SlideShare uma empresa Scribd logo
Filosofia Moral                   gregos quiseram cunhar um nome para a
        A Filosofia Moral distingue entre       parte da filosofia que se ocupa com as
ética e moral. Ética tem a ver com o            ações cotidianas do indivíduo, criaram a
"bom": é o conjunto de valores, que             expressão      "ethiké   epistéme",     que
apontam qual é a vida boa na concepção          significava "ciência dos costumes" ou,
de um indivíduo ou de uma comunidade.           como ficou conhecida, "ciência ética", ou
Moral tem a ver com o "justo": é o              simplesmente "ética". Já quando os
conjunto de regras que fixam condições          filósofos romanos, que eram atentos
equitativas de convivência com respeito e       leitores dos gregos, quiseram traduzir para
liberdade. Éticas cada qual tem e vive de       o latim a expressão "ethiké epistéme",
acordo com a sua; moral é o que torna           tentaram encontrar um equivalente em sua
possível que as diversas éticas convivam        língua e cunharam "scientia moralis", que
entre si sem se violarem ou se sobreporem       significava "ciência dos costumes" ou,
umas às outras. Por isso mesmo, a moral         como ficou conhecida, "ciência moral", ou
prevalece        sobre        a        ética.   simplesmente "moral". Assim, qualquer
        No terreno da ética estão as noções     diferença que se possa encontrar entre
de felicidade, de caráter e de virtudes. As     "ética" e "moral" não advém do
decisões de qual propósito dá sentido à         significado original dos dois termos, pois
minha vida, que tipo de pessoa eu sou e         estes, em sua origem, eram apenas a
quero vir a ser e qual a melhor maneira de      tradução         um         do       outro.
confrontar situações de medo, de escassez,              Há também uma versão segundo a
de solidão, de arrependimento etc. são          qual "ética" não teria sua origem no grego
todas            decisões             éticas.   "éthos", escrito "έθος", com "ε" (épsilon,
        No terreno da moral estão as            letra grega que soa como um "e" curto e
noções de justiça, ação, intenção,              aberto), "costume", e sim no grego "éthos"
responsabilidade, respeito, limites, dever e    escrito "ήθος", com "η" (eta, letra grega
punição. A moral tem tudo a ver com a           que soa como um "e" longo e fechado),
questão do exercício do direito de um até       "habitação". Para os que defendem essa
os limites que não violem os direitos do        versão, essa segunda forma de "éthos"
outro.                                          ("ήθος", com "η") designaria um modo de
        As duas coisas, claro, são              ser, um caráter habitual, um conjunto de
indispensáveis. Sem moral, a convivência        traços e ações que constituem a identidade
é impossível. Sem ética, é infeliz e            de quem se é, nos quais se está à vontade,
lamentável. Diz-se que quem age                 "em casa". Nesse caso, a "ethiké
moralmente (por exemplo, não mentindo,          epistéme" significaria não a ciência dos
não roubando, não matando etc.) faz o           costumes, e sim a ciência do estar em
mínimo e não tem mérito, mas quem não           casa, do ser si mesmo, do encontrar-se em
age moralmente deixa de fazer o mínimo e        sua própria identidade, sem distanciar-se
tem culpa (por isso pode ser punido). Por       de si nem de seus valores. O fato de que
outro lado, quem age eticamente (sendo          "ética" era escrita "ηθικά", com "η", nos
generoso, corajoso, perseverante etc.) faz      tratados gregos parece corroborar essa
o máximo e tem mérito, mas quem não             versão. Nesse caso, a tradução de "ηθικά"
age eticamente apenas faz menos que o           por "moralis" teria sido um erro dos
máximo e deixa de ter mérito, mas sem ter       filósofos                         romanos.
culpa (por isso não pode ser punido, mas,       2) Formas de distinção entre ética e moral
no           máximo,            lamentado).             Há duas tradições de distinção
1) Origem dos termos "ética" e "moral"          entre os dois termos. Uma delas é francesa
        Ética vem do grego "éthos" e            e ganhou fama no Período das Luzes, no
moral, do latim "mos". Tanto "ethos"            qual a célebre "Enciclopédia" de
quanto "mos" significam a mesma coisa:          D'Alembert e Diderrot atribuiu a "moral"
hábito, costume. Quando os filósofos            o sentido de conjunto de normas e valores
em que os homens de certa época e lugar        racionais válidas para todos (moralidade,
acreditam e que realizam mediante suas         Kant) e outra com base nas convicções
ações, enquanto a ética seria o conjunto de    culturais de cada povo (eticidade, Hegel).
teorias filosóficas, racionais e reflexivas,   Embora essas estejam longe de ser boas
sobre as normas e os valores em que os         caracterizações das concepções éticas de
homens deveriam acreditar e que eles           Kant e Hegel, é importante tê-las em vista
deveriam realizar em suas ações. Nessa         para compreender de que modo moral e
tradição, a moral tem a ver com as normas      ética vieram a significar duas diferentes
e valores que já são seguidos na prática,      abordagens das questões do que se deve
os     quais    podem       ser   habituais,   fazer.
preconceituosos, supersticiosos, cruéis e      3) Objeto da ética e da moral
irracionais de várias maneiras. A ética, ao            A ética é uma teoria da vida boa
contrário, é coisa dos filósofos, está no      para mim. Como assim? É uma teoria que
plano da teoria, da especulação, da            procura responder: De todas as coisas
reflexão e argumentação racional. Em           possíveis de serem feitas, vivenciadas e
