SlideShare uma empresa Scribd logo
FRAGMENTO DA CARTA A FILÊMON
Objetivo :
A parte central desta breve carta é o pedido feito a Filêmon
a respeito do escravo Onésimo.
Este havia fugido de Colossos, provavelmente levando
alguns objetos de valor pertencentes à Filêmon. Acabou
sendo preso e onde encontrou Paulo e acabou sendo
convertido em cristão.
Paulo, então, pede a Filêmon que perdoe Onésimo e o
acolha como um irmão em Cristo.
O que estava em jogo era mais que perdão.
2
Quem era Filêmon:
Era um cristão, amo ou dono de escravos e que viveu na
região da Frígia no começo do século da era cristã.
Morava em Colossos, cidade da parte sudoeste da Ásia
Menor ( atual Turquia ) e servia de local de reunião para a
congregação de cristãos naquela região.
Pela fraseologia empregada por Paulo, Filêmon mostrava
ser uma fonte de encorajamento para outros cristãos,
sendo um exemplo de fé e de amor.
Paulo considerava-o como colaborador amado.
3
Localização :
CRETA CHIPRE4
Características da carta:
•Ficou conhecida como a epístola da cortesia em virtude
das palavras amáveis e humildes usadas por Paulo ao se
referir a Filêmon.
•Um exemplo de tática e sabedoria de Paulo.
•Paulo afirma que ele também é um preso.
•Cita cordialmente as qualidades de Filêmon.
•Não ordena mas faz um pedido ao amigo.
•Se refere a Onésimo como um filho.
•Reconhece o erro de Onésimo mas se compromete a
restituir o prejuízo.
•Paulo não usa a palavra fugiu ou escapou.
5
Intercessão por Onésimo :
“... Eu Paulo, idoso como estou, e preso ... venho suplicar-
te em favor deste filho meu, que gerei na prisão,
Onésimo ... torno a enviá-lo para junto de ti ... quisera
conservá-lo comigo, para que em teu nome ele continuasse
a assistir-me ... mas sem o teu consentimento nada quis
resolver para que tenhas ocasião de praticar o bem, não
por imposição, mas sim de livre vontade ... Se ele te
apartou de ti por algum tempo, foi sem dúvida para que o
pudésseis reaver para sempre ... Não como escravo, mas
como irmão caríssimo, meu e sobretudo teu, tanto por
interesses temporais como no Senhor. Portanto se me tens
por amigo, recebe-o como a mim ... Se ele te causou
qualquer prejuizo ou está devendo alguma coisa, lança
isto em minha conta ... Eu, Paulo, escrevo de próprio
punho: Eu pagarei... Eu te escrevi, certo de que me
atenderás e sabendo que farás ainda mais do que estou
pedindo.”
FILM 1:8-216
Por Cristo - Emmanuel
“ ... Afeiçoemos a exortação às nossas necessidades próprias.
Em cada novo dia passamos a ser maiores devedores do Cristo.
Se tudo nos corre difícil é de Jesus que nos chegam as
providências justas. Se tudo se desenvolve retamente, é por seu
amor que utilizamos as dádivas da vida ... Por que então o
pessimismo e o desespero, quando a calúnia ou a ingratidão nos
ataquem de rijo ... ? Se estamos totalmente empenhados ao
amor do infinito Mestre, não será razoável compreendermos pelo
menos alguma particularidade de nossa dívida imensa,
dispondo-nos a aceitar pequena parcela de sofrimento, em
memória de seu nome, junto de nossos irmãos da Terra, que são
seus tutelados igualmente? Em vista disso, caso sintas que
alguém se converteu em devedor de tua alma, não te entregues
a preocupações inúteis, porque o Cristo é também teu credor e
deves colocar os danos do caminho em sua conta divina,
passando adiante. “
Caminho, Verdade e Vida.Cap. 17..
7
Bibliografia:
•Bíblia Sagrada. Ed. Ave Maria. 173ª edição. Edição Claretiana – 2006
– 2006. pág. 1526-1527.
•Estudo Aprofundado da Doutrina espírita – FEB. Religião à luz do
Espiritismo I. pág. 204 – 205.
•Xavier, Francisco Cândido. Caminho, Verdade e Vida – Emmanuel.
FEB – 2006, cap. 17 ( Por Cristo ).
•Wikipedia – imagem Creta e resumo epístola.
•www.bibliaonline.net
8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do NT - Tito
Panorama do NT - TitoPanorama do NT - Tito
Panorama do NT - Tito
Respirando Deus
 
