SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTUDO DE OCORRÊNCIAS ÉTICAS DO
PROFISSIONAL FARMACÊUTICO NO ESTADO DE
MINAS GERAIS
André Ricardo da Silva MACHADO (PQ/UnilesteMG) Guilherme Araújo SOARES (PQ/UnilesteMG)
Orcione Aparecida Vieira PEREIRA (Orientadora)
Curso de Farmácia /UnilesteMG.
Esta pesquisa objetivou fazer um levantamento sobre os processos éticos envolvendo
profissionais farmacêuticos instaurados junto ao Conselho Regional de Farmácia do
Estado de Minas Gerais (CRF-MG) e se justifica pelo fato que, uma vez que este
profissional toma suas decisões, estas irão implicar diretamente e/ou indiretamente em
sua representatividade junto à sociedade, tendo em vista a busca incessante da
melhoria dos serviços prestados em suas diversas áreas de atuação. Tratou-se de um
estudo descritivo, com corte transversal e quantitativo. A amostra foi constituída por
dados relativos aos processos éticos envolvendo farmacêuticos já julgados pelo
CRF-MG ocorridos entre os anos de 2005 e 2007, através da fiscalização presencial de
representantes do conselho no ambiente de trabalho destes profissionais. Foram
escolhidos processos do respectivo período porque, assim, obtiveram-se informações
mais recentes para mostrar quais são as infrações mais freqüentes na atualidade. Para
categorizar os dados dos processos, tais como sexo, data de nascimento, data da
instauração do processo, artigos das infrações, penalidade aplicada, data da penalidade
e regional onde ocorreu a infração e tempo de aplicação da sanção disciplinar,
utilizou-se um formulário elaborado pelos pesquisadores. Na primeira etapa, houve um
contato junto ao conselho para a apresentação da intenção de realização deste trabalho
e posteriormente foram levantados os dados para análise. Foram utilizadas Leis,
Resoluções e Portarias que tratam do código de ética do profissional farmacêutico e
regulamentam a profissão para discutir os dados, bem como a estatística descritiva.
Para manter a confidencialidade dos registros, os pesquisadores asseguram que os
resultados deste estudo podem ser publicados, mas o nome ou identificação dos
farmacêuticos que constam nos processos serão mantidos em absoluto sigilo. Foram
identificados 171 processos e verificou-se que 62% das ocorrências foram cometidas
por profissionais do gênero feminino e 38% pelos profissionais do gênero masculino.
Em relação à faixa etária, observou-se que 35% tinham entre 31 e 40 anos e 24,6%
entre 41 e 50 anos, com idades variando entre 25 e 85 anos. Quanto ao ano de
instauração do processo, verificou-se que no ano de 2005 foram registrados 41% dos
processos (n = 171), 29% no ano de 2006 e 30% no ano de 2007, sendo que no ano de
2005 foram cometidas por farmacêuticas 67% (n = 70) das ocorrências. Entre as
penalidades, observou-se que em 34% dos processos o profissional foi suspenso por
três meses, em 31,6% o profissional foi advertido com emprego da palavra
“CENSURA” e em 15,8% dos processos o profissional foi multado. As outras
penalidades atribuídas foram: o arquivamento do processo (5,3%), a advertência e o
arquivamento administrativo (ambos com 3,5%), a suspensão do profissional por seis
meses (2,3%) e por um ano (1,8%) sem multa, a suspensão por seis meses com
aplicação de multa (1,2%), a suspensão por três meses com aplicação de multa (0,5%)
e advertência com emprego da palavra “CENSURA” e aplicação de multa (0,5%).
Identificou-se que na regional de Belo Horizonte aconteceram 57,3% (n = 171) dos
processos, seguida pela regional da cidade de Uberlândia com 15,6% das ocorrências.
As outras regionais registraram, respectivamente: Governador Valadares 6,4% dos
IX Semana de Iniciação Científica/UnilesteMG "Conhecimento: base para o desenvolvimento sustentável"
Coronel Fabriciano-MG - 29/09/2008 a 01/10/2008
processos, Pouso Alegre 5,2%, Ipatinga e Juiz de Fora 4,8% cada e Montes Claros
3,5%. Verificou-se que em outro estado foram registrados 2,4% dos processos. Entre
os artigos citados mais recorrentes, houve uma prevalência dos artigos 13° e 18° do
Código de Ética da Profissão Farmacêutica com seus respectivos incisos, relacionados
em 97% (n = 171) dos processos ocorridos. Outro dado importante apurado foi o
tempo gasto para que fossem julgados os processos e, então, aplicadas as sanções
disciplinares aos infratores. Comprovou-se que 21,6% (n = 171) dos processos levaram
oito meses para serem julgados. Houve também processos que levaram cinco meses
(5,8%), seis meses (11,7%), sete meses (17%), nove meses (18%), dez meses (6,4%),
onze meses (6,4%), doze meses (4,6%), com períodos variando de 1 a 16 meses, para
que fossem definidas as penalidades a serem aplicadas aos infratores. Através destes
resultados parciais, espera-se que os profissionais farmacêuticos sejam cada vez mais
informados sobre os preceitos éticos de sua profissão por meio de processos
educativos, tais como cartilhas, seminários, entre outros. Também, acredita-se que, se
este processo iniciar na graduação, os futuros profissionais estarão muito mais
preparados e conscientes de seu papel enquanto agentes de uma sociedade melhor e
mais saudável. Assim, sugere-se que a partir deste estudo, outros possam aprofundar
esta temática, uma vez que o farmacêutico deve pautar suas decisões nas normas que
regem a ética profissional, legalmente estabelecida pelos órgãos competentes, de modo
que sua atuação se enquadre totalmente nos parâmetros que definem sua
responsabilidade técn
Palavras-chaves: Farmacêutico, Processos éticos, Conselho Regional de Farmácia,
Ética,
IX Semana de Iniciação Científica/UnilesteMG "Conhecimento: base para o desenvolvimento sustentável"
Coronel Fabriciano-MG - 29/09/2008 a 01/10/2008

