SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof.Rodriguinho
1 Lista de Cálculo estequiométrico de boa!
Questão 1
Em uma das etapas de produção do cimento, o calcário ou carbonato de cálcio (CaCO3 ), sob aquecimento
adequado, se decompõe, produzindo gás carbônico (CO2) e óxido de cálcio (CaO).
Se partirmos de 200 mol de carbonato de cálcio, iremos obter a seguinte quantidade de matéria de gás
carbônico:
a) 50 mol
b) 100 mol
c) 200 mol
d) 300 mol
e) 400 mol
Questão 2
Formigas da caatinga ajudam a plantar sementes. Observou-se que várias espécies de formigas carregam a
semente para o ninho, comem a carúncula e abandonam a semente intacta próximo à planta-mãe, e que a
terra do ninho é mais propícia à germinação do que o solo sem formigueiros.
(Adaptado de Pesquisa FAPESP. Maio 2007. n. 135. p. 37)
As formigas produzem ácido metanoico (CH2O2), usualmente chamado de ácido fórmico que pode ser
neutralizado com hidróxido de magnésio conforme a equação não balanceada;
CH2O2 + Mg(OH)2  Mg(CHO2)2 + H2O
Para neutralizar 0,05 mol deste ácido, são necessários, em quantidade de matéria da base;
a) 0,50 mol
b) 0,10 mol
c) 0,05 mol
d) 0,025 mol
e) 0,005 mol
Questão 3
Toda a história da humanidade está permeada pelo consumo de álcool. Registros arqueológicos revelam
que os primeiros indícios sobre o consumo de álcool pelo ser humano datam de aproximadamente 6000
a.C., sendo, portanto, um costume extremamente antigo e que tem persistido por milhares de anos. A
noção de álcool como uma substância divina, por exemplo, pode ser encontrada em inúmeros exemplos
na mitologia, sendo talvez um dos fatores responsáveis pela manutenção de hábito de beber ao longo do
tempo. Esta substância pode ser obtida a partir da fermentação de caldo contendo glicose conforme a
reação não balanceada.
C6H12O6  C2H5OH + CO2.
Desta forma, partindo de um caldo contendo 20 mol de glicose, é possível produzir;
a) 460 g de etanol
b) 3680 g de etanol
c) 1840 g de etanol
d) 880 g de etanol
e) 920 g de etanol
Questão 4
(Unicamp-SP - modificada) Antiácido é um produto farmacêutico utilizado para reduzir acidez estomacal
provocada pelo excesso de ácido clorídrico, HC. Este produto farmacêutico pode ser preparado à base de
bicarbonato de sódio, NaHCO3, conforme a reação;
NaHCO3 + HC  NaC + H2O + CO2
Prof.Rodriguinho
2 Lista de Cálculo estequiométrico de boa!
a) Considerando que uma dose do antiácido contém 2,52g de bicarbonato de sódio, calcule o número
de mols de ácido neutralizado no estômago.
b) Considerando que um comprimido deste antiácido contém 0,84 g de bicarbonato, quantos
comprimidos seriam necessários para neutralizar 0,5 mol do ácido?
Questão 5
Industrialmente, o ácido fosfórico (H3PO4) pode ser obtido a partir de dois processos diferentes. Em um
deles, pela via úmida, rochas sedimentares ou magmáticas que contêm o mineral apatita reagem com
o ácido sulfúrico (H2SO4), conforme a reação não balanceada descrita abaixo, formando o ácido fosfórico
e outros subprodutos.
Ca3(PO4)2 + H2SO4  H3PO4 + CaSO4.
Partindo-se de 62,0 g de Ca3(PO4)2 e usando-se quantidade suficiente de H2SO4, é possível obter;
a) 58,8 g de ácido fosfórico
b) 117,6 g de ácido fosfórico
c) 38,4 g de ácido fosfórico
d) 588 g de ácido fosfórico
e) 1176 g de ácido fosfórico
Questão 6
Em alguns antiácidos, emprega-se hidróxido de magnésio, Mg(OH)2 ,como agente neutralizante do ácido
clorídrico HCℓ contido no suco gástrico. Nesta reação há produção de água e cloreto de magnésio,
MgCℓ2. Supondo-se que alguém tenha 73 mg de ácido no estômago, deverá ingerir pelo menos;
a) 58 mg de hidróxido
b) 116 mg de hidróxido
c) 29 mg de hidróxido
d) 174 mg de hidróxido
e) 580 mg de hidróxido
Questão 7
O Gás Natural é um combustível fóssil que se encontra na natureza, normalmente em reservatórios
profundos no subsolo, associado ou não ao petróleo. Assim como o petróleo, ele resulta da degradação da
matéria orgânica, fósseis de animais e plantas pré-históricas.
Inodoro, incolor, o Gás Natural é resultado da combinação de hidrocarbonetos gasosos, nas condições
normais atmosféricas de pressão e temperatura, contendo, principalmente, metano. A queima deste
componente é representada na equação abaixo:
