SlideShare uma empresa Scribd logo
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
VERDADE PRÁTICA
• Cremos no Senhor Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus,
plenamente Deus, plenamente Homem e o único Salvador do
mundo.
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Jo 3.16-18
Jesus é o Filho Unigênito de Deus
Terça - Rm 1.3,4
Jesus é o verdadeiro Deus e o verdadeiro homem
Quarta - Is 7.14; Mt 1.20,23
Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria
Quinta - Hb 10.12
A morte de Jesus foi expiatória
Sexta - Rm 8.34
Jesus ressuscitou dentre os mortos e intercede por nós
Sábado - At 1.9
Jesus subiu aos céus
OBJETIVO GERAL
• Explicar porque cremos que Jesus é o Filho
Unigênito de Deus, plenamente Deus e plenamente
homem.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• (I) Compreender que Jesus é o Filho Unigênito de Deus;
• (II) Mostrar a deidade do Filho de Deus;
• (III) Apresentar a humanidade do Filho de Deus.
ESBOÇO DA LIÇÃO
I - O FILHO UNIGÊNITO DE DEUS
• 1-O Filho de Deus.
• 2.Significado.
• 3.Significado de "unigênito" (v.14b).
II- A DEIDADE DO FILHO DE DEUS
• 1.O Verbo de Deus (Jo 1.1).
• 2.Reações à divindade de Jesus.
• 3.O relacionamento entre o Pai e o Filho.
III - A HUMANIDADE DO FILHO DE DEUS
• 1."E o Verbo se fez carne" (Jo 1.14a).
• 2.Características humanas.
• 3.Necessidade da encarnação do Verbo.
PONTO CENTRAL
• Cremos que Jesus é o Filho Unigênito de Deus,
plenamente Deus e plenamente homem.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 1.1-14
1 NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o
Verbo era Deus.
2 Ele estava no princípio com Deus.
3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi
feito se fez.
4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.
5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a
compreenderam.
6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João.
7 Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para
que todos cressem por ele.
• 8 Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.
• 9 Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem
que vem ao mundo.
• 10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo
não o conheceu.
• 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
• 12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de
serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;
• 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da
carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
• 14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua
glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e
de verdade.
TEXTO ÁUREO
7 Este veio para testemunho, para que testificasse
da luz, para que todos cressem por ele.
INTRODUÇÃO
• Cristologia é o estudo sobre Cristo; é uma parte da teologia
cristã que estuda e define a natureza de Jesus, a doutrina da
pessoa e da obra de Jesus Cristo, com uma particular atenção
à relação com Deus, às origens, ao modo de vida de Jesus de
Nazaré, visto que estas origens e o papel dentro da doutrina
de salvação tem sido objeto de estudo e discussão desde os
primórdios do cristianismo.
• ‘Jesus’ quer dizer ‘YAHWEH é Salvador’; é a forma grega de
‘Josué’ (Mt 1.21).
• ‘Cristo’ quer dizer ‘Ungido’; é o mesmo que o termo hebraico
Messias. (O ÚNICO UNGIDO)
• Tanto “o Cristo” (grego) como “o Messias” (hebraico) querem
dizer “o Ungido”, um dos títulos de Jesus, a quem Deus
escolheu para ser o Salvador da humanidade {#Jo 1.41;”
• O texto em epígrafe não se aplica ao pastor e sim
exclusivamente a Jesus Cristo conforme citação do Novo
Dicionário de teologia do Novo Testamento, vol. IV, pg. 677
onde se lê: “Em passagens como Is 61:1″ O ESPÍRITO do
Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu,
para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os
contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a
