SlideShare uma empresa Scribd logo
Fluxograma de Processo
PROFESSOR: DANILO PIRES
Objetivos da Aula
Conceito de Fluxograma
Principais aspectos
Principio Básicos para o Planejamento
Simbologia
Princípios Fundamentais do Arranjo Físico
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Conceito de Fluxograma
É a representação gráfica de um processo qualquer.
 Em nosso caso, considera o processo de fabricação na
área industrial.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Principais Aspectos
 Conhecer a sequência e as dependências das atividades;
 Complementar a documentação do processo;
 Adequar as normas e certificações ;
 Facilitar o treinamento da mão de obra.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Básicos para o Planejamento
 Manter linearidade;
 Respeitar, na medida do possível, o fluxo em linha, em uma mesma direção e
sem cruzamentos;
 Minimizar os retornos;
 Combinar o processamento com o fluxo;
 Minimizar o estoque no processo
 Minimizar a distancia a ser percorrida pelos operadores
 Minimizar a manipulação durante o processo.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Simbologia
 Cada etapa do processo de fabricação é representada por um símbolo, o qual
é ligado por uma linha a outro símbolo.
 Os símbolos representam o tipo de atividade que ocorre em cada etapa, sendo
normalizados como mostraremos a seguir
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Simbologia
 Símbolos utilizados em fluxograma de processo
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Símbolo Significado Descrição
Direção Sentido do fluxo e sequência das fases dos processo
Transporte Movimentação, deslocamento; considera o transporte de
um material, de um posto de trabalho a outro, através de
máquinas e equipamentos, como pontes rolantes, esteiras,
empilhadeiras, entre outras.
Operação O produto é transformado ou uma prestação de serviço é
executada, ou seja, acontece uma mudança física ou
química em cada etapa do processo, ou então montagem e
desmontagem, preparação etc.
Ponto de
decisão
É usado em um ponto do processo onde a decisão deve ser
tomada
Simbologia
 Símbolos utilizados em fluxograma de processo
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Símbolo Significado Descrição
Controle, inspeção Verificação das características de qualidade e
quantidade, apresentadas com as solicitadas.
Demora Interferência, espera devida a uma parada inesperada
no percurso, de um item ou pessoa, ou quando um item
é colocado em um estoque temporário.
Estoque Retenção armazenagem – de material, produto ou
equipamento.
Atividade Combinada Atividades desempenhadas simultaneamente, por
exemplo: Combinação de uma inspeção durante uma
operação
Simbologia
 Símbolos utilizados em fluxograma de processo (Continuação)
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Símbolo Significado Descrição
Conexão Utilizando quando o fluxograma não cabe em
uma única operação.
Limites Indicação de inicio, de quando parar e do fim.
A
1
Princípios Fundamentais do Arranjo Físico
 Conceito
 Arranjo físico, layout ( ou leiaute) é a maneira pela qual homens,
máquinas e equipamentos estão distribuídos em um espaço em uma
fábrica.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo Físico
 Princípios básicos
 Minimizar os transportes e as vias internas o quanto for possível, sem que isso
interfira na melhor movimentação;
 Utilizar o espaço disponível de modo mais racional;
 Prever a possibilidade de expansão;
Prever boas condições de saúde e segurança do trabalho.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo Físico
 Tipos
 Para efeito didático, consideram-se três tipos de arranjo físico.
Na pratica o que se observa é uma combinação dos três.
Layout para produto ou linear, Funcional ou por processo e Posicional
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo
Físico
 Layout para produto ou linear
 As máquinas são colocadas de acordo com a sequência de operações e alguns
aspectos orientam sua escolha
 Grande quantidade de produção
 As maquinas executam sempre a mesma operação
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo
Físico
 Funcional ou por processo
As maquinas são colocadas em conjuntos em seções específicas para a
realização das operações similares. Principais aspectos que orientam sua
escolha: a quantidade produzida é variável;
A quantidade produzida é relativamente baixa
As maquinas executam operações diferentes ajustadas ao tipo e à quantidade
da demanda.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo
Físico
 Posicional
 Neste tipo, o produto fica na mesma posição e todo o restante, ou seja, as
maquinas, funcionários e ferramentas se movimentam. Principais aspectos que
orientam sua escolha: a quantidade produzida é muito pequena;
 O custo para movimentação do projeto é muito alto
O trabalho não se repete
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo
Físico
 Princípios básicos para elaboração do arranjo físico
 Integração da mão de obra, materiais e máquinas.
 Mínima distância: reduzir ao mínimo a distância entre as operações
Fluxo: o mais racional possível, isto é, sem esperas, estocagem, retornos e
cruzamentos de material.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
Princípios Fundamentais do Arranjo
Físico
 Princípios básicos para elaboração do arranjo físico
Espaço tridimensional: Considerar o uso das três dimensões- horizontal,
vertical e longitudinal
Saúde, meio ambiente e segurança (SMS): obedecer às normas de segurança e
higiene do trabalho e propiciar um ambiente limpo e organizado. As condições
de trabalho devem atender ao homem e coloca-lo em primeiro plano
Flexibilidade: Considerar as mudanças no processo, bem como as
possibilidades de expansão na elaboração do arranjo físico.
PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
Sergio Dias
 
