SlideShare uma empresa Scribd logo
R$ 2,00
Atos Oficiais da
Câmara Municipal de
Pádua.
Comprometido
com a Verdade!
Suplemento Especial
Prefeitura Municipal
de Santo Antônio de
Pádua
Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com
Edição: 462 - 19 de Novembro de 2021
Toda Semana
nas Bancas
Estrada que liga Pádua ao distrito de Meia Laranja recebe melhorias
Já foi iniciado trabalho de melhorias, com a colocação de britas e a compactação do solo para
retardar futuros buracos que posteriormente gere lama e muita dificuldade para aqueles que dependem
dessa estrada cotidianamente. Saiba mais na Página 04
19 de Novembro
Dia da Bandeira
A bandeira do Brasil faz parte do nosso conjunto de
símbolos nacionais — manifestações gráficas e musicais, de
importância histórica, que representam a identidade do país
— sendo o Hino, as armas e o Selo Nacional nossos demais
símbolos. Saiba mais na Página 03
Procon orienta sobre
compras na Black Friday
“Ao realizar a compra, é indicado salvar os documentos
referentes ao pedido, que podem ser necessários em caso
de problemas. Outra medida importante é evitar as
compras por impulso; consultar o orçamento e avaliar se
a compra não irá comprometê-lo”, destacou a entidade
em comunicado. Saiba mais na Página 02
Edição 462 Jornal Opção do Noroeste
19 de Novembro de 2021
02
É
Ponte entre Aperibé e Itaocara, na RJ-116, terá interdições
para caminhões, carretas, tratores e ônibus para obras
As interdições
a c o n t e c e r ã o
diariamente, das 13h às
19h, mantendo-se
normal ao fluxo de
veículos leves.
O Departamento de
Estradas de Rodagem do
Rio de Janeiro (DER-
RJ) informou que, a
partir desta terça-feira
(16/11), a ponte Ary
Parreiras, sobre o Rio
Paraíba do Sul, na RJ-
116, única ligação entre
Aperibé e Itaocara, será
interditada ao tráfego de
veículos pesados. As
interdições acontecerão
diariamente, das 13h às
19h, mantendo-se
normal ao fluxo de
veículos leves. A
proibição do tráfego de
caminhões, carretas,
tratores e ônibus será
mantida enquanto
durarem as obras de
recuperação estrutural
do passeio de pedestres
da ponte. Iniciadas em
junho, as obras estão a
cargo da empresa Mega
Engenharia com
investimentos de R$
946.647,39, pelo
Governo do Estado, por
meio do DER-RJ. Para o
presidente Herbert
Marques, “a recuperação
estrutural do passeio
permitirá mais conforto
e segurança para os
pedestres que transitam
pela ponte, além de
melhorar a
trafegabilidade”. Com
cerca de 1 quilômetro de
extensão, ligando
Itaocara e Aperibé, a
ponte Ary Parreiras,
inaugurada em 1936, é
um dos cartões-postais
das cidades, e já foi a
maior ponte da América
Latina.
Fonte: SF Notícias
Procon orienta sobre compras na Black Friday
Obter informações
sobre a loja ou empresa
na qual o consumidor
pretende comprar na
Black Friday é o primeiro
passo para evitar cair em
golpes. É importante
ficar atento também, em
caso de compras online,
se o site informa
endereço físico, telefone,
e-mail, CNPJ e nome da
empresa. As orientações
são da Fundação Procon
SP.
A entidade
recomenda ainda que,
antes de realizar a
compra, o consumidor
consulte previamente a
lista de sites não
recomendados pelo
Procon-SP, que pode ser
acessada aqui (https://
sistemas.procon.sp.gov.br/
e v i t e s i t e / l i s t /
evitesites.php).
“Ao realizar a
compra, é indicado salvar
os documentos referentes
ao pedido, que podem ser
necessários em caso de
problemas. Outra medida
importante é evitar as
compras por impulso;
consultar o orçamento e
avaliar se a compra não
irá comprometê-lo”,
destacou a entidade em
comunicado.
De acordo com o
Instituto de Peso e
Medidas (Ipem) do estado
de São Paulo, os
brinquedos devem
possuir o Selo do Inmetro
e a indicação de faixa
etária adequada. “Não
compre artigos infantis
em comércio informal,
pois não há garantia de
procedência. Produtos
falsificados ou fabricados
em indústrias
clandestinas podem não
atender às condições
mínimas de segurança”,
destaca a entidade.
A Polícia Civil de São
Paulo orienta ainda que,
na hora de pagar a
compra, o consumidor
deve conferir o
beneficiário do
pagamento e verificar se
é da loja escolhida.
“Jamais forneça senhas
pessoais e prefira utilizar
cartões virtuais – àqueles
que são utilizados em
apenas uma compra. Para
isso, basta acessar o
aplicativo do seu
respectivo banco e seguir
as orientações”.
Fonte: Agência Brasil
Edição 462
19 de Novembro de 2021
Jornal Opção do Noroeste 03
19 de Novembro - Dia da Bandeira
No dia 19 de novembro
se comemora o Dia da Bandeira
do Brasil, símbolo criado para
marcar o fim do Império e o
início da República no país. É
por isso que a data é
comemorada quatro dias após
a Proclamação da República,
ocorrida no dia 15 de novembro
de 1889.
A bandeira do Brasil faz
parte do nosso conjunto de
símbolos nacionais —
manifestações gráficas e
musicais, de importância
histórica, que representam a
identidade do país — sendo o
Hino, as armas e o Selo
Nacional nossos demais
símbolos.
Segundo o professor do
Departamento de História da
Faculdade de Ciências e Letras
da UNESP André Figueiredo
Rodrigues, o uso de bandeiras
para representar uma nação
começou entre os séculos 18 e
19, quando os países, ao
passarem por revoluções,
começaram a pensar em
símbolos que os identificassem
como nação unida e soberana.
“Na verdade, bandeiras
são usadas para representar
algo desde a Antiguidade, mas,
naquela época, elas estavam
mais atreladas a comunidades
e a objetos, como barcos,
propriedades etc.”, explica
Rodrigues.
“É somente quando a
bandeira adquire um caráter
mais coletivo e emocional, nas
revoluções burguesas, que ela
passa a identificar e a
representar uma nação.”
