SlideShare uma empresa Scribd logo
FILOSOFIAProf. Ítalo Colares
O QUE É
FILOSOFIA?
FILOSOFIA É...
É x da matemática.
É a interpretação de texto da literatura .
É o método investigativo da história.
É busca da verdade na experiência, pela, química e da observação e
análise da biologia.
É relação das questões do ser humano e o meio ambiente da geografia.
É o raciocínio coerente da redação.
É a busca por conhecimento pelo ser pensante.
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
FILOSOFIA irá exigir três ações:
análise;
reflexão;
crítica.
O FILOSOFAR apresenta três significados distintos.
O primeiro se apresenta como sinônimo de pensar, ou seja, é exercer uma ativ
O segundo significado de filosofar se apresenta como sinônimo de saber, ou se
O terceiro significado de filosofar se apresenta como sinônimo de razão, ou se
FALANDO DE ENEM, VAMOS VER ESSA
QUESTÃO?(ENEM - 15) A filosofia grega parece começar com uma ideia absurda, com
a proposição: a água é a origem e a matriz de todas as coisas. Será mesmo
necessário deter-nos nela e levá-la a sério? Sim, e por três razões: em
primeiro lugar, porque essa proposição enuncia algo sobre a origem das
coisas, em segundo lugar, porque o faz sem imagem e fabulação; e enfim,
em terceiro lugar, porque nela, embora apenas em estado de crisálida, está
contido o pensamento: Tudo é um.
O que, de acordo com Nietzche, caracteriza o surgimento da filosofia entre
os gregos?
a) O impulso para transformar, mediante justificativas, os elementos
sensíveis em verdades racionais
b) O desejo de explicar, usando metáforas, a origem dos seres e das coisas
c) A necessidade de buscar, de forma racional, a causa primeira das coisas
existentes
d) A ambição de expor, de maneira metódica, as diferenças entre as coisas
e) A tentativa de justificar, a partir de elementos empíricos, o que existe no
(UFSCAR)
" O legado da Grécia à filosofia ocidental é a filosofia ocidental.
(Bernard Williams. In: Finley M.I. "O legado da Grécia", 1998.)
A afirmação baseia-se no fato de que
a) a filosofia moderna ocidental, apesar de ter deixado o pensamento filosófico g
b) os filósofos gregos foram lidos pelos romanos, depois negados pela tradição
c) os gregos foram os criadores de quase todos os campos importantes do conh
d) os sofistas, como Sócrates e Platão, responsáveis pela produção de obras no
e) a metafísica de Platão tem estruturado, até hoje, as bases conceituais e filosó
(UFPE) Através da filosofia, os gregos instituíram para o Ocidente europeu as bases e os
(Marilena Chauí . Convite à Filosofia.)Com base nessa afirmação, assinale a(s) alternativa
A) através dos mitos, os gregos antigos procuravam explicar a origem do mundo e dos fen
B) filósofos gregos procuravam respostas para as questões sobre a origem do mundo. Est
C) no final do século V a.C., teve início a segunda fase da filosofia grega, conhecida como
D)Sócrates foi um dos filósofos mais procurados na Grécia Antiga, por ajudar as pessoas
E) a filosofia na Grécia teve ainda no século IV a.C. a sua terceira fase: a sistemática. Aris
Filosofia ENEM Aula Palestra
CONDIÇÕES HISTÓRICAS PARA O
SURGIMENTO DA FILOSOFIA.
As viagens marítimas: permitiram aos gregos descobrir que os locais que os mitos diziam ser
habitantes dos deuses, na verdade era habitação de outros seres humanos.
A invenção do calendário: a forma de calcular o tempo segundo as estações do ano, as
horas do dia, os fatos importantes que se repetem, revelando, com isso, uma percepção de
tempo como algo natural e não como um poder divino incompreensível
A invenção da moeda: que permitiu uma forma de troca que não se realiza através das
coisas concretas trocados por semelhança, mas uma troca abstrata.
O surgimento da vida urbana: com predomínio da classe de comerciantes e do artesanato, a
diminuição do prestígio das famílias da aristocracia proprietária de terras, por quem e para
quem os mitos foram criados.
A invenção da escrita alfabética: onde revela o crescimento da capacidade de abstração e de
generalização, uma vez que a escrita alfabética ou fonética diferencia de outras escritas.
A invenção da política política: introduz três aspectos decisivos para o nascimento da
Filosofia: a ideia da lei, o espaço público e o estímulo a pensamentos e discursos que
possam ser ensinados, comunicados e discutidos, onde todos possam compreender.
O QUE ELES DIZEM SOBRE A
FILOSOFIA?PLATÃO definia a Filosofia como um saber verdadeiro que deve ser usado
em benefício dos seres humanos.
