SlideShare uma empresa Scribd logo
FisAstEE
José Gonçalves, Universidade do Porto - Porto;
Paulo Simeão Carvalho, Universidade do Porto - Porto;
Luciano Medeiros, Universidade Federal Fluminense - Rio de Janeiro
o projeto
FisAstEE – Projeto de Desenvolvimento,
Implementação e Avaliação de Recursos e
Atividades de Divulgação em Física e
Astronomia destinadas a Encarregados de
Educação de Alunos do 1.º Ciclo do Ensino
Básico
orientador: Paulo Simeão Carvalho (FCUP)
coorientador: Luciano Medeiros (UFF)
contextualização
● museus de ciência e centros científicos
[ciência viva (Granado & Malheiros,
2015)]
● formação de professores (Ferreira &
Dias, 2018)
● atividades com crianças/jovens [primeiro
ciclo (Kallery, Psillos, & Tselfes, 2009)]
iniciativas atuais:
contextualização
➔ efeito positivo significativo no desempenho e no ajuste das
crianças (Desforges & Abouchaar, 2003).
➔ papel importante na aquisição de competências matemáticas e
científicas dos seus próprios educandos (Jacobs & Bleeker, 2004).
➔ maior retenção das informações académicas por parte dos alunos
quando estes conversam sobre os assuntos abordados com os EE,
mesmo quando estes não têm conhecimento científico específico
(Kelly, 2016).
➔ investem na aprendizagem dos seus educandos, mas, muitos
acham que a ciência é menos importante para apoiar em casa do
que outras áreas/competências. (Vahey, Vidiksis, & Adair 2019)
importância de envolver os EE
contextualização
diversos autores (Nakahara et al., 2006; Thomas &
Strunk, 2017; Halim et al, 2018) apontam e descrevem
a importância dos EE na aprendizagem e
desenvolvimento de competências, assim como na
influência que têm no aumento do interesse
relativamente às ciências dos seus educandos.
resumindo
contextualização
como potenciar os conhecimentos que os EE têm
sobre determinados assuntos de ciência?
quais os recursos que podem usar para serem eles
próprios divulgadores de ciência aos seus educandos
numa abordagem informal?
qual o papel que a ciência poderá ter no
desenvolvimento de competências científicas dos
próprios EE?
mas...
questão problema
como promover o gosto pela ciência e estimular a curiosidade dos EE de alunos do 1º ciclo do ensino
básico?
problema de investigação
Aumentar a motivação e interesse
dos EE através dos recursos e
estratégias de divulgação da
ciência a refletir-se com efeitos
positivos nos seus educandos, em
ambientes formais e informais.
?
o website
FisAstEE
O website pode ser encontrado em:
https://sites.google.com/view/fisastee
amostra
amostra
correlações (Spearman)
Algumas correlações encontradas relativamente aos EE:
● forte (rs = ,530; p < ,001) entre o interesse dos inquiridos sobre a ciência para entender o
mundo em seu redor com a sua utilização na vida diária, de forma consciente.
● forte (rs = ,616; p < ,001) no facto dos inquiridos lerem notícias sobre ciência associada ao
interesse da ciência para entender o mundo em seu redor.
● forte (rs = ,738; p < ,001) entre esse interesse de ver vídeos com as notícias que costuma
ler sobre ciência.
● fortes entre o interesse do conhecimento científico na tomada de decisões e a sua
utilização no dia-a-dia de forma consciente, na leitura de notícias ou posts nas redes
sociais sobre ciência e na curiosidade de visualização de vídeos ou documentários
científicos.
correlações (Spearman)
Algumas correlações encontradas com respeito ao educando:
● forte (rs = ,724; p < ,001) no que se refere à visualização de filmes que abordam ciência
com o educando e a visita de museus ou centros de ciência.
● fortes (rs = ,703; p < ,001 e rs = ,627; p < ,001) entre o hábito de conversar sobre ciência
com o educando e a realização de visitas a museus ou centros de ciência e a visualização
de filmes que abordam ciência.
● forte (rs = ,613; p < ,001) entre o facto de o educando colocar ao EE perguntas sobre
ciência e a visualização que este faz de programas de ciência na TV.
● forte (rs = ,645; p < ,001 e rs = ,738; p < ,001) entre o facto de o educando colocar ao EE
perguntas sobre Física ou Astronomia com a visita a museus ou centros de ciência e a
questionamento do educando sobre ciência em geral.
correlações (Spearman)
Algumas correlações encontradas com respeito ao projeto:
● forte (rs = ,701; p < ,001) entre a participação dos EE no projeto para saber mais sobre
ciência com a curiosidade que têm relativamente ao projeto e à ciência. (motivação
intrínseca)
● forte (rs = ,624; p < ,001) com o facto desta participação dos EE para incentivar o
educando para a ciência com essa participação estar relacionada com querer saber mais
sobre a ciência.
FisAstEE
obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FisAstEE - Açores 2022.pptx

Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
mariacarmcorreia
 
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
Ronaldo Santana
 
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
RBEFE Rev. Bras. Educação Física e Esporte
 
Cinema e ciência
Cinema e ciênciaCinema e ciência
Cinema e ciência
Fabiano Antunes
 
Modalidade didática
Modalidade didáticaModalidade didática
Modalidade didática
pibidbio
 
Doc dsc nome_arqui20170612151541
Doc dsc nome_arqui20170612151541Doc dsc nome_arqui20170612151541
Doc dsc nome_arqui20170612151541
Evandro Brandão
 
Influências familiares na aprendizagem das ciências
Influências familiares na aprendizagem das ciênciasInfluências familiares na aprendizagem das ciências
Influências familiares na aprendizagem das ciências
Universidade de Lisboa
 
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
ProfessorPrincipiante
 
Apresentação Monografia Unilab.pptx
Apresentação Monografia Unilab.pptxApresentação Monografia Unilab.pptx
Apresentação Monografia Unilab.pptx
NairysFreitas
 
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
Geilsa Costa
 
aves
avesaves
5ª edição fesceesp
5ª edição fesceesp5ª edição fesceesp
5ª edição fesceesp
Leila Schimith
 
Tendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasTendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciências
Binatto
 
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfoProjeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
Magda Silva
 
11 lajpe 893_andre_taschetto
11 lajpe 893_andre_taschetto11 lajpe 893_andre_taschetto
11 lajpe 893_andre_taschetto
loebens
 
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdfOficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
igorsantanna5
 
Projeto de pesquis cpead atualizado
Projeto de pesquis cpead atualizadoProjeto de pesquis cpead atualizado
Projeto de pesquis cpead atualizado
Daniela Menezes
 
Historia da ciencia no ensino medio
Historia da ciencia no ensino medioHistoria da ciencia no ensino medio
Historia da ciencia no ensino medio
Fabiano Antunes
 
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iiiPesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
Keyla Christianne
 
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
mariajessica123
 

Semelhante a FisAstEE - Açores 2022.pptx (20)

Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
Cinciasexperimentaisno1ciclo20122013 121028114507-phpapp01
 
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
Realidade do ensino por investigação na práxis dos professores dos anos inici...
 
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
XII Seminário de Educação Física Escolar - Resumos dos trabalhos da área temá...
 
Cinema e ciência
Cinema e ciênciaCinema e ciência
Cinema e ciência
 
Modalidade didática
Modalidade didáticaModalidade didática
Modalidade didática
 
Doc dsc nome_arqui20170612151541
Doc dsc nome_arqui20170612151541Doc dsc nome_arqui20170612151541
Doc dsc nome_arqui20170612151541
 
Influências familiares na aprendizagem das ciências
Influências familiares na aprendizagem das ciênciasInfluências familiares na aprendizagem das ciências
Influências familiares na aprendizagem das ciências
 
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
PIBIDCIÊNCIAS: ANALISANDO OS RESULTADOS DE UM PERCURSO FORMATIVO DE INICIAÇÃO...
 
