SlideShare uma empresa Scribd logo
Estrutura organizacional e
implementação da estratégia:
    o caso da S Sistemas

               Mestranda: Helen Fischer Günther

 Orientador: Prof. Dr. Maurício Fernandes Pereira

               Banca: Prof. Dr. Luis Moretto Neto
                       Prof. Dr. Rolando Estrada


                                      25/08/2011
Introdução
• Ênfase na “formulação” e “formação” da estratégia
  mudou para a “implementação” (HUSSEY, 1998;
  LORANGE, 1998; WILSON, 1994 apud OKUMUS,
  2003).

• A discussão entre “estratégia” e “estrutura” permanece
  atual (GALAN; SANCHEZ-BUENO, 2009).

• “Estratégia” é algo que a organização faz, e não algo
  que a organização tem (WHITTINGTON, 2006).
Pergunta de pesquisa


• Quais são os aspectos da estrutura
  organizacional que favorecem a
  implementação da estratégia?
Objetivo Geral
• Analisar os aspectos da estrutura organizacional
  que favorecem a implementação da estratégia.
Objetivos Específicos
• Discutir aspectos teóricos acerca dos temas
  estratégia, sua implementação e estrutura
  organizacional.
• Caracterizar a estrutura organizacional e a
  implementação da estratégia em uma organização,
  com base no construto teórico.
• Analisar os aspectos da estrutura que favorecem a
  implementação da estratégia.
Justificativa
• Esta pesquisa foi importante porque:
   – as organizações falham em implementar mais de 70%
     de suas novas estratégias (MILLER, 2002 apud
     OKUMUS, 2003).
   – A implementação falha porque gestores e responsáveis
     não têm referências para guiar suas ações
     (ALEXANDER, 1991).
Justificativa
• Esta pesquisa foi viável porque:
   – dispõe-se dos recursos necessários.
   – Utiliza-se metodologia apropriada para o caráter
     acadêmico do estudo.
Justificativa
• Esta pesquisa foi oportuna porque:
   – Há estudos internacionais consistentes e relevantes
     sobre o tema, em detrimento do Brasil.
   – Há contexto favorável para pesquisas sobre a prática da
     estratégia.
   – É uma forma de aproximar a academia das empresas,
     questão em evidência na atualidade.
Referencial Teórico
• Estratégia
   – Implementação da estratégia: Aaltonen e Ikävalko
     (2002); Nobel (1999); Okumus (2003).

• Estrutura Organizacional: Daft (1996); Hall (2004).
• Estratégia e Estrutura Organizacional
   – Implementação da estratégia e estrutura organizacional:
     Chandler (1990) e Kluyver e Pearce II (2007); e:
Referencial Teórico
• Necessidades em relação à implementação da estratégia:
  –   Temas emergentes
  –   Variáveis intangíveis e a incerteza ambiental
  –   Ajustes administrativos
  –   Comunicação
  –   Visão compartilhada
  –   Cultura de mudanças
  –   Gestão do aprendizado
  –   Integração/alinhamento pessoas, processos, recursos
  –   Distribuição adequada de recursos
  –   Responsabilidades definidas
  –   Controle/avaliação
  –   Incentivos
Referencial Teórico
• Aspectos estruturais envolvidos na implementação da
  estratégia:
  – Centralização
  – Complexidade
  – Formalização
  – Sistema de informações, tarefas e de alocação de recursos
  – Identificação de necessidades internas e externas
  – Técnica conveniente de comunicação
  – Níveis hierárquicos
  – Especialização
Procedimentos Metodológicos
             Referencial Teórico


