SlideShare uma empresa Scribd logo
MOYSÉS SIMANTOB
SÃO PAULO, ABRIL DE 2013
O DESAFIO É
APRENDER
COMOVEMOS
Design Thin
king #1 envolve
empatia, raciocínio
integrativo,
otimismo,
experimentação e
colaboração
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Design Thin
king #2 É o
envolvimento de
cada indivíduo, na
busca de uma
solução viável e
criativa
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
exs
Se for assim, (e será) o
comportamento das pessoas pode
(até) mudar.
Dtfinal
Fiat: ações e parcerias inovadoras para apoiar o
consumo sustentável
A Fiat também passou a oferecer aos donos do Fiat 500 uma bicicleta elétrica, enquanto
seus carros estão em revisão na concessionária. Uma parceria com a marca de
bicicleta Trek.
Design Thin
king #3 é uma
perspectiva
humana para a
solução dos
problemas
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
No Design Design Orientation
Reuniões formais Interações informais
Reconhece e premia o sucesso Reconhece/premia iniciativas
Sem troca de conhecimento Troca de conhecimento
Aversão ao risco Aceita o risco
Valoriza comportamentos tradicionais Questiona a tradição
Forte controle gerencial Flexibilidade gerencial
Performance de curto-prazo Foco no longo prazo
Interação apenas dentro da empresa Interação ampliada
INCERTEZA – PESQUISA – BUSCA POR INSIGHTS
DESIGN – CONCEITO- CLARIDADE - FOCO
INOVAÇÃO
Dtfinal
Dtfinal
ANTÍDOTO
Dtfinal
[a fraqueza dos modelos mentais ]
inércia
mesmice
...que é um tipo de
resistência à mudança
provocada por normas
e procedimentos
internos
o livro é um antídoto (1) contra a
inércia organizacional...
... relaciona-se à tendência de
reproduzir soluções usadas
com sucesso no passado,
mesmo que não sejam mais
válidas para as condições
atuais
o livro é um antídoto (2) contra a
mesmice organizacional...
Nós estamos cercados de suposições
a respeito de porque certas coisas
existem e de como funcionam.
Acostumamos-nos a aceitar e a não
questionar estas suposições. Na
verdade, temos grande dificuldade de
enxergar e reconhecê-las. Com muita
freqüência, elas são invocadas como
razões e justificativas para que as
coisas sejam mantidas como estão,
imutáveis.
e agora?...
K12
Idade do grupo
testado
Número da
amostragem
Ano de
aplicação do
teste
Porcentagem de
assuntos de
“alta
criatividade”
5 anos 1.600 crianças 1973 98%
10 anos 1.600 crianças 1978 30%
15 anos 1.600 crianças 1983 12%
25 + anos 280.000 adultos 1985 2%
Estudo longitudinal de Land and Jarman entre 1968 - 1985
Reinventar a educação estimulando a
criatividade
Dtfinal
Se investir no
P&D da mente ....
e se, auto-educar
Dtfinal
Vejamos um ex disso:
Qual é a
primeira atividade
da sua agenda pela
manhã?
É preciso criar
seu próprio
radar de
tendências
Dtfinal
Dtfinal
o que
isso?!
significa
Liberdade!
Google
Facebook
e VOCÊ
é o
programador
Dtfinal
mas como isso
acontece?
no passado...
QUEM ESTABELECE A IGUALDADE
COMO OBJETIVO A SER
ATINGIDO, a partir da situação
de desigualdade, DE FATO A
POSTERGA ATÉ O INFINITO.
no futuro...
MUNDO RÁPIDO
IGUALDADE INTELECTUAL
INTELIGÊNCIA PARA
TODOS
AUTODIDATISMO
RIQUEZA DE
EXPERIÊNCIAS
REDUZIR A
DESIGUALDADE, NÃO.
BUSCA DA EMANCIPAÇÃO
INTELECTUAL, SIM.
mas
é preciso
compreender...
NÓS SOMOS
ASSIM
é preciso
compreender...
Dtfinal
saber depende da
capacidade de...
perceber, compreender
estático
refletir, questionar
potencial
agir, transformar
cinético
gibbons: modos de produção de
conhecimento…
• Modo 1
– contexto acadêmico
– barreiras disciplinares
– homogeneidade de
percepções
– controle de qualidade e
relevância pelos pares
– estrutura e organização
hierárquica e estática
– responsabilidade interna
– liberdade (acadêmica) e
“desafio do conhecimento”
• Modo 2
– contexto da aplicação
– multidisciplinaridade
– heterogeneidade de
percepções
– qualidade e relevância
definidos externamente
– organizações ad-hoc e
estruturas planas
– responsabilidade externa
– usuários e interesses definem
a agenda...
http://www.intermedia.uio.no/konferanser/skikt-02/skikt-research-conferance.html
a criação de conhecimento passa por… 5Cs
1. conflitos criativos
– fricção deliberada, espaço para novas idéias
2. colisões
– interações F2F: cafés da XEROX e UPS
3. comunidades de prática
– gente motivada, entusiasta e “bons” problemas
4. constelações
– redes sociais informais, grupos de usuários...
5. combinações
– 1-4 mais... IMPROVISAÇÃO e LIBERDADEde
COMUNICAÇÃO.
E isso redefinirá a agenda intelectual e profissional
de todos que se preocupam com o modus operandi e
o modus vivendi também
O conhecimento é um
processo e progride
pela capacidade de
contextualizar e
englobar.
CO-WORKERS
“ETOPIA”
w. mitchell
Dtfinal
Dtfinal
O crowdsourcing conta
com os insights de
voluntários de todo o
planeta.
Um livro fruto da
inovação colaborativa.
Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation
Interessante
saber...
que tal um
exemplo…
Rice to Riches
Uma loja que faz do arroz doce uma experiência memorável
Sobre a empresa
Neighborhood: Manhattan/Little
Italy
37 Spring Street
(between Mott St & Mulberry St)
New York, NY 10012
(212) 274-0008
Decoração temática
Pratos especiais
Elimine
pistas negativas
Embalagens
e sinalização
Souvenir
Trabalhe com
lembranças
Harmonize
impressões com
pistas positivas e
agregadoras
Souvenir e sinalização
Harmonize
impressões com
pistas positivas e
agregadoras
Dez mandamentos
Capítulo 1:
Regra fundamental
Todos os funcionários da Rice to Riches estão sujeitos a um
cansativo, intensivo e exigente programa de treinamento.
Nossos engenheiros de alimentos colocam nossos
funcionários em situações de emergência da vida real, para
prepará-los para servir você melhor. Desde o primeiro dia os
seguintes princípios estão enraizados em cada funcionário.
Se você achar que estes princípios não foram seguidos
durante a sua visita ao Rice to Riches, conte isso para a
gente... Qualquer funcionários que seja culpado
deve responder com a execução.
A Fórmula para
se tornar um
funcionário
Rice to Riches
A gente garante que
nenhum funcionário foi
machucado ou ofendido
durante o processo de
treinamento.
Definindo a experiência
1. Quem está sempre certo, você ou o Cliente? Uma dica, não é você!
2. Nunca discuta com o Cliente, é só arroz doce, não política.
3. As vezes coisas ruins acontecem com o bom arroz doce, se o
pedido de um Cliente é menos do que o perfeito, faça ficar
perfeito.
4. Sempre olhe para o Cliente, é difícil de ver o sorriso por trás de
sua cabeça.
5. Se você tem tempo de descansar, você tem tempo para limpar.
6. Cumprimente a todos que passem pela porta, a coisa que mais
combina com o nosso arroz doce é um sorriso doce e um coração
hospitaleiro
7. Trate todos os Clientes com respeito, sempre diga por favor e
obrigado, como a sua mãe te ensinou... Não faça a gente lavar a
sua boca com sabão.
8. Trate da loja como se fosse a sua casa. Pensando bem, trate
melhor ainda. a gente tem escutado sobre a sua casa...
9. Ninguém gosta de quem se acha demais, seja sempre atencioso e
humilde, não só quando alguém estiver olhando.
10.Nunca aceite uma gorjeta! Recomende ao Cliente que ele guarde
este dinheiro para o próximo arroz doce.
QUAL O
CENÁRIO ?
...ONDE HAVIA UMA
FÓRMULA DEFINITIVA E
ÚNICA
Onde havia, organizações epartamentalizadas,
desenhadas como se fossem máquinas, com
processos rigidamente mecânicos e que
funcionaram bem naquele momento, para
aquele mercado e para aquela expectativa da
sociedade... E com aquela configuração de
gestão... Isso tudo tem sido atropelado pela
velocidade das mudanças sociais e tecnológicas.
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
AMBIENTES COMPLEXOS
Dtfinal
Não há espaço para
GÊNIO SOLITÁRIO
A não ser
que ele
seja...
Dtfinal
OU SEJA...
Dtfinal
ZONA DE CONFORTO
(Re)(organizar o pensamento
(Re)pensar as organizações
(Des)saber o sabido
(Des)organizar as organizações
Reformar o pensamento
Repensar a reforma
Abrir a cabeça
Dtfinal
PRODUTOinovação
SOCIALtecnologiaAM
BIENTEeconomiaMUD
ANÇApessoasCOMP
ORTAMENTOconsumidor
A VISÃO DO FUTURO - MICROSOFT
Dtfinal
Dtfinal
AMBIENTE
FAVORÁVEL
Dtfinal
F´S
PARA O SUCESSO
Dtfinal
FAST
FLEXIBLE
FUN
FRIENDLY
Capital Estrutural
(Redes, instalações, etc.)
Capital Intelectual
(Marcas, competências, etc.)
Capital de Imaginação
(Visionários, heréticos, etc.)
Capital Empreendedor
(Ativistas, alquimistas, etc.)
“Velho”Capital
“Novo”Capital
AMBIENTES MUDAM
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
IDEO
Criou uma cultura, ambiente, conhecimentos
E metodologia em Inovação:
“ Os escritórios da IDEO são verdadeiros ‘playgrounds de
Imaginação’ ” – Wall Street Jornal
“Passamos um dia na Universidade da Inovação”
– Fortune
“IDEO está no topo do Industrial Design
Excellence Awards por 10 anos
consecutivos” – Business Week
Ambiente físico
• Cultura aonde o espaço importa
• O oposto da abordagem Dilbert -
quanto menos regras, melhor
• Espaços móveis, devem evoluir com
times e projetos – espaço elástico
• Escritórios menores para cada studio,
com personalidade própria
• Espaço de celebração do trabalho e
hobbies
Mais Ambiente físico
• Espaços devem contar histórias – uso de ícones para identificar times e
exposição de realizações para criar identidade e espírito corporativo
•Os espaços que ‘seriam’ destinados a executivos são liberados para o café,
livraria e clientes
•Disposição de produtos no lobby, para experimentação – experiência de
entretenimento
•Encorajamento para resolução pessoal de problemas de espaço - os
funcionários são encorajados a construírem seus próprios espaços de trabalho
para refletir suas personalidades
•Construção de ‘vizinhanças’, objetivando interação
E o Knowledge management
– o Tech Box
Criado a partir da cultura de
‘space matters’
‘livraria centralizada de
empréstimos
de elementos de inovação’
Baseado na abordagem de
Montessori – toque e veja
Coleção de objetos, materiais e
produtos da IDEO
Objetos etiquetados e organizados
Mais Tech Box
Criação de banco de dados em intranet com documentação do
tech box, com mais de 200 itens catalogados, com descrições de
background dos materiais e banco de aplicações
Ferramenta colaborativa de gestão
do conhecimento - clientes e parceiros
‘assinam’ o tech box e tem acesso a
parte de seu conteúdo
Usado em brainstorms, para ‘fertilização
cruzada’
Gerou produtos como o
Apple Duo Dock (ao lado)
hora
a mão na massa
de
VAMOS PRATICAR UM POUCO COM
NOSSA PRÓPRIA CABEÇA?
SE SEPAREM EM GRUPOS PEQUENOS.
PROPOSTA: EM 10 MINUTOS, CRIEM UM CARTÃO DE VISITAS INOVADOR. VOCÊS
CONSEGUEM?
ALGUNS MODELOS
BY IDEO
Fonte: http://www.ideo.com/identity
Idéia: Transforma a informação do papel em dados virtuais e incinera o
cartão.
O dispositivo “escaneia” as informações de um cartão de visita, que são
