SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC
SANTO AMARO
Nilo César Basílio
Produção Textual Individual
Empreendedorismo Social
São Paulo
2019
2
Empreendedorismo Social
O empreendedorismo social possui, além da forma de processos criativos e
inovadores comum à definição de empreendedorismo, uma característica singular que
é gerar retorno direto para a sociedade, melhorando a vida e as oportunidades de
pessoas que geralmente ficam a margem do sistema capitalista focado em geração
de lucro. Essa atitude gera um equilíbrio estável numa situação social que era por
princípio injusta.
Nessa ideia, pode-se questionar sobre como se sustenta o empreendedor
social, uma vez que seu foco é o impacto positivo na sociedade e não a busca por
lucros. Geralmente são organizações sem fins lucrativos apoiadas por organizações
filantrópicas e governamentais. Sua principal proposta de valor é levar o benefício
transformador para as parcelas mais carentes e negligenciadas da sociedade, que por
si só não teriam essa oportunidade.
Além disso, é possível que o empreendedorismo social se desenvolva dentro
de uma organização já estruturada, forma conhecida como intraempreendedorismo.
A exemplo da matéria no site Pequenas Empresas e Grandes Negócios, o empresário
corretor de seguros Luiz Mistieri trouxe uma proposta de valor para a inclusão social
de jovens com pouca escolaridade, usando o capital e a estrutura operacional da
empresa. Foi realizada uma prestação de serviços na qual esses jovens foram
capacitados para conseguir um emprego e a ideia é buscar investimentos para
expandir o projeto e impactar mais jovens.
Dessa forma, com base no exemplo acima de empreendedorismo social, é
possível analisar o tipo de inovação oferecido. Segundo o Manual de Oslo (2010) trata-
se de inovação de produtos/serviços que aponta para melhora significativa do uso e
das funções do serviço. Possolli (2012) complementa que essa inovação altera o
modo como os clientes percebem o serviço, a exemplo da corretora de seguros que
prestou serviço de capacitação para o mercado de jovens carentes, trazendo o
benefício transformador para essa realidade.
3
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
FONTES, B. M. 9 ideias de empreendedores sociais inspirados em Yunus. Pequenas
Empresas & Grandes Negócios, 2014. Disponível em:
<https://revistapegn.globo.com/Noticias/noticia/2014/01/9-ideias-de-
empreendedores-sociais-inspirados-em-yunus.html>. Acesso em: 04 set. 2019.
MORICONI, P. Manual de Oslo. Disponível em: <http://www.uesc.br/nucleos/nit/
manualoslo.pdf>. Acesso em: 03 set. 2019.
POSSOLLI, E. G. Gestão da inovação e do conhecimento. Curitiba: Intersaberes,
2012. Disponível em: <https://senac.bv3.digitalpages.com.br/users/sign_in>. Acesso
em: 03 set. 2019.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Responsabilidade social e as empresas do futuro
Responsabilidade social e as empresas do futuro   Responsabilidade social e as empresas do futuro
Responsabilidade social e as empresas do futuro
Tiago Robalo Gouveia
 
Cenário da Atual Gestão Pública Municipal
Cenário da Atual Gestão Pública MunicipalCenário da Atual Gestão Pública Municipal
Cenário da Atual Gestão Pública Municipal
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Economia solidária
Economia solidáriaEconomia solidária
Economia solidária
kmilabreu
 
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendênciasJornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Resenha quem se importa.
Resenha quem se importa.Resenha quem se importa.
Resenha quem se importa.
Claudio Alves
 
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarialSeminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
Isabella Menezes
 
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade socialApresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
Denis Vieira
 
Responsabilidade social ethos
Responsabilidade social   ethosResponsabilidade social   ethos
Responsabilidade social ethos
Alessandra Chacon
 
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento socialModelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
Symnetics Business Transformation
 

Mais procurados (9)

Responsabilidade social e as empresas do futuro
Responsabilidade social e as empresas do futuro   Responsabilidade social e as empresas do futuro
Responsabilidade social e as empresas do futuro
 
Cenário da Atual Gestão Pública Municipal
Cenário da Atual Gestão Pública MunicipalCenário da Atual Gestão Pública Municipal
Cenário da Atual Gestão Pública Municipal
 
Economia solidária
Economia solidáriaEconomia solidária
Economia solidária
 
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendênciasJornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
Jornada Novos Caminhos para a Gestão Municipal: necessidades e tendências
 
Resenha quem se importa.
Resenha quem se importa.Resenha quem se importa.
Resenha quem se importa.
 