Apresentação Monografia Unilab.pptx
Apresentação Monografia Unilab.pptxApresentação Monografia Unilab.pptx
Apresentação Monografia Unilab.pptx
 
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
Baptista costa neto_429 433 bsea 47 completo-57
 
aves
avesaves
aves
 
5ª edição fesceesp
5ª edição fesceesp5ª edição fesceesp
5ª edição fesceesp
 
Tendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciênciasTendências atuais para o ensino de ciências
Tendências atuais para o ensino de ciências
 
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfoProjeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
Projeto Integrado De Aprendizagem - proinfo
 
11 lajpe 893_andre_taschetto
11 lajpe 893_andre_taschetto11 lajpe 893_andre_taschetto
11 lajpe 893_andre_taschetto
 
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdfOficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
Oficina - Estratégias de Ensinagem (Tarauacá).pdf
 
Projeto de pesquis cpead atualizado
Projeto de pesquis cpead atualizadoProjeto de pesquis cpead atualizado
Projeto de pesquis cpead atualizado
 
Historia da ciencia no ensino medio
Historia da ciencia no ensino medioHistoria da ciencia no ensino medio
Historia da ciencia no ensino medio
 
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iiiPesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
Pesquisa e pratica_pedagogica_em_educacao_iii
 
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
Recursos didáticos utilizados em atividades pedagógicas direcionadas à inclus...
 

Mais de eufisica

FisAstEE project presentation
FisAstEE   project presentationFisAstEE   project presentation
FisAstEE project presentation
eufisica
 
ODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
ODS Summer School - Project Scenario by José GonçalvesODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
ODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
eufisica
 
Palestra sobre Poluição Luminosa
Palestra sobre Poluição LuminosaPalestra sobre Poluição Luminosa
Palestra sobre Poluição Luminosa
eufisica
 
Distância percorrida e deslocamento
Distância percorrida e deslocamentoDistância percorrida e deslocamento
Distância percorrida e deslocamento
eufisica
 
Poluição Luminosa
Poluição LuminosaPoluição Luminosa
Poluição Luminosa
eufisica
 
Light pollution
Light pollutionLight pollution
Light pollution
eufisica
 
NASA Spinoff 2012
NASA Spinoff 2012NASA Spinoff 2012
NASA Spinoff 2012
eufisica
 
NASA Spinoff 2012 (PT)
NASA Spinoff 2012 (PT)NASA Spinoff 2012 (PT)
NASA Spinoff 2012 (PT)
eufisica
 
CERN uma experiência universal
CERN uma experiência universalCERN uma experiência universal
CERN uma experiência universal
eufisica
 
Jogo central nuclear
Jogo central nuclearJogo central nuclear
Jogo central nuclear
eufisica
 
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
eufisica
 
Movimento
MovimentoMovimento
Movimento
eufisica
 
Transformações físicas e transformações químicas
Transformações físicas e transformações químicasTransformações físicas e transformações químicas
Transformações físicas e transformações químicas
eufisica
 
Concentração de soluções
Concentração de soluçõesConcentração de soluções
Concentração de soluções
eufisica
 
Gases
GasesGases
Gases
eufisica
 
Coordenadas Celestes
Coordenadas CelestesCoordenadas Celestes
Coordenadas Celestes
eufisica
 
Indicadores
IndicadoresIndicadores
Indicadores
eufisica
 
Grandeza Física e Medições
Grandeza Física e MediçõesGrandeza Física e Medições
Grandeza Física e Medições
eufisica
 
Utilizando indicadores de pH
Utilizando indicadores de pHUtilizando indicadores de pH
Utilizando indicadores de pH
eufisica
 
ActivExp-Densidade
ActivExp-DensidadeActivExp-Densidade
ActivExp-Densidade
eufisica
 

Mais de eufisica (20)

FisAstEE project presentation
FisAstEE   project presentationFisAstEE   project presentation
FisAstEE project presentation
 
ODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
ODS Summer School - Project Scenario by José GonçalvesODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
ODS Summer School - Project Scenario by José Gonçalves
 
