SlideShare uma empresa Scribd logo
Espaço Confinado
Trabalho em
Espaço Confinado
TSTLucas
Espaço Confinado
Espaço
Confinado
Introdução
TSTLucas 01
Espaço Confinado
O que é um
espaço confinado ?
É um espaço que têm qualquer uma
das seguintes características:
 aberturas limitadas para
entrada e saída;
 ventilação natural
desfavorável;
 não é projetado para ocupação
contínua de trabalhadores.
TSTLucas 02
Espaço Confinado
Riscos em
Espaços Confinados
• Asfixia - motivada por líquido ou sólido (talco,
por exemplo) presentes em quantidades suficientes
para que a pessoa fique sob sua superfície.
• Choque Elétrico.
• Exaustão causada pelo calor excessivo.
• Ficar “preso” numa passagem estreita.
• Sofrer danos físicos tais como queda, impacto
causado por objeto em projeção, etc.
• Atmosfera Perigosa
• Deficiência de oxigênio
• Mistura inflamável ou atmosférica tóxica
• Em decorrência das duas situações acima a
palavra “entrar”, se entende como “expor
qualquer parte do corpo a ela”.
TSTLucas 03
Espaço Confinado
Análise da
Atmosfera
Nunca confie em seus sentidos para
determinar se a qualidade do ar num
espaço confinado é segura !
Você não pode ver nem pode cheirar
muitos gases tóxicos e vapores, nem
pode determinar o nível de oxigênio
presente.
TSTLucas 04
Espaço Confinado
Medidas preliminares
para acesso a
espaços confinados
 Caracterizar bem o que possa ser considerado “espaço
confinado” em todas as dependências da empresa.
 Afixar avisos de prevenção e instalar barreiras de proteção.
 Proibir a entrada sem autorização de qualquer trabalhador
em espaços confinados.
 Desenvolver e fazer uso dos procedimentos escritos para a execução
de trabalhos em espaços confinados.
 Reavaliar os espaços confinados sempre que as condições sofram
qualquer alteração.
 No caso de terceirização, estabelecer regras para o controle dos
trabalhadores contratados para trabalharem nesses espaços.
 Fornecer ao trabalhador todas as condições de segurança, além dos
EPI’s adequados ao tipo de trabalho. Convém lembrar que nos espaços
confinados as condições de trabalho sempre apresentam maior risco.
 Fazer uso de lixadeira, esmerilhadeira, etc. na remoção de resíduos de
naturezas diversas, pode dar origem a uma atmosfera de risco.
 Nunca levar materiais como solvente, por exemplo, para espaço confinado.
 Tomar os cuidados necessários com a liberação de gases e vapores em
locais próximos a espaços confinados. Eles podem ser contaminados.
TSTLucas 05
Espaço Confinado
Procedimentos para
os Trabalhos em
Espaços Confinados
 Definição da área a que os procedimentos
correspondem.
 A finalidade da operação e data da ocorrência.
 O tempo de vigência da específica autorização.
 Quais os trabalhadores listados para a execução
dos trabalhos.
 A identificação dos riscos.
 Os métodos de controle dos riscos e isolamento utilizados.
 Os cuidados relacionados com a introdução do trabalhador.
 Os resultados das verificações inicial e periódicas da atmosfera.
 O estabelecimento de comunicação entre o supervisor e os trabalhadores.
 Os EPI’s que devem ser fornecidos aos trabalhadores envolvidos.
 Outras informações que possam ser acrescentadas visando maior segurança.
 Outros cuidados, como os estabelecidos para trabalhos em ambientes
sob calor.
TSTLucas 06
Espaço Confinado
Preparativos para
Entrada em
Espaço Confinado
 Todos os demais setores da empresa que possam ser afetados por eventual
e temporária paralisação de suas atividades em decorrência dos trabalhos,
devem ser cientificados.
 Avisos e barreira de prevenção devem ser instaladas para evitar o tráfego
de veículos ou transeuntes.
 Obstrua ou desconecte tubulações que por ventura existam, visando evitar
a introdução, no espaço confinado, de algo que possa interferir nos trabalhos,
de forma perigosa.
 Esteja ciente de que nenhuma forma de energia perigosa pode ser acionada.
Adote os procedimentos da empresa no que se relaciona à Segurança, com
atenção especial para os Avisos.
TSTLucas 07
Espaço Confinado
Preparativos para
Entrada em
Espaço Confinado
 Retire do espaço confinado tudo que não for necessário aos trabalhos e que
possa representar riscos. Procure eliminar da área os resíduos perigosos.
 Caso seja necessário o estabelecimento de um sistema de ventilação no
espaço confinado, que as providências sejam tomadas de forma antecipada.
Assim, as condições do ambiente estarão favoráveis à realização dos
trabalhados mesmo antes da entrada de seus executantes. O ar interno deve
ser monitorado, como forma de acompanhamento das medidas de segurança.
 Elabore, implante e agilize um eficaz programa de treinamento com o
objetivo de preparar uma equipe de apoio ao grupo de trabalhadores com
experiência em atividades nos espaços confinados. O programa de treina-
mento também inclui a formação de equipe visando as situações de emer-
gência.
TSTLucas 08
Espaço Confinado
Monitoração
da Atmosfera
 Certifique-se de que os níveis de oxigênio estão entre 19.5% e 23.5%.
 Análise o nível de concentração dos gases inflamáveis.
 A Toxidade:
Inclua no procedimento a listagem dos contaminantes tóxicos que possam estar
presentes, bem como o limite de tolerância de cada um deles.
 Proceda de forma contínua a monitoração do ar para que os limites de tolerância
estejam permanentemente sob controle.
 Caso os níveis dos contaminantes no
espaço confinado estejam suficientemente
elevados a tal ponto que a situação seja
considerada de alto risco, obrigatoriamente
esse quadro deverá ser revertido antes que
qualquer trabalhador nele seja introduzido.
TSTLucas 09
Espaço Confinado
EPI’s Adequados à
Entrada e ao Trabalho
 Os EPI’s adequados tais como
capacetes, máscaras e roupas de
proteção devem ser fornecidos ao
trabalhador com o devido registro das
anotações.
 Verifique, de acordo com as
