SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução em Dois Mundos
Pelo espírito de André Luiz
Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira
Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO
Goiânia (GO)
Primeira Parte - Capítulo XV
Vampirismo Espiritual
17/07/2017
Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO
Goiânia (GO)
PARASITISMO NOS REINOS INFERIORES
“Em semelhante desequilíbrio, as vítimas se acomodam, por
tempo indeterminado, à pressão externa dos verdugos; contudo, em outras
eventualidades, sofrem-lhes a intromissão direta na intimidade dos
próprios tecidos, em ocupação impertinente que, às vezes, se degenera em
conflito destruidor e, na maioria dos casos, se transforma num acordo
de tolerância, por necessidade de adaptação, perdurando até a morte
dos hospedeiros espoliados.” (Evolução em Dois Mundos)
Todos os organismos que vivem em um ecossistema relacionam-se
entre si. Algumas relações trazem benefícios para todos, outras só
beneficiam um dos seres envolvidos. Algumas interações ocorrem entre
organismos da mesma espécie e outras entre organismos de espécies
diferentes.
O parasitismo é uma dessas relações que não causam benefícios a todos
e ocorre entre organismos de espécies diferentes. É uma associação de dois
indivíduos, em que um retira seu alimento do corpo do outro.
ENDOPARASITAS ECTOPARASITAS
Exemplos: piolhos, carrapatos
e pulgas
Exemplos: lombrigas e
tênias
Temporários: Invasões periódicas. Exemplo: insetos,
sanguessugas
Ocasional ou Pseudoparasita: surgindo
oportunidade agem como parasitas. Exemplo:
morcegos
Permanentes: alojam-se em um hospedeiro
exclusivo. Exemplo: alguns vermes
Heteroxênica: Agem em hospedeiros intermediários
até atingirem a forma adulta no hospedeiro definitivo.
Exemplo: barbeiro
Hiperparasitismo: Parasitas de outros parasitas
AÇÃO DOS PARASITAS
O parasitismo entre os animais não decorre de uma condição
natural, mas sim de uma AUTÊNTICA ADAPTAÇÃO deles a
modo particular de comportamento.
Neste regime de adaptação experimenta mutações de vulto:
Exemplo: degeneração do aparelho digestivo – nutrição por
osmose (perda dos intestinos/órgão bucais), desaparecimento
de seus órgãos de locomoção, órgãos bucais transformam-se em
órgãos de fixação.
Fora do organismo – encistam-se* para aumentar o tempo de
sobrevivência.
Exemplo: percevejo do leito que pode viver mais de 6 meses em
completo jejum.
TRANSFORMAÇÃO DOS PARASITAS
* - cobrir(-se) de envoltório semelhante ao do cisto; encapsular(-se).
Se os parasitas podem acusar expressivas
transformações, à face do novo regime de existência a
que se afeiçoam, os resultados de tais associações sobre o
hospedeiro são mais profundos, porque os
assaltantes, depois de instalados, se multiplicam,
ameaçadores, estabelecendo espoliações sobre as
províncias orgânicas da vítima, sugando-lhe a
vitalidade, traumatizando-lhe os tecidos, provocando
lesões parciais ou totais, com que, algumas vezes, lhe
apressam a morte.
É possível ao hospedeiro expulsar o parasita antes que
este lhe cause algum dano?
TRANSFORMAÇÃO DOS HOSPEDEIROS
“Ação pela qual Espíritos involuídos, arraigados às
paixões inferiores, se imantam à organização
psicofísica dos encarnados e desencarnados,
sugando-lhes a substância vital.” (Estudando a Mediunidade –
Martins Peralva)
“Vampiro é toda entidade ociosa que se vale,
indubitavelmente, das possibilidades alheias e , em se
tratando de vampiros que visitam os encarnados, é
necessário reconhecer que eles atendem aos sinistros
propósitos a qualquer hora, desde que encontrem
guarida no estojo de carne dos homens.” (Missionários da
Luz – Chico Xavier/André Luiz)
CONCEITO - VAMPIRISMO
1. Espíritos muito apegados às sensações da matéria;
2. Por vingança e ódio;
3. Espíritos que se ligam ao seres amados que
permanecem encarnados;
4. Entre encarnados.
TIPOS
CAUSAS
1. Distúrbios emocionais
2. Gula
3. Excessos alcoólicos
4. Fumo
5. Desvios sexuais
“O aparelho gastrointestinal parecia totalmente ensopado em
aguardente. Espantava-me o fígado enorme. Pequeninas figuras
horripilantes postavam-se vorazes, ao longo da veia porta,
lutando desesperadamente com os elementos sanguíneos mais
novos.” (Excesso de álcool)
“Guardava a ideia de presenciar, não o trabalho de um
aparelho digestivo usual, e sim de vasto alambique, cheio de
pastas de carne e caldos gordurosos a vinagre de condimentação
ativa.” (Abuso da alimentação)
“As glândulas geradoras emitiam fraquíssima luminosidade,
que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros, a se
caracterizarem por espantosa velocidade. Pareciam imantados