suma: A moral seria aquilo que os homens       realizadas na vida, qual delas é a que vale
comuns aceitam e praticam como certo e         mais e realmente a pena? De que modo
errado; a ética seria aquilo que os            devo viver a minha vida? Que tipo de
filósofos pensam e propõem como certo e        pessoa eu sou e que tipo de pessoa eu
errado. Outra forma de dizer a mesma           quero ser? O que espero ter sido e feito na
coisa seria que a ética é uma reflexão         vida, quando estiver velho e olhar para ela
sobre a moral; ou ainda que a ética é a        retrospectivamente? Todas essas são
moral quando submetida à crítica da            questões éticas. Responder a elas é traçar
razão.                                         para si um propósito, um fim, um "télos"
        A segunda tradição é alemã e tem       na vida. É definir para onde se quer
origem nas maneiras distintas como Kant        caminhar e como se pretende chegar lá.
e Hegel conceberam (ou pelo menos nas          Um homem de negócios, um filantropo,
maneiras distintas como geralmente se          um artista, um sacerdote, todos eles são
alega queeles conceberam) a reflexão           homens que se fizeram as mesmas
sobre o bem e o mal. Segundo geralmente        questões éticas acima, mas deram a elas
se alega, Kant imaginou a moral como um        diferentes respostas. O que importa no fim
conjunto de normas ditadas pela razão, as      das contas? Ter riqueza, sucesso e poder?
quais seriam as mesmas para todos os           Dedicar-se aos outros e aliviar as dores do
homens, em todas as épocas e lugares. Já       mundo? Viver o prazer, o amor e a
Hegel, contrapondo-se a Kant, chamou o         beleza? Voltar-se para Deus e ter uma
que este propunha de "moralidade" e disse      vida neste mundo como preparação para
que ela era demasiadamente abstrata,           uma vida noutro mundo? Essas são
vazia, inflexível e incapaz de motivar o       algumas das alternativas que se abrem
ser humano. Em lugar da "moralidade"           para todo aquele que se pergunta o que
kantiana, Hegel propôs-se falar de uma         pretende      fazer    de     sua     vida.
"eticidade", a qual seria, segundo se alega,           A moral é uma teoria da
um conjunto de crenças, valores e ideais       convivência justa com os outros. Não tem
que os homens de certa época e certo           a ver com o que quero para mim, e sim
lugar carregam consigo, porque foram           com o respeito que devo aos outros. Não
formados neles desde a infância e porque       tem a ver com os meus fins, e sim com os
por meio deles se entendem e convivem          limites que todos temos que respeitar,
uns com os outros, formando sua                quaisquer que sejam os fins que estejamos
identidade individual e coletiva. Assim,       perseguindo. A moral responde à seguinte
"moralidade" e "eticidade" se tornam           questão: Quais são as condições de uma
rótulos convenientes para duas abordagens      convivência pacífica, respeitosa e
da ética: Uma com base em normas               solidária com os demais seres humanos?
Ou, o que é o mesmo: Uma vez que todos        b)      É      suficiente     restringir   a
somos livres e iguais e todos temos direito   implantação de um código de ética a
a perseguir nossos fins éticos, mas sem       torná-lo apenas um manual para reduzir o
prejudicar-nos ou causarmos danos uns         risco de interpretações subjetivas sobre os
aos outros, quais são os atos que devo        aspectos morais e éticos inerentes a cada
obrigatoriamente praticar e que devo          situação em particular.
obrigatoriamente evitar? Quais são os         c)      Deve-se omitir, dos clientes e
deveres dos homens uns em relação aos         fornecedores, informações da empresa,
outros, quaisquer que sejam seus projetos     para evitar compreensões erradas e mal
éticos? Nesse caso, o homem de negócios       interpretadas.
pode querer riquezas, mas não pode            d)      É suficiente explicar a um
consegui-las à custa de apropriação           empregado, para evitar que ele cometa
indevida dos bens dos outros. O filantropo    atitudes antiéticas, o fato de os padrões
pode querer fazer o bem a outrem, mas         éticos de cada pessoa serem diferentes dos
não pode fazê-lo à custa de eliminar a        da sociedade como um todo.
liberdade do outro de escolher o que é        e)      Um código de ética não abrange
melhor para si. O artista pode querer         todas as questões decorrentes do exercício
dedicar-se somente à beleza, mas não          de uma atividade, mas fornece, por outro
pode simplesmente não contribuir para o       lado, uma linha de atuação e de conduta
sustento da prole que tenha ajudado a         mais austera, sujeitando os seus partícipes
gerar. O sacerdote pode querer dedicar-se     a penalidades no caso de transgressões.
a Deus, mas não pode fazê-lo de forma tal       2) Acerca da relação entre ética e
a desprezar ou perseguir os homens que        moral, assinale a opção correta.
partilham de outras crenças ou que não        a)      A partir do estudo da ética, pode-
aderem a crença alguma. Isso é assim          se considerar uma visão utilitarista, em
porque há, ao lado dos fins éticos, que       que a verdade de uma proposição consiste
variam de pessoa para pessoa, deveres         no fato de que ela é útil, tendo alguma
morais, que se impõe a todos                  espécie de êxito ou satisfação.
indistintamente.                              b)      A ética reflexiva se dedica
                                              exclusivamente à reflexão sobre os
                Exercícios
                                              deveres das pessoas contidos nos códigos
