SlideShare uma empresa Scribd logo
MODELO
TEXTO DO DIA
• “...Vinde, então, e argui-me, diz o Senhor; ainda que os
vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão
brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o
carmesim, se tornarão como a branca lã...” (Is 118)
SÍNTESE
• O povo de Deus havia se
desviado da Lei Então.
• Deus chamou Isaías para
mostrar que seu julgamento
estava às portas.
AGENDA DE LEITURA
• SEGUNDA - Is 1.11-13: A corrupção do povo
• TERÇA - Is 1.14.15: Deus não aceita o culto, os rituais e as
orações feitas pelo povo
• QUARTA - Is 1.21,22: O profeta chama Israel de prostituta
• QUINTA- Is 1.23: Isaías profetiza contra as autoridades
• SEXTA- Is 1.18,19: Isaías convida o povo ao arrependimento
• SÁBADO - Is 1.16,17: Deus convida o povo para um novo
caminho
ESBOÇO DA LIÇÃO
l – TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL
• 1.Tema.
• 2. Data.
• 3. Autoria.
• 4. Local.
II. OJETIVOS DE ISAÍAS
• 1. Anunciar o juízo de Deus.
• 2. Falar contra a falsa religião.
• 3. Denunciar a injustiça social.
• 4. Anunciar a vinda do Messias.
III - CONTEÚDO DE ISAÍAS
• 1. Quem é o Deus de Isaías.
• 2. O Espírito de Deus.
• 3. A santidade de Deus.
OBJETIVOS
• CONHECER a autoria, o tema, o local e data do livro de
lsaías;
• MOSTRAR os objetivos do livro de Isaías.
• EXPLICAR o conteúdo do livro de Isaías.
TEXTO BÍBLICO
Isaías 1.1-3; 18-20; 27-31
1 Visão de Isaías, filho de Amoz, que ele teve a respeito de Judá
e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de
Judá.
2 Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o SENHOR é quem
fala: Criei filhos e os engrandeci, mas eles estão revoltados
contra mim.
3 O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua
manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo
não entende.
(Vrs. 18-20)
• 18 Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os
vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão
brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o
carmesim, se tornarão como a lã.
• 19 Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta
terra.
• 20 Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à
espada; porque a boca do SENHOR o disse.
(Vsr. 27-31)
• 27 Sião será redimida pelo direito, e os que se arrependem,
pela justiça.
• 28 Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente
destruídos; e os que deixarem o SENHOR perecerão.
• 29 Porque vos envergonhareis dos carvalhos que cobiçastes e
sereis confundidos por causa dos jardins que escolhestes.
• 30 Porque sereis como o carvalho, cujas folhas murcham, e
como a floresta que não tem água.
• 31 O forte se tornará em estopa, e a sua obra, em faísca;
ambos arderão juntamente, e não haverá quem os apague.
INTRODUÇÃO
• O profeta Isaías teve muita ousadia em sua atuação pública
Suas profecias eram majestosas e repletas de nobreza e
beleza poética.
• Por isso, é um dos profetas mais lidos do Antigo Testamento e
um dos que mais falou a respeito da vinda do Messias. Tal fato
revela a importância que deve ser dada ao mesmo.
• Uma leitura atenta e cuidadosa do seu livro nos leva a perceber
as implicações que esse profeta tem para os dias atuais.
• Assim, a obra desse profeta é considerada uma das mais
grandiosas produções teológicas do Antigo Testamento.
• Sua mensagem é profunda e parte de alguém que conhecia
profundamente o ambiente onde estava inserido, de modo
que, tomado pela inspiração divina, foi muito claro e assertivo
nas suas profecias, especialmente as que predisseram a vinda
messiânica de Jesus Cristo.
• Sua pregação foi marcada por uma paixão sacerdotal,
descrevendo Cristo com muita clareza, sendo por isso mesmo
chamado de o evangelista do Antigo Testamento.
l – TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL
• 1.Tema.
• 2. Data.
• 3. Autoria.
• 4. Local.
1. Tema.
