SlideShare uma empresa Scribd logo
18.11.2010




princípios de jogo – espaço    e concentração

acção técnico-táctica colectiva ofensiva – esquemas
tácticos ofensivos

acção técnico-táctica colectiva defensiva – esquemas
tácticos defensivos

acção técnico-táctica individual   – drible/finta
espaço
“…o ataque tem todo o interesse em tornar o        jogo mais
aberto,     com    maior    amplitude,        em   largura       e
profundidade,       em criar linhas de passe, de forma a obrigar a

defesa a flutuar e a ter maior dificuldades em criar situações de
superioridade numérica.”
                                           (Garganta e Pinto, 1998)
parte da aula: principal
escalão: sub-13(infantis)
fase: aprendizagem/desenvolvimento
FB: campo grande, largura, profundidade, circulação rápida bola, alas abertos, DC e PL
fundos a esticar a equipa


exercício 1: gr+4x3+gr
          •uso de referências e de superioridade numérica
exercício 2: gr+4x3+gr e gr+5x4+gr
          •uso de superioridade numérica




exercício 3: gr+4x4+gr e gr+5x5+gr
          •condicionado por FB apenas
concentração
“…à defesa compete    restringir o espaço             disponível para

jogar,   diminuir a amplitude do ataque,                 obrigando o

adversário a   jogar em pequenos espaços,                 de forma a

facilitar a cobertura defensiva e a criação permanente de situações de
superioridade numérica.”


                                              (Garganta e Pinto, 1998)
parte da aula: principal
escalão: sub-13(infantis)
fase: aprendizagem/desenvolvimento
FB: campo pequeno, linhas juntas, reduz espaços interiores, não deixa a equipa
adversária jogar dentro da nossa

exercício 1: gr+4x4+gr
          •uso de corredores e balizas “referência”
exercício 2: gr+4x4+gr e gr+5x5+gr
          •uso de balizas “referência”
exercício 3: gr+5x5+gr e gr+6x6+gr
          •condicionado por FB apenas
ATTO–    esquemas tácticos

“…forma de combinação táctica, ou seja, a   coordenação das
acções individuais de vários jogadores               de natureza
ofensiva, que visam assegurar as condições mais favoráveis para a

concretização imediata do golo          durante as fases fixas do
jogo.”


                                               (Teodurescu, 1984)
parte da aula: principal
escalão: sub-13(infantis)
fase: desenvolvimento

FB: Ataca a bola, deslocamentos rápidos após “bater” na bola, lê a defesa - ala
solto joga curto para poder rematar

exercício 1: canto
          •PL no 1º, 3ºjogador no ½ e 2º jogador no 2º (espaço
          morto)
          •curto – passa nas costas e procura ângulo para remate
exercício 2: livre (2 jogadores perto da bola)
          •remate directo; remate depois passar por cima; toca
          para desviar da barreira; abre na lateral para cruzar.
   FB: combinar com o colega reduzindo a incerteza da nossa equipa
exercício 3: lançamento             lateral
(1 jogador dentro e dois na ala; até 2/3 do campo feito pelo DC)
            •lança para o pé do colega; lança no 2º jogador no
            espaço; lança no 1º jogador para pentear.
FB: não tira os apoios do solo, bola atrás da cabeça, vê quem está sem marcação
ATTD–       esquemas tácticos

“…coordenação de   acções individuais de vários jogadores
de natureza defensiva, que visam assegurar as condições mais

favoráveis à   protecção máxima da baliza e à recuperação
da posse da bola durante as partes fixas do jogo.”

                                               (Teodurescu, 1984)
parte da aula: principal
escalão: sub-13(infantis)
fase: desenvolvimento

FB: ataca a bola 1º que o adversário, atentos a quem fica sem marcação


exercício 1: canto
          •linha defensiva pela pequena área,
          •procurar atacar a bola 1º que o atacante,
          •homem na “cabeça da área”
          •curto – ala do lado do canto atento à marcação curta
exercício 2: livre
          •não entrar na área ou ficar pela linha barreira,
          •PL fica no ½ campo para impedir a progressão dos DC
          adversários ou vem fazer igualdade numérica,
          •jogadores livres atento à simulação de remate seguida
          de abertura na ala para cruzar.
exercício 3: lançamento lateral
          •ala do lado do lançamento marca a 1ª estação de
          recepção
          •DC do lado da bola acompanha o PL adversário
          •2º DC dá cobertura defensiva
          •ala do lado contrário diminui o espaço interior
          (concentração)
ATTI–   drible/finta


“…acções técnico-tácticas de   ultrapassar com bola   controlada

o   adversário directo.”

