SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
QUÍMICA
Como vamos funcionar...



 Aulas em powerpoint      :
http://www.marciojmlopes.xpg.com.br/

Exercícios de sala (Atividades-exercícios de aplicação)
              Sempre trazer este livro!

Exercícios de casa (propostos)
Matéria:
É tudo que tem massa e ocupa lugar no
espaço.
Madeira         Matéria:
                 Tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço.




Troncos          Corpo:
                     Porção limitada de matéria




 Cadeira
           Objeto:
              Porção limitada de matéria que por sua forma
              especial se presta a determinado uso.
Estados Físicos da Matéria

                  FORMA                       VOLUME

                 Constante
SÓLIDO     (Estrutura interna organizada,
               partículas com pouca
               partí
                                              Constante
                     mobilidade)

                 VARIÁVEL
LÍQUIDO   (Estrutura interna mais ou menos    Constante
          organizada, partículas com maior
                       partí
                      mobilidade)

                 VARIÁVEL
GASOSO    (Estrutura interna desorganizada,   Variável
            partículas se movimentam em
            partí
                    todas direções)
                          direç
Plasma

                    Irving Langmuir

Em física, Plasma é denominado o quarto estado da
matéria. Difere-se dos sólidos, líquidos e gasosos por
possuir seus átomos separados ao ponto de
desprenderem-se dos elétrons. Por este motivo o
plasma é também chamado de gás ionizado. Estima-se
que 99% de toda matéria existente esteja no estado de
plasma, o que faz deste o estado da matéria mais
comum e abundante do universo.
Condensado de Bose-Einstein




 Dados de distribuição de velocidade confirmando a descoberta de um novo
 estado da matéria, o Condensado de Bose-Einsten, a partir de um gás de
 Rubídio
O Condensado de Bose-Einstein é uma fase da matéria
formada por bósons a uma temperatura muito próxima
do zero absoluto. Nestas condições, uma grande fração
de átomos atinge o mais baixo estado quântico, e
nestas condições os efeitos quânticos podem ser
observados à escala macroscópica. A existência deste
estado da matéria como conseqüência da mecânica
quântica foi inicialmente prevista por Albert Einstein em
1925, no seguimento do trabalho efetuado por
Satyendra Nath Bose. O primeiro condensado deste tipo
foi produzido setenta anos mais tarde por Eric Cornell e
Carl Wieman em 1995, na Universidade de Colorado em
Boulder, usando um gás de átomos de rubídio
arrefecido a 170 nanokelvins (nK).
Condensado fermiônico.




Cientistas do Laboratório JILA e da Universidade do Colorado
(Estados Unidos) relataram a primeira observação de um novo
estado físico da matéria, conhecido como "condensado
fermiônico". O condensado fermiônico é formado por pares de
átomos em um gás e era procurado há muito tempo pelos
cientistas, que previam a existência desse novo estado da
matéria em suas teorias.
Na experiência que os cientistas agora fizeram, um gás com
500.000 átomos de potássio foi resfriado até 50 bilionésimos de
grau acima do zero absoluto e então submetido a um campo
magnético. Esse campo magnético fez com que os férmions se
juntassem em pares, de forma semelhante aos pares de elétrons
que produzem a supercondutividade, o fenômeno no qual a
eletricidade flui sem resistência. A equipe da Dra. Jin detectou o
emparelhamento e verificou a formação do condensado
fermiônico pela primeira vez no dia 16 de Dezembro de 2003.
“Alumínio
                                                            transparente"