Administração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - CronoanaliseAdministração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - Cronoanalise
douglas
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
Hélio Diniz
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
Templum Consultoria Online
 
Just in time (jit)
Just in time (jit)Just in time (jit)
Just in time (jit)
Robson Costa
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
UFMT Universidade Federal de Mato Grosso
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
Mayra de Souza
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
Luiza Mucida
 
MASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
MASP - Metodologia para Análise e Solução de ProblemasMASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
MASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
eugeniorocha
 
Ferramentas da qualidade aula 17-02-15
Ferramentas da qualidade   aula 17-02-15Ferramentas da qualidade   aula 17-02-15
Ferramentas da qualidade aula 17-02-15
Jossiane Araújo
 
Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)
Maritta Barbosa
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
Jay Cruz
 
Aula 4.a. fluxograma.pptm
Aula 4.a.   fluxograma.pptmAula 4.a.   fluxograma.pptm
Aula 4.a. fluxograma.pptm
Claudio Parra
 
Lean Manufacturing Nova Visão
Lean Manufacturing Nova VisãoLean Manufacturing Nova Visão
Lean Manufacturing Nova Visão
Jose Donizetti Moraes
 
Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas
Administração geral,   gestão, ambiente externo e escolasAdministração geral,   gestão, ambiente externo e escolas
Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas
Henrique Ferreira
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
Henrique Ferreira
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
Caio Roberto de Souza Filho
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
Rodrigo Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Administração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - CronoanaliseAdministração da Produção - Cronoanalise
Administração da Produção - Cronoanalise
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
Just in time (jit)
Just in time (jit)Just in time (jit)
Just in time (jit)
 
Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
 
MASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
MASP - Metodologia para Análise e Solução de ProblemasMASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
MASP - Metodologia para Análise e Solução de Problemas
 
Ferramentas da qualidade aula 17-02-15
Ferramentas da qualidade   aula 17-02-15Ferramentas da qualidade   aula 17-02-15
Ferramentas da qualidade aula 17-02-15
 
Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)Arranjo físico (layout)
Arranjo físico (layout)
 
Os 7 Desperdicios
Os 7 DesperdiciosOs 7 Desperdicios
Os 7 Desperdicios
 
Aula 4.a. fluxograma.pptm
Aula 4.a.   fluxograma.pptmAula 4.a.   fluxograma.pptm
Aula 4.a. fluxograma.pptm
 
Lean Manufacturing Nova Visão
Lean Manufacturing Nova VisãoLean Manufacturing Nova Visão
Lean Manufacturing Nova Visão
 
Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas
Administração geral,   gestão, ambiente externo e escolasAdministração geral,   gestão, ambiente externo e escolas
Administração geral, gestão, ambiente externo e escolas
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
 

Destaque

SIPOC
SIPOCSIPOC
SIPOC
SIPOCSIPOC
Ferramentas da Qualidade - Fluxograma
Ferramentas da Qualidade - FluxogramaFerramentas da Qualidade - Fluxograma
Ferramentas da Qualidade - Fluxograma
cajuela
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Fluxograma e organograma
Fluxograma e organogramaFluxograma e organograma
Fluxograma e organograma
igorcmg
 
Empresa hotel2
Empresa hotel2Empresa hotel2
Empresa hotel2
Carlos Serra
 

Destaque (6)

SIPOC
SIPOCSIPOC
SIPOC
 
SIPOC
SIPOCSIPOC
SIPOC
 
Ferramentas da Qualidade - Fluxograma
Ferramentas da Qualidade - FluxogramaFerramentas da Qualidade - Fluxograma
Ferramentas da Qualidade - Fluxograma
 
Fluxogramas
FluxogramasFluxogramas
Fluxogramas
 
Fluxograma e organograma
Fluxograma e organogramaFluxograma e organograma
Fluxograma e organograma
 
Empresa hotel2
Empresa hotel2Empresa hotel2
Empresa hotel2
 

Semelhante a Fluxograma de processo Professor Danilo Pires

OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
Euller Barros
 
Aula 03 - Qualidade
Aula 03 - QualidadeAula 03 - Qualidade
Aula 03 - Qualidade
André Guerin
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
Euller Barros
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
Euller Barros
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSMORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
Cursos Profissionalizantes
 