                                                (Castelo, 1994)
parte da aula: inicial
escalão: sub-13(infantis)
fase: aprendizagem/desenvolvimento

FB: bola junto ao pé, muitos toques na bola, mudança de velocidade quando finta

exercício 1: 1+1x0+gr
          •uso de referência no solo (sinalizador)
exercício 2: 1+1x0+gr
          •sem referência
exercício 3: 1+1x1+gr
          •com oposição passiva e posteriormente activa
          •ao fim de um certo tempo ou nº repetições troca o
          defesa
o   fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relatorio scp vs fcp jun c
Relatorio scp vs fcp   jun cRelatorio scp vs fcp   jun c
Relatorio scp vs fcp jun c
Joao Filipe Machado
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Fundação Real Madrid
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensiva
Ricardo Luiz Pace
 
Jornadas tecnicas
Jornadas tecnicasJornadas tecnicas
Jornadas tecnicas
Rogerioserrador
 
Alemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
Alemanha vs Portugal - Análise completa da AlemanhaAlemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
Alemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
Valter Correia
 
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinez
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinezRelatório de Observação e Análise JacksonMartinez
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinez
Valter Nascimento
 
Sistema 4 em linha
Sistema 4 em linhaSistema 4 em linha
Sistema 4 em linha
Renato Moreira
 
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENSANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
Carlos Eduardo Arissa Vargas
 
Relatório Benfica B
Relatório Benfica BRelatório Benfica B
Relatório Benfica B
Francisco Guimaraes
 
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
Carlos Eduardo Arissa Vargas
 
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da EquipeO Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
Leandro Zago
 
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
Carlos Eduardo Arissa Vargas
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
bbpn
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
Ricardo Miguel Silva
 
Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - Exercícios
Leandro Zago
 
Johan CRUYFF - Penalties
Johan CRUYFF - PenaltiesJohan CRUYFF - Penalties
Johan CRUYFF - Penalties
Fundação Real Madrid
 
SUB13 - Programação de Atividades (2012)
SUB13 - Programação de Atividades (2012)SUB13 - Programação de Atividades (2012)
SUB13 - Programação de Atividades (2012)
Leandro Zago
 
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 ArméniaAnálise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
Futebol Relatórios e Tácticas
 
Fundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum prontoFundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum pronto
ferveronezi09
 

Mais procurados (19)

Relatorio scp vs fcp jun c
Relatorio scp vs fcp   jun cRelatorio scp vs fcp   jun c
Relatorio scp vs fcp jun c
 
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
Modelo de Jogo - Lusitano FC 2011/2012
 
FC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensivaFC Barcelona transição defensiva
FC Barcelona transição defensiva
 
Jornadas tecnicas
Jornadas tecnicasJornadas tecnicas
Jornadas tecnicas
 
Alemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
Alemanha vs Portugal - Análise completa da AlemanhaAlemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
Alemanha vs Portugal - Análise completa da Alemanha
 
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinez
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinezRelatório de Observação e Análise JacksonMartinez
Relatório de Observação e Análise JacksonMartinez
 
Sistema 4 em linha
Sistema 4 em linhaSistema 4 em linha
Sistema 4 em linha
 
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENSANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016 - IMAGENS
 
Relatório Benfica B
Relatório Benfica BRelatório Benfica B
Relatório Benfica B
 
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
RELATÓRIO DE ANÁLISE E OBSERVAÇÃO PRÉ JOGO DO SPFC SUB 20 - COPA SP 2016
 
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da EquipeO Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
O Goleiro inserido no Modelo de Jogo da Equipe
 