Desta forma, ao se queimar 64 g desta substância, o volume de CO2 liberado nas CNTP é
CH4 + O2  CO2 + H2O
a) 22,4 L
b) 44,8 L
c) 11,2 L
d) 89,6 L
e) 112 L
Prof.Rodriguinho
3 Lista de Cálculo estequiométrico de boa!
Questão 8
Cientistas sabem da existência de fontes termais submarinas desde a década de 70. Os sistemas
conhecidos como chaminés negras, ou fumarolas, são os mais comuns. [...] Nessas chaminés, a água pode
atingir temperaturas superiores a 400 ºC, devido à proximidade de rochas magmáticas. Com pH
semelhante ao do suco de limão, ela libera sulfetos, ferro, cobre e zinco, à medida que se infiltra nas
rochas vulcânicas abaixo do solo marinho. Quando esse fluido ebuliente e ácido sobre novamente à
superfície, é expelido pelas chaminés na água gelada das profundezas do mar, onde os sulfetos de metal
dissolvidos resfriam rapidamente e precipitam, produzindo uma mistura escura, parecida com nuvens de
fumaça negra.
(Revista Scientific American Brasil, janeiro de 2010, p. 42)
Zinco é um metal utilizado na reação de produção de gás hidrogênio em laboratório, segundo a equação:
Zn(s) + 2 H+
(aq) → Zn2+
(aq) + H2(g)
Para obter 100 mL de H2(g), nas condições ambientais de temperatura e pressão, é necessária uma massa
de zinco, em gramas, de, aproximadamente,
Dados: Volume molar dos gases nas condições ambientais de temperatura e pressão: 25 L
(A) 0,1
(B) 0,3
(C) 1,0
(D) 1,2
(E) 2,0
Questão 9
A fotossíntese (representada pela equação abaixo) é o processo pelo qual a planta sintetiza compostos
orgânicos a partir da presença de luz, água e gás carbônico. Ela é fundamental para a manutenção de
todas as formas de vida no planeta, pois todas precisam desta energia para sobreviver. Os
organismos clorofilados (plantas, algas e certas bactérias) captam a energia solar e a utilizam para a
produção de elementos essenciais, portanto o sol é a fonte primária de energia. Para cada 18 g de glicose
produzida, a planta necessita captar __________ moléculas de gás carbônico.
6 CO2 + 6 H2O  C6H12O6 + 6 O2
O número de moléculas que completa a lacuna é de
a) 3,01 . 10²³
b) 6,02 . 10²³
c) 3,01 . 10²²
d) 3,61 . 10²²
e) 3,61 . 10¹²
Questão 10
O sulfato de alumínio, usado para a decantação de sujeira na água das piscinas, para fixar as cores nos
têxteis e como agente antitranspirante nos desodorantes, é obtido pela reação de deslocamento entre o
alumínio e o ácido sulfúrico que produz, também, hidrogênio gasoso.
2 Al + 3 H2SO4 → Al2(SO4)3 + 3 H2
Desta forma, para uma indústria que precisa produzir 1,368 kg de sulfato de alumínio, deve adquirir no
mínimo;
a) 6.10²³ átomos de alumínio
b) 12.10²³ átomos de alumínio
c) 24.10²³ átomos de alumínio
d) 48.10²³ átomos de alumínio
e) 96.10²³ átomos de alumínio.
Prof.Rodriguinho
4 Lista de Cálculo estequiométrico de boa!
Questão 11
No período de 7 a 14 de dezembro de 2009, em Copenhague, foi realizada a 15a
Conferência das Partes
da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP 15). O objetivo principal da
Conferência foi discutir o que os países poderão fazer para conter o aumento da temperatura global
provocado pelos gases de efeito estufa. O gás que mais contribui para o agravamento do efeito estufa é o
CO2, quando liberado na atmosfera pela queima da gasolina, que provoca de um de seus componentes a
seguinte reação:
C7H16(L) + O2(g) → CO2(g) + H2O(L).
O volume liberado de CO2 nas CNTP para cada 1 L de combustível queimado é de; Dado: densidade do
combustível = 1000g/L
a) 1,568 L
b) 15,68 L
c) 156,8 L
d) 1.568 L
e) 15.680 L
Questão 12
A amônia serve de matéria-prima para um número elevado de aplicações. Ela é utilizada na fabricação de
fertilizantes agrícolas, fibras e plásticos, de produtos de limpeza, de explosivos, etc. Seu principal
método de obtenção é o processo Haber-Bosch representado pela equação não balanceada;
N2(g) + H2(g) → NH3(g)
Uma indústria que utiliza 600 L/h de nitrogênio é capaz de produzir ao final de um expediente (8h de
trabalho) ;
Condição da reação: 0ºC e 1 atm
a) 300 L de amônia
b) 600 L de amônia
c) 2.400L de amônia
d) 4.800L de amônia
e) 9,600 L de amônia
GABARITO:
1) C
2) D
3) C
4) 0,03 mol e 50 comprimidos
5) C
6) A
7) D
8) B
9) A
10) D
11) D
12) E