EPICURO definia Filosofia não como uma ciência pura e teórica, mas uma
regra de prática e de ação.
René DESCARTES dizia que a Filosofia é o estudo da sabedoria,
conhecimento perfeito de todas as coisas que os humanos podem alcançar
para o uso da vida, a conservação da saúde e a invenção das técnicas e das
artes.
Immanuel KANT afirmou que a Filosofia é o conhecimento que a razão
adquire de si mesma para saber o que pode conhecer e o que pode fazer,
tendo como finalidade a felicidade humana.
Karl MARX declarou que a Filosofia havia passado muito tempo apenas
contemplando o mundo e que se tratava agora de conhecê-lo para transformá-
lo, transformação que traria justiça, abundância e felicidade para todos.
MERLEAU-PONTY escreveu que a Filosofia é um despertar para ver e
mudar nosso mundo.
BARUCH ESPINOSA afirmou que a Filosofia é um caminho árduo e
difícil, mas que pode ser percorrido por todos, se desejarem a liberdade e
a felicidade.
HEGEL dizia que a Filosofia é o fundamento do racional, é a inteligência
do presente e do real.
A palavra mito também tem uma origem grega, ela vem de mythos.
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
Filosofia ENEM Aula Palestra
O novo pensamento filosófico possui
características centrais que rompem com a
narrativa mítica. Esses pensadores
desenvolveram um conjunto de noções que
constituem o ponto de partida de uma visão
de mundo que, apesar de terem sofrido
profundas transformações, foram as raízes
do nosso pensamento filosófico-científico de
hoje.
A physis – o mundo natural. A compreensão da realidade
natural está nela mesma e não no mundo sobrenatural
A causalidade – tudo tem uma causa natural e não mais mítica
misteriosa.
A arché – existe um elemento primordial que serviria de ponto
de partida para todo o processo, o que dá uma unidade à
natureza.
O cosmo - surge a idéia de ordem, harmonia e beleza. O
mundo natural é uma realidade ordenada de acordo com os
princípios racionais.
O logos – não é mais uma narrativa de caráter poético e
mítico logos é a explicação fundamentada na razão. É um
discurso racional.
O caráter crítico – as verdades não eram apresentadas como
verdades absolutas, de forma dogmática, mas passiveis de serem
discutidas, discordadas, criticadas. Não se trata de verdades
absolutas, mas da construção do pensamento de um filosofo e
pode e deve ser questionado.
Período pré-socrático ou
cosmológico, do sec. VI ao final
do século V a. C. é o
nascimento da Filosofia,
momento em que se investiga o
mundo e as transformações da
natureza.
Os principais filósofos foram Tales de Mileto,
Anaximandro de Mileto, Anaxímenes de Mileto,
Pitágoras de Samos, Heráclito de Éfeso,
Parmênides de Eléia, e Zenão de Eléia, que
fizeram parte de várias escolas.
VAMOS TREINAR PARA O ENEM?
A filosofia é entendida como uma ciência universal que procura a razão
mais fundamental, ou seja, as causas primeiras de todas as coisas. Com
relação ao conhecimento e às ciências, em confronto com a filosofia, é
correto afirmar que:
A) O mito, tanto na Grécia antiga como atualmente, encerra o sentido da
filosofia, que é dar uma explicação para tudo, mesmo que, para isso,
tenha que construir ideias fantasiosas e irracionais.
B) A filosofia serve-se também do senso comum para intuir explicações
sobre a realidade, mas com ele não se confunde.
C) A filosofia é a ciência que fundamenta as opiniões dos indivíduos, não
importando se elas são ilógicas ou inconsequentes.
D) Tanto a filosofia como a teologia são conhecimentos causais,
racionais, teóricos, universais e teleológicos.
E) Nenhuma das alternativas anteriores.
(ENEM/12) TEXTO I - Anaxímenes de Mileto disse que o ar é o elemento originário de tudo o que existe, existiu e
BURNET, J. A aurora da filosofia grega. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2006 (adaptado).
TEXTO II - Basílio Magno, filósofo medieval, escreveu: “Deus, como criador de todas as coisas, está no princípio
GILSON, E.: BOEHNER, P. Historia da Filosofia Crista. São Paulo: Vozes, 1991 (adaptado).
Filósofos dos diversos tempos históricos desenvolveram teses para explicar a origem do universo, a partir de um
a) eram baseadas nas ciências da natureza.
b) refutavam as teorias de filósofos da religião.
c) tinham origem nos mitos das civilizações antigas.
d) postulavam um princípio originário para o mundo.
e) defendiam que Deus é o princípio de todas as coisas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platãoAulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platão
Péricles Penuel
 