Para comemorar a data,
separamos 10 curiosidades
sobre a bandeira do Brasil.
1) Verde e amarelo x
branco e vermelho
Por mais de um século, as
cores que representavam nosso
país eram o branco e o
vermelho. Isso porque, até
1645, o Brasil utilizava os
mesmos símbolos nacionais que
nossa metrópole, Portugal,
sendo comum encontrar nas
bandeiras anteriores brasões,
coroas e escudos que
representavam a família real
portuguesa.
O par de cores tão famoso
que atualmente identifica o
Brasil no mundo inteiro, o verde
e o amarelo, só passou a ser
usado após a Proclamação da
Independência do Brasil, em
1822. Foram adotadas, então, as
cores das duas Casas que
originaram o Brasil
independente: o verde
representava a Casa de
Bragança, de dom Pedro 1º, de
Portugal, e o amarelo
representava a Casa de
Habsburgo, de Maria
Leopoldina, da Áustria.
2) Representação política
Apesar de ser famosa a
história de que a bandeira do
Brasil representa nossas
riquezas naturais e minerais —
o amarelo seria o ouro, o verde,
nossas florestas e o azul, nossos
mares — na verdade a bandeira
representa nosso atual sistema
político, a República, adotada
em 1889, em substituição à
monarquia. Prova disso é que as
estrelas da bandeira
representam a divisão do país
nos 26 Estados e mais o Distrito
Federal.
“No âmbito histórico, as
bandeiras nacionais refletem a
evolução política e histórica do
Brasil, evidenciando as
conquistas político-
administrativas e as vitórias que
tivemos, por exemplo, sobre o
colonizador europeu, Portugal,
até a nossa independência”,
afirma Rodrigues.
3) Cópia da americana
A bandeira nacional que
conhecemos hoje é a décima
bandeira do Brasil.
A mais curiosa delas
talvez tenha sido a nona
bandeira, usada por somente
quatro dias, de 15 a 19 de
novembro de 1889, logo após a
Proclamação da República.
Conhecida como
Bandeira da República
Provisória, a flâmula era igual
à dos Estados Unidos, porém
nas cores verde, amarelo, azul
e branco.
4) Inspiração
Nossa bandeira foi
projetada pelo filósofo e
matemático Raimundo Teixeira
Mendes e pelo filósofo Miguel
Lemos, com desenho do artista
e caricaturista Décio Vilares. A
inspiração foi a Bandeira do
Império, nossa oitava bandeira,
desenhada pelo pintor francês
Jean Baptiste Debret em 1822.
No lugar da esfera azul, o
centro da Bandeira do Império
trazia um brasão com ramos de
café e tabaco e uma coroa
dourada, representando a
monarquia do Brasil Imperial.
5) O céu de 15 de
novembro
Além da representação
política, as estrelas desenhadas
dentro da esfera azul são uma
representação do céu do Rio de
Janeiro, às 8 e meia da manhã
do dia 15 de novembro de 1889.
“Apesar de certa
inexatidão astronômica, nesse
momento ocorria à passagem da
constelação do Cruzeiro do Sul
pelo meridiano do Rio de
Janeiro e, em vista disto,
convencionou-se considerar
aquele horário, 8h30, como
sendo o da Proclamação de
nossa República”, conta
Rodrigues.
6) Estrela solitária
De acordo com a Lei nº
8.421, de 11 de maio de 1992,
as estrelas da esfera azul celeste
abaixo do lema Ordem e
Progresso deve ser atualizada
no caso de criação ou extinção
de algum Estado.
Já a única estrela acima na
inscrição é chamada de Spica,
a estrela mais brilhante da
constelação de Virgem, e
representa o Estado do Pará,
que em 1889 correspondia ao
maior território acima do
paralelo do Equador.
7) ‘Ordem e Progresso’
O lema escrito na
bandeira, “Ordem e Progresso”,
tem inspiração em uma frase de
Augusto Comte, criador da
filosofia positivista, que diz: “O
amor por princípio e a ordem
por base; o progresso por fim”.
“Comte acreditava que o
funcionamento da sociedade
deveria promover o bem-estar.
Para isso, seus membros deviam
aprender desde criança a
importância da obediência e da
hierarquia. Daí vem o nosso
lema: o ‘progresso’ é resultado
do aperfeiçoamento e do
desenvolvimento da ‘ordem’”,
explica Rodrigues.
“Ou seja, somente a
ordem poderia conduzir ao
progresso”. Segundo o
historiador, os primeiros anos da
República foram marcados por
medidas inspiradas no
positivismo, “como a separação
oficial entre o Estado brasileiro
e a Igreja católica”.
Outra curiosidade do
Ordem e Progresso é que a frase
é escrita em verde, e não em
preto.
8) Proibições
Os usos e proibições da
bandeira nacional são levados
tão a sério que existe até uma
lei para especificar como a
flâmula deve ser confeccionada,
como e onde deve ser utilizada
e como deve ser o
comportamento diante dela, a
Lei 5.700/1971.
De acordo com a norma,
não é permitido modificar as
cores ou o lema da bandeira ao
representá-la; apresentá-la em
mau estado de conservação;
reproduzi-la em rótulos ou
embalagens de produtos; usa-la
como vestimenta, agasalhando-
se nela, como visto em
comemorações esportivas ou
em manifestações de rua.
As bandeiras rasgadas
devem ser entregues à Polícia
Militar para serem incineradas
nas solenidades no Dia da
Bandeira.
Qualquer violação ao uso
da bandeira nacional será
considerada contravenção, com
pena de multa ao infrator.
9) Usos obrigatórios
Todos os dias, a Bandeira
Nacional deve ser hasteada no
Congresso Nacional, nos
Palácios do Planalto e da
Alvorada, nas sedes dos
ministérios, nos tribunais
superiores, no Tribunal de
Contas da União, nas sedes de
governos estaduais, nas
assembleias legislativas, nos
Tribunais de Justiça, nas
prefeituras e Câmaras de
Vereadores, nas repartições
públicas próximas das
fronteiras, nos navios
mercantes e nas embaixadas
brasileiras.
É obrigatório hastear a
bandeira nacional nos dias de
festa ou de luto nacional em
todas as repartições públicas,
nos estabelecimentos de ensino
e sindicatos, assim como é
obrigatório o ensino do
desenho e do significado da
