SlideShare uma empresa Scribd logo
AUTARQUIA EDUCACIONAL DO BELO JARDIM
FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO BELO JARDIM
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM
“SEMANA DE ENFERMAGEM NA UP FITNESS”
CONCEITO
 Segundo o Ministério da Saúde (2006), o diabetes é um
grupo de doenças metabólicas caracterizadas por
hiperglicemia e associadas a complicações, disfunções e
insuficiência de vários órgãos (olhos, rins, nervos,
cérebro, coração e vasos sangüíneos).
TIPOS
 DIABETES TIPO 1:
 Indica destruição da célula beta que eventualmente leva ao
estágio de deficiência absoluta de insulina, quando a
administração de insulina é necessária para prevenir
cetoacidose, coma e morte;
 Ocorre de forma rapidamente progressiva, principalmente,
em crianças e adolescentes (pico de incidência entre 10 e 14
anos), ou de forma lentamente progressiva, geralmente em
adultos.
TIPOS
 DIABETES TIPO 2:
 Designa uma deficiência relativa de insulina;
 A administração de insulina nesses casos, quando efetuada,
não visa evitar cetoacidose, coma ou morte, mas sim
alcançar controle do quadro hiperglicêmico.
TIPOS
 DIABETES GESTACIONAL:
 É a hiperglicemia diagnosticada na gravidez, de intensidade
variada, geralmente se resolvendo no período pós-parto, mas
retornando anos depois em grande parte dos casos.
CAUSAS
 Defeitos de secreção e/ou ação da insulina envolvendo
processos patogênicos específicos, por exemplo:
 Destruição das células beta do pâncreas;
 Resistência à ação da insulina;
 Distúrbios da secreção da insulina;
 entre outros.
FATORES DE RISCO
 Idade acima de 45 anos;
 Obesidade (>120% peso ideal ou índice de massa corporal
acima de 25kg/m²);
 História familiar de diabetes em parentes de 1° grau;
 Diabetes gestacional ou macrossomia prévia;
 Hipertensão arterial sistêmica;
 HDL-colesterol abaixo de 35mg/dl e/ou triglicerídeos acima de
250mg/dl;
 Alterações prévias da regulação da glicose;
 Indivíduos membros de populações de risco (afro-americanos,
hispano-americanos e outras).
EPIDEMIOLOGIA
 O diabetes é comum e de incidência crescente;
 Estima-se que, em 1995, atingia 4,0% da população adulta
mundial e que, em 2025, alcançará a cifra de 5,4%;
 A maior parte desse aumento se dará em países em
desenvolvimento, acentuando-se, nesses países, o padrão
atual de concentração de casos na faixa etária de 45-64
anos.
EPIDEMIOLOGIA
 O diabetes apresenta alta morbi-mortalidade, com perda
importante na qualidade de vida;
 É uma das principais causas de mortalidade, insuficiência
renal, amputação de membros inferiores, cegueira e
doença cardiovascular.
Ministério da Saúde, 2006
SINAIS E SINTOMAS
 Os sintomas clássicos de diabetes são:
 Poliúria;
 Polidipsia;
 Polifagia
 Perda involuntária de peso;
 Fadiga;
 Fraqueza;
 Letargia;
 Prurido cutâneo e vulvar;
 Balanopostite;
 e infecções de repetição.
SINAIS E SINTOMAS
 ATENÇÃO!
 O diabetes é assintomático em proporção significativa dos
casos, a suspeita clínica ocorre então a partir de fatores de
risco para o diabetes.
COMPLICAÇÕES
 Descompensação hiperglicêcima aguda;
 Cetoacidose (hálito e odor urêmico);
 Hipoglicemia;
 Doenças cardiovasculares;
 Retinopatia;
 Nefropatia;
 Neuropatia;
 Pé diabético;
DIAGNÓSTICO
 EXAMES:
 Glicemia de jejum: nível de glicose sangüínea após um
jejum de 8 a 12 horas;
 Teste oral de tolerância à glicose (TTG-75g): o paciente
recebe uma carga de 75 g de glicose, em jejum, e a glicemia
é medida antes e 120 minutos após a ingestão;
 Glicemia casual: tomada sem padronização do tempo desde
a última refeição.
EXAMES
 Glicemia de Jejum: inferior a 110 mg/dL;
 Pré-diabético: 110 mg/dL e 125 mg/dL;
 Diaético: igual ou superior a 126 mg/dL;
 Hipoglicemia: igual ou inferior a 70 mg/dL.
DIABETES TEM CURA?
TRATAMENTO E PREVENÇÃO
 Mudanças de estilo de vida;
 Redução de peso (5-10% do peso);
 Manutenção do peso perdido;
 Aumento da ingestão de fibras;
 Restrição energética moderada;
 Restrição de gorduras;
 Aumento de atividade física regular;
 Intervenções farmacológicas (Metformina e
Insulinoterapia).
REFERÊNCIAS
BIBLIOGRÁFICAS
 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à
Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diabetes
Mellitus / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à
Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília :
Ministério da Saúde, 2006. 64 p. il.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a diabetes-mellitus-151217033834.pdf