abertura de prisão aos presos; ” e Ez 16:9, “Então te lavei com
água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo,” a
unção deve ser entendida metaforicamente, sendo que, em
Israel, a unção ritual era apenas disponível para reis e
sacerdotes.
• Is 61:1 deve ser entendido como autoridade.
• O Dicionário da Bíblia de Jonh
Davis reafirma que as palavras
Messias e Cristo significam “o
ungido”. No texto de Lucas 4:18
assim está escrito: “O Espírito
do Senhor está sobre mim, pelo
que me ungiu para evangelizar
os pobres; enviou-me para
proclamar libertação aos cativos
e restauração da vista aos
cegos, para pôr em liberdade os
oprimidos.”
Clique aqui para ler o texto completo
I - O FILHO UNIGÊNITO DE DEUS
1 - O Filho de Deus.
• ‘Filho de Deus’ é o título cristológico muitas vezes
negligenciado, às vezes mal compreendido e atualmente
questionado. Embora a identidade de Jesus como ‘Filho de
Deus’ seja uma confissão de base para todo cristão, boa parte
de sua importância é muitas vezes negligenciada ou mal
compreendida. ‘Àquele a quem o Pai santificou, e enviou ao
mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de
Deus?’ (Jo 10.36). Jesus é chamado de 'ho huios tou theou',
'o Filho de Deus' e não 'theou huios', um 'filho de Deus'. Jesus
não é apenas "um filho de Deus", mas "o Filho de Deus", o
único (ver At 8.37; 9.20; 1Jo 4.15; 5.5; Jo 20.31); isso implica
em igualdade em essência com Deus Pai e revelação completa
de Deus.
2 . Significado.
• Esse nome é parte da verdade bíblica de que Jesus Cristo é
Deus, igual em todas as coisas ao Pai. Embora muitos hoje
neguem isso, mesmo os judeus incrédulos dos dias de Jesus
entenderam o que ele estava alegando. Quando ele se
chamou de o ‘Filho de Deus’, eles pegaram pedras para matá-
lo por blasfêmia (Jo 8.59; Jo 10.30-42).
• Eles entendiam muito mais que a maioria hoje. As seitas, a
doutrina da unicidade, e outros ensinos anti-trinitariamos
lêem o nome o ‘Filho unigênito de Deus’ e nem mesmo
reconhecem o que ele significa. Ele deveria ser a verdade para
eles, ou a mais horrível blasfêmia, pois o nome o ‘Filho
unigênito de Deus’ ensina sua divindade ainda mais
poderosamente que o nome ‘Filho de Deus’.
3 . Significado de "unigênito" (v.14b).
• O termo ‘filho unigênito’ ocorre em João 3.16: ‘Porque Deus
amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a
vida eterna’ (NVI). A expressão "unigênito" é a tradução da
palavra grega monogenes. Ele não é um ser criado em Sua
natureza divina como o Filho. O Filho uniu-se à carne criada
de Jesus Cristo.
• A Bíblia não propõe um Arianismo. Jesus não é o primeiro ser
criado – pelo contrário, Ele é o único Ser auto-suficiente; o
Deus sempiterno, infinito e ilimitado. Como os outros nomes
de Cristo, esse não é um nome que pode ser confessado de
maneira abstrata. A única forma de eu confessar esse nome é
dizer que o Filho unigênito de Deus é meu Deus.
II- A DEIDADE DO FILHO DE DEUS
1 . O Verbo de Deus (Jo 1.1).
• Ele é o Verbo que está com Deus desde o princípio. Isto
significa que Ele é eterno. Ele também é o Criador e tem o
poder de criar do nada. Sua capacidade de criar prova Sua
Onipotência. Seus atributos são os mesmos de Deus porque
Ele é Deus.
• Em João 1.1, Jesus é descrito com atributos de eternidade.
Podemos dizer: No princípio era a Autoexpressão de Deus. No
princípio, Deus expressou a si mesmo. No princípio era a
Autoexpressão de Deus, e tal Autoexpressão estava com
Deus; o companheiro de Deus; e a Autoexpressão era Deus; o
próprio ser de Deus. Ele é a Autoexpressão de Deus. Ele está
com Deus no princípio. Deus é um, e ainda assim há uma
complexidade nele desde o princípio.
2 . Reações à divindade de Jesus.
• Jesus declarou isso de Si mesmo, e os Apóstolos declaram isto
sobre Jesus, mesmo depois que Ele ascendeu aos céus, em
todas as cartas do Novo Testamento às igrejas. Negar isto é