bandeira nacional em todas as
unidades de ensino primário.
Dentro dos
estabelecimentos, a bandeira
nacional deve ser colocada
sempre à direita de tribunas,
púlpitos, mesas de reunião ou
de trabalho.
10) Troca da bandeira
A bandeira que fica
permanentemente hasteada na
Praça dos Três Poderes, em
Brasília, é a maior bandeira
nacional do país, com 286
metros quadrados e 90 quilos,
sustentada por um mastro de
100 metros de altura.
No primeiro domingo de
cada mês, a bandeira da Praça
dos Três Poderes é substituída,
em uma cerimônia pública feita
em formato de rodízio
executado pela Marinha,
Exército, Aeronáutica e
Governo do Distrito Federal
(GDF).
Fonte: G1
Cidades aprovam lei que proíbe cobranças por sacolas plásticas
Moradores de São
Gonçalo, na Região
Metropolitana do Rio,
já não precisam pagar
por sacolas plásticas em
supermercados há dois
meses. No entanto,
ambientalistas e
representantes da
associação de
e s t a b e l e c i m e n t o s
comerciais alertam que
o impacto pode vir no
bolso do consumidor e
também no meio
ambiente.
A l g u n s
c o n s u m i d o r e s
aprovaram a medida.
“Muito justo. As coisas
do jeito que estão e
ainda ter que pagar uma
sacola não é fácil”, disse
Marina Rosa da Costa,
inspetora.
Outra moradora diz
que gosta de transportar
as compras em bolsas
retornáveis, mas acaba
pegando as sacolas
plásticas também.
“Falta para a gente,
né? O dinheiro a gente
já não tem quase, né…
Foi uma benção a gente
não ter que pagar sacola
“, disse a lavadora Rosa
Maria Pereira.
A mesma medida
vale também para a
vizinha Maricá. No Rio,
um projeto de lei que
tramita na Câmara diz
que o custo da
distribuição das sacolas
deve ser do
estabelecimento e não
do cliente.
“A gente está no
mercado todo dia,
gastando todo dia e
R$0,10? Eu não acho
justo eles cobrarem”,
afirmou Maria José da
Silva Silveira.
Mas o presidente da
Associação de
Supermercados do
Estado Do Rio (Asserj),
Fábio Queiróz, diz que
é uma falsa economia.
“Não existe sacola
gratuita! O custo é muito
alto e ele vai para o
preço das mercadorias,
portanto, não compre
sacolas, traga as sacolas
retornáveis porque os
produtos ficam mais
baratos e a gente
consegue vencer juntos
essa inflação tão alta que
está acontecendo”,
ponderou.
Meio ambiente
Desde que a lei foi
aprovada em São
Gonçalo, o consumo de
plástico no município
aumentou 80%. Carlos
Minc, deputado
estadual, é autor da lei
que previa a substituição
das sacolas plásticas
convencionais pelas
b i o d e g r a d á v e i s e
permitiu a cobrança
delas para estimular uma
mudança de hábito da
população.
“O objetivo da lei
das sacolas plásticas é
retirar do meio ambiente
bilhões de sacolas
plásticas que entopem
rios e canais, poluem os
mares, asfixiam
golfinhos e tartarugas.
Alguns municípios têm
aprovado leis obrigando
a distribuição gratuita
dessas sacolas”,
afirmou.
“O que a
procuradoria da
assembleia pede ao
tribunal de justiça é que
essas leis sejam
consideradas sem efeito,
inconstitucionais.”
Em dois anos de lei,
o município do Rio
reduziu mais de 4
bilhões de sacolas
plásticas. Uma pesquisa
da Asserj revelou
que sete a cada dez
consumidores usam as
bolsas retornáveis na
capital.
Ambientalistas
acompanham as leis de
sacolas plásticas em
outros municípios com
preocupação e afirmam
que as leis municipais
representam um
retrocesso.
“Quando você
agrega valor a um
produto ecológico, você
gera uma consciência
ecológica. É importante
que esse processo de
cobrança da sacola
plástica seja contínuo,
visto que ele não é 100%
biodegradável. Ele ainda
gera um contaminante
na natureza. Na
composição dele
existem polímeros que
são prejudiciais ao meio
ambiente”, afirmou o
biólogo Marcelo Mello.
Fonte: G1
Edição 462 Jornal Opção do Noroeste
19 de Novembro de 2021
04
Complete a Palavra Cruzada
respondendo as Seguintes Questões
No zoológico,
um canguru vivia
fugindo do cercado.
Os tratadores
sabiam que ele
pulava alto e
construíram uma
cerca de 3 metros.
Não adiantou,
porque o canguru
sempre fugia.
Então, ergueram
uma cerca de 6
metros. E ele saiu de
novo.
Quando a cerca
já estava com 12
metros, o camelo do
cercado vizinho
perguntou ao
canguru:
–Até que altura
você acha que eles
vão?
O canguru
respondeu:
– Mais de 300,
a menos que
alguém tranque o
portão à noite.
Estrada que liga Pádua ao distrito de Meia Laranja recebe melhorias
A Prefeitura
Municipal de Santo
Antônio de Pádua
através da Secretaria
Municipal de Obras
iniciou trabalho
importante na
Comunidade da Meia
Laranja.
Já foi iniciado
trabalho de melhorias,
com a colocação de
britas e a compactação
do solo para retardar
futuros buracos que
posteriormente gere
lama e muita
dificuldade para
aqueles que dependem
dessa estrada
cotidianamente.
A comunidade
vinha sofrendo,
especialmente nos
períodos de chuva,
com lama e barro,
dificultando a
passagem dos
munícipes visando que
é um distrito que
concentra bastante
produtores rurais que
necessitam dessa
estrada para levar o
leite na leiteria assim
como também é uma
importante passagem
para aqueles que
trabalham na cidade e
transita por ela
diariamente.
Esse serviço é
apenas um paliativo até
o serviço final de
calçamento dessa
estrada que é bastante
utilizada porém pouco
cuidada.
Esse é um dos
mais diversos serviços
que a Prefeitura
Municipal através da
Secretaria de Obras
vem realizando ao
longo do tempo, vale
ressaltar que as
biquinhas das cidades
estão passando por
uma excelente
melhoria, os valões da
cidade estão passando
por limpezas
constantemente, assim
como os bueiros dos
bairros e distritos,
podas em árvores,
pinturas e demais
trabalhos de grande
benefício para
população.
Fonte: Secretaria de Obras
Pádua

