SlideShare uma empresa Scribd logo
Para garantir um giro eficiente de
estoque precisamos cuidar para que o
primeiro produto que entrou no estoque
seja o primeiro a sair.
Fernando Henrique de Almeida Sobral
2015
Um aspecto relevante na
gestão de estoque é o giro,
ou seja, quantas vezes o
mesmo item entra e sai do
estoque em um
determinado período.
Para as empresas quanto
maior o giro maior a
lucratividade.
Dentre as vantagens de se
ter um estoque com alto
giro, podemos citar que o
produto fica fresquinho na
prateleira e o espaço
necessário para
armazenagem é menor.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Mas para garantir um giro eficiente precisamos
cuidar para que o primeiro produto que entrou
no estoque seja o primeiro a sair. Desta forma,
garantimos o FIFO, First In, First Out, ou seja, o
PEPS o Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Muitas vezes nos CDs, ou pontos de vendas,
encontramos produtos vencidos por não ser
levado em consideração o FIFO. É importante
notar que a produção se dá por lote e, portanto,
podem ter datas de vencimentos diferentes.
Em contabilidade, os conceitos se relacionam
como os custos de compra que são alocados para
vendas diárias.
A lei exige que empresas de capital aberto
tenham que escolher e ficar com um método de
contabilidade específico. As pequenas empresas
também podem se beneficiar na escolha de um
dos métodos, ou seja, LIFO e FIFO sob a ótica de
valorização de estoque.
Isto é fundamental para calcular o passivo fiscal
e pode ser usado para aumentar ou diminuir
lucros reportados por uma empresa.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Muitas empresas não
consideram essa
necessidade, pois os
produtos não possuem data
de validade, como por
exemplo, ferramentas e
peças plásticas. Porém
circular o estoque minimiza
o acúmulo de pós e vícios
que podem prejudicar os
produtos.
Um caso muito comum é a
alteração das embalagens de
Papelão Ondulado que perde
suas características de
resistência com o passar do
tempo, deixando um aspecto
ruim ao produto, por vezes
demandando a necessidade
de reembalagem.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Já os produtos perecíveis têm a administração do
FIFO como diferença estratégica. Muitas
empresas alimentícias têm como meta colocar
seu produto nas gôndolas do supermercado no
seu primeiro terço da validade.
Ou seja, se o produto tem 30 dias de validade
até o décimo dia deverá estar exposto para o
cliente final.
No seu último terço de validade já começa o
processo de promoção do produto. Considerando
que o processo de promoção reduz margem,
podemos dizer que validade é valor.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Com isto temos empresas que colocam um preço
diferenciado no LIFO Last In, First Out, ou UEPS o
Último que Entra é o Primeiro que Sai. Ou seja, o
ponto de venda quer receber do distribuidor o
produto mais fresco que ele tem no estoque,
criando assim outra estratégia. O produto LIFO
possui um preço maior que o produto FIFO.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Nesta sopa de letrinhas, temos então um valor
associado à data que o produto vence, então a
administração do estoque não é exatamente o
primeiro produto que entrou, mas sim o primeiro
produto que irá vencer. Conhecido como FEFO First
Expired, First Out, ou seja, o primeiro a vencer
será o primeiro a sair do estoque.
O FEFO tem sentido quando
um Centro de Distribuição
recebe o mesmo produto de
diferentes fornecedores. Por
vezes, um fornecedor entrega
o produto mais “velho” do que
aquele que já está no
estoque. Neste caso não cabe
o FIFO e sim o FEFO.
O sistema de armazenagem
pode facilitar o dificultar o
controle do FIFO. Se o local do
produto é fixo, muitas vezes
esse endereço é abastecido
repondo o retirado no local
que ficou vazio, ou seja, na
frente do produto. Os do
fundo do endereço continuam
no local de origem, e acabam
perdendo o prazo de validade.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Dispositivos como Estruturas Dinâmicas, ou Flow
Racks, são abastecidos pelo fundo e retirados
pela frente, desta forma forçando o FIFO.
Algumas estruturas como o Drive in, ou porta
pallet de dupla profundidade, dificultam o FIFO,
e por vezes tem seu uso vetado pelas empresas,
quando o sistema WMS, (sistema de gestão do
armazém), não consegue controlar de forma
eficiente os estoques.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Diga-se de passagem, que o sistema de etiqueta
EAN 13 não informa a validade do produto,
exigindo códigos de barras bidimensionais para
solução do problema.
Voltando ao ponto. Para solucionar o problema
do giro e controle de validade, o ideal é que os
locais de separação, com posicionamento fixo,
possuam dois endereços, sendo que o
reabastecimento se dê no endereço vago, e o
WMS leve o operador fazer a pega sempre no
endereço mais antigo.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
Então, o FIFO e LIFO são termos utilizados em
logística e armazenagem, e servem para
estabelecer à seqüência manuseio e transporte
de produtos, além do controle de estoque e
gestão contábil.
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
12Redução de Custos Logísticos.
Fale conosco!
www.interlogis.com.br
Veja nossos sites:
http://interlogisplan.wix.com/
plan
FIFO e LIFO
O que é e para que serve.
13
e-Books da Interlogis:
Baixe os e-Books pelo site:
www.interlogis.com.br
14
www.interlogis.com.br
Fernando Henrique de Almeida Sobral
Consultor
Fone: (0xx11) 3862 5670
Móvel: (0xx11) 9 9978 7529
Email: interlogis@interlogis.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estoque
Estoque Estoque
Estoque
Laercio27
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
UEMA
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Adilson Paradella
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
Marcelo Aparecido Sampaio
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
Willian dos Santos Abreu
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
Danilo Pires
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
Studiesfree
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Adélia Aparecida Da Silva Cossoniche
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
WeNova Consulting
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Felippi Perez
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
Ângelo Xavier
 