O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!
Lu Rebordosa
 
Para que serve a filosofia
Para que serve a filosofiaPara que serve a filosofia
Para que serve a filosofia
superego
 
Introducao à filosofia (aula 1)
Introducao à filosofia (aula 1)Introducao à filosofia (aula 1)
Introducao à filosofia (aula 1)
Wilton Moretto
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
Erica Frau
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
julia marcondes
 
Aula02 - Metafísica
Aula02 - MetafísicaAula02 - Metafísica
Aula02 - Metafísica
William Ananias
 
Sócrates
SócratesSócrates
Filosofia e Mito
Filosofia e MitoFilosofia e Mito
Filosofia e Mito
BandeiradeMello
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
Professor Sypriano
 
Passagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofiaPassagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofia
Pedro Almeida
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Platão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideiasPlatão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideias
Italo Colares
 
Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
rafaforte
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
Professor Marcelo
 
Revolução científica
Revolução científicaRevolução científica
Revolução científica
cattonia
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
Alison Nunes
 
Aula 18 - As ideias de Maquiavel
Aula 18 - As ideias de MaquiavelAula 18 - As ideias de Maquiavel
Aula 18 - As ideias de Maquiavel
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
Ricardogomes123
 
Capítulo 13 em busca da verdade
Capítulo 13   em busca da verdadeCapítulo 13   em busca da verdade
Capítulo 13 em busca da verdade
Edirlene Fraga
 

Mais procurados (20)

Aulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platãoAulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platão
 
O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!
 
Para que serve a filosofia
Para que serve a filosofiaPara que serve a filosofia
Para que serve a filosofia
 
Introducao à filosofia (aula 1)
Introducao à filosofia (aula 1)Introducao à filosofia (aula 1)
Introducao à filosofia (aula 1)
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Aristóteles
AristótelesAristóteles
Aristóteles
 
Aula02 - Metafísica
Aula02 - MetafísicaAula02 - Metafísica
Aula02 - Metafísica
 
Sócrates
SócratesSócrates
Sócrates
 
Filosofia e Mito
Filosofia e MitoFilosofia e Mito
Filosofia e Mito
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
 
Passagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofiaPassagem do mito à filosofia
Passagem do mito à filosofia
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Platão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideiasPlatão e a teoria das ideias
Platão e a teoria das ideias
 
Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Revolução científica
Revolução científicaRevolução científica
Revolução científica
 
