SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
ESBOÇO DE ORGANIZAÇÃO DE
SISTEMA DE ENSINO COM BASE
NO PRINCÍPIO EDUCATIVO
 A escola unitária;
 Acervo mínimo de conhecimento
sistemático;
 Linguagem escrita
 Matemática
 Ciências Naturais
 Ciências Sociais.
 A base em que se assenta a estrutura do
ensino fundamental é o princípio educativo do
trabalho.
 O estudo das ciências naturais.
 No ensino fundamental a relação entre trabalho
e educação é implícita e indireta.
 No Ensino Fundamental, ler e escrever, ter
as primeiras noções das ciências sociais e
naturais, são os primeiros requisitos para
compreendermos o mundo em que
vivemos, se apropriando dos
conhecimentos para viver em sociedade,
preparando para o mercado de trabalho.
 Já no Ensino Médio tem como papel
fundamental do saber a recuperação entre o
conhecimento e a prática do trabalho sendo
ela tratada de forma direta.
 Um exemplo de como a atividade prática,
manual, pode contribuir para explicitar a
relação entre ciência e produção é a
transformação da madeira e do metal pelo
trabalho humano (cf.Pistrack,1981,p.55-
56).O trabalho com a madeira e o metal
possui um imenso valor educativo,pois
apresenta possibilidades amplas de
transformação.
 No trabalho prático com a madeira e o
metal, aplicando os fundamentos de
diversificadas técnicas de produção pode-
se compreender como a ciência e seus
princípios são aplicados ao processo
produtivo, onde se percebe como as leis
da física e da química operam para vencer
a resistência dos materiais e gerar novos
produtos.
 O ensino médio envolvera recursos as
oficinas nas quais os alunos manipulam
os processos práticos básicos da
produção;
 Propiciar aos alunos o domínio dos
fundamentos das técnicas;
 Politécnica:significa aqui especialização
como domínio dos fundamentos
científicos das diferentes técnicas
utilizadas na produção moderna;
 Propõe um ensino médio profissionalizante;
 Generalização do ensino médio como forma
cão necessária para todos ;
independentemente do tipo de ocupação que
cada um venha exercer na sociedade;
 Desenvolve-se uma escola media de
formação geral;
 Escola única diferenciada;
 Cabe a educação superior organizar a
cultura superior de forma de possibilitar que
todos que participem de forma forte da vida
cultural;
 Participação de todos os membros da
sociedade é essencial, união dos membros
não importando sua atuação profissional que
atuam;
 Fora o ensino superior destinado a formar
profissionais de nível universitário, ainda
com uma enorme diversidade de
conhecimentos que buscam formar uma
organização para poder discutir sobres os
grandes problemas que afetam a sociedade
todos os dias;
 Mas é importante dizer que quando se termina
a educação básica o jovens podem escolher
dois caminhos diferentes : o primeiro seria o
ingresso no mercado de trabalho através de
cursos profissionalizantes um exemplo seria os
cursos oferecidos pelo Senai e Senac entres
outros;
 Outro caminha seria a continuação na carreira
universitária através de especializações;
 Ao invés de abandonar os desenvolvimentos
cultural dos trabalhadores, e necessário
reorganiza-lo.
 É necessário organizações culturais onde
possam participar em igualdade de
condições com estudantes universitários, da
discussão, em nível superior, dos problemas
que afetam toda a sociedade
 Propiciar o clima estimulante imprescindível
a continuidade do desenvolvimento cultural e
da atividade intelectual dos trabalhadores.
 Ressalta-se que essa proposta é bem
diversa da atual função da extensão
universitária. Não se trata de estender à
população trabalhadora, enquanto receptora
passiva, algo próprio da atividade
universitária.
REFERENCIAS:
 SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação:
fundamentos ontológicos e históricos.
Revista Brasileira de Educação v. 12 n. 34
jan./abr. 2007.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagemtecnodocencia_ufc
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosInstituto Consciência GO
 
Valores cultura e ética
 Valores cultura e ética  Valores cultura e ética
Valores cultura e ética bruno oliveira
 
