SlideShare uma empresa Scribd logo
Família e Escola: A união como
solução da educação para a
convivência no mundo.
Kássia Quadros Ferreira
Psicopedagoga Clínica e
Institucional
ESCOLA E FAMÍLIA.
São responsáveis:
TRANSMITIR
CONHECIMENTOS
INCENTIVAR A
PARENDIZAGEM
DESENVOLVER O
CRESCIMENTO
O PRINCIPAL: Acreditar e reconhecer que seu aluno/filho como ser
humano estimulando seu crescimento nos aspectos físicos, de
aprendizagem, emocional afetivo e de participantes da sociedade.
O papel dos pais.
Laços afetivos
O desenvolvimento saudável
possibilita que participe em
diferentes ambientes.
A figura dos pais exerce
grande influência na
construção da afetividade.
Definido melhor: “Os pais
são modelos”.
Apoio em todas as situações do
dia a dia (seja elas boas ou ruins).
Não significa:
• Superestimar: “meu filho é o
melhor”.
• Proteger com excesso: “Ele não
tem culpa a culpa é do outro”.
O papel da escola.
Reunir diversos conhecimentos, atividades que desenvolve a
aprendizagem e o desenvolvimento de regras e valores para melhor
conviver no mundo atual que se transforma a todo momento com
grande diversidade cultural e social.
Espaço de participação
onde, vários grupos se
expressam e
desenvolvem a
convivência.
Lugar para buscar
compreender e superar
as dificuldades de um
mundo de mudanças
rápidas e conflitos
interpessoais.
Pais na escola.
Envolver-se nas
atividades escolares.
Contribuir envolvendo-se
na resolução das
atividades e trabalhos.
Mesmo que pense que não
sabe, peça para ele te
explicar, desenvolve a
compreensão de que os
pais são parceiros dos
filhos.
Adotar estratégias de
acompanhamento em
casa.
Nada de impor, “vem cá
vamos ver teus cadernos
e fazer ESSES temas”...
Ser afetivo com alunos/filhos permite que Eles lidem com conflitos e
resolvam seus problemas de forma conjunta ou de forma separada.
Sete hábitos dos bons pais e dos pais
brilhantes (Augusto Cury, 2008.
1º Bons pais dão presentes, pais brilhantes dão seu próprio ser.
Muitos pais trabalham para dar coisas, atender os desejos dos filhos, esquecem de
contar sua história, experiências, lágrimas, seu tempo. (Transforme a relação numa
aventura e não em momentos trágicos. Eles não precisam de gigantes e sim de seres
humanos).
2º Bons pais nutrem o corpo, pais brilhantes nutrem a personalidade.
Prepare seu filho para “ser”, pois o mundo o prepara para “ter”. (De que adianta se
alimentar bem e ter corpo saudável se são infelizes, fogem dos problemas, tem medo
das críticas, não sabem receber um “não”). Faça-os conhecer seus limites e sua força.
3º Bons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar.
As velhas broncas e sermões não funcionam “vai começar”, é importante criar ideias,
não agir como ele agiu, use a criatividade e sinceridade, “o que você acha do seu
comportamento”?
Sete hábitos dos bons pais e dos pais
brilhantes (Augusto Cury, 2008.
4º Bons pais preparam os filhos para os aplausos, pais brilhantes
preparam os filhos para os fracassos.
Estimule seus filhos a ter metas, a procurar os sucesso no estudo, no trabalho, nas
relações com os outros, mas não pare por ai, leve-os a não ter medo dos seus
insucessos, a ser humilde para reconhecer falhas e a enfrentar críticas.
5º Bons pais conversam, pais brilhantes dialogam como amigos.
Devemos criar hábitos de nos reunir com os filhos, dar liberdade para falar sobre si
mesmo. Combine de cozinhar juntos, conte piadas, plantem flores, pescar em família.
Essas reuniões podem provocar efeitos curativos, pois o diálogo traz consequências
como, o amor e a amizade.
6º Bons pais dão informações, pais brilhantes contam histórias.
Cative seus filhos pela sua inteligência e afetividade, não pela autoridade. Quando
sentir que seu filho está enfrentando um problema, crie uma história que transforme a
ansiedade em motivação.
7º Bons pais dão oportunidades, pais brilhantes nunca desistem.
Em primeiro lugar, aprenda a dizer “não” para seus filhos sem medo. Se eles não
ouvirem “não” dos seus pais, estarão despreparados para ouvir “não” da vida.
É preciso compreender pontos negociáveis e limites sem negociação ( como ir dormir
na madrugada e ter que acordar cedo para ir a escola). Negociável por exemplo é o
tempo de um colega.
• Rua Raimundo Aléssio S/N, sala 01 anexo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, centro,
Nova Palma/RS.
• Clínica Pró Vida serviços assistenciais Cauzzo, Rua Tiradentes, nº 1213, Agudo/RS.
(55) 3265-2228 ou pelo meu telefone (55)9613-5507.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de EducarA importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de Educar
Claudia Dutra
 