O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
Aula 18 - As ideias de Maquiavel
Aula 18 - As ideias de MaquiavelAula 18 - As ideias de Maquiavel
Aula 18 - As ideias de Maquiavel
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Capítulo 13 em busca da verdade
Capítulo 13   em busca da verdadeCapítulo 13   em busca da verdade
Capítulo 13 em busca da verdade
 

Destaque

Samba e a mpb
Samba e a mpbSamba e a mpb
Samba e a mpb
Italo Colares
 
Filosofia introdução
Filosofia   introduçãoFilosofia   introdução
Filosofia introdução
Italo Colares
 
Frases de Pensadores
Frases de PensadoresFrases de Pensadores
Frases de Pensadores
Italo Colares
 
Unificações europeias
Unificações europeias Unificações europeias
Unificações europeias
Italo Colares
 
3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito
Kerol Brombal
 
Cultura no Plural
Cultura no PluralCultura no Plural
Cultura no Plural
Italo Colares
 
Violência e concórdia
Violência e concórdiaViolência e concórdia
Violência e concórdia
Italo Colares
 
O que são valores?
O que são valores?O que são valores?
O que são valores?
Italo Colares
 
Descolonização Africana e Asiática
Descolonização Africana e AsiáticaDescolonização Africana e Asiática
Descolonização Africana e Asiática
Gilmar Rodrigues
 
O trabalho em nossa vida.
O trabalho em nossa vida.O trabalho em nossa vida.
O trabalho em nossa vida.
Italo Colares
 
O período democrático ou populista
O período democrático ou populistaO período democrático ou populista
O período democrático ou populista
Gilmar Rodrigues
 
Como estudar filosofia para o enem 2013
Como estudar filosofia para o enem 2013Como estudar filosofia para o enem 2013
Como estudar filosofia para o enem 2013
Wilacy Campos
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Gilmar Rodrigues
 
O estado contemporaneo
O estado contemporaneoO estado contemporaneo
O estado contemporaneo
Italo Colares
 
A 2ª guerra mundial
A 2ª guerra mundialA 2ª guerra mundial
A 2ª guerra mundial
Gilmar Rodrigues
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Gilmar Rodrigues
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Italo Colares
 
A 2ª Guerra Mundial 9º ano
A 2ª Guerra Mundial   9º anoA 2ª Guerra Mundial   9º ano
A 2ª Guerra Mundial 9º ano
Gilmar Rodrigues
 
A Grande Guerra
A Grande GuerraA Grande Guerra
A Grande Guerra
Gilmar Rodrigues
 
Período Joanino e Primeiro Reinado
Período Joanino e Primeiro ReinadoPeríodo Joanino e Primeiro Reinado
Período Joanino e Primeiro Reinado
Gilmar Rodrigues
 

Destaque (20)

Samba e a mpb
Samba e a mpbSamba e a mpb
Samba e a mpb
 
Filosofia introdução
Filosofia   introduçãoFilosofia   introdução
Filosofia introdução
 
Frases de Pensadores
Frases de PensadoresFrases de Pensadores
Frases de Pensadores
 
Unificações europeias
Unificações europeias Unificações europeias
Unificações europeias
 
3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito3 grecia.gabarito
3 grecia.gabarito
 
Cultura no Plural
Cultura no PluralCultura no Plural
Cultura no Plural
 
Violência e concórdia
Violência e concórdiaViolência e concórdia
Violência e concórdia
 
O que são valores?
O que são valores?O que são valores?
O que são valores?
 
Descolonização Africana e Asiática
Descolonização Africana e AsiáticaDescolonização Africana e Asiática
Descolonização Africana e Asiática
 
O trabalho em nossa vida.
O trabalho em nossa vida.O trabalho em nossa vida.
O trabalho em nossa vida.
 