reinterpretar a mensagem da Bíblia sem ler o próprio texto –
como muitas pessoas que odeiam Cristo o fazem.
• Ler e negociar claramente com o texto é ver a divindade de
Jesus Cristo como único e verdadeiro Deus. Assim como João,
Paulo não confunde as palavras sobre Deus tomar forma de
homem ao dizer em 1 Timóteo 3.16 – “E, sem dúvida alguma,
grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em
carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos
gentios, crido no mundo, recebido acima na glória”. Quem se
manifestou em carne? Foi Deus.
3.O relacionamento entre o Pai e o Filho.
• No relacionamento entre o Pai e o Filho é importante
descrever que as três pessoas da Trindade são distintas e
cumprem papéis diferentes em relação à criação e redenção.
Porém, não há uma espécie de hierarquia, ou cadeia de
comando eterna no relacionamento intratrinitariano. Não
devemos confundir a ideia de distinção com submissão. Como
todas as outras ciências, na ciência da teologia alguns termos
técnicos são necessários, mas. deixando os termos pouco
usuais “tripartidas, intratrinitariano, histórico-salvífico,
bipartidas” de lado, entendamos que a existência de três
Pessoas distintas na Deidade não significa que cada uma seja
como que separada das outras, assim como um ser humano é
separado de outro.
III - A HUMANIDADE DO FILHO DE DEUS
1."E o Verbo se fez carne" (Jo 1.14a).
• Jesus é verdadeiro homem – O verbo divino fez-se carne. O
eterno entrou no tempo. O infinito tornou-se finito. O senhor
se fez servo.
• Aquele que estava entronizado acima dos querubins foi
desprezado pelos homens. Aquele cujas hostes celestes
adoravam sem cessar foi cuspido pelos seus algozes. Aquele
que é bendito eternamente fez-se maldição por nós e foi
traspassado na cruz pelas nossas iniqüidades. Aquele que
jamais conheceu pecado foi feito pecado por nós.
• Aquele que nem os céus dos céus podem contê-lo esvaziou-se
e humilhou-se nascendo numa família pobre, num berço
pobre, numa cidade pobre e viveu como pobre, sem ter onde
reclinar a cabeça.
2 . Características humanas.
• É importante ressaltar que embora permanecesse em tudo
divino, Cristo tomou sobre si uma natureza humana com suas
tentações, humilhações e fraquezas, porém sem pecado (vv.
7,8; Hb 4.15) – enquanto homem, Ele não deixou de ser Deus.
• Jesus é Deus e Homem ao mesmo tempo, eternamente, numa
só Pessoa.
Conforme disse o teólogo contemporâneo J. I. Packer:
• “Temos aqui dois mistérios pelo preço de um - a pluralidade
de Pessoas na unidade de Deus e a união de Deus com a
humanidade, na Pessoa de Jesus Cristo... Nada na ficção é tão
fantástico como o que acontece na verdade da Encarnação.”
3.Necessidade da encarnação do Verbo.
• No evangelho de João (1.14) lemos: “O Verbo se fez carne”.
• João também disse: “Jesus Cristo veio em carne [...] todo
espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não
é de Deus, mas este é o espírito do anticristo”.
• Paulo também, em 1 Timóteo 3.16, insiste que “Deus se
manifestou em carne”. Quase todos os versículos dos
evangelhos pressupõem a encarnação.
• Nas palavras do teólogo Louis Berkhof, a encarnação do Verbo
“é o milagre dos milagres”.
• A fé na Encarnação verdadeira do Filho de Deus é o sinal
distintivo da fé cristã: “Nisto reconheceis o Espírito de Deus.
Conclusão
• Uma lição como estas merece um tempo maior para nos
aprofundarmos neste assunto tão importante para a fé cristã.
• A doutrina de Cristo hoje em dia é muitas vezes exposta de
maneira completamente naturalista.
• Quando João inicia seu evangelho com "No princípio" ele
reflete Gênesis 1.1 e também é usado em 1Jo 1.1 como uma
referência para a encarnação.
• Os Versículos 1 a 5 são uma afirmação da pré-existência divina
de Jesus Cristo antes da criação (Jo 1.15; 8.56-59; 16.28; 17.5;
2Co 8.9; Fp 2.6-7; Cl 1.17, Hb 1.3; 10.5-9).
Clique aqui: Subsídios dessa lição