circunstâncias, se é necessário o uso
de respirador e a condução de
instrumento portátil de medição do ar
por parte do trabalhador. Procure
adequa-los conforme os riscos
existentes.
 Caso haja suspeita de que a comunicação entre o trabalhador que entrará
no espaço confinado e o seu auxiliar, que permanecerá fora, seja difícil ou
impossível, deve ser adotado equipamentos de comunicação como rádio.
Os equipamentos de comunicação devem ser convencionados e
considerados como meio de comunicação.
TSTLucas 10
Espaço Confinado
EPI’s Adequados à
Entrada e ao Trabalho
 Relacione todos os equipamentos de iluminação que se fizerem
necessários, ferramentas que não produzam faíscas.
 Certifique-se de que os equipamentos estão em ordem e em perfeito
funcionamento.
 Tome medidas de prevenção contra choques elétricos.
 Relacione ferramentas como escadas, plataforma de trabalho, assento,
etc. e os teste antes de introduzi-los no espaço confinado.
TSTLucas 11
Espaço Confinado
Procedimentos para
Emergência e Resgate
 A forma mais segura para solucionar problemas
em situações de emergência em espaço confinado
são:
- A saída imediata do trabalhador por iniciativa
própria, diante do primeiro indício de risco, e
pelos seus próprios meios.
- O resgate do trabalhador sem que a pessoa que
o ajuda penetre no espaço confinado.
 Penetrar em espaços confinados para efetuar resgate, é tarefa somente
destinada à pessoas suficientemente treinadas.
 Quando da realização de trabalhos que possam apresentar riscos em
espaços confinados, a equipe de resgate deve ser cientificada antecipa-
damente, para permitir que os preparativos sejam levados a efeito, caso
surja uma situação de emergência.
 Inclua dentre as ferramentas necessárias à sua segurança ao penetrar em
espaço confinado, rádio, para serem usados em situação de emergência.
Certifique-se de que eles estão em perfeitas condições de funcionamento.
TSTLucas 12
Espaço Confinado
Procedimentos para
Emergência e Resgate
 Todos os trabalhadores que desenvolvem atividades
em espaços confinados devem estar cientes das
medidas que fazem parte do plano de emergência
de sua empresa.
 Esses planos devem ser continuamente revistos
pelos referidos trabalhadores.
 Uma máscara autônoma, sistema de pressão de
demanda, ou linha de ar comprimido, fluxo
constante, com dispositivo para fuga, devem estar
sempre disponíveis e em perfeitas condições, em
local de fácil acesso, para uso da equipe de resgate
em caso de emergência.
 Referidos equipamentos também podem ser usados
para a realização de trabalhos, em atmosferas que
sejam consideradas IPVS (Imediatamente Perigosa
a Vida e à Saúde).
TSTLucas 13
Espaço Confinado
Treinamento e Responsabilidades
da Equipe de Trabalho
 De posse da autorização de entrada o Supervisor deve examiná-la e
verificar se todas as medidas de segurança nela relacionadas foram
revistas e checadas. Em seguida deve assiná-la e autorizar a entrada.
 Após a entrada, e tendo sido iniciados os trabalhos, deve se certificar
de que eles decorrem conforme as condições previstas de segurança.
 Caso haja alteração no ambiente e algum risco venha ameaçar as
condições de trabalho, a autorização deve ser imediatamente cancelada
e a remoção dos trabalhadores efetuada.
 Deve também remover das proximidades, todas as pessoas não qualificadas
com relação aos trabalhos.
 Em caso dos trabalhos serem desenvolvidos dentro da programação
prevista quanto à sua normalidade, finalizar formalmente a autorização e
dar por concluídos os trabalhos.
RESPONSABILIDADES DO SUPERVISOR
TSTLucas 14
Espaço Confinado
RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE SOCORRO
Treinamento e Responsabilidades
da Equipe de Trabalho
 Deve estar ciente quanto aos riscos que o trabalho oferece e aos quais os
trabalhadores possam estar expostos.
 Manter-se em contato permanentemente com os trabalhadores que estejam
no interior do espaço confinado a saber distinguir a posição de cada um deles.
 Conceder a entrada apenas à pessoas qualificadas à realização dos trabalhos
e não permitir que pessoas não envolvidas permaneçam nas proximidades.
 Proceder ordenadamente à evacuação dos trabalhadores que estejam no
espaço confinado, diante das seguintes circunstâncias:
- O surgimento de algum risco que não tenha sido previsto quando da
elaboração dos procedimentos.
- Mesmo que apenas um dos trabalhadores dê sinais de que algo relacionado
com o meio ambiente o afeta visivelmente.
- Se algum acontecimento externo, por uma razão ou outra, interferir no espaço
confinado e levar consequências nocivas aos trabalhadores.
- Caso tenha obrigatoriamente que abandonar seu posto para ajudar no resgate
de trabalhadores que estejam envolvidos com trabalhos em outro espaço
confinado.
TSTLucas 15
Espaço Confinado
Treinamento e Responsabilidades
da Equipe de Trabalho
 De princípio, o assistente não deve se ausentar por conta própria de
seu posto de trabalho por nenhuma razão.
 Em caso de necessidade de evacuação, solicitar imediatamente o apoio
da equipe de resgate.
 Não entrar no espaço confinado, mesmo em caso de emergência, se não
estiver convenientemente treinado. Só fazê-lo se estiver qualificado e
devidamente protegido por EPIs adequados e, ainda, acompanhado por
um supervisor ou outro assistente.
RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE SOCORRO
TSTLucas 16
Espaço Confinado
Responsabilidades do
Trabalhador em
Espaço Confinado
 Devem conhecer bem os riscos e as consequências
que sua exposição a eles possam trazer. Por
exemplo, a deficiência de oxigênio pode causar:
- A perda da coordenação motora;
- Confusão mental;
- Dificuldade respiratória;
- A falsa noção de bem estar;
- Zumbido no sistema auditivo;
- A morte.
 Seguir todas as instruções adquiridas no
treinamento quanto ao uso de seus EPI’s.
TSTLucas 17
