SlideShare uma empresa Scribd logo
EBD - IEPBC - Lição 4 - Deus espera de mim fome e sede de justiça
Revista n.º 07 - Ano 2015 - Lição 04
25 de outubro de 2015
Aparecida de Goiânia - GO
DEUS ESPERA DE
MIM FOME E SEDE
DE JUSTIÇA
TEXTO ÁUREO
3
“Bem aventurados os que têm
fome e sede de justiça, porque eles
serão fartos” (Mt 5.6)
VERDADE PRÁTICA
4
Devemos ter fome e sede de
fazer a vontade de Deus, de
andarmos na verdade, e de
buscarmos uma vida justa e reta.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Salmos 107.9
9. Pois fartou a alma sedenta e encheu
de bens a alma faminta.
João 6.27
27.Trabalhai não pela comida que perece,
mas pela comida que permanece para
a vida eterna, a qual o Filho do
Homem vos dará, porque a este o Pai,
Deus, o selou. 5
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 6.32-35
32.Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade,
na verdade vos digo que Moisés não
vos deu o pão do céu, mas meu Pai
vos dá o verdadeiro pão do céu.
33.Porque o pão de Deus é aquele que
desce do céu e dá vida ao mundo.
6
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 6.32-35
34.Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos
sempre desse pão.
35.E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da
vida; aquele que vem a mim não terá
fome; e quem crê em mim nunca
terá sede.
7
I - INTRODUÇÃO
Aqui estamos diante da quarta bem-
aventurança.Temos duas necessidades
básicas: FOME e SEDE.
Nos tempos de Cristo, o povo de Israel
estava sobre o domínio de Roma.
8
9
I - INTRODUÇÃO
Havia muita pobreza, dor, sofrimento e a
angústia de conviver com o inimigo.
Apesar de já ter se passado quase trinta
anos, ainda estava ávida na memória o
infanticídio cometido pelo rei Herodes
(Mt 2.16), fora outros massacres sofridos
pelos judeus.
10
I - INTRODUÇÃO
O sentimento de revolta era grande, o
desejo de vingança também.
E é exatamente neste cenário que o
nosso Senhor Jesus Cristo diz: “Bem-
aventurados os que têm fome e sede de
justiça, porque eles serão fartos” (Mt 5.6)
11
I - INTRODUÇÃO
Afinal, do que Cristo está falando?
Seria “justiça”, sinônimo de vingança?
Seria retribuição ao mal recebido?
Cremos que a melhor interpretação do
termo “justiça”, somente pode ser dada
por quem a proferiu: Jesus Cristo.
12
II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA?
Cristo, enfaticamente diz:
“Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a
sua Justiça, e todas as demais coisas vos serão
acrescentadas” (Mt 6.33)
Nesse versículo, o Senhor deixa claro que a
expressão “JUSTIÇA” tem seu significado voltado
ao campo espiritual, e não material, ou seja,
Cristo não está falando de vingança como
podemos confirmar emTiago 1:20. 13
II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA?
No texto “Mas todos nós somos como
o imundo, e todas as nossas justiças,
como trapo da imundícia; e todos nós caímos
como a folha, e as nossas culpas, como um
vento, nos arrebatam.” (Is 64.6), somos vistos
espiritualmente como imundos.
O pecado nos atingiu de forma tão drástica que
o máximo da nossa justiça é por Deus discernido