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a EDIÇÃO 462 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2021

A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre elaA bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
Democracy Brasil
 
Jb news informativo nr. 2028
Jb news   informativo nr. 2028Jb news   informativo nr. 2028
Jb news informativo nr. 2028
JB News
 
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
Numeric Contadores
 
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
Alicemarinha
 
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômicoAs Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
thalitaoliveira498637
 
31-05-17 Jornal Digital
31-05-17 Jornal Digital31-05-17 Jornal Digital
31-05-17 Jornal Digital
Jornal Correio do Sul
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Discussão Iconográfica da Independência do Brasil
Discussão Iconográfica da Independência do BrasilDiscussão Iconográfica da Independência do Brasil
Discussão Iconográfica da Independência do Brasil
seixasmarianas
 
Jb news informativo nr. 0080
Jb news   informativo nr. 0080Jb news   informativo nr. 0080
Jb news informativo nr. 0080
JB News
 
Jb news informativo nr. 1073
Jb news   informativo nr. 1073Jb news   informativo nr. 1073
Jb news informativo nr. 1073
JBNews
 
Jb news informativo nr. 1.073
Jb news   informativo nr. 1.073Jb news   informativo nr. 1.073
Jb news informativo nr. 1.073
Informativojbnews
 
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias   encceja - emCiências humanas e suas tecnologias   encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Cíntia Resende
 
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias   encceja - emCiências humanas e suas tecnologias   encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Atividades Diversas Cláudia
 
Jb news informativo nr. 2323
Jb news   informativo nr. 2323Jb news   informativo nr. 2323
Jb news informativo nr. 2323
JB News
 
Jb news informativo nr. 2027
Jb news   informativo nr. 2027Jb news   informativo nr. 2027
Jb news informativo nr. 2027
JB News
 