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Loucos pela causa de Cristo
Loucos pela causa de CristoLoucos pela causa de Cristo
Loucos pela causa de Cristo
jessyfds
 
PRUEBA
PRUEBAPRUEBA
PRUEBA
camilomr97
 
Apresentação do blog química revelada
Apresentação do blog química reveladaApresentação do blog química revelada
Apresentação do blog química revelada
UFRPE
 
Derecho procesal civil y mercantil s14
Derecho procesal civil y mercantil s14Derecho procesal civil y mercantil s14
Derecho procesal civil y mercantil s14
Educaciontodos
 
Bailarinos de São Vicente
Bailarinos de São VicenteBailarinos de São Vicente
Bailarinos de São Vicente
Carlota Cafiero
 
As artes do modernismo pa gseg12_02
As artes do modernismo pa gseg12_02As artes do modernismo pa gseg12_02
As artes do modernismo pa gseg12_02
Ana Silveira
 
Resenha reflexiva lucas_espindola
Resenha reflexiva lucas_espindolaResenha reflexiva lucas_espindola
Resenha reflexiva lucas_espindola
Lucas Denir
 
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZOPORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
Fabio Godoy
 
O que agrada a deus
O que agrada a deusO que agrada a deus
O que agrada a deus
mmboanova
 
4
44
Atividades curriculares
Atividades curricularesAtividades curriculares
Atividades curriculares
yabarros
 
Melhor sensacao
Melhor sensacaoMelhor sensacao
Melhor sensacao
Fer Nanda
 
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
Frederico Barros
 
2 relatório - prévia
2 relatório - prévia2 relatório - prévia
2 relatório - prévia
Vai Totó
 
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-SulMIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
Agricultura Sao Paulo
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Rubens Navarro
 
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 
Registros fotográficos
Registros fotográficosRegistros fotográficos
Registros fotográficos
Mirta Lilen
 

Destaque (18)

Loucos pela causa de Cristo
Loucos pela causa de CristoLoucos pela causa de Cristo
Loucos pela causa de Cristo
 
PRUEBA
PRUEBAPRUEBA
PRUEBA
 
Apresentação do blog química revelada
Apresentação do blog química reveladaApresentação do blog química revelada
Apresentação do blog química revelada
 
Derecho procesal civil y mercantil s14
Derecho procesal civil y mercantil s14Derecho procesal civil y mercantil s14
Derecho procesal civil y mercantil s14
 
Bailarinos de São Vicente
Bailarinos de São VicenteBailarinos de São Vicente
Bailarinos de São Vicente
 