20130912 curva abc
20130912 curva abc20130912 curva abc
20130912 curva abc
Dora Machado Consultoria
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
TamiresSerafim
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
Adilson Paradella
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
HealthMinds Academy
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
JAILTONBORGES
 

Mais procurados (20)

Estoque
Estoque Estoque
Estoque
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Logistica
LogisticaLogistica
Logistica
 
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de EstoqueApresentação Armazenagem e Controle de Estoque
Apresentação Armazenagem e Controle de Estoque
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
 
20130912 curva abc
20130912 curva abc20130912 curva abc
20130912 curva abc
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Layout de estoque
Layout de estoqueLayout de estoque
Layout de estoque
 
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
3ª aula de Logística (Atividades de Apoio)
 
Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
 

Destaque

Sistemas operacionais escalonamento de processos
Sistemas operacionais  escalonamento de processosSistemas operacionais  escalonamento de processos
Sistemas operacionais escalonamento de processos
Talles Nascimento Rodrigues
 
www.achain.com.br - FIFO e LIFO
www.achain.com.br - FIFO e LIFOwww.achain.com.br - FIFO e LIFO
www.achain.com.br - FIFO e LIFO
Cesar Mangabeira (lotado/full - see profile 2)
 
Aula 02 arranjo físico - parte I
Aula 02   arranjo físico - parte IAula 02   arranjo físico - parte I
Aula 02 arranjo físico - parte I
Adilson Paradella
 
Aula 02 Estruturas - parte II
Aula 02 Estruturas - parte IIAula 02 Estruturas - parte II
Aula 02 Estruturas - parte II
Adilson Paradella
 
Logística Aula 8
Logística Aula 8Logística Aula 8
Logística Aula 8
robsonnasc
 
Introdução Sistemas Distribuidos
Introdução Sistemas DistribuidosIntrodução Sistemas Distribuidos
Introdução Sistemas Distribuidos
elliando dias
 
Sistema de ficheiros
Sistema de ficheirosSistema de ficheiros
Sistema de ficheiros
ATEC
 
A Importância de evitar a ruptura de estoque
A Importância de evitar a ruptura de estoqueA Importância de evitar a ruptura de estoque
A Importância de evitar a ruptura de estoque
DESENVOLVA CONSULTORIA
 
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
JotaMacoy
 
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SASIndicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
Ivan Luizio Magalhães
 
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória VirtualSO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
Eduardo Nicola F. Zagari
 
Construindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
Construindo URA e Sistemas de Call Center com AsteriskConstruindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
Construindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
Rodrigo R Passos
 
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
E-Commerce Brasil
 
Logística
LogísticaLogística
Logística
Odirlei Tavares
 
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produção
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produçãoCarregamento, Sequenciamento e Programação da produção
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produção
Mauro Enrique
 
Estoques peps ou fifo
Estoques peps ou fifoEstoques peps ou fifo
Estoques peps ou fifo
simuladocontabil
 
Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção
Geovana Pires Lima
 
Sistema fifo
Sistema fifoSistema fifo
Logística Empresarial
Logística  EmpresarialLogística  Empresarial
Logística Empresarial
Romilson Cesar
 
Estrutura de dados - Filas
Estrutura de dados - FilasEstrutura de dados - Filas
Estrutura de dados - Filas
Adriano Teixeira de Souza
 

Destaque (20)

Sistemas operacionais escalonamento de processos
Sistemas operacionais  escalonamento de processosSistemas operacionais  escalonamento de processos
Sistemas operacionais escalonamento de processos
 
www.achain.com.br - FIFO e LIFO
www.achain.com.br - FIFO e LIFOwww.achain.com.br - FIFO e LIFO
www.achain.com.br - FIFO e LIFO
 
Aula 02 arranjo físico - parte I
Aula 02   arranjo físico - parte IAula 02   arranjo físico - parte I
Aula 02 arranjo físico - parte I
 
Aula 02 Estruturas - parte II
Aula 02 Estruturas - parte IIAula 02 Estruturas - parte II
Aula 02 Estruturas - parte II
 
Logística Aula 8
Logística Aula 8Logística Aula 8
Logística Aula 8
 
Introdução Sistemas Distribuidos
Introdução Sistemas DistribuidosIntrodução Sistemas Distribuidos
Introdução Sistemas Distribuidos
 
Sistema de ficheiros
Sistema de ficheirosSistema de ficheiros
Sistema de ficheiros
 
A Importância de evitar a ruptura de estoque
A Importância de evitar a ruptura de estoqueA Importância de evitar a ruptura de estoque
A Importância de evitar a ruptura de estoque
 
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
GestãO De Estoque 22 08 Apresentado.
 
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SASIndicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
Indicadores de Desempenho para Service Desk com base na SAS
 
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória VirtualSO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
SO-07 Gerenciamento de Memória: Memória Virtual
 
Construindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
Construindo URA e Sistemas de Call Center com AsteriskConstruindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
Construindo URA e Sistemas de Call Center com Asterisk
 
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
A operação típica de um centro de distribuição para e-commerce e os desafios ...
 
Logística
LogísticaLogística
Logística
 
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produção
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produçãoCarregamento, Sequenciamento e Programação da produção
Carregamento, Sequenciamento e Programação da produção
 
Estoques peps ou fifo
Estoques peps ou fifoEstoques peps ou fifo
Estoques peps ou fifo
 
Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção Planejamento e Controle da Produção
Planejamento e Controle da Produção
 
Sistema fifo
Sistema fifoSistema fifo
Sistema fifo
 
Logística Empresarial
Logística  EmpresarialLogística  Empresarial
Logística Empresarial
 
Estrutura de dados - Filas
Estrutura de dados - FilasEstrutura de dados - Filas
Estrutura de dados - Filas
 

Semelhante a O que você precisa saber sobre FIFO e LIFO

Exelência em merchandising
Exelência em merchandisingExelência em merchandising
Exelência em merchandising
mollaincentive
 
Fefo
FefoFefo
Slide Movimentação de estoque.pdf
Slide Movimentação de estoque.pdfSlide Movimentação de estoque.pdf
Slide Movimentação de estoque.pdf
DouglasBotelho10
 
Sistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de EstoquesSistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de Estoques
George Maia
 
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
Resumo geral logística   turma 04 aux. admResumo geral logística   turma 04 aux. adm
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
Maximus Maylson
 
Planilha aula 9
Planilha aula 9Planilha aula 9
Planilha aula 9
Élida Tavares
 
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produção
Sandro Souza
 
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUEESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
Kamilla Lima
 
Portfolio organização, métodos e sistemas
Portfolio organização, métodos e sistemasPortfolio organização, métodos e sistemas
Portfolio organização, métodos e sistemas
Andréia Cruz
 
Como Controlar Estoque
Como Controlar EstoqueComo Controlar Estoque
Como Controlar Estoque
sergiomansur
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
John Paul John Paul
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Felipe Pontes
 
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean ManufacturingOs sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Jose Donizetti Moraes
 
Administração financeira aula 09
Administração financeira   aula 09Administração financeira   aula 09
Administração financeira aula 09
Fernando Vieira
 