A Família e a Escola
A Família e a EscolaA Família e a Escola
A Família e a Escola
ALTAIR GERMANO
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
Rosana Leite
 
Mensagem para os pais
Mensagem para os paisMensagem para os pais
Mensagem para os pais
Auxiliadora Vasconcelos
 
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra   EC46 - Limites em casa e na escolaPalestra   EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
Anaí Peña
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
Luúh Reis
 
Palestra ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
Palestra  ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolarPalestra  ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
Palestra ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
Anaí Peña
 
A família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integralA família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integral
Dianaricardo28
 
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Elisandra Manfroi
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escola
Martileny Vieira
 
Escola e família
Escola e famíliaEscola e família
Escola e família
Arethusa Dantas
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
Jeovany Anjos
 
Limites e valores
Limites e valoresLimites e valores
Limites e valores
comunicacaoespirita
 
A importancia familia
A importancia familia A importancia familia
A importancia familia
Elsa Cristina
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais
Colmanetti
 
Escola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra normaEscola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra norma
veraelaine
 
Amar é acolher 1ª reunião
Amar é acolher 1ª reuniãoAmar é acolher 1ª reunião
Amar é acolher 1ª reunião
Simone Liberato CupcakeKids
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
marcioprette
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Rosangela Moreira
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
Anaí Peña
 

Mais procurados (20)

A importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de EducarA importância da Família no Processo de Educar
A importância da Família no Processo de Educar
 
A Família e a Escola
A Família e a EscolaA Família e a Escola
A Família e a Escola
 
Slide lara relação família escola
Slide lara relação família escolaSlide lara relação família escola
Slide lara relação família escola
 
Mensagem para os pais
Mensagem para os paisMensagem para os pais
Mensagem para os pais
 
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra   EC46 - Limites em casa e na escolaPalestra   EC46 - Limites em casa e na escola
Palestra EC46 - Limites em casa e na escola
 
Família, Escola e Comunidade
Família, Escola e ComunidadeFamília, Escola e Comunidade
Família, Escola e Comunidade
 
Palestra ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
Palestra  ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolarPalestra  ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
Palestra ecaq-responsabilidade e compromisso dos pais na vida escolar
 
A família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integralA família e a escola na formação integral
A família e a escola na formação integral
 
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
 
A relação família escola
A relação família escolaA relação família escola
A relação família escola
 
Escola e família
Escola e famíliaEscola e família
Escola e família
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
 
Limites e valores
Limites e valoresLimites e valores
Limites e valores
 
A importancia familia
A importancia familia A importancia familia
A importancia familia
 
1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais1 apresentação reunião de pais
1 apresentação reunião de pais
 
Escola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra normaEscola e família em parceria palestra norma
Escola e família em parceria palestra norma
 
Amar é acolher 1ª reunião
Amar é acolher 1ª reuniãoAmar é acolher 1ª reunião
Amar é acolher 1ª reunião
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
 

Destaque

Preleção família e escola
Preleção família e escolaPreleção família e escola
Preleção família e escola
Lucas dos Santos Carvalho
 
Disciplina - parceria da família com a escola
Disciplina - parceria da família com a escolaDisciplina - parceria da família com a escola
Disciplina - parceria da família com a escola
PBH
 
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230 Retorno EJA
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230  Retorno EJAIII REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230  Retorno EJA
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230 Retorno EJA
ANA CRISTINA
 