As artes do modernismo pa gseg12_02
As artes do modernismo pa gseg12_02As artes do modernismo pa gseg12_02
As artes do modernismo pa gseg12_02
 
Resenha reflexiva lucas_espindola
Resenha reflexiva lucas_espindolaResenha reflexiva lucas_espindola
Resenha reflexiva lucas_espindola
 
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZOPORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
PORQUE VOTO EM ANDREA MATARAZZO
 
O que agrada a deus
O que agrada a deusO que agrada a deus
O que agrada a deus
 
4
44
4
 
Atividades curriculares
Atividades curricularesAtividades curriculares
Atividades curriculares
 
Melhor sensacao
Melhor sensacaoMelhor sensacao
Melhor sensacao
 
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
FredericoBarros - Revista Executivos Financeiros - 2005_05
 
2 relatório - prévia
2 relatório - prévia2 relatório - prévia
2 relatório - prévia
 
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-SulMIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
MIX da safra 2012/2013 da região Centro-Sul
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
Integração entre Academia e Governo para Construção de Soluções Inovadoras em...
 
Registros fotográficos
Registros fotográficosRegistros fotográficos
Registros fotográficos
 

Semelhante a Estudo de ocorrencias eticas do profissional farmaceutico no

Etica 06 boas praticas clinicas documento das americas bpc
Etica 06   boas praticas clinicas documento das americas bpcEtica 06   boas praticas clinicas documento das americas bpc
Etica 06 boas praticas clinicas documento das americas bpc
gisa_legal
 
éTica 06 boas práticas clínicas documento das americas bpc
éTica 06   boas práticas clínicas documento das americas bpcéTica 06   boas práticas clínicas documento das americas bpc
éTica 06 boas práticas clínicas documento das americas bpc
gisa_legal
 
Pesquisadatafolha/sbcp
Pesquisadatafolha/sbcpPesquisadatafolha/sbcp
Pesquisadatafolha/sbcp
Marcelo Dantas
 
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
Case   os reflexos da gestão pela qualidade totalCase   os reflexos da gestão pela qualidade total
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
Ana Paula da Silva
 
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
Letícia Spina Tapia
 
Tese cassyano j. correr
Tese cassyano j. correrTese cassyano j. correr
Tese cassyano j. correr
LASCES UFPR
 
Trabalho sobre as profissões
Trabalho sobre as profissõesTrabalho sobre as profissões
Trabalho sobre as profissões
Kelry Cristina
 
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamentoEstabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
Anderson Wilbur Lopes Andrade
 
02 perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
02   perfil da pesquisa clínica no brasil 201202   perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
02 perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
gisa_legal
 
Barrios
BarriosBarrios
Barrios
Oncoguia
 
1075
10751075
Tese ana c. melchiors
Tese ana c. melchiorsTese ana c. melchiors
Tese ana c. melchiors
LASCES UFPR
 
V11n2a09
V11n2a09V11n2a09
V11n2a09
christianne54
 
41 artigo5
41 artigo541 artigo5
41 artigo5
itesoto
 
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
Mauro Paloschi
 
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdfAVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
Simone849735
 
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMESDIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
Samira Mantilla
 
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdfANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
Glaucya Markus
 
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
ssusera96d6e
 
Erros de medicação
Erros de medicaçãoErros de medicação
Erros de medicação
enfanhanguera
 

Semelhante a Estudo de ocorrencias eticas do profissional farmaceutico no (20)

Etica 06 boas praticas clinicas documento das americas bpc
Etica 06   boas praticas clinicas documento das americas bpcEtica 06   boas praticas clinicas documento das americas bpc
Etica 06 boas praticas clinicas documento das americas bpc
 
éTica 06 boas práticas clínicas documento das americas bpc
éTica 06   boas práticas clínicas documento das americas bpcéTica 06   boas práticas clínicas documento das americas bpc
éTica 06 boas práticas clínicas documento das americas bpc
 
Pesquisadatafolha/sbcp
Pesquisadatafolha/sbcpPesquisadatafolha/sbcp
Pesquisadatafolha/sbcp
 
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
Case   os reflexos da gestão pela qualidade totalCase   os reflexos da gestão pela qualidade total
Case os reflexos da gestão pela qualidade total
 
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
Atuação de enfermagem em unidades de terapia intensiva, implicações para diss...
 
