SlideShare uma empresa Scribd logo
Biomas Terrestres
Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a
    flora e suas interações entre si e com o ambiente
                 físico, o solo, a água, o ar.

      O bioma da Terra compreende a biosfera.
     Um bioma pode ter uma ou mais vegetações
                  predominantes.

A biosfera, é formada pelo nosso planeta, a Terra e por
         todos os seres vivos que nele existem.
   Na biosfera existem diversos biomas, que são um
   conjunto biológico associado a uma zona climática.
Os biomas terrestres
Tundra
A tundra é uma vegetação proveniente
do material orgânico que aparece no
curto período de degelo durante a
estação "quente" das regiões de clima
polar, apresentando assim apenas
espécies de que se reproduzem
rapidamente e que suportam baixas
temperaturas.

        Essa vegetação é um enorme
        bioma que ocupa
        aproximadamente um quinto
        da superfície terrestre.
        Aparece em regiões como o
        Norte do Alasca,e do Canadá,
        Groenlândia, Noruega, Suécia,
        Finlândia e Sibéria
Taiga
Embora existam áreas muito
perto de zonas polares, o bioma
que mais caracteriza o clima
subpolar será, possivelmente, a
taiga.

A taiga não é mais do que uma
designação para a floresta de
coníferas (por os frutos das suas
árvores se agruparem em pinhas
de forma cônica).

A taiga é a mais extensa floresta
do mundo, estendendo-se nas
regiões setentrionais da América,
da Ásia e da Europa.
floresta caducifólia
A floresta caducifólia, significa floresta
composta por árvores de folha
caduca . Constitui um bioma, mas
este, não está apenas restrito ao clima
temperado marítimo, sendo mais
extenso, e ocupando áreas maiores.
As espécies mais comuns deste bioma,
são: o freixo, o carvalho, a faia, o
castanheiro, a tília, o choupo, o olmo,
a bétula, a urze e as silvas. Contudo,
também podem coexistir algumas
espécies de folha persistente, como o
pinheiro-bravo, principalmente nas
encostas montanhosas.
A variedade das espécies arbóreas, faz
com que a variedade de cores seja
uma das características deste bioma.
Pradarias
Pradaria é constituída por
vegetação herbácea, relativamente
alta, contínua, muito densa,
formando grandes extensões.
Por vezes também é designada por
estepe temperada. Este imenso
manto herbáceo chega
ocasionalmente a ultrapassar os 2
metros de altura.
Como o clima é rigoroso,
praticamente não existem árvores,
embora estas surjam com
freqüência nas encostas
montanhosas e ao longo dos
cursos de água.
Vegetação de altitude
No clima de altitude, se encontram
espécies adaptadas a temperaturas
baixas, a pouca pressão atmosférica, a
pouca quantidade de oxigênio e de CO2
(que é indispensável à fotossíntese) e a
pouca proteção de raios UV.
a vegetação dos climas de altitude,
independentemente da região do
Mundo, vai rareando conforma a
altitude vai aumentando, de modo que
em locais de "neves perpétuas", não se
encontram praticamente nenhum ser
vivo (tal como nas latitudes muito
elevadas - perto dos 90º ).
Floresta Mediterrânea
                                                     A floresta mediterrânea é uma
                                                     formação vegetal
                                                     predominantemente de folha
                                                     persistente e, por isso, sempre
                                                     verde.
                                                     É constituída por árvores mais
                                                     ou menos espaçadas entre si,
                                                     que permite entre esses
                                                     espaços, o desenvolvimento de
                                                     um estrato arbustivo mais ou
                                                     menos denso e também de
                                                     folha persistente.
A distribuição do clima mediterrâneo e do seu
bioma não se confina exclusivamente à área
mediterrânea, sendo as principais áreas
abrangidas, não só toda a bacia do Mediterrâneo,
como também a Califórnia, o centro do Chile, o Sul
da África do Sul e o sul da Austrália
Floresta equatorial
As elevadas temperaturas, a forte
umidade do ar e a abundância de
precipitações, explicam o
extraordinário desenvolvimento da
vegetação nas regiões equatoriais.
É uma floresta muito densa e as
plantas crescem umas por cima das
outras existindo entre elas uma grande
competição pela luz, pois é-lhes
indispensável para a fotossíntese.
A vegetação é estratificada,
Ou seja há vários estratos ou
andares, e em cada um deles
determinadas espécies
predominam.
As árvores têm normalmente
cerca de 40 metros de altura,
mas podem chegar até aos
60 metros.
savana
                    A savana é uma formação vegetal
                    herbácea alta, atingindo em algumas
                    regiões 2 metros de altura, e "salpicada"
                    de algumas árvores e arbustos.
                    Os arbustos são quase sempre
                    espinhosos e as árvores, são, na sua
                    grande maioria, de folha caduca, com
                    troncos muito duros e revestidos de
                    casca espessa.
www.geocities.com
                     As raízes das plantas da savana são
                    muito profundas e ramificadas, para
                    poderem captar o máximo de água (que
                    lhe permite sobreviver na estação seca).
                    As árvores mais típicas da savana são a
                    acácia e o embondeiro (árvore de
                    grande porte, também conhecido por
                    baoba).
Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Conceito