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
SimoneHelenDrumond
 
Deveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dosDeveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dos
Leonarda Macedo
 
Parceria Familia Escola OK
Parceria Familia Escola OKParceria Familia Escola OK
Parceria Familia Escola OK
Magno Oliveira
 
Projeto familia e escola (proinfo)
Projeto familia e escola (proinfo)Projeto familia e escola (proinfo)
Projeto familia e escola (proinfo)
alexandrafiorotti
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
Eduardojr-professor
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escola
Mafalda Souto
 
Palestra para pais
Palestra para paisPalestra para pais
Palestra para pais
Alfredo Leite
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
marileneaamaral
 
Estudo de pais 23
Estudo de pais 23Estudo de pais 23
Estudo de pais 23
Fatoze
 
07 de agosto 2015 o papel do pai na vida familiar
07 de agosto 2015   o papel do pai na vida familiar07 de agosto 2015   o papel do pai na vida familiar
07 de agosto 2015 o papel do pai na vida familiar
Lar Irmã Zarabatana
 
Palestra 2
Palestra 2Palestra 2
Microsoft Power Point Emrcfam1
Microsoft Power Point   Emrcfam1Microsoft Power Point   Emrcfam1
Microsoft Power Point Emrcfam1
Tito Romeu Gomes de Sousa Maia Mendes
 
Revolta da princesa isabel
Revolta da princesa isabelRevolta da princesa isabel
Revolta da princesa isabel
Vitor Morais
 
Negros, estrangeiros os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
Negros, estrangeiros   os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4Negros, estrangeiros   os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
Negros, estrangeiros os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
UFMT Universidade Federal de Mato Grosso
 
Princesa Isabel
Princesa IsabelPrincesa Isabel
Princesa Isabel
Antonio Queiroz
 
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emeiTempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
Edna Garcia Dos Reis
 
A criança
A criançaA criança
A criança
jiporches
 

Destaque (20)

Preleção família e escola
Preleção família e escolaPreleção família e escola
Preleção família e escola
 
Disciplina - parceria da família com a escola
Disciplina - parceria da família com a escolaDisciplina - parceria da família com a escola
Disciplina - parceria da família com a escola
 
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230 Retorno EJA
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230  Retorno EJAIII REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230  Retorno EJA
III REUNIÃO PEDAGÓGICA Ciep 230 Retorno EJA
 
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
Os pais é que são responsáveis pelo acompanhamento escolar dos filhos, afinal...
 
Deveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dosDeveres dos pais em relação á educação dos
Deveres dos pais em relação á educação dos
 
Parceria Familia Escola OK
Parceria Familia Escola OKParceria Familia Escola OK
Parceria Familia Escola OK
 
Projeto familia e escola (proinfo)
Projeto familia e escola (proinfo)Projeto familia e escola (proinfo)
Projeto familia e escola (proinfo)
 
Projeto familia na escola
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escola
 
Palestra para pais
Palestra para paisPalestra para pais
Palestra para pais
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
 
Estudo de pais 23
Estudo de pais 23Estudo de pais 23
Estudo de pais 23
 
07 de agosto 2015 o papel do pai na vida familiar
07 de agosto 2015   o papel do pai na vida familiar07 de agosto 2015   o papel do pai na vida familiar
07 de agosto 2015 o papel do pai na vida familiar
 
Palestra 2
Palestra 2Palestra 2
Palestra 2
 
Microsoft Power Point Emrcfam1
Microsoft Power Point   Emrcfam1Microsoft Power Point   Emrcfam1
Microsoft Power Point Emrcfam1
 
Revolta da princesa isabel
Revolta da princesa isabelRevolta da princesa isabel
Revolta da princesa isabel
 
Negros, estrangeiros os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
Negros, estrangeiros   os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4Negros, estrangeiros   os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
Negros, estrangeiros os escravos libertos e sua volta à áfrica - parte 4
 
Princesa Isabel
Princesa IsabelPrincesa Isabel
Princesa Isabel
 
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emeiTempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
Tempos espaçospara infância suaslinguagens_cei_creche_emei
 
A criança
A criançaA criança
A criança
 

Semelhante a Família e escola: A união como solução da educação no mundo.

Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
zmcampos
 
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdfO Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
maviaeldesouza1
 
LiçãO 06 Educando Os Filhos I
LiçãO 06 Educando Os Filhos ILiçãO 06 Educando Os Filhos I
LiçãO 06 Educando Os Filhos I
guest06a00c
 
Autoestima Infantil
Autoestima InfantilAutoestima Infantil
Autoestima Infantil
Maria Cristina Santos Araujo
 
Pais bons x pais brilhantes augusto cury
Pais bons x pais brilhantes augusto curyPais bons x pais brilhantes augusto cury
Pais bons x pais brilhantes augusto cury
Geová da Silva
 
Relacionamento Entre Pais E Filhos
Relacionamento Entre Pais E FilhosRelacionamento Entre Pais E Filhos
Relacionamento Entre Pais E Filhos
Associação Espirita Lagos
 
O que é amor exigente.ppt
O que é amor exigente.pptO que é amor exigente.ppt
O que é amor exigente.ppt
CassianaSousa1
 
A família e a escola formam uma equipe
A família e a escola formam uma equipeA família e a escola formam uma equipe
A família e a escola formam uma equipe
Ana Maria Borges
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
Fatima Sarno Rodrigues
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
Maud Lacerda Abreu
 
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas   américo canhotoPequenos descuidos grandes problemas   américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Helio Cruz
 
unb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptxunb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptx
CarolMDomingues
 
Grupo 2 ligia fagundes - situação de prendizagem 1
Grupo 2  ligia fagundes - situação de prendizagem 1Grupo 2  ligia fagundes - situação de prendizagem 1
Grupo 2 ligia fagundes - situação de prendizagem 1
simoneciailimitada
 
Educaçãoo Positiva e Infância
Educaçãoo Positiva e InfânciaEducaçãoo Positiva e Infância
Educaçãoo Positiva e Infância
psimais
 
LiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
LiçãO 07 Educando Os Filhos IiLiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
LiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
guest06a00c
 
Reencarnação e Educação
Reencarnação e EducaçãoReencarnação e Educação
Reencarnação e Educação
cebv
 
Amar e educar
Amar e educarAmar e educar
Amar e educar
Cinara Aline
 
educação competencias_parentais_sessao_1.pptx
educação competencias_parentais_sessao_1.pptxeducação competencias_parentais_sessao_1.pptx
educação competencias_parentais_sessao_1.pptx
ClaudiaBrito73
 
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
Fernanda Cherobini
 
Cadê a criança que estava aqui
Cadê a criança que estava aquiCadê a criança que estava aqui
Cadê a criança que estava aqui
Rodrigo Freitas
 

Semelhante a Família e escola: A união como solução da educação no mundo. (20)

Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
Resenha do livro Pais Brilhantes, Professores Fascinantes
 
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdfO Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
O Livro que você Gostaria que Seus Pais Tivessem Lido.pdf
 
LiçãO 06 Educando Os Filhos I
LiçãO 06 Educando Os Filhos ILiçãO 06 Educando Os Filhos I
LiçãO 06 Educando Os Filhos I
 
Autoestima Infantil
Autoestima InfantilAutoestima Infantil
Autoestima Infantil
 
Pais bons x pais brilhantes augusto cury
Pais bons x pais brilhantes augusto curyPais bons x pais brilhantes augusto cury
Pais bons x pais brilhantes augusto cury
 
Relacionamento Entre Pais E Filhos
Relacionamento Entre Pais E FilhosRelacionamento Entre Pais E Filhos
Relacionamento Entre Pais E Filhos
 
O que é amor exigente.ppt
O que é amor exigente.pptO que é amor exigente.ppt
O que é amor exigente.ppt
 
A família e a escola formam uma equipe
A família e a escola formam uma equipeA família e a escola formam uma equipe
A família e a escola formam uma equipe
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
 
12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem12 erros que os pais cometem
12 erros que os pais cometem
 
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas   américo canhotoPequenos descuidos grandes problemas   américo canhoto
Pequenos descuidos grandes problemas américo canhoto
 
unb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptxunb-assunto-familia.pptx
unb-assunto-familia.pptx
 