Tese cassyano j. correr
Tese cassyano j. correrTese cassyano j. correr
Tese cassyano j. correr
 
Trabalho sobre as profissões
Trabalho sobre as profissõesTrabalho sobre as profissões
Trabalho sobre as profissões
 
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamentoEstabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
Estabilidade farmaceutica: do farmaco ao medicamento
 
02 perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
02   perfil da pesquisa clínica no brasil 201202   perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
02 perfil da pesquisa clínica no brasil 2012
 
Barrios
BarriosBarrios
Barrios
 
1075
10751075
1075
 
Tese ana c. melchiors
Tese ana c. melchiorsTese ana c. melchiors
Tese ana c. melchiors
 
V11n2a09
V11n2a09V11n2a09
V11n2a09
 
41 artigo5
41 artigo541 artigo5
41 artigo5
 
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
Journal of Amazon Health Science - ISSN: 2446-5186
 
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdfAVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
AVALIAÇÃO MIOFUNCIONAL OROFACIAL _ PROTOCOLO MBGR.pdf
 
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMESDIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
DIFERENTES MÉTODOS DE ENUMERAÇÃO DE COLIFORMES
 
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdfANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
ANÁLISE RETROSPECTIVA - O QUE DENOTA OS EXAMES CITOPATOLÓGICOS.pdf
 
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
{10254b6a-d471-4a85-b953-72fd49c1c10e}_Os_impactos_da_tecnologia_para_uma_med...
 
Erros de medicação
Erros de medicaçãoErros de medicação
Erros de medicação
 

Mais de Nemésio Carlos Silva

Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
Nemésio Carlos Silva
 
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_iApostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
Nemésio Carlos Silva
 
Farmacot fitoterapicos
Farmacot fitoterapicosFarmacot fitoterapicos
Farmacot fitoterapicos
Nemésio Carlos Silva
 
Sharapin2010 machado
Sharapin2010 machadoSharapin2010 machado
Sharapin2010 machado
Nemésio Carlos Silva
 
Historia da homeopatia
Historia da homeopatiaHistoria da homeopatia
Historia da homeopatia
Nemésio Carlos Silva
 
Estabilidade produtos homeopáticos final
Estabilidade produtos homeopáticos   finalEstabilidade produtos homeopáticos   final
Estabilidade produtos homeopáticos final
Nemésio Carlos Silva
 
Dossie farmacotécnica homeopática
Dossie farmacotécnica homeopáticaDossie farmacotécnica homeopática
Dossie farmacotécnica homeopática
Nemésio Carlos Silva
 
Livro farmacognosia
Livro farmacognosiaLivro farmacognosia
Livro farmacognosia
Nemésio Carlos Silva
 
Livro ativos de plantas medicinais
Livro ativos de plantas medicinaisLivro ativos de plantas medicinais
Livro ativos de plantas medicinais
Nemésio Carlos Silva
 
Farmacotécnica de fitoterapicos
Farmacotécnica de fitoterapicosFarmacotécnica de fitoterapicos
Farmacotécnica de fitoterapicos
Nemésio Carlos Silva
 
Curso farmacotécnica de fitoterápicos
Curso farmacotécnica de fitoterápicosCurso farmacotécnica de fitoterápicos
Curso farmacotécnica de fitoterápicos
Nemésio Carlos Silva
 
Aula 4. glicosídeos heterosídeos
Aula 4. glicosídeos heterosídeosAula 4. glicosídeos heterosídeos
Aula 4. glicosídeos heterosídeos
Nemésio Carlos Silva
 
Aula 6 glicosídeos cardiotônicos
Aula 6 glicosídeos cardiotônicosAula 6 glicosídeos cardiotônicos
Aula 6 glicosídeos cardiotônicos
Nemésio Carlos Silva
 
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
Aula controle de qualidade 1   copia (1)Aula controle de qualidade 1   copia (1)
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
Nemésio Carlos Silva
 
Farmacia
FarmaciaFarmacia
Revista anfarmag
Revista anfarmagRevista anfarmag
Revista anfarmag
Nemésio Carlos Silva
 
Cartilha plantas web
Cartilha plantas webCartilha plantas web
Cartilha plantas web
Nemésio Carlos Silva
 
Cartilha projeto plantas medicinais
Cartilha projeto plantas medicinaisCartilha projeto plantas medicinais
Cartilha projeto plantas medicinais
Nemésio Carlos Silva
 