 Os domínios morfoclimáticos são divisões que se baseiam nos diferentes
 tipos de relevos que são resultantes das condições climáticas atuais e do
 passado bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.
Quantos são?
  Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das
  características climáticas, botânicas, hidrológicas entre outras. Esta
  classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber, dividiu o Brasil em
  seis domínios.
Domínio Amazônico:
• Localização: É a maior região
  morfoclimática do Brasil, com uma
  área de aproximadamente 5
  milhões km² – equivalente a 60% do
  território nacional – abrangendo os
  Estados: Amazonas, Amapá, Acre,
  Pará, Maranhão, Rondônia,
  Roraima, Tocantins e Mato Grosso.
• Clima: Equatorial, a qual é o mais
  quente e o mais úmido da Terra.

• Rios: Apresenta a maior bacia fluvial
  da Terra ocupando ¼ das terras da
  América do Sul (Amazonas).

• Vegetação: Predomina a floresta
  equatorial Amazônica.
Domínio do Cerrado:
• Localização: Região central do Brasil,
  detém uma área de 45 milhões de
  hectares, sendo o segundo maior domínio
  por extensão territorial. Estados: do Mato
  Grosso, do Mato Grosso do Sul, do
  Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia
  (parte oeste), do Maranhão (parte
  sudoeste) e de Minas Gerais (parte
  noroeste).
• Relevo: Chapadas e Chapadões.

• Clima: Tropical com uma estação seca
  bem definida.

• Solos: Ácidos.

• Rios: Diminuem muito na época das secas
  e transbordam na época das chuvas.

• Vegetação: Campos que apresentam
  árvores retorcidas com cascas grossas.
Domínio da Caatinga:
• Localização: Nordeste brasileiro,
  abrange em seu território o polígono
  das secas. Com uma extensão de
  aproximadamente 850.000 km².
  Inclui o Estado do Ceará e partes dos
  Estados da Bahia, de Sergipe, de
  Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba,
  do Rio Grande do Norte e do Piauí.
• Relevo: Chapadas e serras.

• Clima: Semi-Árido quente, com
  chuvas escassas e mal distribuídas.

• Solos: ricos em minerais e pobres em
  matérias orgânicas.

• Rios temporários – predominantes.

• Vegetação: Arbustos espinhentos e
  cactos além de árvores que perdem
  suas folhas nas secas.
Domínio dos Mares de Morros:
• Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até o sul
  do País, obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km².
• Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de períodos de
  secas e de chuvas .

• Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa.

• Solos Férteis.

• Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidroelétrico.

• Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada.
  Também apresenta campos e cerrados.
Domínio das Araucárias:
• Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o
  domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km².
• Relevo: Predomina o planalto.

• Clima: Subtropical.

• Solos: fértil

• Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade.

• Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito
  devastada.
Domínio das Pradarias:
• Localização: Extremo sul
  brasileiro, mais exatamente a
  sudeste gaúcho, o domínio
  morfoclimático das pradarias
  compreende uma extensão de
  45.000 km² a 80.000 km² .
• Relevo: Planícies.