Slides exemplodeprocessoscrum
Slides exemplodeprocessoscrumSlides exemplodeprocessoscrum
Slides exemplodeprocessoscrum
Silas Dias
 
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
César França
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
LuanaMaia48
 
Aula engmet - parte 2
Aula   engmet - parte 2Aula   engmet - parte 2
Aula engmet - parte 2
engmetodos
 
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e práticaProcessos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Ralph Rassweiler
 
Introdução a engenharia de software aula 01
Introdução a engenharia de software   aula 01Introdução a engenharia de software   aula 01
Introdução a engenharia de software aula 01
Franklin Matos Correia
 
10.1590 s0034 75902000000100002-importante
10.1590 s0034 75902000000100002-importante10.1590 s0034 75902000000100002-importante
10.1590 s0034 75902000000100002-importante
Helca
 
Unidade 6 - Arranjo físico e fluxo
Unidade 6 -  Arranjo físico e fluxoUnidade 6 -  Arranjo físico e fluxo
Unidade 6 - Arranjo físico e fluxo
Daniel Moura
 
Aula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de ProduçãoAula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
A02 Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
A02   Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)A02   Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
A02 Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
Saulo Oliveira
 
Samuel ta1.pps
Samuel ta1.ppsSamuel ta1.pps
Samuel ta1.pps
eduardoprojecao2
 
Lean agile testing
Lean agile testingLean agile testing
Lean agile testing
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS - representação
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS  - representaçãoPROCESSOS ORGANIZACIONAIS  - representação
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS - representação
RicardodeQueirozMach
 

Semelhante a Fluxograma de processo Professor Danilo Pires (20)

OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
 
Aula 03 - Qualidade
Aula 03 - QualidadeAula 03 - Qualidade
Aula 03 - Qualidade
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 12 - Mapeamento e Redesenho de Processos
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Adm Producao
 
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07OMS UnB 02_2012 - Aula 07
OMS UnB 02_2012 - Aula 07
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
 
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSMORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS – OSM
 
Slides exemplodeprocessoscrum
Slides exemplodeprocessoscrumSlides exemplodeprocessoscrum
Slides exemplodeprocessoscrum
 
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
[PARFOR 2017.1] ESW - Aula 01
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
 
Aula engmet - parte 2
Aula   engmet - parte 2Aula   engmet - parte 2
Aula engmet - parte 2
 
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e práticaProcessos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
 
Introdução a engenharia de software aula 01
Introdução a engenharia de software   aula 01Introdução a engenharia de software   aula 01
Introdução a engenharia de software aula 01
 
10.1590 s0034 75902000000100002-importante
10.1590 s0034 75902000000100002-importante10.1590 s0034 75902000000100002-importante
10.1590 s0034 75902000000100002-importante
 
Unidade 6 - Arranjo físico e fluxo
Unidade 6 -  Arranjo físico e fluxoUnidade 6 -  Arranjo físico e fluxo
Unidade 6 - Arranjo físico e fluxo
 
Aula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de ProduçãoAula 7 - Sistemas de Produção
Aula 7 - Sistemas de Produção
 
A02 Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
A02   Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)A02   Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
A02 Gestao por Processos (identicando e correlacionando processos)
 
Samuel ta1.pps
Samuel ta1.ppsSamuel ta1.pps
Samuel ta1.pps
 
Lean agile testing
Lean agile testingLean agile testing
Lean agile testing
 
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS - representação
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS  - representaçãoPROCESSOS ORGANIZACIONAIS  - representação
PROCESSOS ORGANIZACIONAIS - representação
 

Mais de Danilo Pires

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
Danilo Pires
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organização
Danilo Pires
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeira
Danilo Pires
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Danilo Pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostas
Danilo Pires
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeira
Danilo Pires
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Danilo Pires
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Danilo Pires
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Revisão de matematica financeira  professor danilo piresRevisão de matematica financeira  professor danilo pires
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Danilo Pires
 

Mais de Danilo Pires (20)

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organização
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeira
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo Pires
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostas
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeira
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração Financeira
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
 
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira  Professor Danilo PiresIntrodução a administração financeira  Professor Danilo Pires
Introdução a administração financeira Professor Danilo Pires
 
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
Revisão de matematica financeira  professor danilo piresRevisão de matematica financeira  professor danilo pires
Revisão de matematica financeira professor danilo pires
 

