SlideShare uma empresa Scribd logo
ROCHA, F.V.; ORTELAN, C.B.;
NETO, E.B.; MARINHO, B.L.
FATORES QUE AFETAM A DECISÃO
DO PRODUTOR DE INVESTIR EM
NOVOS ARMAZÉNS AGRÍCOLAS
XVII SEMEAD São Paulo, 30 de outubro de 2014
Faculdade de Economia, Administração e
Contabilidade (FEA-USP)
Introdução
• Agronegócio: 40% das exportações do Brasil
(MAPA, 2014);
• Brasil: um dos maiores produtores de grãos do
mundo (FAO, 2013).
Introdução
,0
20000,0
40000,0
60000,0
80000,0
100000,0
120000,0
140000,0
160000,0
180000,0
200000,0
1993/94
1994/95
1995/96
1996/97
1997/98
1998/99
1999/00
2000/01
2001/02
2002/03
2003/04
2004/05
2005/06
2006/07
2007/08
2008/09
2009/10
2010/11
2011/12
2012/13
Volume(1000toneladas)
Safra
PRODUÇÃO CAPACIDADE ESTÁTICA
Fonte: CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento (2013).
Introdução
Fonte: NovaAgri apud CAIXETA
Introdução
Problema de Pesquisa
Problema de pesquisa: “Que fatores afetam a
decisão dos produtores de grãos em investir em
novos armazéns agrícolas?”
• Objetivos:
o Identificar a percepção dos produtores sobre a utilização da
armazenagem agrícola;
o Verificar se as linhas de créditos são adequadas à realidade
dos produtores e se eles tem a pretensão de investir em
armazenagem;
o Verificar se o produtor tem conhecimento sobre os
programas de financiamento existentes para investimentos
em armazenagem;
o Identificar quais são os fatores mais limitantes da decisão de
se investir em armazenagem;
o Apontar as dificuldades/facilidades encontradas pelos
produtores para certificar os armazéns.
Referencial Teórico
Armazenagem Agrícola:
• Relacionada com duas questões importantes: a
possibilidade de obtenção de melhores preços no
mercado, e redução de filas e congestionamentos na
cadeia logística, especialmente nos portos (GALLARDO
et al, 2009);
• Estratégia econômica = pode possibilitar aumento da
receita líquida dos produtores (ROCHA, 2012);
• Segurança alimentar (FAO):
o Capacidade estática = 120% da produção;
• 14% dos armazéns no Brasil estão localizados no interior
das fazendas (ACEBRA, 2013).
Referencial Teórico
Armazenagem Agrícola:
• Plano Agrícola e Pecuário (PAP) = linhas de crédito;
o R$ 25 bilhões em cinco anos;
o BNDES e Banco do Brasil;
• Baixa adesão às linhas de crédito (BIOAGENCIA, 2013).
Referencial Teórico
Processo de Tomada de Decisão:
• A decisão é então conceituada como um processo de
análise e escolha entre alternativas disponíveis de cursos
de ação que o indivíduo deverá seguir (SIMON, 1974);
Decisão de Investimento:
• Emprego de capital nos negócios da empresa, com o
propósito de gerar produtos e serviços no futuro.
(NORONHA, 1981).
Referencial Teórico
Decisão de Investimento:
• Quanto maior a complexidade e a incerteza das
decisões, maior a dificuldade que os tomadores de
decisão tem para identificar a alternativa que lhes
garante maior vantagem (BARBOZA e VIEIRA, 2012);
o Arvore da decisão: benefícios estratégicos e viabilidade
econômica;
Material e Método
• Pesquisa descritiva e exploratória;
• Coleta de dados: questionário eletrônico (Google
Docs);
o Pré-teste;
• Amostra não probabilística – por conveniência;
o 2083 contatos (cooperativas, sindicatos dos produtores de
grãos, armazéns habilitados na CONAB, associados da
Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão,
produtores de arroz e algodão colaboradores do CEPEA, e
produtores de animais colaboradores do CEPEA);
• 62 respostas obtidas (2,97%);
o 48 respostas válidas;
• Tamanho das propriedades agrícolas:
Resultados
• 89% dos respondentes tem a atividade agrícola como
principal fonte de renda;
• 79% são produtores de soja;
• 46% dos produtores não possuem armazém próprio;
Resultados
• 73% = pretendem investir em armazenagem nos
próximos 5 anos (todas as classes de produtores);
Resultados
• “Você considera a utilização da armazenagem como uma