uns aos outros, na mesma faina de destruição.” (Desvio sexuais)
(Missionários da Luz – capítulo 3 – André Luiz/Chico Xavier)
André Luiz compara os parasitas existentes nos reinos
inferiores da Natureza aos “parasitas espirituais”, pois os meios
utilizados pelos desencarnados, que se vinculam aos que
permanecem na esfera física, obedecem aos mesmos princípios de
simbiose prejudicial.
DESENCARNADOS AGINDO COMO ECTOPARASITAS:
absorvem as emanações vitais dos encarnados que com eles se
harmonizem.
DESENCARNADOS AGINDO COMO ENDOPARASITAS:
“após se inteirarem dos pontos vulneráveis de suas vítimas,
tomam conta do seu campo mental, impondo-lhes ao centro
coronário a substância dos próprios pensamentos, que a vítima
passa a acolher qual se fossem os seus próprios.” (Evolução em Dois
Mundos)
“Meu amigo, os quadros de viciação
mental, ignorância e sofrimento, nos
lares sem equilíbrio religioso, são
muito grandes. Onde não existe
organização espiritual, não há defesas
da paz de espírito. Isto é intuitivo para
todos os que estimem o reto
pensamento. Os que desencarnam em
condições de excessivo apego aos que
deixaram na Crosta, neles encontrando
as mesmas algemas, quase sempre se
mantêm ligados à casa, às situações
domésticas e aos fluidos vitais da
família. Alimentam-se com a parentela e
dormem nos mesmos aposentos onde se
desligaram do corpo físico. (Missionários
da Luz)
“a mesa familiar é sempre um receptáculo
de influenciações de natureza invisível.”
OBSESSÃO E VAMPIRISMO
“As vítimas de homicídio, e violência, brutalidade manifesta ou perseguição
disfarçada, fora do vaso físico, entram na faixa mental dos ofensores,
conhecendo-lhes a enormidade das faltas ocultas, e, ao invés do perdão, com
que se exonerariam da cadeia de trevas, empenham-se em vinditas atrozes,
retribuindo golpe a golpe e mal por mal.” (Evolução Em Dois Mundos)
No livro “Nos Domínios da Mediunidade”, André Luiz
refere-se a um caso interessante de um homem
desencarnado e uma mulher encarnada que vivem em
regime de escravidão mútua, nutrindo-se da
emanação um do outro. Ela busca ajuda na sessão de
trabalho desobsessivo realizado por um centro espírita e,
com o concurso de entidades abnegadas, consegue o
afastamento momentâneo do Espírito obsessor. Bastou,
porém, que o Espírito fosse retirado, para que ela o fosse
procurar, reclamando-lhe a presença.”(Saúde e Espiritismo –
AME)
“Desencarnados são mais vampirizados que vampirizadores.
Fascinados pelas requisições dos médiuns que lhe prestigiam
a obra infeliz, seguem-lhes os passos, como aprendizes no
encalço dos mentores aos quais se devotam.”
(Nos Domínios da Mediunidade)
“As vítimas de vampirismo e os seus algozes são
sempre criaturas que alegam carência de amor, de
afetividade, como crianças mimadas que passam pelos
traumatismos do abandono. Por isso mesmo são
também inconstantemente inseguras, fugindo ao
tratamento sempre que possível.
Geralmente, quando os obsessores começam a
deixá-las, inquietam-se e sofrem recaídas perigosas,
nas quais pretendem reencontrar os afastados”
(“Vampirismo” – José Herculano Pires)
“Entidades inferiores, retidas pelos próprios
enfermos, em grande viciação da mente,
postavam-se em leitos diversos, inflingindo-lhes
padecimentos atrozes, sugando-lhes
vampirescamente preciosas forças, bem como
atormentando-os e perseguindo-os.”
(Obreiros da Vida Eterna – André Luiz/Chico Xavier)
Possessão
Kardec a descreveu como “uma
substituição, posto que parcial,
de um Espírito errante a um
encarnado”. (Revista Espírita – 1863)
Em “Nos Domínios da Mediunidade”
– a possessão instalou-se ao longo
de 20 anos por um único obsessor
(caso Camilo-Pedro).
Em “Libertação” – a possessão
instalou-se em 10 dias por uma
falange de 60 0bsessores (caso
Margarida-Gregório).
VAMPIRISMO COM REPERCUSSÕES ORGÂNICAS
INFECÇÕES FLUÍDICAS
“Muitos acometem os adversários que ainda se entrosam no corpo
terrestre, empolgando-lhes a imaginação com formas mentais
monstruosas, operando perturbações que podemos classificar
como infecções fluídicas e que determinam o colapso cerebral
com arrasadora loucura.” (Saúde e Espiritismo – AME)
As viciações de personalidade produzem as larvas mentais;
Formam colônias densas;
Na condição de parasitismo mental as larvas servem de alimento
habitual, porque são portadoras de vigoroso magnetismo animal;
Para nutrir-se desse alimento “bastará ao desencarnado agarrar-
se aos companheiros de ignorância, ainda encarnados, qual erva
daninha aos galhos das árvores, e sugar-lhes a substância vital”.
“E ainda muitos outros,
imobilizados nas paixões