Espaço Confinado
Responsabilidades do
Trabalhador em
Espaço Confinado
 Estar sempre atento às ordens do Supervisor, especialmente quanto
a evacuação de sua área de trabalho.
 Estar suficientemente preparado para
abandonar a área de trabalho em caso
de emergência, o que deve fazer, de
preferência, sem a ajuda de ninguém.
 Por iniciativa própria, diante de
algum risco, abandonar a área de
trabalho e dar ciência ao seu
Supervisor.
TSTLucas 18
Espaço Confinado
I – ANTES DA ENTRADA III – ABERTURA PARA ENTRADA
ANÁLISE DOS RISCOS OK – PROVIDENCIADO
NA – NÃO APLICÁVEL
1 – Risco de choque elétrico? ___________________
- Sistema baixa voltagem ______________________________
- Aterramento para evitar descarga _______________________
2 – Risco de fogo ou explosão? __________________
- Equipamento elétrico a prova de explosão ________________
- Lampada com proteção e a prova de choque térmico _______
- Ferramentas e equipamentos a prova de explosão _________
- Operações de solda _________________________________
3 – Risco com produtos químicos? ________________
- Produtos químicos existentes no local: __________________
___________________________________________________
___________________________________________________
- Produtos químicos que serão utilizados no trabalho _________
___________________________________________________
- Funcionários conhecem riscos (ISPQ) ___________
- Requerida lavagem e descontaminação do local antes
da entrada _________________________________________
4 – Travamento das fontes de energia? ___________
- Colocação do cadeado na chave _______________________
- Desconexão com uso de etiqueta _______________________
- Isolar entradas com chapas metálicas ___________________
- Bloqueando e sangrando válvulas ______________________
OBS.: _______________________________________________
____________________________________________________
II – ITENS OBRIGATÓRIOS
1 – Ninguém deve entrar no espaço confinado sem que sejam
atendidos todos os itens da parte IV.
2 – Ninguém deve entrar no espaço confinado sem que uma
pessoa esteja do lado de fora mantendo contato visual/verbal
permanente.
3 – Em caso de emergência, a pessoa que estiver do lado de fora
deverá primeiramente pedir ajuda e nunca entrar no local sem
usar máscara autônoma, como também, sem que uma outra
pessoa assuma o seu lugar.
AVALIAÇÕES
1 – Na abertura inspeção visual em ordem? ____
2 – Liberada de materiais desnecessários? _____
3 – Limpeza satisfatória? ___________________
4 – Nível de monóxido de carbono ____________
(Limite de tolerância 39 ppm)
5 – Nível de oxigênio ______________________
(Especificado: entre 19,5% e 23,5%)
6 – Nível de explosividade __________________
(Especificado: máximo 10% do LIE)
7 – Temperatura do local (vide tabela verso) ____
(IBUTG = (TGU x 1,07) + 0,8)
8 – Produto químico existente: __________________________
Limite de tolerância: _________________ PPM
Limite de concentração: ______________ PPM
IV – QUESITOS PARA ENTRADA
1 – Prover ventilação adequada? _________________
2 – Monitorar após ventilação? ___________________
3 – Usar cinto de segurança com cabo de conexão ___
4 – Usar EPI?__________________________________
Discriminar: ______________________________________
____________________________________________________
____________________________________________________
____________________________________________________
5 – Manter máscara autônoma para emergência? ______
6 – Manter extintor nas proximidades? _______________
Tipo: _____________ Quantidade: _____________________
7 – Fazer monitorações periódicas? _________________
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
Sim Não
HORA
O2
C.O
Expl.
Outros
Sim Não
Sim Não
SABY MONTAGENS
AUTORIZAÇÃO PARA TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO
DATA ____/____/____ TURMA _________ DEPTO ___________ LOCAL EXATO ___________________
TRABALHO A SER FEITO __________________________________________________________________
TSTLucas 19
Espaço Confinado
Trabalhadores orientados ? Sim Não Nome Instrutor: ____________________________________
Assinatura dos trabalhadores: _________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
A autorização somente deverá ser assinada após adotadas as medidas solicitadas, estando o local pronto para o trabalho.
Validade da autorização: _____/_____/_____ Período: _______________________________________________
_________________________________________ _____________________________________________
Encarregado / Supervisor Depto. Segurança do Trabalho
Espaço confinado limpo e livre de equipamento e pessoas e ponto para operações normais.
Data: _____/_____/_____ Hora: ________________________
_____________________________________
Encarregado/Supervisor Responsável
LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA EXPOSIÇÃO AO CALOR
QUADRO Nº 1, ANEXO Nº3, NR-15, PORTARIA 3214/78 (IBUTG = ºC)
TIPO DE ATIVIDADE
REGIME DE TRABALHO INTERMITENTE COM DESCANSO NO
PRÓPRIO LOCAL DE TRABALHO (por hora) LEVE MODERADA PESADA
Trabalho contínuo Até 30,0 Até 26,7 Até 25,0
45 minutos trabalho / 15 minutos descanso 30,1 à 30,6 26,8 à 28,0 25,1 à 25,9
30 minutos trabalho / 30 minutos descanso 30,7 à 31,4 28,1 à 29,4 26,0 à 27,9
15 minutos trabalho / 45 minutos descanso 31,5 à 32,2 29,5 à 31,1 28,0 à 30,0
Não é permitido o trabalho, sem a noção de medidas
adequadas de controle
Acima de 32,2 Acima de 31,1 Acima de 30,0
TSTLucas 20
Espaço Confinado
Resumo
É obrigação do trabalhador treinado para
o desenvolvimento de atividades em espaços
confinados, conhecer os riscos aos quais está
exposto. A obediência ao planejamento
traçado e a prática das noções de segurança
adquiridas, sem dúvida, servem para minimizar
as ocorrências com danos à sua saúde ou,
muitas vezes, a morte.
TSTLucas 21

