdevez Minho 1143 Tratado de Zamora Reconhecimento do Reino de Portugal 1249 Conquista definitiva até ao Algarve
  • 9. A PRIMEIRA CAPITAL DE PORTUGAL  Logo que D. Afonso Henriques tomou conta do poder, escolheu para capital do novo reino a cidade de Guimarães e na qual mandou edificar um castelo, onde passou a viver.
  • 10. O RECONHECIMENTO DO REINO  Quando se formava um reino, era necessário que o papa reconhecesse a sua independência e confirmasse o título de rei ao primeiro monarca. Isto aconteceu em 1179, quando era papa Alexandre III.
  • 11. UM NOVO REINO CHAMADO PORTUGAL  Embora reconhecido como reino independente em 1143, só a partir de 1179, Portugal passou a fazer parte dos países do mundo, com fronteiras, governo e leis próprias. Em 1249 ficou completa a reconquista aos mouros com o rei D. Afonso III.
  • 12. PORTUGAL NO CONTINENTE EUROPEU  Portugal torna-se assim uma nova nação, cuja primeira capital, depois de Guimarães e Coimbra, passou a ser Lisboa.