SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO UNIVERSITÁIO FACEX-UNIFACEX
EIXO TEMÁTICO: ENFERMAGEM NO CONTEXTO DA
ATENÇÃO/ASSITENCIA À SAÚDE
UP: PRÁTICAS VIVENCIAL DO CUIDADO III
PRECEPTORA: CRISTIANA SOUTO
DISCENTES: JAKELINE OLIVEIRA, SIMARAALVES, JEANE XAVIER, CÁTIA
MARIA, MARIA DA PIEDADE GUEDES
DENGUE
INTRODUÇÃO
A dengue é uma doença infecciosa causada por vírus
pertencentes à família Arboviridae e gênero Flavivirus,
ocorrendo em regiões tropicais e subtropicais do mundo. O
vírus causador da dengue possui quatro sorotipos
denominados DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. O vetor
desse parasita é um inseto pertencente à família Culicidae e
gênero Aedes, sendo a principal espécie transmissora no país
a Aedes aegypit.
A transmissão só ocorre por meio da picada do mosquito
fêmea contaminada pelo vírus.
INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS
Segundo os dados entre 2008 à 2012, foram
notificados 12.882,60 casos no Brasil. Deste total,
321,99 foram notificados na região nordeste e
970,97 na capital Natal.
OBJETIVO
Conhecer a atual situação do município de Natal em
relação a Dengue, bem como traçar o perfil
epidemiológico da doença, identificando e
notificando os números de casos suspeitos e
confirmados.
METODOLOGIA
ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO
TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO
Período: 2008-2012
Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
METODOLOGIA
ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO
TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO
PERÍODO: 2008-2012
Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO
DESCRITIVO
TAXA DE INCIDÊNCIA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO SEGUNDO REGIÃO
PERÍODO: 2008-2012
Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
TAXA DE INCIDÊNCIA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO
SEGUNDO REGIÃO
PERÍODO: 2008-2012
0
100
200
300
400
500
600
700
800
Região Norte Região
Nordeste
Região
Sudeste
Região Sul Região
Centro-Oeste
Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO
DESCRITIVO
TAXA DE INCIDÊNCIA POR REGIÃO SEGUNDO REGIÃO UNIDADE DA
FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE
PERÍODO: 2008-2012
ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO
DESCRITIVO
TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO CAPITAL: NATAL
PERÍODO: 2008 – 2012
RESULTADOS E DISCUSSÃO
TAXA DE INCIDÊNCIA POR FAIXA ETÁRIA SEGUNDO REGIÃO UNIDADE
DA FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE
PERÍODO: 2008-2012
TAXA DE INCIDÊNCIA POR FAIXA ETÁRIA SEGUNDO REGIÃO
UNIDADE DA FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE
PERÍODO: 2008-2012
0,00
200,00
400,00
600,00
800,00
1.000,00
1.200,00
1.400,00
1.600,00
1.800,00
2.000,00
Menor 5
anos
5 a 9 anos 10 a 19
anos
20 a 39
anos
40 a 59
anos
60 anos e
mais
Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
RESULTADOS E DISCURSÕES
A grande ameaça da expansão de doenças infecciosas, como
o dengue, aponta para a necessidade de reestruturação da
vigilância epidemiológica e da mudança das políticas de
controle. Isto deve ter como base a visão de que a saúde
pública é um problema amplo que não comporta soluções
imediatistas, pois envolve a participação conjunta das
agências governamentais e de toda a sociedade num
processo contínuo. (CHARAVALLOTI NETO et al., 2006,
p. 988).
RESULTADOS E DISCURSÕES
Beneficência quer dizer fazer o bem. [...] significa que
temos a obrigação moral de agir para o benefício do
outro. Este conceito, quando é utilizado na área de
cuidados com a saúde[...] fazer o que é melhor para o
paciente, não só do ponto de vista técnico-assistencial,
mas também do ponto de vista ético. É usar todos os
conhecimentos e habilidades profissionais a serviço do
paciente, considerando[...] maximização dos benefícios
do procedimento a realizar. (LOCH, 2002, p.12)
CONCLUSÃO
O grupo adquiriu novos conhecimentos sobre a Dengue
e sobre a prática de vigilância em saúde que envolve,
além do setor saúde, fatores como infraestrutura das
cidades, transporte de pessoas e cargas e meio ambiente,
entre outros. Enquanto não houver uma vacina
disponível, somente uma ação entre poder público e a
população poderá ser capaz de controlar a doença e
prevenir possíveis epidemias.
ANEXOS
ANEXOS
REFERENCIAS
www.datasus.gov.br. Disponível em:
<http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203> Acesso em: 08 Maio. 2014.
brasilescola.com . Disponível em:
< http://meuartigo.brasilescola.com/biologia/dengue.htm>.Acesso em: 08 Maio. 2014.
portal.natal.rn.gov.br. Disponível em: < http://portal.natal.rn.gov.br/noticia/ntc-19038.html>. Acesso
em: 09 Maio. 2014
CHIARAVALLOTI NETO, Francisco. Controle do dengue em uma área urbana do Brasil: avaliação
do impacto do Programa Saúde da Família com relação ao programa tradicional de controle. Cad.
Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n. 5, p. 987- 997, Maio, 2006.
saude.gov.br. Disponível em: < http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-
ministerio/principal/secretarias/svs/noticias-svs/12285-dengue-casos-e-obitos-caem-no-primeiro-
trimestre-do-ano>. Acesso em: 09 Maio. 2014.
www.contagem.cefetmg.br. Disponível em:
<http://www.contagem.cefetmg.br/site/sobre/aux/academico/portaldengue/> . Acesso em: 09
Maio.2014.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Estudos epidemiológicos sobre a dengue

Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptxDengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
Alexandre Naime Barbosa
 
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsfdsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
GABRIELSOUZADASILVA7
 
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são pauloMinistério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
Ministério da Saúde
 
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengueDiretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Tâmara Lessa
 
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengueDiretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
adrianomedico
 
Normas técnicas de combate a dengue
Normas técnicas de combate a dengueNormas técnicas de combate a dengue
Normas técnicas de combate a dengue
Daniel Silva de Oliveira
 
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de PrevençãoDengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
Mr. Johnny Bispo
 
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
Débora Freire
 
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Leonardo Couto
 
Doenças Negligenciadas
Doenças NegligenciadasDoenças Negligenciadas
Doenças Negligenciadas
ThamiresLackmann1
 
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdfApostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
AdrieneDelduck
 
Vigilância em Saúde
Vigilância em SaúdeVigilância em Saúde
Vigilância em Saúde
claudia alzuguir
 
Webquest doenças tropicais
Webquest doenças tropicaisWebquest doenças tropicais
Webquest doenças tropicais
Helder Neves de Albuquerque
 
Simpósio Hanseníase - Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
Simpósio Hanseníase -  Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...Simpósio Hanseníase -  Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
Simpósio Hanseníase - Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
lascounic
 
Cartilha dengue
Cartilha dengueCartilha dengue
Cartilha dengue
Ricardo Valério
 
Acoes de controle de endemias malaria
Acoes de controle de endemias malariaAcoes de controle de endemias malaria
Acoes de controle de endemias malaria
Conceicao Santos
 
Cartilha dengue acs no controle da dengue
Cartilha dengue acs no controle da dengueCartilha dengue acs no controle da dengue
Cartilha dengue acs no controle da dengue
Elizete Roth
 
Dengue acs no controle.
Dengue acs no controle.Dengue acs no controle.
Dengue acs no controle.
adrianomedico
 
Cartilha dengue agente comunitário de saúde
Cartilha dengue   agente comunitário de saúdeCartilha dengue   agente comunitário de saúde
Cartilha dengue agente comunitário de saúde
Ministério da Saúde
 
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
Ministério da Saúde
 

Semelhante a Estudos epidemiológicos sobre a dengue (20)

Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptxDengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
Dengue - Epidemiologia e Manejo InfectoNNE Out 2022 v2.pptx
 
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsfdsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
dsGrupo 7 - Dengue.pptdfgdsdffsdfdsfsdfdsf
 