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espao confinado
Espao confinadoEspao confinado
Espao confinado
Marcio Guilherme Bispo
 
Espaço confinado - medidas técnicas de gestão
Espaço confinado - medidas técnicas de gestãoEspaço confinado - medidas técnicas de gestão
Espaço confinado - medidas técnicas de gestão
Alex Costa Triers
 
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
Ane Costa
 
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
Ana Paula Santos de Jesus Souza
 
Nbr 14787 espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
Nbr 14787   espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...Nbr 14787   espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
Nbr 14787 espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
100604
 
Espaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurançaEspaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurança
Cleber Adriano da Silva
 
Nr 33 rayane
Nr 33 rayaneNr 33 rayane
Nr 33 rayane
Rayane Patricia
 
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
eugeniorocha
 
Espaço Confinado - Caixa de agua
Espaço Confinado - Caixa de aguaEspaço Confinado - Caixa de agua
Espaço Confinado - Caixa de agua
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Nr 33
Nr   33Nr   33
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
Universidade Federal Fluminense
 
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
geevanny
 
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
Robson Peixoto
 
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo IINR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
emanueltstegeon
 
Identificação do espaço confinado
Identificação do espaço confinadoIdentificação do espaço confinado
Identificação do espaço confinado
Bruno Santana
 
Nr 33
Nr 33Nr 33
Nr 33 16h completo
Nr 33 16h completoNr 33 16h completo
Nr 33 16h completo
Cristiano Mendes
 

Mais procurados (17)

Espao confinado
Espao confinadoEspao confinado
Espao confinado
 
Espaço confinado - medidas técnicas de gestão
Espaço confinado - medidas técnicas de gestãoEspaço confinado - medidas técnicas de gestão
Espaço confinado - medidas técnicas de gestão
 
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
Nbr 14787 espaço confinado, prevencao de acidentes, procedimentos e medidas d...
 
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
NR 33 Espaços Confinados Trabalhador vigia
 
Nbr 14787 espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
Nbr 14787   espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...Nbr 14787   espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
Nbr 14787 espaço confinado - prevenção de acidentes, procedimentos e medida...
 
Espaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurançaEspaço confinado aps segurança
Espaço confinado aps segurança
 
Nr 33 rayane
Nr 33 rayaneNr 33 rayane
Nr 33 rayane
 
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
Segurança nos Trabalhos em Espaços Confinados
 
Espaço Confinado - Caixa de agua
Espaço Confinado - Caixa de aguaEspaço Confinado - Caixa de agua
Espaço Confinado - Caixa de agua
 
Nr 33
Nr   33Nr   33
Nr 33
 
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
 
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado7aaa[1][1]. aula de qsms   espaço confinado
7aaa[1][1]. aula de qsms espaço confinado
 
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
Ebook nr 33 trabalhos em espaços confinados
 
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo IINR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
NR-33 - Espaço Confinado - Modulo II
 
Identificação do espaço confinado
Identificação do espaço confinadoIdentificação do espaço confinado
Identificação do espaço confinado
 
Nr 33
Nr 33Nr 33
Nr 33
 
Nr 33 16h completo
Nr 33 16h completoNr 33 16h completo
Nr 33 16h completo
 

Semelhante a Espaco confinado1

espaco-tadeu.ppt
espaco-tadeu.pptespaco-tadeu.ppt
espaco-tadeu.ppt
ssuser22319e
 
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.pptAPRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
andrikazi
 
Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados  Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados
Ane Costa
 