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
PauloHenriqueGarciaM
 
Brasil - Principais Datas Históricas
Brasil - Principais Datas HistóricasBrasil - Principais Datas Históricas
Brasil - Principais Datas Históricas
Milasan
 
Jb news informativo nr. 2183
Jb news   informativo nr. 2183Jb news   informativo nr. 2183
Jb news informativo nr. 2183
JB News
 
Brasil
BrasilBrasil

Semelhante a EDIÇÃO 462 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2021 (20)

A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre elaA bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
A bandeira do brasil e 4 curiosidades sobre ela
 
Jb news informativo nr. 2028
Jb news   informativo nr. 2028Jb news   informativo nr. 2028
Jb news informativo nr. 2028
 
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
Eubiose sgr heraldica e toponimia 13nov2021
 
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
REFLEXÕES 2011 TRABALHO 2
 
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômicoAs Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
As Fronteiras do Brasil ponto de vista econômico
 
31-05-17 Jornal Digital
31-05-17 Jornal Digital31-05-17 Jornal Digital
31-05-17 Jornal Digital
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Discussão Iconográfica da Independência do Brasil
Discussão Iconográfica da Independência do BrasilDiscussão Iconográfica da Independência do Brasil
Discussão Iconográfica da Independência do Brasil
 
Jb news informativo nr. 0080
Jb news   informativo nr. 0080Jb news   informativo nr. 0080
Jb news informativo nr. 0080
 
Jb news informativo nr. 1073
Jb news   informativo nr. 1073Jb news   informativo nr. 1073
Jb news informativo nr. 1073
 
Jb news informativo nr. 1.073
Jb news   informativo nr. 1.073Jb news   informativo nr. 1.073
Jb news informativo nr. 1.073
 
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias   encceja - emCiências humanas e suas tecnologias   encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
 
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias   encceja - emCiências humanas e suas tecnologias   encceja - em
Ciências humanas e suas tecnologias encceja - em
 
Jb news informativo nr. 2323
Jb news   informativo nr. 2323Jb news   informativo nr. 2323
Jb news informativo nr. 2323
 
Jb news informativo nr. 2027
Jb news   informativo nr. 2027Jb news   informativo nr. 2027
Jb news informativo nr. 2027
 
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
Aula 5 - A Proclamação da República e a Construção da Identidade Nacional EF0...
 
Brasil - Principais Datas Históricas
Brasil - Principais Datas HistóricasBrasil - Principais Datas Históricas
Brasil - Principais Datas Históricas
 
Jb news informativo nr. 2183
Jb news   informativo nr. 2183Jb news   informativo nr. 2183
Jb news informativo nr. 2183
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 

Mais de JulianoPena4

EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021 EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021 EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021 EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
JulianoPena4
 

Mais de JulianoPena4 (20)

EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
EDIÇÃO 486 22 DE ABRIL DE 2022
 
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
EDIÇÃO 474 DE 31 DE JANEIRO DE 2022
 
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
EDIÇÃO 469 DE 31 DE DEZEMBRO 2021
 
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 468 DE 24 DE DEZEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021 EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 466 DE 10 DE DEZEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 465 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 464 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 463 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 461 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 460 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 459 DE 29 DE OUTUBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 458 DE 22 DE OUTUBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021 EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 457 DE 15 DE OUTUBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
EDIÇÃO 456 DE 08 DE OUTUBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
EDIÇÃO 455 DE 01 DE OUTUBRO 2021
 
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 454 DE 30 DE SETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SSETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 453 DE 24 DE SETEMBRO DE 2021
 
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021 EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
EDIÇÃO 452 DE 17 DE SETEMBRO DE 2021
 