• Seu tema principal está relacionado às profecias da vinda do
Messias, enfatizando a salvação recebida somente pela graça.
• O livro mostra ainda que Deus não permitirá a desobediência
do povo da promessa e esta será tratada com a devida
purificação através do sofrimento, primeiramente do próprio
povo e vicariamente por intermédio de Cristo Tale a
importância de Isaías que o Novo Testamento faz mais de 400
citações diretas e indiretas do livro.
2. Data.
• O livro de Isaías começou a ser escrito provavelmente antes
do ano 740 a.C. e foi terminado no ano 701 a.C, período este
que corresponde ao tempo de ministério do profeta.
• Essas datas são aproximadas e levam em conta a morte do rei
Uzias. Entretanto, outra possibilidade é que, como o livro
possui três partes, a primeira delas tenha sido escrita de 740 a
698 a.C. e a segunda e terceira partes de 697 a 689 a.C.,
terminando no reinado de Manassés.
3. Autoria.
• A autoria do livro é creditada a Isaías, cujo nome significa "o
Senhor é salvação". Bastante apropriado, pois esse é o tema
da mensagem do livro.
• Em Israel havia várias pessoas com o nome Isaías, mas o autor
é distinguido dos demais ao se apresentar como filho de
Amoz (Is 1.1). Entre os profetas ele é considerado o maior,
sendo chamado por alguns de rei dos profetas.
• Há uma tradição que afirma
que Isaías era sobrinho do rei
Amasias, portanto, de linhagem
nobre e certamente vivia na
corte real, desfrutando de
alguns privilégios que lhe
serviram de apoio para ter o
amplo ministério que teve; mas
o final de sua vida foi trágico;
segundo a tradição rabínica, foi
serrado ao meio durante o
reinado de Manassés. Era
casado com uma profetisa e
teve dois filhos com ela (Is 8.3).
4. Local.
• Como a maior parte do ministério do profeta se desenvolveu
em Jerusalém, acredita-se que foi nessa mesma cidade que
ele transformou suas profecias em textos.
II. OJETIVOS DE ISAÍAS
• 1. Anunciar o juízo de Deus.
• 2. Falar contra a falsa religião.
• 3. Denunciar a injustiça social.
• 4. Anunciar a vinda do Messias.
• Isaías queria mostrar que o julgamento de Deus estava às
portas e seria terrível, mas, apesar disso, Deus levantaria um
remanescente e dentre este um "rebento" e "um renovo que
frutificará" (Is 11.1), referindo-se a Cristo.
1. Anunciar o juízo de Deus.
• Israel e as nações vizinhas estavam em desacordo com os
preceitos justos de Deus, ofendendo gravemente a santidade
d’Ele; assim, se fazia necessário que o profeta denunciasse
essa situação, embora ele não fosse ouvido com atenção, pois
chegou a chamar o povo de surdo e cego (Is 42.18; 43.8).
• Mas era necessário que Deus, diante de sua justiça e
misericórdia, fizesse o povo saber com clareza quais eram
seus pecados e quais as consequências dessa desobediência.
2. Falar contra a falsa religião.
• O povo de Israel estava sendo governado por alguns reis que
desprezaram a Palavra de Deus. Embora alguns deles fossem
bons, o povo estava corrompido.
• A eles se aliaram alguns sacerdotes cujo compromisso era
apenas manterá religião institucional. Isso se fez refletir numa
religiosidade vazia, hipócrita, ritualística e sem sentido
espiritual para o povo, levando-os a se desviar dos caminhos
do Senhor.
3. Denunciar a injustiça social.
• O povo de Deus havia se tornado orgulhoso e egoísta como as
demais nações.
• Isso fez com que os pobres
dentre o povo fossem
humilhados e explorados pelos
ricos e pelos governantes (Is
10.2; 26,6; 32.7; 41.17), mas
em contrapartida o Deus justo
e misericordioso faria justiça
ao pobre (Is 11.4), lhes daria
alimentação e descanso (Is
14.30), lhes serviria de refúgio
(Is 25.4) e seria portador de
boas notícias (Is 61.1).
4. Anunciar a vinda do Messias.
• Este é o objetivo mais importante
de Isaías, porque diante da
desobediência, aliada ao fato de
que as pessoas não conseguiam
encontrar o caminho certo para