Nr 33 resumo prova pronto
Nr 33 resumo prova prontoNr 33 resumo prova pronto
Nr 33 resumo prova pronto
nilton henrique
 
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
RenatoRibeiro188
 
Apostila nr 33 - espaço confinado
Apostila   nr 33 - espaço confinadoApostila   nr 33 - espaço confinado
Apostila nr 33 - espaço confinado
WilliamsNascimento3
 
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
marlone5
 
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptxTREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
DiogoEmanuelBatistaD2
 
TREINAMENTO Nº 3.pptx
TREINAMENTO Nº 3.pptxTREINAMENTO Nº 3.pptx
TREINAMENTO Nº 3.pptx
MiltonQuintinoRios1
 
Apresentação espaço confinado fev2010 completa
Apresentação  espaço confinado fev2010 completaApresentação  espaço confinado fev2010 completa
Apresentação espaço confinado fev2010 completa
Gliceu Grossi
 
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
Universidade Federal Fluminense
 
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
Universidade Federal Fluminense
 
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.pptENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
LivsonLima
 
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptxTREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
JoyceMarina2
 
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptxEspaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
CelsoJungton2
 
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdfespacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
AndreLavor1
 
APOSTILA CURSO NR-33.pdf
APOSTILA CURSO NR-33.pdfAPOSTILA CURSO NR-33.pdf
APOSTILA CURSO NR-33.pdf
ssuser22319e
 
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
ssuser22319e
 
espaço_confinado,_palestra.pptx
espaço_confinado,_palestra.pptxespaço_confinado,_palestra.pptx
espaço_confinado,_palestra.pptx
Carlos Demétrius Rolim Figueiredo
 
Treinamento NR 33.pptx
Treinamento NR 33.pptxTreinamento NR 33.pptx
Treinamento NR 33.pptx
AdelmaSiles
 

Semelhante a Espaco confinado1 (20)

espaco-tadeu.ppt
espaco-tadeu.pptespaco-tadeu.ppt
espaco-tadeu.ppt
 
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.pptAPRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
APRESENTAÇÃO ESPAÇO CONFINADO.ppt
 
Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados  Treinamento Espaço confinados
Treinamento Espaço confinados
 
Nr 33 resumo prova pronto
Nr 33 resumo prova prontoNr 33 resumo prova pronto
Nr 33 resumo prova pronto
 
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
0-Trabalho_em_Espa_o_Confinado (1).pdf
 
Apostila nr 33 - espaço confinado
Apostila   nr 33 - espaço confinadoApostila   nr 33 - espaço confinado
Apostila nr 33 - espaço confinado
 
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
4 - Regra de Ouro_Espaço confinado_Final.pptx
 
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptxTREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
TREINAMENTO DE ESPAÇO CONFINADO NR33.pptx
 
TREINAMENTO Nº 3.pptx
TREINAMENTO Nº 3.pptxTREINAMENTO Nº 3.pptx
TREINAMENTO Nº 3.pptx
 
Apresentação espaço confinado fev2010 completa
Apresentação  espaço confinado fev2010 completaApresentação  espaço confinado fev2010 completa
Apresentação espaço confinado fev2010 completa
 
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
 
A existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscosA existência dos espaços confinados e seus riscos
A existência dos espaços confinados e seus riscos
 
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.pptENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
ENTRADA EM ESPAÇO CONFINADO AUTORIZAÇÃO NECESSÁRIA.ppt
 
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptxTREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
TREINAMENTO NR-33 ESPACO CONFINADO.pptx
 
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptxEspaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
Espaço Confinado NR 33 - Reciclagem ok.pptx
 
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdfespacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
espacosconfinadostrabalhadorvigianr331-131108160648-phpapp02.pdf
 
APOSTILA CURSO NR-33.pdf
APOSTILA CURSO NR-33.pdfAPOSTILA CURSO NR-33.pdf
APOSTILA CURSO NR-33.pdf
 
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
NR Nº 33 - Seguraça e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados - Treinamento...
 
espaço_confinado,_palestra.pptx
espaço_confinado,_palestra.pptxespaço_confinado,_palestra.pptx
espaço_confinado,_palestra.pptx
 
Treinamento NR 33.pptx
Treinamento NR 33.pptxTreinamento NR 33.pptx
Treinamento NR 33.pptx
 