estratégia para aumento da margem de lucro, dada a redução
dos custos logísticos?”.
Resultados
• Afirmativa: “Uma maior utilização da armazenagem poderia
me dar melhor poder de negociação (barganha) com os meus
clientes finais”.
Resultados
• Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em
armazenagem propostos pelo governo federal são
adequados à minha realidade”.
• Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo
geral, acessíveis à realidade do produtor rural”.
Resultados
• Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em
armazenagem propostos pelo governo federal são
adequados à minha realidade”.
• Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo
geral, acessíveis à realidade do produtor rural”.
Resultados
Resultados
• Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em
armazenagem propostos pelo governo federal são
adequados à minha realidade”.
• Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo
geral, acessíveis à realidade do produtor rural”.
Resultados
Resultados
• Fatores limitantes dos investimentos:
Resultados
• Fatores limitantes dos investimentos:
Resultados
• 60%: dos produtores discordam (totalmente ou
parcialmente) de que existem facilidades que
estimulam a busca pela habilitação dos armazéns;
• 54%: procedimentos para a habilitação não estão
totalmente claros e acessíveis;
• Custo não é o único fator limitante para habilitação;
• 68% dos produtores com armazéns tem essa estrutura a
mais de 10 anos (idade média dos armazéns existentes:
16,2 anos).
Resultados
Conclusões
• Produtores pensam em investir, e também para
oferecer o serviço de armazenagem no mercado;
• Fatores mais limitantes do investimento:
1. burocracia para obtenção das linhas de crédito;
2. custo elevado;
3. risco de retorno do investimento.
• Programas não adequados à realidade dos
produtores (principalmente os menores);
Conclusões
• Habilitação dos armazéns:
o Procedimentos não estão claros;
o Possível necessidade de grande adaptação das
estruturas existentes.
Conclusões
• Dificuldades da pesquisa:
o Baixo números de respostas obtidas (dificuldade de
acesso às cooperativas, às federações e aos produtores).
• Sugestão para trabalhos futuros:
o Cooperativas vs investimentos em armazenagem.
Bibliografia
• ACEBRA – Associação das Empresas Cerealistas do Brasil. Armazenagem no Setor
Cerealista. Apresentação.
• BARBOZA, P.D.; VIEIRA, J.G.V. Análise de Decisão Multicritério Aplicado na Seleção de
Investimento em Armazenagem de Soja em Grão. Simpósio Brasileiro de Pesquisa
Operacional. Rio de Janeiro, 2012.
• BIOAGÊNCIA – Agência de Fomento de Energia de Biomassa. A Frustrante Adesão ao
Programa de Armazenagem.
• BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social. Armazenagem.
Informativo Técnico Agris. Nº 1. 2013.
• CAIXETA-FILHO, J.V. A Logística do Escoamento da Safra Brasileira. CEPEA/ESALQ-USP.
• GALLARDO, A.P.; STUPELLO, B.; GOLDBERG, D.J.K.; CARDOSO, J.S.L.; PINTO, M.M.O.
Avaliação da Capacidade da Infraestrutura de Armazenagem para os Granéis
Agrícolas Produzidos no Centro-Oeste Brasileiro. CEGN – Centro de Estudos em Gestão
Naval.
• MAPA – Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento. Plano Agrícola e Pecuário
2013/2014.
• MAPA – Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento. Sistema nacional de
certificação de unidades armazenadoras. Brasília, 2009
• ROCHA, F.V.; TROMBETA, N.C.; BARTHOLOMEU, D.B.; PÉRA, T.G.; CAIXETA-FILHO, J.V.
Avaliação dosGanhos Logísticos com a Utilização da Armazenagem entre os Anos de
2009 e 2011. In: 50º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e
Sociologia Rural – SOBER, 2012. Vitória (ES). Anais.
28
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Fatores que afetam a decisão do produtor de investir em novos armazéns agrícolas