Deus, a única solução possível
seria a vinda do Messias que,
através do seu sofrimento, faria
com que o povo se voltasse para
Deus, "porque as iniquidades
deles levará sobre si" (Is 53.11).
• A vinda do Messias aponta para o caráter misericordioso e
redentor de Deus, mesmo sendo o povo rebelde. Por mais de
dez vezes o profeta aponta para Jeová como o Redentor.
• O autor cita pelo menos dezessete profecias que se referem
ao Messias vindouro. Isso demonstra a extraordinária unção
do Espírito Santo sobre o profeta, fazendo-o prever o evento
histórico mais importante da humanidade depois da criação:
Cristo, o Redentor.
III - CONTEÚDO DE ISAÍAS
• 1. Quem é o Deus de Isaías.
• 2. O Espírito de Deus.
• 3. A santidade de Deus.
• Do capítulo 1 ao 39, o enfoque de Isaías é o juízo divino sobre
Judá e Jerusalém e sobre as nações vizinhas por meio da
Assíria.
• Na segunda e terceira parte
do livro, do capítulo 40 ao 55
e 56 ao 66, respectivamente,
Isaías se volta para a salvação
do povo, depois da punição
pelo pecado ao retornarem
do cativeiro babilônico,
escreve sobre a glória futura
do povo de Deus por
intermédio do Servo do
Senhor, que é Cristo, que
salvará seu povo através de
seu próprio padecimento e
triunfo.
1. Quem é o Deus de Isaías.
• O profeta descreve o caráter de Deus (Javé) de maneira
brilhante.
• Chama-o de Santo de Israel vinte e cinco vezes; Ele é o
Salvador, relacionando essa palavra a redenção, livramento,
justiça e juízo; Ele é o Redentor e o Único e Supremo
Governante em contraste com outros deuses que nada são (Is
3719): é Ele quem carrega e cuida do seu povo (Is 464) e faz
novos céus e nova terra (Is 65.17; 66.22).
2. O Espírito de Deus.
• Isaías é o profeta que mais fala sobre o Espírito de Deus no
Antigo Testamento.
• A referência mais importante é quando afirma que o Espírito
do Senhor (Javé) repousará sobre o "rebento de Jessé"
(Cristo) com "o espírito de sabedoria e de entendimento, o
espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de
conhecimento e de temor do Senhor" (Is 11.1,2).
• Sendo a igreja corpo de Cristo, entende-se que essa descrição
do Espírito do Senhor refere-se aos "dons" e "fruto" do
Espírito (Co 12.4-11; Gl 5.22).
• Há promessa de um derramamento tal do Espírito que "o
deserto se tornará em campo fértil" (Is 32.15) e a Palavra do
Senhor não se desviará dos convertidos nem de seus filhos (Is
59.20,21);
• O Espírito sobre Cristo "trará justiça às nações" (Is 42.1) e o
"ungiu para pregar boas novas aos oprimidos, restaurar os de
coração abatido",
• "proclamar liberdade aos cativos e a pôr os presos em
liberdade" (Is 611);
• E o Espírito do Senhor trará descanso ao seu povo (Is 63.14).
3. A santidade de Deus.
• Por meio de suas profecias, Isaías quer denunciar os pecados
do governo e do povo e levá-los ao arrependimento,
mostrando que se isso não acontecesse calamidades viriam
sobre todos.
• Essa exigência de Deus fica clara quando, ao ter um encontro
com Deus e ver sua santidade, Isaías clama por purificação
(Is.6).
• Isso mostra que, quando há arrependimento, Deus
prontamente vem ao encontro do contrito como fez com o
profeta, tirando a iniquidade e purificando o pecado (Is 6,7).
CONCLUSÃO
• Isaías, por seus temas teológicos, é considerado uma peça
fundamental da literatura profética. Muitas expressões e
palavras utilizadas não se encontram em nenhum outro lugar
do Antigo Testamento.
• Ele contém muitas promessas de restauração, da vinda do
Messias e da salvação através da grande obra d’Ele. As
promessas de Isaías nos enchem de esperança e assim nos
possibilita sonhar com um mundo melhor e mais justo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Oseias
Panorama do AT - OseiasPanorama do AT - Oseias
Panorama do AT - Oseias
Respirando Deus
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Gerson G. Ramos
 