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
Rodrigo Sampaio
 
Lista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidadeLista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidade
Rodrigo Sampaio
 
Radioatividade - Exerícicios
Radioatividade - ExeríciciosRadioatividade - Exerícicios
Radioatividade - Exerícicios
Rodrigo Sampaio
 
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoesEntalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Rodrigo Sampaio
 
mol, massa molar,etc
mol, massa molar,etcmol, massa molar,etc
mol, massa molar,etc
Fábio Oisiovici
 
cáculos com mol
cáculos com molcáculos com mol
cáculos com mol
Fábio Oisiovici
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
Rodrigo Sampaio
 
Eletrolise exercícios
Eletrolise exercíciosEletrolise exercícios
Eletrolise exercícios
Fábio Oisiovici
 
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEMELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
Fábio Oisiovici
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
Rodrigo Sampaio
 
revisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicosrevisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicos
Fábio Oisiovici
 
enem revisão soluções
enem revisão soluções enem revisão soluções
enem revisão soluções
Fábio Oisiovici
 
revisão enem radioatividade
revisão enem radioatividaderevisão enem radioatividade
revisão enem radioatividade
Fábio Oisiovici
 
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEMEQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
Fábio Oisiovici
 
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃOCINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
Fábio Oisiovici
 
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Rodrigo Sampaio
 
Nox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido ReduçãoNox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido Redução
Fábio Oisiovici
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
Fábio Oisiovici
 
Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
Fábio Oisiovici
 

Mais procurados (19)

Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
 
Lista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidadeLista de exercicios solubilidade
Lista de exercicios solubilidade
 
