SlideShare uma empresa Scribd logo
AVALIAÇÃO
DA FORMAÇÃO
OBJECTIVOS GERAIS
 No final do módulo os formandos deverão ter
adquirido conhecimentos e desenvolvido
competências no âmbito da avaliação da
formação
OBJECTIVOS ESPECÍFICOS
No final do módulo os formandos deverão:
 Compreender a importância da avaliação da
formação
 Conhecer o conceito de avaliação
 Conhecer os vários modelos de avaliação da
formação
 Compreender as questões ligadas à avaliação
 Conhecer o conceito de avaliação pedagógica
OBJECTIVOS ESPECÍFICOS
No final do módulo os formandos deverão:
 Compreender as causas da subjectividade da
avaliação
 Interiorizar os limites da avaliação
 Conhecer e aplicar as técnicas e instrumentos
de avaliação
É IMPORTANTE A AVALIAÇÃO?
IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO
 Avaliar é um procedimento metodológico
indispensável à vida dos indivíduos
 É a prever alternativas em função da experiência
anterior, a seleccionar informação relevante, a
tomar decisões e a agir em conformidade que
todos nós construímos o nosso percurso de vida
IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO
 Identificar disfunções
 Identificar pontos fracos
 Verificar o alcance dos objectivos
 Melhorar a qualidade da formação
CONCEITO DE AVALIAÇÃO
 A Avaliação é um processo dinâmico, sistemático
e rigoroso que acompanha o acto formativo e
permite a recolha e tratamento dessa
informações.
CONCEITO DE AVALIAÇÃO
 Constitui um instrumento fundamental de
acompanhamento e aferição de resultados e dos
objectivos atingidos.
 Permite um conhecimento real da qualidade do
desempenho dos agentes envolvidos
AVALIAÇÃO
A credibilidade do processo formativo está depende
de:
 A forma como os formandos encaram os resultados
alcançados
 A satisfação que a organização solicitante demonstra
acerca do desempenho dos formandos, após a
formação
AVALIAÇÃO
 A resposta que formadores e formandos transmitem
para a organização
 O grau de satisfação que os formandos demonstram
em relação à performance do formador
 A imagem que todos dão, de si e do sistema de
formação para o meio envolvente
AVALIAÇÃO
A Avaliação é um processo contínuo, deve-se
estabelecer:
 Um ponto de partida
 Um caminho a percorrer que inclua o processo,
os meios e os instrumentos
AVALIAÇÃO
A Avaliação é um processo contínuo, deve-se
estabelecer:
 Um ponto de chegada
 Uma forma planificada de controlar os resultados
 Os efeitos da formação no Posto de Trabalho
MODELOS DE AVALIAÇÃO DA
FORMAÇÃO
Necessidades e
Objectivos
Concepção dos
Programas
Implementação dos
Programas
(Satisfação)
Avaliação
Pedagógica
Transferência
para situações
de trabalho
Efeitos na
Organização
Evolução
Social
Brinkerhoff X X X X X X
Barbier X X X X X
Meignant X X X X
Kirkpatrick X X X X
Boterf X X X X
MODELO DE Kirkpatrick
Distingue 4 níveis de avaliação:
 Avaliação de Reacção
 Avaliação de Aprendizagem
 Avaliação de Comportamento
 Avaliação de Resultados
AVALIAÇÃO DE REACÇÃO
Grau de satisfação relativamente a:
 Adequação da formação às necessidades e expectativas
 Qualidade dos conteúdos, dos métodos, suportes
pedagógicos e da documentação entregue
 Performance do formador, à acção de formação e à entidade
formadora
 Aplicabilidade dos conhecimentos adquiridos em situações
de trabalho
AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM
 Visa aferir os conhecimentos, o “saber fazer”
adquiridos pela formação
 Consiste também em aferir a aquisição de
conhecimentos, tendo como ponto de partida os
objectivos definidos inicialmente