  1) Na atualidade, não basta a uma           específicos dos grupos sociais.
empresa ser economicamente forte. A           c)      A ética é equivalente à moral
sociedade exige novos valores. A              porque ambos os preceitos investigam os
existência de códigos formais de ética
                                              princípios          fundamentais         do
empresarial e profissional, se estes forem    comportamento humano.
bem implantados e divulgados, revela-se       d)       A ética é temporal, enquanto a
essencial ao estabelecimento de condutas      moral é permanente.
expectáveis, mitigadoras da ocorrência        e)      A simples existência da moral
de fraudes de diversas naturezas. A           significa a presença explícita de uma
respeito da ética empresarial e               ética, entendida como filosofia moral, isto
profissional, assinale a opção correta.       é, uma reflexão que discute, problematiza
a)      O código não é o único                e interpreta o significado dos valores
mecanismo de conduta, algumas medidas         morais.
podem ser implantadas no sentido da             3) A          ética     profissional    e,
remoção ou, pelo menos, redução de            consequentemente, das organizações é
condutas inadequadas, em que a                considerada um fator importantíssimo
definição de incentivos apropriados           para a sobrevivência tanto das pequenas
revela-se eficaz na eliminação do             quanto das grandes empresas. As
comportamento indesejável.                    organizações       estão    percebendo     a
                                              importância da ética como instrumento
para melhorar sua imagem, o que                disciplina      escolar.     Na       Idade
permitirá o crescimento da relação entre       Contemporânea, a ética assumiu uma nova
empregados e clientes. A respeito das          conotação, desvinculando-se da ciência e
éticas profissional e empresarial, assinale    da filosofia e sendo vinculada às práticas
a opção correta.                               sociais.
a)      Apesar de desvinculada da visão e      c)      A simples existência da moral
da missão da empresa, porque interesses        significa a presença explícita de uma
individuais     são    diferenciados     dos   ética, entendida como filosofia moral, isto
interesses da organização, as principais       é, uma reflexão que discute, problematiza
tarefas do empregador são: manter vivo e       e interpreta o significado dos valores
atualizado o código de ética da empresa e      morais.
promover os meios necessários para a           d)      A ética não tem por objetivo
formação contínua de todos os                  procurar o fundamento do valor que
empregados nesse campo específico.             norteia o comportamento, tendo em vista a
b)      O     que     é     natural    como    historicidade presente nos valores.
comportamento ético é que a profissão          e)      O conhecimento do dever está
esteja a serviço do social, quer dos           desvinculado da noção de ética, pois este é
indivíduos isolados, quer do coletivo ou       consequência da percepção, pelo sujeito,
conjunto, indiscriminadamente.                 de que ele é um ser racional e, portanto,
c)       O código de ética é um                está obrigado a obedecer ao imperativo
instrumento criado para coibir o               categórico: a necessidade de se respeitar
desempenho inadequado da empresa em            todos os seres racionais na qualidade de
suas ações e na interação com seu              fins em si mesmos.
diversificado       público.      Para     a     5) A respeito das classificações da
concretização desse relacionamento, é          ética como campo de estudo, assinale a
necessário que a empresa desenvolva o          opção correta.
conteúdo do seu código de ética com            a)      Na abordagem da ética absoluta,
clareza e objetividade, facilitando a          toda     ação    humana      é    boa     e,
compreensão dos seus empregados.               consequentemente, um dever, pois se
d)      Os preceitos éticos defendidos         fundamenta em um valor.
pelos códigos profissionais e empresariais     b)      De acordo com a ética formal, não
dizem      respeito      estritamente     ao   existem valores universais, objetivos, mas
relacionamento entre chefia e empregado,       estes são convencionais, condicionados ao
porque essa díade é a responsável pelos        tempo e ao espaço.
maiores conflitos nas organizações.            c)      Segundo a ética empírica, a
e)      A atualidade exige uma postura         distinção entre o certo e o errado ocorre
consciente das criaturas em relação ao         por meio da experiência, do resultado do
mundo      físico,    principalmente     das   procedimento, da observação sensorial do
empresas que usam recursos naturais, o         que de fato ocorre no mundo.
que sustenta de forma completa o               d)      Quanto ao aspecto histórico, a
pensamento ético da organização.               ética empírica possui a razão como
   4) Acerca da relação entre ética e          enfoque para explicar o mundo, na medida
moral, assinale a opção correta.               em que ela constrói a teoria explicativa e
a)      O entendimento ético discorre          vai ao mundo para ver sua adequação.
filosoficamente, em épocas diferentes e        e)      Em todas as classificações da ética,
por vários pensadores, dando conceitos e       ela se torna equivalente à moral porque
formas de alusão ao termo ética.               direciona o comportamento humano para
b)      Durante as Idades Média e              ações consideradas positivas para um
Moderna, a ética era considerada uma           grupo social.
ciência, portanto, era ensinada como