Radioatividade - Exerícicios
Radioatividade - ExeríciciosRadioatividade - Exerícicios
Radioatividade - Exerícicios
 
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoesEntalpia de formaçao combustao 3 questoes
Entalpia de formaçao combustao 3 questoes
 
mol, massa molar,etc
mol, massa molar,etcmol, massa molar,etc
mol, massa molar,etc
 
cáculos com mol
cáculos com molcáculos com mol
cáculos com mol
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
 
Eletrolise exercícios
Eletrolise exercíciosEletrolise exercícios
Eletrolise exercícios
 
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEMELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
 
revisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicosrevisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicos
 
enem revisão soluções
enem revisão soluções enem revisão soluções
enem revisão soluções
 
revisão enem radioatividade
revisão enem radioatividaderevisão enem radioatividade
revisão enem radioatividade
 
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEMEQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
 
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃOCINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
 
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
Lista geometria polaridade TERCEIRÃO SARTRE
 
Nox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido ReduçãoNox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido Redução
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
 
Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
 

Destaque

Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
Rodrigo Sampaio
 
Modelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto culturalModelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto cultural
Rodrigo Sampaio
 
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Rodrigo Sampaio
 
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARESREVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
Rodrigo Sampaio
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
Rodrigo Sampaio
 
Termoquimica e calculos quimicos
Termoquimica e calculos quimicosTermoquimica e calculos quimicos
Termoquimica e calculos quimicos
Carneiro84
 
Modelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona CientíficaModelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona Científica
Rodrigo Sampaio
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Rodrigo Sampaio
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
Rodrigo Sampaio
 
Expressoes de concentração
Expressoes de concentraçãoExpressoes de concentração
Expressoes de concentração
Rodrigo Sampaio
 
Bioquimica revisão
Bioquimica revisãoBioquimica revisão
Bioquimica revisão
Rodrigo Sampaio
 
Conectores ,Uso en la Minería
Conectores ,Uso en la Minería Conectores ,Uso en la Minería
Conectores ,Uso en la Minería
Jorge V. Choquegonza
 
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em soluçãoE s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
UFU - Universidade Federal de Uberlândia
 
Explosivos
ExplosivosExplosivos
Livro de q.i.teórica corrigido
Livro de q.i.teórica corrigidoLivro de q.i.teórica corrigido
Livro de q.i.teórica corrigido
Carlos Barbosa
 
Revisão de mol 3 ano solução
Revisão de mol 3 ano   soluçãoRevisão de mol 3 ano   solução
Revisão de mol 3 ano solução
Rodrigo Sampaio
 
Teste 25 fev v1
Teste 25 fev v1Teste 25 fev v1
Teste 25 fev v1
Estela Costa
 
Seguridad en el uso de explosivos
Seguridad en el uso de explosivosSeguridad en el uso de explosivos
Seguridad en el uso de explosivos
Rubenpakito
 
Exercícios Resolvidos Química
Exercícios Resolvidos QuímicaExercícios Resolvidos Química
Exercícios Resolvidos Química
Luiz Fabiano
 
Manejo explosivos subterranea
Manejo explosivos subterraneaManejo explosivos subterranea
Manejo explosivos subterranea
Will Ortiz Lopez
 

Destaque (20)

Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 
Modelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto culturalModelo de anteprojeto cultural
Modelo de anteprojeto cultural
 
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
Treinamento Balanceamento pelo método da tentativa
 
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARESREVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
REVISÃO COC POLARIDADE E FORÇAS INTERMOLECULARES
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
 
Termoquimica e calculos quimicos
Termoquimica e calculos quimicosTermoquimica e calculos quimicos
Termoquimica e calculos quimicos
 
Modelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona CientíficaModelo artigo para Maratona Científica
Modelo artigo para Maratona Científica
 
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemasConceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
Conceitos básicos de química - estados, mudanças, fenômenos e sistemas
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
 
Expressoes de concentração
Expressoes de concentraçãoExpressoes de concentração
Expressoes de concentração
 