como “trapo da imundícia”. 14
II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA?
Toda nossa sujeira e iniquidade foram
tomados por Cristo.
Merecíamos o castigo em razão de nossa
iniquidade, porém sobre Cristo recaiu tal castigo.
Deus, após toda obra de seu Filho Amado, nos
declarou justos (nós que cremos no Filho de
Deus), e Cristo tornou-se “JUSTIÇA NOSSA”.
(Jr 23.6)
15
II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA?
Com nossos pecados perdoados,
purificados pelo sangue do cordeiro,
temos uma nova dimensão de vida; podemos ter
fome e sede de justiça.
Saímos da esfera da vingança e passamos ao
patamar da justiça, pois não há “fome e sede de
justiça” sem Cristo.
16
III. APETITE ESPIRITUAL
Fome e sede representam apetite de natureza
espiritual e Cristo é o único que pode suprir tais
necessidades.
Para a sede, Ele providencia água que jamais
acaba. (Jo 4.14)
Para a fome, Ele mesmo é o Pão da Vida que
desceu do céu. (Jo 6.51)
17
1 - Fome e sede
III. APETITE ESPIRITUAL
Um morto em seus delitos e pecados não tem
fome e sede de justiça.
Ou nasce de novo, ou não tem um verdadeiro
apetite espiritual.
Somente quem recebeu vida em Cristo, tem
fome e sede de justiça.
18
2 – Morto não tem apetite
III. APETITE ESPIRITUAL
Uma pessoa enferma (doente), tem mais sono
que apetite.
Cuidado! O primeiro sinal de que algo está
errado na vida espiritual é a falta de apetite pelas
“delícias que Deus oferece”.
Aí é bom procurar um excelente médico, Dr.
Jesus Cristo, que pode curar todas nossas
enfermidades, até a falta de apetite espiritual. 19
3 – A doença afeta o apetite
III. APETITE ESPIRITUAL
Os afazeres do cotidiano, os cuidados desta vida
podem sufocar a semente sagrada.
As delícias deste mundo, os prazeres da vida
podem nos tomar o precioso momento da
alimentação espiritual.
Logo, Deus colocou um “pai” ou uma “mãe”
para, no momento correto, te chamar para os
banquetes espirituais. Ame seus pastores! 20
4 – Não se esqueça do alimento
III. APETITE ESPIRITUAL
Normalmente não permitimos ficar sem café da
manhã, almoço e jantar diários.
Temos também desejo pelo alimento espiritual
com habitualidade?
Tristes daqueles que somente entram na casa de
Deus uma única vez na semana, comem uma
única refeição espiritual e querem ter força
espiritual. 21
5 – Alimentação escassa e deficiente causa inanição
III. APETITE ESPIRITUAL
Não se come qualquer coisa.
Infelizmente, muito alimento estragado está
sendo ingerido pelo povo de Deus.
O momento é perigoso!
Há um sério analfabetismo bíblico hoje!
O egocentrismo está se tornando uma realidade
em muitas igrejas, lares e corações! 22
6 – Doença causada por alimentação inadequada ou estragada
III. APETITE ESPIRITUAL
Deus é visto como possível realizador de desejos
e a igreja, um trampolim para a vitória;
Muito alimento estragado está sendo ingerido
pelo povo de Deus.
Chegou a hora de uma posição séria: FOME E
SEDE DE JUSTIÇA! FOME E SEDE PELO PÃO DA
VIDA E PELA FONTE DE ÁGUAVIVA!
23
6 – Doença causada por alimentação inadequada ou estragada
IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A