EDIÇÃO 462 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2021

  • 1. R$ 2,00 Atos Oficiais da Câmara Municipal de Pádua. Comprometido com a Verdade! Suplemento Especial Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua Facebook: Jornal Opção do Noroeste Email:jornalopcaodonoroeste@gmail.com Edição: 462 - 19 de Novembro de 2021 Toda Semana nas Bancas Estrada que liga Pádua ao distrito de Meia Laranja recebe melhorias Já foi iniciado trabalho de melhorias, com a colocação de britas e a compactação do solo para retardar futuros buracos que posteriormente gere lama e muita dificuldade para aqueles que dependem dessa estrada cotidianamente. Saiba mais na Página 04 19 de Novembro Dia da Bandeira A bandeira do Brasil faz parte do nosso conjunto de símbolos nacionais — manifestações gráficas e musicais, de importância histórica, que representam a identidade do país — sendo o Hino, as armas e o Selo Nacional nossos demais símbolos. Saiba mais na Página 03 Procon orienta sobre compras na Black Friday “Ao realizar a compra, é indicado salvar os documentos referentes ao pedido, que podem ser necessários em caso de problemas. Outra medida importante é evitar as compras por impulso; consultar o orçamento e avaliar se a compra não irá comprometê-lo”, destacou a entidade em comunicado. Saiba mais na Página 02
  • 2. Edição 462 Jornal Opção do Noroeste 19 de Novembro de 2021 02 É Ponte entre Aperibé e Itaocara, na RJ-116, terá interdições para caminhões, carretas, tratores e ônibus para obras As interdições a c o n t e c e r ã o diariamente, das 13h às 19h, mantendo-se normal ao fluxo de veículos leves. O Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (DER- RJ) informou que, a partir desta terça-feira (16/11), a ponte Ary Parreiras, sobre o Rio Paraíba do Sul, na RJ- 116, única ligação entre Aperibé e Itaocara, será interditada ao tráfego de veículos pesados. As interdições acontecerão diariamente, das 13h às 19h, mantendo-se normal ao fluxo de veículos leves. A proibição do tráfego de caminhões, carretas, tratores e ônibus será mantida enquanto durarem as obras de recuperação estrutural do passeio de pedestres da ponte. Iniciadas em junho, as obras estão a cargo da empresa Mega Engenharia com investimentos de R$ 946.647,39, pelo Governo do Estado, por meio do DER-RJ. Para o presidente Herbert Marques, “a recuperação estrutural do passeio permitirá mais conforto e segurança para os pedestres que transitam pela ponte, além de melhorar a trafegabilidade”. Com cerca de 1 quilômetro de extensão, ligando Itaocara e Aperibé, a ponte Ary Parreiras, inaugurada em 1936, é um dos cartões-postais das cidades, e já foi a maior ponte da América Latina. Fonte: SF Notícias Procon orienta sobre compras na Black Friday Obter informações sobre a loja ou empresa na qual o consumidor pretende comprar na Black Friday é o primeiro passo para evitar cair em golpes. É importante ficar atento também, em caso de compras online, se o site informa endereço físico, telefone, e-mail, CNPJ e nome da empresa. As orientações são da Fundação Procon SP. A entidade recomenda ainda que, antes de realizar a compra, o consumidor consulte previamente a lista de sites não recomendados pelo Procon-SP, que pode ser acessada aqui (https:// sistemas.procon.sp.gov.br/ e v i t e s i t e / l i s t / evitesites.php). “Ao realizar a compra, é indicado salvar os documentos referentes ao pedido, que podem ser necessários em caso de problemas. Outra medida importante é evitar as compras por impulso; consultar o orçamento e avaliar se a compra não irá comprometê-lo”, destacou a entidade em comunicado. De acordo com o Instituto de Peso e Medidas (Ipem) do estado de São Paulo, os brinquedos devem possuir o Selo do Inmetro e a indicação de faixa etária adequada. “Não compre artigos infantis em comércio informal, pois não há garantia de procedência. Produtos falsificados ou fabricados em indústrias clandestinas podem não atender às condições mínimas de segurança”, destaca a entidade. A Polícia Civil de São Paulo orienta ainda que, na hora de pagar a compra, o consumidor deve conferir o beneficiário do pagamento e verificar se é da loja escolhida. “Jamais forneça senhas pessoais e prefira utilizar cartões virtuais – àqueles que são utilizados em apenas uma compra. Para isso, basta acessar o aplicativo do seu respectivo banco e seguir as orientações”. Fonte: Agência Brasil
  • 3. Edição 462 19 de Novembro de 2021 Jornal Opção do Noroeste 03 19 de Novembro - Dia da Bandeira No dia 19 de novembro se comemora o Dia da Bandeira do Brasil, símbolo criado para marcar o fim do Império e o início da República no país. É por isso que a data é comemorada quatro dias após a Proclamação da República, ocorrida no dia 15 de novembro de 1889. A bandeira do Brasil faz parte do nosso conjunto de símbolos nacionais — manifestações gráficas e musicais, de importância histórica, que representam a identidade do país — sendo o Hino, as armas e o Selo Nacional nossos demais símbolos. Segundo o professor do Departamento de História da Faculdade de Ciências e Letras da UNESP André Figueiredo Rodrigues, o uso de bandeiras para representar uma nação começou entre os séculos 18 e 19, quando os países, ao passarem por revoluções, começaram a pensar em símbolos que os identificassem como nação unida e soberana. “Na verdade, bandeiras são usadas para representar algo desde a Antiguidade, mas, naquela época, elas estavam mais atreladas a comunidades e a objetos, como barcos, propriedades etc.”, explica Rodrigues. “É somente quando a bandeira adquire um caráter mais coletivo e emocional, nas revoluções burguesas, que ela passa a identificar e a representar uma nação.” Para comemorar a data, separamos 10 curiosidades sobre a bandeira do Brasil. 