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
Joel Oliveira
 
Doutrina da palavra
Doutrina da palavraDoutrina da palavra
Doutrina da palavra
Gcom digital factory
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
editorjovens
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aula
Joel Silva
 
Revistas ebd jovens - 1º Trimestre - 2017,
Revistas ebd jovens -  1º Trimestre - 2017,Revistas ebd jovens -  1º Trimestre - 2017,
Revistas ebd jovens - 1º Trimestre - 2017,
Abdias Barreto
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultos
Vilmar Nascimento
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
JoelSilva477650
 
5º módulo 1ª aula
5º módulo   1ª aula5º módulo   1ª aula
5º módulo 1ª aula
Joel Silva
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Ricardo Gondim
 
O Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
O Único Deus Verdadeiro - Paul WasherO Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
O Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
Portal Cristão
 
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
Joel Silva
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aula
Joel Silva
 
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três PessoasLição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
Francisco Barbosa
 
Conhecendo deus
Conhecendo deusConhecendo deus
Conhecendo deus
Luiz Siles
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
Joel Silva
 
Ponte - Liga o céu ao homem
Ponte  - Liga o céu ao homemPonte  - Liga o céu ao homem
Ponte - Liga o céu ao homem
jair seixas
 
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. CapriRevelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
capriello
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
Joel Silva
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Erberson Pinheiro
 

Mais procurados (19)

Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015Juvenis   lição 07 - 3º trimestre 2015
Juvenis lição 07 - 3º trimestre 2015
 
Doutrina da palavra
Doutrina da palavraDoutrina da palavra
Doutrina da palavra
 
4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aula
 
Revistas ebd jovens - 1º Trimestre - 2017,
Revistas ebd jovens -  1º Trimestre - 2017,Revistas ebd jovens -  1º Trimestre - 2017,
Revistas ebd jovens - 1º Trimestre - 2017,
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultos
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
 
5º módulo 1ª aula
5º módulo   1ª aula5º módulo   1ª aula
5º módulo 1ª aula
 
Panorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação ProgressivaPanorama do AT - Revelação Progressiva
Panorama do AT - Revelação Progressiva
 
O Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
O Único Deus Verdadeiro - Paul WasherO Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
O Único Deus Verdadeiro - Paul Washer
 
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 02 Adultos
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aula
 
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três PessoasLição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
Lição 3: A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas
 
Conhecendo deus
Conhecendo deusConhecendo deus
Conhecendo deus
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 07
 
Ponte - Liga o céu ao homem
Ponte  - Liga o céu ao homemPonte  - Liga o céu ao homem
Ponte - Liga o céu ao homem
 
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. CapriRevelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
Revelação Progressiva de DEUS a humanidade Prof. Capri
 
4º módulo 4ª aula
4º módulo   4ª aula4º módulo   4ª aula
4º módulo 4ª aula
 
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOSLição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
Lição 12 - A IGREJA E A SALVAÇÃO DOS PERDIDOS
 

Semelhante a E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04

20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
Natalino das Neves Neves
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Éder Tomé
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Erberson Pinheiro
 
LIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristoLIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristo
Pr Neto
 
Testemunha de Jeová
Testemunha de JeováTestemunha de Jeová
Testemunha de Jeová
prantoniocarlos
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
Tiago Alencar
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Zé Vitor Rabelo
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Zé Vitor Rabelo
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Zé Vitor Rabelo
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
Hamilton Souza
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Márcio Martins
 
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdfem pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
FernandoSantos552059
 
JESUS - O Homem Deus
JESUS - O Homem DeusJESUS - O Homem Deus
JESUS - O Homem Deus
Abdias Barreto
 
1 trindade - 08-09-2013 (1)
1   trindade - 08-09-2013 (1)1   trindade - 08-09-2013 (1)
1 trindade - 08-09-2013 (1)
judju
 
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e SalvadorLição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Ailton da Silva
 
Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1
Marcos Luiz DA Silva
 
Samuel a doutrina de deus - versão final
Samuel   a doutrina de deus - versão finalSamuel   a doutrina de deus - versão final
Samuel a doutrina de deus - versão final
Roberto Maciel
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
Doutrinas biblicas
Doutrinas biblicasDoutrinas biblicas
Doutrinas biblicas
Lemuell Canario
 

Semelhante a E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04 (20)

20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
LIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristoLIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristo
 
Testemunha de Jeová
Testemunha de JeováTestemunha de Jeová
Testemunha de Jeová
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
 
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdfem pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
em pdf Historia Carater e Natureza De Deus.pdf
 
JESUS - O Homem Deus
JESUS - O Homem DeusJESUS - O Homem Deus
JESUS - O Homem Deus
 