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
Argentina 1 x 1 Brasil - Imagens da Análise de Jogo - Prof. Esp. Carlos Vargas
 
Apostila de basquetebol
Apostila de basquetebolApostila de basquetebol
Apostila de basquetebol
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
 
Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - Exercícios
 
Johan CRUYFF - Penalties
Johan CRUYFF - PenaltiesJohan CRUYFF - Penalties
Johan CRUYFF - Penalties
 
SUB13 - Programação de Atividades (2012)
SUB13 - Programação de Atividades (2012)SUB13 - Programação de Atividades (2012)
SUB13 - Programação de Atividades (2012)
 
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 ArméniaAnálise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
Análise Alemanha - Jogo: Alemanha 6 vs 1 Arménia
 
Fundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum prontoFundamentos de futsal forum pronto
Fundamentos de futsal forum pronto
 

Destaque

Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia SportingModelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Ricardo Miguel Silva
 
Pre season-training-week-2
Pre season-training-week-2Pre season-training-week-2
Pre season-training-week-2
Kimmo Haapea
 
Tese Licenciatura
Tese LicenciaturaTese Licenciatura
Tese Licenciatura
Ricardo Miguel Silva
 
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formaçãoSl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Mário Torres
 
Comunicado AFL Supensão das Provas
Comunicado AFL Supensão das ProvasComunicado AFL Supensão das Provas
Comunicado AFL Supensão das Provas
Ricardo Cardoso
 
Valencia - 3x5x2
Valencia - 3x5x2Valencia - 3x5x2
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
Peter Chulkov
 
Microciclo pré temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
Microciclo pré   temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.Microciclo pré   temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
Microciclo pré temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
Ricardo Cardoso
 
Relatorio sporting.
Relatorio sporting.Relatorio sporting.
Relatorio sporting.
Joao Filipe Machado
 
10
1010
Joros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
Joros Oy Invites to 24h Industrial HackathonJoros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
Joros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
Kimmo Haapea
 
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
Renato Moreira
 
Knvb conditioning
Knvb conditioningKnvb conditioning
Knvb conditioning
Kimmo Haapea
 
Entrenador de exito
Entrenador de exitoEntrenador de exito
Entrenador de exito
Humberto Bettencourt
 
Modelo de jogo FCP - Mourinho
Modelo de jogo FCP - MourinhoModelo de jogo FCP - Mourinho
Modelo de jogo FCP - Mourinho
Mário Torres
 
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
Peter Chulkov
 
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
Peter Chulkov
 
Тактические заметки по Евро-2016
Тактические заметки по Евро-2016Тактические заметки по Евро-2016
Тактические заметки по Евро-2016
Peter Chulkov
 
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão DerbyBenfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Futebol Relatórios e Tácticas
 
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
Raúl Oliveira
 

Destaque (20)

Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia SportingModelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
 
Pre season-training-week-2
Pre season-training-week-2Pre season-training-week-2
Pre season-training-week-2
 
Tese Licenciatura
Tese LicenciaturaTese Licenciatura
Tese Licenciatura
 
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formaçãoSl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
 
Comunicado AFL Supensão das Provas
Comunicado AFL Supensão das ProvasComunicado AFL Supensão das Provas
Comunicado AFL Supensão das Provas
 
Valencia - 3x5x2
Valencia - 3x5x2Valencia - 3x5x2
Valencia - 3x5x2
 
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
анализ тактики фк краснодар (ноя 2012)
 
Microciclo pré temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
Microciclo pré   temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.Microciclo pré   temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
Microciclo pré temporada - rcd espanyol y pobla de mafumet c.f.
 
Relatorio sporting.
Relatorio sporting.Relatorio sporting.
Relatorio sporting.
 
