SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Secundária de Ponte de SorPORTUGUÊSMódulo 11 – “Textos de teatro II”Professor:  Alexandre GonçalvesPersonagem Ausente “Gomes Freire” e o seu carácter simbólicoTrabalho elaborado por:- Filipe Bragança nº4Luís Silvestre nº1012ºH2010/2011
Gomes FreireNome: Gomes Freire de AndradeData de Nascimento: 27 de Janeiro de 1757 Local de nascimento: VienaFaleceu: 18 de Outubro de 1817 Local de Falecimento: Forte de São Julião da Barra Profissão: Militar (General português).
Personagem de Gomes Freire		Gomes Freire é uma personagem da obra “Felizmente Há Luar”, embora nunca apareça é evocado através da esperança do povo, das perseguições dos governadores e da revolta da sua mulher e amigos. Obra:“Felizmente Há Luar”
Carácter Simbólico de Gomes Freire		Gomes Freire é acusado de ser o grão-mestre da maçonaria, estrangeirado, soldado brilhante, idolatrado pelo povo. Acredita na justiça e luta pela liberdade. É apresentado como o defensor do povo oprimido; o herói; símbolo de esperança de liberdade.
Bibliografiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Gomes_Freire_de_Andradehttp://www.prof2000.pt/users/jsafonso/Port/luar.htm#SIMBOLOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
 Felizmente Há Luar- Resumo da Obra Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
nanasimao
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há Luar
ESVieira do Minho
 
Felizmente há Luar
Felizmente há LuarFelizmente há Luar
Felizmente há Luar
nanasimao
 
Felizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 FinalFelizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 Final
ruycastroistec
 
Felizmente há luar carolina morna
Felizmente há luar   carolina mornaFelizmente há luar   carolina morna
Felizmente há luar carolina morna
guest57586
 
Luis de sttau monteiro – vida e obra
Luis de sttau monteiro – vida e obraLuis de sttau monteiro – vida e obra
Luis de sttau monteiro – vida e obra
Maria Batista
 
Felizmente Há Luar- Síntese
Felizmente Há Luar- SínteseFelizmente Há Luar- Síntese
Felizmente Há Luar- Síntese
nanasimao
 
Feliz luar power point
Feliz luar power pointFeliz luar power point
Feliz luar power point
Margarida71
 
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
José Galvão
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
gracafigueiredo2
 
Felizmente há luar
Felizmente há luar Felizmente há luar
Felizmente há luar
Beatriz Xavier
 
Luís de sttau monteiro felizmente há luar [teatro] [rev]
Luís de sttau monteiro   felizmente há luar [teatro] [rev]Luís de sttau monteiro   felizmente há luar [teatro] [rev]
Luís de sttau monteiro felizmente há luar [teatro] [rev]
Olga Vasconcelos
 
(2)felizm..
(2)felizm..(2)felizm..
(2)felizm..
becresforte
 
Comentário felizmente há luar
Comentário felizmente há luarComentário felizmente há luar
Comentário felizmente há luar
Catarina Barbosa
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
Catarina Vieira
 
1 érico veríssimo - o continente vol. 1
1   érico veríssimo - o continente vol. 11   érico veríssimo - o continente vol. 1
1 érico veríssimo - o continente vol. 1
Jerônimo Ferreira
 
2 érico veríssimo - o retrato vol. 1
2   érico veríssimo - o retrato vol. 12   érico veríssimo - o retrato vol. 1
2 érico veríssimo - o retrato vol. 1
Jerônimo Ferreira
 
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 anoEsquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
ericahomemmelo
 
Vidas secas
Vidas secasVidas secas
Vidas secas
Thiago Sabino
 
Mayombe
MayombeMayombe

Mais procurados (20)

Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
 Felizmente Há Luar- Resumo da Obra Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
Felizmente Há Luar- Resumo da Obra
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há Luar
 
Felizmente há Luar
Felizmente há LuarFelizmente há Luar
Felizmente há Luar
 
Felizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 FinalFelizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 Final
 
Felizmente há luar carolina morna
Felizmente há luar   carolina mornaFelizmente há luar   carolina morna
Felizmente há luar carolina morna
 
Luis de sttau monteiro – vida e obra
Luis de sttau monteiro – vida e obraLuis de sttau monteiro – vida e obra
Luis de sttau monteiro – vida e obra
 
Felizmente Há Luar- Síntese
Felizmente Há Luar- SínteseFelizmente Há Luar- Síntese
Felizmente Há Luar- Síntese
 
Feliz luar power point
Feliz luar power pointFeliz luar power point
Feliz luar power point
 
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
Felizmente há luar! o paralelismo histórico (1)
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
 
Felizmente há luar
Felizmente há luar Felizmente há luar
Felizmente há luar
 
Luís de sttau monteiro felizmente há luar [teatro] [rev]
Luís de sttau monteiro   felizmente há luar [teatro] [rev]Luís de sttau monteiro   felizmente há luar [teatro] [rev]
Luís de sttau monteiro felizmente há luar [teatro] [rev]
 
(2)felizm..
(2)felizm..(2)felizm..
(2)felizm..
 