1 trindade - 08-09-2013 (1)
1   trindade - 08-09-2013 (1)1   trindade - 08-09-2013 (1)
1 trindade - 08-09-2013 (1)
 
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e SalvadorLição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
Lição 4 - O Senhor Jesus e Salvador
 
Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1
 
Samuel a doutrina de deus - versão final
Samuel   a doutrina de deus - versão finalSamuel   a doutrina de deus - versão final
Samuel a doutrina de deus - versão final
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 02
 
Doutrinas biblicas
Doutrinas biblicasDoutrinas biblicas
Doutrinas biblicas
 

Mais de Joel Silva

E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
Joel Silva
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
E.b.d   adultos 4ºtrimestre2016 lição 07E.b.d   adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
E.b.d adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
Joel Silva
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
Joel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 10
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 09
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 06
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 05
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 03
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 01
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 04
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 03
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 13
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 12
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 11
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 10
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 09
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 08
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
E.b.d   adultos 4ºtrimestre2016 lição 07E.b.d   adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
E.b.d adultos 4ºtrimestre2016 lição 07
 
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06E.b.d   adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
E.b.d adultos 4ºtrimestre 2016 lição 06
 

Último

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (14)

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04

  • 2. VERDADE PRÁTICA • Cremos no Senhor Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus, plenamente Deus, plenamente Homem e o único Salvador do mundo.
  • 3. LEITURA DIÁRIA Segunda - Jo 3.16-18 Jesus é o Filho Unigênito de Deus Terça - Rm 1.3,4 Jesus é o verdadeiro Deus e o verdadeiro homem Quarta - Is 7.14; Mt 1.20,23 Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria Quinta - Hb 10.12 A morte de Jesus foi expiatória Sexta - Rm 8.34 Jesus ressuscitou dentre os mortos e intercede por nós Sábado - At 1.9 Jesus subiu aos céus
  • 4. OBJETIVO GERAL • Explicar porque cremos que Jesus é o Filho Unigênito de Deus, plenamente Deus e plenamente homem.
  • 5. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • (I) Compreender que Jesus é o Filho Unigênito de Deus; • (II) Mostrar a deidade do Filho de Deus; • (III) Apresentar a humanidade do Filho de Deus.
  • 6. ESBOÇO DA LIÇÃO I - O FILHO UNIGÊNITO DE DEUS • 1-O Filho de Deus. • 2.Significado. • 3.Significado de "unigênito" (v.14b). II- A DEIDADE DO FILHO DE DEUS • 1.O Verbo de Deus (Jo 1.1). • 2.Reações à divindade de Jesus. • 3.O relacionamento entre o Pai e o Filho. III - A HUMANIDADE DO FILHO DE DEUS • 1."E o Verbo se fez carne" (Jo 1.14a). • 2.Características humanas. • 3.Necessidade da encarnação do Verbo.
  • 7. PONTO CENTRAL • Cremos que Jesus é o Filho Unigênito de Deus, plenamente Deus e plenamente homem.
  • 8. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE João 1.1-14 1 NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. 7 Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.
  • 9. • 8 Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. • 9 Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. • 10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. • 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. • 12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; • 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. • 14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