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio - 2º ano
Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio -    2º ano Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio -    2º ano
Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio - 2º ano
Mary Alvarenga
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Duzg
 
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Mary Alvarenga
 
Mito e Filosofia
Mito e FilosofiaMito e Filosofia
Mito e Filosofia
Jailson Lima
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
José Aristides Silva Gamito
 
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Mary Alvarenga
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Adriana Ruas Lacerda
 
Apostila de Filosofia
Apostila de FilosofiaApostila de Filosofia
Apostila de Filosofia
Luci Bonini
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
Arare Carvalho Júnior
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
Erica Frau
 
Atividade de ética profissional
Atividade de ética profissionalAtividade de ética profissional
Atividade de ética profissional
Waldeval Sousa
 
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
Isabel Aguiar
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Turma Olímpica
 
Filosofia 7º ano o conhecimento
Filosofia 7º ano o conhecimentoFilosofia 7º ano o conhecimento
Filosofia 7º ano o conhecimento
Francisco Vasconcelos Silva Júnior
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
Mary Alvarenga
 
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015 Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
Mary Alvarenga
 
SLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
SLIDES_empirismo e racionalismo.pptSLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
SLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
FernandoPilan4
 
Apostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_ejaApostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_eja
Claudio Santos
 
História da Filosofia
História da FilosofiaHistória da Filosofia
Tipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aulaTipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aula
maloa
 

Mais procurados (20)

Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio - 2º ano
Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio -    2º ano Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio -    2º ano
Plano de Ensino de Filosofia Ensino Médio - 2º ano
 
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano   3º e 4º bimestreApostila do 1º ano   3º e 4º bimestre
Apostila do 1º ano 3º e 4º bimestre
 
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
Plano de Ensino de Filosofia - Ensino Médio - 3º ano
 
Mito e Filosofia
Mito e FilosofiaMito e Filosofia
Mito e Filosofia
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano Plano   Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
Plano Bimestral de Filosofia 1º, 2º e 3º ano
 
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médioAvaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
Avaliação de filosofia do 3º ano do ensino médio
 
Apostila de Filosofia
Apostila de FilosofiaApostila de Filosofia
Apostila de Filosofia
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Atividade de ética profissional
Atividade de ética profissionalAtividade de ética profissional
Atividade de ética profissional
 
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
O SURGIMENTO DA FILOSOFIA ( ADAPTADO)
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
 
Filosofia 7º ano o conhecimento
Filosofia 7º ano o conhecimentoFilosofia 7º ano o conhecimento
Filosofia 7º ano o conhecimento
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
 
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015 Simulado de Filosofia - 1º ano  / 2015
Simulado de Filosofia - 1º ano / 2015
 
SLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
SLIDES_empirismo e racionalismo.pptSLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
SLIDES_empirismo e racionalismo.ppt
 
Apostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_ejaApostila de filosofia_1ºano_eja
Apostila de filosofia_1ºano_eja
 
História da Filosofia
História da FilosofiaHistória da Filosofia
História da Filosofia
 
Tipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aulaTipos de conhecimentos aula
Tipos de conhecimentos aula
 

Semelhante a Filosofia moral ética e moral com exercícios.

