SlideShare uma empresa Scribd logo
Estrutura e Funcionamento da
Educação Básica consoante a lei 9394/1996
.
Crato -2015
Trabalho desenvolvido como uma das atividades da Disciplina
Estrutura da Educação Básica do Curso de Ciências Biológicas
na Universidade Regional do Cariri (URCA)
Elaboração : Lucas Sebastião Barbosa Silva
Orientação : Profa. Ms. Norma Suely Ramos
Freire Bezerra
A Educação Básica é divida em:
Educação Infantil
Fundamental (I e o II) Ensino Médio
Para entender o Funcionamento e a Estrutura da Educação
Básica Brasileira, precisamos recorrer a legislação
educacional.
• A Legislação Educacional é o conjunto de diplomas legais e documentos
que regulam a educação. A função de elaborar leis é de competência
do Poder Legislativo que é representado pelo Congresso Nacional. Este
, por sua vez, se divide em duas casas:
CÂMARA DOS
DEPUTADOSSENADO FEDERAL
Estado
Povo Território Soberania
Alguns informações são importantes...
O Direito é dividido para fins didático em dois grandes ramos:
Direito Público: Rege tanto as relações entre os entes do Estado
quanto deles com a esfera privada (particulares). No último caso, o
Estado por estar na defesa do interesse público é acolhido pelo
princípio da supremacia do interesse público sobre o privado.
Direito Privado: Rege a relação entre particulares.
O povo (conjunto de nacionais do Estado), o território (espaço
físico) e a soberania (Poder de decisão em última instância) são
elementos essenciais do Estado.
• A organização Político- Administrativa do Brasil compreende: União,
Estado, Distrito Federal e Municípios, todos possuem autonomia; e
as Autarquias, Fundações, Sociedades de Economia Mista e
Empresas Públicas, que são resultado da descentralização
administrativa.
UN
ES
DF
MN
Autarquia
Fundação Pública
Sociedade de Economia Mista
Empresa Pública
C
O
M
P
E
T
Ê
N
C
I
A
S
FEDERAÇÃO :
ENTES
FEDERADOS
Descentralização
• Não confunda as seguintes nomenclaturas:
•
1- Forma de Estado: Ex. Federalismo: Os entes federativos
(UN,ES,DF,MN) não tem o poder de secessão não exercem
a soberania, todavia possuem autonomia. (Obs: Quem
possui soberania é a República federativa do Brasil);
Unitário; Confederação.
•
2- Forma de Governo: Ex. República, Monarquia,
Aristocracia.
•
3- Sistema de Governo: Ex. Presidencialismo,
Parlamentarismo.
•
4- Regime Político: Democrático, Autoritário.
Estado
Administração Direita
Administração Indireta
• União
• Estado
• Distrito Federal
• Municípios
• Autarquia
• Fundação Pública
• Sociedade de
Economia Mista
• Empresa Pública.
A LDB/1996 estabelece competências para cada ente federativo (UN,
ES, DF,MN). Dessa forma, devemos compreender a área
correspondente de cada um deles.
Importante : O Distrito Federal, em síntese, recebe competências
que são dos Estados e dos Municípios. O Brasil tem 26 Estados;
Um Distrito Federal, que é a capital do país; e 5561 municípios,
conforme o IBGE.
Distrito Federal
Área da
União
Área delimitada
dos Estados
Observe que os estados
estão dentro da União
Cada ponto
destacado
equivale a um
Município
Observe que os Municípios
estão contidos nos Estados e
que a União contém os Estados
e os Municípios.
Competências: Art. 9º ao 20º - LDB
Estados
Distrito
Federal
Municípios
Organizarão em
regime de
colaboração os
Sistemas de ensino.
Coordenação da
PNE.
União
Elaboração do
PNE em
colaboração com
os demais Entes
Fed.
Prestar
assistência
técnica e
financeira aos
demais Entes
Fed.