  • 10. TEXTO ÁUREO 7 Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.
  • 11. INTRODUÇÃO • Cristologia é o estudo sobre Cristo; é uma parte da teologia cristã que estuda e define a natureza de Jesus, a doutrina da pessoa e da obra de Jesus Cristo, com uma particular atenção à relação com Deus, às origens, ao modo de vida de Jesus de Nazaré, visto que estas origens e o papel dentro da doutrina de salvação tem sido objeto de estudo e discussão desde os primórdios do cristianismo. • ‘Jesus’ quer dizer ‘YAHWEH é Salvador’; é a forma grega de ‘Josué’ (Mt 1.21). • ‘Cristo’ quer dizer ‘Ungido’; é o mesmo que o termo hebraico Messias. (O ÚNICO UNGIDO)
  • 12. • Tanto “o Cristo” (grego) como “o Messias” (hebraico) querem dizer “o Ungido”, um dos títulos de Jesus, a quem Deus escolheu para ser o Salvador da humanidade {#Jo 1.41;”
  • 13. • O texto em epígrafe não se aplica ao pastor e sim exclusivamente a Jesus Cristo conforme citação do Novo Dicionário de teologia do Novo Testamento, vol. IV, pg. 677 onde se lê: “Em passagens como Is 61:1″ O ESPÍRITO do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; ” e Ez 16:9, “Então te lavei com água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo,” a unção deve ser entendida metaforicamente, sendo que, em Israel, a unção ritual era apenas disponível para reis e sacerdotes. • Is 61:1 deve ser entendido como autoridade.
  • 14. • O Dicionário da Bíblia de Jonh Davis reafirma que as palavras Messias e Cristo significam “o ungido”. No texto de Lucas 4:18 assim está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos.” Clique aqui para ler o texto completo
  • 15. I - O FILHO UNIGÊNITO DE DEUS
  • 16. 1 - O Filho de Deus.
  • 17. • ‘Filho de Deus’ é o título cristológico muitas vezes negligenciado, às vezes mal compreendido e atualmente questionado. Embora a identidade de Jesus como ‘Filho de Deus’ seja uma confissão de base para todo cristão, boa parte de sua importância é muitas vezes negligenciada ou mal compreendida. ‘Àquele a quem o Pai santificou, e enviou ao mundo, vós dizeis: Blasfemas, porque disse: Sou Filho de Deus?’ (Jo 10.36). Jesus é chamado de 'ho huios tou theou', 'o Filho de Deus' e não 'theou huios', um 'filho de Deus'. Jesus não é apenas "um filho de Deus", mas "o Filho de Deus", o único (ver At 8.37; 9.20; 1Jo 4.15; 5.5; Jo 20.31); isso implica em igualdade em essência com Deus Pai e revelação completa de Deus.
  • 19. • Esse nome é parte da verdade bíblica de que Jesus Cristo é Deus, igual em todas as coisas ao Pai. Embora muitos hoje neguem isso, mesmo os judeus incrédulos dos dias de Jesus entenderam o que ele estava alegando. Quando ele se chamou de o ‘Filho de Deus’, eles pegaram pedras para matá- lo por blasfêmia (Jo 8.59; Jo 10.30-42). • Eles entendiam muito mais que a maioria hoje. As seitas, a doutrina da unicidade, e outros ensinos anti-trinitariamos lêem o nome o ‘Filho unigênito de Deus’ e nem mesmo reconhecem o que ele significa. Ele deveria ser a verdade para eles, ou a mais horrível blasfêmia, pois o nome o ‘Filho unigênito de Deus’ ensina sua divindade ainda mais poderosamente que o nome ‘Filho de Deus’.
  • 20. 3 . Significado de "unigênito" (v.14b).
  • 21. • O termo ‘filho unigênito’ ocorre em João 3.16: ‘Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna’ (NVI). A expressão "unigênito" é a tradução da palavra grega monogenes. Ele não é um ser criado em Sua natureza divina como o Filho. O Filho uniu-se à carne criada de Jesus Cristo. • A Bíblia não propõe um Arianismo. Jesus não é o primeiro ser criado – pelo contrário, Ele é o único Ser auto-suficiente; o Deus sempiterno, infinito e ilimitado. Como os outros nomes de Cristo, esse não é um nome que pode ser confessado de maneira abstrata. A única forma de eu confessar esse nome é dizer que o Filho unigênito de Deus é meu Deus.
  • 22. II- A DEIDADE DO FILHO DE DEUS
  • 23. 1 . O Verbo de Deus (Jo 1.1).
  • 24. • Ele é o Verbo que está com Deus desde o princípio. Isto significa que Ele é eterno. Ele também é o Criador e tem o poder de criar do nada. Sua capacidade de criar prova Sua Onipotência. Seus atributos são os mesmos de Deus porque Ele é Deus. • Em João 1.1, Jesus é descrito com atributos de eternidade. Podemos dizer: No princípio era a Autoexpressão de Deus. No princípio, Deus expressou a si mesmo. No princípio era a Autoexpressão de Deus, e tal Autoexpressão estava com Deus; o companheiro de Deus; e a Autoexpressão era Deus; o próprio ser de Deus. Ele é a Autoexpressão de Deus. Ele está com Deus no princípio. Deus é um, e ainda assim há uma complexidade nele desde o princípio.