A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
Stefanie Rodrigues
 
èTica profissional ii
èTica profissional iièTica profissional ii
èTica profissional ii
Sheila Cristino
 
O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
Katia Lopes
 
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
DraEvenlySilva
 
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica,  Moral e Valores.pdfDefinicoes de Etica,  Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
InsttLcioEvangelista
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
vater
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
vater
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
paulocesarSilva47
 
Moral ética deontologia
Moral ética deontologiaMoral ética deontologia
Moral ética deontologia
Genoveva de Sousa
 
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
AndrArajo349716
 
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
Cleto Lima de Santana
 
Aula ética na administração
Aula ética na administraçãoAula ética na administração
Aula ética na administração
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
ÉTICA E MORAL.pptx
ÉTICA E MORAL.pptxÉTICA E MORAL.pptx
ÉTICA E MORAL.pptx
RaissaFreitas12
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
lucas106085
 
éTica para aristóteles
éTica para aristóteleséTica para aristóteles
éTica para aristóteles
Adilmar Dantas
 
Ética e Cidadania 2º semestre - mackenzie 2012
Ética e Cidadania   2º semestre - mackenzie 2012Ética e Cidadania   2º semestre - mackenzie 2012
Ética e Cidadania 2º semestre - mackenzie 2012
Fábio Peres
 
Definicoes etica e-moralismo
Definicoes etica e-moralismoDefinicoes etica e-moralismo
Definicoes etica e-moralismo
Vinicio Pacifico
 
Esboço de artigo científico ética
Esboço de artigo científico   éticaEsboço de artigo científico   ética
Esboço de artigo científico ética
Raimundo Machado
 
Texto25 P7
Texto25 P7Texto25 P7
Texto25 P7
renatotf
 

Semelhante a Filosofia moral ética e moral com exercícios. (20)

A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
 
èTica profissional ii
èTica profissional iièTica profissional ii
èTica profissional ii
 
O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
 
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
 
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica,  Moral e Valores.pdfDefinicoes de Etica,  Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
 
Moral ética deontologia
Moral ética deontologiaMoral ética deontologia
Moral ética deontologia
 
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
 
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
Apostiladefilosofia3ano 110821082512-phpapp02
 
Aula ética na administração
Aula ética na administraçãoAula ética na administração
Aula ética na administração
 
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
 
ÉTICA E MORAL.pptx
ÉTICA E MORAL.pptxÉTICA E MORAL.pptx
ÉTICA E MORAL.pptx
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
 
éTica para aristóteles
éTica para aristóteleséTica para aristóteles
éTica para aristóteles
 
Ética e Cidadania 2º semestre - mackenzie 2012
Ética e Cidadania   2º semestre - mackenzie 2012Ética e Cidadania   2º semestre - mackenzie 2012
Ética e Cidadania 2º semestre - mackenzie 2012
 
Definicoes etica e-moralismo
Definicoes etica e-moralismoDefinicoes etica e-moralismo
Definicoes etica e-moralismo
 
Esboço de artigo científico ética
Esboço de artigo científico   éticaEsboço de artigo científico   ética
Esboço de artigo científico ética
 
Texto25 P7
Texto25 P7Texto25 P7
Texto25 P7
 

Último

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Filosofia moral ética e moral com exercícios.