egoísticas desse ou daquele
teor, descansam em pesado
monoideísmo, ao pé dos
encarnados, de cuja presença
não se sentem capazes de
afastar-se.” (Evolução em Dois
Mundos)
“... Após se inteirarem dos pontos
vulneráveis de suas vítimas, segregam
sobre elas determinados produtos,
filiados ao quimismo do Espírito, e
que podemos nomear como
simpatinas e aglutininas mentais,
produtos esses que , sub-
repticiamente, lhes modificam a
essência dos próprios pensamentos a
verterem, contínuos, dos fulcros
energéticos do tálamo, no
diencéfalo.” (Evolução em Dois Mundos)
PARASITAS OVOIDES
“Inúmeros infelizes, obstinados na ideia de fazerem
justiça pelas próprias mãos ou confiados a vicioso
apego, quando desafivelados do carro físico, envolvem
sutilmente aqueles que se lhes fazem objeto da
calculada atenção e, auto-hipnotizados por imagens
de afetividade ou desforço, infinitamente repetidas
por eles próprios, acabam em deplorável fixação
monoideística, fora das noções de espaço e tempo,
acusando, passo a passo, enormes transformações na
morfologia do veículo espiritual, porquanto, de
órgãos psicossomáticos retraídos por falta de função,
assemelham-se a ovoides.” (Evolução em Dois Mundos)
“No tocante à criatura humana, o obsessor passa a viver no clima
pessoal da vítima, em perfeita simbiose mórbida, absorvendo-
lhes as forças psíquicas, situação essa que, em muitos casos, se
prolonga para além da morte física do hospedeiro, conforme a
natureza e a extensão dos compromissos morais entre credor e
devedor.” (Evolução em Dois Mundos)
“corpos ovoides de vários tamanhos e de cor plúmbea, atadas ao
cérebro da paciente por meio de fios sutilíssimos(...) a vampirização
era incessante. As energias usuais do corpo pareciam transportadas
às formas ovoides, que se alimentavam delas, automaticamente,
num movimento indefinível de sucção.” (Libertação - Capítulo 9)
PARASITISMO E REENCARNAÇÃO
Reencarnação do Espírito que primeiro manifeste
vontade de melhoria ou aquele que mais mereça;
Família consanguínea como instrumento para por fim
aos processos de vampirismo espiritual;
Escolha da mãe;
O espírito continua padecendo da influência do seu
obsessor na infância, adolescência até atingir a fase
adulta;
União conjugal provacional oferecerá um corpo físico
ao seu obsessor, como filho de seu sangue e coração.
“Se os adversários do Espírito reencarnado são
em maior número, atuam, muitos deles, à feição
dos tripanossomos, tomando os filhos de suas
vítimas e afins deles próprios, por hóspedes
intermediários das formas-pensamentos
deploráveis que arremessam de si, alcançando em
seguida, a mente dos pais ou hospedeiros
definitivos, a inocular-lhes perigosos fluidos
sutis, com que lhes infernizam as almas, muitas
vezes até à ocasião da própria morte.”
(Evolução em Dois Mundos)
TERAPÊUTICA DO PARASITISMO DA ALMA
 Transformação do ser
“Os espíritos inferiores não podem
suportar o brilho e a impressão dos
fluidos mais etéreos. Não morreriam
no meio desses fluidos porque Espírito
não morre, mas uma força instintiva os
manteriam afastados dali como a
criatura terrena se afasta de um fogo
muito ardente ou de uma luz muito
deslumbrante”.
( A Gênese, capítulo XIV, item 11)
Não bastará, porém, a palavra que ajude e a oração que ilumina...
“Precisará do próprio exemplo, no serviço do amor puro aos
semelhantes, com educação e sublimação de si mesmo,
porque só o exemplo é suficientemente forte para renovar
e reajustar.”
“Ninguém necessita, portanto,
aguardar reencarnações
futuras, entretecidas de dor e
lágrimas, em ligações
expiatórias, para diligenciar a
paz com os inimigos trazidos
do pretérito.”
(Evolução em Dois Mundos)
Remédio para o parasitismo
da alma: a prática do bem
“O bem que praticares, em algum lugar, é
teu advogado em toda parte.”
(Chico Xavier)
“Cada boa ação que você pratica, é uma
luz que você acende, em torno dos
próprios passos.” (Chico Xavier)
1 - A Gênese – Allan Kardec
2 - Libertação – André Luiz/Chico Xavier
3 - Entre a Terra e o Céu – André Luiz/Chico Xavier
4 - Vampirismo – J. Herculano Pires
5 - Missionários da Luz – André Luiz/Chico Xavier
6 - Saúde e Espiritismo – Associação Médica Espírita
7 - Estudando a Mediunidade – Martins Peralva
8 - Obreiros da Vida Eterna – André Luiz/Chico Xavier
9 - Revista Espírita – 1863, Edicel, pág. 373
10 - http://www.mundoespirita.com.br/
11 - http://www.cvdee.org.br/
12 - http://www.institutochicoxavier.com/
Referências Bibliográficas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Corpos Espirituais
Corpos EspirituaisCorpos Espirituais
Corpos Espirituais
contatodoutrina2013
 