JUSTIÇA DE DEUS
Jesus falava a pessoas sofridas e angustiadas
que aguardavam “justiça divina”.
Elas somente não contavam que a justiça de
Deus passa pelo seu amor, pela sua misericórdia,
e nos leva à graça salvadora. (Sl 85.10)
Jonas é exemplar neste ponto após anunciar ao
povo de Nínive a sua desolação, esperou a
destruição, mas o que se viu, foi o que ele jamais
esperou: Deus perdoou aquele povo pecador. 24
IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A
JUSTIÇA DE DEUS
Que sejamos fartos da sua justiça.
Que tenhamos fome e sede de vermos a
justificação pela fé em Jesus (sola fide), sendo
abundante em toda a terra (Sl 97.6)
25
4.1) Fartura de justiça
IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A
JUSTIÇA DE DEUS
Para experimentarmos a boa, perfeita e
agradável vontade de Deus para as nossas vidas,
é preciso haver uma revolução em nossos
pensamentos, causando um efeito transformador
de nossas atitudes (Rm 12.2);
Esqueçamos ideias de vingança;
Abandonemos ideais de luta e confusão;
O SENHOR É JUSTO JUIZ 26
4.2) Justiça não significa vingança
IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A
JUSTIÇA DE DEUS
Somente um compromisso sério em levar o
evangelho a toda a criatura, a ganhar almas, a
cuidar e preparar o novo crente, pode realmente
transformar nossas vidas e a vida daqueles que
nos certam.
FAZER OUTROS CHEGAREM À BEM
AVENTURANÇA DE TEREM FOME E SEDE DE
JUSTIÇA É NOSSO ALVO. 27
4.3) Mudança de atitude
CONCLUSÃO
Deus tem derramado de maneira ilimitada
o Seu amor, como os aguaceiros que
refrigeram a terra.
Ele diz:
28
“As nuvens chovam justiça; abra-se a terra,
e produza-se salvação, e a justiça frutifique
juntamente”. (Is 45. 8)
CONCLUSÃO
29
Os aflitos e necessitados buscam águas,
e não as há, e a sua língua se seca de
sede; mas Eu, o Senhor, os ouvirei, Eu,
o Deus de Israel os não desampararei.
Abrirei rios em lugares altos e fontes,
no meio dos vales; tornarei o deserto
em tanques de águas e a terra seca, em
mananciais. (Is 41. 17, 18)
CONCLUSÃO
30
E todos nós recebemos
também da Sua plenitude,
com graça sobre graça.
(Jo 1.16)
Perguntas
31
1. Como está meu desejo de ler a Bíblia?
Gosto de orar? Desejo ajudar nos
trabalhos da igreja?
Resposta pessoal.
Perguntas
32
2. Gosto de ouvir pregações, reflexões,
hinos? Após, consigo verificar se o que foi
dito está em conformidade com a Palavra
de Deus?
Resposta pessoal.
Perguntas
33
3. Sou facilmente levado por novos
movimentos espirituais? Gosto de
novidade espiritual?
Resposta pessoal.
Perguntas
34
4. Consigo dividir meu tempo de tal forma
que posso ler com tranquilidade a Palavra
de Deus e dedicar-me à oração?
Resposta pessoal.
Perguntas
35
5. Quando leio a parábola que está em
Mateus 13 (a parábola do semeador)
posso, sinceramente, dizer que sou a “boa
terra” (aquela que produz muitos frutos)?
Resposta pessoal.
Perguntas
36
6. Ainda pensando em Mateus 13 (a
parábola do semeador) o que devo fazer
para chegar à posição de “boa terra”?
Resposta pessoal.
EBD - IEPBC - Lição 4 - Deus espera de mim fome e sede de justiça