  • 1. Filosofia Moral gregos quiseram cunhar um nome para a A Filosofia Moral distingue entre parte da filosofia que se ocupa com as ética e moral. Ética tem a ver com o ações cotidianas do indivíduo, criaram a "bom": é o conjunto de valores, que expressão "ethiké epistéme", que apontam qual é a vida boa na concepção significava "ciência dos costumes" ou, de um indivíduo ou de uma comunidade. como ficou conhecida, "ciência ética", ou Moral tem a ver com o "justo": é o simplesmente "ética". Já quando os conjunto de regras que fixam condições filósofos romanos, que eram atentos equitativas de convivência com respeito e leitores dos gregos, quiseram traduzir para liberdade. Éticas cada qual tem e vive de o latim a expressão "ethiké epistéme", acordo com a sua; moral é o que torna tentaram encontrar um equivalente em sua possível que as diversas éticas convivam língua e cunharam "scientia moralis", que entre si sem se violarem ou se sobreporem significava "ciência dos costumes" ou, umas às outras. Por isso mesmo, a moral como ficou conhecida, "ciência moral", ou prevalece sobre a ética. simplesmente "moral". Assim, qualquer No terreno da ética estão as noções diferença que se possa encontrar entre de felicidade, de caráter e de virtudes. As "ética" e "moral" não advém do decisões de qual propósito dá sentido à significado original dos dois termos, pois minha vida, que tipo de pessoa eu sou e estes, em sua origem, eram apenas a quero vir a ser e qual a melhor maneira de tradução um do outro. confrontar situações de medo, de escassez, Há também uma versão segundo a de solidão, de arrependimento etc. são qual "ética" não teria sua origem no grego todas decisões éticas. "éthos", escrito "έθος", com "ε" (épsilon, No terreno da moral estão as letra grega que soa como um "e" curto e noções de justiça, ação, intenção, aberto), "costume", e sim no grego "éthos" responsabilidade, respeito, limites, dever e escrito "ήθος", com "η" (eta, letra grega punição. A moral tem tudo a ver com a que soa como um "e" longo e fechado), questão do exercício do direito de um até "habitação". Para os que defendem essa os limites que não violem os direitos do versão, essa segunda forma de "éthos" outro. ("ήθος", com "η") designaria um modo de As duas coisas, claro, são ser, um caráter habitual, um conjunto de indispensáveis. Sem moral, a convivência traços e ações que constituem a identidade é impossível. Sem ética, é infeliz e de quem se é, nos quais se está à vontade, lamentável. Diz-se que quem age "em casa". Nesse caso, a "ethiké moralmente (por exemplo, não mentindo, epistéme" significaria não a ciência dos não roubando, não matando etc.) faz o costumes, e sim a ciência do estar em mínimo e não tem mérito, mas quem não casa, do ser si mesmo, do encontrar-se em age moralmente deixa de fazer o mínimo e sua própria identidade, sem distanciar-se tem culpa (por isso pode ser punido). Por de si nem de seus valores. O fato de que outro lado, quem age eticamente (sendo "ética" era escrita "ηθικά", com "η", nos generoso, corajoso, perseverante etc.) faz tratados gregos parece corroborar essa o máximo e tem mérito, mas quem não versão. Nesse caso, a tradução de "ηθικά" age eticamente apenas faz menos que o por "moralis" teria sido um erro dos máximo e deixa de ter mérito, mas sem ter filósofos romanos. culpa (por isso não pode ser punido, mas, 2) Formas de distinção entre ética e moral no máximo, lamentado). Há duas tradições de distinção 1) Origem dos termos "ética" e "moral" entre os dois termos. Uma delas é francesa Ética vem do grego "éthos" e e ganhou fama no Período das Luzes, no moral, do latim "mos". Tanto "ethos" qual a célebre "Enciclopédia" de quanto "mos" significam a mesma coisa: D'Alembert e Diderrot atribuiu a "moral" hábito, costume. Quando os filósofos o sentido de conjunto de normas e valores
  • 2. em que os homens de certa época e lugar racionais válidas para todos (moralidade, acreditam e que realizam mediante suas Kant) e outra com base nas convicções ações, enquanto a ética seria o conjunto de culturais de cada povo (eticidade, Hegel). teorias filosóficas, racionais e reflexivas, Embora essas estejam longe de ser boas sobre as normas e os valores em que os caracterizações das concepções éticas de homens deveriam acreditar e que eles Kant e Hegel, é importante tê-las em vista deveriam realizar em suas ações. Nessa para compreender de que modo moral e tradição, a moral tem a ver com as normas ética vieram a significar duas diferentes e valores que já são seguidos na prática, abordagens das questões do que se deve os quais podem ser habituais, fazer. preconceituosos, supersticiosos, cruéis e 3) Objeto da ética e da moral irracionais de várias maneiras. A ética, ao A ética é uma teoria da vida boa contrário, é coisa dos filósofos, está no para mim. Como assim? É uma teoria que plano da teoria, da especulação, da procura responder: De todas as coisas reflexão e