Como fazer um inventário
Como fazer um inventárioComo fazer um inventário
Como fazer um inventário
RORI21
 
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
E-Commerce Brasil
 
Projeto integrador iii 01-09-20
Projeto integrador iii   01-09-20Projeto integrador iii   01-09-20
Projeto integrador iii 01-09-20
JANAINA ALVES
 
Artigo - Competitividade logística
Artigo - Competitividade logísticaArtigo - Competitividade logística
Artigo - Competitividade logística
Anderson Schultz Ribeiro
 
Aula 01 material de apoio
Aula 01   material de apoioAula 01   material de apoio
Aula 01 material de apoio
Edlanee
 
Rotaividade de Estoque.pptx
Rotaividade de Estoque.pptxRotaividade de Estoque.pptx
Rotaividade de Estoque.pptx
AmarildoJosMorett
 

Semelhante a O que você precisa saber sobre FIFO e LIFO (20)

Exelência em merchandising
Exelência em merchandisingExelência em merchandising
Exelência em merchandising
 
Fefo
FefoFefo
Fefo
 
Slide Movimentação de estoque.pdf
Slide Movimentação de estoque.pdfSlide Movimentação de estoque.pdf
Slide Movimentação de estoque.pdf
 
Sistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de EstoquesSistema de Avaliação de Estoques
Sistema de Avaliação de Estoques
 
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
Resumo geral logística   turma 04 aux. admResumo geral logística   turma 04 aux. adm
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
 
Planilha aula 9
Planilha aula 9Planilha aula 9
Planilha aula 9
 
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produção
 
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUEESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
 
Portfolio organização, métodos e sistemas
Portfolio organização, métodos e sistemasPortfolio organização, métodos e sistemas
Portfolio organização, métodos e sistemas
 
Como Controlar Estoque
Como Controlar EstoqueComo Controlar Estoque
Como Controlar Estoque
 
Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
 
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean ManufacturingOs sete pecados capitais do Lean Manufacturing
Os sete pecados capitais do Lean Manufacturing
 
Administração financeira aula 09
Administração financeira   aula 09Administração financeira   aula 09
Administração financeira aula 09
 
Como fazer um inventário
Como fazer um inventárioComo fazer um inventário
Como fazer um inventário
 
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
Workshop - Gestão e Controle de Estoque para E-Commerce [E-Commerce Brasil]
 
Projeto integrador iii 01-09-20
Projeto integrador iii   01-09-20Projeto integrador iii   01-09-20
Projeto integrador iii 01-09-20
 
Artigo - Competitividade logística
Artigo - Competitividade logísticaArtigo - Competitividade logística
Artigo - Competitividade logística
 
Aula 01 material de apoio
Aula 01   material de apoioAula 01   material de apoio
Aula 01 material de apoio
 
Rotaividade de Estoque.pptx
Rotaividade de Estoque.pptxRotaividade de Estoque.pptx
Rotaividade de Estoque.pptx
 

Mais de Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.

Matéria locadores de equipamentos
Matéria locadores de equipamentosMatéria locadores de equipamentos
Planilha de Frete Motorista
Planilha de Frete MotoristaPlanilha de Frete Motorista
Inicial4
Inicial4Inicial4
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTELOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Custo Frete - Custo Oportunidade
Custo Frete - Custo OportunidadeCusto Frete - Custo Oportunidade
Custo frete slide share
Custo frete   slide shareCusto frete   slide share
Pneus3
Pneus3Pneus3
10 dicas para reduzir os custos de logística
10 dicas para reduzir os custos de logística 10 dicas para reduzir os custos de logística
10 dicas para reduzir os custos de logística
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Três sinais que você
Três sinais que vocêTrês sinais que você
Empilhadeira elétrica ou diesel
Empilhadeira elétrica ou dieselEmpilhadeira elétrica ou diesel
Drones - Ensaio da DHL
Drones - Ensaio da DHLDrones - Ensaio da DHL
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticosComo óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Terceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide shareTerceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide share
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Técnicas de unitização de cargas em paletes
Técnicas de unitização de cargas em paletesTécnicas de unitização de cargas em paletes
Técnicas de unitização de cargas em paletes
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidadeComo projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Como reduzir custos logísticos07
Como reduzir custos logísticos07Como reduzir custos logísticos07
Serie 100 formas de reduzir custos em logística
Serie 100 formas de reduzir custos em logísticaSerie 100 formas de reduzir custos em logística
Serie 100 formas de reduzir custos em logística
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Treze dicas de como reduzir custos com embalagem
Treze dicas de como reduzir custos com embalagemTreze dicas de como reduzir custos com embalagem
Treze dicas de como reduzir custos com embalagem
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Conheça a importância da unitização e paletização de carga
Conheça a importância da unitização e paletização de cargaConheça a importância da unitização e paletização de carga
Conheça a importância da unitização e paletização de carga
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 