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
Natalino das Neves Neves
 
Amós
AmósAmós
Amós
s5cardoso
 
Amós estudo 01 -
Amós   estudo 01 -Amós   estudo 01 -
Amós estudo 01 -
Joao Franca
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
José Carlos Polozi
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Maxsuel Aquino
 
A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7
Patricio Darvisson
 
44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Maxsuel Aquino
 
Perdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontradoPerdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontrado
Eduardo Sousa Gomes
 
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação""Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
JUERP
 
Profetas Menores I - Apresentação
Profetas Menores I  -  ApresentaçãoProfetas Menores I  -  Apresentação
Profetas Menores I - Apresentação
JUERP
 
Isaías 9.6-7
Isaías 9.6-7Isaías 9.6-7
Isaías 9.6-7
Geversom Sousa
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
Respirando Deus
 
Profetas menores lição 12 - Zacarias
Profetas menores   lição 12 - ZacariasProfetas menores   lição 12 - Zacarias
Profetas menores lição 12 - Zacarias
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Maxsuel Aquino
 
A formação do povo de deus 1250 a
A formação do povo de deus  1250 aA formação do povo de deus  1250 a
A formação do povo de deus 1250 a
José M. Vieira Rodrigues
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Oseias
Panorama do AT - OseiasPanorama do AT - Oseias
Panorama do AT - Oseias
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
2016 3 TRI LIÇÃO 2 - O contexto da profecia de isaias
 
Amós
AmósAmós
Amós
 
Amós estudo 01 -
Amós   estudo 01 -Amós   estudo 01 -
Amós estudo 01 -
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 6 - Profetas Maiores e Menores | 08/...
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
 
A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7
 
44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias44. O Profeta Zacarias
44. O Profeta Zacarias
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
 
Perdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontradoPerdido esquecido e encontrado
Perdido esquecido e encontrado
 
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação""Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
"Miquéias – Confiança no Senhor, o Deus da salvação"
 
Profetas Menores I - Apresentação
Profetas Menores I  -  ApresentaçãoProfetas Menores I  -  Apresentação
Profetas Menores I - Apresentação
 
Isaías 9.6-7
Isaías 9.6-7Isaías 9.6-7
Isaías 9.6-7
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel
 
Panorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - EzequielPanorama do AT - Ezequiel
Panorama do AT - Ezequiel
 
Profetas menores lição 12 - Zacarias
Profetas menores   lição 12 - ZacariasProfetas menores   lição 12 - Zacarias
Profetas menores lição 12 - Zacarias
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
 
A formação do povo de deus 1250 a
A formação do povo de deus  1250 aA formação do povo de deus  1250 a
A formação do povo de deus 1250 a
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
 

Semelhante a E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia

242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
leviduyu
 
Mes Da BíBlia Carlos E Dionice
Mes Da BíBlia Carlos E DioniceMes Da BíBlia Carlos E Dionice
Mes Da BíBlia Carlos E Dionice
DIALOGO CONJUGAL DE UBERLANDIA
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
Respirando Deus
 
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
Gerson G. Ramos
 
Escatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamentoEscatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamento
Francileide Corte Real
 
2 isaias
2    isaias2    isaias
2 isaias
PIB Penha
 
Tipologia Messianica
Tipologia MessianicaTipologia Messianica
Tipologia Messianica
Pastor Robson Colaço
 
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventistaParalelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Eduardo Sousa Gomes
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
Nariltonoliveira1
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
Bruno Da Montanha
 
Apocalipse comentado
Apocalipse comentadoApocalipse comentado
Apocalipse comentado
Fábio Henrique
 
Apostiladolivrodeesdras
ApostiladolivrodeesdrasApostiladolivrodeesdras
Apostiladolivrodeesdras
JOSIAS MOURA DE MENEZES
 
Porquê Jesus - O Deus-Homem
Porquê Jesus - O Deus-HomemPorquê Jesus - O Deus-Homem
Porquê Jesus - O Deus-Homem
Apologética em Português
 
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptxLição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Celso Napoleon
 