Em matéria publicada na edição desta semana da revista "Nature Physics", os cientistas utilizaram
um processo conhecido como fotoionização, onde, o laser conseguiu "nocautear" um elétron das
camadas internas de cada átomo de uma amostra de alumínio, sem romper a estrutura do
mesmo, tornando o metal praticamente invisível à radiação ultravioleta.
Em texto divulgado na Universidade de Oxford, um dos responsáveis pelo estudo, o professor
Justin Wark, afirma que o grupo criou "um estado da matéria completamente novo, nunca antes
visto". O equipamento usado no experimento foi o "Flash laser", sediado em Hamburgo, na
Alemanha.
Os pesquisadores acreditam que a proeza ajudará a compreender a formação de pequenas
estrelas que se formam a partir de implosões de lasers de alto poder e impulssionará os trabalhos
em diversas áreas como a ciência planetária, astrofísica e fusão nuclear.
PROPRIEDADES DA MATÉRIA



PROPRIEDADES GERAIS
PROPRIEDADES FUNCIONAIS
PROPRIEDADES ESPECÍFICAS
PROPRIEDADES GERAIS: Comuns a todos os materiais
 Volume / extensão: Propriedade que a matéria tem
 de ocupar um lugar no espaço. O volume mede a
 extensão de um corpo.




 Inércia: propriedade que a matéria tem em permanecer na situação em
 que se encontra, seja em movimento, seja em repouso. Quanto maior
 for a massa de um corpo, mais difícil alterar seu movimento, e maior a
 inércia. A massa mede a inércia de um corpo.


 Impenetrabilidade: Dois corpos não podem ocupar, simultaneamente o
 mesmo lugar no espaço.


 Outras propriedades seriam a Compressibilidade, Elasticidade, Divisibilidade,
 Indestrutibilidade, etc.
PROPRIEDADES FUNCIONAIS


   Hidrocarbonetos são inflamáveis.
   Os ácidos têm sabor azedo.
   Os sais fundidos conduzem corrente elétrica.



 As propriedades funcionais são aquelas apresentadas
por um grupo de substâncias, chamado função química .
PROPRIEDADES ESPECÍFICAS


Propriedades físicas: ponto de fusão, ponto de ebulição, densidade.


Propriedades organolépticas: cor, odor, sabor.


Propriedades químicas: reações químicas.




As propriedades específicas caracterizam cada tipo de substância .
Mudanças de estado da matéria

                     Sublimação

     Solidificação                Condensação
                                   (Liquefação)




Sólido                Líquido                 Gasoso
           Fusão                  Vaporização

                     Sublimação
Calefação
               Na calefação, o líquido passa instantaneamente para o estado
               gasoso. O líquido (em pequena quantidade) recebe uma
               grande quantidade de calor e se torna vapor rapidamente,
               produzindo um som característico(tchchchch).
               Ex:Uma gota d'agua em uma chapa quente.


               Ebulição
               Na ebulição, o líquido está passando para o estado gasoso na
               sua temperatura de ebulição, que é a temperatura máxima que
               o líquido pode existir a uma determinada pressão. Todas as
               moléculas do líquido estão recebendo calor. É caracterizada
Vaporização:   pela formação de bolhas no líquido. Borbulhamento.O ponto
               de ebulição da água no nível do mar é de 100,0°  C.
               Ex: A água fervendo na chaleira, em uma caldeira de ar
               quente.


               Evaporação
               Na evaporação, o líquido passa para o estado gasoso a
               qualquer temperatura. É um processo lento e superficial, ou
               seja, as moléculas da superfície do líquido conseguem adquirir
               energia suficiente para passar para o estado gasoso. A
               evaporação é a vaporização que ocorre espontaneamente. ou
               seja sem ser provocada por exemplo:
               Ex: Colocamos um jarro de água no sol e o sol vai vaporizar a
               água     então   vai   ser    evaporação      porque ocorreu
               espontaneamente..
Experiências
Ponto de Fusão / Solidificação


  Ponto de Fusão é a temperatura
em que uma substância muda do
estado sólido para o estado líquido.
  Ponto de Solidificação corresponde
ao processo inverso, embora as
temperaturas sejam equivalentes.

Obs. O PF e o PS são obtidos em uma dada pressão, quando
esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
Ponto de Ebulição / Liquefação


   Ponto de Ebulição é a temperatura em
que uma substância muda do estado
líquido para o estado gasoso.
  Ponto de liquefação corresponde ao
processo inverso, embora as temperaturas
sejam equivalentes.