transferidos posteriormente ao servidor, hd, etc. e incinera o cartão de
papel.
Idéia: O cartão possui pequenos pedaços removíveis onde você
“escreve” a mensagem mais apropriada a reunião/ao encontro.
Idéia: Com este cartão de visita, você poderá se lembrar das pessoas
com as quais você teve reunião.
Utiliza o modo Pinhole de fotografar e combina um design atual com
um artefato de baixa tecnologia.
PIN BOX
SEED CARD
Pra encerrar, guarde isso:
Cultura da IDEO é de mini-
fracassos – ‘fracasse com
freqüência
para ter sucesso mais cedo.’
Dtfinal
MIL
HORAS
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
mudam
comportamento
A padaria britânica
AlbionCafé começou a usar um
aparelho conhecido como
BakerTweet, que avisa em tempo
real – e pelo Twitter – assim que sai
um pão, um bolo, na hora.
Dtfinal
A padaria britânica AlbionCafé começou a
usar um aparelho conhecido como
BakerTweet, que avisa em tempo real – e
pelo Twitter – assim que sai um pão, um
bolo, na hora.
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Apple anunciou que a App Store ultrapassou os 10
bilhões de downloads e agora a meta é chegar em 6
meses a 15 bilhões.
Dtfinal
mudam
comportamento
Dtfinal
Dtfinal
deslocalização
trabalho
dessincronização
do
Dtfinal
153
154
GEN Y prefere trabalhar em escritórios modernos e
sustentáveis.
http://www.fastcompany.com/1649921/gen-y-wants-sustainability-front-and-center-in-the-workplace
Dtfinal
Dtfinal
mudam
comportamento
Em The Third Teacher, o canadense Bruce Mau usa o design como
metodologia para projetar experiências que tragam mais perenidade à
satisfação
O design transcendeu a materialidade e sua nova onda é projetar
experiências a serviço de um mundo mais criativo, inovador e
sustentável!
Global Green Day
Starbucks incentiva, mundialmente, clientes a usarem a caneca
e o copo térmico ao invés dos tradicionais copos de papel,
presenteando-os com uma dose do café do dia.
Asfalto mais sustentável
Segundo o engenheiro elétrico Scott Brusaw, de Sagle, Idaho
(EUA), se os painéis realmente derem certo será capaz de
produzir cerca de 7,6 quilowatts-hora de energia diária e esta
energia permitirá a recarga de veículos elétricos nas estradas.
Carro que usa lixo como combustível
Robô comedor de óleo pode ajudar a conter
vazamentos no mar
Catadores de lixo no Cairo, apoiados por ONG
norteamericana, constróem aquecedores solares
com material reciclado
Moradia Popular
''verde''
Uma casa de $ 300
VIJAY GOVINDARAJAN
Banda adolescente produz próprios
instrumentos com lixo
Cidadãos cultivam hortas em parques
públicos para alimentar moradores de rua
ainda falta
conscientização
Dtfinal
Dtfinal
há
resultados
incríveis!!!!
Crise global da água potável
1.1 bilhão
Pessoas não tem acesso a água
potável
4 bilhões
Casos por ano de diarréia
440 milhões
Dias de escola perdidos por ano devido a doenças
relacionadas a água
1.8 milhões
Vidas perdidas devido a doenças como a diarréia
Até agora mais de 23
milhões de filtros foram
distribuidos em países da
Africa.
• Escolas rurais
• Pessoal miltar
• Kit de emergência/ resgate
• Atividades aventureiras
• Material de contingência
Potential Applications
Dtfinal
resumo,
atéaqui:
O DESAFIO É
(RE)APRENDER
COMOVEMOS
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
Dtfinal
A moral da estória...
DE ENGENHEIRO DE MANUTENÇÃO
PARA ARQUITETO SOCIAL
DESIGN THINKING
ENTÃO É
MUNDO RÁPIDO
E NÃO LINEAR
Buscar emancipação
intelectual
Toda empresa é uma
boa escola. Aprenda
dentro dela.
Respeite a experiência alheia e construa a sua.
Nós somos o tamanho da nossa
percepção.
o que
isso?!
significa
Dtfinal
arriscam
com...
INOVAÇÃO
Dtfinal
tão
olhando
pra quem?
Dtfinal
...isso
muito bom!
Olhe o tamanho do “mercado sustentável”
Valor Econômico
Há dois anos, a consultoria
alemã Roland Berger estimava
o mercado global para
produtos e serviços
ambientais em US$ 1,37
trilhão. Seja esse ou não o
tamanho exato do mercado, o
que importa é que o mundo está
cada vez mais atento a produtos
e serviços de qualidade e
preços competitivos que ao
mesmo tempo contribuam para
refrear séculos de destruição
Dtfinal
Dtfinal
Vcs vão
começar
uma
vida nova ...
E muita prática
É Inteligência …
Uma capacidade mental bastante geral que, entre outras
coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar,
resolver problemas, pensar de forma abstrata,
compreender idéias complexas, aprender rápido e
aprender com a experiência. Não é uma mera
aprendizagem literária, uma habilidade estritamente
acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas
Ao contrário disso,
O conceito refere-se a uma
capacidade mais ampla e mais
profunda de compreensão do
mundo à sua volta – “pegar no ar”,
“pegar” o sentido das coisas ou
“perceber'"
Dtfinal
Lingüística: A palavra é o fundamental
Visual-espacial: conseguir visualizá-la mesmo que não esteja impressa.
Lógico-matemática: Talento para o raciocínio
Corpóreo-cinestésica: O corpo é a ferramenta
Interpessoal: É bom em se relacionar com as pessoas
Intrapessoal: É o tipo de pessoa que se conhece muito bem
Musical: Tem facilidade para identificar sons
Dtfinal
e conectividade é…
INOVAÇÃO
O drama da
inovação é que
nem sempre
fazendo tudo
certo...funciona.
Dtfinal
Dtfinal
MOYSÉS SIMANTOB
www.moysessimantob.com.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Design Thinking 2
Design Thinking 2Design Thinking 2
Design Thinking 2
kleber.torres
 