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 132021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 13
Joel Silva
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Israel no Plano da Redenção
Israel no Plano da RedençãoIsrael no Plano da Redenção
Israel no Plano da Redenção
Márcio Martins
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
Pastor Natalino Das Neves
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02
Joel Silva
 
Fome sede
Fome sedeFome sede
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Sergio Silva
 
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
Márcio Pereira
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
Erberson Pinheiro
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
Joel Silva
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
Natalino das Neves Neves
 
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstataLição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Sergio Silva
 
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
Pr Neto
 
Jejum
JejumJejum
Já estou crucificado com cristo
Já estou crucificado com cristoJá estou crucificado com cristo
Já estou crucificado com cristo
Instituto Teológico Gamaliel
 
Espírito X Carne _ Como está o Placar
Espírito X Carne _ Como está o PlacarEspírito X Carne _ Como está o Placar
Espírito X Carne _ Como está o Placar
fgondim
 

Mais procurados (20)

2021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 132021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 13
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
 
Israel no Plano da Redenção
Israel no Plano da RedençãoIsrael no Plano da Redenção
Israel no Plano da Redenção
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02
 
Fome sede
Fome sedeFome sede
Fome sede
 
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja PerseguidaEis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
Eis que venho sem demora - Lição 03 - Esmirna - A Igreja Perseguida
 
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
 
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstataLição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
Lição 08 - Laodicéia a igreja apóstata
 
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
Já estou crucificado com cristo
Já estou crucificado com cristoJá estou crucificado com cristo
Já estou crucificado com cristo
 
Espírito X Carne _ Como está o Placar
Espírito X Carne _ Como está o PlacarEspírito X Carne _ Como está o Placar
Espírito X Carne _ Como está o Placar
 

Destaque

Fome Espiritual
Fome EspiritualFome Espiritual
Fome Espiritual
Paulo Rabello
 
Apresentação as dificuldades de receber feedback
Apresentação   as dificuldades de receber feedbackApresentação   as dificuldades de receber feedback
Apresentação as dificuldades de receber feedback
damcita
 
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Jonas Martins Olímpio
 
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo EleutérioEstudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Rodrigo Eleutério
 
Ficha Neusa Itioka
Ficha Neusa ItiokaFicha Neusa Itioka
Ficha Neusa Itioka
Alex Martins
 
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
assembleiano
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Eduardo Bispo Silva
 
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de DeusCombate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Michel Plattiny
 

Destaque (8)

Fome Espiritual
Fome EspiritualFome Espiritual
Fome Espiritual
 
Apresentação as dificuldades de receber feedback
Apresentação   as dificuldades de receber feedbackApresentação   as dificuldades de receber feedback
Apresentação as dificuldades de receber feedback
 
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
Apostila - Resumo de Escatologia: Quais são os sinais dos cumprimentos profét...
 
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo EleutérioEstudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
Estudo sobre a Armadura de Deus pastor Rodrigo Eleutério
 
Ficha Neusa Itioka
Ficha Neusa ItiokaFicha Neusa Itioka
Ficha Neusa Itioka
 
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
 
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de DeusCombate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
Combate Espiritual,Armadura de Deus - Espada do Espírito, a palavra de Deus
 

Semelhante a EBD - IEPBC - Lição 4 - Deus espera de mim fome e sede de justiça

ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Deus restaura todas as coisas
Deus restaura todas as coisasDeus restaura todas as coisas
Deus restaura todas as coisas
Jean Francesco
 
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
Guilherme923328
 
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deusA maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
Luiz Ferreira
 
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deusA maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
Luiz Ferreira
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Maxsuel Aquino
 
Lição7
Lição7Lição7
Lição7
Denise Duarte
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
Pastor Robson Colaço
 
09 o ministério de cristo no santuário celestial2010
09 o ministério de cristo no santuário celestial201009 o ministério de cristo no santuário celestial2010
09 o ministério de cristo no santuário celestial2010
Caio Cesar
 
Somos a justiça de deus
Somos a justiça de deusSomos a justiça de deus
Somos a justiça de deus
Adriano Gonçalves Martins
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Paulo De Tarso Fernandes
 
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
O penhor do Espírito
O penhor do EspíritoO penhor do Espírito
O penhor do Espírito
Pastor Robson Colaço
 
27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus
IGREJA ADCP CAMPOS ELÍSEOS
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Gerson G. Ramos
 
Livreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
Livreto: Na contramão do verdadeiro EvangelhoLivreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
Livreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
Daniela Sipert
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
Elias Farias
 
Combate o bom combate
Combate o bom combateCombate o bom combate
Combate o bom combate
Carlos Oliveira
 
Oração: a força do reavivamento resumo 232013
Oração: a força do reavivamento resumo 232013Oração: a força do reavivamento resumo 232013
Oração: a força do reavivamento resumo 232013
Gerson G. Ramos
 