 Obs: O PE e o PL são obtidos em uma dada pressão, quando
 esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
Curva de Aquecimento da água

T°
 C


                             G
                       LeG
100



                   L

             SeL
 0                               tempo
         S
- 20
Curva de Resfriamento da água


 T°
  C

       G
           LeG
100



                 L

                     SeL
  0                        tempo
                           S
- 20
Dica:

         SÓLIDO   PF    LÍQUIDO   PE    GASOSO



Ex: Dada substância possui PF = -10° e PE = 88°
                                     C         C.
Qual seu estado físico a temperatura ambiente?

            PF = -10°
                    C        PE = 88°
                                    C



   25°
     C

                          Resp: LÍQUIDO
Estados Físicos da matéria
Estados Físicos da matéria
Estados Físicos da matéria
Estados Físicos da matéria
Estados Físicos da matéria

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Aula sobre matéria
Aula sobre matériaAula sobre matéria
Aula sobre matéria
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Leis ponderais
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
 
Temperatura e Calor
Temperatura e Calor Temperatura e Calor
Temperatura e Calor
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Transformações Químicas
Transformações QuímicasTransformações Químicas
Transformações Químicas
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
 
Misturas Químicas
Misturas QuímicasMisturas Químicas
Misturas Químicas
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
 
Substancias puras simples, compostas e misturas.
Substancias  puras simples, compostas e misturas.Substancias  puras simples, compostas e misturas.
Substancias puras simples, compostas e misturas.
 
2. classificação da matéria
2. classificação da matéria2. classificação da matéria
2. classificação da matéria
 
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculasAula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
Transmissão de calor
Transmissão de calorTransmissão de calor
Transmissão de calor
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
 

Destaque

Estados fisicos da matéria
Estados fisicos da matériaEstados fisicos da matéria
Estados fisicos da matériaSilmara Robles
 
Os Estados Físicos Da MatéRia
Os Estados Físicos Da MatéRiaOs Estados Físicos Da MatéRia
Os Estados Físicos Da MatéRianunomoita
 
Física e química introdução estado físico da matéria
Física e química introdução estado físico da matériaFísica e química introdução estado físico da matéria
Física e química introdução estado físico da matériaCarlos Alexandre Ribeiro Dorte
 
estados físicos da água
estados físicos da águaestados físicos da água
estados físicos da águaadeliomoura
 
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturas
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturasQuímica - Estados físicos da matéria e separação de misturas
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturasCláudia Augusto
 
Mudança de Estado Físico
Mudança de Estado FísicoMudança de Estado Físico
Mudança de Estado FísicoCEPMBB
 
Constituição atómica da matéria
Constituição atómica da matériaConstituição atómica da matéria
Constituição atómica da matériaGustavo de Azevedo
 
Matéria 9° ano
Matéria   9° anoMatéria   9° ano
Matéria 9° anoadriana
 
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedadesCarolina Suisso
 
Estados físicos da matéria (Química)
Estados físicos da matéria (Química)Estados físicos da matéria (Química)
Estados físicos da matéria (Química)Sarah Raab
 
Plasma and bose einstein condensate
Plasma and bose einstein condensatePlasma and bose einstein condensate
Plasma and bose einstein condensateKevin Anil
 
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momento
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momentoConferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momento
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momentoGlauber Eduardo Aragon Pereira
 

Destaque (20)

Estados fisicos da matéria
Estados fisicos da matériaEstados fisicos da matéria
Estados fisicos da matéria
 
Os Estados Físicos Da MatéRia
Os Estados Físicos Da MatéRiaOs Estados Físicos Da MatéRia
Os Estados Físicos Da MatéRia
 
Física e química introdução estado físico da matéria
Física e química introdução estado físico da matériaFísica e química introdução estado físico da matéria
Física e química introdução estado físico da matéria
 
estados físicos da água
estados físicos da águaestados físicos da água
estados físicos da água
 