Design Thinking 3
Design Thinking 3Design Thinking 3
Design Thinking 3
kleber.torres
 
Design Thinking 4
Design Thinking 4Design Thinking 4
Design Thinking 4
kleber.torres
 
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
Shaycon Barbosa
 
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
renato fabregat
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
Roshelly Milanez
 

Destaque (6)

Design Thinking 2
Design Thinking 2Design Thinking 2
Design Thinking 2
 
Design Thinking 3
Design Thinking 3Design Thinking 3
Design Thinking 3
 
Design Thinking 4
Design Thinking 4Design Thinking 4
Design Thinking 4
 
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
Psicologiadaeducacao 08 03_07[1]
 
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
Marketing Social, Responsabilidade Social, Sustentabilidade Empresarial
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 

Semelhante a Dtfinal

Apresentação 365 Ideias
Apresentação 365 IdeiasApresentação 365 Ideias
Apresentação 365 Ideias
Adriano Valadão
 
Introdução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão EmpresarialIntrodução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão Empresarial
Eliseu Fortolan
 
Nrf 2010 Sampa Abf
Nrf 2010 Sampa AbfNrf 2010 Sampa Abf
Nrf 2010 Sampa Abf
Edmour Saiani
 
Alfa Tech (27 06-2013)
Alfa Tech (27 06-2013)Alfa Tech (27 06-2013)
Alfa Tech (27 06-2013)
SV_Partners
 
Cultura empreendedorismo e_oportunidades
Cultura empreendedorismo e_oportunidadesCultura empreendedorismo e_oportunidades
Cultura empreendedorismo e_oportunidades
CRIST1976
 
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor? Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
Vitor Gonçalves
 
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentosEmpreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
domingosdesign
 
Estudo de Caso IDEO
Estudo de Caso IDEOEstudo de Caso IDEO
Estudo de Caso IDEO
kleber.torres
 
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdfCase LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
Kelly Reis
 
Open ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SPOpen ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SP
Natalia Lion
 
Palestra Empreendedorismo e Economia em Rede
Palestra Empreendedorismo e Economia em RedePalestra Empreendedorismo e Economia em Rede
Palestra Empreendedorismo e Economia em Rede
Paulo Hartung
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre CabralApresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
Iomar Cunha
 
Aula 3 - Atitude Empreendedora
Aula 3 - Atitude EmpreendedoraAula 3 - Atitude Empreendedora
Aula 3 - Atitude Empreendedora
Liliane Carvalho
 
Design Thinking e Inovação Sustentável
Design Thinking e Inovação SustentávelDesign Thinking e Inovação Sustentável
Design Thinking e Inovação Sustentável
Denise Eler
 
7trab criatividade
7trab criatividade7trab criatividade
7trab criatividade
Fabiano Araujo de Souza
 
Empreendedorismo - Agatha Martins
Empreendedorismo - Agatha MartinsEmpreendedorismo - Agatha Martins
Empreendedorismo - Agatha Martins
Agatha Martins
 
ajum2018
ajum2018ajum2018
PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013
Ministry of Education
 

Semelhante a Dtfinal (20)

Apresentação 365 Ideias
Apresentação 365 IdeiasApresentação 365 Ideias
Apresentação 365 Ideias
 
Introdução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão EmpresarialIntrodução à Gestão Empresarial
Introdução à Gestão Empresarial
 
Nrf 2010 Sampa Abf
Nrf 2010 Sampa AbfNrf 2010 Sampa Abf
Nrf 2010 Sampa Abf
 
Alfa Tech (27 06-2013)
Alfa Tech (27 06-2013)Alfa Tech (27 06-2013)
Alfa Tech (27 06-2013)
 
Cultura empreendedorismo e_oportunidades
Cultura empreendedorismo e_oportunidadesCultura empreendedorismo e_oportunidades
Cultura empreendedorismo e_oportunidades
 
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor? Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
Workshop EAPN: Será que sou empreendedor?
 