O Passe
O PasseO Passe
O Passe
paikachambi
 
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismoSono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Deborah Oliver
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Cynthia Castro
 
Transe mediúnico
Transe mediúnicoTranse mediúnico
Transe mediúnico
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
duadv
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
igmateus
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
Cynthia Castro
 
O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
Ricardo Azevedo
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Cynthia Castro
 
Fluido Cósmico ou Universal
Fluido Cósmico ou UniversalFluido Cósmico ou Universal
Fluido Cósmico ou Universal
Rivaldo Guedes Corrêa. Jr
 
Obsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritualObsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritual
grupodepaisceb
 
Aborto
Aborto Aborto
Aborto
Victor Passos
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
Louis Oliver
 
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da almaPrimeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
CeiClarencio
 
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDASINFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
Rodrigo Leite
 
A CASA MENTAL
A CASA MENTALA CASA MENTAL
A CASA MENTAL
Carlos Steigleder
 

Mais procurados (20)

Corpos Espirituais
Corpos EspirituaisCorpos Espirituais
Corpos Espirituais
 
O Passe
O PasseO Passe
O Passe
 
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismoSono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
Sono & sonhos ; sonhos; ESDE; espiritismo
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo V - Células e Corpo Espir...
 
Transe mediúnico
Transe mediúnicoTranse mediúnico
Transe mediúnico
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIV - Simbiose Espiritual...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo III - Evolução do Corpo E...
 
O Poder do Pensamento
O Poder do PensamentoO Poder do Pensamento
O Poder do Pensamento
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XII - Alma e Desencarnaçã...
 
Fluido Cósmico ou Universal
Fluido Cósmico ou UniversalFluido Cósmico ou Universal
Fluido Cósmico ou Universal
 
Obsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritualObsessão e influenciação espiritual
Obsessão e influenciação espiritual
 
Aborto
Aborto Aborto
Aborto
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
 
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da almaPrimeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
 
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDASINFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
 
A CASA MENTAL
A CASA MENTALA CASA MENTAL
A CASA MENTAL
 

Semelhante a Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritual - 17/07/2017

Apostila 09 doc
Apostila 09 docApostila 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Parte iv mediunidade
Parte iv   mediunidadeParte iv   mediunidade
Parte iv mediunidade
Lívia Maria Pereira
 
76138303 apometria-tudo-sobre
76138303 apometria-tudo-sobre76138303 apometria-tudo-sobre
76138303 apometria-tudo-sobre
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Obsessao e mediunidade
Obsessao e mediunidadeObsessao e mediunidade
Obsessao e mediunidade
Prof. Paulo Ratki
 
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
GEOMPM FEEB
 
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologiasCorpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
Fernando Vieira Filho
 
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios EspirituaisEstudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Tenda Espirita Mamãe Oxum Petropolis - Rio de Janeiro - Brasil
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Divulgador do Espiritismo
 
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
GEOMPM FEEB
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além TúmuloO Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
dinamica_espirita_73.pdf
dinamica_espirita_73.pdfdinamica_espirita_73.pdf
dinamica_espirita_73.pdf
CESARSOMMER2
 
Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessão
jcevadro
 
Gee perispirito e enfermidade
Gee perispirito e enfermidadeGee perispirito e enfermidade
Gee perispirito e enfermidade
ventofrio
 
Obsessaoedesobsessao l15
Obsessaoedesobsessao l15Obsessaoedesobsessao l15
Obsessaoedesobsessao l15
Manoel Gamas
 
Atmosfera espiritual do carnaval
Atmosfera espiritual do carnavalAtmosfera espiritual do carnaval
Atmosfera espiritual do carnaval
Graça Maciel
 
Revista espírita 1863
Revista espírita   1863Revista espírita   1863
Revista espírita 1863
anaccc2013
 

Semelhante a Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritual - 17/07/2017 (20)

Apostila 09 doc
Apostila 09 docApostila 09 doc
Apostila 09 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 09 doc
 
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 docApostila obsessão   lar rubataiana -doc - 09 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -doc - 09 doc
 
Parte iv mediunidade
Parte iv   mediunidadeParte iv   mediunidade
Parte iv mediunidade
 
76138303 apometria-tudo-sobre
76138303 apometria-tudo-sobre76138303 apometria-tudo-sobre
76138303 apometria-tudo-sobre
 
Obsessao e mediunidade
Obsessao e mediunidadeObsessao e mediunidade
Obsessao e mediunidade
 
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
Transição Planetária - Aula 4 - Cap. 04,05 e 06 - Roteiros terrestres, Novas ...
 