1) Verde e amarelo x branco e vermelho Por mais de um século, as cores que representavam nosso país eram o branco e o vermelho. Isso porque, até 1645, o Brasil utilizava os mesmos símbolos nacionais que nossa metrópole, Portugal, sendo comum encontrar nas bandeiras anteriores brasões, coroas e escudos que representavam a família real portuguesa. O par de cores tão famoso que atualmente identifica o Brasil no mundo inteiro, o verde e o amarelo, só passou a ser usado após a Proclamação da Independência do Brasil, em 1822. Foram adotadas, então, as cores das duas Casas que originaram o Brasil independente: o verde representava a Casa de Bragança, de dom Pedro 1º, de Portugal, e o amarelo representava a Casa de Habsburgo, de Maria Leopoldina, da Áustria. 2) Representação política Apesar de ser famosa a história de que a bandeira do Brasil representa nossas riquezas naturais e minerais — o amarelo seria o ouro, o verde, nossas florestas e o azul, nossos mares — na verdade a bandeira representa nosso atual sistema político, a República, adotada em 1889, em substituição à monarquia. Prova disso é que as estrelas da bandeira representam a divisão do país nos 26 Estados e mais o Distrito Federal. “No âmbito histórico, as bandeiras nacionais refletem a evolução política e histórica do Brasil, evidenciando as conquistas político- administrativas e as vitórias que tivemos, por exemplo, sobre o colonizador europeu, Portugal, até a nossa independência”, afirma Rodrigues. 3) Cópia da americana A bandeira nacional que conhecemos hoje é a décima bandeira do Brasil. A mais curiosa delas talvez tenha sido a nona bandeira, usada por somente quatro dias, de 15 a 19 de novembro de 1889, logo após a Proclamação da República. Conhecida como Bandeira da República Provisória, a flâmula era igual à dos Estados Unidos, porém nas cores verde, amarelo, azul e branco. 4) Inspiração Nossa bandeira foi projetada pelo filósofo e matemático Raimundo Teixeira Mendes e pelo filósofo Miguel Lemos, com desenho do artista e caricaturista Décio Vilares. A inspiração foi a Bandeira do Império, nossa oitava bandeira, desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret em 1822. No lugar da esfera azul, o centro da Bandeira do Império trazia um brasão com ramos de café e tabaco e uma coroa dourada, representando a monarquia do Brasil Imperial. 5) O céu de 15 de novembro Além da representação política, as estrelas desenhadas dentro da esfera azul são uma representação do céu do Rio de Janeiro, às 8 e meia da manhã do dia 15 de novembro de 1889. “Apesar de certa inexatidão astronômica, nesse momento ocorria à passagem da constelação do Cruzeiro do Sul pelo meridiano do Rio de Janeiro e, em vista disto, convencionou-se considerar aquele horário, 8h30, como sendo o da Proclamação de nossa República”, conta Rodrigues. 6) Estrela solitária De acordo com a Lei nº 8.421, de 11 de maio de 1992, as estrelas da esfera azul celeste abaixo do lema Ordem e Progresso deve ser atualizada no caso de criação ou extinção de algum Estado. Já a única estrela acima na inscrição é chamada de Spica, a estrela mais brilhante da constelação de Virgem, e representa o Estado do Pará, que em 1889 correspondia ao maior território acima do paralelo do Equador. 7) ‘Ordem e Progresso’ O lema escrito na bandeira, “Ordem e Progresso”, tem inspiração em uma frase de Augusto Comte, criador da filosofia positivista, que diz: “O amor por princípio e a ordem por base; o progresso por fim”. “Comte acreditava que o funcionamento da sociedade deveria promover o bem-estar. Para isso, seus membros deviam aprender desde criança a importância da obediência e da hierarquia. Daí vem o nosso lema: o ‘progresso’ é resultado do aperfeiçoamento e do desenvolvimento da ‘ordem’”, explica Rodrigues. “Ou seja, somente a ordem poderia conduzir ao progresso”. Segundo o historiador, os primeiros anos da República foram marcados por medidas inspiradas no positivismo, “como a separação oficial entre o Estado brasileiro e a Igreja católica”. Outra curiosidade do Ordem e Progresso é que a frase é escrita em verde, e não em preto. 8) Proibições Os usos e proibições da bandeira nacional são levados tão a sério que existe até uma lei para especificar como a flâmula deve ser confeccionada, como e onde deve ser utilizada e como deve ser o comportamento diante dela, a Lei 5.700/1971. De acordo com a norma, não é permitido modificar as cores ou o lema da bandeira ao representá-la; apresentá-la em mau estado de conservação; reproduzi-la em rótulos ou embalagens de produtos; usa-la como vestimenta, agasalhando- se nela, como visto em comemorações esportivas ou em manifestações de rua. As bandeiras rasgadas devem ser entregues à Polícia Militar para serem incineradas nas solenidades no Dia da Bandeira. Qualquer violação ao uso da bandeira nacional será considerada contravenção, com pena de multa ao infrator. 9) Usos obrigatórios Todos os dias, a Bandeira Nacional deve ser hasteada no Congresso Nacional, nos Palácios do Planalto e da Alvorada, nas sedes dos ministérios, nos tribunais superiores, no Tribunal de Contas da União, nas sedes de governos estaduais, nas assembleias legislativas, nos Tribunais de Justiça, nas prefeituras e Câmaras de Vereadores, nas repartições públicas próximas das fronteiras, nos navios mercantes e nas embaixadas brasileiras. É obrigatório hastear a bandeira nacional nos dias de festa ou de luto nacional em todas as repartições públicas, nos estabelecimentos de ensino e sindicatos, assim como é obrigatório o ensino do desenho e do significado da bandeira nacional em todas as unidades de ensino primário. Dentro dos estabelecimentos, a bandeira nacional deve ser colocada sempre à direita de tribunas, púlpitos, mesas de reunião ou de trabalho. 