SlideShare uma empresa Scribd logo
Instalação e configuração de Sistemas Operacionais de Redes




         Estrutura de
         Diretórios


                                               Profª Ivani Nascimento
Apresentação
       A estrutura de diretórios também é chamada de Árvore de Diretórios
porque é parecida com uma árvore de cabeça para baixo.
       Cada diretório do sistema tem seus respectivos arquivos que são
armazenados conforme regras definidas pela FHS – Filesystem Hierarchy
Standard, ou Hierarquia Padrão do Sistema de Arquivos, que define que tipo
de arquivo deve ser guardado em cada diretório.
/ - raiz
•   É na raiz que ficam todos os diretórios do GNU/Linux.
/bin
       O   diretório   /bin   guarda   os   comandos    essenciais   para   o
funcionamento do sistema.
       Esse é um diretório público; sendo assim, os comandos que estão
nele podem ser utilizados por qualquer usuário do sistema.
       Entre os comandos, estão o bash, ls, echo, cp e outros.
/boot
        No diretório /boot estão os arquivos estáticos necessários à
inicialização do sistema e os arquivos do gerenciador de boot.

        O Gerenciador de Boot é um programa que carrega um sistema
operacional e/ou permite escolher qual será iniciado.

        Normalmente este programa é gravado no Setor de Boot da partição
ativa ou no Master Boot Record (MBR) do disco rígido.
/dev
       No diretório /dev ficam todos os arquivos de dispositivos. O Linux faz
a comunicação com os periféricos através de links simbólicos (atalhos) que
ficam armazenados nesse diretório facilitando assim, o acesso aos mesmos.

       Os dispositivos (devices) não são arquivos de dados no sentido
explícito, mas podem ser acessados, conforme o caso, por programas que
usualmente editam, filtram ou processam de maneira geral arquivos
convencionais.
/etc
       No diretório /etc estão os arquivos de configuração do sistema da
máquina local, tais como:
   scripts de inicialização do sistema em seus vários níveis (armazenados
   nos diretórios /etc/r*c);
   tabela do filesystem (arquivo /etc/fstab)
   configuração da inicialização do sistema para cada nível (arquivo
   /etc/inittab);
   configuração default para todos os logins (arquivo /etc/profile);
   um número considerável de arquivos para configuração de rede e outros
   aspectos do sistema, incluindo a parte gráfica.
/home
       Contém os diretórios pessoais dos usuários cadastrados no sistema.
Sempre que um novo usuários é criado no sistema, um diretório como
mesmo nome é criado no /home.
       Com isso, o usuário fica limitado a salvar todos seus arquivos
somente no seu diretório e isso ajuda a manter o sistema organizado, além
de evitar que usuários escrevam em diretórios que não sejam o seu.
/lib
          No diretório /lib estão as bibliotecas compartilhadas e módulos do
kernel.
          As bibliotecas, conhecidas como libs, são como as dlls para o
Windows. No caso do Linux, quando um programa é instalado, todas as
bibliotecas para o seu funcionamento ficam armazenadas nesse diretório.
/media e /mnt
/media
  Ponto de montagem para mídias removíveis, tais como: cd, dvd, floppy
  disk, pendrive, câmera digital, etc.