Assegurar em
colaboração a
Avaliação nacional
no Ens. F,M,S.
Coletar, analisar e
disseminar
informações sobre a
educação.
Baixar normas gerais
sobre Graduação e Pós
graduação.
Assegurar processo
nacional de avaliação do
rendimento escolar no
ensino fundamental,
médio e superior, em
colaboração com os
sistemas de ensino.
Organizar, manter e
desenvolver os órgãos e
instituições oficiais do sistema
federal de ensino e o dos
Territórios.
Autorizar, reconhecer, credenciar,
supervisionar e avaliar,
respectivamente, os cursos das
instituições de educação superior e
os estabelecimentos do seu sistema
de ensino.
Poder ser Delegada, desde
que mantenham instituições
de ensino Superior ao:
Baixar Normas
Complementares para os
seus respectivos sistemas de
ensino.
Organizar, manter e
desenvolver os órgãos e
instituições oficiais dos seus
sistemas de ensino.
Assumir o transporte escolar de
sua rede de ensino.
Competências: Art. 9º ao 20º
Estados
Distrito Federal
Municípios
União
Elaborar e executar políticas e
planos educacionais, em
consonância com as diretrizes e
planos nacionais de educação,
integrando e coordenando as
suas ações e as dos seus
Municípios.
Autorizar, reconhecer, credenciar,
supervisionar e avaliar,
respectivamente, os cursos das
instituições de educação superior
e os estabelecimentos do seu
sistema de ensino.
Assegurar o ensino
fundamental e oferecer, com
prioridade, o ensino médio a
todos que o demandarem.
Competências: Art. 9º
ao 20º
Estados
Distrito Federal
Municípios
União
Organizar, manter e desenvolver os
órgãos e instituições oficiais dos seus
sistemas de ensino, integrando-os às
políticas e planos educacionais da União
e dos Estados.
Exercer ação redistributiva
em relação às suas escolas.
Autorizar, credenciar e
supervisionar os
estabelecimentos do seu
sistema de ensino.
Oferecer a educação infantil em
creches e pré-escolas, e, com
prioridade, o ensino fundamental,
permitida a atuação em outros níveis
de ensino somente quando estiverem
atendidas plenamente as
necessidades de sua área de
competência e com recursos acima
dos percentuais mínimos vinculados
pela Constituição Federal à
manutenção e desenvolvimento do
ensino.
Características da Educação Básica (Seção
II,III,IV da LDB/1996) :
Educação
Infantil
Fundamental
(I e o II)
Ensino
Médio
Desenvolvimento da
Criança até os 5 anos de
idade em seus aspectos;
• Físico ;
• Psicológico;
• Intelectual;
• Social;
Oferecida em:
• Creches : Até os
3 anos;
• Pré-escolas : 4
a 5 anos.
• Obrigatório e gratuito
nas Escolas Públicas;
Duração: 9 anos;
• Jornada escolar de pelo
menos 4 horas em sala de
aula;
• Compreensão do ambiente
Social, Natural, Político,
Artístico e do que fundamenta
os valores da sociedade;
• Desenvolvimento de valores e
de uma visão Solidária;
• Ensino religioso com matricula
facultativa.
• Duração mínima- 3 anos;
• É o aprofundamento do
Ensino Fundamental.
• Preparação básica e geral
para o trabalho e habilitação
profissional facultativa;
• Aprimoramento do educando
como pessoa humana;
• Visão ética, autonomia
intelectual e visão crítica;
• Compreensão dos
fundamentos científico-
tecnológico dos processos
produtivos;
• Estimulação da
iniciativa
dos estudantes.
Níveis e Modalidades de Ensino.
N
Í
V
E
I
S
Educação
Superior
Educação
Básica
Pós
Graduação
Graduação
Médio
Fundamental
Infantil
• Pré escolas
• Creches
Educação de
Jovens e Adultos
Educação
do Campo
Educação
Especial
Educação
Profissional