Respostas_Discipulando os enfermos_512014
Respostas_Discipulando os enfermos_512014Respostas_Discipulando os enfermos_512014
Respostas_Discipulando os enfermos_512014
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a EBD - IEPBC - Lição 4 - Deus espera de mim fome e sede de justiça (20)

ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
Deus restaura todas as coisas
Deus restaura todas as coisasDeus restaura todas as coisas
Deus restaura todas as coisas
 
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
_Coração (alma) faminto e sedento_Mateus_5_6.pptx
 
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deusA maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
 
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deusA maravilhosa proteção dos anjos de deus
A maravilhosa proteção dos anjos de deus
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
 
Lição7
Lição7Lição7
Lição7
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
 
09 o ministério de cristo no santuário celestial2010
09 o ministério de cristo no santuário celestial201009 o ministério de cristo no santuário celestial2010
09 o ministério de cristo no santuário celestial2010
 
Somos a justiça de deus
Somos a justiça de deusSomos a justiça de deus
Somos a justiça de deus
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
 
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdfDiscipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
Discipulado-para-o-batismo-consciente.pdf
 
O penhor do Espírito
O penhor do EspíritoO penhor do Espírito
O penhor do Espírito
 
27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus
 
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
Confissão e arrependimento: as condições do reavivamento_Lição_original com t...
 
Livreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
Livreto: Na contramão do verdadeiro EvangelhoLivreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
Livreto: Na contramão do verdadeiro Evangelho
 
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016  TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016
 
Combate o bom combate
Combate o bom combateCombate o bom combate
Combate o bom combate
 
Oração: a força do reavivamento resumo 232013
Oração: a força do reavivamento resumo 232013Oração: a força do reavivamento resumo 232013
Oração: a força do reavivamento resumo 232013
 
Respostas_Discipulando os enfermos_512014
Respostas_Discipulando os enfermos_512014Respostas_Discipulando os enfermos_512014
Respostas_Discipulando os enfermos_512014
 

