SlideShare uma empresa Scribd logo
1
ESTUDO TERÇA FEIRA
PRIMEIRO DIA
O FLUÍDO UNIVERSAL
Segundo a Gênese ^Fluído cósmico que enche o mundo, mais ou
menos rarefeito, nas regiões imensas, opulentas de estrelas, mais ou menos
condensado onde o céu astral ainda não brilha, mais ou menos modificado por
diversas combinações , de acordo com as localidades da extensão, nada mais
é do que a substância primitiva onde residem forças universais, donde a
natureza há tirado todas as coisas.^
Sob a ótica científica não temos uma imagem capaz de descrever o
fluído Universal por falta de analogia que o descreva.
Podemos, então, defini-lo como um elemento que permeio todo o
cosmo, constituindo-se na ambiência propagadora da energia e a fonte de tudo
que se materializa no universo.
É pela ação pensante sobre o fluído universal que os espíritos o
transforma em objetos para seu uso cotidiano e até em vestimentas e
ferramentas das quais necessita para suas ações.
Unindo essa capacidade e a vontade criativa qualquer espírito
pode agir sobre o fluído universal.
Importante ressaltar que a capacidade criativa e atuação sobre esses
fluídos está diretamente relacionada com a evolução moral do espírito que o
manipula.
Assim falando, temos um fluído com características de quase um deus,
porém não devemos nos esquecer que foi Deus quem o criou e deu a ele suas
características e atribuições.
Sob o comando dos espíritos superiores, o fluído universal se aglutina ,
toma movimento e é regulado em seus níveis e espaços atômicos e
moleculares, para que se definam as rotações e movimentos adequados ao
determinismo necessário e formador dos elementos físico químicos, materiais
e orgânicos, os quais a tempo certo afloram, se isolam ou permutam-se em
avanços sem anteparo para a vida.
2
Os mundos nascem do fluído universal por condensação e a ele voltam
por desagregação. Essa parece ser a versão admitida pelos Espíritos como a
que mais se aproxima da verdade
Estudos atuais contabilizam para o universo uma idade aproximada de
15 a 20 bilhões de anos, a partir do que se convencionou chamar de big bang,
ou seja a grande explosão que deu origem ao universo.
Em 1929, Edwin Hubble, através de estudos, propôs o que se denomina
a Lei de Hubble que diz que as galáxias estão se afastando uma das outras por
alguma forçam que pode ser ainda a da grande explosão.
Não cabe neste estudo discutir este assunto mas o que se acredita e a
ciência tem buscado provar é que essa força diminui em alguns locais de maior
aglomeração de matéria provocando movimentos giratórios e que este
movimento giratório acaba por equilibrar as forças gravitacionais, permitindo
assim a formação das galáxias rotativas e a formação dos diversos tipos de
astros que formam as galáxias e o espaço cósmico em geral.
3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gravidade power point
Gravidade power pointGravidade power point
Gravidade power point
Flávia Allves
 
Hipótese gaia
Hipótese gaiaHipótese gaia
Hipótese gaia
Anabel Aguiar
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
Geografias Geo
 
Gravidadee
GravidadeeGravidadee
Gravidadee
Ezequiel Fagundes
 
Slide Terra E Universo
Slide Terra E UniversoSlide Terra E Universo
Slide Terra E Universo
kellycristinacorreamorel
 
O universo
O universoO universo
O universo
Bio Sem Limites
 
Aula sistemas naturais geografia
Aula sistemas naturais geografiaAula sistemas naturais geografia
Aula sistemas naturais geografia
Gilberto Pires
 
Hipotese de gaia
Hipotese de gaiaHipotese de gaia
ENGELS - A dialética da natureza
ENGELS - A dialética da naturezaENGELS - A dialética da natureza
ENGELS - A dialética da natureza
Carlos Burke
 
Catastrofismo (4)
Catastrofismo (4)Catastrofismo (4)
Catastrofismo (4)
Ana Agostinho
 
Planeta terra nave que viajamos.para os alunos
Planeta terra nave que viajamos.para os alunosPlaneta terra nave que viajamos.para os alunos
Planeta terra nave que viajamos.para os alunos
escolaclasse
 
Vanuza ativ5
Vanuza ativ5Vanuza ativ5
Vanuza ativ5
Vanuza Adriana
 
universo
universouniverso
universo
Daniel Maia
 
Física - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universoFísica - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universo
profliviagoncalves
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
FURG
 
A Terra E O Universo
A Terra E O UniversoA Terra E O Universo
A Terra E O Universo
guest9c1c7c
 