Cursos especiais
abertos a
Comunidade
M
O
D
A
L
I
D
A
D
E
S
Educação indígena
Pedagogia
Própria Formação específica do
quadro docente
Respeito à
especificidade
étnico-cultural
Azul CINZA
Educação a
distância
Entendendo as modalidades
• Educação Profissional
• Educação Especial
• Educação de Jovens e Adultos
Inicial, continuada ou de
qualificação profissional
(Sem pré-requisito de
escolaridade)
Educação Profissional
Técnica de Nível Médio.
(Precisa ter o Ensino
Fundamental Completo
Educação Profissional e
Tecnológica de Graduação
e Pós Graduação (Ensino
Médio Completo)
Educação Profissional
Cursos
Articulada
Subsequente
Integrada Concomitante
Uma só
matrícula
Matrículas
distintas
• Mesma
instituição
de ensino
• Instituições
de ensino
distintas
Para quem já
concluiu o Ensino
médio
Educação Especial
• A oferta de Educação Especial é dever constitucional do Estado;
• Essa modalidade deve estar atrelada aos níveis de ensino e outras
modalidades.
Oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para
educandos com:
1. Deficiência,
EX: Deficiente Visual, Auditivo, cadeirante etc.
2. Transtornos globais do desenvolvimento :
EX: Autismo; Síndrome de Rett; Transtorno ou Síndrome de Asperger;
Transtorno Desintegrativo da Infância; Transtorno Global do
Desenvolvimento sem outra especificação.
3. Altas habilidades ou superdotação :Capacidade mental acima
do padrão;
• Precisa haver apoio especializado nas escolas quando for
necessário (Ex: Especialista em Libras etc.) e quando não houver
como integrar esses alunos nas salas comuns, os conteúdos
podem ser ministrados em outras classes, escolas ou serviços
especializados;
• Os currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e a
organização como um todo, inclusive o tempo de formação podem
ser diferenciados para essa modalidade. (Ex: Os superdotados
podem ter um tempo menos de formação)
• Haverá a educação especial para o trabalho.
Educação para Jovens e Adultos
• Não tiveram acesso
ou continuidade nos
estudos do Ensino
Fundamental ou
Médio na idade
adequada.
• Articulara-se
preferencialmente com a
educação profissional
• As características,
interesses e condição de
vida e de trabalho do
alunado são
considerados. Os sistemas de
ensino manterão :
• Cursos de exame
Supletivo que
serão realizados:
1. No nível de
conclusão do
Ensino
Fundamental
para maiores de
15 anos;
2. Nível de
conclusão para o
ensino médio
para os maiores
de 18 anos.
• Conhecimentos e
habilidades adquiridos
por meio informal
serão considerados
nos exames.
EJA
Referências
• BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação nacional, LEI nº 9394/1996;
• CANAL CEFOR. Organização da Educação Profissional e Tecnológica.
Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=l4WfyD0V5Bg. Acesso em:
15 abril.2015;
• CURY. C.R.J. A Educação Básica no Brasil. Disponível em:
http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12929.pdf. Acesso em: 13 Abril.2015;
• EDUCACIONAL. Modalidades de ensino. Disponível em:
http://www.educacional.com.br/legislacao/leg_iv.asp. Acesso em: 10 abril.
2015;
• IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico
2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/estadosat/. Acesso em: 10 Abril.
2015;
• PARANÁ. Governo do estado. Educação Básica e Modalidades. Disponível
em:http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?
conteudo=618.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
Grasiela Dourado
 