O período democrático ou populista
O período democrático ou populistaO período democrático ou populista
O período democrático ou populista
 
Como estudar filosofia para o enem 2013
Como estudar filosofia para o enem 2013Como estudar filosofia para o enem 2013
Como estudar filosofia para o enem 2013
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
O estado contemporaneo
O estado contemporaneoO estado contemporaneo
O estado contemporaneo
 
A 2ª guerra mundial
A 2ª guerra mundialA 2ª guerra mundial
A 2ª guerra mundial
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedadeDesigualdade de gênero na família e na sociedade
Desigualdade de gênero na família e na sociedade
 
A 2ª Guerra Mundial 9º ano
A 2ª Guerra Mundial   9º anoA 2ª Guerra Mundial   9º ano
A 2ª Guerra Mundial 9º ano
 
A Grande Guerra
A Grande GuerraA Grande Guerra
A Grande Guerra
 
Período Joanino e Primeiro Reinado
Período Joanino e Primeiro ReinadoPeríodo Joanino e Primeiro Reinado
Período Joanino e Primeiro Reinado
 

Semelhante a Filosofia ENEM Aula Palestra

O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
Mary Alvarenga
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
Ricardogomes123
 
Aula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da FilosofiaAula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da Filosofia
William Ananias
 
FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA
LincolnFranco4
 
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdfREVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Aula 01 mitologia e filosofia
Aula 01   mitologia e filosofiaAula 01   mitologia e filosofia
Aula 01 mitologia e filosofia
Jocélio Lima
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
iranildespm
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
iranildespm
 
Origem da Filosofia
Origem da FilosofiaOrigem da Filosofia
Origem da Filosofia
Jéssica Santana
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
Passagem do pensamento mítico ao filosófico
Passagem do pensamento mítico ao filosóficoPassagem do pensamento mítico ao filosófico
Passagem do pensamento mítico ao filosófico
Rafael Oliveira
 
Introdução à Filosofia - Do Mito à Razão
Introdução à Filosofia - Do Mito à RazãoIntrodução à Filosofia - Do Mito à Razão
Introdução à Filosofia - Do Mito à Razão
Diego Sampaio
 
Mito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptxMito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptx
WelisClemente1
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
Raquel Carvalheiro
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
Luci Bonini
 
Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.
Tiago Melgaço
 
Aula de filosofia
Aula de filosofiaAula de filosofia
Aula de filosofia
Gutt1848
 
2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofia
Daniele Rubim
 
2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofia
Daniele Rubim
 
Nascimento da filosofia
Nascimento da filosofiaNascimento da filosofia
Nascimento da filosofia
Filazambuja
 

Semelhante a Filosofia ENEM Aula Palestra (20)

O surgimento da filosofia
O surgimento da filosofiaO surgimento da filosofia
O surgimento da filosofia
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Aula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da FilosofiaAula 01 - Origens da Filosofia
Aula 01 - Origens da Filosofia
 
FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA FILOSOFIA SOCRÁTICA
FILOSOFIA SOCRÁTICA
 
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdfREVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
REVISÃO FILOSOFIA PARA 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO.pdf
 
Aula 01 mitologia e filosofia
Aula 01   mitologia e filosofiaAula 01   mitologia e filosofia
Aula 01 mitologia e filosofia
 
Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1Slide a origem da filosofia1
Slide a origem da filosofia1
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
 
Origem da Filosofia
Origem da FilosofiaOrigem da Filosofia
Origem da Filosofia
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia
 
Passagem do pensamento mítico ao filosófico
Passagem do pensamento mítico ao filosóficoPassagem do pensamento mítico ao filosófico
Passagem do pensamento mítico ao filosófico
 
Introdução à Filosofia - Do Mito à Razão
Introdução à Filosofia - Do Mito à RazãoIntrodução à Filosofia - Do Mito à Razão
Introdução à Filosofia - Do Mito à Razão
 
Mito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptxMito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptx
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.
 