Adolescência, identidade e cidadania
Adolescência, identidade  e cidadaniaAdolescência, identidade  e cidadania
Adolescência, identidade e cidadaniaariadnemonitoria
 
Educação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e TrabalhoEducação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e Trabalholucavao2010
 
Espaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IEspaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IOld Red Editions
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemzearalenona
 
Atividade 1 teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPoint
Atividade 1   teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPointAtividade 1   teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPoint
Atividade 1 teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPointMárcio Emílio
 
Resiliência e pedagogia da presença
Resiliência e pedagogia da presençaResiliência e pedagogia da presença
Resiliência e pedagogia da presençaAdriana Guimarães
 
Educação formal e não formal
Educação formal e não formalEducação formal e não formal
Educação formal e não formalAna Vilalva
 
Contribuição da psicanálise para a educação cópia
Contribuição da psicanálise para a educação   cópiaContribuição da psicanálise para a educação   cópia
Contribuição da psicanálise para a educação cópiaamajordao
 
Educação, o que é?
Educação, o que é?Educação, o que é?
Educação, o que é?Edson Guedes
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de AprendizagemKelly Vanderlei
 

Mais procurados (20)

[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
[Módulo 4] Tema: Teorias da Aprendizagem
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos PedagógicosTeorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
Teorias da Aprendizagem e Modelos Pedagógicos
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Educaçao e Trabalho
Educaçao e TrabalhoEducaçao e Trabalho
Educaçao e Trabalho
 
Valores cultura e ética
 Valores cultura e ética  Valores cultura e ética
Valores cultura e ética
 
Adolescência, identidade e cidadania
Adolescência, identidade  e cidadaniaAdolescência, identidade  e cidadania
Adolescência, identidade e cidadania
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Educação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e TrabalhoEducação, Sociedade e Trabalho
Educação, Sociedade e Trabalho
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Espaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte IEspaços não formais de Ensino - parte I
Espaços não formais de Ensino - parte I
 
Teorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagemTeorias de aprendizagem
Teorias de aprendizagem
 
Docência no ensino superior
Docência no ensino superiorDocência no ensino superior
Docência no ensino superior
 
Atividade 1 teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPoint
Atividade 1   teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPointAtividade 1   teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPoint
Atividade 1 teorias de aprendizagem - puc-rs - PowerPoint
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Resiliência e pedagogia da presença
Resiliência e pedagogia da presençaResiliência e pedagogia da presença
Resiliência e pedagogia da presença
 
Educação formal e não formal
Educação formal e não formalEducação formal e não formal
Educação formal e não formal
 
Contribuição da psicanálise para a educação cópia
Contribuição da psicanálise para a educação   cópiaContribuição da psicanálise para a educação   cópia
Contribuição da psicanálise para a educação cópia
 
Educação, o que é?
Educação, o que é?Educação, o que é?
Educação, o que é?
 
Processo de Aprendizagem
Processo de AprendizagemProcesso de Aprendizagem
Processo de Aprendizagem
 

Destaque

Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularAnálise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularDamiao131093ocara
 
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...Alexandre Salvador
 
Política Nacional da Ed. Infantil
Política Nacional da Ed. InfantilPolítica Nacional da Ed. Infantil
Política Nacional da Ed. InfantilLílian Reis
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiajonastim
 
A educação na antiguidade clássica grécia
A educação na antiguidade clássica  gréciaA educação na antiguidade clássica  grécia
A educação na antiguidade clássica gréciaLílian Reis
 
Apresentação sobre os pilares da educação.
Apresentação sobre os pilares da educação.Apresentação sobre os pilares da educação.
Apresentação sobre os pilares da educação.professorjoaomoreira1
 
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGA
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGAEDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGA
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGADINODIAS1963
 
A educação na grécia antiga
A educação na grécia antigaA educação na grécia antiga
A educação na grécia antigaturco2802
 
História da educação resumo
História da educação resumoHistória da educação resumo
História da educação resumozildamisseno
 

Destaque (12)

Planejamento e PPP 3
Planejamento e PPP 3Planejamento e PPP 3
Planejamento e PPP 3
 
Higiene pessoal
Higiene pessoalHigiene pessoal
Higiene pessoal
 
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regularAnálise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
Análise ergonômica de uma sala de aula de ensino regular
 
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...A educação na antiguidade -  Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
A educação na antiguidade - Mesopotâmia, Egito, Inca, Asteca, Maia, Chinesa,...
 