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
rodrigoviecheneski28
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
Cidinha Professora FALC
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Políticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas EducacionaisPolíticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas Educacionais
Alairton Luis Araujo Soares
 
As principais politicas públicas
As principais politicas públicasAs principais politicas públicas
As principais politicas públicas
Sonia Memoria
 
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNEPLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
Julhinha Camara
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
Ulisses Vakirtzis
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
Diretrizes curriculares nacionais para a educação
Diretrizes curriculares nacionais para a educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para a educação
Diretrizes curriculares nacionais para a educação
Elicio Lima
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
JuarezNeto13
 
Introdução a Pedagogia
Introdução a PedagogiaIntrodução a Pedagogia
Introdução a Pedagogia
Eduardo Fernando
 
Educação, o que é?
Educação, o que é?Educação, o que é?
Educação, o que é?
Edson Guedes
 
Sistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileiraSistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileira
Herbert Schutzer
 
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
SUPORTE EDUCACIONAL
 
O que é educação, sua importância e finalidade
O que é educação, sua importância e finalidadeO que é educação, sua importância e finalidade
O que é educação, sua importância e finalidade
Marcelo da Fonseca
 
Ldb Resumo
Ldb ResumoLdb Resumo
Ldb Resumo
Karina Reimberg
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da Educação
CÉSAR TAVARES
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
gadea
 

Mais procurados (20)

BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
 
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Políticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas EducacionaisPolíticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas Educacionais
 
As principais politicas públicas
As principais politicas públicasAs principais politicas públicas
As principais politicas públicas
 
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNEPLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO -PNE
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
 
Diretrizes curriculares nacionais para a educação
Diretrizes curriculares nacionais para a educaçãoDiretrizes curriculares nacionais para a educação
Diretrizes curriculares nacionais para a educação
 
Conhecendo a didática
Conhecendo a didáticaConhecendo a didática
Conhecendo a didática
 
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
 
Introdução a Pedagogia
Introdução a PedagogiaIntrodução a Pedagogia
Introdução a Pedagogia
 
Educação, o que é?
Educação, o que é?Educação, o que é?
Educação, o que é?
 
Sistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileiraSistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileira
 
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃOFUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO
 
O que é educação, sua importância e finalidade
O que é educação, sua importância e finalidadeO que é educação, sua importância e finalidade
O que é educação, sua importância e finalidade
 
Ldb Resumo
Ldb ResumoLdb Resumo
Ldb Resumo
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da Educação
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 

Semelhante a Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro

Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
rodrigoviecheneski28
 
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasilA estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
israelfaifa
 
Funcionários e educadores certo/ profuncionários
Funcionários e educadores certo/ profuncionáriosFuncionários e educadores certo/ profuncionários
Funcionários e educadores certo/ profuncionários
Andreá Perez Leinat
 
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
DeboraCaroline16
 
Ldb nascente
Ldb nascenteLdb nascente
Ldb nascente
Leonarda Macedo
 
Unidade de estudo 3
Unidade de estudo 3Unidade de estudo 3
Unidade de estudo 3
Janaina Andrea Pinheiro
 
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
Paulo Lima
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Direito educacional uma discussão teórica
Direito educacional  uma discussão teóricaDireito educacional  uma discussão teórica
Direito educacional uma discussão teórica
Soraia Lima
 
Metodologia ef aula 1
Metodologia ef   aula 1Metodologia ef   aula 1
Metodologia ef aula 1
Thiago Cellin Duarte
 
Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2
Jhosyrene Oliveira
 
Apostila políticas públicas em educação e educação física
Apostila políticas públicas em educação e educação físicaApostila políticas públicas em educação e educação física
Apostila políticas públicas em educação e educação física
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
Atps 2015 betta organizaçao
Atps 2015 betta organizaçaoAtps 2015 betta organizaçao
Atps 2015 betta organizaçao
Roberta Almeida
 
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federalEstrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
Maria Cecília Rando
 
Dúvidas mais frequentes sobre EI
Dúvidas mais frequentes sobre EIDúvidas mais frequentes sobre EI
Dúvidas mais frequentes sobre EI
Liana Pereira Borba
 
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantilDuvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
angelafreire
 
Dúvidas creches
Dúvidas crechesDúvidas creches
Dúvidas creches
Acmf02
 
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe AssunçãoAULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AULA 1.pptx
AULA 1.pptxAULA 1.pptx
AULA 1.pptx
DeboraCaroline16
 
11gesdem
11gesdem11gesdem
11gesdem
Desterro Barros
 

Semelhante a Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro (20)

Organizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiroOrganizaçao do sistema escolar brasileiro
Organizaçao do sistema escolar brasileiro
 
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasilA estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
A estrutura e o funcionamento do ensino superior no brasil
 
Funcionários e educadores certo/ profuncionários
Funcionários e educadores certo/ profuncionáriosFuncionários e educadores certo/ profuncionários
Funcionários e educadores certo/ profuncionários
 