• Clima: Subtropical.

• Solos: Férteis.

• Rios de planície.

• Vegetação: Gramais que formam
  imensos campos muito utilizados
  para a pecuária.
Florestas tropicais e estepes
Nas regiões de clima tropical, existem três gêneros de formações vegetais:
Savana
                            Floresta tropical
 Estepes




Este tipo de clima é uma transição entre outros tipos de climas.
O clima tropical apresenta valores diferentes de precipitações e de temperaturas, pelo
que pode fazer transição entre o equatorial, o desértico e até entre o mediterrâneo.
Por estas razões e não só, as formações vegetais variam de acordo com a maior ou
menor abundância de precipitações.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
Gustavo Silva de Souza
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Artur Lara
 
Conflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E PalestinaConflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E Palestina
guest36d66b7
 
Oriente Médio
Oriente MédioOriente Médio
Oriente Médio
Márcia Dutra
 
América central
América  centralAmérica  central
América central
Agla Santos
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
Professor
 
Vegetação mundial
Vegetação mundialVegetação mundial
Vegetação mundial
dela28
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
Josi Zanette do Canto
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
LUIS ABREU
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Uilson Pereira da Silva
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiro
Gabrielly Peixoto
 
Tigres asiáticos
Tigres asiáticos  Tigres asiáticos
Tigres asiáticos
Camila Brito
 
Aspectos Naturais do continente americano
Aspectos Naturais do continente americanoAspectos Naturais do continente americano
Aspectos Naturais do continente americano
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Conflito entre Israel e Palestina
Conflito entre Israel e PalestinaConflito entre Israel e Palestina
Conflito entre Israel e Palestina
Ajuda Escolar
 
Dominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticosDominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticos
Pessoal
 
Tigres asiáticos
Tigres asiáticosTigres asiáticos
Tigres asiáticos
Prof.Paulo/geografia
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Abner de Paula
 
Demografia
DemografiaDemografia
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 

Mais procurados (20)

Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Conflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E PalestinaConflito Entre Israel E Palestina
Conflito Entre Israel E Palestina
 
Oriente Médio
Oriente MédioOriente Médio
Oriente Médio
 
América central
América  centralAmérica  central
América central
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Vegetação mundial
Vegetação mundialVegetação mundial
Vegetação mundial
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Localização do território brasileiro
Localização do território brasileiroLocalização do território brasileiro
Localização do território brasileiro
 
Tigres asiáticos
Tigres asiáticos  Tigres asiáticos
Tigres asiáticos
 
Aspectos Naturais do continente americano
Aspectos Naturais do continente americanoAspectos Naturais do continente americano
Aspectos Naturais do continente americano
 
Conflito entre Israel e Palestina
Conflito entre Israel e PalestinaConflito entre Israel e Palestina
Conflito entre Israel e Palestina
 
Dominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticosDominios morfoclimáticos
Dominios morfoclimáticos
 
Tigres asiáticos
Tigres asiáticosTigres asiáticos
Tigres asiáticos
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 

Semelhante a Dominios Morfoclimaticos

VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRAVEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
Conceição Fontolan
 
Vegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptxVegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptx
RafaelWGM13
 
Biomas - resumo
Biomas - resumoBiomas - resumo
Biomas - resumo
Estude Mais
 
Apresentação domínios morfoclimáticos brasileiros
Apresentação domínios  morfoclimáticos brasileiros Apresentação domínios  morfoclimáticos brasileiros
Apresentação domínios morfoclimáticos brasileiros
Edmar Alves da Cruz
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Carlos Arroxelas
 
Taiany e Victor
Taiany e VictorTaiany e Victor
Taiany e Victor
inclusaodigital2011
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
Adriana Gomes Messias
 
Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
igor-oliveira
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
Jaicinha
 
Domínio morfoclimático
Domínio morfoclimáticoDomínio morfoclimático
Domínio morfoclimático
Adriana Gomes Messias
 
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passamFauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
Angelo Pcnp Tec Caieiras
 