10
1010
10
 
Joros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
Joros Oy Invites to 24h Industrial HackathonJoros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
Joros Oy Invites to 24h Industrial Hackathon
 
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
MARKETING NO FUTEBOL: O CASO AMÉRICA (MG)
 
Knvb conditioning
Knvb conditioningKnvb conditioning
Knvb conditioning
 
Entrenador de exito
Entrenador de exitoEntrenador de exito
Entrenador de exito
 
Modelo de jogo FCP - Mourinho
Modelo de jogo FCP - MourinhoModelo de jogo FCP - Mourinho
Modelo de jogo FCP - Mourinho
 
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
ФК Кубань_анализ тактики (весна 2015)
 
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
Тенденции европейского клубного футбола (на основании данных ЛЧ и ЛЕ - 2015/16)
 
Тактические заметки по Евро-2016
Тактические заметки по Евро-2016Тактические заметки по Евро-2016
Тактические заметки по Евро-2016
 
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão DerbyBenfica x Sporting - Antevisão Derby
Benfica x Sporting - Antevisão Derby
 
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
Futebol de Formação: Um abismo metodológico… O “treino da táctica” e o “trein...
 

Semelhante a EAS

Exercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jkExercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jk
passederutura
 
FC Bayern Munchen
FC Bayern MunchenFC Bayern Munchen
Relatório Borussia Dortmund
Relatório Borussia DortmundRelatório Borussia Dortmund
Relatório Borussia Dortmund
Futebol Relatórios e Tácticas
 
Plano de treino_93
Plano de treino_93Plano de treino_93
Plano de treino_93
Ricardo Ribeiro
 
VfL Wolfsburg
VfL WolfsburgVfL Wolfsburg
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga EuropaAnálise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
TacticZone
 
River Plate
River PlateRiver Plate
Futebol
FutebolFutebol
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
actualidades
 
Futebol
Futebol Futebol
Conceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e ProfundidadeConceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e Profundidade
Leandro Zago
 
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionadoExercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
passederutura
 
Maccabi Tel Aviv
Maccabi Tel AvivMaccabi Tel Aviv
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e Pressing
Leandro Zago
 
AS Roma
AS RomaAS Roma
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.pptMODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
JosDamsio2
 

Semelhante a EAS (16)

Exercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jkExercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jk
 
FC Bayern Munchen
FC Bayern MunchenFC Bayern Munchen
FC Bayern Munchen
 
Relatório Borussia Dortmund
Relatório Borussia DortmundRelatório Borussia Dortmund
Relatório Borussia Dortmund
 
Plano de treino_93
Plano de treino_93Plano de treino_93
Plano de treino_93
 
VfL Wolfsburg
VfL WolfsburgVfL Wolfsburg
VfL Wolfsburg
 
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga EuropaAnálise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
Análise ao Fenerbahçe - adversário do SL Benfica na meia final da Liga Europa
 
River Plate
River PlateRiver Plate
River Plate
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
 
Futebol
Futebol Futebol
Futebol
 
Conceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e ProfundidadeConceitos de Amplitude e Profundidade
Conceitos de Amplitude e Profundidade
 
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionadoExercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
Exercício gr+7x7+gr com 2apoios ofensivos condicionado
 
Maccabi Tel Aviv
Maccabi Tel AvivMaccabi Tel Aviv
Maccabi Tel Aviv
 
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e Pressing
 
AS Roma
AS RomaAS Roma
AS Roma
 
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.pptMODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS.ppt
 