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologiasCorpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
Corpos ovóides na obsessão e nas psicopatologias
 
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios EspirituaisEstudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
Estudo, Classificação e Tratamento dos Distúrbios Espirituais
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
01 - Exórdio e prolegômenos - Nos Bastidores da Obsessão
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além TúmuloO Despertar da Consciência no Além Túmulo
O Despertar da Consciência no Além Túmulo
 
dinamica_espirita_73.pdf
dinamica_espirita_73.pdfdinamica_espirita_73.pdf
dinamica_espirita_73.pdf
 
Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessão
 
Gee perispirito e enfermidade
Gee perispirito e enfermidadeGee perispirito e enfermidade
Gee perispirito e enfermidade
 
Obsessaoedesobsessao l15
Obsessaoedesobsessao l15Obsessaoedesobsessao l15
Obsessaoedesobsessao l15
 
Atmosfera espiritual do carnaval
Atmosfera espiritual do carnavalAtmosfera espiritual do carnaval
Atmosfera espiritual do carnaval
 
Revista espírita 1863
Revista espírita   1863Revista espírita   1863
Revista espírita 1863
 

Mais de Cynthia Castro

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Cynthia Castro
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Cynthia Castro
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Cynthia Castro
 

Mais de Cynthia Castro (20)

Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XIX e XX - Predisposições...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XVI, XVII e XVIII - Deter...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulo XV - Passe Magnético - 02/...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos XII, XIII e XIV - Diferen...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos VIII, IX, X e XI - Matrim...
 
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
Evolução Em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos V_VI_VII - Apresentação d...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos III e IV - Corpo Espiritu...
 
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
Evolução em Dois Mundos - Segunda Parte - Capítulos I e II - Alimentação e Li...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIX - Alma e Reencarnação...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XVIII - Sexo e Corpo Espi...
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XIII - Alma e Fluidos - 0...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo X - Palavra e Responsabil...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IX - Evolução e Cérebro -...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VIII - Evolução e Metabol...
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VII - Evolução e Heredita...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo VI - Evolução e Sexo - 15...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo IV - Automatismo e Corpo ...
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
 

Último

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
tintcha62
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 

Último (20)

controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 

Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XV - Vampirismo Espiritual - 17/07/2017