            Categorias de Análise

            Roteiro e Questionário

               Coleta de dados


             Análise e discussão
Procedimentos Metodológicos
• Caracteriza-se por ser uma pesquisa qualitativa e estudo de
  caso.
• Coleta dos dados:
   – Entrevistas semiestruturadas
       • Dois roteiros distintos (Apêndice A e B).
       • Cinco entrevistas (dois coordenadores e três gerentes).
   – Questionários
       • Assertivas de múltipla escolha com escala tipo Likert, com cinco pontos (VIEIRA;
         DALMORO, 2008)
       • Formulário eletrônico online (Apêndice C).
       • 94 respostas, de um universo de 357 colaboradores, o que corresponde a 26,33%
         (a maioria (64,9%) tem até 2 anos de empresa, 29,8% tem entre 2 e 6 anos de
         empresa e 5,3% tem mais de 6 anos de empresa).
Aspectos estruturais e a implementação da estratégia
                Aspectos favoráveis                            Aspectos não favoráveis
   Gerentes que convertam necessidades                Canais diversos e não sistemáticos de
    externas e internas em ações                        comunicação
   Definição de indicadores com a equipe              Distribuição geográfica sem
   Normas e planos formais                             coordenação central
   Acesso à informação adequada                       Geração de informações sem uso
   Painel de indicadores e ações                      Empirismo e experiência como únicos
   Acompanhamento e reuniões regulares para            critérios pra tomada de decisão
    avaliação                                          Participação tardia dos níveis
   Padrões externos de referência                      intermediários e operacionais
   Sistemas para gerenciamento atividades e           Desconsiderar o nível operacional no
    obtenção de indicadores                             desenvolvimento da estratégia
   Grupo do cliente para geração de ideias e          Responsabilidades indefinidas
    entendimento do ambiente                           Abandonar o mapa estratégico
   Equipes residentes para trazer informações
    do cliente
   Divulgação formal da estratégia para todos os
    colaboradores
Aspectos estruturais e a implementação da estratégia
                Aspectos favoráveis                         Aspectos não favoráveis
   Integração de meios e linguagem                    Concentração do fluxo de
   Ações regulares e integradas para obter             comunicação
    envolvimento                                       Não desenvolver a qualidade da
   Metas financeiras bem definidas                     informação e não checar o
   Incentivos atrelados à estratégia                   entendimento
   Contato direto para resolver questões              Inexistência de processos
    intangíveis                                         específicos para a implementação
   Encontros informais e abertura para feedbacks       da estratégia
   Visão integrada entre das unidades de negócio      Orientação apenas a resultados
    e projetos                                          em detrimento de processos
   Hierarquia bem definida                            Inexistência de orçamento
   Permitir e gerar ajustes administrativos            específico para a implementação
   Alocação integrada de recursos                      da estratégia
   Forças-tarefa para demandas específicas
   Integração e alinhamento entre pessoas,
    processos e recursos
   Descentralização
   Priorização e prazos baseados em resultados
Considerações finais
Referências
•AALTONEN; IKÄVALKO. Implementing strategies successfully. Disponível em: <
 http://www.emeraldinsight.com/journals.htm?articleid=850943&ini=xref&show=html>. Acesso em 31
 mai. 2010.
•ALEXANDER, L. D. Strategy Implementation: The Nature of the Problem. In: International Review
 of Strategic Management, v. 2, p. 73-91, 1991.
•DAFT, R. L. Administração. 4. Ed. Editora LTC, São Paulo, 1996.
•GALAN, J. I.; SANCHEZ-BUENO, M. J. The continuing validity of the strategy-structure nexus: new
 findings, 1993–2003. Strategic Management Journal, v. 30, n. 11, p. 1234-1243, abr. 2009.
•HALL, R. H. Organizações: estruturas e processos e resultados. 8. ed. São Paulo: Pearson Prentice
 Hall, 2004.
•KLUYVER, C. A; PEARCE II, J. A. Estratégia: uma visão executiva. 2. ed. São Paulo: Pearson
 Prentice Hall, 2007.
•NOBLE, C. H. Building the Strategy Implementation Network: implementation is a vital, and often
 neglected, phase of strategic planning. In: Business Horizons, 1 nov. 1999.
•OKUMUS, F. A framework to implement strategies in organizations. In: Management Decision, v. 41,
 n. 9, 2003.
•WHITTINGTON, R. Completing the practice turn in strategy research. Organization Studies, v. 27,
 n. 5, p. 613–634, 2006.
Obrigada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
Rayanne Santana
 