10) Troca da bandeira A bandeira que fica permanentemente hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília, é a maior bandeira nacional do país, com 286 metros quadrados e 90 quilos, sustentada por um mastro de 100 metros de altura. No primeiro domingo de cada mês, a bandeira da Praça dos Três Poderes é substituída, em uma cerimônia pública feita em formato de rodízio executado pela Marinha, Exército, Aeronáutica e Governo do Distrito Federal (GDF). Fonte: G1 Cidades aprovam lei que proíbe cobranças por sacolas plásticas Moradores de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, já não precisam pagar por sacolas plásticas em supermercados há dois meses. No entanto, ambientalistas e representantes da associação de e s t a b e l e c i m e n t o s comerciais alertam que o impacto pode vir no bolso do consumidor e também no meio ambiente. A l g u n s c o n s u m i d o r e s aprovaram a medida. “Muito justo. As coisas do jeito que estão e ainda ter que pagar uma sacola não é fácil”, disse Marina Rosa da Costa, inspetora. Outra moradora diz que gosta de transportar as compras em bolsas retornáveis, mas acaba pegando as sacolas plásticas também. “Falta para a gente, né? O dinheiro a gente já não tem quase, né… Foi uma benção a gente não ter que pagar sacola “, disse a lavadora Rosa Maria Pereira. A mesma medida vale também para a vizinha Maricá. No Rio, um projeto de lei que tramita na Câmara diz que o custo da distribuição das sacolas deve ser do estabelecimento e não do cliente. “A gente está no mercado todo dia, gastando todo dia e R$0,10? Eu não acho justo eles cobrarem”, afirmou Maria José da Silva Silveira. Mas o presidente da Associação de Supermercados do Estado Do Rio (Asserj), Fábio Queiróz, diz que é uma falsa economia. “Não existe sacola gratuita! O custo é muito alto e ele vai para o preço das mercadorias, portanto, não compre sacolas, traga as sacolas retornáveis porque os produtos ficam mais baratos e a gente consegue vencer juntos essa inflação tão alta que está acontecendo”, ponderou. Meio ambiente Desde que a lei foi aprovada em São Gonçalo, o consumo de plástico no município aumentou 80%. Carlos Minc, deputado estadual, é autor da lei que previa a substituição das sacolas plásticas convencionais pelas b i o d e g r a d á v e i s e permitiu a cobrança delas para estimular uma mudança de hábito da população. “O objetivo da lei das sacolas plásticas é retirar do meio ambiente bilhões de sacolas plásticas que entopem rios e canais, poluem os mares, asfixiam golfinhos e tartarugas. Alguns municípios têm aprovado leis obrigando a distribuição gratuita dessas sacolas”, afirmou. “O que a procuradoria da assembleia pede ao tribunal de justiça é que essas leis sejam consideradas sem efeito, inconstitucionais.” Em dois anos de lei, o município do Rio reduziu mais de 4 bilhões de sacolas plásticas. Uma pesquisa da Asserj revelou que sete a cada dez consumidores usam as bolsas retornáveis na capital. Ambientalistas acompanham as leis de sacolas plásticas em outros municípios com preocupação e afirmam que as leis municipais representam um retrocesso. “Quando você agrega valor a um produto ecológico, você gera uma consciência ecológica. É importante que esse processo de cobrança da sacola plástica seja contínuo, visto que ele não é 100% biodegradável. Ele ainda gera um contaminante na natureza. Na composição dele existem polímeros que são prejudiciais ao meio ambiente”, afirmou o biólogo Marcelo Mello. Fonte: G1
  • 4. Edição 462 Jornal Opção do Noroeste 19 de Novembro de 2021 04 Complete a Palavra Cruzada respondendo as Seguintes Questões No zoológico, um canguru vivia fugindo do cercado. Os tratadores sabiam que ele pulava alto e construíram uma cerca de 3 metros. Não adiantou, porque o canguru sempre fugia. Então, ergueram uma cerca de 6 metros. E ele saiu de novo. Quando a cerca já estava com 12 metros, o camelo do cercado vizinho perguntou ao canguru: –Até que altura você acha que eles vão? O canguru respondeu: – Mais de 300, a menos que alguém tranque o portão à noite. Estrada que liga Pádua ao distrito de Meia Laranja recebe melhorias A Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Pádua através da Secretaria Municipal de Obras iniciou trabalho importante na Comunidade da Meia Laranja. Já foi iniciado trabalho de melhorias, com a colocação de britas e a compactação do solo para retardar futuros buracos que posteriormente gere lama e muita dificuldade para aqueles que dependem dessa estrada cotidianamente. A comunidade vinha sofrendo, especialmente nos períodos de chuva, com lama e barro, dificultando a passagem dos munícipes visando que é um distrito que concentra bastante produtores rurais que necessitam dessa estrada para levar o leite na leiteria assim como também é uma importante passagem para aqueles que trabalham na cidade e transita por ela diariamente. Esse serviço é apenas um paliativo até o serviço final de calçamento dessa estrada que é bastante utilizada porém pouco cuidada. Esse é um dos mais diversos serviços que a Prefeitura Municipal através da Secretaria de Obras vem realizando ao longo do tempo, vale ressaltar que as biquinhas das cidades estão passando por uma excelente melhoria, os valões da cidade estão passando por limpezas constantemente, assim como os bueiros dos bairros e distritos, podas em árvores, pinturas e demais trabalhos de grande benefício para população. Fonte: Secretaria de Obras Pádua