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
03 - Organização do Sistema Escolar Brasileiro (1) (1).pptx
 
Ldb nascente
Ldb nascenteLdb nascente
Ldb nascente
 
Unidade de estudo 3
Unidade de estudo 3Unidade de estudo 3
Unidade de estudo 3
 
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
Direito educacional uma discussão teórica
Direito educacional  uma discussão teóricaDireito educacional  uma discussão teórica
Direito educacional uma discussão teórica
 
Metodologia ef aula 1
Metodologia ef   aula 1Metodologia ef   aula 1
Metodologia ef aula 1
 
Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2Legislao educacional-1230170987028816-2
Legislao educacional-1230170987028816-2
 
Apostila políticas públicas em educação e educação física
Apostila políticas públicas em educação e educação físicaApostila políticas públicas em educação e educação física
Apostila políticas públicas em educação e educação física
 
Atps 2015 betta organizaçao
Atps 2015 betta organizaçaoAtps 2015 betta organizaçao
Atps 2015 betta organizaçao
 
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federalEstrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
Estrutura do sistema de ensino nos âmbitos federal
 
Dúvidas mais frequentes sobre EI
Dúvidas mais frequentes sobre EIDúvidas mais frequentes sobre EI
Dúvidas mais frequentes sobre EI
 
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantilDuvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
Duvidas mais frequentes_relacao_educacao_infantil
 
Dúvidas creches
Dúvidas crechesDúvidas creches
Dúvidas creches
 
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe AssunçãoAULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
AULA PRESENCIAL PROFUNCIONARIO - Prof. Noe Assunção
 
AULA 1.pptx
AULA 1.pptxAULA 1.pptx
AULA 1.pptx
 
11gesdem
11gesdem11gesdem
11gesdem
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 

Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro

  • 1. Estrutura e Funcionamento da Educação Básica consoante a lei 9394/1996
  • 2. . Crato -2015 Trabalho desenvolvido como uma das atividades da Disciplina Estrutura da Educação Básica do Curso de Ciências Biológicas na Universidade Regional do Cariri (URCA) Elaboração : Lucas Sebastião Barbosa Silva Orientação : Profa. Ms. Norma Suely Ramos Freire Bezerra
  • 3. A Educação Básica é divida em: Educação Infantil Fundamental (I e o II) Ensino Médio
  • 4. Para entender o Funcionamento e a Estrutura da Educação Básica Brasileira, precisamos recorrer a legislação educacional.
  • 5. • A Legislação Educacional é o conjunto de diplomas legais e documentos que regulam a educação. A função de elaborar leis é de competência do Poder Legislativo que é representado pelo Congresso Nacional. Este , por sua vez, se divide em duas casas: CÂMARA DOS DEPUTADOSSENADO FEDERAL
  • 6. Estado Povo Território Soberania Alguns informações são importantes... O Direito é dividido para fins didático em dois grandes ramos: Direito Público: Rege tanto as relações entre os entes do Estado quanto deles com a esfera privada (particulares). No último caso, o Estado por estar na defesa do interesse público é acolhido pelo princípio da supremacia do interesse público sobre o privado. Direito Privado: Rege a relação entre particulares. O povo (conjunto de nacionais do Estado), o território (espaço físico) e a soberania (Poder de decisão em última instância) são elementos essenciais do Estado.
  • 7. • A organização Político- Administrativa do Brasil compreende: União, Estado, Distrito Federal e Municípios, todos possuem autonomia; e as Autarquias, Fundações, Sociedades de Economia Mista e Empresas Públicas, que são resultado da descentralização administrativa. UN ES DF MN Autarquia Fundação Pública Sociedade de Economia Mista Empresa Pública C O M P E T Ê N C I A S FEDERAÇÃO : ENTES FEDERADOS Descentralização
  • 8. • Não confunda as seguintes nomenclaturas: • 1- Forma de Estado: Ex. Federalismo: Os entes federativos (UN,ES,DF,MN) não tem o poder de secessão não exercem a soberania, todavia possuem autonomia. (Obs: Quem possui soberania é a República federativa do Brasil); Unitário; Confederação. • 2- Forma de Governo: Ex. República, Monarquia, Aristocracia. • 3- Sistema de Governo: Ex. Presidencialismo, Parlamentarismo. • 4- Regime Político: Democrático, Autoritário.
  • 9. Estado Administração Direita Administração Indireta • União • Estado • Distrito Federal • Municípios • Autarquia • Fundação Pública • Sociedade de Economia Mista • Empresa Pública.
  • 10. A LDB/1996 estabelece competências para cada ente federativo (UN, ES, DF,MN). Dessa forma, devemos compreender a área correspondente de cada um deles. Importante : O Distrito Federal, em síntese, recebe competências que são dos Estados e dos Municípios. O Brasil tem 26 Estados; Um Distrito Federal, que é a capital do país; e 5561 municípios, conforme o IBGE. Distrito Federal
  • 11. Área da União Área delimitada dos Estados Observe que os estados estão dentro da União Cada ponto destacado equivale a um Município Observe que os Municípios estão contidos nos Estados e que a União contém os Estados e os Municípios.
  • 12. Competências: Art. 9º ao 20º - LDB Estados Distrito Federal Municípios Organizarão em regime de colaboração os Sistemas de ensino. Coordenação da PNE. União Elaboração do PNE em colaboração com os demais Entes Fed. Prestar assistência técnica e financeira aos demais Entes Fed. Assegurar em colaboração a Avaliação nacional no Ens. F,M,S. Coletar, analisar e disseminar informações sobre a educação. Baixar normas gerais sobre Graduação e Pós graduação. Assegurar processo nacional de avaliação do rendimento escolar no ensino fundamental, médio e superior, em colaboração com os sistemas de ensino. Organizar, manter e desenvolver os órgãos e instituições oficiais do sistema federal de ensino e o dos Territórios. Autorizar, reconhecer, credenciar, supervisionar e avaliar, respectivamente, os cursos das instituições de educação superior e os estabelecimentos do seu sistema de ensino. Poder ser Delegada, desde que mantenham instituições de ensino Superior ao: Baixar Normas Complementares para os seus respectivos sistemas de ensino. Organizar, manter e desenvolver os órgãos e instituições oficiais dos seus sistemas de ensino. Assumir o transporte escolar de sua rede de ensino.
  • 13. Competências: Art. 9º ao 20º Estados Distrito Federal Municípios União Elaborar e executar políticas e planos educacionais, em consonância com as diretrizes e planos nacionais de educação, integrando e coordenando as suas ações e as dos seus Municípios. Autorizar, reconhecer, credenciar, supervisionar e avaliar, respectivamente, os cursos das instituições de educação superior e os estabelecimentos do seu sistema de ensino. Assegurar o ensino fundamental e oferecer, com prioridade, o ensino médio a todos que o demandarem.