Espaco confinado1

  • 3. Espaço Confinado O que é um espaço confinado ? É um espaço que têm qualquer uma das seguintes características:  aberturas limitadas para entrada e saída;  ventilação natural desfavorável;  não é projetado para ocupação contínua de trabalhadores. TSTLucas 02
  • 4. Espaço Confinado Riscos em Espaços Confinados • Asfixia - motivada por líquido ou sólido (talco, por exemplo) presentes em quantidades suficientes para que a pessoa fique sob sua superfície. • Choque Elétrico. • Exaustão causada pelo calor excessivo. • Ficar “preso” numa passagem estreita. • Sofrer danos físicos tais como queda, impacto causado por objeto em projeção, etc. • Atmosfera Perigosa • Deficiência de oxigênio • Mistura inflamável ou atmosférica tóxica • Em decorrência das duas situações acima a palavra “entrar”, se entende como “expor qualquer parte do corpo a ela”. TSTLucas 03
  • 5. Espaço Confinado Análise da Atmosfera Nunca confie em seus sentidos para determinar se a qualidade do ar num espaço confinado é segura ! Você não pode ver nem pode cheirar muitos gases tóxicos e vapores, nem pode determinar o nível de oxigênio presente. TSTLucas 04
  • 6. Espaço Confinado Medidas preliminares para acesso a espaços confinados  Caracterizar bem o que possa ser considerado “espaço confinado” em todas as dependências da empresa.  Afixar avisos de prevenção e instalar barreiras de proteção.  Proibir a entrada sem autorização de qualquer trabalhador em espaços confinados.  Desenvolver e fazer uso dos procedimentos escritos para a execução de trabalhos em espaços confinados.  Reavaliar os espaços confinados sempre que as condições sofram qualquer alteração.  No caso de terceirização, estabelecer regras para o controle dos trabalhadores contratados para trabalharem nesses espaços.  Fornecer ao trabalhador todas as condições de segurança, além dos EPI’s adequados ao tipo de trabalho. Convém lembrar que nos espaços confinados as condições de trabalho sempre apresentam maior risco.  Fazer uso de lixadeira, esmerilhadeira, etc. na remoção de resíduos de naturezas diversas, pode dar origem a uma atmosfera de risco.  Nunca levar materiais como solvente, por exemplo, para espaço confinado.  Tomar os cuidados necessários com a liberação de gases e vapores em locais próximos a espaços confinados. Eles podem ser contaminados. TSTLucas 05
  • 7. Espaço Confinado Procedimentos para os Trabalhos em Espaços Confinados  Definição da área a que os procedimentos correspondem.  A finalidade da operação e data da ocorrência.  O tempo de vigência da específica autorização.  Quais os trabalhadores listados para a execução dos trabalhos.  A identificação dos riscos.  Os métodos de controle dos riscos e isolamento utilizados.  Os cuidados relacionados com a introdução do trabalhador.  Os resultados das verificações inicial e periódicas da atmosfera.  O estabelecimento de comunicação entre o supervisor e os trabalhadores.  Os EPI’s que devem ser fornecidos aos trabalhadores envolvidos.  Outras informações que possam ser acrescentadas visando maior segurança.  Outros cuidados, como os estabelecidos para trabalhos em ambientes sob calor. TSTLucas 06
  • 8. Espaço Confinado Preparativos para Entrada em Espaço Confinado  Todos os demais setores da empresa que possam ser afetados por eventual e temporária paralisação de suas atividades em decorrência dos trabalhos, devem ser cientificados.  Avisos e barreira de prevenção devem ser instaladas para evitar o tráfego de veículos ou transeuntes.  Obstrua ou desconecte tubulações que por ventura existam, visando evitar a introdução, no espaço confinado, de algo que possa interferir nos trabalhos, de forma perigosa.  Esteja ciente de que nenhuma forma de energia perigosa pode ser acionada. Adote os procedimentos da empresa no que se relaciona à Segurança, com atenção especial para os Avisos. TSTLucas 07
  • 9. Espaço Confinado Preparativos para Entrada em Espaço Confinado  Retire do espaço confinado tudo que não for necessário aos trabalhos e que possa representar riscos. Procure eliminar da área os resíduos perigosos.  Caso seja necessário o estabelecimento de um sistema de ventilação no espaço confinado, que as providências sejam tomadas de forma antecipada. Assim, as condições do ambiente estarão favoráveis à realização dos trabalhados mesmo antes da entrada de seus executantes. O ar interno deve ser monitorado, como forma de acompanhamento das medidas de segurança.  Elabore, implante e agilize um eficaz programa de treinamento com o objetivo de preparar uma equipe de apoio ao grupo de trabalhadores com experiência em atividades nos espaços confinados. O programa de treina- mento também inclui a formação de equipe visando as situações de emer- gência. TSTLucas 08
  • 10. Espaço Confinado Monitoração da Atmosfera  Certifique-se de que os níveis de oxigênio estão entre 19.5% e 23.5%.  Análise o nível de concentração dos gases inflamáveis.  A Toxidade: Inclua no procedimento a listagem dos contaminantes tóxicos que possam estar presentes, bem como o limite de tolerância de cada um deles.  Proceda de forma contínua a monitoração do ar para que os limites de tolerância estejam permanentemente sob controle.  Caso os níveis dos contaminantes no espaço confinado estejam suficientemente elevados a tal ponto que a situação seja considerada de alto risco, obrigatoriamente esse quadro deverá ser revertido antes que qualquer trabalhador nele seja introduzido. TSTLucas 09