Política Nacional da Ed. Infantil
Política Nacional da Ed. InfantilPolítica Nacional da Ed. Infantil
Política Nacional da Ed. Infantil
 
Trabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomiaTrabalho de ergonomia
Trabalho de ergonomia
 
A educação na antiguidade clássica grécia
A educação na antiguidade clássica  gréciaA educação na antiguidade clássica  grécia
A educação na antiguidade clássica grécia
 
Apresentação sobre os pilares da educação.
Apresentação sobre os pilares da educação.Apresentação sobre os pilares da educação.
Apresentação sobre os pilares da educação.
 
Slides ácidos e bases
Slides ácidos e basesSlides ácidos e bases
Slides ácidos e bases
 
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGA
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGAEDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGA
EDUCAÇÃO NA GRÉCIA ANTIGA
 
A educação na grécia antiga
A educação na grécia antigaA educação na grécia antiga
A educação na grécia antiga
 
História da educação resumo
História da educação resumoHistória da educação resumo
História da educação resumo
 

Semelhante a Esboço de organização de sistema de ensino com base no princípio educativo

Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)tamyris24
 
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdf
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdfAdeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdf
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdfDenise De Ramos
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambientalDay Santos
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da marcaocampos
 
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUAL
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUALO GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUAL
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUALchristianceapcursos
 
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...Claudinei Gonçalves de Lima
 
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médioConcepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médiolulopes1986
 
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1MAYKON89
 
Resumo adeus professor adeus professora?
Resumo adeus professor adeus professora?Resumo adeus professor adeus professora?
Resumo adeus professor adeus professora?cdanielly88
 
Educação profissional e desenvolvimento Frigotto
Educação profissional e desenvolvimento FrigottoEducação profissional e desenvolvimento Frigotto
Educação profissional e desenvolvimento FrigottoCilmara Cristina Dos Santos
 
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
Artigo acadêmico   piaget e vigotskyArtigo acadêmico   piaget e vigotsky
Artigo acadêmico piaget e vigotskyGladis Maia
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemsandrinavalente
 

Semelhante a Esboço de organização de sistema de ensino com base no princípio educativo (20)

Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)Cartilha eliezer final (1)
Cartilha eliezer final (1)
 
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdf
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdfAdeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdf
Adeus_professor_Adeus_professora_J.C._Li.pdf
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Ensino medio
Ensino medioEnsino medio
Ensino medio
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
 
Ensino medio (2)
Ensino medio (2)Ensino medio (2)
Ensino medio (2)
 
Ensino medio (2)
Ensino medio (2)Ensino medio (2)
Ensino medio (2)
 
Ensino pesquisextensão
Ensino pesquisextensãoEnsino pesquisextensão
Ensino pesquisextensão
 
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUAL
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUALO GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUAL
O GESTOR ESCOLAR E SUAS COMPETÊNCIAS NA SOCIEDADE ATUAL
 
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...
A ESCOLA E SUA CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DE SUJEITOS: UM OLHAR A PARTIR DA NOV...
 
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médioConcepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
 
2420 8302-1-pb
2420 8302-1-pb2420 8302-1-pb
2420 8302-1-pb
 
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 1
 
Resumo adeus professor adeus professora?
Resumo adeus professor adeus professora?Resumo adeus professor adeus professora?
Resumo adeus professor adeus professora?
 