Bioquimica revisão
Bioquimica revisãoBioquimica revisão
Bioquimica revisão
 
Conectores ,Uso en la Minería
Conectores ,Uso en la Minería Conectores ,Uso en la Minería
Conectores ,Uso en la Minería
 
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em soluçãoE s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
E s t e q u i o m e t r i a relação de massa em solução
 
Explosivos
ExplosivosExplosivos
Explosivos
 
Livro de q.i.teórica corrigido
Livro de q.i.teórica corrigidoLivro de q.i.teórica corrigido
Livro de q.i.teórica corrigido
 
Revisão de mol 3 ano solução
Revisão de mol 3 ano   soluçãoRevisão de mol 3 ano   solução
Revisão de mol 3 ano solução
 
Teste 25 fev v1
Teste 25 fev v1Teste 25 fev v1
Teste 25 fev v1
 
Seguridad en el uso de explosivos
Seguridad en el uso de explosivosSeguridad en el uso de explosivos
Seguridad en el uso de explosivos
 
Exercícios Resolvidos Química
Exercícios Resolvidos QuímicaExercícios Resolvidos Química
Exercícios Resolvidos Química
 
Manejo explosivos subterranea
Manejo explosivos subterraneaManejo explosivos subterranea
Manejo explosivos subterranea
 

Semelhante a Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa

Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
Kaleb Reis
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
Aninha Felix Vieira Dias
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
profNICODEMOS
 
Cálculos químicos share
Cálculos químicos shareCálculos químicos share
Cálculos químicos share
Fábio Oisiovici
 
Questões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º anoQuestões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º ano
Escola Pública/Particular
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
Rogeria Gregio
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
ferfla10
 
Lista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometriaLista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometria
torquatofp
 
Cálculo Ezquiziométrico
 Cálculo Ezquiziométrico Cálculo Ezquiziométrico
Cálculo Ezquiziométrico
Captando
 
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
Leonidas3112
 
Quimica 5
Quimica 5Quimica 5
Quimica 5
UFGRS
 
Cálculos químicos i soluções
Cálculos químicos i   soluçõesCálculos químicos i   soluções
Cálculos químicos i soluções
Aninha Felix Vieira Dias
 
Lista grandezas químicas e estequiometria
Lista grandezas químicas e estequiometriaLista grandezas químicas e estequiometria
Lista grandezas químicas e estequiometria
Nai Mariano
 
cálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluçõescálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluções
Aninha Felix Vieira Dias
 
2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios
Adriana Ignácio
 
1 ficha qumica
1 ficha qumica1 ficha qumica
1 ficha qumica
anacdalves
 
Psa 17 cálculos estequimétricos
Psa 17   cálculos estequimétricosPsa 17   cálculos estequimétricos
Psa 17 cálculos estequimétricos
Fisica-Quimica
 
Leis ponderais 2
Leis ponderais 2Leis ponderais 2
Leis ponderais 2
Charles Qmc
 
Atividade progressão parcial 3 ano
Atividade progressão parcial 3 anoAtividade progressão parcial 3 ano
Atividade progressão parcial 3 ano
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
Escola Pública/Particular
 

Semelhante a Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa (20)

Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
 
Cálculos químicos share
Cálculos químicos shareCálculos químicos share
Cálculos químicos share
 
Questões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º anoQuestões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º ano
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
 
Lista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometriaLista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometria
 
Cálculo Ezquiziométrico
 Cálculo Ezquiziométrico Cálculo Ezquiziométrico
Cálculo Ezquiziométrico
 
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
Apostila de cursinho estequiometria e gases (2)
 
Quimica 5
Quimica 5Quimica 5
Quimica 5
 
Cálculos químicos i soluções
Cálculos químicos i   soluçõesCálculos químicos i   soluções
Cálculos químicos i soluções
 