Leituras: Domingo da Epifania do Senhor
Leituras: Domingo da Epifania do SenhorLeituras: Domingo da Epifania do Senhor
Leituras: Domingo da Epifania do Senhor
José Lima
 
Livro do Apocalipse
Livro do ApocalipseLivro do Apocalipse
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e CLeituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
José Lima
 
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTALIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
Lourinaldo Serafim
 
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textosA saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
Gerson G. Ramos
 
23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias
PIB Penha
 

Semelhante a E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia (20)

242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
242197604-Manual-da-Profecia-Biblica-Abraao-de-Almeida-pdf.pdf
 
Mes Da BíBlia Carlos E Dionice
Mes Da BíBlia Carlos E DioniceMes Da BíBlia Carlos E Dionice
Mes Da BíBlia Carlos E Dionice
 
Panorama do AT - Isaías
Panorama do AT - IsaíasPanorama do AT - Isaías
Panorama do AT - Isaías
 
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
❉ Respostas 1 - O chamado profético de Jeremias_GGR
 
Escatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamentoEscatologia do antigo testamento
Escatologia do antigo testamento
 
2 isaias
2    isaias2    isaias
2 isaias
 
Tipologia Messianica
Tipologia MessianicaTipologia Messianica
Tipologia Messianica
 
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventistaParalelismo entre israel antigo e a igreja adventista
Paralelismo entre israel antigo e a igreja adventista
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
Apocalipse comentado
Apocalipse comentadoApocalipse comentado
Apocalipse comentado
 
Apostiladolivrodeesdras
ApostiladolivrodeesdrasApostiladolivrodeesdras
Apostiladolivrodeesdras
 
Porquê Jesus - O Deus-Homem
Porquê Jesus - O Deus-HomemPorquê Jesus - O Deus-Homem
Porquê Jesus - O Deus-Homem
 
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptxLição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
Lição 3 – Missões Transculturais no Antigo Testamento.pptx
 
Leituras: Domingo da Epifania do Senhor
Leituras: Domingo da Epifania do SenhorLeituras: Domingo da Epifania do Senhor
Leituras: Domingo da Epifania do Senhor
 
Livro do Apocalipse
Livro do ApocalipseLivro do Apocalipse
Livro do Apocalipse
 
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e CLeituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
Leituras: A Epifania do Senhor - Anos A, B e C
 
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTALIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
LIÇÃO 2 - DEUS, O PRIMEIRO EVANGELISTA
 
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textosA saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
A saga de Jonas_Liç_original_432015 + textos
 
23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias23 naum, habacuque e sofonias
23 naum, habacuque e sofonias
 

Mais de Joel Silva

E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
Joel Silva
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
Joel Silva
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 07
4º trimestre 2015 jovens lição 074º trimestre 2015 jovens lição 07
4º trimestre 2015 jovens lição 07
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 06
4º trimestre 2015 jovens lição 064º trimestre 2015 jovens lição 06
4º trimestre 2015 jovens lição 06
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 054º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 05
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 04
4º trimestre 2015 jovens lição 044º trimestre 2015 jovens lição 04
4º trimestre 2015 jovens lição 04
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 03
4º trimestre 2015 jovens lição 034º trimestre 2015 jovens lição 03
4º trimestre 2015 jovens lição 03
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
Joel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 04
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 01
 
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 11
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 10
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 09
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 08
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 07
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 06
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 05
 
4º trimestre 2015 jovens lição 07
4º trimestre 2015 jovens lição 074º trimestre 2015 jovens lição 07
4º trimestre 2015 jovens lição 07
 
4º trimestre 2015 jovens lição 06
4º trimestre 2015 jovens lição 064º trimestre 2015 jovens lição 06
4º trimestre 2015 jovens lição 06
 
4º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 054º trimestre 2015 jovens lição 05
4º trimestre 2015 jovens lição 05
 
4º trimestre 2015 jovens lição 04
4º trimestre 2015 jovens lição 044º trimestre 2015 jovens lição 04
4º trimestre 2015 jovens lição 04
 
4º trimestre 2015 jovens lição 03
4º trimestre 2015 jovens lição 034º trimestre 2015 jovens lição 03
4º trimestre 2015 jovens lição 03
 