  • 1. Evolução em Dois Mundos Pelo espírito de André Luiz Psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO Goiânia (GO)
  • 2. Primeira Parte - Capítulo XV Vampirismo Espiritual 17/07/2017 Federação Espírita do Estado de Goiás – FEEGO Goiânia (GO)
  • 3. PARASITISMO NOS REINOS INFERIORES “Em semelhante desequilíbrio, as vítimas se acomodam, por tempo indeterminado, à pressão externa dos verdugos; contudo, em outras eventualidades, sofrem-lhes a intromissão direta na intimidade dos próprios tecidos, em ocupação impertinente que, às vezes, se degenera em conflito destruidor e, na maioria dos casos, se transforma num acordo de tolerância, por necessidade de adaptação, perdurando até a morte dos hospedeiros espoliados.” (Evolução em Dois Mundos) Todos os organismos que vivem em um ecossistema relacionam-se entre si. Algumas relações trazem benefícios para todos, outras só beneficiam um dos seres envolvidos. Algumas interações ocorrem entre organismos da mesma espécie e outras entre organismos de espécies diferentes. O parasitismo é uma dessas relações que não causam benefícios a todos e ocorre entre organismos de espécies diferentes. É uma associação de dois indivíduos, em que um retira seu alimento do corpo do outro.
  • 4. ENDOPARASITAS ECTOPARASITAS Exemplos: piolhos, carrapatos e pulgas Exemplos: lombrigas e tênias
  • 5. Temporários: Invasões periódicas. Exemplo: insetos, sanguessugas Ocasional ou Pseudoparasita: surgindo oportunidade agem como parasitas. Exemplo: morcegos Permanentes: alojam-se em um hospedeiro exclusivo. Exemplo: alguns vermes Heteroxênica: Agem em hospedeiros intermediários até atingirem a forma adulta no hospedeiro definitivo. Exemplo: barbeiro Hiperparasitismo: Parasitas de outros parasitas AÇÃO DOS PARASITAS
  • 6. O parasitismo entre os animais não decorre de uma condição natural, mas sim de uma AUTÊNTICA ADAPTAÇÃO deles a modo particular de comportamento. Neste regime de adaptação experimenta mutações de vulto: Exemplo: degeneração do aparelho digestivo – nutrição por osmose (perda dos intestinos/órgão bucais), desaparecimento de seus órgãos de locomoção, órgãos bucais transformam-se em órgãos de fixação. Fora do organismo – encistam-se* para aumentar o tempo de sobrevivência. Exemplo: percevejo do leito que pode viver mais de 6 meses em completo jejum. TRANSFORMAÇÃO DOS PARASITAS * - cobrir(-se) de envoltório semelhante ao do cisto; encapsular(-se).
  • 7. Se os parasitas podem acusar expressivas transformações, à face do novo regime de existência a que se afeiçoam, os resultados de tais associações sobre o hospedeiro são mais profundos, porque os assaltantes, depois de instalados, se multiplicam, ameaçadores, estabelecendo espoliações sobre as províncias orgânicas da vítima, sugando-lhe a vitalidade, traumatizando-lhe os tecidos, provocando lesões parciais ou totais, com que, algumas vezes, lhe apressam a morte. É possível ao hospedeiro expulsar o parasita antes que este lhe cause algum dano? TRANSFORMAÇÃO DOS HOSPEDEIROS
  • 8. “Ação pela qual Espíritos involuídos, arraigados às paixões inferiores, se imantam à organização psicofísica dos encarnados e desencarnados, sugando-lhes a substância vital.” (Estudando a Mediunidade – Martins Peralva) “Vampiro é toda entidade ociosa que se vale, indubitavelmente, das possibilidades alheias e , em se tratando de vampiros que visitam os encarnados, é necessário reconhecer que eles atendem aos sinistros propósitos a qualquer hora, desde que encontrem guarida no estojo de carne dos homens.” (Missionários da Luz – Chico Xavier/André Luiz) CONCEITO - VAMPIRISMO
  • 9. 1. Espíritos muito apegados às sensações da matéria; 2. Por vingança e ódio; 3. Espíritos que se ligam ao seres amados que permanecem encarnados; 4. Entre encarnados. TIPOS
  • 10. CAUSAS 1. Distúrbios emocionais 2. Gula 3. Excessos alcoólicos 4. Fumo 5. Desvios sexuais
  • 11. “O aparelho gastrointestinal parecia totalmente ensopado em aguardente. Espantava-me o fígado enorme. Pequeninas figuras horripilantes postavam-se vorazes, ao longo da veia porta, lutando desesperadamente com os elementos sanguíneos mais novos.” (Excesso de álcool) “Guardava a ideia de presenciar, não o trabalho de um aparelho digestivo usual, e sim de vasto alambique, cheio de pastas de carne e caldos gordurosos a vinagre de condimentação ativa.” (Abuso da alimentação) “As glândulas geradoras emitiam fraquíssima luminosidade, que parecia abafada por aluviões de corpúsculos negros, a se caracterizarem por espantosa velocidade. Pareciam imantados uns aos outros, na mesma faina de destruição.” (Desvio sexuais) (Missionários da Luz – capítulo 3 – André Luiz/Chico Xavier)
  • 12. André Luiz compara os parasitas existentes nos reinos inferiores da Natureza aos “parasitas espirituais”, pois os meios utilizados pelos desencarnados, que se vinculam aos que permanecem na esfera física, obedecem aos mesmos princípios de simbiose prejudicial. DESENCARNADOS AGINDO COMO ECTOPARASITAS: absorvem as emanações vitais dos encarnados que com eles se harmonizem. DESENCARNADOS AGINDO COMO ENDOPARASITAS: “após se inteirarem dos pontos vulneráveis de suas vítimas, tomam conta do seu campo mental, impondo-lhes ao centro coronário a substância dos próprios pensamentos, que a vítima passa a acolher qual se fossem os seus próprios.” (Evolução em Dois Mundos)
  • 13. “Meu amigo, os quadros de viciação mental, ignorância e sofrimento, nos lares sem equilíbrio religioso, são muito grandes. Onde não existe organização espiritual, não há defesas da paz de espírito. Isto é intuitivo para todos os que estimem o reto pensamento. Os que desencarnam em condições de excessivo apego aos que deixaram na Crosta, neles encontrando as mesmas algemas, quase sempre se mantêm ligados à casa, às situações domésticas e aos fluidos vitais da família. Alimentam-se com a parentela e dormem nos mesmos aposentos onde se desligaram do corpo físico. (Missionários da Luz) “a mesa familiar é sempre um receptáculo de influenciações de natureza invisível.”
  • 14. OBSESSÃO E VAMPIRISMO “As vítimas de homicídio, e violência, brutalidade manifesta ou perseguição disfarçada, fora do vaso físico, entram na faixa mental dos ofensores, conhecendo-lhes a enormidade das faltas ocultas, e, ao invés do perdão, com que se exonerariam da cadeia de trevas, empenham-se em vinditas atrozes, retribuindo golpe a golpe e mal por mal.” (Evolução Em Dois Mundos)
  • 15. No livro “Nos Domínios da Mediunidade”, André Luiz refere-se a um caso interessante de um homem desencarnado e uma mulher encarnada que vivem em regime de escravidão mútua, nutrindo-se da emanação um do outro. Ela busca ajuda na sessão de trabalho desobsessivo realizado por um centro espírita e, com o concurso de entidades abnegadas, consegue o afastamento momentâneo do Espírito obsessor. Bastou, porém, que o Espírito fosse retirado, para que ela o fosse procurar, reclamando-lhe a presença.”(Saúde e Espiritismo – AME) “Desencarnados são mais vampirizados que vampirizadores. Fascinados pelas requisições dos médiuns que lhe prestigiam a obra infeliz, seguem-lhes os passos, como aprendizes no encalço dos mentores aos quais se devotam.” (Nos Domínios da Mediunidade)