/mnt
  Este diretório foi previsto para o administador montar temporariamente
  sistemas de arquivos remotos.
  O conteúdo deste diretório é um assunto local e não deve afetar a
  maneira que executamos nenhum programa.
/opt
        Normalmente, é utilizado por programas que foram instalados com o
sistema já em funcionamento, e que precisam de uma quantidade de uma
espaço maior para sua instalação como é o caso do OpenOffice, KDE, Adobe
Reader, Receita Federal e outros.
        Além disso, é criado uma estrutura de diretórios parecida com o /,
mas somente os programas que estão no /opt irão utilizar.
/proc
        O /proc é um diretório virtual, mantido pelo kernel onde
encontramos a configuração atual do sistema, dados estatísticos, dispositivos
já montados, interrupções, endereços e estados das portas físicas, dados
sobre as redes, etc.
        Aqui, temos subdiretórios, com o nome que corresponde ao PID
(Process ID – Identificação do Processo) de cada processo; dentro deles,
vamos encontrar diversos arquivos texto, que representam uma importante
função do programa em execução.
/root
        Diretório pessoal do superusuário root.
        O root é o administrador do sistema, e pode alterar a configuração
do sistema tais como: configurar interfaces de rede, manipular usuários e
grupos, alterar a prioridades de processos, entre outros.
        Utilize uma conta de usuário normal ao invés da conta root para
operar seu sistema.
/sbin
        O diretório /sbin guarda os comandos utilizados para inicializar,
reparar, restaurar e/ou recuperar o sistema.
        Isso quer dizer que esse diretório também é de comandos essenciais,
mas os mesmos são utilizados apenas pelo usuário root.
        Entre os comandos estão o halt, ifconfig, init, iptables e outros.
/srv
       Diretório para dados de serviços fornecidos pelo sistema e, cuja
aplicação é de alcance geral, ou seja, os dados não são específicos de um
usuário.
       Por exemplo, /srv/www (servidor web), /srv/ftp (servidor ftp), etc.
/tmp
        Diretório para armazenamento de arquivos temporários.
        É utilizado principalmente para guardar pequenas informações que
precisam estar em algum lugar até que a operação seja completada, como é
o caso de um download.
        Enquanto não for concluído, o arquivo fica registrado em /tmp, e,
assim que é finalizado, é encaminhado para o local correto.
/usr
          O diretório /usr armazena dados compartilhados, somente para
leitura, sendo considerado um dos mais importantes de todo o sistema.
          É nele que todos os programas que não fazem parte do Linux são
instalados.
          O diretório /usr requer a existência dos seguintes subdiretórios:
   •   /usr/bin: programas de usuários, não essenciais para a inicialização do sistema.
   •   /usr/include: arquivos de cabeçalho utilizados por programas C/C++.
   •   /usr/lib: bibliotecas
   •   /usr/local: uso do administrador de sistemas para instalação local e/ou pós-instalação de
       software.
   •   /usr/sbin: binários, não essenciais, do sistema.
   •   /usr/share: dados independentes de arquitetura (ex.: páginas de manual, documentação, etc).
/var
       O diretório /var contém arquivos de dados variáveis, isto é, dados
que são alterados com frequência.
       Por padrão os programas que geram um arquivo de registro para
consulta, mais conhecido como log, ficam armazenados nesse diretório. Além
do log, os arquivos que estão aguardando liberação, ficam localizados em
/var/spool.
       Os principais arquivos que se utilizam do diretório /var, são as
mensagens de e-mail e os arquivos a serem impressos.
Referências



MORIMOTO, Carlos E.. Linux, guia prático. Porto Alegre:
  Sul Editores, 2009.
FERREIRA, Rubem E.. Linux: guia do administrador do
  sistema. São Paulo: Novatec, 2008.
MOTA FILHO, João Eriberto. Descobrindo o Linux:
  entenda o sistema operacional GNU/linux. São Paulo:
  Novatec, 2007.
Referências



• RIBEIRO, Uirá, Certificação Linux, 1ª Ed, Rio de
    Janeiro, Axcel Books, 2004.
•   Certificação Linux LPI- Nível 1 Exames 101 e 102.
    Vários, 1ª Ed, São Paulo, Alta Books.
•   NORTON, Peter; GRIFFITH, Arthur. Guia Completo do
    Linux. Tradução Sérgio Facchim – Complete Guide to
    Linux. São Paulo, Berkeley, 2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Jakson Silva
 
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry TransportProtocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
Norberto Enomoto
 
Buscas Avançadas no Google
Buscas Avançadas no GoogleBuscas Avançadas no Google
Buscas Avançadas no Google
mauroladeiafilho
 