Lista grandezas químicas e estequiometria
Lista grandezas químicas e estequiometriaLista grandezas químicas e estequiometria
Lista grandezas químicas e estequiometria
 
cálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluçõescálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluções
 
2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios
 
1 ficha qumica
1 ficha qumica1 ficha qumica
1 ficha qumica
 
Psa 17 cálculos estequimétricos
Psa 17   cálculos estequimétricosPsa 17   cálculos estequimétricos
Psa 17 cálculos estequimétricos
 
Leis ponderais 2
Leis ponderais 2Leis ponderais 2
Leis ponderais 2
 
Atividade progressão parcial 3 ano
Atividade progressão parcial 3 anoAtividade progressão parcial 3 ano
Atividade progressão parcial 3 ano
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 

Mais de Rodrigo Sampaio

Resumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneasResumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneas
Rodrigo Sampaio
 
Revisao vieira
Revisao vieiraRevisao vieira
Revisao vieira
Rodrigo Sampaio
 
Cinética química questoes
Cinética química questoesCinética química questoes
Cinética química questoes
Rodrigo Sampaio
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Rodrigo Sampaio
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
Rodrigo Sampaio
 
Revisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 anoRevisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 ano
Rodrigo Sampaio
 
Passo a passo ftool
Passo a passo ftoolPasso a passo ftool
Passo a passo ftool
Rodrigo Sampaio
 

Mais de Rodrigo Sampaio (7)

Resumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneasResumo separação de misturas heterogêneas
Resumo separação de misturas heterogêneas
 
Revisao vieira
Revisao vieiraRevisao vieira
Revisao vieira
 
Cinética química questoes
Cinética química questoesCinética química questoes
Cinética química questoes
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Termoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte ITermoquímica ex da aula parte I
Termoquímica ex da aula parte I
 
Revisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 anoRevisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 ano
 