AVALIAÇÃO DE
COMPORTAMENTO
 Trata-se de avaliar o exterior do processo formativo,
no sentido de verificar quais os conhecimentos,
comportamentos e competências, adquiridas na
formação, que o formando utiliza no seu Posto de
Trabalho
AVALIAÇÃO DE
COMPORTAMENTO
 Articula a formação e os objectivos pedagógicos com as
necessidades da organização em termos do exigido aos seus
funcionários
 Avalia o LNF, verificando se a formação foi a melhor resposta
 Deve ser feito entre o 3º e o 6º mês após a formação
AVALIAÇÃO DE RESULTADOS
 Situa-se no domínio da validação da formação
 Pretende-se validar a articulação entre o sistema de
formação e os resultados em relação aos objectivos
organizacionais
 Implica uma clara definição dos objectivos
organizacionais a médio prazo
 Deve ser feita entre 5 a 10 anos após a formação
 O objectivo desta avaliação é medir os resultados em
termos de aprendizagens obtidas pelos formandos no final
da acção ou em momentos privilegiados
 A avaliação pedagógica torna possível a quantificação dos
progressos conseguidos por cada participante, sendo por
vezes designada por classificação atendendo às
consequências que acarreta para os formandos
AVALIAÇÃO PEDAGÓGICA
SEGURANÇA
ASSISTÊNCIA
FUNÇÕES PEDAGÓGICAS
DIÁLOGO
Consolida a confiança do formador em si próprio
Marca, ao longo da acção, as etapas de aprendizagem
Contribui, para que o diálogo formador/formandos se
centre na aprendizagem
FEEDBACK
REFORÇO
Dá, no momento certo, informação sobre os
sucessos e dificuldades na aprendizagem
Reforça positivamente as competências tendo em
vista o objectivo a alcançar
CORRECÇÃO
Permite que o próprio formando tome consciência dos
erros e os corrija
LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO
Avaliação de reacção
 Por um lado limita-se a recolher a opinião/satisfação dos formandos
sobre a formação
 As opiniões dos formandos podem sofrer muitas influências
exógenas à formação
 É uma avaliação unilateral
 Não permite saber qual o grau de aplicabilidade, nem dos efeitos
que poderá provocar na organização
LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO
Avaliação de aprendizagem
 Subjectividade da avaliação
LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO
Avaliação de Comportamentos
 Resistência à mudança por parte dos colegas de
trabalho e por parte das próprias chefias
 Ausência de meios para pôr em prática os novos
conhecimentos
 Entre outros
TÉCNICAS E INSTRUMENTOS
NÍVEIS MOMENTO INSTRUMENTOS
1º NÍVEL
AVALIAÇÃO DE REACÇÃO
ANTES Caracterização dos participantes
DURANTE  Questionários de avaliação modular/ intermédia
DEPOIS Questionários de avaliação da acção de formação
2º NÍVEL
AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM
ANTES Avaliação Diagnóstico
DURANTE
Listas de ocorrências
Escalas de classificação
Entrevistas
Questionários
Inventário
Escalas e atitudes
Sociograma
Avaliação escrita
Avaliação oral
Simulação pedagógica
Desempenho em situação real
Escalas gráficas
Lista de classificação/verificação
Observação directa
Recolha de opinião
DEPOIS  Avaliação Sumativa
TÉCNICAS E INSTRUMENTOS (cont.)
NÍVEIS MOMENTO INSTRUMENTOS
3º NÍVEL
AVALIAÇÃO DE
COMPORTAMENTO
APÓS 3 MESES
Desempenho em situação real
Observação directa
Recolha de opinião
Análise dos produtos
4º NÍVEL
AVALIAÇÃO DE IMPACTO
APÓS 5 OU 10
ANOS
Dados estatísticos da evolução da organização (5 anos) e da
evolução social (10 anos)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FORMAÇÃO - Avaliacao_da_formacao.ppt

Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do DesempenhoImpacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
Ana Sofia Costa
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
Lauri Rene Reis Filho
 
Aula 4 AvaliaçãO1
Aula 4 AvaliaçãO1Aula 4 AvaliaçãO1
Aula 4 AvaliaçãO1
guest2dff0c
 
AvaliaçãO De Desempenho
AvaliaçãO De DesempenhoAvaliaçãO De Desempenho
AvaliaçãO De Desempenho
ClemenciaRego
 
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formaçãoreferencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
in formação | INRH - Consultadoria em Recursos Humanos, Lda.
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
SEEDUC-RJ
 
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdfFormacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
FelizardoBonifcioJoo1
 
Planeamento e gestão da formação leonel boano
Planeamento e gestão da formação   leonel boanoPlaneamento e gestão da formação   leonel boano
Planeamento e gestão da formação leonel boano
Leonel Boano
 
1299158038 objectivos pedagogicos
1299158038 objectivos pedagogicos1299158038 objectivos pedagogicos
1299158038 objectivos pedagogicos
Tarcisio Baptista
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
Ana Claudia Dalcin
 
Objectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenhoObjectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenho
ANA GRALHEIRO
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
Ana Claudia Dalcin
 
Definição de Objetivos - construção
Definição de Objetivos - construçãoDefinição de Objetivos - construção
Definição de Objetivos - construção
Ronaldo Otero
 
Avaiação de desempenho
Avaiação de desempenhoAvaiação de desempenho
Avaiação de desempenho
marioedsonminillo
 
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdfPortifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
SergioTsope
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
Claudia Elisabete Silva
 
Apostila iniciantes enfermagem
Apostila iniciantes enfermagemApostila iniciantes enfermagem
Apostila iniciantes enfermagem
suelenbechara
 
Conceitos Avaliação da Formação
Conceitos Avaliação da FormaçãoConceitos Avaliação da Formação
Conceitos Avaliação da Formação
João Lima
 
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdfGestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
AparecidadeArajoSilv
 
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptxICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ureaSofiaCruzMedeiro
 

Semelhante a FORMAÇÃO - Avaliacao_da_formacao.ppt (20)

Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do DesempenhoImpacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
Impacto Da FormaçãO Na AvaliaçãO Do Desempenho
 
Tipos de avaliações
Tipos de avaliaçõesTipos de avaliações
Tipos de avaliações
 
Aula 4 AvaliaçãO1
Aula 4 AvaliaçãO1Aula 4 AvaliaçãO1
Aula 4 AvaliaçãO1
 
AvaliaçãO De Desempenho
AvaliaçãO De DesempenhoAvaliaçãO De Desempenho
AvaliaçãO De Desempenho
 
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formaçãoreferencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
referencial detalhado do curso de pós-graduação gestao coordenação da formação
 
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
Manual de Operacionalização da Portaria SEEDUC 419-2013 - AVALIAÇÃO ESCOLA PÚ...
 
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdfFormacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
Formacao_sessao_357748bd7sssyuhuefuefuyferyu4.pdf
 
Planeamento e gestão da formação leonel boano
Planeamento e gestão da formação   leonel boanoPlaneamento e gestão da formação   leonel boano
Planeamento e gestão da formação leonel boano
 
1299158038 objectivos pedagogicos
1299158038 objectivos pedagogicos1299158038 objectivos pedagogicos
1299158038 objectivos pedagogicos
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Objectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenhoObjectivos da avaliação do desempenho
Objectivos da avaliação do desempenho
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Definição de Objetivos - construção
Definição de Objetivos - construçãoDefinição de Objetivos - construção
Definição de Objetivos - construção
 
Avaiação de desempenho
Avaiação de desempenhoAvaiação de desempenho
Avaiação de desempenho
 
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdfPortifolio Tsope CBT2022.pdf
Portifolio Tsope CBT2022.pdf
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
Apostila iniciantes enfermagem
Apostila iniciantes enfermagemApostila iniciantes enfermagem
Apostila iniciantes enfermagem
 