Logística cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
Logística  cadeia de suprimentos e estratégia competitivaLogística  cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
Logística cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
Nadia Santana
 
Teorias da Gestão
Teorias da GestãoTeorias da Gestão
Teorias da Gestão
Maria Simões
 
Teoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - AdministraçãoTeoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - Administração
Márcio Aquino dos Santos
 
Folha de verificação
Folha de verificaçãoFolha de verificação
Folha de verificação
Orlando Lima Treinamentos
 
Teoria das organizações
Teoria das organizaçõesTeoria das organizações
Teoria das organizações
Juliana Siqueira
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
Alex Eduardo Ribeiro
 
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de MintzbergAula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Prof. Leonardo Rocha
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
mauricio aquino
 
Escrita científica
Escrita científica Escrita científica
Escrita científica
Idalina Jorge
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
Cursos Profissionalizantes
 
Coleta de dados
Coleta de dadosColeta de dados
Coleta de dados
gallojunior
 
Slide= Normas da ABNT
 Slide= Normas da ABNT Slide= Normas da ABNT
Slide= Normas da ABNT
Uecson Santos
 
Apresentação internacionalização
Apresentação internacionalizaçãoApresentação internacionalização
Apresentação internacionalização
Margareth Senne
 
Gestão da produção
Gestão da produçãoGestão da produção
Gestão da produção
Luiz Carlos Oliveira
 
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCCTcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Erika Zuza
 
estruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzbergestruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzberg
Ismael Cassamo
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Plano de Carreira
Plano de CarreiraPlano de Carreira
Plano de Carreira
Camila Falcão
 

Mais procurados (20)

° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
° As vantagem competitiva Por Meio dos Recursos Humanos. ° Conduzir para obte...
 
Logística cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
Logística  cadeia de suprimentos e estratégia competitivaLogística  cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
Logística cadeia de suprimentos e estratégia competitiva
 
Teorias da Gestão
Teorias da GestãoTeorias da Gestão
Teorias da Gestão
 
Teoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - AdministraçãoTeoria clássica fayol - Administração
Teoria clássica fayol - Administração
 
Folha de verificação
Folha de verificaçãoFolha de verificação
Folha de verificação
 
Teoria das organizações
Teoria das organizaçõesTeoria das organizações
Teoria das organizações
 
Teorias da Administração
Teorias da AdministraçãoTeorias da Administração
Teorias da Administração
 
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de MintzbergAula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
Aula 9 - Configurações Organizacionais de Mintzberg
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Escrita científica
Escrita científica Escrita científica
Escrita científica
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Coleta de dados
Coleta de dadosColeta de dados
Coleta de dados
 
Slide= Normas da ABNT
 Slide= Normas da ABNT Slide= Normas da ABNT
Slide= Normas da ABNT
 
Apresentação internacionalização
Apresentação internacionalizaçãoApresentação internacionalização
Apresentação internacionalização
 
Gestão da produção
Gestão da produçãoGestão da produção
Gestão da produção
 
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCCTcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
 
estruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzbergestruturas organizacionais mintzberg
estruturas organizacionais mintzberg
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
Plano de Carreira
Plano de CarreiraPlano de Carreira
Plano de Carreira
 

Semelhante a Estrutura Organizacional e Implementação da Estratégia

Implementacao estrategica
Implementacao estrategicaImplementacao estrategica
Implementacao estrategica
Universidade Pedagogica
 
Aula6
Aula6  Aula6
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
Marcirio Chaves
 
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão PúblicaGanhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
Teresa Maciel
 
Implementacao estrategica
Implementacao estrategicaImplementacao estrategica
Implementacao estrategica
Universidade Pedagogica
 
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SPINOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
mrbaires
 
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
Impacta Eventos
 
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdfAdministração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
FranSantosRicardoLim
 
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em ProjetosMesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Rafael Ramos
 
Grh
GrhGrh
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
Paulo Floriano
 
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
3PR Desenvolvimento em Gestão
 