4º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 024º trimestre 2015 jovens lição 02
4º trimestre 2015 jovens lição 02
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
 

Último

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
PIB Penha
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
Sammis Reachers
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 

Último (14)

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
14 - Um Convite à Oração. Incentivar a orar
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
13 - Estudo dos Relacionamentos do Cristão
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
PREGUE A MISSÃO - 15 Esboços de Sermões sobre Missões e Evangelização - Sammi...
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 

E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia

  • 2. TEXTO DO DIA • “...Vinde, então, e argui-me, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã...” (Is 118)
  • 3. SÍNTESE • O povo de Deus havia se desviado da Lei Então. • Deus chamou Isaías para mostrar que seu julgamento estava às portas.
  • 4. AGENDA DE LEITURA • SEGUNDA - Is 1.11-13: A corrupção do povo • TERÇA - Is 1.14.15: Deus não aceita o culto, os rituais e as orações feitas pelo povo • QUARTA - Is 1.21,22: O profeta chama Israel de prostituta • QUINTA- Is 1.23: Isaías profetiza contra as autoridades • SEXTA- Is 1.18,19: Isaías convida o povo ao arrependimento • SÁBADO - Is 1.16,17: Deus convida o povo para um novo caminho
  • 5. ESBOÇO DA LIÇÃO l – TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL • 1.Tema. • 2. Data. • 3. Autoria. • 4. Local. II. OJETIVOS DE ISAÍAS • 1. Anunciar o juízo de Deus. • 2. Falar contra a falsa religião. • 3. Denunciar a injustiça social. • 4. Anunciar a vinda do Messias. III - CONTEÚDO DE ISAÍAS • 1. Quem é o Deus de Isaías. • 2. O Espírito de Deus. • 3. A santidade de Deus.
  • 6. OBJETIVOS • CONHECER a autoria, o tema, o local e data do livro de lsaías; • MOSTRAR os objetivos do livro de Isaías. • EXPLICAR o conteúdo do livro de Isaías.
  • 7. TEXTO BÍBLICO Isaías 1.1-3; 18-20; 27-31 1 Visão de Isaías, filho de Amoz, que ele teve a respeito de Judá e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá. 2 Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o SENHOR é quem fala: Criei filhos e os engrandeci, mas eles estão revoltados contra mim. 3 O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende.
  • 8. (Vrs. 18-20) • 18 Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. • 19 Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. • 20 Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse.
  • 9. (Vsr. 27-31) • 27 Sião será redimida pelo direito, e os que se arrependem, pela justiça. • 28 Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR perecerão. • 29 Porque vos envergonhareis dos carvalhos que cobiçastes e sereis confundidos por causa dos jardins que escolhestes. • 30 Porque sereis como o carvalho, cujas folhas murcham, e como a floresta que não tem água. • 31 O forte se tornará em estopa, e a sua obra, em faísca; ambos arderão juntamente, e não haverá quem os apague.
  • 10. INTRODUÇÃO • O profeta Isaías teve muita ousadia em sua atuação pública Suas profecias eram majestosas e repletas de nobreza e beleza poética.
  • 11. • Por isso, é um dos profetas mais lidos do Antigo Testamento e um dos que mais falou a respeito da vinda do Messias. Tal fato revela a importância que deve ser dada ao mesmo.
  • 12. • Uma leitura atenta e cuidadosa do seu livro nos leva a perceber as implicações que esse profeta tem para os dias atuais. • Assim, a obra desse profeta é considerada uma das mais grandiosas produções teológicas do Antigo Testamento.
  • 13. • Sua mensagem é profunda e parte de alguém que conhecia profundamente o ambiente onde estava inserido, de modo que, tomado pela inspiração divina, foi muito claro e assertivo nas suas profecias, especialmente as que predisseram a vinda messiânica de Jesus Cristo.