A Doutrina de Cristo
A Doutrina de CristoA Doutrina de Cristo
A Doutrina de Cristo
André Luiz Marques
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
EPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDROEPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDRO
Cesar Oliveira
 
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por JesusLição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
Éder Tomé
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
UEPB
 
59 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
59   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)59   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
59 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
Robson Tavares Fernandes
 
55 Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
55   Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)55   Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
55 Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
Robson Tavares Fernandes
 
40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum40. O Profeta Naum
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
Hamartiologia
HamartiologiaHamartiologia
Hamartiologia
Vilmar Nascimento
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Pastor W. Costa
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Éder Tomé
 
Angelologia (power point)
Angelologia (power point)Angelologia (power point)
Angelologia (power point)
Filipe Rodrigues
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Carta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptxCarta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptx
Diego Andrade
 
Hipocrisia ou sinceridade
Hipocrisia ou sinceridadeHipocrisia ou sinceridade
Hipocrisia ou sinceridade
EBJ IPBCP
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Éder Tomé
 

Mais procurados (20)

Panorama do NT - Tito
Panorama do NT - TitoPanorama do NT - Tito
Panorama do NT - Tito
 
A Doutrina de Cristo
A Doutrina de CristoA Doutrina de Cristo
A Doutrina de Cristo
 
36. O profeta Amós
36. O profeta Amós36. O profeta Amós
36. O profeta Amós
 
EPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDROEPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDRO
 
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por JesusLição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
Lição 5 - A Autoridade e o Poder Demonstrados por Jesus
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
 
A Epistola de Tiago
A Epistola de TiagoA Epistola de Tiago
A Epistola de Tiago
 
59 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
59   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)59   Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
59 Estudo Panorâmico da Bíblia (o livro de Salmos - parte 1)
 
55 Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
55   Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)55   Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
55 Estudo Panorâmico da Bíblia (O Livro de Neemias)
 
40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum40. O Profeta Naum
40. O Profeta Naum
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
Hamartiologia
HamartiologiaHamartiologia
Hamartiologia
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
 
Angelologia (power point)
Angelologia (power point)Angelologia (power point)
Angelologia (power point)
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
Carta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptxCarta a Filemom.pptx
Carta a Filemom.pptx
 
Hipocrisia ou sinceridade
Hipocrisia ou sinceridadeHipocrisia ou sinceridade
Hipocrisia ou sinceridade
 
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de CristoLição 11 - A segunda vinda de Cristo
Lição 11 - A segunda vinda de Cristo
 

Destaque

Filemón
FilemónFilemón
Filemón
Rubén Ortiz
 
Filemom2
Filemom2Filemom2
Filemom2
ricardosantista
 
Filemom (Introdução)
Filemom (Introdução)Filemom (Introdução)
Filemom (Introdução)
Daniel Junior
 
Filemón verso por verso
Filemón verso por versoFilemón verso por verso
Filemón verso por verso
Yosef Sanchez
 
Carta a filemón
Carta a filemónCarta a filemón
Carta a filemón
Kth araque
 
14 filemon
14 filemon14 filemon
14 filemon
clasesteologia
 
La epistola a Filemon
La epistola a FilemonLa epistola a Filemon
La epistola a Filemon
agape instituto biblico
 
Filemón y Baucis
Filemón y Baucis Filemón y Baucis
UTPL CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
UTPL  CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...UTPL  CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
UTPL CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
UTPL UTPL
 
Colossenses e Filemom
Colossenses e FilemomColossenses e Filemom
Colossenses e Filemom
Francilene Santos
 
Resumen de la carta a filemón
Resumen de la carta a filemónResumen de la carta a filemón
Resumen de la carta a filemón
Beit meshobeb TX
 
18ª filemon visual beegfgf - visualbeesmoke
18ª filemon  visual beegfgf - visualbeesmoke18ª filemon  visual beegfgf - visualbeesmoke
18ª filemon visual beegfgf - visualbeesmoke
Enaldo Ribeiro
 
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y FilemónCartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
Movimiento Cursillos de Cristiandad de Palmira
 
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciaisAcentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
Viviane Dilkin Endler
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
Escolanelda
 
O exercício do perdão
O exercício do perdãoO exercício do perdão
O exercício do perdão
valdirfas
 
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Vânia Salvo Orso
 
Novo Acordo Ortografico
Novo Acordo OrtograficoNovo Acordo Ortografico
Novo Acordo Ortografico
deathie
 
Palestras amar é perdoar
Palestras amar é perdoarPalestras amar é perdoar
Palestras amar é perdoar
André Nunes E Clarisa
 
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 

Destaque (20)