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
Jairo Junior
 
Projetos
ProjetosProjetos
Projetos
ucammaster
 
Gestao estrategica no contexto brasileiro
Gestao estrategica no contexto brasileiroGestao estrategica no contexto brasileiro
Gestao estrategica no contexto brasileiro
Jefferson Wanderley dos Santos
 
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
Giovan Santana
 
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas UniversitariasGestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
Elisabeth Dudziak
 
processo administrativo_2015_1.pptx
processo administrativo_2015_1.pptxprocesso administrativo_2015_1.pptx
processo administrativo_2015_1.pptx
RomrioCarvalho5
 
Fundamentos Planejamento
Fundamentos PlanejamentoFundamentos Planejamento
Fundamentos Planejamento
Dawison Calheiros
 
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliaçãoprogestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação
MaelDaSilvaNegreiros
 

Semelhante a Estrutura Organizacional e Implementação da Estratégia (20)

Implementacao estrategica
Implementacao estrategicaImplementacao estrategica
Implementacao estrategica
 
Aula6
Aula6  Aula6
Aula6
 
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
Revisita e Análise dos Métodos para Captura de Lições Aprendidas: Uma Contrib...
 
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão PúblicaGanhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
Ganhos e Desafios no uso do OKR na Gestão Pública
 
Implementacao estrategica
Implementacao estrategicaImplementacao estrategica
Implementacao estrategica
 
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SPINOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
INOVAÇÃO NO GOVERNO DO ESTADO DE SP
 
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
Fatores Contribuintes para a Maturidade Organizacional em Gerenciamento de Pr...
 
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdfAdministração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
Administração Estratégica Prof. SávioBarros2015.1.pdf
 
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em ProjetosMesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
Mesuracao da Gestao do Conhecimento em Projetos
 
Grh
GrhGrh
Grh
 
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
Interaction South America 2011: Modelo de maturidade para avaliação de equipe...
 
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
3PR Os Alicerces da Sustentabilidade no Negocio
 
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
Fatores (Des)Motivadores na Adoção de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento d...
 
Projetos
ProjetosProjetos
Projetos
 
Gestao estrategica no contexto brasileiro
Gestao estrategica no contexto brasileiroGestao estrategica no contexto brasileiro
Gestao estrategica no contexto brasileiro
 
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
2 -AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL GESTÃO ESCOLAR.ppt
 
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas UniversitariasGestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
Gestao De Conhecimento Em Bibliotecas Universitarias
 
processo administrativo_2015_1.pptx
processo administrativo_2015_1.pptxprocesso administrativo_2015_1.pptx
processo administrativo_2015_1.pptx
 
Fundamentos Planejamento
Fundamentos PlanejamentoFundamentos Planejamento
Fundamentos Planejamento
 
progestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliaçãoprogestao da educação escolar e avaliação
progestao da educação escolar e avaliação
 

Mais de Helen Günther

O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
Helen Günther
 
Espiritualidade para céticos - Robert Solomon
Espiritualidade para céticos - Robert SolomonEspiritualidade para céticos - Robert Solomon
Espiritualidade para céticos - Robert Solomon
Helen Günther
 
Leadership is like_theater_v3
Leadership is like_theater_v3Leadership is like_theater_v3
Leadership is like_theater_v3
Helen Günther
 
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USPPublishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
Helen Günther
 
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
Helen Günther
 
Inovação, Colaboração e Agir Comunicativo
Inovação, Colaboração e Agir ComunicativoInovação, Colaboração e Agir Comunicativo
Inovação, Colaboração e Agir Comunicativo
Helen Günther
 
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
Helen Günther
 
Palestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
Palestra Coaching de Carreira para Confraria EmpresarialPalestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
Palestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
Helen Günther
 

Mais de Helen Günther (8)

O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
O método da matriz: como organizar e ter acesso ao conteúdo relevante de sua ...
 