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
Nemésio Carlos Silva
 
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
Nemésio Carlos Silva
 

Mais de Nemésio Carlos Silva (20)

Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
Apresentação desodorantes e antitranspirantes 2016
 
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_iApostila teorica de_farmacotecnica_i
Apostila teorica de_farmacotecnica_i
 
Farmacot fitoterapicos
Farmacot fitoterapicosFarmacot fitoterapicos
Farmacot fitoterapicos
 
Sharapin2010 machado
Sharapin2010 machadoSharapin2010 machado
Sharapin2010 machado
 
Historia da homeopatia
Historia da homeopatiaHistoria da homeopatia
Historia da homeopatia
 
Estabilidade produtos homeopáticos final
Estabilidade produtos homeopáticos   finalEstabilidade produtos homeopáticos   final
Estabilidade produtos homeopáticos final
 
Dossie farmacotécnica homeopática
Dossie farmacotécnica homeopáticaDossie farmacotécnica homeopática
Dossie farmacotécnica homeopática
 
Livro farmacognosia
Livro farmacognosiaLivro farmacognosia
Livro farmacognosia
 
Livro ativos de plantas medicinais
Livro ativos de plantas medicinaisLivro ativos de plantas medicinais
Livro ativos de plantas medicinais
 
Farmacotécnica de fitoterapicos
Farmacotécnica de fitoterapicosFarmacotécnica de fitoterapicos
Farmacotécnica de fitoterapicos
 
Curso farmacotécnica de fitoterápicos
Curso farmacotécnica de fitoterápicosCurso farmacotécnica de fitoterápicos
Curso farmacotécnica de fitoterápicos
 
Aula 4. glicosídeos heterosídeos
Aula 4. glicosídeos heterosídeosAula 4. glicosídeos heterosídeos
Aula 4. glicosídeos heterosídeos
 
Aula 6 glicosídeos cardiotônicos
Aula 6 glicosídeos cardiotônicosAula 6 glicosídeos cardiotônicos
Aula 6 glicosídeos cardiotônicos
 
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
Aula controle de qualidade 1   copia (1)Aula controle de qualidade 1   copia (1)
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
 
Farmacia
FarmaciaFarmacia
Farmacia
 
Revista anfarmag
Revista anfarmagRevista anfarmag
Revista anfarmag
 
Cartilha plantas web
Cartilha plantas webCartilha plantas web
Cartilha plantas web
 
Cartilha projeto plantas medicinais
Cartilha projeto plantas medicinaisCartilha projeto plantas medicinais
Cartilha projeto plantas medicinais
 
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
681 --avaliacao-dos-indicadores-de-prescricao
 
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
657 -programas-de-fitoterapia-na-atencao--primaria existem-experiencias-exitosas
 