Grupo 2 ligia fagundes - situação de prendizagem 1
Grupo 2  ligia fagundes - situação de prendizagem 1Grupo 2  ligia fagundes - situação de prendizagem 1
Grupo 2 ligia fagundes - situação de prendizagem 1
 
Educaçãoo Positiva e Infância
Educaçãoo Positiva e InfânciaEducaçãoo Positiva e Infância
Educaçãoo Positiva e Infância
 
LiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
LiçãO 07 Educando Os Filhos IiLiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
LiçãO 07 Educando Os Filhos Ii
 
Reencarnação e Educação
Reencarnação e EducaçãoReencarnação e Educação
Reencarnação e Educação
 
Amar e educar
Amar e educarAmar e educar
Amar e educar
 
educação competencias_parentais_sessao_1.pptx
educação competencias_parentais_sessao_1.pptxeducação competencias_parentais_sessao_1.pptx
educação competencias_parentais_sessao_1.pptx
 
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
55911659 a-responsabilidade-dos-pais-na-educacao-dos-filhos
 
Cadê a criança que estava aqui
Cadê a criança que estava aquiCadê a criança que estava aqui
Cadê a criança que estava aqui
 

Mais de Kássia Quadros Ferreira

Capa variedades 573 Educação e mundo
Capa variedades 573 Educação e mundoCapa variedades 573 Educação e mundo
Capa variedades 573 Educação e mundo
Kássia Quadros Ferreira
 
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
Kássia Quadros Ferreira
 
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
Kássia Quadros Ferreira
 
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
Kássia Quadros Ferreira
 
Contexto de dificuldades de aprendizagem.
Contexto de dificuldades de aprendizagem.Contexto de dificuldades de aprendizagem.
Contexto de dificuldades de aprendizagem.
Kássia Quadros Ferreira
 
O trabalho psicopedagógico em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
O trabalho psicopedagógico  em clínica e as dificuldades de aprendizagens.O trabalho psicopedagógico  em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
O trabalho psicopedagógico em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
Kássia Quadros Ferreira
 
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Apresentaçãoç  jornada de educ. 13Apresentaçãoç  jornada de educ. 13
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Kássia Quadros Ferreira
 
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLARTrap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
Kássia Quadros Ferreira
 

Mais de Kássia Quadros Ferreira (8)

Capa variedades 573 Educação e mundo
Capa variedades 573 Educação e mundoCapa variedades 573 Educação e mundo
Capa variedades 573 Educação e mundo
 
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
A ludicidade presente no dia a dia do professor: formas de intervenção.
 
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
TDAH -Acompanhamento e orientação psicopedagógica.
 
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
Dificuldades de aprendizagem em foco, previnir a partir da Educação Infantil.
 
Contexto de dificuldades de aprendizagem.
Contexto de dificuldades de aprendizagem.Contexto de dificuldades de aprendizagem.
Contexto de dificuldades de aprendizagem.
 
O trabalho psicopedagógico em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
O trabalho psicopedagógico  em clínica e as dificuldades de aprendizagens.O trabalho psicopedagógico  em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
O trabalho psicopedagógico em clínica e as dificuldades de aprendizagens.
 
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
Apresentaçãoç  jornada de educ. 13Apresentaçãoç  jornada de educ. 13
Apresentaçãoç jornada de educ. 13
 
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLARTrap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
Trap. psicp.fracasso escolar PSICOPEDAGOGIA E O FRACASSO ESCOLAR
 

Último

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 

Último (20)

Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 

Família e escola: A união como solução da educação no mundo.