Ensaio modulo i
Ensaio modulo iEnsaio modulo i
Ensaio modulo i
 
Educação profissional e desenvolvimento Frigotto
Educação profissional e desenvolvimento FrigottoEducação profissional e desenvolvimento Frigotto
Educação profissional e desenvolvimento Frigotto
 
Palestra gaudencio frigotto[1]
Palestra gaudencio frigotto[1]Palestra gaudencio frigotto[1]
Palestra gaudencio frigotto[1]
 
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
Artigo acadêmico   piaget e vigotskyArtigo acadêmico   piaget e vigotsky
Artigo acadêmico piaget e vigotsky
 
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazemEducadores Sociais - Quem são e o que fazem
Educadores Sociais - Quem são e o que fazem
 
Artigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escolaArtigo assistente scial na escola
Artigo assistente scial na escola
 

Mais de Lílian Reis

Educação dos surdos
Educação dos surdosEducação dos surdos
Educação dos surdosLílian Reis
 
O exílio em Londres, a Economia Política e O Capital
O exílio em Londres, a Economia Política e O CapitalO exílio em Londres, a Economia Política e O Capital
O exílio em Londres, a Economia Política e O CapitalLílian Reis
 
Quando deus fez os especiais
Quando deus fez os especiaisQuando deus fez os especiais
Quando deus fez os especiaisLílian Reis
 
Pensamentos René Descartes
Pensamentos René DescartesPensamentos René Descartes
Pensamentos René DescartesLílian Reis
 
O direito à educação infantil
O direito à educação infantilO direito à educação infantil
O direito à educação infantilLílian Reis
 
Concepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaConcepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaLílian Reis
 
EJ.A paraiba e rio grande do sul
 EJ.A  paraiba e rio grande do sul EJ.A  paraiba e rio grande do sul
EJ.A paraiba e rio grande do sulLílian Reis
 
Aula construção espaço geográfico
Aula construção espaço geográficoAula construção espaço geográfico
Aula construção espaço geográficoLílian Reis
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaLílian Reis
 
Estágio: diferentes concepções
Estágio: diferentes concepções Estágio: diferentes concepções
Estágio: diferentes concepções Lílian Reis
 
As famílias de crianças com necessidades educativas especiais
As famílias de crianças com necessidades educativas especiaisAs famílias de crianças com necessidades educativas especiais
As famílias de crianças com necessidades educativas especiaisLílian Reis
 

Mais de Lílian Reis (20)

Dadaísmo
Dadaísmo Dadaísmo
Dadaísmo
 
Educação dos surdos
Educação dos surdosEducação dos surdos
Educação dos surdos
 
O exílio em Londres, a Economia Política e O Capital
O exílio em Londres, a Economia Política e O CapitalO exílio em Londres, a Economia Política e O Capital
O exílio em Londres, a Economia Política e O Capital
 
Quando deus fez os especiais
Quando deus fez os especiaisQuando deus fez os especiais
Quando deus fez os especiais
 
Varicela
VaricelaVaricela
Varicela
 
Pensamentos René Descartes
Pensamentos René DescartesPensamentos René Descartes
Pensamentos René Descartes
 
Feminismo
FeminismoFeminismo
Feminismo
 
Genero
GeneroGenero
Genero
 
O direito à educação infantil
O direito à educação infantilO direito à educação infantil
O direito à educação infantil
 
Concepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da históriaConcepção de infância ao longo da história
Concepção de infância ao longo da história
 
EJ.A paraiba e rio grande do sul
 EJ.A  paraiba e rio grande do sul EJ.A  paraiba e rio grande do sul
EJ.A paraiba e rio grande do sul
 
Sondagem
SondagemSondagem
Sondagem
 
metodo fônico
metodo fônicometodo fônico
metodo fônico
 
Louis althusser
Louis althusserLouis althusser
Louis althusser
 
Lev vygotsky
Lev vygotsky Lev vygotsky
Lev vygotsky
 
Aula construção espaço geográfico
Aula construção espaço geográficoAula construção espaço geográfico
Aula construção espaço geográfico
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
 
problematização
problematizaçãoproblematização
problematização
 
Estágio: diferentes concepções
Estágio: diferentes concepções Estágio: diferentes concepções
Estágio: diferentes concepções
 