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturas
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturasQuímica - Estados físicos da matéria e separação de misturas
Química - Estados físicos da matéria e separação de misturas
 
Mudança de Estado Físico
Mudança de Estado FísicoMudança de Estado Físico
Mudança de Estado Físico
 
Constituição atómica da matéria
Constituição atómica da matériaConstituição atómica da matéria
Constituição atómica da matéria
 
Matéria 9° ano
Matéria   9° anoMatéria   9° ano
Matéria 9° ano
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Química - 9º ano (aula 1)
Química -  9º ano (aula 1)Química -  9º ano (aula 1)
Química - 9º ano (aula 1)
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
 
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades
9º ano - 1º bimestre - Matéria e suas propriedades
 
Estados de la materia
Estados de la materiaEstados de la materia
Estados de la materia
 
Estados físicos da matéria (Química)
Estados físicos da matéria (Química)Estados físicos da matéria (Química)
Estados físicos da matéria (Química)
 
Ligacoes
LigacoesLigacoes
Ligacoes
 
Plasma and bose einstein condensate
Plasma and bose einstein condensatePlasma and bose einstein condensate
Plasma and bose einstein condensate
 
Lista 2 2014
Lista 2   2014Lista 2   2014
Lista 2 2014
 
Sociedade
SociedadeSociedade
Sociedade
 
Crosta terrestre
Crosta terrestreCrosta terrestre
Crosta terrestre
 
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momento
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momentoConferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momento
Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente 3º momento
 

Semelhante a Estados Físicos da matéria

Noções básicas de química inorgânica
Noções básicas de química inorgânicaNoções básicas de química inorgânica
Noções básicas de química inorgânicacmdantasba
 
Ap. de química 1a etapa
Ap. de química   1a etapaAp. de química   1a etapa
Ap. de química 1a etapaLeticia Andrade
 
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptx
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptxESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptx
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptxGiovannaMachado24
 
estados fisicos da materia COMPLETO......docx
estados fisicos da materia COMPLETO......docxestados fisicos da materia COMPLETO......docx
estados fisicos da materia COMPLETO......docxAndreaMarlidosSantos
 
Resumo classificação, propriedades e transformações da matéria
Resumo   classificação, propriedades e transformações da matériaResumo   classificação, propriedades e transformações da matéria
Resumo classificação, propriedades e transformações da matériaProfª Alda Ernestina
 
Aulão de introdução a química geral
Aulão  de introdução a química geralAulão  de introdução a química geral
Aulão de introdução a química geralAdrianne Mendonça
 
Fenômenos e propriedades da matéria
Fenômenos e propriedades da matériaFenômenos e propriedades da matéria
Fenômenos e propriedades da matériaCarlos Priante
 
Unidade 1 nova friburgo
Unidade 1 nova friburgoUnidade 1 nova friburgo
Unidade 1 nova friburgoHelson Costa
 
Apostila de Química Aplicada
Apostila de Química AplicadaApostila de Química Aplicada
Apostila de Química AplicadaJosé Vitor Alves
 
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e MucuriUFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucurimarianafolgado
 
UFVJM - Líquidos e Mudanças de Estado
UFVJM - Líquidos e Mudanças de EstadoUFVJM - Líquidos e Mudanças de Estado
UFVJM - Líquidos e Mudanças de Estadomarianafolgado
 
Estados fisicos da materia.3
Estados fisicos da materia.3Estados fisicos da materia.3
Estados fisicos da materia.3matheusrl98
 
Propriedades específicas da matéria
Propriedades específicas  da matériaPropriedades específicas  da matéria
Propriedades específicas da matériaPedro Araújo
 
Atualização dos Conteúdos do Enem
Atualização dos Conteúdos do EnemAtualização dos Conteúdos do Enem
Atualização dos Conteúdos do EnemUsurioAnnimo3
 
power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius Fortunato Fortunato
 