Último

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 

Estudo de ocorrencias eticas do profissional farmaceutico no

  • 1. ESTUDO DE OCORRÊNCIAS ÉTICAS DO PROFISSIONAL FARMACÊUTICO NO ESTADO DE MINAS GERAIS André Ricardo da Silva MACHADO (PQ/UnilesteMG) Guilherme Araújo SOARES (PQ/UnilesteMG) Orcione Aparecida Vieira PEREIRA (Orientadora) Curso de Farmácia /UnilesteMG. Esta pesquisa objetivou fazer um levantamento sobre os processos éticos envolvendo profissionais farmacêuticos instaurados junto ao Conselho Regional de Farmácia do Estado de Minas Gerais (CRF-MG) e se justifica pelo fato que, uma vez que este profissional toma suas decisões, estas irão implicar diretamente e/ou indiretamente em sua representatividade junto à sociedade, tendo em vista a busca incessante da melhoria dos serviços prestados em suas diversas áreas de atuação. Tratou-se de um estudo descritivo, com corte transversal e quantitativo. A amostra foi constituída por dados relativos aos processos éticos envolvendo farmacêuticos já julgados pelo CRF-MG ocorridos entre os anos de 2005 e 2007, através da fiscalização presencial de representantes do conselho no ambiente de trabalho destes profissionais. Foram escolhidos processos do respectivo período porque, assim, obtiveram-se informações mais recentes para mostrar quais são as infrações mais freqüentes na atualidade. Para categorizar os dados dos processos, tais como sexo, data de nascimento, data da instauração do processo, artigos das infrações, penalidade aplicada, data da penalidade e regional onde ocorreu a infração e tempo de aplicação da sanção disciplinar, utilizou-se um formulário elaborado pelos pesquisadores. Na primeira etapa, houve um contato junto ao conselho para a apresentação da intenção de realização deste trabalho e posteriormente foram levantados os dados para análise. Foram utilizadas Leis, Resoluções e Portarias que tratam do código de ética do profissional farmacêutico e regulamentam a profissão para discutir os dados, bem como a estatística descritiva. Para manter a confidencialidade dos registros, os pesquisadores asseguram que os resultados deste estudo podem ser publicados, mas o nome ou identificação dos farmacêuticos que constam nos processos serão mantidos em absoluto sigilo. Foram identificados 171 processos e verificou-se que 62% das ocorrências foram cometidas por profissionais do gênero feminino e 38% pelos profissionais do gênero masculino. Em relação à faixa etária, observou-se que 35% tinham entre 31 e 40 anos e 24,6% entre 41 e 50 anos, com idades variando entre 25 e 85 anos. Quanto ao ano de instauração do processo, verificou-se que no ano de 2005 foram registrados 41% dos processos (n = 171), 29% no ano de 2006 e 30% no ano de 2007, sendo que no ano de 2005 foram cometidas por farmacêuticas 67% (n = 70) das ocorrências. Entre as penalidades, observou-se que em 34% dos processos o profissional foi suspenso por três meses, em 31,6% o profissional foi advertido com emprego da palavra “CENSURA” e em 15,8% dos processos o profissional foi multado. As outras penalidades atribuídas foram: o arquivamento do processo (5,3%), a advertência e o arquivamento administrativo (ambos com 3,5%), a suspensão do profissional por seis meses (2,3%) e por um ano (1,8%) sem multa, a suspensão por seis meses com aplicação de multa (1,2%), a suspensão por três meses com aplicação de multa (0,5%) e advertência com emprego da palavra “CENSURA” e aplicação de multa (0,5%). Identificou-se que na regional de Belo Horizonte aconteceram 57,3% (n = 171) dos processos, seguida pela regional da cidade de Uberlândia com 15,6% das ocorrências. As outras regionais registraram, respectivamente: Governador Valadares 6,4% dos IX Semana de Iniciação Científica/UnilesteMG "Conhecimento: base para o desenvolvimento sustentável" Coronel Fabriciano-MG - 29/09/2008 a 01/10/2008
  • 2. processos, Pouso Alegre 5,2%, Ipatinga e Juiz de Fora 4,8% cada e Montes Claros 3,5%. Verificou-se que em outro estado foram registrados 2,4% dos processos. Entre os artigos citados mais recorrentes, houve uma prevalência dos artigos 13° e 18° do Código de Ética da Profissão Farmacêutica com seus respectivos incisos, relacionados em 97% (n = 171) dos processos ocorridos. Outro dado importante apurado foi o tempo gasto para que fossem julgados os processos e, então, aplicadas as sanções disciplinares aos infratores. Comprovou-se que 21,6% (n = 171) dos processos levaram oito meses para serem julgados. Houve também processos que levaram cinco meses (5,8%), seis meses (11,7%), sete meses (17%), nove meses (18%), dez meses (6,4%), onze meses (6,4%), doze meses (4,6%), com períodos variando de 1 a 16 meses, para que fossem definidas as penalidades a serem aplicadas aos infratores. Através destes resultados parciais, espera-se que os profissionais farmacêuticos sejam cada vez mais informados sobre os preceitos éticos de sua profissão por meio de processos educativos, tais como cartilhas, seminários, entre outros. Também, acredita-se que, se este processo iniciar na graduação, os futuros profissionais estarão muito mais preparados e conscientes de seu papel enquanto agentes de uma sociedade melhor e mais saudável. Assim, sugere-se que a partir deste estudo, outros possam aprofundar esta temática, uma vez que o farmacêutico deve pautar suas decisões nas normas que regem a ética profissional, legalmente estabelecida pelos órgãos competentes, de modo que sua atuação se enquadre totalmente nos parâmetros que definem sua responsabilidade técn Palavras-chaves: Farmacêutico, Processos éticos, Conselho Regional de Farmácia, Ética, IX Semana de Iniciação Científica/UnilesteMG "Conhecimento: base para o desenvolvimento sustentável" Coronel Fabriciano-MG - 29/09/2008 a 01/10/2008