Afinal o que e um planeta
Afinal o que e um planetaAfinal o que e um planeta
Afinal o que e um planeta
Campus Party Brasil
 
Slide Sistema Solar
Slide Sistema SolarSlide Sistema Solar

Mais procurados (18)

Gravidade power point
Gravidade power pointGravidade power point
Gravidade power point
 
Hipótese gaia
Hipótese gaiaHipótese gaia
Hipótese gaia
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
 
Gravidadee
GravidadeeGravidadee
Gravidadee
 
Slide Terra E Universo
Slide Terra E UniversoSlide Terra E Universo
Slide Terra E Universo
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
Aula sistemas naturais geografia
Aula sistemas naturais geografiaAula sistemas naturais geografia
Aula sistemas naturais geografia
 
Hipotese de gaia
Hipotese de gaiaHipotese de gaia
Hipotese de gaia
 
ENGELS - A dialética da natureza
ENGELS - A dialética da naturezaENGELS - A dialética da natureza
ENGELS - A dialética da natureza
 
Catastrofismo (4)
Catastrofismo (4)Catastrofismo (4)
Catastrofismo (4)
 
Planeta terra nave que viajamos.para os alunos
Planeta terra nave que viajamos.para os alunosPlaneta terra nave que viajamos.para os alunos
Planeta terra nave que viajamos.para os alunos
 
Vanuza ativ5
Vanuza ativ5Vanuza ativ5
Vanuza ativ5
 
universo
universouniverso
universo
 
Física - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universoFísica - 1 ano - Estudo do universo
Física - 1 ano - Estudo do universo
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
 
A Terra E O Universo
A Terra E O UniversoA Terra E O Universo
A Terra E O Universo
 
Afinal o que e um planeta
Afinal o que e um planetaAfinal o que e um planeta
Afinal o que e um planeta
 
Slide Sistema Solar
Slide Sistema SolarSlide Sistema Solar
Slide Sistema Solar
 

Semelhante a Estudo terça feira dia 1

Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Cynthia Castro
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
Fernando Alcoforado
 
A terra como_um_sistema
A terra como_um_sistemaA terra como_um_sistema
A terra como_um_sistema
carolcastanheiracc4
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
Catir
 
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Marta Gomes
 
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidadeO futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
Fernando Alcoforado
 
Eae aula 2 - o nosso planeta
Eae   aula 2 - o nosso planetaEae   aula 2 - o nosso planeta
Eae aula 2 - o nosso planeta
Roberto Rossignatti
 
Roteiro 1 o fluído cósmico universal
Roteiro 1   o fluído cósmico universalRoteiro 1   o fluído cósmico universal
Roteiro 1 o fluído cósmico universal
Bruno Cechinel Filho
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Bruno Cechinel Filho
 
Gênese orgânica
Gênese orgânicaGênese orgânica
Gênese orgânica
Ana Cláudia Leal Felgueiras
 
Big bang (1)
Big bang (1)Big bang (1)
Big bang (1)
' Paan
 
O universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espíritaO universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espírita
Danilo Galvão
 
A criação divina (sef)
A criação divina (sef)A criação divina (sef)
A criação divina (sef)
Ricardo Akerman
 
Astrologia - Palestra
Astrologia - PalestraAstrologia - Palestra
Astrologia - Palestra
Fábio Mascarenhas
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
Denis Rezende
 
LYNN MARGULIS - O que é sexo?
LYNN MARGULIS - O que é sexo?LYNN MARGULIS - O que é sexo?
LYNN MARGULIS - O que é sexo?
Carlos Burke
 
Capitulo III criacao
Capitulo III   criacaoCapitulo III   criacao
Capitulo III criacao
Marta Gomes
 
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
Daniel de Melo
 
96 razões da existência Divina
96 razões da existência Divina96 razões da existência Divina
96 razões da existência Divina
Viva Ela
 
Curso de Educação Mediúnica - aula 3
Curso de Educação Mediúnica - aula 3Curso de Educação Mediúnica - aula 3
Curso de Educação Mediúnica - aula 3
Percilia
 

Semelhante a Estudo terça feira dia 1 (20)

Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo I - Fluido Cósmico - 0304...
 
O futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidadeO futuro do universo e da humanidade
O futuro do universo e da humanidade
 
A terra como_um_sistema
A terra como_um_sistemaA terra como_um_sistema
A terra como_um_sistema
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
 
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
Capitulo III - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à c...
 