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são pauloMinistério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
Ministério aprova adicional de r$ 11 milhões contra a dengue para são paulo
 
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengueDiretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
Diretrizes nacionais prevenção e controle da dengue
 
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengueDiretrizes para prevenção e controle da dengue
Diretrizes para prevenção e controle da dengue
 
Normas técnicas de combate a dengue
Normas técnicas de combate a dengueNormas técnicas de combate a dengue
Normas técnicas de combate a dengue
 
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de PrevençãoDengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
Dengue no Brasil em 2024: Desafios e Estratégias de Prevenção
 
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
A DENGUE EM SOBRAL (CE): ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DO PERÍODO DE 2008 A 2011
 
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
Wiseminer aplicado a segurança da saúde pública. Como os sistemas de inteligê...
 
Doenças Negligenciadas
Doenças NegligenciadasDoenças Negligenciadas
Doenças Negligenciadas
 
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdfApostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
Apostila_Dengue_Núcleo Telessaúde SC UFSC.pptx.pdf
 
Vigilância em Saúde
Vigilância em SaúdeVigilância em Saúde
Vigilância em Saúde
 
Webquest doenças tropicais
Webquest doenças tropicaisWebquest doenças tropicais
Webquest doenças tropicais
 
Simpósio Hanseníase - Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
Simpósio Hanseníase -  Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...Simpósio Hanseníase -  Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
Simpósio Hanseníase - Situação atual da hanseniase no Brasil e mundo - derma...
 
Cartilha dengue
Cartilha dengueCartilha dengue
Cartilha dengue
 
Acoes de controle de endemias malaria
Acoes de controle de endemias malariaAcoes de controle de endemias malaria
Acoes de controle de endemias malaria
 
Cartilha dengue acs no controle da dengue
Cartilha dengue acs no controle da dengueCartilha dengue acs no controle da dengue
Cartilha dengue acs no controle da dengue
 
Dengue acs no controle.
Dengue acs no controle.Dengue acs no controle.
Dengue acs no controle.
 
Cartilha dengue agente comunitário de saúde
Cartilha dengue   agente comunitário de saúdeCartilha dengue   agente comunitário de saúde
Cartilha dengue agente comunitário de saúde
 
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
Brasil registra queda de 62% nos casos de dengue.
 

Último

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 

Último (20)

Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 

Estudos epidemiológicos sobre a dengue

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁIO FACEX-UNIFACEX EIXO TEMÁTICO: ENFERMAGEM NO CONTEXTO DA ATENÇÃO/ASSITENCIA À SAÚDE UP: PRÁTICAS VIVENCIAL DO CUIDADO III PRECEPTORA: CRISTIANA SOUTO DISCENTES: JAKELINE OLIVEIRA, SIMARAALVES, JEANE XAVIER, CÁTIA MARIA, MARIA DA PIEDADE GUEDES DENGUE
  • 2. INTRODUÇÃO A dengue é uma doença infecciosa causada por vírus pertencentes à família Arboviridae e gênero Flavivirus, ocorrendo em regiões tropicais e subtropicais do mundo. O vírus causador da dengue possui quatro sorotipos denominados DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. O vetor desse parasita é um inseto pertencente à família Culicidae e gênero Aedes, sendo a principal espécie transmissora no país a Aedes aegypit. A transmissão só ocorre por meio da picada do mosquito fêmea contaminada pelo vírus.
  • 3. INDICADORES EPIDEMIOLÓGICOS Segundo os dados entre 2008 à 2012, foram notificados 12.882,60 casos no Brasil. Deste total, 321,99 foram notificados na região nordeste e 970,97 na capital Natal.
  • 4. OBJETIVO Conhecer a atual situação do município de Natal em relação a Dengue, bem como traçar o perfil epidemiológico da doença, identificando e notificando os números de casos suspeitos e confirmados.
  • 5. METODOLOGIA ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO Período: 2008-2012 Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
  • 6. METODOLOGIA ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO PERÍODO: 2008-2012 Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
  • 7. ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO TAXA DE INCIDÊNCIA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO SEGUNDO REGIÃO PERÍODO: 2008-2012 Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
  • 8. TAXA DE INCIDÊNCIA POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO SEGUNDO REGIÃO PERÍODO: 2008-2012 0 100 200 300 400 500 600 700 800 Região Norte Região Nordeste Região Sudeste Região Sul Região Centro-Oeste Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
  • 9. ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO TAXA DE INCIDÊNCIA POR REGIÃO SEGUNDO REGIÃO UNIDADE DA FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE PERÍODO: 2008-2012
  • 10. ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DESCRITIVO TAXA DE INCIDÊNCIA SEGUNDO UNIDADE DA FEDERAÇÃO CAPITAL: NATAL PERÍODO: 2008 – 2012
  • 11. RESULTADOS E DISCUSSÃO TAXA DE INCIDÊNCIA POR FAIXA ETÁRIA SEGUNDO REGIÃO UNIDADE DA FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE PERÍODO: 2008-2012
  • 12. TAXA DE INCIDÊNCIA POR FAIXA ETÁRIA SEGUNDO REGIÃO UNIDADE DA FEDERAÇÃO: RIO GRANDE DO NORTE PERÍODO: 2008-2012 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 1.400,00 1.600,00 1.800,00 2.000,00 Menor 5 anos 5 a 9 anos 10 a 19 anos 20 a 39 anos 40 a 59 anos 60 anos e mais Fonte: Datasus anuário Estatístico de 2008-2012
  • 13. RESULTADOS E DISCURSÕES A grande ameaça da expansão de doenças infecciosas, como o dengue, aponta para a necessidade de reestruturação da vigilância epidemiológica e da mudança das políticas de controle. Isto deve ter como base a visão de que a saúde pública é um problema amplo que não comporta soluções imediatistas, pois envolve a participação conjunta das agências governamentais e de toda a sociedade num processo contínuo. (CHARAVALLOTI NETO et al., 2006, p. 988).
  • 14. RESULTADOS E DISCURSÕES Beneficência quer dizer fazer o bem. [...] significa que temos a obrigação moral de agir para o benefício do outro. Este conceito, quando é utilizado na área de cuidados com a saúde[...] fazer o que é melhor para o paciente, não só do ponto de vista técnico-assistencial, mas também do ponto de vista ético. É usar todos os conhecimentos e habilidades profissionais a serviço do paciente, considerando[...] maximização dos benefícios do procedimento a realizar. (LOCH, 2002, p.12)
  • 15. CONCLUSÃO O grupo adquiriu novos conhecimentos sobre a Dengue e sobre a prática de vigilância em saúde que envolve, além do setor saúde, fatores como infraestrutura das cidades, transporte de pessoas e cargas e meio ambiente, entre outros. Enquanto não houver uma vacina disponível, somente uma ação entre poder público e a população poderá ser capaz de controlar a doença e prevenir possíveis epidemias.
  • 18. REFERENCIAS www.datasus.gov.br. Disponível em: <http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203> Acesso em: 08 Maio. 2014. brasilescola.com . Disponível em: < http://meuartigo.brasilescola.com/biologia/dengue.htm>.Acesso em: 08 Maio. 2014. portal.natal.rn.gov.br. Disponível em: < http://portal.natal.rn.gov.br/noticia/ntc-19038.html>. Acesso em: 09 Maio. 2014 CHIARAVALLOTI NETO, Francisco. Controle do dengue em uma área urbana do Brasil: avaliação do impacto do Programa Saúde da Família com relação ao programa tradicional de controle. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n. 5, p. 987- 997, Maio, 2006. saude.gov.br. Disponível em: < http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o- ministerio/principal/secretarias/svs/noticias-svs/12285-dengue-casos-e-obitos-caem-no-primeiro- trimestre-do-ano>. Acesso em: 09 Maio. 2014. www.contagem.cefetmg.br. Disponível em: <http://www.contagem.cefetmg.br/site/sobre/aux/academico/portaldengue/> . Acesso em: 09 Maio.2014.