Fluxograma de processo Professor Danilo Pires

  • 2. Objetivos da Aula Conceito de Fluxograma Principais aspectos Principio Básicos para o Planejamento Simbologia Princípios Fundamentais do Arranjo Físico PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 3. Conceito de Fluxograma É a representação gráfica de um processo qualquer.  Em nosso caso, considera o processo de fabricação na área industrial. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 4. Principais Aspectos  Conhecer a sequência e as dependências das atividades;  Complementar a documentação do processo;  Adequar as normas e certificações ;  Facilitar o treinamento da mão de obra. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 5. Princípios Básicos para o Planejamento  Manter linearidade;  Respeitar, na medida do possível, o fluxo em linha, em uma mesma direção e sem cruzamentos;  Minimizar os retornos;  Combinar o processamento com o fluxo;  Minimizar o estoque no processo  Minimizar a distancia a ser percorrida pelos operadores  Minimizar a manipulação durante o processo. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 6. Simbologia  Cada etapa do processo de fabricação é representada por um símbolo, o qual é ligado por uma linha a outro símbolo.  Os símbolos representam o tipo de atividade que ocorre em cada etapa, sendo normalizados como mostraremos a seguir PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 7. Simbologia  Símbolos utilizados em fluxograma de processo PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO Símbolo Significado Descrição Direção Sentido do fluxo e sequência das fases dos processo Transporte Movimentação, deslocamento; considera o transporte de um material, de um posto de trabalho a outro, através de máquinas e equipamentos, como pontes rolantes, esteiras, empilhadeiras, entre outras. Operação O produto é transformado ou uma prestação de serviço é executada, ou seja, acontece uma mudança física ou química em cada etapa do processo, ou então montagem e desmontagem, preparação etc. Ponto de decisão É usado em um ponto do processo onde a decisão deve ser tomada
  • 8. Simbologia  Símbolos utilizados em fluxograma de processo PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO Símbolo Significado Descrição Controle, inspeção Verificação das características de qualidade e quantidade, apresentadas com as solicitadas. Demora Interferência, espera devida a uma parada inesperada no percurso, de um item ou pessoa, ou quando um item é colocado em um estoque temporário. Estoque Retenção armazenagem – de material, produto ou equipamento. Atividade Combinada Atividades desempenhadas simultaneamente, por exemplo: Combinação de uma inspeção durante uma operação
  • 9. Simbologia  Símbolos utilizados em fluxograma de processo (Continuação) PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO Símbolo Significado Descrição Conexão Utilizando quando o fluxograma não cabe em uma única operação. Limites Indicação de inicio, de quando parar e do fim. A 1
  • 10. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Conceito  Arranjo físico, layout ( ou leiaute) é a maneira pela qual homens, máquinas e equipamentos estão distribuídos em um espaço em uma fábrica. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 11. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Princípios básicos  Minimizar os transportes e as vias internas o quanto for possível, sem que isso interfira na melhor movimentação;  Utilizar o espaço disponível de modo mais racional;  Prever a possibilidade de expansão; Prever boas condições de saúde e segurança do trabalho. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 12. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Tipos  Para efeito didático, consideram-se três tipos de arranjo físico. Na pratica o que se observa é uma combinação dos três. Layout para produto ou linear, Funcional ou por processo e Posicional PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 13. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Layout para produto ou linear  As máquinas são colocadas de acordo com a sequência de operações e alguns aspectos orientam sua escolha  Grande quantidade de produção  As maquinas executam sempre a mesma operação PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 14. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Funcional ou por processo As maquinas são colocadas em conjuntos em seções específicas para a realização das operações similares. Principais aspectos que orientam sua escolha: a quantidade produzida é variável; A quantidade produzida é relativamente baixa As maquinas executam operações diferentes ajustadas ao tipo e à quantidade da demanda. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 15. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Posicional  Neste tipo, o produto fica na mesma posição e todo o restante, ou seja, as maquinas, funcionários e ferramentas se movimentam. Principais aspectos que orientam sua escolha: a quantidade produzida é muito pequena;  O custo para movimentação do projeto é muito alto O trabalho não se repete PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 16. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Princípios básicos para elaboração do arranjo físico  Integração da mão de obra, materiais e máquinas.  Mínima distância: reduzir ao mínimo a distância entre as operações Fluxo: o mais racional possível, isto é, sem esperas, estocagem, retornos e cruzamentos de material. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO
  • 17. Princípios Fundamentais do Arranjo Físico  Princípios básicos para elaboração do arranjo físico Espaço tridimensional: Considerar o uso das três dimensões- horizontal, vertical e longitudinal Saúde, meio ambiente e segurança (SMS): obedecer às normas de segurança e higiene do trabalho e propiciar um ambiente limpo e organizado. As condições de trabalho devem atender ao homem e coloca-lo em primeiro plano Flexibilidade: Considerar as mudanças no processo, bem como as possibilidades de expansão na elaboração do arranjo físico. PROFESSOR: DANILO PIRES - FLUXOGRAMA DE PROCESSO