Espiritualidade para céticos - Robert Solomon
Espiritualidade para céticos - Robert SolomonEspiritualidade para céticos - Robert Solomon
Espiritualidade para céticos - Robert Solomon
 
Leadership is like_theater_v3
Leadership is like_theater_v3Leadership is like_theater_v3
Leadership is like_theater_v3
 
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USPPublishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
Publishing your research paper: 9 CONTECSI - FEA/USP
 
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
Um modelo de representação do conhecimento do processo regulatório no segment...
 
Inovação, Colaboração e Agir Comunicativo
Inovação, Colaboração e Agir ComunicativoInovação, Colaboração e Agir Comunicativo
Inovação, Colaboração e Agir Comunicativo
 
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
Aderência de uma ferramenta de gestão de projetos sociais por organizações do...
 
Palestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
Palestra Coaching de Carreira para Confraria EmpresarialPalestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
Palestra Coaching de Carreira para Confraria Empresarial
 

Estrutura Organizacional e Implementação da Estratégia

  • 1. Estrutura organizacional e implementação da estratégia: o caso da S Sistemas Mestranda: Helen Fischer Günther Orientador: Prof. Dr. Maurício Fernandes Pereira Banca: Prof. Dr. Luis Moretto Neto Prof. Dr. Rolando Estrada 25/08/2011
  • 2. Introdução • Ênfase na “formulação” e “formação” da estratégia mudou para a “implementação” (HUSSEY, 1998; LORANGE, 1998; WILSON, 1994 apud OKUMUS, 2003). • A discussão entre “estratégia” e “estrutura” permanece atual (GALAN; SANCHEZ-BUENO, 2009). • “Estratégia” é algo que a organização faz, e não algo que a organização tem (WHITTINGTON, 2006).
  • 3. Pergunta de pesquisa • Quais são os aspectos da estrutura organizacional que favorecem a implementação da estratégia?
  • 4. Objetivo Geral • Analisar os aspectos da estrutura organizacional que favorecem a implementação da estratégia.
  • 5. Objetivos Específicos • Discutir aspectos teóricos acerca dos temas estratégia, sua implementação e estrutura organizacional. • Caracterizar a estrutura organizacional e a implementação da estratégia em uma organização, com base no construto teórico. • Analisar os aspectos da estrutura que favorecem a implementação da estratégia.
  • 6. Justificativa • Esta pesquisa foi importante porque: – as organizações falham em implementar mais de 70% de suas novas estratégias (MILLER, 2002 apud OKUMUS, 2003). – A implementação falha porque gestores e responsáveis não têm referências para guiar suas ações (ALEXANDER, 1991).
  • 7. Justificativa • Esta pesquisa foi viável porque: – dispõe-se dos recursos necessários. – Utiliza-se metodologia apropriada para o caráter acadêmico do estudo.
  • 8. Justificativa • Esta pesquisa foi oportuna porque: – Há estudos internacionais consistentes e relevantes sobre o tema, em detrimento do Brasil. – Há contexto favorável para pesquisas sobre a prática da estratégia. – É uma forma de aproximar a academia das empresas, questão em evidência na atualidade.
  • 9. Referencial Teórico • Estratégia – Implementação da estratégia: Aaltonen e Ikävalko (2002); Nobel (1999); Okumus (2003). • Estrutura Organizacional: Daft (1996); Hall (2004). • Estratégia e Estrutura Organizacional – Implementação da estratégia e estrutura organizacional: Chandler (1990) e Kluyver e Pearce II (2007); e:
  • 10. Referencial Teórico • Necessidades em relação à implementação da estratégia: – Temas emergentes – Variáveis intangíveis e a incerteza ambiental – Ajustes administrativos – Comunicação – Visão compartilhada – Cultura de mudanças – Gestão do aprendizado – Integração/alinhamento pessoas, processos, recursos – Distribuição adequada de recursos – Responsabilidades definidas – Controle/avaliação – Incentivos
  • 11. Referencial Teórico • Aspectos estruturais envolvidos na implementação da estratégia: – Centralização – Complexidade – Formalização – Sistema de informações, tarefas e de alocação de recursos – Identificação de necessidades internas e externas – Técnica conveniente de comunicação – Níveis hierárquicos – Especialização