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdf
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdfAula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdf
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdfandressasantos89931
 
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson VirgilioAula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson VirgilioNelson Virgilio Carvalho Filho
 

Semelhante a Estados Físicos da matéria (20)

Noções básicas de química inorgânica
Noções básicas de química inorgânicaNoções básicas de química inorgânica
Noções básicas de química inorgânica
 
Ap. de química 1a etapa
Ap. de química   1a etapaAp. de química   1a etapa
Ap. de química 1a etapa
 
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptx
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptxESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptx
ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA - 9º ANO (1).pptx
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
estados fisicos da materia COMPLETO......docx
estados fisicos da materia COMPLETO......docxestados fisicos da materia COMPLETO......docx
estados fisicos da materia COMPLETO......docx
 
Resumo classificação, propriedades e transformações da matéria
Resumo   classificação, propriedades e transformações da matériaResumo   classificação, propriedades e transformações da matéria
Resumo classificação, propriedades e transformações da matéria
 
Termometria, calorimetria e propagação de calor
Termometria, calorimetria e propagação de calorTermometria, calorimetria e propagação de calor
Termometria, calorimetria e propagação de calor
 
Aulão de introdução a química geral
Aulão  de introdução a química geralAulão  de introdução a química geral
Aulão de introdução a química geral
 
Fenômenos e propriedades da matéria
Fenômenos e propriedades da matériaFenômenos e propriedades da matéria
Fenômenos e propriedades da matéria
 
Unidade 1 nova friburgo
Unidade 1 nova friburgoUnidade 1 nova friburgo
Unidade 1 nova friburgo
 
Apostila de Química Aplicada
Apostila de Química AplicadaApostila de Química Aplicada
Apostila de Química Aplicada
 
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e MucuriUFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
 
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
"Somos Físicos" Substâncias e Misturas
 
UFVJM - Líquidos e Mudanças de Estado
UFVJM - Líquidos e Mudanças de EstadoUFVJM - Líquidos e Mudanças de Estado
UFVJM - Líquidos e Mudanças de Estado
 
Estados fisicos da materia.3
Estados fisicos da materia.3Estados fisicos da materia.3
Estados fisicos da materia.3
 
Propriedades específicas da matéria
Propriedades específicas  da matériaPropriedades específicas  da matéria
Propriedades específicas da matéria
 
Atualização dos Conteúdos do Enem
Atualização dos Conteúdos do EnemAtualização dos Conteúdos do Enem
Atualização dos Conteúdos do Enem
 
power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius power point de química professor Vinicius
power point de química professor Vinicius
 
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdf
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdfAula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdf
Aula de Química_introdução ao estudo de Química -1º ano.pdf
 
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson VirgilioAula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
 

Mais de Coc2010

Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Coc2010
 
Introdução à Física
Introdução à FísicaIntrodução à Física
Introdução à FísicaCoc2010
 
Biologia Coc
Biologia CocBiologia Coc
Biologia CocCoc2010
 
Coordenadas Geográficas
Coordenadas GeográficasCoordenadas Geográficas
Coordenadas GeográficasCoc2010
 

Mais de Coc2010 (6)

Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010Estrutura Atomica Coc 2010
Estrutura Atomica Coc 2010
 
Escalas
EscalasEscalas
Escalas
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
Introdução à Física
Introdução à FísicaIntrodução à Física
Introdução à Física
 
Biologia Coc
Biologia CocBiologia Coc
Biologia Coc
 
Coordenadas Geográficas
Coordenadas GeográficasCoordenadas Geográficas
Coordenadas Geográficas
 

Último

425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 

Último (20)