  • 16. “As vítimas de vampirismo e os seus algozes são sempre criaturas que alegam carência de amor, de afetividade, como crianças mimadas que passam pelos traumatismos do abandono. Por isso mesmo são também inconstantemente inseguras, fugindo ao tratamento sempre que possível. Geralmente, quando os obsessores começam a deixá-las, inquietam-se e sofrem recaídas perigosas, nas quais pretendem reencontrar os afastados” (“Vampirismo” – José Herculano Pires)
  • 17. “Entidades inferiores, retidas pelos próprios enfermos, em grande viciação da mente, postavam-se em leitos diversos, inflingindo-lhes padecimentos atrozes, sugando-lhes vampirescamente preciosas forças, bem como atormentando-os e perseguindo-os.” (Obreiros da Vida Eterna – André Luiz/Chico Xavier)
  • 18. Possessão Kardec a descreveu como “uma substituição, posto que parcial, de um Espírito errante a um encarnado”. (Revista Espírita – 1863) Em “Nos Domínios da Mediunidade” – a possessão instalou-se ao longo de 20 anos por um único obsessor (caso Camilo-Pedro). Em “Libertação” – a possessão instalou-se em 10 dias por uma falange de 60 0bsessores (caso Margarida-Gregório). VAMPIRISMO COM REPERCUSSÕES ORGÂNICAS
  • 19. INFECÇÕES FLUÍDICAS “Muitos acometem os adversários que ainda se entrosam no corpo terrestre, empolgando-lhes a imaginação com formas mentais monstruosas, operando perturbações que podemos classificar como infecções fluídicas e que determinam o colapso cerebral com arrasadora loucura.” (Saúde e Espiritismo – AME) As viciações de personalidade produzem as larvas mentais; Formam colônias densas; Na condição de parasitismo mental as larvas servem de alimento habitual, porque são portadoras de vigoroso magnetismo animal; Para nutrir-se desse alimento “bastará ao desencarnado agarrar- se aos companheiros de ignorância, ainda encarnados, qual erva daninha aos galhos das árvores, e sugar-lhes a substância vital”.
  • 20. “E ainda muitos outros, imobilizados nas paixões egoísticas desse ou daquele teor, descansam em pesado monoideísmo, ao pé dos encarnados, de cuja presença não se sentem capazes de afastar-se.” (Evolução em Dois Mundos) “... Após se inteirarem dos pontos vulneráveis de suas vítimas, segregam sobre elas determinados produtos, filiados ao quimismo do Espírito, e que podemos nomear como simpatinas e aglutininas mentais, produtos esses que , sub- repticiamente, lhes modificam a essência dos próprios pensamentos a verterem, contínuos, dos fulcros energéticos do tálamo, no diencéfalo.” (Evolução em Dois Mundos)
  • 21. PARASITAS OVOIDES “Inúmeros infelizes, obstinados na ideia de fazerem justiça pelas próprias mãos ou confiados a vicioso apego, quando desafivelados do carro físico, envolvem sutilmente aqueles que se lhes fazem objeto da calculada atenção e, auto-hipnotizados por imagens de afetividade ou desforço, infinitamente repetidas por eles próprios, acabam em deplorável fixação monoideística, fora das noções de espaço e tempo, acusando, passo a passo, enormes transformações na morfologia do veículo espiritual, porquanto, de órgãos psicossomáticos retraídos por falta de função, assemelham-se a ovoides.” (Evolução em Dois Mundos)
  • 22. “No tocante à criatura humana, o obsessor passa a viver no clima pessoal da vítima, em perfeita simbiose mórbida, absorvendo- lhes as forças psíquicas, situação essa que, em muitos casos, se prolonga para além da morte física do hospedeiro, conforme a natureza e a extensão dos compromissos morais entre credor e devedor.” (Evolução em Dois Mundos) “corpos ovoides de vários tamanhos e de cor plúmbea, atadas ao cérebro da paciente por meio de fios sutilíssimos(...) a vampirização era incessante. As energias usuais do corpo pareciam transportadas às formas ovoides, que se alimentavam delas, automaticamente, num movimento indefinível de sucção.” (Libertação - Capítulo 9)
  • 23. PARASITISMO E REENCARNAÇÃO Reencarnação do Espírito que primeiro manifeste vontade de melhoria ou aquele que mais mereça; Família consanguínea como instrumento para por fim aos processos de vampirismo espiritual; Escolha da mãe; O espírito continua padecendo da influência do seu obsessor na infância, adolescência até atingir a fase adulta; União conjugal provacional oferecerá um corpo físico ao seu obsessor, como filho de seu sangue e coração.
  • 24. “Se os adversários do Espírito reencarnado são em maior número, atuam, muitos deles, à feição dos tripanossomos, tomando os filhos de suas vítimas e afins deles próprios, por hóspedes intermediários das formas-pensamentos deploráveis que arremessam de si, alcançando em seguida, a mente dos pais ou hospedeiros definitivos, a inocular-lhes perigosos fluidos sutis, com que lhes infernizam as almas, muitas vezes até à ocasião da própria morte.” (Evolução em Dois Mundos)
  • 25. TERAPÊUTICA DO PARASITISMO DA ALMA  Transformação do ser “Os espíritos inferiores não podem suportar o brilho e a impressão dos fluidos mais etéreos. Não morreriam no meio desses fluidos porque Espírito não morre, mas uma força instintiva os manteriam afastados dali como a criatura terrena se afasta de um fogo muito ardente ou de uma luz muito deslumbrante”. ( A Gênese, capítulo XIV, item 11) Não bastará, porém, a palavra que ajude e a oração que ilumina...
  • 26. “Precisará do próprio exemplo, no serviço do amor puro aos semelhantes, com educação e sublimação de si mesmo, porque só o exemplo é suficientemente forte para renovar e reajustar.” “Ninguém necessita, portanto, aguardar reencarnações futuras, entretecidas de dor e lágrimas, em ligações expiatórias, para diligenciar a paz com os inimigos trazidos do pretérito.” (Evolução em Dois Mundos)
  • 27. Remédio para o parasitismo da alma: a prática do bem “O bem que praticares, em algum lugar, é teu advogado em toda parte.” (Chico Xavier) “Cada boa ação que você pratica, é uma luz que você acende, em torno dos próprios passos.” (Chico Xavier)
  • 28. 1 - A Gênese – Allan Kardec 2 - Libertação – André Luiz/Chico Xavier 3 - Entre a Terra e o Céu – André Luiz/Chico Xavier 4 - Vampirismo – J. Herculano Pires 5 - Missionários da Luz – André Luiz/Chico Xavier 6 - Saúde e Espiritismo – Associação Médica Espírita 7 - Estudando a Mediunidade – Martins Peralva 8 - Obreiros da Vida Eterna – André Luiz/Chico Xavier 9 - Revista Espírita – 1863, Edicel, pág. 373 10 - http://www.mundoespirita.com.br/ 11 - http://www.cvdee.org.br/ 12 - http://www.institutochicoxavier.com/ Referências Bibliográficas