Conceitos Avaliação da Formação
Conceitos Avaliação da FormaçãoConceitos Avaliação da Formação
Conceitos Avaliação da Formação
 
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdfGestão-da-Aprendizagem.pdf
Gestão-da-Aprendizagem.pdf
 
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptxICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
ICDA_4.ª sessão_2junho.pptx
 

FORMAÇÃO - Avaliacao_da_formacao.ppt

  • 2. OBJECTIVOS GERAIS  No final do módulo os formandos deverão ter adquirido conhecimentos e desenvolvido competências no âmbito da avaliação da formação
  • 3. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS No final do módulo os formandos deverão:  Compreender a importância da avaliação da formação  Conhecer o conceito de avaliação  Conhecer os vários modelos de avaliação da formação  Compreender as questões ligadas à avaliação  Conhecer o conceito de avaliação pedagógica
  • 4. OBJECTIVOS ESPECÍFICOS No final do módulo os formandos deverão:  Compreender as causas da subjectividade da avaliação  Interiorizar os limites da avaliação  Conhecer e aplicar as técnicas e instrumentos de avaliação
  • 5. É IMPORTANTE A AVALIAÇÃO?
  • 6. IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO  Avaliar é um procedimento metodológico indispensável à vida dos indivíduos  É a prever alternativas em função da experiência anterior, a seleccionar informação relevante, a tomar decisões e a agir em conformidade que todos nós construímos o nosso percurso de vida
  • 7. IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO  Identificar disfunções  Identificar pontos fracos  Verificar o alcance dos objectivos  Melhorar a qualidade da formação
  • 8. CONCEITO DE AVALIAÇÃO  A Avaliação é um processo dinâmico, sistemático e rigoroso que acompanha o acto formativo e permite a recolha e tratamento dessa informações.
  • 9. CONCEITO DE AVALIAÇÃO  Constitui um instrumento fundamental de acompanhamento e aferição de resultados e dos objectivos atingidos.  Permite um conhecimento real da qualidade do desempenho dos agentes envolvidos
  • 10. AVALIAÇÃO A credibilidade do processo formativo está depende de:  A forma como os formandos encaram os resultados alcançados  A satisfação que a organização solicitante demonstra acerca do desempenho dos formandos, após a formação
  • 11. AVALIAÇÃO  A resposta que formadores e formandos transmitem para a organização  O grau de satisfação que os formandos demonstram em relação à performance do formador  A imagem que todos dão, de si e do sistema de formação para o meio envolvente
  • 12. AVALIAÇÃO A Avaliação é um processo contínuo, deve-se estabelecer:  Um ponto de partida  Um caminho a percorrer que inclua o processo, os meios e os instrumentos
  • 13. AVALIAÇÃO A Avaliação é um processo contínuo, deve-se estabelecer:  Um ponto de chegada  Uma forma planificada de controlar os resultados  Os efeitos da formação no Posto de Trabalho
  • 14. MODELOS DE AVALIAÇÃO DA FORMAÇÃO Necessidades e Objectivos Concepção dos Programas Implementação dos Programas (Satisfação) Avaliação Pedagógica Transferência para situações de trabalho Efeitos na Organização Evolução Social Brinkerhoff X X X X X X Barbier X X X X X Meignant X X X X Kirkpatrick X X X X Boterf X X X X
  • 15. MODELO DE Kirkpatrick Distingue 4 níveis de avaliação:  Avaliação de Reacção  Avaliação de Aprendizagem  Avaliação de Comportamento  Avaliação de Resultados
  • 16. AVALIAÇÃO DE REACÇÃO Grau de satisfação relativamente a:  Adequação da formação às necessidades e expectativas  Qualidade dos conteúdos, dos métodos, suportes pedagógicos e da documentação entregue  Performance do formador, à acção de formação e à entidade formadora  Aplicabilidade dos conhecimentos adquiridos em situações de trabalho