425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 

Estados Físicos da matéria

  • 2. Como vamos funcionar... Aulas em powerpoint : http://www.marciojmlopes.xpg.com.br/ Exercícios de sala (Atividades-exercícios de aplicação) Sempre trazer este livro! Exercícios de casa (propostos)
  • 3. Matéria: É tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço.
  • 4. Madeira Matéria: Tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Troncos Corpo: Porção limitada de matéria Cadeira Objeto: Porção limitada de matéria que por sua forma especial se presta a determinado uso.
  • 5. Estados Físicos da Matéria FORMA VOLUME Constante SÓLIDO (Estrutura interna organizada, partículas com pouca partí Constante mobilidade) VARIÁVEL LÍQUIDO (Estrutura interna mais ou menos Constante organizada, partículas com maior partí mobilidade) VARIÁVEL GASOSO (Estrutura interna desorganizada, Variável partículas se movimentam em partí todas direções) direç
  • 6. Plasma Irving Langmuir Em física, Plasma é denominado o quarto estado da matéria. Difere-se dos sólidos, líquidos e gasosos por possuir seus átomos separados ao ponto de desprenderem-se dos elétrons. Por este motivo o plasma é também chamado de gás ionizado. Estima-se que 99% de toda matéria existente esteja no estado de plasma, o que faz deste o estado da matéria mais comum e abundante do universo.
  • 7. Condensado de Bose-Einstein Dados de distribuição de velocidade confirmando a descoberta de um novo estado da matéria, o Condensado de Bose-Einsten, a partir de um gás de Rubídio
  • 8. O Condensado de Bose-Einstein é uma fase da matéria formada por bósons a uma temperatura muito próxima do zero absoluto. Nestas condições, uma grande fração de átomos atinge o mais baixo estado quântico, e nestas condições os efeitos quânticos podem ser observados à escala macroscópica. A existência deste estado da matéria como conseqüência da mecânica quântica foi inicialmente prevista por Albert Einstein em 1925, no seguimento do trabalho efetuado por Satyendra Nath Bose. O primeiro condensado deste tipo foi produzido setenta anos mais tarde por Eric Cornell e Carl Wieman em 1995, na Universidade de Colorado em Boulder, usando um gás de átomos de rubídio arrefecido a 170 nanokelvins (nK).
  • 9. Condensado fermiônico. Cientistas do Laboratório JILA e da Universidade do Colorado (Estados Unidos) relataram a primeira observação de um novo estado físico da matéria, conhecido como "condensado fermiônico". O condensado fermiônico é formado por pares de átomos em um gás e era procurado há muito tempo pelos cientistas, que previam a existência desse novo estado da matéria em suas teorias.
  • 10. Na experiência que os cientistas agora fizeram, um gás com 500.000 átomos de potássio foi resfriado até 50 bilionésimos de grau acima do zero absoluto e então submetido a um campo magnético. Esse campo magnético fez com que os férmions se juntassem em pares, de forma semelhante aos pares de elétrons que produzem a supercondutividade, o fenômeno no qual a eletricidade flui sem resistência. A equipe da Dra. Jin detectou o emparelhamento e verificou a formação do condensado fermiônico pela primeira vez no dia 16 de Dezembro de 2003.
  • 11. “Alumínio transparente" Em matéria publicada na edição desta semana da revista "Nature Physics", os cientistas utilizaram um processo conhecido como fotoionização, onde, o laser conseguiu "nocautear" um elétron das camadas internas de cada átomo de uma amostra de alumínio, sem romper a estrutura do mesmo, tornando o metal praticamente invisível à radiação ultravioleta. Em texto divulgado na Universidade de Oxford, um dos responsáveis pelo estudo, o professor Justin Wark, afirma que o grupo criou "um estado da matéria completamente novo, nunca antes visto". O equipamento usado no experimento foi o "Flash laser", sediado em Hamburgo, na Alemanha. Os pesquisadores acreditam que a proeza ajudará a compreender a formação de pequenas estrelas que se formam a partir de implosões de lasers de alto poder e impulssionará os trabalhos em diversas áreas como a ciência planetária, astrofísica e fusão nuclear.