Último

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 

EBD - IEPBC - Lição 4 - Deus espera de mim fome e sede de justiça

  • 2. Revista n.º 07 - Ano 2015 - Lição 04 25 de outubro de 2015 Aparecida de Goiânia - GO DEUS ESPERA DE MIM FOME E SEDE DE JUSTIÇA
  • 3. TEXTO ÁUREO 3 “Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” (Mt 5.6)
  • 4. VERDADE PRÁTICA 4 Devemos ter fome e sede de fazer a vontade de Deus, de andarmos na verdade, e de buscarmos uma vida justa e reta.
  • 5. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Salmos 107.9 9. Pois fartou a alma sedenta e encheu de bens a alma faminta. João 6.27 27.Trabalhai não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará, porque a este o Pai, Deus, o selou. 5
  • 6. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE João 6.32-35 32.Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo que Moisés não vos deu o pão do céu, mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. 33.Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. 6
  • 7. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE João 6.32-35 34.Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão. 35.E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. 7
  • 8. I - INTRODUÇÃO Aqui estamos diante da quarta bem- aventurança.Temos duas necessidades básicas: FOME e SEDE. Nos tempos de Cristo, o povo de Israel estava sobre o domínio de Roma. 8
  • 9. 9
  • 10. I - INTRODUÇÃO Havia muita pobreza, dor, sofrimento e a angústia de conviver com o inimigo. Apesar de já ter se passado quase trinta anos, ainda estava ávida na memória o infanticídio cometido pelo rei Herodes (Mt 2.16), fora outros massacres sofridos pelos judeus. 10
  • 11. I - INTRODUÇÃO O sentimento de revolta era grande, o desejo de vingança também. E é exatamente neste cenário que o nosso Senhor Jesus Cristo diz: “Bem- aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” (Mt 5.6) 11
  • 12. I - INTRODUÇÃO Afinal, do que Cristo está falando? Seria “justiça”, sinônimo de vingança? Seria retribuição ao mal recebido? Cremos que a melhor interpretação do termo “justiça”, somente pode ser dada por quem a proferiu: Jesus Cristo. 12
  • 13. II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA? Cristo, enfaticamente diz: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua Justiça, e todas as demais coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33) Nesse versículo, o Senhor deixa claro que a expressão “JUSTIÇA” tem seu significado voltado ao campo espiritual, e não material, ou seja, Cristo não está falando de vingança como podemos confirmar emTiago 1:20. 13
  • 14. II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA? No texto “Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; e todos nós caímos como a folha, e as nossas culpas, como um vento, nos arrebatam.” (Is 64.6), somos vistos espiritualmente como imundos. O pecado nos atingiu de forma tão drástica que o máximo da nossa justiça é por Deus discernido como “trapo da imundícia”. 14
  • 15. II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA? Toda nossa sujeira e iniquidade foram tomados por Cristo. Merecíamos o castigo em razão de nossa iniquidade, porém sobre Cristo recaiu tal castigo. Deus, após toda obra de seu Filho Amado, nos declarou justos (nós que cremos no Filho de Deus), e Cristo tornou-se “JUSTIÇA NOSSA”. (Jr 23.6) 15
  • 16. II. O QUE SIGNIFICA JUSTIÇA? Com nossos pecados perdoados, purificados pelo sangue do cordeiro, temos uma nova dimensão de vida; podemos ter fome e sede de justiça. Saímos da esfera da vingança e passamos ao patamar da justiça, pois não há “fome e sede de justiça” sem Cristo. 16
  • 17. III. APETITE ESPIRITUAL Fome e sede representam apetite de natureza espiritual e Cristo é o único que pode suprir tais necessidades. Para a sede, Ele providencia água que jamais acaba. (Jo 4.14) Para a fome, Ele mesmo é o Pão da Vida que desceu do céu. (Jo 6.51) 17 1 - Fome e sede
  • 18. III. APETITE ESPIRITUAL Um morto em seus delitos e pecados não tem fome e sede de justiça. Ou nasce de novo, ou não tem um verdadeiro apetite espiritual. Somente quem recebeu vida em Cristo, tem fome e sede de justiça. 18 2 – Morto não tem apetite
  • 19. III. APETITE ESPIRITUAL Uma pessoa enferma (doente), tem mais sono que apetite. Cuidado! O primeiro sinal de que algo está errado na vida espiritual é a falta de apetite pelas “delícias que Deus oferece”. Aí é bom procurar um excelente médico, Dr. Jesus Cristo, que pode curar todas nossas enfermidades, até a falta de apetite espiritual. 19 3 – A doença afeta o apetite