Filemón
FilemónFilemón
Filemón
 
Filemom2
Filemom2Filemom2
Filemom2
 
Filemom (Introdução)
Filemom (Introdução)Filemom (Introdução)
Filemom (Introdução)
 
Filemón verso por verso
Filemón verso por versoFilemón verso por verso
Filemón verso por verso
 
Carta a filemón
Carta a filemónCarta a filemón
Carta a filemón
 
14 filemon
14 filemon14 filemon
14 filemon
 
La epistola a Filemon
La epistola a FilemonLa epistola a Filemon
La epistola a Filemon
 
Filemón y Baucis
Filemón y Baucis Filemón y Baucis
Filemón y Baucis
 
UTPL CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
UTPL  CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...UTPL  CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
UTPL CARTA A FILEMÓN Y FILIPENSES-CIENCIAS HUMANAS Y RELIGIOSAS-NUEVO TESTAM...
 
Colossenses e Filemom
Colossenses e FilemomColossenses e Filemom
Colossenses e Filemom
 
Resumen de la carta a filemón
Resumen de la carta a filemónResumen de la carta a filemón
Resumen de la carta a filemón
 
18ª filemon visual beegfgf - visualbeesmoke
18ª filemon  visual beegfgf - visualbeesmoke18ª filemon  visual beegfgf - visualbeesmoke
18ª filemon visual beegfgf - visualbeesmoke
 
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y FilemónCartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
Cartas de San Pablo a los Gálatas, Filipenses y Filemón
 
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciaisAcentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
Acentuação das paroxítonas e acentos diferenciais
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 
O exercício do perdão
O exercício do perdãoO exercício do perdão
O exercício do perdão
 
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
 
Novo Acordo Ortografico
Novo Acordo OrtograficoNovo Acordo Ortografico
Novo Acordo Ortografico
 
Palestras amar é perdoar
Palestras amar é perdoarPalestras amar é perdoar
Palestras amar é perdoar
 
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
2012-5-6-Palestra-A Importância do Perdão-Rosana De Rosa
 

Semelhante a Epistola a filemon

Uma história de reconciliação
Uma história de reconciliaçãoUma história de reconciliação
Uma história de reconciliação
Amanda Duarte
 
017 filemom
017 filemom017 filemom
017 filemom
Diógenes Gimenes
 
E.b.d adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d   adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13E.b.d   adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
Joel Silva
 
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docxCinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
IderpDEPBelo
 
15 Filemom.pptx
15 Filemom.pptx15 Filemom.pptx
15 Filemom.pptx
PIB Penha - SP
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
Respirando Deus
 
Aula 6 filemom e tito
Aula 6   filemom e titoAula 6   filemom e tito
Aula 6 filemom e tito
Pastor W. Costa
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
JUERP
 
Jornal da Trindade
Jornal da TrindadeJornal da Trindade
Jornal da Trindade
Mauricio Brabo
 
Vox 167 finalizado
Vox 167 finalizadoVox 167 finalizado
Vox 167 finalizado
Mauricio Brabo
 
Jornal da Trindade
Jornal da Trindade Jornal da Trindade
Jornal da Trindade
Mauricio Brabo
 
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'134ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
Jotas_Viana
 
2 ead
2  ead2  ead
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptxcomentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
ssusere19209
 
o rapto
o raptoo rapto
o rapto
ssuser615052
 
Epistolaa Filemon
Epistolaa FilemonEpistolaa Filemon
Epistolaa Filemon
JNR
 
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
José Ripardo
 
3 ead
3   ead3   ead
JORMI - Jornal Missionário n° 93
JORMI - Jornal Missionário n° 93JORMI - Jornal Missionário n° 93
JORMI - Jornal Missionário n° 93
Almir Rodrigues
 
Vinde a mim
Vinde a mimVinde a mim
Vinde a mim
Falcon Farinazzo
 

Semelhante a Epistola a filemon (20)

Uma história de reconciliação
Uma história de reconciliaçãoUma história de reconciliação
Uma história de reconciliação
 
017 filemom
017 filemom017 filemom
017 filemom
 
E.b.d adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d   adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13E.b.d   adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d adolescentes 4ºtrimestre 2016 lição 13
 
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docxCinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
Cinco marcas do coração pastoral de Jesus.docx
 
15 Filemom.pptx
15 Filemom.pptx15 Filemom.pptx
15 Filemom.pptx
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
 
Aula 6 filemom e tito
Aula 6   filemom e titoAula 6   filemom e tito
Aula 6 filemom e tito
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
 
Jornal da Trindade
Jornal da TrindadeJornal da Trindade
Jornal da Trindade
 
Vox 167 finalizado
Vox 167 finalizadoVox 167 finalizado
Vox 167 finalizado
 
Jornal da Trindade
Jornal da Trindade Jornal da Trindade
Jornal da Trindade
 
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'134ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
4ª Catequese - Itinerário JMJ Rio'13
 
2 ead
2  ead2  ead
2 ead
 
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptxcomentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
 
o rapto
o raptoo rapto
o rapto
 
Epistolaa Filemon
Epistolaa FilemonEpistolaa Filemon
Epistolaa Filemon
 
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
Homilia do papa francisco na missa inaugural do pontificado, nesta terça feir...
 