Passo a passo ftool
Passo a passo ftoolPasso a passo ftool
Passo a passo ftool
 

Último

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

Estequiometria - casos simples Rodriguinho Química de boa

  • 1. Prof.Rodriguinho 1 Lista de Cálculo estequiométrico de boa! Questão 1 Em uma das etapas de produção do cimento, o calcário ou carbonato de cálcio (CaCO3 ), sob aquecimento adequado, se decompõe, produzindo gás carbônico (CO2) e óxido de cálcio (CaO). Se partirmos de 200 mol de carbonato de cálcio, iremos obter a seguinte quantidade de matéria de gás carbônico: a) 50 mol b) 100 mol c) 200 mol d) 300 mol e) 400 mol Questão 2 Formigas da caatinga ajudam a plantar sementes. Observou-se que várias espécies de formigas carregam a semente para o ninho, comem a carúncula e abandonam a semente intacta próximo à planta-mãe, e que a terra do ninho é mais propícia à germinação do que o solo sem formigueiros. (Adaptado de Pesquisa FAPESP. Maio 2007. n. 135. p. 37) As formigas produzem ácido metanoico (CH2O2), usualmente chamado de ácido fórmico que pode ser neutralizado com hidróxido de magnésio conforme a equação não balanceada; CH2O2 + Mg(OH)2  Mg(CHO2)2 + H2O Para neutralizar 0,05 mol deste ácido, são necessários, em quantidade de matéria da base; a) 0,50 mol b) 0,10 mol c) 0,05 mol d) 0,025 mol e) 0,005 mol Questão 3 Toda a história da humanidade está permeada pelo consumo de álcool. Registros arqueológicos revelam que os primeiros indícios sobre o consumo de álcool pelo ser humano datam de aproximadamente 6000 a.C., sendo, portanto, um costume extremamente antigo e que tem persistido por milhares de anos. A noção de álcool como uma substância divina, por exemplo, pode ser encontrada em inúmeros exemplos na mitologia, sendo talvez um dos fatores responsáveis pela manutenção de hábito de beber ao longo do tempo. Esta substância pode ser obtida a partir da fermentação de caldo contendo glicose conforme a reação não balanceada. C6H12O6  C2H5OH + CO2. Desta forma, partindo de um caldo contendo 20 mol de glicose, é possível produzir; a) 460 g de etanol b) 3680 g de etanol c) 1840 g de etanol d) 880 g de etanol e) 920 g de etanol Questão 4 (Unicamp-SP - modificada) Antiácido é um produto farmacêutico utilizado para reduzir acidez estomacal provocada pelo excesso de ácido clorídrico, HC. Este produto farmacêutico pode ser preparado à base de bicarbonato de sódio, NaHCO3, conforme a reação; NaHCO3 + HC  NaC + H2O + CO2
  • 2. Prof.Rodriguinho 2 Lista de Cálculo estequiométrico de boa! a) Considerando que uma dose do antiácido contém 2,52g de bicarbonato de sódio, calcule o número de mols de ácido neutralizado no estômago. b) Considerando que um comprimido deste antiácido contém 0,84 g de bicarbonato, quantos comprimidos seriam necessários para neutralizar 0,5 mol do ácido? Questão 5 Industrialmente, o ácido fosfórico (H3PO4) pode ser obtido a partir de dois processos diferentes. Em um deles, pela via úmida, rochas sedimentares ou magmáticas que contêm o mineral apatita reagem com o ácido sulfúrico (H2SO4), conforme a reação não balanceada descrita abaixo, formando o ácido fosfórico e outros subprodutos. Ca3(PO4)2 + H2SO4  H3PO4 + CaSO4. Partindo-se de 62,0 g de Ca3(PO4)2 e usando-se quantidade suficiente de H2SO4, é possível obter; a) 58,8 g de ácido fosfórico b) 117,6 g de ácido fosfórico c) 38,4 g de ácido fosfórico d) 588 g de ácido fosfórico e) 1176 g de ácido fosfórico Questão 6 Em alguns antiácidos, emprega-se hidróxido de magnésio, Mg(OH)2 ,como agente neutralizante do ácido clorídrico HCℓ contido no suco gástrico. Nesta reação há produção de água e cloreto de magnésio, MgCℓ2. Supondo-se que alguém tenha 73 mg de ácido no estômago, deverá ingerir pelo menos; a) 58 mg de hidróxido b) 116 mg de hidróxido c) 29 mg de hidróxido d) 174 mg de hidróxido e) 580 mg de hidróxido Questão 7 O Gás Natural é um combustível fóssil que se encontra na natureza, normalmente em reservatórios profundos no subsolo, associado ou não ao petróleo. Assim como o petróleo, ele resulta da degradação da matéria orgânica, fósseis de animais e plantas pré-históricas. Inodoro, incolor, o Gás Natural é resultado da combinação de hidrocarbonetos gasosos, nas condições normais atmosféricas de pressão e temperatura, contendo, principalmente, metano. A queima deste componente é representada na equação abaixo: Desta forma, ao se queimar 64 g desta substância, o volume de CO2 liberado nas CNTP é CH4 + O2  CO2 + H2O a) 22,4 L b) 44,8 L c) 11,2 L d) 89,6 L e) 112 L