  • 20. III. APETITE ESPIRITUAL Os afazeres do cotidiano, os cuidados desta vida podem sufocar a semente sagrada. As delícias deste mundo, os prazeres da vida podem nos tomar o precioso momento da alimentação espiritual. Logo, Deus colocou um “pai” ou uma “mãe” para, no momento correto, te chamar para os banquetes espirituais. Ame seus pastores! 20 4 – Não se esqueça do alimento
  • 21. III. APETITE ESPIRITUAL Normalmente não permitimos ficar sem café da manhã, almoço e jantar diários. Temos também desejo pelo alimento espiritual com habitualidade? Tristes daqueles que somente entram na casa de Deus uma única vez na semana, comem uma única refeição espiritual e querem ter força espiritual. 21 5 – Alimentação escassa e deficiente causa inanição
  • 22. III. APETITE ESPIRITUAL Não se come qualquer coisa. Infelizmente, muito alimento estragado está sendo ingerido pelo povo de Deus. O momento é perigoso! Há um sério analfabetismo bíblico hoje! O egocentrismo está se tornando uma realidade em muitas igrejas, lares e corações! 22 6 – Doença causada por alimentação inadequada ou estragada
  • 23. III. APETITE ESPIRITUAL Deus é visto como possível realizador de desejos e a igreja, um trampolim para a vitória; Muito alimento estragado está sendo ingerido pelo povo de Deus. Chegou a hora de uma posição séria: FOME E SEDE DE JUSTIÇA! FOME E SEDE PELO PÃO DA VIDA E PELA FONTE DE ÁGUAVIVA! 23 6 – Doença causada por alimentação inadequada ou estragada
  • 24. IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A JUSTIÇA DE DEUS Jesus falava a pessoas sofridas e angustiadas que aguardavam “justiça divina”. Elas somente não contavam que a justiça de Deus passa pelo seu amor, pela sua misericórdia, e nos leva à graça salvadora. (Sl 85.10) Jonas é exemplar neste ponto após anunciar ao povo de Nínive a sua desolação, esperou a destruição, mas o que se viu, foi o que ele jamais esperou: Deus perdoou aquele povo pecador. 24
  • 25. IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A JUSTIÇA DE DEUS Que sejamos fartos da sua justiça. Que tenhamos fome e sede de vermos a justificação pela fé em Jesus (sola fide), sendo abundante em toda a terra (Sl 97.6) 25 4.1) Fartura de justiça
  • 26. IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A JUSTIÇA DE DEUS Para experimentarmos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus para as nossas vidas, é preciso haver uma revolução em nossos pensamentos, causando um efeito transformador de nossas atitudes (Rm 12.2); Esqueçamos ideias de vingança; Abandonemos ideais de luta e confusão; O SENHOR É JUSTO JUIZ 26 4.2) Justiça não significa vingança
  • 27. IV. UMA REFLEXÃO A MAIS SOBRE A JUSTIÇA DE DEUS Somente um compromisso sério em levar o evangelho a toda a criatura, a ganhar almas, a cuidar e preparar o novo crente, pode realmente transformar nossas vidas e a vida daqueles que nos certam. FAZER OUTROS CHEGAREM À BEM AVENTURANÇA DE TEREM FOME E SEDE DE JUSTIÇA É NOSSO ALVO. 27 4.3) Mudança de atitude
  • 28. CONCLUSÃO Deus tem derramado de maneira ilimitada o Seu amor, como os aguaceiros que refrigeram a terra. Ele diz: 28 “As nuvens chovam justiça; abra-se a terra, e produza-se salvação, e a justiça frutifique juntamente”. (Is 45. 8)
  • 29. CONCLUSÃO 29 Os aflitos e necessitados buscam águas, e não as há, e a sua língua se seca de sede; mas Eu, o Senhor, os ouvirei, Eu, o Deus de Israel os não desampararei. Abrirei rios em lugares altos e fontes, no meio dos vales; tornarei o deserto em tanques de águas e a terra seca, em mananciais. (Is 41. 17, 18)
  • 30. CONCLUSÃO 30 E todos nós recebemos também da Sua plenitude, com graça sobre graça. (Jo 1.16)
  • 31. Perguntas 31 1. Como está meu desejo de ler a Bíblia? Gosto de orar? Desejo ajudar nos trabalhos da igreja? Resposta pessoal.
  • 32. Perguntas 32 2. Gosto de ouvir pregações, reflexões, hinos? Após, consigo verificar se o que foi dito está em conformidade com a Palavra de Deus? Resposta pessoal.
  • 33. Perguntas 33 3. Sou facilmente levado por novos movimentos espirituais? Gosto de novidade espiritual? Resposta pessoal.
  • 34. Perguntas 34 4. Consigo dividir meu tempo de tal forma que posso ler com tranquilidade a Palavra de Deus e dedicar-me à oração? Resposta pessoal.
  • 35. Perguntas 35 5. Quando leio a parábola que está em Mateus 13 (a parábola do semeador) posso, sinceramente, dizer que sou a “boa terra” (aquela que produz muitos frutos)? Resposta pessoal.
  • 36. Perguntas 36 6. Ainda pensando em Mateus 13 (a parábola do semeador) o que devo fazer para chegar à posição de “boa terra”? Resposta pessoal.