  • 12. Procedimentos Metodológicos Referencial Teórico Categorias de Análise Roteiro e Questionário Coleta de dados Análise e discussão
  • 13. Procedimentos Metodológicos • Caracteriza-se por ser uma pesquisa qualitativa e estudo de caso. • Coleta dos dados: – Entrevistas semiestruturadas • Dois roteiros distintos (Apêndice A e B). • Cinco entrevistas (dois coordenadores e três gerentes). – Questionários • Assertivas de múltipla escolha com escala tipo Likert, com cinco pontos (VIEIRA; DALMORO, 2008) • Formulário eletrônico online (Apêndice C). • 94 respostas, de um universo de 357 colaboradores, o que corresponde a 26,33% (a maioria (64,9%) tem até 2 anos de empresa, 29,8% tem entre 2 e 6 anos de empresa e 5,3% tem mais de 6 anos de empresa).
  • 14. Aspectos estruturais e a implementação da estratégia Aspectos favoráveis Aspectos não favoráveis  Gerentes que convertam necessidades  Canais diversos e não sistemáticos de externas e internas em ações comunicação  Definição de indicadores com a equipe  Distribuição geográfica sem  Normas e planos formais coordenação central  Acesso à informação adequada  Geração de informações sem uso  Painel de indicadores e ações  Empirismo e experiência como únicos  Acompanhamento e reuniões regulares para critérios pra tomada de decisão avaliação  Participação tardia dos níveis  Padrões externos de referência intermediários e operacionais  Sistemas para gerenciamento atividades e  Desconsiderar o nível operacional no obtenção de indicadores desenvolvimento da estratégia  Grupo do cliente para geração de ideias e  Responsabilidades indefinidas entendimento do ambiente  Abandonar o mapa estratégico  Equipes residentes para trazer informações do cliente  Divulgação formal da estratégia para todos os colaboradores
  • 15. Aspectos estruturais e a implementação da estratégia Aspectos favoráveis Aspectos não favoráveis  Integração de meios e linguagem  Concentração do fluxo de  Ações regulares e integradas para obter comunicação envolvimento  Não desenvolver a qualidade da  Metas financeiras bem definidas informação e não checar o  Incentivos atrelados à estratégia entendimento  Contato direto para resolver questões  Inexistência de processos intangíveis específicos para a implementação  Encontros informais e abertura para feedbacks da estratégia  Visão integrada entre das unidades de negócio  Orientação apenas a resultados e projetos em detrimento de processos  Hierarquia bem definida  Inexistência de orçamento  Permitir e gerar ajustes administrativos específico para a implementação  Alocação integrada de recursos da estratégia  Forças-tarefa para demandas específicas  Integração e alinhamento entre pessoas, processos e recursos  Descentralização  Priorização e prazos baseados em resultados
  • 17. Referências •AALTONEN; IKÄVALKO. Implementing strategies successfully. Disponível em: < http://www.emeraldinsight.com/journals.htm?articleid=850943&ini=xref&show=html>. Acesso em 31 mai. 2010. •ALEXANDER, L. D. Strategy Implementation: The Nature of the Problem. In: International Review of Strategic Management, v. 2, p. 73-91, 1991. •DAFT, R. L. Administração. 4. Ed. Editora LTC, São Paulo, 1996. •GALAN, J. I.; SANCHEZ-BUENO, M. J. The continuing validity of the strategy-structure nexus: new findings, 1993–2003. Strategic Management Journal, v. 30, n. 11, p. 1234-1243, abr. 2009. •HALL, R. H. Organizações: estruturas e processos e resultados. 8. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. •KLUYVER, C. A; PEARCE II, J. A. Estratégia: uma visão executiva. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007. •NOBLE, C. H. Building the Strategy Implementation Network: implementation is a vital, and often neglected, phase of strategic planning. In: Business Horizons, 1 nov. 1999. •OKUMUS, F. A framework to implement strategies in organizations. In: Management Decision, v. 41, n. 9, 2003. •WHITTINGTON, R. Completing the practice turn in strategy research. Organization Studies, v. 27, n. 5, p. 613–634, 2006.