Comentário felizmente há luar
Comentário felizmente há luarComentário felizmente há luar
Comentário felizmente há luar
 
Felizmente há luar
Felizmente há luarFelizmente há luar
Felizmente há luar
 
1 érico veríssimo - o continente vol. 1
1   érico veríssimo - o continente vol. 11   érico veríssimo - o continente vol. 1
1 érico veríssimo - o continente vol. 1
 
2 érico veríssimo - o retrato vol. 1
2   érico veríssimo - o retrato vol. 12   érico veríssimo - o retrato vol. 1
2 érico veríssimo - o retrato vol. 1
 
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 anoEsquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
Esquema de Frei Luís de Sousa - Português 11 ano
 
Vidas secas
Vidas secasVidas secas
Vidas secas
 
Mayombe
MayombeMayombe
Mayombe
 

Mais de Ana Tapadas

Otono en la_patagonia argentina
Otono en la_patagonia argentinaOtono en la_patagonia argentina
Otono en la_patagonia argentina
Ana Tapadas
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há Luar
Ana Tapadas
 
Filipe e ..
Filipe e ..Filipe e ..
Filipe e ..
Ana Tapadas
 
Guimarães Rosa
Guimarães RosaGuimarães Rosa
Guimarães Rosa
Ana Tapadas
 
China lexiaguo
China   lexiaguoChina   lexiaguo
China lexiaguo
Ana Tapadas
 
Fernandoppppppp ..
Fernandoppppppp ..Fernandoppppppp ..
Fernandoppppppp ..
Ana Tapadas
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
Ana Tapadas
 
F pessoa l..
F pessoa l..F pessoa l..
F pessoa l..
Ana Tapadas
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca
Ana Tapadas
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
Ana Tapadas
 
A Hora Do Nada
A Hora Do NadaA Hora Do Nada
A Hora Do Nada
Ana Tapadas
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
Ana Tapadas
 
Cal,+José..
Cal,+José..Cal,+José..
Cal,+José..
Ana Tapadas
 
Abandonada
AbandonadaAbandonada
Abandonada
Ana Tapadas
 
Uma Casa na Escuridão
Uma Casa na EscuridãoUma Casa na Escuridão
Uma Casa na Escuridão
Ana Tapadas
 
Os Cinco e os Gémeos Silenciosos
Os Cinco e os Gémeos SilenciososOs Cinco e os Gémeos Silenciosos
Os Cinco e os Gémeos Silenciosos
Ana Tapadas
 
Crepúsculo
CrepúsculoCrepúsculo
Crepúsculo
Ana Tapadas
 

Mais de Ana Tapadas (20)

Otono en la_patagonia argentina
Otono en la_patagonia argentinaOtono en la_patagonia argentina
Otono en la_patagonia argentina
 
China
ChinaChina
China
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há Luar
 
Filipe e ..
Filipe e ..Filipe e ..
Filipe e ..
 
Guimarães Rosa
Guimarães RosaGuimarães Rosa
Guimarães Rosa
 
China lexiaguo
China   lexiaguoChina   lexiaguo
China lexiaguo
 
Fernandoppppppp ..
Fernandoppppppp ..Fernandoppppppp ..
Fernandoppppppp ..
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
F pessoa l..
F pessoa l..F pessoa l..
F pessoa l..
 
Florbela Espanca
Florbela EspancaFlorbela Espanca
Florbela Espanca
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
A Hora Do Nada
A Hora Do NadaA Hora Do Nada
A Hora Do Nada
 
Padre Ant..
Padre Ant..Padre Ant..
Padre Ant..
 
Escrevi M..
Escrevi M..Escrevi M..
Escrevi M..
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Cal,+José..
Cal,+José..Cal,+José..
Cal,+José..
 
Abandonada
AbandonadaAbandonada
Abandonada
 
Uma Casa na Escuridão
Uma Casa na EscuridãoUma Casa na Escuridão
Uma Casa na Escuridão
 
Os Cinco e os Gémeos Silenciosos
Os Cinco e os Gémeos SilenciososOs Cinco e os Gémeos Silenciosos
Os Cinco e os Gémeos Silenciosos
 
Crepúsculo
CrepúsculoCrepúsculo
Crepúsculo
 

Filipe luis personagem ausente gomes freire e o seu caracter simbolico

  • 1. Escola Secundária de Ponte de SorPORTUGUÊSMódulo 11 – “Textos de teatro II”Professor: Alexandre GonçalvesPersonagem Ausente “Gomes Freire” e o seu carácter simbólicoTrabalho elaborado por:- Filipe Bragança nº4Luís Silvestre nº1012ºH2010/2011
  • 2. Gomes FreireNome: Gomes Freire de AndradeData de Nascimento: 27 de Janeiro de 1757 Local de nascimento: VienaFaleceu: 18 de Outubro de 1817 Local de Falecimento: Forte de São Julião da Barra Profissão: Militar (General português).
  • 3. Personagem de Gomes Freire Gomes Freire é uma personagem da obra “Felizmente Há Luar”, embora nunca apareça é evocado através da esperança do povo, das perseguições dos governadores e da revolta da sua mulher e amigos. Obra:“Felizmente Há Luar”
  • 4. Carácter Simbólico de Gomes Freire Gomes Freire é acusado de ser o grão-mestre da maçonaria, estrangeirado, soldado brilhante, idolatrado pelo povo. Acredita na justiça e luta pela liberdade. É apresentado como o defensor do povo oprimido; o herói; símbolo de esperança de liberdade.