Aula biomas.ppt
Aula biomas.pptAula biomas.ppt
Aula biomas.ppt
professorrobertopeix
 
Geografia vegetação aprovação virtual
Geografia vegetação aprovação virtualGeografia vegetação aprovação virtual
Geografia vegetação aprovação virtual
Paulo Henrique Netinho
 
Trabalho priscila biomas tundra
Trabalho priscila  biomas tundraTrabalho priscila  biomas tundra
Trabalho priscila biomas tundra
Silenezé Souza
 
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptxSlide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
RebecaLima779075
 
BIOMAS BRASILEIROS
BIOMAS BRASILEIROSBIOMAS BRASILEIROS
BIOMAS BRASILEIROS
gracielatonin
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
gracielatonin
 
Vegetacao
VegetacaoVegetacao
Vegetacao
profleofonseca
 
Fito geografia
Fito geografiaFito geografia
Fito geografia
Delmacy Cruz Souza
 
Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetais
Wander Junior
 

Semelhante a Dominios Morfoclimaticos (20)

VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRAVEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
VEGETAÇÃO DE TAIGA E TUNDRA
 
Vegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptxVegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptx
 
Biomas - resumo
Biomas - resumoBiomas - resumo
Biomas - resumo
 
Apresentação domínios morfoclimáticos brasileiros
Apresentação domínios  morfoclimáticos brasileiros Apresentação domínios  morfoclimáticos brasileiros
Apresentação domínios morfoclimáticos brasileiros
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Taiany e Victor
Taiany e VictorTaiany e Victor
Taiany e Victor
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
 
Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
 
Geografia vegetação brasileira
Geografia  vegetação brasileiraGeografia  vegetação brasileira
Geografia vegetação brasileira
 
Domínio morfoclimático
Domínio morfoclimáticoDomínio morfoclimático
Domínio morfoclimático
 
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passamFauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
Fauna e flora brasileira, os descaminhos que passam
 
Aula biomas.ppt
Aula biomas.pptAula biomas.ppt
Aula biomas.ppt
 
Geografia vegetação aprovação virtual
Geografia vegetação aprovação virtualGeografia vegetação aprovação virtual
Geografia vegetação aprovação virtual
 
Trabalho priscila biomas tundra
Trabalho priscila  biomas tundraTrabalho priscila  biomas tundra
Trabalho priscila biomas tundra
 
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptxSlide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
Slide-Vegetacoes-Mundiais.pptx
 
BIOMAS BRASILEIROS
BIOMAS BRASILEIROSBIOMAS BRASILEIROS
BIOMAS BRASILEIROS
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Vegetacao
VegetacaoVegetacao
Vegetacao
 
Fito geografia
Fito geografiaFito geografia
Fito geografia
 
Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetais
 

Mais de Stéfano Silveira

Características Gerais da Espanha
Características Gerais da EspanhaCaracterísticas Gerais da Espanha
Características Gerais da Espanha
Stéfano Silveira
 
O Príncipe de Stalingrado
O Príncipe de StalingradoO Príncipe de Stalingrado
O Príncipe de Stalingrado
Stéfano Silveira
 
Formas de relevo
Formas de relevoFormas de relevo
Formas de relevo
Stéfano Silveira
 
Relevo Brasileiro
 Relevo Brasileiro Relevo Brasileiro
Relevo Brasileiro
Stéfano Silveira
 
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-BrasileirosDominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Stéfano Silveira
 
Climas do-brasil
Climas do-brasilClimas do-brasil
Climas do-brasil
Stéfano Silveira
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
Stéfano Silveira
 
Brazilian Music
Brazilian MusicBrazilian Music
Brazilian Music
Stéfano Silveira
 

Mais de Stéfano Silveira (8)

Características Gerais da Espanha
Características Gerais da EspanhaCaracterísticas Gerais da Espanha
Características Gerais da Espanha
 
O Príncipe de Stalingrado
O Príncipe de StalingradoO Príncipe de Stalingrado
O Príncipe de Stalingrado
 