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentosEmpreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
Empreendedorismo, start ups e desenvolvimento de talentos
 
Estudo de Caso IDEO
Estudo de Caso IDEOEstudo de Caso IDEO
Estudo de Caso IDEO
 
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdfCase LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
Case LuizaLabs Magalu_Amcham 2018.pdf
 
Open ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SPOpen ideo OutPost - SP
Open ideo OutPost - SP
 
Palestra Empreendedorismo e Economia em Rede
Palestra Empreendedorismo e Economia em RedePalestra Empreendedorismo e Economia em Rede
Palestra Empreendedorismo e Economia em Rede
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre CabralApresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
Apresentação Finep 10122010 - Alexandre Cabral
 
Aula 3 - Atitude Empreendedora
Aula 3 - Atitude EmpreendedoraAula 3 - Atitude Empreendedora
Aula 3 - Atitude Empreendedora
 
Design Thinking e Inovação Sustentável
Design Thinking e Inovação SustentávelDesign Thinking e Inovação Sustentável
Design Thinking e Inovação Sustentável
 
7trab criatividade
7trab criatividade7trab criatividade
7trab criatividade
 
Empreendedorismo - Agatha Martins
Empreendedorismo - Agatha MartinsEmpreendedorismo - Agatha Martins
Empreendedorismo - Agatha Martins
 
ajum2018
ajum2018ajum2018
ajum2018
 
PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013
 
PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013PPT session 3 16032013
PPT session 3 16032013
 

Mais de kleber.torres

Noticia 10421140
Noticia 10421140Noticia 10421140
Noticia 10421140
kleber.torres
 
Design Thinking 8
Design Thinking 8Design Thinking 8
Design Thinking 8
kleber.torres
 
Design Thinking 5
Design Thinking 5Design Thinking 5
Design Thinking 5
kleber.torres
 
Design Thinking 1
Design Thinking 1Design Thinking 1
Design Thinking 1
kleber.torres
 
Ois fiemg
Ois fiemgOis fiemg
Ois fiemg
kleber.torres
 
Sebrae 10.09
Sebrae 10.09Sebrae 10.09
Sebrae 10.09
kleber.torres
 
Fiesp 06.09
Fiesp 06.09Fiesp 06.09
Fiesp 06.09
kleber.torres
 
Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009
kleber.torres
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
kleber.torres
 
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
kleber.torres
 
Anpei palestra 05_08
Anpei  palestra 05_08Anpei  palestra 05_08
Anpei palestra 05_08
kleber.torres
 
Fnq palestra 07_08
Fnq palestra 07_08Fnq palestra 07_08
Fnq palestra 07_08
kleber.torres
 
Bb palestra 10.08
Bb palestra 10.08Bb palestra 10.08
Bb palestra 10.08
kleber.torres
 
Sebrae sjrp 28_10_08_msimantob
Sebrae sjrp  28_10_08_msimantobSebrae sjrp  28_10_08_msimantob
Sebrae sjrp 28_10_08_msimantob
kleber.torres
 
Brasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_pptBrasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_ppt
kleber.torres
 
Ipt processo de inovação 02.06
Ipt processo de inovação 02.06Ipt processo de inovação 02.06
Ipt processo de inovação 02.06
kleber.torres
 
Siemens aula inovação_03_06
Siemens aula inovação_03_06Siemens aula inovação_03_06
Siemens aula inovação_03_06
kleber.torres
 
Pepsico palestra 06_06
Pepsico palestra 06_06Pepsico palestra 06_06
Pepsico palestra 06_06
kleber.torres
 
Itau aula 08_06
Itau aula 08_06Itau aula 08_06
Itau aula 08_06
kleber.torres
 
Unicamp aula 08_06
Unicamp aula 08_06Unicamp aula 08_06
Unicamp aula 08_06
kleber.torres
 

Mais de kleber.torres (20)

Noticia 10421140
Noticia 10421140Noticia 10421140
Noticia 10421140
 
Design Thinking 8
Design Thinking 8Design Thinking 8
Design Thinking 8
 
Design Thinking 5
Design Thinking 5Design Thinking 5
Design Thinking 5
 
Design Thinking 1
Design Thinking 1Design Thinking 1
Design Thinking 1
 
Ois fiemg
Ois fiemgOis fiemg
Ois fiemg
 
Sebrae 10.09
Sebrae 10.09Sebrae 10.09
Sebrae 10.09
 
Fiesp 06.09
Fiesp 06.09Fiesp 06.09
Fiesp 06.09
 
Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009Emepro 30 04-2009
Emepro 30 04-2009
 
Cesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_pptCesar rss 02_09_ppt
Cesar rss 02_09_ppt
 
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
Cnx mod inov 1_i hub_19-05-08_v3
 
Anpei palestra 05_08
Anpei  palestra 05_08Anpei  palestra 05_08
Anpei palestra 05_08
 
Fnq palestra 07_08
Fnq palestra 07_08Fnq palestra 07_08
Fnq palestra 07_08
 
Bb palestra 10.08
Bb palestra 10.08Bb palestra 10.08
Bb palestra 10.08
 
Sebrae sjrp 28_10_08_msimantob
Sebrae sjrp  28_10_08_msimantobSebrae sjrp  28_10_08_msimantob
Sebrae sjrp 28_10_08_msimantob
 
Brasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_pptBrasoftware palestra 05_07_ppt
Brasoftware palestra 05_07_ppt
 