  • 11. Espaço Confinado EPI’s Adequados à Entrada e ao Trabalho  Os EPI’s adequados tais como capacetes, máscaras e roupas de proteção devem ser fornecidos ao trabalhador com o devido registro das anotações.  Verifique, de acordo com as circunstâncias, se é necessário o uso de respirador e a condução de instrumento portátil de medição do ar por parte do trabalhador. Procure adequa-los conforme os riscos existentes.  Caso haja suspeita de que a comunicação entre o trabalhador que entrará no espaço confinado e o seu auxiliar, que permanecerá fora, seja difícil ou impossível, deve ser adotado equipamentos de comunicação como rádio. Os equipamentos de comunicação devem ser convencionados e considerados como meio de comunicação. TSTLucas 10
  • 12. Espaço Confinado EPI’s Adequados à Entrada e ao Trabalho  Relacione todos os equipamentos de iluminação que se fizerem necessários, ferramentas que não produzam faíscas.  Certifique-se de que os equipamentos estão em ordem e em perfeito funcionamento.  Tome medidas de prevenção contra choques elétricos.  Relacione ferramentas como escadas, plataforma de trabalho, assento, etc. e os teste antes de introduzi-los no espaço confinado. TSTLucas 11
  • 13. Espaço Confinado Procedimentos para Emergência e Resgate  A forma mais segura para solucionar problemas em situações de emergência em espaço confinado são: - A saída imediata do trabalhador por iniciativa própria, diante do primeiro indício de risco, e pelos seus próprios meios. - O resgate do trabalhador sem que a pessoa que o ajuda penetre no espaço confinado.  Penetrar em espaços confinados para efetuar resgate, é tarefa somente destinada à pessoas suficientemente treinadas.  Quando da realização de trabalhos que possam apresentar riscos em espaços confinados, a equipe de resgate deve ser cientificada antecipa- damente, para permitir que os preparativos sejam levados a efeito, caso surja uma situação de emergência.  Inclua dentre as ferramentas necessárias à sua segurança ao penetrar em espaço confinado, rádio, para serem usados em situação de emergência. Certifique-se de que eles estão em perfeitas condições de funcionamento. TSTLucas 12
  • 14. Espaço Confinado Procedimentos para Emergência e Resgate  Todos os trabalhadores que desenvolvem atividades em espaços confinados devem estar cientes das medidas que fazem parte do plano de emergência de sua empresa.  Esses planos devem ser continuamente revistos pelos referidos trabalhadores.  Uma máscara autônoma, sistema de pressão de demanda, ou linha de ar comprimido, fluxo constante, com dispositivo para fuga, devem estar sempre disponíveis e em perfeitas condições, em local de fácil acesso, para uso da equipe de resgate em caso de emergência.  Referidos equipamentos também podem ser usados para a realização de trabalhos, em atmosferas que sejam consideradas IPVS (Imediatamente Perigosa a Vida e à Saúde). TSTLucas 13
  • 15. Espaço Confinado Treinamento e Responsabilidades da Equipe de Trabalho  De posse da autorização de entrada o Supervisor deve examiná-la e verificar se todas as medidas de segurança nela relacionadas foram revistas e checadas. Em seguida deve assiná-la e autorizar a entrada.  Após a entrada, e tendo sido iniciados os trabalhos, deve se certificar de que eles decorrem conforme as condições previstas de segurança.  Caso haja alteração no ambiente e algum risco venha ameaçar as condições de trabalho, a autorização deve ser imediatamente cancelada e a remoção dos trabalhadores efetuada.  Deve também remover das proximidades, todas as pessoas não qualificadas com relação aos trabalhos.  Em caso dos trabalhos serem desenvolvidos dentro da programação prevista quanto à sua normalidade, finalizar formalmente a autorização e dar por concluídos os trabalhos. RESPONSABILIDADES DO SUPERVISOR TSTLucas 14
  • 16. Espaço Confinado RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE SOCORRO Treinamento e Responsabilidades da Equipe de Trabalho  Deve estar ciente quanto aos riscos que o trabalho oferece e aos quais os trabalhadores possam estar expostos.  Manter-se em contato permanentemente com os trabalhadores que estejam no interior do espaço confinado a saber distinguir a posição de cada um deles.  Conceder a entrada apenas à pessoas qualificadas à realização dos trabalhos e não permitir que pessoas não envolvidas permaneçam nas proximidades.  Proceder ordenadamente à evacuação dos trabalhadores que estejam no espaço confinado, diante das seguintes circunstâncias: - O surgimento de algum risco que não tenha sido previsto quando da elaboração dos procedimentos. - Mesmo que apenas um dos trabalhadores dê sinais de que algo relacionado com o meio ambiente o afeta visivelmente. - Se algum acontecimento externo, por uma razão ou outra, interferir no espaço confinado e levar consequências nocivas aos trabalhadores. - Caso tenha obrigatoriamente que abandonar seu posto para ajudar no resgate de trabalhadores que estejam envolvidos com trabalhos em outro espaço confinado. TSTLucas 15
  • 17. Espaço Confinado Treinamento e Responsabilidades da Equipe de Trabalho  De princípio, o assistente não deve se ausentar por conta própria de seu posto de trabalho por nenhuma razão.  Em caso de necessidade de evacuação, solicitar imediatamente o apoio da equipe de resgate.  Não entrar no espaço confinado, mesmo em caso de emergência, se não estiver convenientemente treinado. Só fazê-lo se estiver qualificado e devidamente protegido por EPIs adequados e, ainda, acompanhado por um supervisor ou outro assistente. RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE SOCORRO TSTLucas 16
  • 18. Espaço Confinado Responsabilidades do Trabalhador em Espaço Confinado  Devem conhecer bem os riscos e as consequências que sua exposição a eles possam trazer. Por exemplo, a deficiência de oxigênio pode causar: - A perda da coordenação motora; - Confusão mental; - Dificuldade respiratória; - A falsa noção de bem estar; - Zumbido no sistema auditivo; - A morte.  Seguir todas as instruções adquiridas no treinamento quanto ao uso de seus EPI’s. TSTLucas 17