  • 14. Competências: Art. 9º ao 20º Estados Distrito Federal Municípios União Organizar, manter e desenvolver os órgãos e instituições oficiais dos seus sistemas de ensino, integrando-os às políticas e planos educacionais da União e dos Estados. Exercer ação redistributiva em relação às suas escolas. Autorizar, credenciar e supervisionar os estabelecimentos do seu sistema de ensino. Oferecer a educação infantil em creches e pré-escolas, e, com prioridade, o ensino fundamental, permitida a atuação em outros níveis de ensino somente quando estiverem atendidas plenamente as necessidades de sua área de competência e com recursos acima dos percentuais mínimos vinculados pela Constituição Federal à manutenção e desenvolvimento do ensino.
  • 15. Características da Educação Básica (Seção II,III,IV da LDB/1996) : Educação Infantil Fundamental (I e o II) Ensino Médio Desenvolvimento da Criança até os 5 anos de idade em seus aspectos; • Físico ; • Psicológico; • Intelectual; • Social; Oferecida em: • Creches : Até os 3 anos; • Pré-escolas : 4 a 5 anos. • Obrigatório e gratuito nas Escolas Públicas; Duração: 9 anos; • Jornada escolar de pelo menos 4 horas em sala de aula; • Compreensão do ambiente Social, Natural, Político, Artístico e do que fundamenta os valores da sociedade; • Desenvolvimento de valores e de uma visão Solidária; • Ensino religioso com matricula facultativa. • Duração mínima- 3 anos; • É o aprofundamento do Ensino Fundamental. • Preparação básica e geral para o trabalho e habilitação profissional facultativa; • Aprimoramento do educando como pessoa humana; • Visão ética, autonomia intelectual e visão crítica; • Compreensão dos fundamentos científico- tecnológico dos processos produtivos; • Estimulação da iniciativa dos estudantes.
  • 16. Níveis e Modalidades de Ensino. N Í V E I S Educação Superior Educação Básica Pós Graduação Graduação Médio Fundamental Infantil • Pré escolas • Creches Educação de Jovens e Adultos Educação do Campo Educação Especial Educação Profissional Cursos especiais abertos a Comunidade M O D A L I D A D E S Educação indígena Pedagogia Própria Formação específica do quadro docente Respeito à especificidade étnico-cultural Azul CINZA Educação a distância
  • 17. Entendendo as modalidades • Educação Profissional • Educação Especial • Educação de Jovens e Adultos
  • 18. Inicial, continuada ou de qualificação profissional (Sem pré-requisito de escolaridade) Educação Profissional Técnica de Nível Médio. (Precisa ter o Ensino Fundamental Completo Educação Profissional e Tecnológica de Graduação e Pós Graduação (Ensino Médio Completo) Educação Profissional Cursos Articulada Subsequente Integrada Concomitante Uma só matrícula Matrículas distintas • Mesma instituição de ensino • Instituições de ensino distintas Para quem já concluiu o Ensino médio
  • 19. Educação Especial • A oferta de Educação Especial é dever constitucional do Estado; • Essa modalidade deve estar atrelada aos níveis de ensino e outras modalidades. Oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com: 1. Deficiência, EX: Deficiente Visual, Auditivo, cadeirante etc. 2. Transtornos globais do desenvolvimento : EX: Autismo; Síndrome de Rett; Transtorno ou Síndrome de Asperger; Transtorno Desintegrativo da Infância; Transtorno Global do Desenvolvimento sem outra especificação. 3. Altas habilidades ou superdotação :Capacidade mental acima do padrão; • Precisa haver apoio especializado nas escolas quando for necessário (Ex: Especialista em Libras etc.) e quando não houver como integrar esses alunos nas salas comuns, os conteúdos podem ser ministrados em outras classes, escolas ou serviços especializados; • Os currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e a organização como um todo, inclusive o tempo de formação podem ser diferenciados para essa modalidade. (Ex: Os superdotados podem ter um tempo menos de formação) • Haverá a educação especial para o trabalho.
  • 20. Educação para Jovens e Adultos • Não tiveram acesso ou continuidade nos estudos do Ensino Fundamental ou Médio na idade adequada. • Articulara-se preferencialmente com a educação profissional • As características, interesses e condição de vida e de trabalho do alunado são considerados. Os sistemas de ensino manterão : • Cursos de exame Supletivo que serão realizados: 1. No nível de conclusão do Ensino Fundamental para maiores de 15 anos; 2. Nível de conclusão para o ensino médio para os maiores de 18 anos. • Conhecimentos e habilidades adquiridos por meio informal serão considerados nos exames. EJA
  • 21. Referências • BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação nacional, LEI nº 9394/1996; • CANAL CEFOR. Organização da Educação Profissional e Tecnológica. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=l4WfyD0V5Bg. Acesso em: 15 abril.2015; • CURY. C.R.J. A Educação Básica no Brasil. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12929.pdf. Acesso em: 13 Abril.2015; • EDUCACIONAL. Modalidades de ensino. Disponível em: http://www.educacional.com.br/legislacao/leg_iv.asp. Acesso em: 10 abril. 2015; • IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/estadosat/. Acesso em: 10 Abril. 2015; • PARANÁ. Governo do estado. Educação Básica e Modalidades. Disponível em:http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php? conteudo=618.