As famílias de crianças com necessidades educativas especiais
As famílias de crianças com necessidades educativas especiaisAs famílias de crianças com necessidades educativas especiais
As famílias de crianças com necessidades educativas especiais
 

Último

Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 

Último (20)

Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 

Esboço de organização de sistema de ensino com base no princípio educativo

  • 1. ESBOÇO DE ORGANIZAÇÃO DE SISTEMA DE ENSINO COM BASE NO PRINCÍPIO EDUCATIVO
  • 2.  A escola unitária;  Acervo mínimo de conhecimento sistemático;  Linguagem escrita  Matemática  Ciências Naturais  Ciências Sociais.
  • 3.  A base em que se assenta a estrutura do ensino fundamental é o princípio educativo do trabalho.  O estudo das ciências naturais.  No ensino fundamental a relação entre trabalho e educação é implícita e indireta.
  • 4.  No Ensino Fundamental, ler e escrever, ter as primeiras noções das ciências sociais e naturais, são os primeiros requisitos para compreendermos o mundo em que vivemos, se apropriando dos conhecimentos para viver em sociedade, preparando para o mercado de trabalho.
  • 5.  Já no Ensino Médio tem como papel fundamental do saber a recuperação entre o conhecimento e a prática do trabalho sendo ela tratada de forma direta.
  • 6.  Um exemplo de como a atividade prática, manual, pode contribuir para explicitar a relação entre ciência e produção é a transformação da madeira e do metal pelo trabalho humano (cf.Pistrack,1981,p.55- 56).O trabalho com a madeira e o metal possui um imenso valor educativo,pois apresenta possibilidades amplas de transformação.
  • 7.  No trabalho prático com a madeira e o metal, aplicando os fundamentos de diversificadas técnicas de produção pode- se compreender como a ciência e seus princípios são aplicados ao processo produtivo, onde se percebe como as leis da física e da química operam para vencer a resistência dos materiais e gerar novos produtos.
  • 8.  O ensino médio envolvera recursos as oficinas nas quais os alunos manipulam os processos práticos básicos da produção;  Propiciar aos alunos o domínio dos fundamentos das técnicas;  Politécnica:significa aqui especialização como domínio dos fundamentos científicos das diferentes técnicas utilizadas na produção moderna;
  • 9.  Propõe um ensino médio profissionalizante;  Generalização do ensino médio como forma cão necessária para todos ; independentemente do tipo de ocupação que cada um venha exercer na sociedade;  Desenvolve-se uma escola media de formação geral;  Escola única diferenciada;
  • 10.  Cabe a educação superior organizar a cultura superior de forma de possibilitar que todos que participem de forma forte da vida cultural;  Participação de todos os membros da sociedade é essencial, união dos membros não importando sua atuação profissional que atuam;
  • 11.  Fora o ensino superior destinado a formar profissionais de nível universitário, ainda com uma enorme diversidade de conhecimentos que buscam formar uma organização para poder discutir sobres os grandes problemas que afetam a sociedade todos os dias;
  • 12.  Mas é importante dizer que quando se termina a educação básica o jovens podem escolher dois caminhos diferentes : o primeiro seria o ingresso no mercado de trabalho através de cursos profissionalizantes um exemplo seria os cursos oferecidos pelo Senai e Senac entres outros;  Outro caminha seria a continuação na carreira universitária através de especializações;
  • 13.  Ao invés de abandonar os desenvolvimentos cultural dos trabalhadores, e necessário reorganiza-lo.  É necessário organizações culturais onde possam participar em igualdade de condições com estudantes universitários, da discussão, em nível superior, dos problemas que afetam toda a sociedade  Propiciar o clima estimulante imprescindível a continuidade do desenvolvimento cultural e da atividade intelectual dos trabalhadores.
  • 14.  Ressalta-se que essa proposta é bem diversa da atual função da extensão universitária. Não se trata de estender à população trabalhadora, enquanto receptora passiva, algo próprio da atividade universitária.
  • 15. REFERENCIAS:  SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação v. 12 n. 34 jan./abr. 2007.