Aula de filosofia
Aula de filosofiaAula de filosofia
Aula de filosofia
 
2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofia
 
2 filosofia antiga e medieval filosofia
2 filosofia antiga e medieval   filosofia2 filosofia antiga e medieval   filosofia
2 filosofia antiga e medieval filosofia
 
Nascimento da filosofia
Nascimento da filosofiaNascimento da filosofia
Nascimento da filosofia
 

Mais de Italo Colares

Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Italo Colares
 
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Italo Colares
 
Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.
Italo Colares
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
Italo Colares
 
Desafio democrático
Desafio democráticoDesafio democrático
Desafio democrático
Italo Colares
 
Periodo entre guerras
Periodo entre guerrasPeriodo entre guerras
Periodo entre guerras
Italo Colares
 
O conhecimento mítico
O conhecimento míticoO conhecimento mítico
O conhecimento mítico
Italo Colares
 
Instituicoes Sociais
Instituicoes SociaisInstituicoes Sociais
Instituicoes Sociais
Italo Colares
 
A sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidianoA sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidiano
Italo Colares
 
Cultura e arte
Cultura e arteCultura e arte
Cultura e arte
Italo Colares
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
Italo Colares
 
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
Italo Colares
 
A condição humana
A condição humanaA condição humana
A condição humana
Italo Colares
 
Fascimo e nazismo
Fascimo e nazismoFascimo e nazismo
Fascimo e nazismo
Italo Colares
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
Italo Colares
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Italo Colares
 
Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.
Italo Colares
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociais
Italo Colares
 
Feio ou bonito
Feio ou bonitoFeio ou bonito
Feio ou bonito
Italo Colares
 
O que é a natureza humana
O que é a natureza humanaO que é a natureza humana
O que é a natureza humana
Italo Colares
 

Mais de Italo Colares (20)

Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
Mod. 05 cap. 04 as mutações da família.
 
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
Mod. 05 cap. 03 consumo e lazer.
 
Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.Sociologia. Tribos.
Sociologia. Tribos.
 
Trabalho e alienação
Trabalho e alienaçãoTrabalho e alienação
Trabalho e alienação
 
Desafio democrático
Desafio democráticoDesafio democrático
Desafio democrático
 
Periodo entre guerras
Periodo entre guerrasPeriodo entre guerras
Periodo entre guerras
 
O conhecimento mítico
O conhecimento míticoO conhecimento mítico
O conhecimento mítico
 
Instituicoes Sociais
Instituicoes SociaisInstituicoes Sociais
Instituicoes Sociais
 
A sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidianoA sociologia aplicada ao cotidiano
A sociologia aplicada ao cotidiano
 
Cultura e arte
Cultura e arteCultura e arte
Cultura e arte
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
 
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
 
A condição humana
A condição humanaA condição humana
A condição humana
 
Fascimo e nazismo
Fascimo e nazismoFascimo e nazismo
Fascimo e nazismo
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º AnoImperialismo e industrialização - 9º Ano
Imperialismo e industrialização - 9º Ano
 
Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.Conhecimento pela arte.
Conhecimento pela arte.
 
Karl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociaisKarl marx e as classes sociais
Karl marx e as classes sociais
 
Feio ou bonito
Feio ou bonitoFeio ou bonito
Feio ou bonito
 
O que é a natureza humana
O que é a natureza humanaO que é a natureza humana
O que é a natureza humana
 

Último

A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 

Último (20)