Mais de Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda. (20)

Matéria locadores de equipamentos
Matéria locadores de equipamentosMatéria locadores de equipamentos
Matéria locadores de equipamentos
 
Planilha de Frete Motorista
Planilha de Frete MotoristaPlanilha de Frete Motorista
Planilha de Frete Motorista
 
Inicial4
Inicial4Inicial4
Inicial4
 
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTELOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
LOGÍSTICO, VOCÊ ESTÁ TRABALHANDO ATUALMENTE
 
Custo Frete - Custo Oportunidade
Custo Frete - Custo OportunidadeCusto Frete - Custo Oportunidade
Custo Frete - Custo Oportunidade
 
Custo frete slide share
Custo frete   slide shareCusto frete   slide share
Custo frete slide share
 
Pneus3
Pneus3Pneus3
Pneus3
 
10 dicas para reduzir os custos de logística
10 dicas para reduzir os custos de logística 10 dicas para reduzir os custos de logística
10 dicas para reduzir os custos de logística
 
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
10 Critérios que você deve ter na seleção Provedor 3 pl
 
Três sinais que você
Três sinais que vocêTrês sinais que você
Três sinais que você
 
Empilhadeira elétrica ou diesel
Empilhadeira elétrica ou dieselEmpilhadeira elétrica ou diesel
Empilhadeira elétrica ou diesel
 
Drones - Ensaio da DHL
Drones - Ensaio da DHLDrones - Ensaio da DHL
Drones - Ensaio da DHL
 
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticosComo óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
Como óculos coletor de dados poderá reduzir custos logísticos
 
Terceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide shareTerceirização em logística slide share
Terceirização em logística slide share
 
Técnicas de unitização de cargas em paletes
Técnicas de unitização de cargas em paletesTécnicas de unitização de cargas em paletes
Técnicas de unitização de cargas em paletes
 
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidadeComo projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
Como projetar armazéns e almoxarifados de qualidade
 
Como reduzir custos logísticos07
Como reduzir custos logísticos07Como reduzir custos logísticos07
Como reduzir custos logísticos07
 
Serie 100 formas de reduzir custos em logística
Serie 100 formas de reduzir custos em logísticaSerie 100 formas de reduzir custos em logística
Serie 100 formas de reduzir custos em logística
 
Treze dicas de como reduzir custos com embalagem
Treze dicas de como reduzir custos com embalagemTreze dicas de como reduzir custos com embalagem
Treze dicas de como reduzir custos com embalagem
 
Conheça a importância da unitização e paletização de carga
Conheça a importância da unitização e paletização de cargaConheça a importância da unitização e paletização de carga
Conheça a importância da unitização e paletização de carga
 

Último

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
Paulo Dalla Nora Macedo
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
edsonfrancojunior99
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 

Último (6)