Pet desafios agronegócio_2016.05.30
Pet desafios agronegócio_2016.05.30Pet desafios agronegócio_2016.05.30
Pet desafios agronegócio_2016.05.30
equipeagroplus
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
InformaGroup
 
Slides bf3 link6
Slides bf3 link6Slides bf3 link6
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNCApresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
Revista Cafeicultura
 
Familia leite financiamento
Familia leite financiamentoFamilia leite financiamento
Familia leite financiamento
Ruan Coutinho
 
Webinar Papo de Varejo: Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
Webinar Papo de Varejo:  Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...Webinar Papo de Varejo:  Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
Webinar Papo de Varejo: Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
Eduardo de Araujo Santos
 
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
Mprado Governança Corporativa Ltda
 
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos TumaWorkshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
equipeagroplus
 
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no BrasilPrograma ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República
 
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTORAPRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
joaovictorvieiraleit
 
Biogas brazil congress
Biogas brazil congressBiogas brazil congress
Biogas brazil congress
InformaGroup
 
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
AgroTalento
 
Estudo de caso carrefour
Estudo de caso carrefourEstudo de caso carrefour
Estudo de caso carrefour
Eder Suzarte
 
Análise de Mercado e Estratégia Competitiva
Análise de Mercado e Estratégia CompetitivaAnálise de Mercado e Estratégia Competitiva
Análise de Mercado e Estratégia Competitiva
Rodrigo Dantas, PMP, Msc
 
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o BrasilDocumento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Confederação Nacional da Indústria
 
1.3.lima biodiesel
1.3.lima biodiesel1.3.lima biodiesel
1.3.lima biodiesel
smtpinov
 
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
Revista Cafeicultura
 
Palestra jose luiz
Palestra jose luizPalestra jose luiz
Palestra jose luiz
ambiental
 
Indústria do plástico ep0904410
Indústria do plástico ep0904410Indústria do plástico ep0904410
Indústria do plástico ep0904410
InformaGroup
 
Produção e Consumo Sustentável - Ana Maria Vieira Neto
Produção e Consumo Sustentável  - Ana Maria Vieira NetoProdução e Consumo Sustentável  - Ana Maria Vieira Neto
Produção e Consumo Sustentável - Ana Maria Vieira Neto
Humanidade2012
 

Semelhante a Fatores que afetam a decisão do produtor de investir em novos armazéns agrícolas (20)

Pet desafios agronegócio_2016.05.30
Pet desafios agronegócio_2016.05.30Pet desafios agronegócio_2016.05.30
Pet desafios agronegócio_2016.05.30
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
 
Slides bf3 link6
Slides bf3 link6Slides bf3 link6
Slides bf3 link6
 
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNCApresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
Apresentação_Agrocafé_2012 Silas Brasileiro - CNC
 
Familia leite financiamento
Familia leite financiamentoFamilia leite financiamento
Familia leite financiamento
 
Webinar Papo de Varejo: Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
Webinar Papo de Varejo:  Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...Webinar Papo de Varejo:  Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
Webinar Papo de Varejo: Novas Fronteiras na Gestão Perdas e Desperdícios 15_...
 
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
Cenarios e tendencias na Distribuição de Insumos Agrícolas junho 2017
 
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos TumaWorkshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
Workshop Produção sustentável de óleos vegetais Carlos Tuma
 
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no BrasilPrograma ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
Programa ABC - O financiamento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil
 
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTORAPRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
APRESENTAÇÂO SOBRE BOJETO DE BIODIGESTOR
 
Biogas brazil congress
Biogas brazil congressBiogas brazil congress
Biogas brazil congress
 
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
 
Estudo de caso carrefour
Estudo de caso carrefourEstudo de caso carrefour
Estudo de caso carrefour
 
Análise de Mercado e Estratégia Competitiva
Análise de Mercado e Estratégia CompetitivaAnálise de Mercado e Estratégia Competitiva
Análise de Mercado e Estratégia Competitiva
 
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o BrasilDocumento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
Documento | Bioeconomia: uma Agenda para o Brasil
 
1.3.lima biodiesel
1.3.lima biodiesel1.3.lima biodiesel
1.3.lima biodiesel
 
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
José Antonio Coordenação e Governança da Cadeia Produtiva do Café em Ambiente...
 
Palestra jose luiz
Palestra jose luizPalestra jose luiz
Palestra jose luiz
 
Indústria do plástico ep0904410
Indústria do plástico ep0904410Indústria do plástico ep0904410
Indústria do plástico ep0904410
 
Produção e Consumo Sustentável - Ana Maria Vieira Neto
Produção e Consumo Sustentável  - Ana Maria Vieira NetoProdução e Consumo Sustentável  - Ana Maria Vieira Neto
Produção e Consumo Sustentável - Ana Maria Vieira Neto
 

Mais de Fernando Vinícius Rocha

ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
Fernando Vinícius Rocha
 
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
Fernando Vinícius Rocha
 
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
Fernando Vinícius Rocha
 
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃOPLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
Fernando Vinícius Rocha
 
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
Fernando Vinícius Rocha
 
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SULPERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
Fernando Vinícius Rocha
 
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSEINEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
Fernando Vinícius Rocha
 

Mais de Fernando Vinícius Rocha (7)

ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
ANÁLISE DE EFICIÊNCIA DOS PROJETOS DE INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA MULTIMOD...
 