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas OperacionaisAula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Jocelma Rios
 
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
Marco Guimarães
 
Cab estruturado-unidade8
Cab estruturado-unidade8Cab estruturado-unidade8
Cab estruturado-unidade8
Leandro Almeida
 
Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01
Natanael Fonseca
 
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet TracerCriando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
Edenilton Michael
 
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
José Wagner Bungart
 
Dispositivos Ativos e Passivos
Dispositivos Ativos e PassivosDispositivos Ativos e Passivos
Dispositivos Ativos e Passivos
Rikelmo19
 
PROJETO DE REDE
PROJETO DE REDEPROJETO DE REDE
PROJETO DE REDE
WELLINGTON MARTINS
 
Sistemas Operacionais para Servidores
Sistemas Operacionais para ServidoresSistemas Operacionais para Servidores
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos WebSistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
Arthur Emanuel
 
Tipos de Licença de Softwares
Tipos de Licença de SoftwaresTipos de Licença de Softwares
Tipos de Licença de Softwares
Lucas Castejon
 
Modelo TCP/IP
Modelo TCP/IPModelo TCP/IP
Fundamentos de arquitetura Web
Fundamentos de arquitetura WebFundamentos de arquitetura Web
Fundamentos de arquitetura Web
Denis L Presciliano
 
49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede
Marco Guimarães
 
Redes de computadores 2 - Protocolos
Redes de computadores 2 - ProtocolosRedes de computadores 2 - Protocolos
Redes de computadores 2 - Protocolos
José Ronaldo Trajano
 
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
Leinylson Fontinele
 
Protocolos HTTP e HTTPS
Protocolos HTTP e HTTPSProtocolos HTTP e HTTPS
Protocolos HTTP e HTTPS
TrabalhosCVIGR
 

Mais procurados (20)

Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry TransportProtocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
Protocolo MQTT: Message Queuing Telemetry Transport
 
Buscas Avançadas no Google
Buscas Avançadas no GoogleBuscas Avançadas no Google
Buscas Avançadas no Google
 
Aula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas OperacionaisAula 5a - Sistemas Operacionais
Aula 5a - Sistemas Operacionais
 
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
 
Cab estruturado-unidade8
Cab estruturado-unidade8Cab estruturado-unidade8
Cab estruturado-unidade8
 
Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01
 
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet TracerCriando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer
 
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
Projetos Estruturados de Redes - Parte 5
 
Dispositivos Ativos e Passivos
Dispositivos Ativos e PassivosDispositivos Ativos e Passivos
Dispositivos Ativos e Passivos
 
PROJETO DE REDE
PROJETO DE REDEPROJETO DE REDE
PROJETO DE REDE
 
Sistemas Operacionais para Servidores
Sistemas Operacionais para ServidoresSistemas Operacionais para Servidores
Sistemas Operacionais para Servidores
 
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos WebSistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
Sistemas Distribuídos - Aula 07 - Servicos Web
 
Tipos de Licença de Softwares
Tipos de Licença de SoftwaresTipos de Licença de Softwares
Tipos de Licença de Softwares
 
Modelo TCP/IP
Modelo TCP/IPModelo TCP/IP
Modelo TCP/IP
 
Fundamentos de arquitetura Web
Fundamentos de arquitetura WebFundamentos de arquitetura Web
Fundamentos de arquitetura Web
 
49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede49778140 projeto-de-rede
49778140 projeto-de-rede
 
Redes de computadores 2 - Protocolos
Redes de computadores 2 - ProtocolosRedes de computadores 2 - Protocolos
Redes de computadores 2 - Protocolos
 
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
Sistemas Operacionais - Aula 01 (Conceitos básicos de so)
 
Protocolos HTTP e HTTPS
Protocolos HTTP e HTTPSProtocolos HTTP e HTTPS
Protocolos HTTP e HTTPS
 

Destaque

Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
Ivani Nascimento
 
Personalizando o ambiente do usuário
Personalizando o ambiente do usuárioPersonalizando o ambiente do usuário
Personalizando o ambiente do usuário
Ivani Nascimento
 