Ipt processo de inovação 02.06
Ipt processo de inovação 02.06Ipt processo de inovação 02.06
Ipt processo de inovação 02.06
 
Siemens aula inovação_03_06
Siemens aula inovação_03_06Siemens aula inovação_03_06
Siemens aula inovação_03_06
 
Pepsico palestra 06_06
Pepsico palestra 06_06Pepsico palestra 06_06
Pepsico palestra 06_06
 
Itau aula 08_06
Itau aula 08_06Itau aula 08_06
Itau aula 08_06
 
Unicamp aula 08_06
Unicamp aula 08_06Unicamp aula 08_06
Unicamp aula 08_06
 

Último

Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 

Último (6)

Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 

Dtfinal

  • 3. Design Thin king #1 envolve empatia, raciocínio integrativo, otimismo, experimentação e colaboração
  • 9. Design Thin king #2 É o envolvimento de cada indivíduo, na busca de uma solução viável e criativa
  • 14. exs
  • 15. Se for assim, (e será) o comportamento das pessoas pode (até) mudar.
  • 17. Fiat: ações e parcerias inovadoras para apoiar o consumo sustentável A Fiat também passou a oferecer aos donos do Fiat 500 uma bicicleta elétrica, enquanto seus carros estão em revisão na concessionária. Uma parceria com a marca de bicicleta Trek.
  • 18. Design Thin king #3 é uma perspectiva humana para a solução dos problemas
  • 27. No Design Design Orientation Reuniões formais Interações informais Reconhece e premia o sucesso Reconhece/premia iniciativas Sem troca de conhecimento Troca de conhecimento Aversão ao risco Aceita o risco Valoriza comportamentos tradicionais Questiona a tradição Forte controle gerencial Flexibilidade gerencial Performance de curto-prazo Foco no longo prazo Interação apenas dentro da empresa Interação ampliada
  • 28. INCERTEZA – PESQUISA – BUSCA POR INSIGHTS DESIGN – CONCEITO- CLARIDADE - FOCO INOVAÇÃO
  • 33. [a fraqueza dos modelos mentais ] inércia mesmice
  • 34. ...que é um tipo de resistência à mudança provocada por normas e procedimentos internos o livro é um antídoto (1) contra a inércia organizacional...
  • 35. ... relaciona-se à tendência de reproduzir soluções usadas com sucesso no passado, mesmo que não sejam mais válidas para as condições atuais o livro é um antídoto (2) contra a mesmice organizacional...
  • 36. Nós estamos cercados de suposições a respeito de porque certas coisas existem e de como funcionam. Acostumamos-nos a aceitar e a não questionar estas suposições. Na verdade, temos grande dificuldade de enxergar e reconhecê-las. Com muita freqüência, elas são invocadas como razões e justificativas para que as coisas sejam mantidas como estão, imutáveis.
  • 38. K12 Idade do grupo testado Número da amostragem Ano de aplicação do teste Porcentagem de assuntos de “alta criatividade” 5 anos 1.600 crianças 1973 98% 10 anos 1.600 crianças 1978 30% 15 anos 1.600 crianças 1983 12% 25 + anos 280.000 adultos 1985 2% Estudo longitudinal de Land and Jarman entre 1968 - 1985 Reinventar a educação estimulando a criatividade
  • 40. Se investir no P&D da mente .... e se, auto-educar
  • 42. Vejamos um ex disso: Qual é a primeira atividade da sua agenda pela manhã?
  • 43. É preciso criar seu próprio radar de tendências
  • 54. QUEM ESTABELECE A IGUALDADE COMO OBJETIVO A SER ATINGIDO, a partir da situação de desigualdade, DE FATO A POSTERGA ATÉ O INFINITO.
  • 56. MUNDO RÁPIDO IGUALDADE INTELECTUAL INTELIGÊNCIA PARA TODOS AUTODIDATISMO RIQUEZA DE EXPERIÊNCIAS
  • 57. REDUZIR A DESIGUALDADE, NÃO. BUSCA DA EMANCIPAÇÃO INTELECTUAL, SIM.
  • 58. mas
  • 63. saber depende da capacidade de... perceber, compreender estático refletir, questionar potencial agir, transformar cinético
  • 64. gibbons: modos de produção de conhecimento… • Modo 1 – contexto acadêmico – barreiras disciplinares – homogeneidade de percepções – controle de qualidade e relevância pelos pares – estrutura e organização hierárquica e estática – responsabilidade interna – liberdade (acadêmica) e “desafio do conhecimento” • Modo 2 – contexto da aplicação – multidisciplinaridade – heterogeneidade de percepções – qualidade e relevância definidos externamente – organizações ad-hoc e estruturas planas – responsabilidade externa – usuários e interesses definem a agenda... http://www.intermedia.uio.no/konferanser/skikt-02/skikt-research-conferance.html
  • 65. a criação de conhecimento passa por… 5Cs 1. conflitos criativos – fricção deliberada, espaço para novas idéias 2. colisões – interações F2F: cafés da XEROX e UPS 3. comunidades de prática – gente motivada, entusiasta e “bons” problemas 4. constelações – redes sociais informais, grupos de usuários... 5. combinações – 1-4 mais... IMPROVISAÇÃO e LIBERDADEde COMUNICAÇÃO.
  • 66. E isso redefinirá a agenda intelectual e profissional de todos que se preocupam com o modus operandi e o modus vivendi também
  • 67. O conhecimento é um processo e progride pela capacidade de contextualizar e englobar. CO-WORKERS “ETOPIA” w. mitchell
  • 70. O crowdsourcing conta com os insights de voluntários de todo o planeta. Um livro fruto da inovação colaborativa.
  • 71. Sanford, Linda. 2006. Building an Innovation Company for the 21st Century. MIT-IBM Innovation Interessante saber...