Formas de relevo
Formas de relevoFormas de relevo
Formas de relevo
 
Relevo Brasileiro
 Relevo Brasileiro Relevo Brasileiro
Relevo Brasileiro
 
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-BrasileirosDominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
 
Climas do-brasil
Climas do-brasilClimas do-brasil
Climas do-brasil
 
Bacias Hidrográficas
Bacias HidrográficasBacias Hidrográficas
Bacias Hidrográficas
 
Brazilian Music
Brazilian MusicBrazilian Music
Brazilian Music
 

Último

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Dominios Morfoclimaticos

  • 2. Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, a fauna e a flora e suas interações entre si e com o ambiente físico, o solo, a água, o ar. O bioma da Terra compreende a biosfera. Um bioma pode ter uma ou mais vegetações predominantes. A biosfera, é formada pelo nosso planeta, a Terra e por todos os seres vivos que nele existem. Na biosfera existem diversos biomas, que são um conjunto biológico associado a uma zona climática.
  • 4.
  • 5. Tundra A tundra é uma vegetação proveniente do material orgânico que aparece no curto período de degelo durante a estação "quente" das regiões de clima polar, apresentando assim apenas espécies de que se reproduzem rapidamente e que suportam baixas temperaturas. Essa vegetação é um enorme bioma que ocupa aproximadamente um quinto da superfície terrestre. Aparece em regiões como o Norte do Alasca,e do Canadá, Groenlândia, Noruega, Suécia, Finlândia e Sibéria
  • 6. Taiga Embora existam áreas muito perto de zonas polares, o bioma que mais caracteriza o clima subpolar será, possivelmente, a taiga. A taiga não é mais do que uma designação para a floresta de coníferas (por os frutos das suas árvores se agruparem em pinhas de forma cônica). A taiga é a mais extensa floresta do mundo, estendendo-se nas regiões setentrionais da América, da Ásia e da Europa.
  • 7. floresta caducifólia A floresta caducifólia, significa floresta composta por árvores de folha caduca . Constitui um bioma, mas este, não está apenas restrito ao clima temperado marítimo, sendo mais extenso, e ocupando áreas maiores. As espécies mais comuns deste bioma, são: o freixo, o carvalho, a faia, o castanheiro, a tília, o choupo, o olmo, a bétula, a urze e as silvas. Contudo, também podem coexistir algumas espécies de folha persistente, como o pinheiro-bravo, principalmente nas encostas montanhosas. A variedade das espécies arbóreas, faz com que a variedade de cores seja uma das características deste bioma.
  • 8. Pradarias Pradaria é constituída por vegetação herbácea, relativamente alta, contínua, muito densa, formando grandes extensões. Por vezes também é designada por estepe temperada. Este imenso manto herbáceo chega ocasionalmente a ultrapassar os 2 metros de altura. Como o clima é rigoroso, praticamente não existem árvores, embora estas surjam com freqüência nas encostas montanhosas e ao longo dos cursos de água.
  • 9. Vegetação de altitude No clima de altitude, se encontram espécies adaptadas a temperaturas baixas, a pouca pressão atmosférica, a pouca quantidade de oxigênio e de CO2 (que é indispensável à fotossíntese) e a pouca proteção de raios UV. a vegetação dos climas de altitude, independentemente da região do Mundo, vai rareando conforma a altitude vai aumentando, de modo que em locais de "neves perpétuas", não se encontram praticamente nenhum ser vivo (tal como nas latitudes muito elevadas - perto dos 90º ).
  • 10. Floresta Mediterrânea A floresta mediterrânea é uma formação vegetal predominantemente de folha persistente e, por isso, sempre verde. É constituída por árvores mais ou menos espaçadas entre si, que permite entre esses espaços, o desenvolvimento de um estrato arbustivo mais ou menos denso e também de folha persistente. A distribuição do clima mediterrâneo e do seu bioma não se confina exclusivamente à área mediterrânea, sendo as principais áreas abrangidas, não só toda a bacia do Mediterrâneo, como também a Califórnia, o centro do Chile, o Sul da África do Sul e o sul da Austrália
  • 11. Floresta equatorial As elevadas temperaturas, a forte umidade do ar e a abundância de precipitações, explicam o extraordinário desenvolvimento da vegetação nas regiões equatoriais. É uma floresta muito densa e as plantas crescem umas por cima das outras existindo entre elas uma grande competição pela luz, pois é-lhes indispensável para a fotossíntese. A vegetação é estratificada, Ou seja há vários estratos ou andares, e em cada um deles determinadas espécies predominam. As árvores têm normalmente cerca de 40 metros de altura, mas podem chegar até aos 60 metros.