Editor de texto VI
Editor de texto VIEditor de texto VI
Editor de texto VI
Ivani Nascimento
 
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivosSistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Ivani Nascimento
 
Dispositivos de Bloco
Dispositivos de BlocoDispositivos de Bloco
Dispositivos de Bloco
Ivani Nascimento
 
Operadores de redirecionamento
Operadores de redirecionamentoOperadores de redirecionamento
Operadores de redirecionamento
Ivani Nascimento
 
Obtendo ajuda no Linux
Obtendo ajuda no LinuxObtendo ajuda no Linux
Obtendo ajuda no Linux
Ivani Nascimento
 
Galileu o julgamento de judas
Galileu o julgamento de judasGalileu o julgamento de judas
Galileu o julgamento de judas
Ignácio Do Carmo Brasil
 
Arquivos de Inicialização do Linux
Arquivos de Inicialização do LinuxArquivos de Inicialização do Linux
Arquivos de Inicialização do Linux
Ivani Nascimento
 
Aprendi Python, e agora?
Aprendi Python, e agora?Aprendi Python, e agora?
Aprendi Python, e agora?
Julio Cesar Eiras Melanda
 
Plataformas Gráficas do Linux
Plataformas Gráficas do LinuxPlataformas Gráficas do Linux
Plataformas Gráficas do Linux
Ranieri Trecha
 
Mapa mental linux
Mapa mental linuxMapa mental linux
Mapa mental linux
Frangelys Perez
 
1112 agile approach to pci dss development
1112 agile approach to pci dss development1112 agile approach to pci dss development
1112 agile approach to pci dss development
bezpiecznik
 
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Dalton Martins
 
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de ArquivosGerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
Alexandre Duarte
 
Introdução Linux
Introdução LinuxIntrodução Linux
Introdução Linux
Ivani Nascimento
 
Mini curso de Linux
Mini curso de LinuxMini curso de Linux
Mini curso de Linux
Diego Almada
 
Minicurso Samba
Minicurso SambaMinicurso Samba
Minicurso Samba
Ivani Nascimento
 
Deus existe! Antony Flew
Deus existe! Antony FlewDeus existe! Antony Flew
Deus existe! Antony Flew
Carlos Alberto Monteiro da Silva
 
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos diasBeaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
Victor Dias
 

Destaque (20)

Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
 
Personalizando o ambiente do usuário
Personalizando o ambiente do usuárioPersonalizando o ambiente do usuário
Personalizando o ambiente do usuário
 
Editor de texto VI
Editor de texto VIEditor de texto VI
Editor de texto VI
 
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivosSistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
 
Dispositivos de Bloco
Dispositivos de BlocoDispositivos de Bloco
Dispositivos de Bloco
 
Operadores de redirecionamento
Operadores de redirecionamentoOperadores de redirecionamento
Operadores de redirecionamento
 
Obtendo ajuda no Linux
Obtendo ajuda no LinuxObtendo ajuda no Linux
Obtendo ajuda no Linux
 
Galileu o julgamento de judas
Galileu o julgamento de judasGalileu o julgamento de judas
Galileu o julgamento de judas
 
Arquivos de Inicialização do Linux
Arquivos de Inicialização do LinuxArquivos de Inicialização do Linux
Arquivos de Inicialização do Linux
 
Aprendi Python, e agora?
Aprendi Python, e agora?Aprendi Python, e agora?
Aprendi Python, e agora?
 