3 ead
3   ead3   ead
3 ead
 
JORMI - Jornal Missionário n° 93
JORMI - Jornal Missionário n° 93JORMI - Jornal Missionário n° 93
JORMI - Jornal Missionário n° 93
 
Vinde a mim
Vinde a mimVinde a mim
Vinde a mim
 

Mais de LUCAS CANAVARRO

Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
LUCAS CANAVARRO
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
LUCAS CANAVARRO
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul final
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul finalEspiritismo e estudos bíblicos rei saul final
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul final
LUCAS CANAVARRO
 
Espiritismo e estudos bíblicos juizes final
Espiritismo e estudos bíblicos juizes finalEspiritismo e estudos bíblicos juizes final
Espiritismo e estudos bíblicos juizes final
LUCAS CANAVARRO
 
Perdão o alicerce da paz jan 2015
Perdão   o alicerce da paz jan 2015Perdão   o alicerce da paz jan 2015
Perdão o alicerce da paz jan 2015
LUCAS CANAVARRO
 
Heresias - visão espírita
Heresias - visão espíritaHeresias - visão espírita
Heresias - visão espírita
LUCAS CANAVARRO
 
As cruzadas set final
As cruzadas set finalAs cruzadas set final
As cruzadas set final
LUCAS CANAVARRO
 
Paulo exemplo de transformação moral
Paulo exemplo de transformação moralPaulo exemplo de transformação moral
Paulo exemplo de transformação moral
LUCAS CANAVARRO
 
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
LUCAS CANAVARRO
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.
LUCAS CANAVARRO
 
Atos dos Apostolos
Atos dos ApostolosAtos dos Apostolos
Atos dos Apostolos
LUCAS CANAVARRO
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolos Atos dos apostolos
Atos dos apostolos
LUCAS CANAVARRO
 
Epistola a tito revisao
Epistola a tito revisaoEpistola a tito revisao
Epistola a tito revisao
LUCAS CANAVARRO
 
Terceira viagem Paulo apresentaçao
Terceira viagem Paulo apresentaçaoTerceira viagem Paulo apresentaçao
Terceira viagem Paulo apresentaçao
LUCAS CANAVARRO
 

Mais de LUCAS CANAVARRO (14)

Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão finalEspiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
Espiritismo e estudos bíblicos rei salomão final
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul final
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul finalEspiritismo e estudos bíblicos rei saul final
Espiritismo e estudos bíblicos rei saul final
 
Espiritismo e estudos bíblicos juizes final
Espiritismo e estudos bíblicos juizes finalEspiritismo e estudos bíblicos juizes final
Espiritismo e estudos bíblicos juizes final
 
Perdão o alicerce da paz jan 2015
Perdão   o alicerce da paz jan 2015Perdão   o alicerce da paz jan 2015
Perdão o alicerce da paz jan 2015
 
Heresias - visão espírita
Heresias - visão espíritaHeresias - visão espírita
Heresias - visão espírita
 
As cruzadas set final
As cruzadas set finalAs cruzadas set final
As cruzadas set final
 
Paulo exemplo de transformação moral
Paulo exemplo de transformação moralPaulo exemplo de transformação moral
Paulo exemplo de transformação moral
 
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
APOCALIPSE DE JOÃO PARTE 1, trabalho de estudo desenvolvido no Centro Espirit...
 
A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.A felicidade nao e deste mundo.
A felicidade nao e deste mundo.
 