argumentação racional. Em possíveis de serem feitas, vivenciadas e suma: A moral seria aquilo que os homens realizadas na vida, qual delas é a que vale comuns aceitam e praticam como certo e mais e realmente a pena? De que modo errado; a ética seria aquilo que os devo viver a minha vida? Que tipo de filósofos pensam e propõem como certo e pessoa eu sou e que tipo de pessoa eu errado. Outra forma de dizer a mesma quero ser? O que espero ter sido e feito na coisa seria que a ética é uma reflexão vida, quando estiver velho e olhar para ela sobre a moral; ou ainda que a ética é a retrospectivamente? Todas essas são moral quando submetida à crítica da questões éticas. Responder a elas é traçar razão. para si um propósito, um fim, um "télos" A segunda tradição é alemã e tem na vida. É definir para onde se quer origem nas maneiras distintas como Kant caminhar e como se pretende chegar lá. e Hegel conceberam (ou pelo menos nas Um homem de negócios, um filantropo, maneiras distintas como geralmente se um artista, um sacerdote, todos eles são alega queeles conceberam) a reflexão homens que se fizeram as mesmas sobre o bem e o mal. Segundo geralmente questões éticas acima, mas deram a elas se alega, Kant imaginou a moral como um diferentes respostas. O que importa no fim conjunto de normas ditadas pela razão, as das contas? Ter riqueza, sucesso e poder? quais seriam as mesmas para todos os Dedicar-se aos outros e aliviar as dores do homens, em todas as épocas e lugares. Já mundo? Viver o prazer, o amor e a Hegel, contrapondo-se a Kant, chamou o beleza? Voltar-se para Deus e ter uma que este propunha de "moralidade" e disse vida neste mundo como preparação para que ela era demasiadamente abstrata, uma vida noutro mundo? Essas são vazia, inflexível e incapaz de motivar o algumas das alternativas que se abrem ser humano. Em lugar da "moralidade" para todo aquele que se pergunta o que kantiana, Hegel propôs-se falar de uma pretende fazer de sua vida. "eticidade", a qual seria, segundo se alega, A moral é uma teoria da um conjunto de crenças, valores e ideais convivência justa com os outros. Não tem que os homens de certa época e certo a ver com o que quero para mim, e sim lugar carregam consigo, porque foram com o respeito que devo aos outros. Não formados neles desde a infância e porque tem a ver com os meus fins, e sim com os por meio deles se entendem e convivem limites que todos temos que respeitar, uns com os outros, formando sua quaisquer que sejam os fins que estejamos identidade individual e coletiva. Assim, perseguindo. A moral responde à seguinte "moralidade" e "eticidade" se tornam questão: Quais são as condições de uma rótulos convenientes para duas abordagens convivência pacífica, respeitosa e da ética: Uma com base em normas solidária com os demais seres humanos?
  • 3. Ou, o que é o mesmo: Uma vez que todos b) É suficiente restringir a somos livres e iguais e todos temos direito implantação de um código de ética a a perseguir nossos fins éticos, mas sem torná-lo apenas um manual para reduzir o prejudicar-nos ou causarmos danos uns risco de interpretações subjetivas sobre os aos outros, quais são os atos que devo aspectos morais e éticos inerentes a cada obrigatoriamente praticar e que devo situação em particular. obrigatoriamente evitar? Quais são os c) Deve-se omitir, dos clientes e deveres dos homens uns em relação aos fornecedores, informações da empresa, outros, quaisquer que sejam seus projetos para evitar compreensões erradas e mal éticos? Nesse caso, o homem de negócios interpretadas. pode querer riquezas, mas não pode d) É suficiente explicar a um consegui-las à custa de apropriação empregado, para evitar que ele cometa indevida dos bens dos outros. O filantropo atitudes antiéticas, o fato de os padrões pode querer fazer o bem a outrem, mas éticos de cada pessoa serem diferentes dos não pode fazê-lo à custa de eliminar a da sociedade como um todo. liberdade do outro de escolher o que é e) Um código de ética não abrange melhor para si. O artista pode querer todas as questões decorrentes do exercício dedicar-se somente à beleza, mas não de uma atividade, mas fornece, por outro pode simplesmente não contribuir para o lado, uma linha de atuação e de conduta sustento da prole que tenha ajudado a mais austera, sujeitando os seus partícipes gerar. O sacerdote pode querer dedicar-se a penalidades no caso de transgressões. a Deus, mas não pode fazê-lo de forma tal 2) Acerca da relação entre ética e a desprezar ou perseguir os homens que moral, assinale a opção correta. partilham de outras crenças ou que não a) A partir do estudo da ética, pode- aderem a crença alguma. Isso é assim se considerar uma visão utilitarista, em porque há, ao lado dos fins éticos, que que a verdade de uma proposição consiste variam de pessoa para pessoa, deveres no fato de que ela é útil, tendo alguma morais, que se impõe a todos espécie de êxito ou satisfação. indistintamente. b) A