  • 12. savana A savana é uma formação vegetal herbácea alta, atingindo em algumas regiões 2 metros de altura, e "salpicada" de algumas árvores e arbustos. Os arbustos são quase sempre espinhosos e as árvores, são, na sua grande maioria, de folha caduca, com troncos muito duros e revestidos de casca espessa. www.geocities.com As raízes das plantas da savana são muito profundas e ramificadas, para poderem captar o máximo de água (que lhe permite sobreviver na estação seca). As árvores mais típicas da savana são a acácia e o embondeiro (árvore de grande porte, também conhecido por baoba).
  • 14. Conceito Os domínios morfoclimáticos são divisões que se baseiam nos diferentes tipos de relevos que são resultantes das condições climáticas atuais e do passado bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.
  • 15. Quantos são? Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das características climáticas, botânicas, hidrológicas entre outras. Esta classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber, dividiu o Brasil em seis domínios.
  • 16. Domínio Amazônico: • Localização: É a maior região morfoclimática do Brasil, com uma área de aproximadamente 5 milhões km² – equivalente a 60% do território nacional – abrangendo os Estados: Amazonas, Amapá, Acre, Pará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Tocantins e Mato Grosso. • Clima: Equatorial, a qual é o mais quente e o mais úmido da Terra. • Rios: Apresenta a maior bacia fluvial da Terra ocupando ¼ das terras da América do Sul (Amazonas). • Vegetação: Predomina a floresta equatorial Amazônica.
  • 17. Domínio do Cerrado: • Localização: Região central do Brasil, detém uma área de 45 milhões de hectares, sendo o segundo maior domínio por extensão territorial. Estados: do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia (parte oeste), do Maranhão (parte sudoeste) e de Minas Gerais (parte noroeste). • Relevo: Chapadas e Chapadões. • Clima: Tropical com uma estação seca bem definida. • Solos: Ácidos. • Rios: Diminuem muito na época das secas e transbordam na época das chuvas. • Vegetação: Campos que apresentam árvores retorcidas com cascas grossas.
  • 18. Domínio da Caatinga: • Localização: Nordeste brasileiro, abrange em seu território o polígono das secas. Com uma extensão de aproximadamente 850.000 km². Inclui o Estado do Ceará e partes dos Estados da Bahia, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí. • Relevo: Chapadas e serras. • Clima: Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas. • Solos: ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas. • Rios temporários – predominantes. • Vegetação: Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que perdem suas folhas nas secas.
  • 19. Domínio dos Mares de Morros: • Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até o sul do País, obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km². • Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de períodos de secas e de chuvas . • Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa. • Solos Férteis. • Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidroelétrico. • Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada. Também apresenta campos e cerrados.
  • 20. Domínio das Araucárias: • Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km². • Relevo: Predomina o planalto. • Clima: Subtropical. • Solos: fértil • Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade. • Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito devastada.
  • 21. Domínio das Pradarias: • Localização: Extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias compreende uma extensão de 45.000 km² a 80.000 km² . • Relevo: Planícies. • Clima: Subtropical. • Solos: Férteis. • Rios de planície. • Vegetação: Gramais que formam imensos campos muito utilizados para a pecuária.
  • 22. Florestas tropicais e estepes Nas regiões de clima tropical, existem três gêneros de formações vegetais: Savana Floresta tropical Estepes Este tipo de clima é uma transição entre outros tipos de climas. O clima tropical apresenta valores diferentes de precipitações e de temperaturas, pelo que pode fazer transição entre o equatorial, o desértico e até entre o mediterrâneo. Por estas razões e não só, as formações vegetais variam de acordo com a maior ou menor abundância de precipitações.