Palestra sobre Poluição Luminosa
Palestra sobre Poluição LuminosaPalestra sobre Poluição Luminosa
Palestra sobre Poluição Luminosa
 
Distância percorrida e deslocamento
Distância percorrida e deslocamentoDistância percorrida e deslocamento
Distância percorrida e deslocamento
 
Poluição Luminosa
Poluição LuminosaPoluição Luminosa
Poluição Luminosa
 
Light pollution
Light pollutionLight pollution
Light pollution
 
NASA Spinoff 2012
NASA Spinoff 2012NASA Spinoff 2012
NASA Spinoff 2012
 
NASA Spinoff 2012 (PT)
NASA Spinoff 2012 (PT)NASA Spinoff 2012 (PT)
NASA Spinoff 2012 (PT)
 
CERN uma experiência universal
CERN uma experiência universalCERN uma experiência universal
CERN uma experiência universal
 
Jogo central nuclear
Jogo central nuclearJogo central nuclear
Jogo central nuclear
 
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
Robôs, Astronautas e Tu (08-2008)
 
Movimento
MovimentoMovimento
Movimento
 
Transformações físicas e transformações químicas
Transformações físicas e transformações químicasTransformações físicas e transformações químicas
Transformações físicas e transformações químicas
 
Concentração de soluções
Concentração de soluçõesConcentração de soluções
Concentração de soluções
 
Gases
GasesGases
Gases
 
Coordenadas Celestes
Coordenadas CelestesCoordenadas Celestes
Coordenadas Celestes
 
Indicadores
IndicadoresIndicadores
Indicadores
 
Grandeza Física e Medições
Grandeza Física e MediçõesGrandeza Física e Medições
Grandeza Física e Medições
 
Utilizando indicadores de pH
Utilizando indicadores de pHUtilizando indicadores de pH
Utilizando indicadores de pH
 
ActivExp-Densidade
ActivExp-DensidadeActivExp-Densidade
ActivExp-Densidade
 

Último

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 

Último (20)