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidadeO futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
O futuro do universo, do sol, da terra e da humanidade
 
Eae aula 2 - o nosso planeta
Eae   aula 2 - o nosso planetaEae   aula 2 - o nosso planeta
Eae aula 2 - o nosso planeta
 
Roteiro 1 o fluído cósmico universal
Roteiro 1   o fluído cósmico universalRoteiro 1   o fluído cósmico universal
Roteiro 1 o fluído cósmico universal
 
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivosRoteiro 3   formação dos mundos e dos seres vivos
Roteiro 3 formação dos mundos e dos seres vivos
 
Gênese orgânica
Gênese orgânicaGênese orgânica
Gênese orgânica
 
Big bang (1)
Big bang (1)Big bang (1)
Big bang (1)
 
O universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espíritaO universo segundo a visão espírita
O universo segundo a visão espírita
 
A criação divina (sef)
A criação divina (sef)A criação divina (sef)
A criação divina (sef)
 
Astrologia - Palestra
Astrologia - PalestraAstrologia - Palestra
Astrologia - Palestra
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
LYNN MARGULIS - O que é sexo?
LYNN MARGULIS - O que é sexo?LYNN MARGULIS - O que é sexo?
LYNN MARGULIS - O que é sexo?
 
Capitulo III criacao
Capitulo III   criacaoCapitulo III   criacao
Capitulo III criacao
 
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
A081 EAE DM - COSMOGONIAS E AS CONCEPÇÕES DO UNIVERSO 20170420
 
96 razões da existência Divina
96 razões da existência Divina96 razões da existência Divina
96 razões da existência Divina
 
Curso de Educação Mediúnica - aula 3
Curso de Educação Mediúnica - aula 3Curso de Educação Mediúnica - aula 3
Curso de Educação Mediúnica - aula 3
 

Estudo terça feira dia 1

  • 1. 1 ESTUDO TERÇA FEIRA PRIMEIRO DIA O FLUÍDO UNIVERSAL Segundo a Gênese ^Fluído cósmico que enche o mundo, mais ou menos rarefeito, nas regiões imensas, opulentas de estrelas, mais ou menos condensado onde o céu astral ainda não brilha, mais ou menos modificado por diversas combinações , de acordo com as localidades da extensão, nada mais é do que a substância primitiva onde residem forças universais, donde a natureza há tirado todas as coisas.^ Sob a ótica científica não temos uma imagem capaz de descrever o fluído Universal por falta de analogia que o descreva. Podemos, então, defini-lo como um elemento que permeio todo o cosmo, constituindo-se na ambiência propagadora da energia e a fonte de tudo que se materializa no universo. É pela ação pensante sobre o fluído universal que os espíritos o transforma em objetos para seu uso cotidiano e até em vestimentas e ferramentas das quais necessita para suas ações. Unindo essa capacidade e a vontade criativa qualquer espírito pode agir sobre o fluído universal. Importante ressaltar que a capacidade criativa e atuação sobre esses fluídos está diretamente relacionada com a evolução moral do espírito que o manipula. Assim falando, temos um fluído com características de quase um deus, porém não devemos nos esquecer que foi Deus quem o criou e deu a ele suas características e atribuições. Sob o comando dos espíritos superiores, o fluído universal se aglutina , toma movimento e é regulado em seus níveis e espaços atômicos e moleculares, para que se definam as rotações e movimentos adequados ao determinismo necessário e formador dos elementos físico químicos, materiais e orgânicos, os quais a tempo certo afloram, se isolam ou permutam-se em avanços sem anteparo para a vida.
  • 2. 2 Os mundos nascem do fluído universal por condensação e a ele voltam por desagregação. Essa parece ser a versão admitida pelos Espíritos como a que mais se aproxima da verdade Estudos atuais contabilizam para o universo uma idade aproximada de 15 a 20 bilhões de anos, a partir do que se convencionou chamar de big bang, ou seja a grande explosão que deu origem ao universo. Em 1929, Edwin Hubble, através de estudos, propôs o que se denomina a Lei de Hubble que diz que as galáxias estão se afastando uma das outras por alguma forçam que pode ser ainda a da grande explosão. Não cabe neste estudo discutir este assunto mas o que se acredita e a ciência tem buscado provar é que essa força diminui em alguns locais de maior aglomeração de matéria provocando movimentos giratórios e que este movimento giratório acaba por equilibrar as forças gravitacionais, permitindo assim a formação das galáxias rotativas e a formação dos diversos tipos de astros que formam as galáxias e o espaço cósmico em geral.
  • 3. 3