  • 12. PROPRIEDADES DA MATÉRIA PROPRIEDADES GERAIS PROPRIEDADES FUNCIONAIS PROPRIEDADES ESPECÍFICAS
  • 13. PROPRIEDADES GERAIS: Comuns a todos os materiais Volume / extensão: Propriedade que a matéria tem de ocupar um lugar no espaço. O volume mede a extensão de um corpo. Inércia: propriedade que a matéria tem em permanecer na situação em que se encontra, seja em movimento, seja em repouso. Quanto maior for a massa de um corpo, mais difícil alterar seu movimento, e maior a inércia. A massa mede a inércia de um corpo. Impenetrabilidade: Dois corpos não podem ocupar, simultaneamente o mesmo lugar no espaço. Outras propriedades seriam a Compressibilidade, Elasticidade, Divisibilidade, Indestrutibilidade, etc.
  • 14. PROPRIEDADES FUNCIONAIS Hidrocarbonetos são inflamáveis. Os ácidos têm sabor azedo. Os sais fundidos conduzem corrente elétrica. As propriedades funcionais são aquelas apresentadas por um grupo de substâncias, chamado função química .
  • 15. PROPRIEDADES ESPECÍFICAS Propriedades físicas: ponto de fusão, ponto de ebulição, densidade. Propriedades organolépticas: cor, odor, sabor. Propriedades químicas: reações químicas. As propriedades específicas caracterizam cada tipo de substância .
  • 16. Mudanças de estado da matéria Sublimação Solidificação Condensação (Liquefação) Sólido Líquido Gasoso Fusão Vaporização Sublimação
  • 17. Calefação Na calefação, o líquido passa instantaneamente para o estado gasoso. O líquido (em pequena quantidade) recebe uma grande quantidade de calor e se torna vapor rapidamente, produzindo um som característico(tchchchch). Ex:Uma gota d'agua em uma chapa quente. Ebulição Na ebulição, o líquido está passando para o estado gasoso na sua temperatura de ebulição, que é a temperatura máxima que o líquido pode existir a uma determinada pressão. Todas as moléculas do líquido estão recebendo calor. É caracterizada Vaporização: pela formação de bolhas no líquido. Borbulhamento.O ponto de ebulição da água no nível do mar é de 100,0° C. Ex: A água fervendo na chaleira, em uma caldeira de ar quente. Evaporação Na evaporação, o líquido passa para o estado gasoso a qualquer temperatura. É um processo lento e superficial, ou seja, as moléculas da superfície do líquido conseguem adquirir energia suficiente para passar para o estado gasoso. A evaporação é a vaporização que ocorre espontaneamente. ou seja sem ser provocada por exemplo: Ex: Colocamos um jarro de água no sol e o sol vai vaporizar a água então vai ser evaporação porque ocorreu espontaneamente..
  • 18.
  • 20. Ponto de Fusão / Solidificação Ponto de Fusão é a temperatura em que uma substância muda do estado sólido para o estado líquido. Ponto de Solidificação corresponde ao processo inverso, embora as temperaturas sejam equivalentes. Obs. O PF e o PS são obtidos em uma dada pressão, quando esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
  • 21. Ponto de Ebulição / Liquefação Ponto de Ebulição é a temperatura em que uma substância muda do estado líquido para o estado gasoso. Ponto de liquefação corresponde ao processo inverso, embora as temperaturas sejam equivalentes. Obs: O PE e o PL são obtidos em uma dada pressão, quando esta não é citada, considera-se a pressão atmosférica
  • 22. Curva de Aquecimento da água T° C G LeG 100 L SeL 0 tempo S - 20
  • 23. Curva de Resfriamento da água T° C G LeG 100 L SeL 0 tempo S - 20
  • 24. Dica: SÓLIDO PF LÍQUIDO PE GASOSO Ex: Dada substância possui PF = -10° e PE = 88° C C. Qual seu estado físico a temperatura ambiente? PF = -10° C PE = 88° C 25° C Resp: LÍQUIDO