  • 14. • Sua pregação foi marcada por uma paixão sacerdotal, descrevendo Cristo com muita clareza, sendo por isso mesmo chamado de o evangelista do Antigo Testamento.
  • 15. l – TEMA, DATA, AUTORIA E LOCAL • 1.Tema. • 2. Data. • 3. Autoria. • 4. Local.
  • 16. 1. Tema. • Seu tema principal está relacionado às profecias da vinda do Messias, enfatizando a salvação recebida somente pela graça.
  • 17. • O livro mostra ainda que Deus não permitirá a desobediência do povo da promessa e esta será tratada com a devida purificação através do sofrimento, primeiramente do próprio povo e vicariamente por intermédio de Cristo Tale a importância de Isaías que o Novo Testamento faz mais de 400 citações diretas e indiretas do livro.
  • 18. 2. Data. • O livro de Isaías começou a ser escrito provavelmente antes do ano 740 a.C. e foi terminado no ano 701 a.C, período este que corresponde ao tempo de ministério do profeta.
  • 19. • Essas datas são aproximadas e levam em conta a morte do rei Uzias. Entretanto, outra possibilidade é que, como o livro possui três partes, a primeira delas tenha sido escrita de 740 a 698 a.C. e a segunda e terceira partes de 697 a 689 a.C., terminando no reinado de Manassés.
  • 20. 3. Autoria. • A autoria do livro é creditada a Isaías, cujo nome significa "o Senhor é salvação". Bastante apropriado, pois esse é o tema da mensagem do livro.
  • 21. • Em Israel havia várias pessoas com o nome Isaías, mas o autor é distinguido dos demais ao se apresentar como filho de Amoz (Is 1.1). Entre os profetas ele é considerado o maior, sendo chamado por alguns de rei dos profetas.
  • 22. • Há uma tradição que afirma que Isaías era sobrinho do rei Amasias, portanto, de linhagem nobre e certamente vivia na corte real, desfrutando de alguns privilégios que lhe serviram de apoio para ter o amplo ministério que teve; mas o final de sua vida foi trágico; segundo a tradição rabínica, foi serrado ao meio durante o reinado de Manassés. Era casado com uma profetisa e teve dois filhos com ela (Is 8.3).
  • 23. 4. Local. • Como a maior parte do ministério do profeta se desenvolveu em Jerusalém, acredita-se que foi nessa mesma cidade que ele transformou suas profecias em textos.
  • 24. II. OJETIVOS DE ISAÍAS • 1. Anunciar o juízo de Deus. • 2. Falar contra a falsa religião. • 3. Denunciar a injustiça social. • 4. Anunciar a vinda do Messias.
  • 25. • Isaías queria mostrar que o julgamento de Deus estava às portas e seria terrível, mas, apesar disso, Deus levantaria um remanescente e dentre este um "rebento" e "um renovo que frutificará" (Is 11.1), referindo-se a Cristo.
  • 26. 1. Anunciar o juízo de Deus. • Israel e as nações vizinhas estavam em desacordo com os preceitos justos de Deus, ofendendo gravemente a santidade d’Ele; assim, se fazia necessário que o profeta denunciasse essa situação, embora ele não fosse ouvido com atenção, pois chegou a chamar o povo de surdo e cego (Is 42.18; 43.8).
  • 27. • Mas era necessário que Deus, diante de sua justiça e misericórdia, fizesse o povo saber com clareza quais eram seus pecados e quais as consequências dessa desobediência.
  • 28. 2. Falar contra a falsa religião. • O povo de Israel estava sendo governado por alguns reis que desprezaram a Palavra de Deus. Embora alguns deles fossem bons, o povo estava corrompido.
  • 29. • A eles se aliaram alguns sacerdotes cujo compromisso era apenas manterá religião institucional. Isso se fez refletir numa religiosidade vazia, hipócrita, ritualística e sem sentido espiritual para o povo, levando-os a se desviar dos caminhos do Senhor.
  • 30. 3. Denunciar a injustiça social. • O povo de Deus havia se tornado orgulhoso e egoísta como as demais nações.
  • 31. • Isso fez com que os pobres dentre o povo fossem humilhados e explorados pelos ricos e pelos governantes (Is 10.2; 26,6; 32.7; 41.17), mas em contrapartida o Deus justo e misericordioso faria justiça ao pobre (Is 11.4), lhes daria alimentação e descanso (Is 14.30), lhes serviria de refúgio (Is 25.4) e seria portador de boas notícias (Is 61.1).