  • 17. AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM  Visa aferir os conhecimentos, o “saber fazer” adquiridos pela formação  Consiste também em aferir a aquisição de conhecimentos, tendo como ponto de partida os objectivos definidos inicialmente
  • 18. AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO  Trata-se de avaliar o exterior do processo formativo, no sentido de verificar quais os conhecimentos, comportamentos e competências, adquiridas na formação, que o formando utiliza no seu Posto de Trabalho
  • 19. AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO  Articula a formação e os objectivos pedagógicos com as necessidades da organização em termos do exigido aos seus funcionários  Avalia o LNF, verificando se a formação foi a melhor resposta  Deve ser feito entre o 3º e o 6º mês após a formação
  • 20. AVALIAÇÃO DE RESULTADOS  Situa-se no domínio da validação da formação  Pretende-se validar a articulação entre o sistema de formação e os resultados em relação aos objectivos organizacionais  Implica uma clara definição dos objectivos organizacionais a médio prazo  Deve ser feita entre 5 a 10 anos após a formação
  • 21.  O objectivo desta avaliação é medir os resultados em termos de aprendizagens obtidas pelos formandos no final da acção ou em momentos privilegiados  A avaliação pedagógica torna possível a quantificação dos progressos conseguidos por cada participante, sendo por vezes designada por classificação atendendo às consequências que acarreta para os formandos AVALIAÇÃO PEDAGÓGICA
  • 22. SEGURANÇA ASSISTÊNCIA FUNÇÕES PEDAGÓGICAS DIÁLOGO Consolida a confiança do formador em si próprio Marca, ao longo da acção, as etapas de aprendizagem Contribui, para que o diálogo formador/formandos se centre na aprendizagem FEEDBACK REFORÇO Dá, no momento certo, informação sobre os sucessos e dificuldades na aprendizagem Reforça positivamente as competências tendo em vista o objectivo a alcançar CORRECÇÃO Permite que o próprio formando tome consciência dos erros e os corrija
  • 23. LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO Avaliação de reacção  Por um lado limita-se a recolher a opinião/satisfação dos formandos sobre a formação  As opiniões dos formandos podem sofrer muitas influências exógenas à formação  É uma avaliação unilateral  Não permite saber qual o grau de aplicabilidade, nem dos efeitos que poderá provocar na organização
  • 24. LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO Avaliação de aprendizagem  Subjectividade da avaliação
  • 25. LIMITAÇÕES DA AVALIAÇÃO Avaliação de Comportamentos  Resistência à mudança por parte dos colegas de trabalho e por parte das próprias chefias  Ausência de meios para pôr em prática os novos conhecimentos  Entre outros
  • 26. TÉCNICAS E INSTRUMENTOS NÍVEIS MOMENTO INSTRUMENTOS 1º NÍVEL AVALIAÇÃO DE REACÇÃO ANTES Caracterização dos participantes DURANTE  Questionários de avaliação modular/ intermédia DEPOIS Questionários de avaliação da acção de formação 2º NÍVEL AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ANTES Avaliação Diagnóstico DURANTE Listas de ocorrências Escalas de classificação Entrevistas Questionários Inventário Escalas e atitudes Sociograma Avaliação escrita Avaliação oral Simulação pedagógica Desempenho em situação real Escalas gráficas Lista de classificação/verificação Observação directa Recolha de opinião DEPOIS  Avaliação Sumativa
  • 27. TÉCNICAS E INSTRUMENTOS (cont.) NÍVEIS MOMENTO INSTRUMENTOS 3º NÍVEL AVALIAÇÃO DE COMPORTAMENTO APÓS 3 MESES Desempenho em situação real Observação directa Recolha de opinião Análise dos produtos 4º NÍVEL AVALIAÇÃO DE IMPACTO APÓS 5 OU 10 ANOS Dados estatísticos da evolução da organização (5 anos) e da evolução social (10 anos)