  • 19. Espaço Confinado Responsabilidades do Trabalhador em Espaço Confinado  Estar sempre atento às ordens do Supervisor, especialmente quanto a evacuação de sua área de trabalho.  Estar suficientemente preparado para abandonar a área de trabalho em caso de emergência, o que deve fazer, de preferência, sem a ajuda de ninguém.  Por iniciativa própria, diante de algum risco, abandonar a área de trabalho e dar ciência ao seu Supervisor. TSTLucas 18
  • 20. Espaço Confinado I – ANTES DA ENTRADA III – ABERTURA PARA ENTRADA ANÁLISE DOS RISCOS OK – PROVIDENCIADO NA – NÃO APLICÁVEL 1 – Risco de choque elétrico? ___________________ - Sistema baixa voltagem ______________________________ - Aterramento para evitar descarga _______________________ 2 – Risco de fogo ou explosão? __________________ - Equipamento elétrico a prova de explosão ________________ - Lampada com proteção e a prova de choque térmico _______ - Ferramentas e equipamentos a prova de explosão _________ - Operações de solda _________________________________ 3 – Risco com produtos químicos? ________________ - Produtos químicos existentes no local: __________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ - Produtos químicos que serão utilizados no trabalho _________ ___________________________________________________ - Funcionários conhecem riscos (ISPQ) ___________ - Requerida lavagem e descontaminação do local antes da entrada _________________________________________ 4 – Travamento das fontes de energia? ___________ - Colocação do cadeado na chave _______________________ - Desconexão com uso de etiqueta _______________________ - Isolar entradas com chapas metálicas ___________________ - Bloqueando e sangrando válvulas ______________________ OBS.: _______________________________________________ ____________________________________________________ II – ITENS OBRIGATÓRIOS 1 – Ninguém deve entrar no espaço confinado sem que sejam atendidos todos os itens da parte IV. 2 – Ninguém deve entrar no espaço confinado sem que uma pessoa esteja do lado de fora mantendo contato visual/verbal permanente. 3 – Em caso de emergência, a pessoa que estiver do lado de fora deverá primeiramente pedir ajuda e nunca entrar no local sem usar máscara autônoma, como também, sem que uma outra pessoa assuma o seu lugar. AVALIAÇÕES 1 – Na abertura inspeção visual em ordem? ____ 2 – Liberada de materiais desnecessários? _____ 3 – Limpeza satisfatória? ___________________ 4 – Nível de monóxido de carbono ____________ (Limite de tolerância 39 ppm) 5 – Nível de oxigênio ______________________ (Especificado: entre 19,5% e 23,5%) 6 – Nível de explosividade __________________ (Especificado: máximo 10% do LIE) 7 – Temperatura do local (vide tabela verso) ____ (IBUTG = (TGU x 1,07) + 0,8) 8 – Produto químico existente: __________________________ Limite de tolerância: _________________ PPM Limite de concentração: ______________ PPM IV – QUESITOS PARA ENTRADA 1 – Prover ventilação adequada? _________________ 2 – Monitorar após ventilação? ___________________ 3 – Usar cinto de segurança com cabo de conexão ___ 4 – Usar EPI?__________________________________ Discriminar: ______________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ ____________________________________________________ 5 – Manter máscara autônoma para emergência? ______ 6 – Manter extintor nas proximidades? _______________ Tipo: _____________ Quantidade: _____________________ 7 – Fazer monitorações periódicas? _________________ Sim Não Sim Não Sim Não Sim Não Sim Não HORA O2 C.O Expl. Outros Sim Não Sim Não SABY MONTAGENS AUTORIZAÇÃO PARA TRABALHO EM ESPAÇO CONFINADO DATA ____/____/____ TURMA _________ DEPTO ___________ LOCAL EXATO ___________________ TRABALHO A SER FEITO __________________________________________________________________ TSTLucas 19
  • 21. Espaço Confinado Trabalhadores orientados ? Sim Não Nome Instrutor: ____________________________________ Assinatura dos trabalhadores: _________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ A autorização somente deverá ser assinada após adotadas as medidas solicitadas, estando o local pronto para o trabalho. Validade da autorização: _____/_____/_____ Período: _______________________________________________ _________________________________________ _____________________________________________ Encarregado / Supervisor Depto. Segurança do Trabalho Espaço confinado limpo e livre de equipamento e pessoas e ponto para operações normais. Data: _____/_____/_____ Hora: ________________________ _____________________________________ Encarregado/Supervisor Responsável LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA EXPOSIÇÃO AO CALOR QUADRO Nº 1, ANEXO Nº3, NR-15, PORTARIA 3214/78 (IBUTG = ºC) TIPO DE ATIVIDADE REGIME DE TRABALHO INTERMITENTE COM DESCANSO NO PRÓPRIO LOCAL DE TRABALHO (por hora) LEVE MODERADA PESADA Trabalho contínuo Até 30,0 Até 26,7 Até 25,0 45 minutos trabalho / 15 minutos descanso 30,1 à 30,6 26,8 à 28,0 25,1 à 25,9 30 minutos trabalho / 30 minutos descanso 30,7 à 31,4 28,1 à 29,4 26,0 à 27,9 15 minutos trabalho / 45 minutos descanso 31,5 à 32,2 29,5 à 31,1 28,0 à 30,0 Não é permitido o trabalho, sem a noção de medidas adequadas de controle Acima de 32,2 Acima de 31,1 Acima de 30,0 TSTLucas 20
  • 22. Espaço Confinado Resumo É obrigação do trabalhador treinado para o desenvolvimento de atividades em espaços confinados, conhecer os riscos aos quais está exposto. A obediência ao planejamento traçado e a prática das noções de segurança adquiridas, sem dúvida, servem para minimizar as ocorrências com danos à sua saúde ou, muitas vezes, a morte. TSTLucas 21