  • 1. Família e Escola: A união como solução da educação para a convivência no mundo. Kássia Quadros Ferreira Psicopedagoga Clínica e Institucional
  • 2. ESCOLA E FAMÍLIA. São responsáveis: TRANSMITIR CONHECIMENTOS INCENTIVAR A PARENDIZAGEM DESENVOLVER O CRESCIMENTO O PRINCIPAL: Acreditar e reconhecer que seu aluno/filho como ser humano estimulando seu crescimento nos aspectos físicos, de aprendizagem, emocional afetivo e de participantes da sociedade.
  • 3. O papel dos pais. Laços afetivos O desenvolvimento saudável possibilita que participe em diferentes ambientes. A figura dos pais exerce grande influência na construção da afetividade. Definido melhor: “Os pais são modelos”. Apoio em todas as situações do dia a dia (seja elas boas ou ruins). Não significa: • Superestimar: “meu filho é o melhor”. • Proteger com excesso: “Ele não tem culpa a culpa é do outro”.
  • 4. O papel da escola. Reunir diversos conhecimentos, atividades que desenvolve a aprendizagem e o desenvolvimento de regras e valores para melhor conviver no mundo atual que se transforma a todo momento com grande diversidade cultural e social. Espaço de participação onde, vários grupos se expressam e desenvolvem a convivência. Lugar para buscar compreender e superar as dificuldades de um mundo de mudanças rápidas e conflitos interpessoais.
  • 5. Pais na escola. Envolver-se nas atividades escolares. Contribuir envolvendo-se na resolução das atividades e trabalhos. Mesmo que pense que não sabe, peça para ele te explicar, desenvolve a compreensão de que os pais são parceiros dos filhos. Adotar estratégias de acompanhamento em casa. Nada de impor, “vem cá vamos ver teus cadernos e fazer ESSES temas”... Ser afetivo com alunos/filhos permite que Eles lidem com conflitos e resolvam seus problemas de forma conjunta ou de forma separada.
  • 6. Sete hábitos dos bons pais e dos pais brilhantes (Augusto Cury, 2008. 1º Bons pais dão presentes, pais brilhantes dão seu próprio ser. Muitos pais trabalham para dar coisas, atender os desejos dos filhos, esquecem de contar sua história, experiências, lágrimas, seu tempo. (Transforme a relação numa aventura e não em momentos trágicos. Eles não precisam de gigantes e sim de seres humanos). 2º Bons pais nutrem o corpo, pais brilhantes nutrem a personalidade. Prepare seu filho para “ser”, pois o mundo o prepara para “ter”. (De que adianta se alimentar bem e ter corpo saudável se são infelizes, fogem dos problemas, tem medo das críticas, não sabem receber um “não”). Faça-os conhecer seus limites e sua força. 3º Bons pais corrigem erros, pais brilhantes ensinam a pensar. As velhas broncas e sermões não funcionam “vai começar”, é importante criar ideias, não agir como ele agiu, use a criatividade e sinceridade, “o que você acha do seu comportamento”?
  • 7. Sete hábitos dos bons pais e dos pais brilhantes (Augusto Cury, 2008. 4º Bons pais preparam os filhos para os aplausos, pais brilhantes preparam os filhos para os fracassos. Estimule seus filhos a ter metas, a procurar os sucesso no estudo, no trabalho, nas relações com os outros, mas não pare por ai, leve-os a não ter medo dos seus insucessos, a ser humilde para reconhecer falhas e a enfrentar críticas. 5º Bons pais conversam, pais brilhantes dialogam como amigos. Devemos criar hábitos de nos reunir com os filhos, dar liberdade para falar sobre si mesmo. Combine de cozinhar juntos, conte piadas, plantem flores, pescar em família. Essas reuniões podem provocar efeitos curativos, pois o diálogo traz consequências como, o amor e a amizade. 6º Bons pais dão informações, pais brilhantes contam histórias. Cative seus filhos pela sua inteligência e afetividade, não pela autoridade. Quando sentir que seu filho está enfrentando um problema, crie uma história que transforme a ansiedade em motivação.
  • 8. 7º Bons pais dão oportunidades, pais brilhantes nunca desistem. Em primeiro lugar, aprenda a dizer “não” para seus filhos sem medo. Se eles não ouvirem “não” dos seus pais, estarão despreparados para ouvir “não” da vida. É preciso compreender pontos negociáveis e limites sem negociação ( como ir dormir na madrugada e ter que acordar cedo para ir a escola). Negociável por exemplo é o tempo de um colega.
  • 9.
  • 10. • Rua Raimundo Aléssio S/N, sala 01 anexo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, centro, Nova Palma/RS. • Clínica Pró Vida serviços assistenciais Cauzzo, Rua Tiradentes, nº 1213, Agudo/RS. (55) 3265-2228 ou pelo meu telefone (55)9613-5507.