  • 73. Rice to Riches Uma loja que faz do arroz doce uma experiência memorável
  • 74. Sobre a empresa Neighborhood: Manhattan/Little Italy 37 Spring Street (between Mott St & Mulberry St) New York, NY 10012 (212) 274-0008
  • 78. Souvenir Trabalhe com lembranças Harmonize impressões com pistas positivas e agregadoras Souvenir e sinalização
  • 79. Harmonize impressões com pistas positivas e agregadoras Dez mandamentos
  • 80. Capítulo 1: Regra fundamental Todos os funcionários da Rice to Riches estão sujeitos a um cansativo, intensivo e exigente programa de treinamento. Nossos engenheiros de alimentos colocam nossos funcionários em situações de emergência da vida real, para prepará-los para servir você melhor. Desde o primeiro dia os seguintes princípios estão enraizados em cada funcionário. Se você achar que estes princípios não foram seguidos durante a sua visita ao Rice to Riches, conte isso para a gente... Qualquer funcionários que seja culpado deve responder com a execução. A Fórmula para se tornar um funcionário Rice to Riches A gente garante que nenhum funcionário foi machucado ou ofendido durante o processo de treinamento. Definindo a experiência
  • 81. 1. Quem está sempre certo, você ou o Cliente? Uma dica, não é você! 2. Nunca discuta com o Cliente, é só arroz doce, não política. 3. As vezes coisas ruins acontecem com o bom arroz doce, se o pedido de um Cliente é menos do que o perfeito, faça ficar perfeito. 4. Sempre olhe para o Cliente, é difícil de ver o sorriso por trás de sua cabeça. 5. Se você tem tempo de descansar, você tem tempo para limpar. 6. Cumprimente a todos que passem pela porta, a coisa que mais combina com o nosso arroz doce é um sorriso doce e um coração hospitaleiro 7. Trate todos os Clientes com respeito, sempre diga por favor e obrigado, como a sua mãe te ensinou... Não faça a gente lavar a sua boca com sabão. 8. Trate da loja como se fosse a sua casa. Pensando bem, trate melhor ainda. a gente tem escutado sobre a sua casa... 9. Ninguém gosta de quem se acha demais, seja sempre atencioso e humilde, não só quando alguém estiver olhando. 10.Nunca aceite uma gorjeta! Recomende ao Cliente que ele guarde este dinheiro para o próximo arroz doce.
  • 83. ...ONDE HAVIA UMA FÓRMULA DEFINITIVA E ÚNICA
  • 84. Onde havia, organizações epartamentalizadas, desenhadas como se fossem máquinas, com processos rigidamente mecânicos e que funcionaram bem naquele momento, para aquele mercado e para aquela expectativa da sociedade... E com aquela configuração de gestão... Isso tudo tem sido atropelado pela velocidade das mudanças sociais e tecnológicas.
  • 90. Não há espaço para GÊNIO SOLITÁRIO
  • 91. A não ser que ele seja...
  • 96. (Re)(organizar o pensamento (Re)pensar as organizações (Des)saber o sabido (Des)organizar as organizações Reformar o pensamento Repensar a reforma Abrir a cabeça
  • 99. A VISÃO DO FUTURO - MICROSOFT
  • 106. FAST
  • 108. FUN
  • 110. Capital Estrutural (Redes, instalações, etc.) Capital Intelectual (Marcas, competências, etc.) Capital de Imaginação (Visionários, heréticos, etc.) Capital Empreendedor (Ativistas, alquimistas, etc.) “Velho”Capital “Novo”Capital
  • 116. IDEO Criou uma cultura, ambiente, conhecimentos E metodologia em Inovação: “ Os escritórios da IDEO são verdadeiros ‘playgrounds de Imaginação’ ” – Wall Street Jornal “Passamos um dia na Universidade da Inovação” – Fortune “IDEO está no topo do Industrial Design Excellence Awards por 10 anos consecutivos” – Business Week
  • 117. Ambiente físico • Cultura aonde o espaço importa • O oposto da abordagem Dilbert - quanto menos regras, melhor • Espaços móveis, devem evoluir com times e projetos – espaço elástico • Escritórios menores para cada studio, com personalidade própria • Espaço de celebração do trabalho e hobbies
  • 118. Mais Ambiente físico • Espaços devem contar histórias – uso de ícones para identificar times e exposição de realizações para criar identidade e espírito corporativo •Os espaços que ‘seriam’ destinados a executivos são liberados para o café, livraria e clientes •Disposição de produtos no lobby, para experimentação – experiência de entretenimento •Encorajamento para resolução pessoal de problemas de espaço - os funcionários são encorajados a construírem seus próprios espaços de trabalho para refletir suas personalidades •Construção de ‘vizinhanças’, objetivando interação
  • 119. E o Knowledge management – o Tech Box Criado a partir da cultura de ‘space matters’ ‘livraria centralizada de empréstimos de elementos de inovação’ Baseado na abordagem de Montessori – toque e veja Coleção de objetos, materiais e produtos da IDEO Objetos etiquetados e organizados
  • 120. Mais Tech Box Criação de banco de dados em intranet com documentação do tech box, com mais de 200 itens catalogados, com descrições de background dos materiais e banco de aplicações Ferramenta colaborativa de gestão do conhecimento - clientes e parceiros ‘assinam’ o tech box e tem acesso a parte de seu conteúdo Usado em brainstorms, para ‘fertilização cruzada’ Gerou produtos como o Apple Duo Dock (ao lado)