  • 25. 2 . Reações à divindade de Jesus.
  • 26. • Jesus declarou isso de Si mesmo, e os Apóstolos declaram isto sobre Jesus, mesmo depois que Ele ascendeu aos céus, em todas as cartas do Novo Testamento às igrejas. Negar isto é reinterpretar a mensagem da Bíblia sem ler o próprio texto – como muitas pessoas que odeiam Cristo o fazem. • Ler e negociar claramente com o texto é ver a divindade de Jesus Cristo como único e verdadeiro Deus. Assim como João, Paulo não confunde as palavras sobre Deus tomar forma de homem ao dizer em 1 Timóteo 3.16 – “E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória”. Quem se manifestou em carne? Foi Deus.
  • 27. 3.O relacionamento entre o Pai e o Filho.
  • 28. • No relacionamento entre o Pai e o Filho é importante descrever que as três pessoas da Trindade são distintas e cumprem papéis diferentes em relação à criação e redenção. Porém, não há uma espécie de hierarquia, ou cadeia de comando eterna no relacionamento intratrinitariano. Não devemos confundir a ideia de distinção com submissão. Como todas as outras ciências, na ciência da teologia alguns termos técnicos são necessários, mas. deixando os termos pouco usuais “tripartidas, intratrinitariano, histórico-salvífico, bipartidas” de lado, entendamos que a existência de três Pessoas distintas na Deidade não significa que cada uma seja como que separada das outras, assim como um ser humano é separado de outro.
  • 29. III - A HUMANIDADE DO FILHO DE DEUS
  • 30. 1."E o Verbo se fez carne" (Jo 1.14a).
  • 31. • Jesus é verdadeiro homem – O verbo divino fez-se carne. O eterno entrou no tempo. O infinito tornou-se finito. O senhor se fez servo. • Aquele que estava entronizado acima dos querubins foi desprezado pelos homens. Aquele cujas hostes celestes adoravam sem cessar foi cuspido pelos seus algozes. Aquele que é bendito eternamente fez-se maldição por nós e foi traspassado na cruz pelas nossas iniqüidades. Aquele que jamais conheceu pecado foi feito pecado por nós. • Aquele que nem os céus dos céus podem contê-lo esvaziou-se e humilhou-se nascendo numa família pobre, num berço pobre, numa cidade pobre e viveu como pobre, sem ter onde reclinar a cabeça.
  • 33. • É importante ressaltar que embora permanecesse em tudo divino, Cristo tomou sobre si uma natureza humana com suas tentações, humilhações e fraquezas, porém sem pecado (vv. 7,8; Hb 4.15) – enquanto homem, Ele não deixou de ser Deus. • Jesus é Deus e Homem ao mesmo tempo, eternamente, numa só Pessoa. Conforme disse o teólogo contemporâneo J. I. Packer: • “Temos aqui dois mistérios pelo preço de um - a pluralidade de Pessoas na unidade de Deus e a união de Deus com a humanidade, na Pessoa de Jesus Cristo... Nada na ficção é tão fantástico como o que acontece na verdade da Encarnação.”
  • 35. • No evangelho de João (1.14) lemos: “O Verbo se fez carne”. • João também disse: “Jesus Cristo veio em carne [...] todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus, mas este é o espírito do anticristo”. • Paulo também, em 1 Timóteo 3.16, insiste que “Deus se manifestou em carne”. Quase todos os versículos dos evangelhos pressupõem a encarnação. • Nas palavras do teólogo Louis Berkhof, a encarnação do Verbo “é o milagre dos milagres”. • A fé na Encarnação verdadeira do Filho de Deus é o sinal distintivo da fé cristã: “Nisto reconheceis o Espírito de Deus.
  • 37. • Uma lição como estas merece um tempo maior para nos aprofundarmos neste assunto tão importante para a fé cristã. • A doutrina de Cristo hoje em dia é muitas vezes exposta de maneira completamente naturalista. • Quando João inicia seu evangelho com "No princípio" ele reflete Gênesis 1.1 e também é usado em 1Jo 1.1 como uma referência para a encarnação. • Os Versículos 1 a 5 são uma afirmação da pré-existência divina de Jesus Cristo antes da criação (Jo 1.15; 8.56-59; 16.28; 17.5; 2Co 8.9; Fp 2.6-7; Cl 1.17, Hb 1.3; 10.5-9).
  • 38. Clique aqui: Subsídios dessa lição