  • 32. 4. Anunciar a vinda do Messias. • Este é o objetivo mais importante de Isaías, porque diante da desobediência, aliada ao fato de que as pessoas não conseguiam encontrar o caminho certo para Deus, a única solução possível seria a vinda do Messias que, através do seu sofrimento, faria com que o povo se voltasse para Deus, "porque as iniquidades deles levará sobre si" (Is 53.11).
  • 33. • A vinda do Messias aponta para o caráter misericordioso e redentor de Deus, mesmo sendo o povo rebelde. Por mais de dez vezes o profeta aponta para Jeová como o Redentor.
  • 34. • O autor cita pelo menos dezessete profecias que se referem ao Messias vindouro. Isso demonstra a extraordinária unção do Espírito Santo sobre o profeta, fazendo-o prever o evento histórico mais importante da humanidade depois da criação: Cristo, o Redentor.
  • 35. III - CONTEÚDO DE ISAÍAS • 1. Quem é o Deus de Isaías. • 2. O Espírito de Deus. • 3. A santidade de Deus.
  • 36. • Do capítulo 1 ao 39, o enfoque de Isaías é o juízo divino sobre Judá e Jerusalém e sobre as nações vizinhas por meio da Assíria.
  • 37. • Na segunda e terceira parte do livro, do capítulo 40 ao 55 e 56 ao 66, respectivamente, Isaías se volta para a salvação do povo, depois da punição pelo pecado ao retornarem do cativeiro babilônico, escreve sobre a glória futura do povo de Deus por intermédio do Servo do Senhor, que é Cristo, que salvará seu povo através de seu próprio padecimento e triunfo.
  • 38. 1. Quem é o Deus de Isaías. • O profeta descreve o caráter de Deus (Javé) de maneira brilhante.
  • 39. • Chama-o de Santo de Israel vinte e cinco vezes; Ele é o Salvador, relacionando essa palavra a redenção, livramento, justiça e juízo; Ele é o Redentor e o Único e Supremo Governante em contraste com outros deuses que nada são (Is 3719): é Ele quem carrega e cuida do seu povo (Is 464) e faz novos céus e nova terra (Is 65.17; 66.22).
  • 40. 2. O Espírito de Deus. • Isaías é o profeta que mais fala sobre o Espírito de Deus no Antigo Testamento.
  • 41. • A referência mais importante é quando afirma que o Espírito do Senhor (Javé) repousará sobre o "rebento de Jessé" (Cristo) com "o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor" (Is 11.1,2).
  • 42. • Sendo a igreja corpo de Cristo, entende-se que essa descrição do Espírito do Senhor refere-se aos "dons" e "fruto" do Espírito (Co 12.4-11; Gl 5.22).
  • 43. • Há promessa de um derramamento tal do Espírito que "o deserto se tornará em campo fértil" (Is 32.15) e a Palavra do Senhor não se desviará dos convertidos nem de seus filhos (Is 59.20,21); • O Espírito sobre Cristo "trará justiça às nações" (Is 42.1) e o "ungiu para pregar boas novas aos oprimidos, restaurar os de coração abatido", • "proclamar liberdade aos cativos e a pôr os presos em liberdade" (Is 611); • E o Espírito do Senhor trará descanso ao seu povo (Is 63.14).
  • 44. 3. A santidade de Deus. • Por meio de suas profecias, Isaías quer denunciar os pecados do governo e do povo e levá-los ao arrependimento, mostrando que se isso não acontecesse calamidades viriam sobre todos.
  • 45. • Essa exigência de Deus fica clara quando, ao ter um encontro com Deus e ver sua santidade, Isaías clama por purificação (Is.6).
  • 46. • Isso mostra que, quando há arrependimento, Deus prontamente vem ao encontro do contrito como fez com o profeta, tirando a iniquidade e purificando o pecado (Is 6,7).
  • 47. CONCLUSÃO • Isaías, por seus temas teológicos, é considerado uma peça fundamental da literatura profética. Muitas expressões e palavras utilizadas não se encontram em nenhum outro lugar do Antigo Testamento. • Ele contém muitas promessas de restauração, da vinda do Messias e da salvação através da grande obra d’Ele. As promessas de Isaías nos enchem de esperança e assim nos possibilita sonhar com um mundo melhor e mais justo.