  • 121. hora a mão na massa de
  • 122. VAMOS PRATICAR UM POUCO COM NOSSA PRÓPRIA CABEÇA? SE SEPAREM EM GRUPOS PEQUENOS. PROPOSTA: EM 10 MINUTOS, CRIEM UM CARTÃO DE VISITAS INOVADOR. VOCÊS CONSEGUEM?
  • 123. ALGUNS MODELOS BY IDEO Fonte: http://www.ideo.com/identity
  • 124. Idéia: Transforma a informação do papel em dados virtuais e incinera o cartão. O dispositivo “escaneia” as informações de um cartão de visita, que são transferidos posteriormente ao servidor, hd, etc. e incinera o cartão de papel.
  • 125. Idéia: O cartão possui pequenos pedaços removíveis onde você “escreve” a mensagem mais apropriada a reunião/ao encontro.
  • 126. Idéia: Com este cartão de visita, você poderá se lembrar das pessoas com as quais você teve reunião. Utiliza o modo Pinhole de fotografar e combina um design atual com um artefato de baixa tecnologia. PIN BOX
  • 128. Pra encerrar, guarde isso: Cultura da IDEO é de mini- fracassos – ‘fracasse com freqüência para ter sucesso mais cedo.’
  • 137. A padaria britânica AlbionCafé começou a usar um aparelho conhecido como BakerTweet, que avisa em tempo real – e pelo Twitter – assim que sai um pão, um bolo, na hora.
  • 139. A padaria britânica AlbionCafé começou a usar um aparelho conhecido como BakerTweet, que avisa em tempo real – e pelo Twitter – assim que sai um pão, um bolo, na hora.
  • 146. Apple anunciou que a App Store ultrapassou os 10 bilhões de downloads e agora a meta é chegar em 6 meses a 15 bilhões.
  • 153. 153
  • 154. 154
  • 155. GEN Y prefere trabalhar em escritórios modernos e sustentáveis. http://www.fastcompany.com/1649921/gen-y-wants-sustainability-front-and-center-in-the-workplace
  • 159. Em The Third Teacher, o canadense Bruce Mau usa o design como metodologia para projetar experiências que tragam mais perenidade à satisfação O design transcendeu a materialidade e sua nova onda é projetar experiências a serviço de um mundo mais criativo, inovador e sustentável!
  • 160. Global Green Day Starbucks incentiva, mundialmente, clientes a usarem a caneca e o copo térmico ao invés dos tradicionais copos de papel, presenteando-os com uma dose do café do dia.
  • 161. Asfalto mais sustentável Segundo o engenheiro elétrico Scott Brusaw, de Sagle, Idaho (EUA), se os painéis realmente derem certo será capaz de produzir cerca de 7,6 quilowatts-hora de energia diária e esta energia permitirá a recarga de veículos elétricos nas estradas.
  • 162. Carro que usa lixo como combustível
  • 163. Robô comedor de óleo pode ajudar a conter vazamentos no mar
  • 164. Catadores de lixo no Cairo, apoiados por ONG norteamericana, constróem aquecedores solares com material reciclado
  • 166. Uma casa de $ 300 VIJAY GOVINDARAJAN
  • 167. Banda adolescente produz próprios instrumentos com lixo
  • 168. Cidadãos cultivam hortas em parques públicos para alimentar moradores de rua
  • 173. Crise global da água potável 1.1 bilhão Pessoas não tem acesso a água potável 4 bilhões Casos por ano de diarréia 440 milhões Dias de escola perdidos por ano devido a doenças relacionadas a água 1.8 milhões Vidas perdidas devido a doenças como a diarréia
  • 174. Até agora mais de 23 milhões de filtros foram distribuidos em países da Africa.
  • 175. • Escolas rurais • Pessoal miltar • Kit de emergência/ resgate • Atividades aventureiras • Material de contingência Potential Applications
  • 187. A moral da estória...
  • 188. DE ENGENHEIRO DE MANUTENÇÃO PARA ARQUITETO SOCIAL
  • 192. Toda empresa é uma boa escola. Aprenda dentro dela.
  • 193. Respeite a experiência alheia e construa a sua.
  • 194. Nós somos o tamanho da nossa percepção.
  • 203. Olhe o tamanho do “mercado sustentável” Valor Econômico Há dois anos, a consultoria alemã Roland Berger estimava o mercado global para produtos e serviços ambientais em US$ 1,37 trilhão. Seja esse ou não o tamanho exato do mercado, o que importa é que o mundo está cada vez mais atento a produtos e serviços de qualidade e preços competitivos que ao mesmo tempo contribuam para refrear séculos de destruição
  • 209. Uma capacidade mental bastante geral que, entre outras coisas, envolve a habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender idéias complexas, aprender rápido e aprender com a experiência. Não é uma mera aprendizagem literária, uma habilidade estritamente acadêmica ou um talento para sair-se bem em provas
  • 211. O conceito refere-se a uma capacidade mais ampla e mais profunda de compreensão do mundo à sua volta – “pegar no ar”, “pegar” o sentido das coisas ou “perceber'"
  • 213. Lingüística: A palavra é o fundamental Visual-espacial: conseguir visualizá-la mesmo que não esteja impressa. Lógico-matemática: Talento para o raciocínio Corpóreo-cinestésica: O corpo é a ferramenta Interpessoal: É bom em se relacionar com as pessoas Intrapessoal: É o tipo de pessoa que se conhece muito bem Musical: Tem facilidade para identificar sons
  • 217. O drama da inovação é que nem sempre fazendo tudo certo...funciona.