  • 3. Prof.Rodriguinho 3 Lista de Cálculo estequiométrico de boa! Questão 8 Cientistas sabem da existência de fontes termais submarinas desde a década de 70. Os sistemas conhecidos como chaminés negras, ou fumarolas, são os mais comuns. [...] Nessas chaminés, a água pode atingir temperaturas superiores a 400 ºC, devido à proximidade de rochas magmáticas. Com pH semelhante ao do suco de limão, ela libera sulfetos, ferro, cobre e zinco, à medida que se infiltra nas rochas vulcânicas abaixo do solo marinho. Quando esse fluido ebuliente e ácido sobre novamente à superfície, é expelido pelas chaminés na água gelada das profundezas do mar, onde os sulfetos de metal dissolvidos resfriam rapidamente e precipitam, produzindo uma mistura escura, parecida com nuvens de fumaça negra. (Revista Scientific American Brasil, janeiro de 2010, p. 42) Zinco é um metal utilizado na reação de produção de gás hidrogênio em laboratório, segundo a equação: Zn(s) + 2 H+ (aq) → Zn2+ (aq) + H2(g) Para obter 100 mL de H2(g), nas condições ambientais de temperatura e pressão, é necessária uma massa de zinco, em gramas, de, aproximadamente, Dados: Volume molar dos gases nas condições ambientais de temperatura e pressão: 25 L (A) 0,1 (B) 0,3 (C) 1,0 (D) 1,2 (E) 2,0 Questão 9 A fotossíntese (representada pela equação abaixo) é o processo pelo qual a planta sintetiza compostos orgânicos a partir da presença de luz, água e gás carbônico. Ela é fundamental para a manutenção de todas as formas de vida no planeta, pois todas precisam desta energia para sobreviver. Os organismos clorofilados (plantas, algas e certas bactérias) captam a energia solar e a utilizam para a produção de elementos essenciais, portanto o sol é a fonte primária de energia. Para cada 18 g de glicose produzida, a planta necessita captar __________ moléculas de gás carbônico. 6 CO2 + 6 H2O  C6H12O6 + 6 O2 O número de moléculas que completa a lacuna é de a) 3,01 . 10²³ b) 6,02 . 10²³ c) 3,01 . 10²² d) 3,61 . 10²² e) 3,61 . 10¹² Questão 10 O sulfato de alumínio, usado para a decantação de sujeira na água das piscinas, para fixar as cores nos têxteis e como agente antitranspirante nos desodorantes, é obtido pela reação de deslocamento entre o alumínio e o ácido sulfúrico que produz, também, hidrogênio gasoso. 2 Al + 3 H2SO4 → Al2(SO4)3 + 3 H2 Desta forma, para uma indústria que precisa produzir 1,368 kg de sulfato de alumínio, deve adquirir no mínimo; a) 6.10²³ átomos de alumínio b) 12.10²³ átomos de alumínio c) 24.10²³ átomos de alumínio d) 48.10²³ átomos de alumínio e) 96.10²³ átomos de alumínio.
  • 4. Prof.Rodriguinho 4 Lista de Cálculo estequiométrico de boa! Questão 11 No período de 7 a 14 de dezembro de 2009, em Copenhague, foi realizada a 15a Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP 15). O objetivo principal da Conferência foi discutir o que os países poderão fazer para conter o aumento da temperatura global provocado pelos gases de efeito estufa. O gás que mais contribui para o agravamento do efeito estufa é o CO2, quando liberado na atmosfera pela queima da gasolina, que provoca de um de seus componentes a seguinte reação: C7H16(L) + O2(g) → CO2(g) + H2O(L). O volume liberado de CO2 nas CNTP para cada 1 L de combustível queimado é de; Dado: densidade do combustível = 1000g/L a) 1,568 L b) 15,68 L c) 156,8 L d) 1.568 L e) 15.680 L Questão 12 A amônia serve de matéria-prima para um número elevado de aplicações. Ela é utilizada na fabricação de fertilizantes agrícolas, fibras e plásticos, de produtos de limpeza, de explosivos, etc. Seu principal método de obtenção é o processo Haber-Bosch representado pela equação não balanceada; N2(g) + H2(g) → NH3(g) Uma indústria que utiliza 600 L/h de nitrogênio é capaz de produzir ao final de um expediente (8h de trabalho) ; Condição da reação: 0ºC e 1 atm a) 300 L de amônia b) 600 L de amônia c) 2.400L de amônia d) 4.800L de amônia e) 9,600 L de amônia GABARITO: 1) C 2) D 3) C 4) 0,03 mol e 50 comprimidos 5) C 6) A 7) D 8) B 9) A 10) D 11) D 12) E