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarialSeminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
Seminário: Responsabilidade Social - Mostra a tua cara empresarial
 
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade socialApresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
Apresentação 16 05-2013 - responsabilidade social
 
Responsabilidade social ethos
Responsabilidade social   ethosResponsabilidade social   ethos
Responsabilidade social ethos
 
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento socialModelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
Modelos de atuação (business models) no novo contexto do investimento social
 

Semelhante a EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA

Pipa na Revista Cidade Nova
Pipa na Revista Cidade NovaPipa na Revista Cidade Nova
Pipa na Revista Cidade Nova
Pipa_vc
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Vanderlei Moraes
 
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Social Good Brasil
 
Artemisia
ArtemisiaArtemisia
Artemisia
artemisianis
 
5836
58365836
Tidir atualizado dia 31 10-10
Tidir atualizado dia 31 10-10Tidir atualizado dia 31 10-10
Tidir atualizado dia 31 10-10
valeriasilverio
 
Trabalho Científico TIDIR 2
Trabalho Científico TIDIR 2Trabalho Científico TIDIR 2
Trabalho Científico TIDIR 2
valeriasilverio
 
Emmanuela suzy medeiros
Emmanuela suzy medeirosEmmanuela suzy medeiros
Emmanuela suzy medeiros
Francirley Faustino
 
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
Caio Flavio Stettiner
 
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdfMundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
arletequeiros
 
Jovens Gestores
Jovens GestoresJovens Gestores
Jovens Gestores
Adeildo Caboclo
 
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.pptGESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
AguiarSidnei
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo Social
Emmanoel Messias
 
Trabalho Acadêmico
Trabalho Acadêmico Trabalho Acadêmico
Trabalho Acadêmico
valeriasilverio
 
Gestão social democratica
Gestão social democratica Gestão social democratica
Gestão social democratica
Karla Lopes
 
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercadoNossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
Francinei Santos de Souza
 
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos verArtigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
Marianne Costa
 
1AULASRS_1.ppt
1AULASRS_1.ppt1AULASRS_1.ppt
1AULASRS_1.ppt
RicardodeQueirozMach
 
Negocio social de_que_trata
Negocio social de_que_trataNegocio social de_que_trata
Negocio social de_que_trata
odairsoares1
 

Semelhante a EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA (20)

Pipa na Revista Cidade Nova
Pipa na Revista Cidade NovaPipa na Revista Cidade Nova
Pipa na Revista Cidade Nova
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
Caderno de Inovação | Organizações no séc. XXI - Número 20
 
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
 
Artemisia
ArtemisiaArtemisia
Artemisia
 
5836
58365836
5836
 
Tidir atualizado dia 31 10-10
Tidir atualizado dia 31 10-10Tidir atualizado dia 31 10-10
Tidir atualizado dia 31 10-10
 
Trabalho Científico TIDIR 2
Trabalho Científico TIDIR 2Trabalho Científico TIDIR 2
Trabalho Científico TIDIR 2
 
Emmanuela suzy medeiros
Emmanuela suzy medeirosEmmanuela suzy medeiros
Emmanuela suzy medeiros
 
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
EDUCAÇÃO EMPRENDEDORA PARA JOVENS COMO FERRAMENTA DE INCLUSÃO SOCIAL – FOMENT...
 
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdfMundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
Mundo do Trabalho 4º Bimestre_240201_191723.pdf
 
Jovens Gestores
Jovens GestoresJovens Gestores
Jovens Gestores
 
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.pptGESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
 
Princípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo SocialPrincípios de Empreendedorismo Social
Princípios de Empreendedorismo Social
 
Trabalho Acadêmico
Trabalho Acadêmico Trabalho Acadêmico
Trabalho Acadêmico
 
Gestão social democratica
Gestão social democratica Gestão social democratica
Gestão social democratica
 
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercadoNossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
Nossa casa startup-da-ideia-ao-mercado
 
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos verArtigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
Artigo: As empresas sociais e a mudança que queremos ver
 
1AULASRS_1.ppt
1AULASRS_1.ppt1AULASRS_1.ppt
1AULASRS_1.ppt
 
Negocio social de_que_trata
Negocio social de_que_trataNegocio social de_que_trata
Negocio social de_que_trata
 

Mais de Nilo Basílio

SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAOSEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
Nilo Basílio
 
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOSARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
Nilo Basílio
 
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAOINTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
Nilo Basílio
 