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 

FisAstEE - Açores 2022.pptx

  • 1. FisAstEE José Gonçalves, Universidade do Porto - Porto; Paulo Simeão Carvalho, Universidade do Porto - Porto; Luciano Medeiros, Universidade Federal Fluminense - Rio de Janeiro
  • 2. o projeto FisAstEE – Projeto de Desenvolvimento, Implementação e Avaliação de Recursos e Atividades de Divulgação em Física e Astronomia destinadas a Encarregados de Educação de Alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico orientador: Paulo Simeão Carvalho (FCUP) coorientador: Luciano Medeiros (UFF)
  • 3. contextualização ● museus de ciência e centros científicos [ciência viva (Granado & Malheiros, 2015)] ● formação de professores (Ferreira & Dias, 2018) ● atividades com crianças/jovens [primeiro ciclo (Kallery, Psillos, & Tselfes, 2009)] iniciativas atuais:
  • 4. contextualização ➔ efeito positivo significativo no desempenho e no ajuste das crianças (Desforges & Abouchaar, 2003). ➔ papel importante na aquisição de competências matemáticas e científicas dos seus próprios educandos (Jacobs & Bleeker, 2004). ➔ maior retenção das informações académicas por parte dos alunos quando estes conversam sobre os assuntos abordados com os EE, mesmo quando estes não têm conhecimento científico específico (Kelly, 2016). ➔ investem na aprendizagem dos seus educandos, mas, muitos acham que a ciência é menos importante para apoiar em casa do que outras áreas/competências. (Vahey, Vidiksis, & Adair 2019) importância de envolver os EE
  • 5. contextualização diversos autores (Nakahara et al., 2006; Thomas & Strunk, 2017; Halim et al, 2018) apontam e descrevem a importância dos EE na aprendizagem e desenvolvimento de competências, assim como na influência que têm no aumento do interesse relativamente às ciências dos seus educandos. resumindo
  • 6. contextualização como potenciar os conhecimentos que os EE têm sobre determinados assuntos de ciência? quais os recursos que podem usar para serem eles próprios divulgadores de ciência aos seus educandos numa abordagem informal? qual o papel que a ciência poderá ter no desenvolvimento de competências científicas dos próprios EE? mas...
  • 7. questão problema como promover o gosto pela ciência e estimular a curiosidade dos EE de alunos do 1º ciclo do ensino básico?
  • 8. problema de investigação Aumentar a motivação e interesse dos EE através dos recursos e estratégias de divulgação da ciência a refletir-se com efeitos positivos nos seus educandos, em ambientes formais e informais. ?
  • 9. o website FisAstEE O website pode ser encontrado em: https://sites.google.com/view/fisastee
  • 12. correlações (Spearman) Algumas correlações encontradas relativamente aos EE: ● forte (rs = ,530; p < ,001) entre o interesse dos inquiridos sobre a ciência para entender o mundo em seu redor com a sua utilização na vida diária, de forma consciente. ● forte (rs = ,616; p < ,001) no facto dos inquiridos lerem notícias sobre ciência associada ao interesse da ciência para entender o mundo em seu redor. ● forte (rs = ,738; p < ,001) entre esse interesse de ver vídeos com as notícias que costuma ler sobre ciência. ● fortes entre o interesse do conhecimento científico na tomada de decisões e a sua utilização no dia-a-dia de forma consciente, na leitura de notícias ou posts nas redes sociais sobre ciência e na curiosidade de visualização de vídeos ou documentários científicos.
  • 13. correlações (Spearman) Algumas correlações encontradas com respeito ao educando: ● forte (rs = ,724; p < ,001) no que se refere à visualização de filmes que abordam ciência com o educando e a visita de museus ou centros de ciência. ● fortes (rs = ,703; p < ,001 e rs = ,627; p < ,001) entre o hábito de conversar sobre ciência com o educando e a realização de visitas a museus ou centros de ciência e a visualização de filmes que abordam ciência. ● forte (rs = ,613; p < ,001) entre o facto de o educando colocar ao EE perguntas sobre ciência e a visualização que este faz de programas de ciência na TV. ● forte (rs = ,645; p < ,001 e rs = ,738; p < ,001) entre o facto de o educando colocar ao EE perguntas sobre Física ou Astronomia com a visita a museus ou centros de ciência e a questionamento do educando sobre ciência em geral.
  • 14. correlações (Spearman) Algumas correlações encontradas com respeito ao projeto: ● forte (rs = ,701; p < ,001) entre a participação dos EE no projeto para saber mais sobre ciência com a curiosidade que têm relativamente ao projeto e à ciência. (motivação intrínseca) ● forte (rs = ,624; p < ,001) com o facto desta participação dos EE para incentivar o educando para a ciência com essa participação estar relacionada com querer saber mais sobre a ciência.

Notas do Editor

  1. o FisAstEE é um projeto de desenvolvimento, implementação e avaliação de recursos e atividades de divulgação de Física e Astronomia para EE de alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico
  2. o que foi feito o que faltará fazer?
  3. os EE são importantes para o desenvolvimento cognitivo, de competências e bem estar das crianças
  4. recursos | atividades | estratégias a serem implementadas poderão constituir-se como ferramentas e técnicas eficazes à divulgação encarregados de educação aumentar a motivação e o interesse do público, em particular dos EE, sobre a Física e a Astronomia melhorando, simultaneamente, a sua cultura científica educandos produzir efeitos positivos nos seus educandos em ambientes formais e informais
  5. visto que não existe autores a realizar trabalhos de divulgação a EE. O problema será aumentar a motivação e interesse dos EE pela ciência e serem eles próprios um canal de divulgação de ciência para os seus educandos. O problema será criar um canal de motivação para a ciência para as crianças através dos seus pais.
  6. Destaca-se que existe ~metade dos EE com nível de escolaridade superior. Apenas 15% com o 9.º ano e 36% com a escolaridade obrigatória.
  7. Destaca-se que existe ~metade dos EE com nível de escolaridade superior. Apenas 15% com o 9.º ano e 36% com a escolaridade obrigatória.