Notas do Editor

  1. Verdugo: algoz, carrasco. Simbiose: associação de dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favoráveis ou nocivas para uma delas apenas.
  2. Encistar: cercar-se de membrana semelhante a cisto
  3. Nosso lar: caso de mulher cercada de pontos negros, que chegada do Umbral, implora socorro do outro lado da cancela. O socorro é negado, em virtude de tratar-se de um forte vampiro, cujos pontos negros representavam 58 crianças assassinadas ao nascer. Obreiros da Vida Eterna, Nos domínios da mediunidade, Libertação, Entre a Terra e o Céu, No Mundo maior
  4. Tipos de vampirismo Como as pessoas sugam nossa energia? Como identificar essas pessoas?
  5. “amolece a vontade humana”
  6. Em Missionários da
  7. Quimismo: conjunto de reações químicas orgânicas O tálamo é uma das regiões do diencéfalo(as outras são o hipotálamo e a glândula pineal). È um importante centro nervoso do cérebro. Funções: Desempenha um papel importante na cognição (obtenção de conhecimentos) e na consciência. , Transmissão de impulsos sensitivos originários da medula espinhal, do cerebelo, do tronco encefálico e de outras regiões do cérebro até o córtex cerebral.
  8. Desforço: vingança, retaliação
  9. No livro Apometria, novos horizontes da medicina espiritual, a autor, Vitor Ronaldo da Costa , relata a síndrome dos aparelhos parasitas no sistema nervoso do campo astral. A finalidade desses aparelhos eletrônicos sofisticados, é causar perturbação nervosa na área de sensibilidade ou em centros nervosos determinados. Alguns, mais perfeitos e complexos, atingem tb áreas motoras específicas causando respostas neurológicas correspondentes, tais como paralisias progressivas, atrofias, hemiplegias, síndromes dolorosa, etc. O Objetivo sempre é desarmonizar a fisiologia nervosa do paciente e fazê-lo sofrer.