A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 

Filosofia ENEM Aula Palestra

  • 3. FILOSOFIA É... É x da matemática. É a interpretação de texto da literatura . É o método investigativo da história. É busca da verdade na experiência, pela, química e da observação e análise da biologia. É relação das questões do ser humano e o meio ambiente da geografia. É o raciocínio coerente da redação. É a busca por conhecimento pelo ser pensante.
  • 6. FILOSOFIA irá exigir três ações: análise; reflexão; crítica. O FILOSOFAR apresenta três significados distintos. O primeiro se apresenta como sinônimo de pensar, ou seja, é exercer uma ativ O segundo significado de filosofar se apresenta como sinônimo de saber, ou se O terceiro significado de filosofar se apresenta como sinônimo de razão, ou se
  • 7. FALANDO DE ENEM, VAMOS VER ESSA QUESTÃO?(ENEM - 15) A filosofia grega parece começar com uma ideia absurda, com a proposição: a água é a origem e a matriz de todas as coisas. Será mesmo necessário deter-nos nela e levá-la a sério? Sim, e por três razões: em primeiro lugar, porque essa proposição enuncia algo sobre a origem das coisas, em segundo lugar, porque o faz sem imagem e fabulação; e enfim, em terceiro lugar, porque nela, embora apenas em estado de crisálida, está contido o pensamento: Tudo é um. O que, de acordo com Nietzche, caracteriza o surgimento da filosofia entre os gregos? a) O impulso para transformar, mediante justificativas, os elementos sensíveis em verdades racionais b) O desejo de explicar, usando metáforas, a origem dos seres e das coisas c) A necessidade de buscar, de forma racional, a causa primeira das coisas existentes d) A ambição de expor, de maneira metódica, as diferenças entre as coisas e) A tentativa de justificar, a partir de elementos empíricos, o que existe no
  • 8. (UFSCAR) " O legado da Grécia à filosofia ocidental é a filosofia ocidental. (Bernard Williams. In: Finley M.I. "O legado da Grécia", 1998.) A afirmação baseia-se no fato de que a) a filosofia moderna ocidental, apesar de ter deixado o pensamento filosófico g b) os filósofos gregos foram lidos pelos romanos, depois negados pela tradição c) os gregos foram os criadores de quase todos os campos importantes do conh d) os sofistas, como Sócrates e Platão, responsáveis pela produção de obras no e) a metafísica de Platão tem estruturado, até hoje, as bases conceituais e filosó
  • 9. (UFPE) Através da filosofia, os gregos instituíram para o Ocidente europeu as bases e os (Marilena Chauí . Convite à Filosofia.)Com base nessa afirmação, assinale a(s) alternativa A) através dos mitos, os gregos antigos procuravam explicar a origem do mundo e dos fen B) filósofos gregos procuravam respostas para as questões sobre a origem do mundo. Est C) no final do século V a.C., teve início a segunda fase da filosofia grega, conhecida como D)Sócrates foi um dos filósofos mais procurados na Grécia Antiga, por ajudar as pessoas E) a filosofia na Grécia teve ainda no século IV a.C. a sua terceira fase: a sistemática. Aris
  • 11. CONDIÇÕES HISTÓRICAS PARA O SURGIMENTO DA FILOSOFIA. As viagens marítimas: permitiram aos gregos descobrir que os locais que os mitos diziam ser habitantes dos deuses, na verdade era habitação de outros seres humanos. A invenção do calendário: a forma de calcular o tempo segundo as estações do ano, as horas do dia, os fatos importantes que se repetem, revelando, com isso, uma percepção de tempo como algo natural e não como um poder divino incompreensível A invenção da moeda: que permitiu uma forma de troca que não se realiza através das coisas concretas trocados por semelhança, mas uma troca abstrata. O surgimento da vida urbana: com predomínio da classe de comerciantes e do artesanato, a diminuição do prestígio das famílias da aristocracia proprietária de terras, por quem e para quem os mitos foram criados. A invenção da escrita alfabética: onde revela o crescimento da capacidade de abstração e de generalização, uma vez que a escrita alfabética ou fonética diferencia de outras escritas. A invenção da política política: introduz três aspectos decisivos para o nascimento da Filosofia: a ideia da lei, o espaço público e o estímulo a pensamentos e discursos que possam ser ensinados, comunicados e discutidos, onde todos possam compreender.