EAS

  • 1. 18.11.2010 princípios de jogo – espaço e concentração acção técnico-táctica colectiva ofensiva – esquemas tácticos ofensivos acção técnico-táctica colectiva defensiva – esquemas tácticos defensivos acção técnico-táctica individual – drible/finta
  • 2. espaço “…o ataque tem todo o interesse em tornar o jogo mais aberto, com maior amplitude, em largura e profundidade, em criar linhas de passe, de forma a obrigar a defesa a flutuar e a ter maior dificuldades em criar situações de superioridade numérica.” (Garganta e Pinto, 1998)
  • 3. parte da aula: principal escalão: sub-13(infantis) fase: aprendizagem/desenvolvimento FB: campo grande, largura, profundidade, circulação rápida bola, alas abertos, DC e PL fundos a esticar a equipa exercício 1: gr+4x3+gr •uso de referências e de superioridade numérica
  • 4. exercício 2: gr+4x3+gr e gr+5x4+gr •uso de superioridade numérica exercício 3: gr+4x4+gr e gr+5x5+gr •condicionado por FB apenas
  • 5. concentração “…à defesa compete restringir o espaço disponível para jogar, diminuir a amplitude do ataque, obrigando o adversário a jogar em pequenos espaços, de forma a facilitar a cobertura defensiva e a criação permanente de situações de superioridade numérica.” (Garganta e Pinto, 1998)
  • 6. parte da aula: principal escalão: sub-13(infantis) fase: aprendizagem/desenvolvimento FB: campo pequeno, linhas juntas, reduz espaços interiores, não deixa a equipa adversária jogar dentro da nossa exercício 1: gr+4x4+gr •uso de corredores e balizas “referência”
  • 7. exercício 2: gr+4x4+gr e gr+5x5+gr •uso de balizas “referência”
  • 8. exercício 3: gr+5x5+gr e gr+6x6+gr •condicionado por FB apenas
  • 9. ATTO– esquemas tácticos “…forma de combinação táctica, ou seja, a coordenação das acções individuais de vários jogadores de natureza ofensiva, que visam assegurar as condições mais favoráveis para a concretização imediata do golo durante as fases fixas do jogo.” (Teodurescu, 1984)
  • 10. parte da aula: principal escalão: sub-13(infantis) fase: desenvolvimento FB: Ataca a bola, deslocamentos rápidos após “bater” na bola, lê a defesa - ala solto joga curto para poder rematar exercício 1: canto •PL no 1º, 3ºjogador no ½ e 2º jogador no 2º (espaço morto) •curto – passa nas costas e procura ângulo para remate
  • 11. exercício 2: livre (2 jogadores perto da bola) •remate directo; remate depois passar por cima; toca para desviar da barreira; abre na lateral para cruzar. FB: combinar com o colega reduzindo a incerteza da nossa equipa
  • 12. exercício 3: lançamento lateral (1 jogador dentro e dois na ala; até 2/3 do campo feito pelo DC) •lança para o pé do colega; lança no 2º jogador no espaço; lança no 1º jogador para pentear. FB: não tira os apoios do solo, bola atrás da cabeça, vê quem está sem marcação
  • 13. ATTD– esquemas tácticos “…coordenação de acções individuais de vários jogadores de natureza defensiva, que visam assegurar as condições mais favoráveis à protecção máxima da baliza e à recuperação da posse da bola durante as partes fixas do jogo.” (Teodurescu, 1984)
  • 14. parte da aula: principal escalão: sub-13(infantis) fase: desenvolvimento FB: ataca a bola 1º que o adversário, atentos a quem fica sem marcação exercício 1: canto •linha defensiva pela pequena área, •procurar atacar a bola 1º que o atacante, •homem na “cabeça da área” •curto – ala do lado do canto atento à marcação curta
  • 15. exercício 2: livre •não entrar na área ou ficar pela linha barreira, •PL fica no ½ campo para impedir a progressão dos DC adversários ou vem fazer igualdade numérica, •jogadores livres atento à simulação de remate seguida de abertura na ala para cruzar.
  • 16. exercício 3: lançamento lateral •ala do lado do lançamento marca a 1ª estação de recepção •DC do lado da bola acompanha o PL adversário •2º DC dá cobertura defensiva •ala do lado contrário diminui o espaço interior (concentração)
  • 17. ATTI– drible/finta “…acções técnico-tácticas de ultrapassar com bola controlada o adversário directo.” (Castelo, 1994)
  • 18. parte da aula: inicial escalão: sub-13(infantis) fase: aprendizagem/desenvolvimento FB: bola junto ao pé, muitos toques na bola, mudança de velocidade quando finta exercício 1: 1+1x0+gr •uso de referência no solo (sinalizador)
  • 19. exercício 2: 1+1x0+gr •sem referência
  • 20. exercício 3: 1+1x1+gr •com oposição passiva e posteriormente activa •ao fim de um certo tempo ou nº repetições troca o defesa
  • 21. o fim