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
PRECIFICAÇÃO DAS EMISSÕES DE GÁS CARBÔNICO DO TRANSPORTE DE GRÃOS: IMPACTOS N...
 
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
EMISSÃO DE CO2 NA LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO DE SOJA NO MATO GROSSO: O CASO DAS ...
 
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃOPLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
PLANEJAMENTO LOGÍSTICO DE EXPORTAÇÃO
 
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centr...
 
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SULPERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PERDAS NA CADEIA LOGÍSTICA DO TRIGO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
 
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSEINEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
INEFICIÊNCIAS LOGÍSTICAS DO AGRONEGÓCIO PARANAENSE
 

Fatores que afetam a decisão do produtor de investir em novos armazéns agrícolas

  • 1. ROCHA, F.V.; ORTELAN, C.B.; NETO, E.B.; MARINHO, B.L. FATORES QUE AFETAM A DECISÃO DO PRODUTOR DE INVESTIR EM NOVOS ARMAZÉNS AGRÍCOLAS XVII SEMEAD São Paulo, 30 de outubro de 2014 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP)
  • 2. Introdução • Agronegócio: 40% das exportações do Brasil (MAPA, 2014); • Brasil: um dos maiores produtores de grãos do mundo (FAO, 2013).
  • 6. Problema de Pesquisa Problema de pesquisa: “Que fatores afetam a decisão dos produtores de grãos em investir em novos armazéns agrícolas?” • Objetivos: o Identificar a percepção dos produtores sobre a utilização da armazenagem agrícola; o Verificar se as linhas de créditos são adequadas à realidade dos produtores e se eles tem a pretensão de investir em armazenagem; o Verificar se o produtor tem conhecimento sobre os programas de financiamento existentes para investimentos em armazenagem; o Identificar quais são os fatores mais limitantes da decisão de se investir em armazenagem; o Apontar as dificuldades/facilidades encontradas pelos produtores para certificar os armazéns.
  • 7. Referencial Teórico Armazenagem Agrícola: • Relacionada com duas questões importantes: a possibilidade de obtenção de melhores preços no mercado, e redução de filas e congestionamentos na cadeia logística, especialmente nos portos (GALLARDO et al, 2009); • Estratégia econômica = pode possibilitar aumento da receita líquida dos produtores (ROCHA, 2012); • Segurança alimentar (FAO): o Capacidade estática = 120% da produção; • 14% dos armazéns no Brasil estão localizados no interior das fazendas (ACEBRA, 2013).
  • 8. Referencial Teórico Armazenagem Agrícola: • Plano Agrícola e Pecuário (PAP) = linhas de crédito; o R$ 25 bilhões em cinco anos; o BNDES e Banco do Brasil; • Baixa adesão às linhas de crédito (BIOAGENCIA, 2013).
  • 9. Referencial Teórico Processo de Tomada de Decisão: • A decisão é então conceituada como um processo de análise e escolha entre alternativas disponíveis de cursos de ação que o indivíduo deverá seguir (SIMON, 1974); Decisão de Investimento: • Emprego de capital nos negócios da empresa, com o propósito de gerar produtos e serviços no futuro. (NORONHA, 1981).
  • 10. Referencial Teórico Decisão de Investimento: • Quanto maior a complexidade e a incerteza das decisões, maior a dificuldade que os tomadores de decisão tem para identificar a alternativa que lhes garante maior vantagem (BARBOZA e VIEIRA, 2012); o Arvore da decisão: benefícios estratégicos e viabilidade econômica;
  • 11. Material e Método • Pesquisa descritiva e exploratória; • Coleta de dados: questionário eletrônico (Google Docs); o Pré-teste; • Amostra não probabilística – por conveniência; o 2083 contatos (cooperativas, sindicatos dos produtores de grãos, armazéns habilitados na CONAB, associados da Associação Mato-Grossense dos Produtores de Algodão, produtores de arroz e algodão colaboradores do CEPEA, e produtores de animais colaboradores do CEPEA); • 62 respostas obtidas (2,97%); o 48 respostas válidas;
  • 12. • Tamanho das propriedades agrícolas: Resultados