Atos dos Apostolos
Atos dos ApostolosAtos dos Apostolos
Atos dos Apostolos
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolos Atos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Epistola a tito revisao
Epistola a tito revisaoEpistola a tito revisao
Epistola a tito revisao
 
Terceira viagem Paulo apresentaçao
Terceira viagem Paulo apresentaçaoTerceira viagem Paulo apresentaçao
Terceira viagem Paulo apresentaçao
 

Último

ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
JaquelineSantosBasto
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
André Luiz Marques
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 

Último (15)

ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdfEstudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
Estudo Biblico deuteronomio PowerPoint.pdf
 
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
a futura religião da nova ordem mundial.
a  futura religião da nova ordem mundial.a  futura religião da nova ordem mundial.
a futura religião da nova ordem mundial.
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicosSEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
SEGREDOS DO APOCALIPSE - o apocalipse através de olhos hebraicos
 
Salmo 91
Salmo 91Salmo 91
Salmo 91
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 

Epistola a filemon

  • 1. FRAGMENTO DA CARTA A FILÊMON
  • 2. Objetivo : A parte central desta breve carta é o pedido feito a Filêmon a respeito do escravo Onésimo. Este havia fugido de Colossos, provavelmente levando alguns objetos de valor pertencentes à Filêmon. Acabou sendo preso e onde encontrou Paulo e acabou sendo convertido em cristão. Paulo, então, pede a Filêmon que perdoe Onésimo e o acolha como um irmão em Cristo. O que estava em jogo era mais que perdão. 2
  • 3. Quem era Filêmon: Era um cristão, amo ou dono de escravos e que viveu na região da Frígia no começo do século da era cristã. Morava em Colossos, cidade da parte sudoeste da Ásia Menor ( atual Turquia ) e servia de local de reunião para a congregação de cristãos naquela região. Pela fraseologia empregada por Paulo, Filêmon mostrava ser uma fonte de encorajamento para outros cristãos, sendo um exemplo de fé e de amor. Paulo considerava-o como colaborador amado. 3
  • 5. Características da carta: •Ficou conhecida como a epístola da cortesia em virtude das palavras amáveis e humildes usadas por Paulo ao se referir a Filêmon. •Um exemplo de tática e sabedoria de Paulo. •Paulo afirma que ele também é um preso. •Cita cordialmente as qualidades de Filêmon. •Não ordena mas faz um pedido ao amigo. •Se refere a Onésimo como um filho. •Reconhece o erro de Onésimo mas se compromete a restituir o prejuízo. •Paulo não usa a palavra fugiu ou escapou. 5
  • 6. Intercessão por Onésimo : “... Eu Paulo, idoso como estou, e preso ... venho suplicar- te em favor deste filho meu, que gerei na prisão, Onésimo ... torno a enviá-lo para junto de ti ... quisera conservá-lo comigo, para que em teu nome ele continuasse a assistir-me ... mas sem o teu consentimento nada quis resolver para que tenhas ocasião de praticar o bem, não por imposição, mas sim de livre vontade ... Se ele te apartou de ti por algum tempo, foi sem dúvida para que o pudésseis reaver para sempre ... Não como escravo, mas como irmão caríssimo, meu e sobretudo teu, tanto por interesses temporais como no Senhor. Portanto se me tens por amigo, recebe-o como a mim ... Se ele te causou qualquer prejuizo ou está devendo alguma coisa, lança isto em minha conta ... Eu, Paulo, escrevo de próprio punho: Eu pagarei... Eu te escrevi, certo de que me atenderás e sabendo que farás ainda mais do que estou pedindo.” FILM 1:8-216
  • 7. Por Cristo - Emmanuel “ ... Afeiçoemos a exortação às nossas necessidades próprias. Em cada novo dia passamos a ser maiores devedores do Cristo. Se tudo nos corre difícil é de Jesus que nos chegam as providências justas. Se tudo se desenvolve retamente, é por seu amor que utilizamos as dádivas da vida ... Por que então o pessimismo e o desespero, quando a calúnia ou a ingratidão nos ataquem de rijo ... ? Se estamos totalmente empenhados ao amor do infinito Mestre, não será razoável compreendermos pelo menos alguma particularidade de nossa dívida imensa, dispondo-nos a aceitar pequena parcela de sofrimento, em memória de seu nome, junto de nossos irmãos da Terra, que são seus tutelados igualmente? Em vista disso, caso sintas que alguém se converteu em devedor de tua alma, não te entregues a preocupações inúteis, porque o Cristo é também teu credor e deves colocar os danos do caminho em sua conta divina, passando adiante. “ Caminho, Verdade e Vida.Cap. 17.. 7
  • 8. Bibliografia: •Bíblia Sagrada. Ed. Ave Maria. 173ª edição. Edição Claretiana – 2006 – 2006. pág. 1526-1527. •Estudo Aprofundado da Doutrina espírita – FEB. Religião à luz do Espiritismo I. pág. 204 – 205. •Xavier, Francisco Cândido. Caminho, Verdade e Vida – Emmanuel. FEB – 2006, cap. 17 ( Por Cristo ). •Wikipedia – imagem Creta e resumo epístola. •www.bibliaonline.net 8