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 

O que você precisa saber sobre FIFO e LIFO

  • 1. Para garantir um giro eficiente de estoque precisamos cuidar para que o primeiro produto que entrou no estoque seja o primeiro a sair. Fernando Henrique de Almeida Sobral 2015
  • 2. Um aspecto relevante na gestão de estoque é o giro, ou seja, quantas vezes o mesmo item entra e sai do estoque em um determinado período. Para as empresas quanto maior o giro maior a lucratividade. Dentre as vantagens de se ter um estoque com alto giro, podemos citar que o produto fica fresquinho na prateleira e o espaço necessário para armazenagem é menor. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 3. Mas para garantir um giro eficiente precisamos cuidar para que o primeiro produto que entrou no estoque seja o primeiro a sair. Desta forma, garantimos o FIFO, First In, First Out, ou seja, o PEPS o Primeiro que Entra é o Primeiro que Sai. FIFO e LIFO O que é e para que serve. Muitas vezes nos CDs, ou pontos de vendas, encontramos produtos vencidos por não ser levado em consideração o FIFO. É importante notar que a produção se dá por lote e, portanto, podem ter datas de vencimentos diferentes.
  • 4. Em contabilidade, os conceitos se relacionam como os custos de compra que são alocados para vendas diárias. A lei exige que empresas de capital aberto tenham que escolher e ficar com um método de contabilidade específico. As pequenas empresas também podem se beneficiar na escolha de um dos métodos, ou seja, LIFO e FIFO sob a ótica de valorização de estoque. Isto é fundamental para calcular o passivo fiscal e pode ser usado para aumentar ou diminuir lucros reportados por uma empresa. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 5. Muitas empresas não consideram essa necessidade, pois os produtos não possuem data de validade, como por exemplo, ferramentas e peças plásticas. Porém circular o estoque minimiza o acúmulo de pós e vícios que podem prejudicar os produtos. Um caso muito comum é a alteração das embalagens de Papelão Ondulado que perde suas características de resistência com o passar do tempo, deixando um aspecto ruim ao produto, por vezes demandando a necessidade de reembalagem. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 6. Já os produtos perecíveis têm a administração do FIFO como diferença estratégica. Muitas empresas alimentícias têm como meta colocar seu produto nas gôndolas do supermercado no seu primeiro terço da validade. Ou seja, se o produto tem 30 dias de validade até o décimo dia deverá estar exposto para o cliente final. No seu último terço de validade já começa o processo de promoção do produto. Considerando que o processo de promoção reduz margem, podemos dizer que validade é valor. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 7. Com isto temos empresas que colocam um preço diferenciado no LIFO Last In, First Out, ou UEPS o Último que Entra é o Primeiro que Sai. Ou seja, o ponto de venda quer receber do distribuidor o produto mais fresco que ele tem no estoque, criando assim outra estratégia. O produto LIFO possui um preço maior que o produto FIFO. FIFO e LIFO O que é e para que serve. Nesta sopa de letrinhas, temos então um valor associado à data que o produto vence, então a administração do estoque não é exatamente o primeiro produto que entrou, mas sim o primeiro produto que irá vencer. Conhecido como FEFO First Expired, First Out, ou seja, o primeiro a vencer será o primeiro a sair do estoque.
  • 8. O FEFO tem sentido quando um Centro de Distribuição recebe o mesmo produto de diferentes fornecedores. Por vezes, um fornecedor entrega o produto mais “velho” do que aquele que já está no estoque. Neste caso não cabe o FIFO e sim o FEFO. O sistema de armazenagem pode facilitar o dificultar o controle do FIFO. Se o local do produto é fixo, muitas vezes esse endereço é abastecido repondo o retirado no local que ficou vazio, ou seja, na frente do produto. Os do fundo do endereço continuam no local de origem, e acabam perdendo o prazo de validade. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 9. Dispositivos como Estruturas Dinâmicas, ou Flow Racks, são abastecidos pelo fundo e retirados pela frente, desta forma forçando o FIFO. Algumas estruturas como o Drive in, ou porta pallet de dupla profundidade, dificultam o FIFO, e por vezes tem seu uso vetado pelas empresas, quando o sistema WMS, (sistema de gestão do armazém), não consegue controlar de forma eficiente os estoques. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 10. Diga-se de passagem, que o sistema de etiqueta EAN 13 não informa a validade do produto, exigindo códigos de barras bidimensionais para solução do problema. Voltando ao ponto. Para solucionar o problema do giro e controle de validade, o ideal é que os locais de separação, com posicionamento fixo, possuam dois endereços, sendo que o reabastecimento se dê no endereço vago, e o WMS leve o operador fazer a pega sempre no endereço mais antigo. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 11. Então, o FIFO e LIFO são termos utilizados em logística e armazenagem, e servem para estabelecer à seqüência manuseio e transporte de produtos, além do controle de estoque e gestão contábil. FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 12. 12Redução de Custos Logísticos. Fale conosco! www.interlogis.com.br Veja nossos sites: http://interlogisplan.wix.com/ plan FIFO e LIFO O que é e para que serve.
  • 13. 13 e-Books da Interlogis: Baixe os e-Books pelo site: www.interlogis.com.br
  • 14. 14 www.interlogis.com.br Fernando Henrique de Almeida Sobral Consultor Fone: (0xx11) 3862 5670 Móvel: (0xx11) 9 9978 7529 Email: interlogis@interlogis.com.br