Plataformas Gráficas do Linux
Plataformas Gráficas do LinuxPlataformas Gráficas do Linux
Plataformas Gráficas do Linux
 
Mapa mental linux
Mapa mental linuxMapa mental linux
Mapa mental linux
 
1112 agile approach to pci dss development
1112 agile approach to pci dss development1112 agile approach to pci dss development
1112 agile approach to pci dss development
 
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
 
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de ArquivosGerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
Gerência de Armazenamento: Implementação do Sistema de Arquivos
 
Introdução Linux
Introdução LinuxIntrodução Linux
Introdução Linux
 
Mini curso de Linux
Mini curso de LinuxMini curso de Linux
Mini curso de Linux
 
Minicurso Samba
Minicurso SambaMinicurso Samba
Minicurso Samba
 
Deus existe! Antony Flew
Deus existe! Antony FlewDeus existe! Antony Flew
Deus existe! Antony Flew
 
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos diasBeaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
Beaud, michel. historia do capitalismo de 1500 a nossos dias
 

Semelhante a Estrutura de diretorios

Diretórios linux
Diretórios linuxDiretórios linux
Diretórios linux
ssuser64f954
 
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
Juliana Felix, MBA, ITIL v3
 
Estrutura de diretorios no Debian
Estrutura de diretorios no DebianEstrutura de diretorios no Debian
Estrutura de diretorios no Debian
Joao Felipe
 
Comandos do linux
Comandos do linuxComandos do linux
Comandos do linux
Jussara Novaes
 
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios LinuxUnidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Juan Carlos Lamarão
 
Introdução ao linux
Introdução ao linuxIntrodução ao linux
Introdução ao linux
Filipe Jesus
 
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais LinuxSistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
Mauro Duarte
 
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
Antônio Arapiraca
 
Aula 10 semana
Aula 10 semanaAula 10 semana
Aula 10 semana
Jorge Ávila Miranda
 
Aula 04 informática aplicada - comando básicos
Aula 04  informática aplicada - comando básicosAula 04  informática aplicada - comando básicos
Aula 04 informática aplicada - comando básicos
Robson Ferreira
 
Aula 10 semana
Aula 10 semanaAula 10 semana
Aula 10 semana
Jorge Ávila Miranda
 
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdfAula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
Luiz Carlos Araujo da Silva
 
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdfSO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
Silvano Oliveira
 
Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
Wesley Germano Otávio
 
S.o iuras
S.o iurasS.o iuras
S.o iuras
Bruno Ponces
 
Estrutura De Arquivos
Estrutura De ArquivosEstrutura De Arquivos
Estrutura De Arquivos
Juliano Linux
 
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
Anderson Lago
 
725
725725
IntroduçãO Ao Linux
IntroduçãO Ao LinuxIntroduçãO Ao Linux
IntroduçãO Ao Linux
Rodrigo Piovesana
 
Sistemas de arquivos artigo
Sistemas de arquivos   artigoSistemas de arquivos   artigo
Sistemas de arquivos artigo
Daiana de Ávila
 

Semelhante a Estrutura de diretorios (20)

Diretórios linux
Diretórios linuxDiretórios linux
Diretórios linux
 
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
Entendendo FHS - Palestra Debian Day 2013
 
Estrutura de diretorios no Debian
Estrutura de diretorios no DebianEstrutura de diretorios no Debian
Estrutura de diretorios no Debian
 
Comandos do linux
Comandos do linuxComandos do linux
Comandos do linux
 
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios LinuxUnidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
Unidade 3.3 Estrutura de Diretórios Linux
 
Introdução ao linux
Introdução ao linuxIntrodução ao linux
Introdução ao linux
 
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais LinuxSistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
Sistemas Operacionais - 06 - Sistemas Operacionais Linux
 
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
Curso de Introdução ao Software Livre - Aula de 29/10/2009
 
Aula 10 semana
Aula 10 semanaAula 10 semana
Aula 10 semana
 
Aula 04 informática aplicada - comando básicos
Aula 04  informática aplicada - comando básicosAula 04  informática aplicada - comando básicos
Aula 04 informática aplicada - comando básicos
 
Aula 10 semana
Aula 10 semanaAula 10 semana
Aula 10 semana
 
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdfAula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
Aula 04 - Filesystem Hierarchy Standard.pdf
 
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdfSO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
SO04 - Sistemas-Operacionais - Gerencia de Arquivos.pdf
 
Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
 
S.o iuras
S.o iurasS.o iuras
S.o iuras
 
Estrutura De Arquivos
Estrutura De ArquivosEstrutura De Arquivos
Estrutura De Arquivos
 
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
 
725
725725
725
 
IntroduçãO Ao Linux
IntroduçãO Ao LinuxIntroduçãO Ao Linux
IntroduçãO Ao Linux
 
Sistemas de arquivos artigo
Sistemas de arquivos   artigoSistemas de arquivos   artigo
Sistemas de arquivos artigo
 

Estrutura de diretorios

  • 1. Instalação e configuração de Sistemas Operacionais de Redes Estrutura de Diretórios Profª Ivani Nascimento
  • 2. Apresentação A estrutura de diretórios também é chamada de Árvore de Diretórios porque é parecida com uma árvore de cabeça para baixo. Cada diretório do sistema tem seus respectivos arquivos que são armazenados conforme regras definidas pela FHS – Filesystem Hierarchy Standard, ou Hierarquia Padrão do Sistema de Arquivos, que define que tipo de arquivo deve ser guardado em cada diretório.
  • 3. / - raiz • É na raiz que ficam todos os diretórios do GNU/Linux.
  • 4. /bin O diretório /bin guarda os comandos essenciais para o funcionamento do sistema. Esse é um diretório público; sendo assim, os comandos que estão nele podem ser utilizados por qualquer usuário do sistema. Entre os comandos, estão o bash, ls, echo, cp e outros.
  • 5. /boot No diretório /boot estão os arquivos estáticos necessários à inicialização do sistema e os arquivos do gerenciador de boot. O Gerenciador de Boot é um programa que carrega um sistema operacional e/ou permite escolher qual será iniciado. Normalmente este programa é gravado no Setor de Boot da partição ativa ou no Master Boot Record (MBR) do disco rígido.
  • 6. /dev No diretório /dev ficam todos os arquivos de dispositivos. O Linux faz a comunicação com os periféricos através de links simbólicos (atalhos) que ficam armazenados nesse diretório facilitando assim, o acesso aos mesmos. Os dispositivos (devices) não são arquivos de dados no sentido explícito, mas podem ser acessados, conforme o caso, por programas que usualmente editam, filtram ou processam de maneira geral arquivos convencionais.
  • 7. /etc No diretório /etc estão os arquivos de configuração do sistema da máquina local, tais como: scripts de inicialização do sistema em seus vários níveis (armazenados nos diretórios /etc/r*c); tabela do filesystem (arquivo /etc/fstab) configuração da inicialização do sistema para cada nível (arquivo /etc/inittab); configuração default para todos os logins (arquivo /etc/profile); um número considerável de arquivos para configuração de rede e outros aspectos do sistema, incluindo a parte gráfica.
  • 8. /home Contém os diretórios pessoais dos usuários cadastrados no sistema. Sempre que um novo usuários é criado no sistema, um diretório como mesmo nome é criado no /home. Com isso, o usuário fica limitado a salvar todos seus arquivos somente no seu diretório e isso ajuda a manter o sistema organizado, além de evitar que usuários escrevam em diretórios que não sejam o seu.
  • 9. /lib No diretório /lib estão as bibliotecas compartilhadas e módulos do kernel. As bibliotecas, conhecidas como libs, são como as dlls para o Windows. No caso do Linux, quando um programa é instalado, todas as bibliotecas para o seu funcionamento ficam armazenadas nesse diretório.
  • 10. /media e /mnt /media Ponto de montagem para mídias removíveis, tais como: cd, dvd, floppy disk, pendrive, câmera digital, etc. /mnt Este diretório foi previsto para o administador montar temporariamente sistemas de arquivos remotos. O conteúdo deste diretório é um assunto local e não deve afetar a maneira que executamos nenhum programa.