ética reflexiva se dedica exclusivamente à reflexão sobre os Exercícios deveres das pessoas contidos nos códigos 1) Na atualidade, não basta a uma específicos dos grupos sociais. empresa ser economicamente forte. A c) A ética é equivalente à moral sociedade exige novos valores. A porque ambos os preceitos investigam os existência de códigos formais de ética princípios fundamentais do empresarial e profissional, se estes forem comportamento humano. bem implantados e divulgados, revela-se d) A ética é temporal, enquanto a essencial ao estabelecimento de condutas moral é permanente. expectáveis, mitigadoras da ocorrência e) A simples existência da moral de fraudes de diversas naturezas. A significa a presença explícita de uma respeito da ética empresarial e ética, entendida como filosofia moral, isto profissional, assinale a opção correta. é, uma reflexão que discute, problematiza a) O código não é o único e interpreta o significado dos valores mecanismo de conduta, algumas medidas morais. podem ser implantadas no sentido da 3) A ética profissional e, remoção ou, pelo menos, redução de consequentemente, das organizações é condutas inadequadas, em que a considerada um fator importantíssimo definição de incentivos apropriados para a sobrevivência tanto das pequenas revela-se eficaz na eliminação do quanto das grandes empresas. As comportamento indesejável. organizações estão percebendo a importância da ética como instrumento
  • 4. para melhorar sua imagem, o que disciplina escolar. Na Idade permitirá o crescimento da relação entre Contemporânea, a ética assumiu uma nova empregados e clientes. A respeito das conotação, desvinculando-se da ciência e éticas profissional e empresarial, assinale da filosofia e sendo vinculada às práticas a opção correta. sociais. a) Apesar de desvinculada da visão e c) A simples existência da moral da missão da empresa, porque interesses significa a presença explícita de uma individuais são diferenciados dos ética, entendida como filosofia moral, isto interesses da organização, as principais é, uma reflexão que discute, problematiza tarefas do empregador são: manter vivo e e interpreta o significado dos valores atualizado o código de ética da empresa e morais. promover os meios necessários para a d) A ética não tem por objetivo formação contínua de todos os procurar o fundamento do valor que empregados nesse campo específico. norteia o comportamento, tendo em vista a b) O que é natural como historicidade presente nos valores. comportamento ético é que a profissão e) O conhecimento do dever está esteja a serviço do social, quer dos desvinculado da noção de ética, pois este é indivíduos isolados, quer do coletivo ou consequência da percepção, pelo sujeito, conjunto, indiscriminadamente. de que ele é um ser racional e, portanto, c) O código de ética é um está obrigado a obedecer ao imperativo instrumento criado para coibir o categórico: a necessidade de se respeitar desempenho inadequado da empresa em todos os seres racionais na qualidade de suas ações e na interação com seu fins em si mesmos. diversificado público. Para a 5) A respeito das classificações da concretização desse relacionamento, é ética como campo de estudo, assinale a necessário que a empresa desenvolva o opção correta. conteúdo do seu código de ética com a) Na abordagem da ética absoluta, clareza e objetividade, facilitando a toda ação humana é boa e, compreensão dos seus empregados. consequentemente, um dever, pois se d) Os preceitos éticos defendidos fundamenta em um valor. pelos códigos profissionais e empresariais b) De acordo com a ética formal, não dizem respeito estritamente ao existem valores universais, objetivos, mas relacionamento entre chefia e empregado, estes são convencionais, condicionados ao porque essa díade é a responsável pelos tempo e ao espaço. maiores conflitos nas organizações. c) Segundo a ética empírica, a e) A atualidade exige uma postura distinção entre o certo e o errado ocorre consciente das criaturas em relação ao por meio da experiência, do resultado do mundo físico, principalmente das procedimento, da observação sensorial do empresas que usam recursos naturais, o que de fato ocorre no mundo. que sustenta de forma completa o d) Quanto ao aspecto histórico, a pensamento ético da organização. ética empírica possui a razão como 4) Acerca da relação entre ética e enfoque para explicar o mundo, na medida moral, assinale a opção correta. em que ela constrói a teoria explicativa e a) O entendimento ético discorre vai ao mundo para ver sua adequação. filosoficamente, em épocas diferentes e e) Em todas as classificações da ética, por vários pensadores, dando conceitos e ela se torna equivalente à moral porque formas de alusão ao termo ética. direciona o comportamento humano para b) Durante as Idades Média e ações consideradas positivas para um Moderna, a ética era considerada uma grupo social. ciência, portanto, era ensinada como