  • 13. • 89% dos respondentes tem a atividade agrícola como principal fonte de renda; • 79% são produtores de soja; • 46% dos produtores não possuem armazém próprio; Resultados
  • 14. • 73% = pretendem investir em armazenagem nos próximos 5 anos (todas as classes de produtores); Resultados
  • 15. • “Você considera a utilização da armazenagem como uma estratégia para aumento da margem de lucro, dada a redução dos custos logísticos?”. Resultados
  • 16. • Afirmativa: “Uma maior utilização da armazenagem poderia me dar melhor poder de negociação (barganha) com os meus clientes finais”. Resultados
  • 17. • Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em armazenagem propostos pelo governo federal são adequados à minha realidade”. • Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo geral, acessíveis à realidade do produtor rural”. Resultados
  • 18. • Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em armazenagem propostos pelo governo federal são adequados à minha realidade”. • Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo geral, acessíveis à realidade do produtor rural”. Resultados
  • 20. • Afirmativa 1: “Os programas de investimentos em armazenagem propostos pelo governo federal são adequados à minha realidade”. • Afirmativa 2: “Os programas de financiamento são, de modo geral, acessíveis à realidade do produtor rural”. Resultados
  • 22. • Fatores limitantes dos investimentos: Resultados
  • 23. • Fatores limitantes dos investimentos: Resultados
  • 24. • 60%: dos produtores discordam (totalmente ou parcialmente) de que existem facilidades que estimulam a busca pela habilitação dos armazéns; • 54%: procedimentos para a habilitação não estão totalmente claros e acessíveis; • Custo não é o único fator limitante para habilitação; • 68% dos produtores com armazéns tem essa estrutura a mais de 10 anos (idade média dos armazéns existentes: 16,2 anos). Resultados
  • 25. Conclusões • Produtores pensam em investir, e também para oferecer o serviço de armazenagem no mercado; • Fatores mais limitantes do investimento: 1. burocracia para obtenção das linhas de crédito; 2. custo elevado; 3. risco de retorno do investimento. • Programas não adequados à realidade dos produtores (principalmente os menores);
  • 26. Conclusões • Habilitação dos armazéns: o Procedimentos não estão claros; o Possível necessidade de grande adaptação das estruturas existentes.
  • 27. Conclusões • Dificuldades da pesquisa: o Baixo números de respostas obtidas (dificuldade de acesso às cooperativas, às federações e aos produtores). • Sugestão para trabalhos futuros: o Cooperativas vs investimentos em armazenagem.
  • 28. Bibliografia • ACEBRA – Associação das Empresas Cerealistas do Brasil. Armazenagem no Setor Cerealista. Apresentação. • BARBOZA, P.D.; VIEIRA, J.G.V. Análise de Decisão Multicritério Aplicado na Seleção de Investimento em Armazenagem de Soja em Grão. Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional. Rio de Janeiro, 2012. • BIOAGÊNCIA – Agência de Fomento de Energia de Biomassa. A Frustrante Adesão ao Programa de Armazenagem. • BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social. Armazenagem. Informativo Técnico Agris. Nº 1. 2013. • CAIXETA-FILHO, J.V. A Logística do Escoamento da Safra Brasileira. CEPEA/ESALQ-USP. • GALLARDO, A.P.; STUPELLO, B.; GOLDBERG, D.J.K.; CARDOSO, J.S.L.; PINTO, M.M.O. Avaliação da Capacidade da Infraestrutura de Armazenagem para os Granéis Agrícolas Produzidos no Centro-Oeste Brasileiro. CEGN – Centro de Estudos em Gestão Naval. • MAPA – Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento. Plano Agrícola e Pecuário 2013/2014. • MAPA – Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento. Sistema nacional de certificação de unidades armazenadoras. Brasília, 2009 • ROCHA, F.V.; TROMBETA, N.C.; BARTHOLOMEU, D.B.; PÉRA, T.G.; CAIXETA-FILHO, J.V. Avaliação dosGanhos Logísticos com a Utilização da Armazenagem entre os Anos de 2009 e 2011. In: 50º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural – SOBER, 2012. Vitória (ES). Anais. 28