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAISPRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
Nilo Basílio
 
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TIPI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
Nilo Basílio
 
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TIPI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
Nilo Basílio
 
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TIPI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
Nilo Basílio
 
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOSPI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
Nilo Basílio
 
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TIMODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
Nilo Basílio
 
GESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOASGESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOAS
Nilo Basílio
 
ESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOSESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOS
Nilo Basílio
 
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TITECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
Nilo Basílio
 
MODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOSMODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOS
Nilo Basílio
 
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIMODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
Nilo Basílio
 
GOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TIGOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TI
Nilo Basílio
 
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWAREMODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
Nilo Basílio
 
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIGERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
Nilo Basílio
 
GOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOSGOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOS
Nilo Basílio
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOSGERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
Nilo Basílio
 
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVAGOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
Nilo Basílio
 

Mais de Nilo Basílio (20)

SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAOSEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
 
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOSARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
 
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAOINTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
 
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAISPRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
 
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TIPI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
 
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TIPI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI
 
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TIPI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
 
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOSPI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
 
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TIMODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
 
GESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOASGESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOAS
 
ESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOSESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOS
 
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TITECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
TECNICAS DE LIDERANCA E NEGOCIACAO EM TI
 
MODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOSMODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOS
 
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIMODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
 
GOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TIGOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TI
 
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWAREMODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
 
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIGERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
 
GOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOSGOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOS
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOSGERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
 
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVAGOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
 

Último

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptxREDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
IranyGarcia
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
anpproferick
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
tnrlucas
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Rafael Santos
 

Último (6)

Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptxREDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
REDE_DE_COMPUTADORES_TECNOLOGIA_TIPOS.pptx
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
 

EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC SANTO AMARO Nilo César Basílio Produção Textual Individual Empreendedorismo Social São Paulo 2019
  • 2. 2 Empreendedorismo Social O empreendedorismo social possui, além da forma de processos criativos e inovadores comum à definição de empreendedorismo, uma característica singular que é gerar retorno direto para a sociedade, melhorando a vida e as oportunidades de pessoas que geralmente ficam a margem do sistema capitalista focado em geração de lucro. Essa atitude gera um equilíbrio estável numa situação social que era por princípio injusta. Nessa ideia, pode-se questionar sobre como se sustenta o empreendedor social, uma vez que seu foco é o impacto positivo na sociedade e não a busca por lucros. Geralmente são organizações sem fins lucrativos apoiadas por organizações filantrópicas e governamentais. Sua principal proposta de valor é levar o benefício transformador para as parcelas mais carentes e negligenciadas da sociedade, que por si só não teriam essa oportunidade. Além disso, é possível que o empreendedorismo social se desenvolva dentro de uma organização já estruturada, forma conhecida como intraempreendedorismo. A exemplo da matéria no site Pequenas Empresas e Grandes Negócios, o empresário corretor de seguros Luiz Mistieri trouxe uma proposta de valor para a inclusão social de jovens com pouca escolaridade, usando o capital e a estrutura operacional da empresa. Foi realizada uma prestação de serviços na qual esses jovens foram capacitados para conseguir um emprego e a ideia é buscar investimentos para expandir o projeto e impactar mais jovens. Dessa forma, com base no exemplo acima de empreendedorismo social, é possível analisar o tipo de inovação oferecido. Segundo o Manual de Oslo (2010) trata- se de inovação de produtos/serviços que aponta para melhora significativa do uso e das funções do serviço. Possolli (2012) complementa que essa inovação altera o modo como os clientes percebem o serviço, a exemplo da corretora de seguros que prestou serviço de capacitação para o mercado de jovens carentes, trazendo o benefício transformador para essa realidade.
  • 3. 3 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS FONTES, B. M. 9 ideias de empreendedores sociais inspirados em Yunus. Pequenas Empresas & Grandes Negócios, 2014. Disponível em: <https://revistapegn.globo.com/Noticias/noticia/2014/01/9-ideias-de- empreendedores-sociais-inspirados-em-yunus.html>. Acesso em: 04 set. 2019. MORICONI, P. Manual de Oslo. Disponível em: <http://www.uesc.br/nucleos/nit/ manualoslo.pdf>. Acesso em: 03 set. 2019. POSSOLLI, E. G. Gestão da inovação e do conhecimento. Curitiba: Intersaberes, 2012. Disponível em: <https://senac.bv3.digitalpages.com.br/users/sign_in>. Acesso em: 03 set. 2019.