  • 12. O QUE ELES DIZEM SOBRE A FILOSOFIA?PLATÃO definia a Filosofia como um saber verdadeiro que deve ser usado em benefício dos seres humanos. EPICURO definia Filosofia não como uma ciência pura e teórica, mas uma regra de prática e de ação. René DESCARTES dizia que a Filosofia é o estudo da sabedoria, conhecimento perfeito de todas as coisas que os humanos podem alcançar para o uso da vida, a conservação da saúde e a invenção das técnicas e das artes. Immanuel KANT afirmou que a Filosofia é o conhecimento que a razão adquire de si mesma para saber o que pode conhecer e o que pode fazer, tendo como finalidade a felicidade humana. Karl MARX declarou que a Filosofia havia passado muito tempo apenas contemplando o mundo e que se tratava agora de conhecê-lo para transformá- lo, transformação que traria justiça, abundância e felicidade para todos.
  • 13. MERLEAU-PONTY escreveu que a Filosofia é um despertar para ver e mudar nosso mundo. BARUCH ESPINOSA afirmou que a Filosofia é um caminho árduo e difícil, mas que pode ser percorrido por todos, se desejarem a liberdade e a felicidade. HEGEL dizia que a Filosofia é o fundamento do racional, é a inteligência do presente e do real.
  • 14. A palavra mito também tem uma origem grega, ela vem de mythos.
  • 19. O novo pensamento filosófico possui características centrais que rompem com a narrativa mítica. Esses pensadores desenvolveram um conjunto de noções que constituem o ponto de partida de uma visão de mundo que, apesar de terem sofrido profundas transformações, foram as raízes do nosso pensamento filosófico-científico de hoje. A physis – o mundo natural. A compreensão da realidade natural está nela mesma e não no mundo sobrenatural A causalidade – tudo tem uma causa natural e não mais mítica misteriosa. A arché – existe um elemento primordial que serviria de ponto de partida para todo o processo, o que dá uma unidade à natureza. O cosmo - surge a idéia de ordem, harmonia e beleza. O mundo natural é uma realidade ordenada de acordo com os princípios racionais. O logos – não é mais uma narrativa de caráter poético e mítico logos é a explicação fundamentada na razão. É um discurso racional. O caráter crítico – as verdades não eram apresentadas como verdades absolutas, de forma dogmática, mas passiveis de serem discutidas, discordadas, criticadas. Não se trata de verdades absolutas, mas da construção do pensamento de um filosofo e pode e deve ser questionado.
  • 20. Período pré-socrático ou cosmológico, do sec. VI ao final do século V a. C. é o nascimento da Filosofia, momento em que se investiga o mundo e as transformações da natureza. Os principais filósofos foram Tales de Mileto, Anaximandro de Mileto, Anaxímenes de Mileto, Pitágoras de Samos, Heráclito de Éfeso, Parmênides de Eléia, e Zenão de Eléia, que fizeram parte de várias escolas.
  • 21. VAMOS TREINAR PARA O ENEM? A filosofia é entendida como uma ciência universal que procura a razão mais fundamental, ou seja, as causas primeiras de todas as coisas. Com relação ao conhecimento e às ciências, em confronto com a filosofia, é correto afirmar que: A) O mito, tanto na Grécia antiga como atualmente, encerra o sentido da filosofia, que é dar uma explicação para tudo, mesmo que, para isso, tenha que construir ideias fantasiosas e irracionais. B) A filosofia serve-se também do senso comum para intuir explicações sobre a realidade, mas com ele não se confunde. C) A filosofia é a ciência que fundamenta as opiniões dos indivíduos, não importando se elas são ilógicas ou inconsequentes. D) Tanto a filosofia como a teologia são conhecimentos causais, racionais, teóricos, universais e teleológicos. E) Nenhuma das alternativas anteriores.
  • 22. (ENEM/12) TEXTO I - Anaxímenes de Mileto disse que o ar é o elemento originário de tudo o que existe, existiu e BURNET, J. A aurora da filosofia grega. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2006 (adaptado). TEXTO II - Basílio Magno, filósofo medieval, escreveu: “Deus, como criador de todas as coisas, está no princípio GILSON, E.: BOEHNER, P. Historia da Filosofia Crista. São Paulo: Vozes, 1991 (adaptado). Filósofos dos diversos tempos históricos desenvolveram teses para explicar a origem do universo, a partir de um a) eram baseadas nas ciências da natureza. b) refutavam as teorias de filósofos da religião. c) tinham origem nos mitos das civilizações antigas. d) postulavam um princípio originário para o mundo. e) defendiam que Deus é o princípio de todas as coisas.