  • 11. /opt Normalmente, é utilizado por programas que foram instalados com o sistema já em funcionamento, e que precisam de uma quantidade de uma espaço maior para sua instalação como é o caso do OpenOffice, KDE, Adobe Reader, Receita Federal e outros. Além disso, é criado uma estrutura de diretórios parecida com o /, mas somente os programas que estão no /opt irão utilizar.
  • 12. /proc O /proc é um diretório virtual, mantido pelo kernel onde encontramos a configuração atual do sistema, dados estatísticos, dispositivos já montados, interrupções, endereços e estados das portas físicas, dados sobre as redes, etc. Aqui, temos subdiretórios, com o nome que corresponde ao PID (Process ID – Identificação do Processo) de cada processo; dentro deles, vamos encontrar diversos arquivos texto, que representam uma importante função do programa em execução.
  • 13. /root Diretório pessoal do superusuário root. O root é o administrador do sistema, e pode alterar a configuração do sistema tais como: configurar interfaces de rede, manipular usuários e grupos, alterar a prioridades de processos, entre outros. Utilize uma conta de usuário normal ao invés da conta root para operar seu sistema.
  • 14. /sbin O diretório /sbin guarda os comandos utilizados para inicializar, reparar, restaurar e/ou recuperar o sistema. Isso quer dizer que esse diretório também é de comandos essenciais, mas os mesmos são utilizados apenas pelo usuário root. Entre os comandos estão o halt, ifconfig, init, iptables e outros.
  • 15. /srv Diretório para dados de serviços fornecidos pelo sistema e, cuja aplicação é de alcance geral, ou seja, os dados não são específicos de um usuário. Por exemplo, /srv/www (servidor web), /srv/ftp (servidor ftp), etc.
  • 16. /tmp Diretório para armazenamento de arquivos temporários. É utilizado principalmente para guardar pequenas informações que precisam estar em algum lugar até que a operação seja completada, como é o caso de um download. Enquanto não for concluído, o arquivo fica registrado em /tmp, e, assim que é finalizado, é encaminhado para o local correto.
  • 17. /usr O diretório /usr armazena dados compartilhados, somente para leitura, sendo considerado um dos mais importantes de todo o sistema. É nele que todos os programas que não fazem parte do Linux são instalados. O diretório /usr requer a existência dos seguintes subdiretórios: • /usr/bin: programas de usuários, não essenciais para a inicialização do sistema. • /usr/include: arquivos de cabeçalho utilizados por programas C/C++. • /usr/lib: bibliotecas • /usr/local: uso do administrador de sistemas para instalação local e/ou pós-instalação de software. • /usr/sbin: binários, não essenciais, do sistema. • /usr/share: dados independentes de arquitetura (ex.: páginas de manual, documentação, etc).
  • 18. /var O diretório /var contém arquivos de dados variáveis, isto é, dados que são alterados com frequência. Por padrão os programas que geram um arquivo de registro para consulta, mais conhecido como log, ficam armazenados nesse diretório. Além do log, os arquivos que estão aguardando liberação, ficam localizados em /var/spool. Os principais arquivos que se utilizam do diretório /var, são as mensagens de e-mail e os arquivos a serem impressos.
  • 19. Referências MORIMOTO, Carlos E.. Linux, guia prático. Porto Alegre: Sul Editores, 2009. FERREIRA, Rubem E.. Linux: guia do administrador do sistema. São Paulo: Novatec, 2008. MOTA FILHO, João Eriberto. Descobrindo o Linux: entenda o sistema operacional GNU/linux. São Paulo: Novatec, 2007.
  • 20. Referências • RIBEIRO, Uirá, Certificação Linux, 1ª Ed, Rio de Janeiro, Axcel Books, 2004. • Certificação Linux LPI- Nível 1 Exames 101 e 102. Vários, 1ª Ed, São Paulo, Alta Books. • NORTON, Peter; GRIFFITH, Arthur. Guia Completo do Linux. Tradução Sérgio Facchim – Complete Guide to Linux. São Paulo, Berkeley, 2000.