Diabetes Mellitus
Diabetes MellitusDiabetes Mellitus
Diabetes Mellitus
Cíntia Costa
 
Paciente diabético e hipoglicemia
Paciente diabético e hipoglicemiaPaciente diabético e hipoglicemia
Paciente diabético e hipoglicemia
Gabriella Lourenço
 
Curso 50 ic
Curso 50 icCurso 50 ic
Curso 50 ic
Multiperfileventos
 
Protocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitusProtocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitus
adrianomedico
 
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitusPlano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
adrianomedico
 
Diabetes mellitus ii[1]
Diabetes mellitus ii[1]Diabetes mellitus ii[1]
Diabetes mellitus ii[1]
Rachel V.
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Renato
 
Aula dm farmaco 2013
Aula dm farmaco 2013Aula dm farmaco 2013
Aula dm farmaco 2013
Elaine Moura
 
Diabetes mellitus
Diabetes mellitusDiabetes mellitus
Diabetes mellitus
Maria Alice Torres
 
DIABETES.pptx
DIABETES.pptxDIABETES.pptx
DIABETES.pptx
DaianeSantos80986
 
Seminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitusSeminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitus
Artemosfera Cia de Artes
 
Aula 2 - B
Aula 2 - BAula 2 - B
Apresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitusApresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitus
Sérgio Franco - CDPI
 
Controle dos diabetes
Controle dos diabetesControle dos diabetes
Controle dos diabetes
Mayara Oliveira
 
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUSSEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
ERALDO DOS SANTOS
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Renata Carvalho
 
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveiradiabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
YslionirAssis
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
Maria Vernetti
 
Dia mundial da diabetes
Dia mundial da diabetesDia mundial da diabetes
Dia mundial da diabetes
Maria José Ramalho
 
Diabetes tipo 2
Diabetes tipo 2Diabetes tipo 2
Diabetes tipo 2
Luana Braga
 

Semelhante a diabetes-mellitus-151217033834.pdf (20)

Diabetes Mellitus
Diabetes MellitusDiabetes Mellitus
Diabetes Mellitus
 
Paciente diabético e hipoglicemia
Paciente diabético e hipoglicemiaPaciente diabético e hipoglicemia
Paciente diabético e hipoglicemia
 
Curso 50 ic
Curso 50 icCurso 50 ic
Curso 50 ic
 
Protocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitusProtocolo de diabetes mellitus
Protocolo de diabetes mellitus
 
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitusPlano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
Plano de reorganização da atenção à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus
 
Diabetes mellitus ii[1]
Diabetes mellitus ii[1]Diabetes mellitus ii[1]
Diabetes mellitus ii[1]
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Aula dm farmaco 2013
Aula dm farmaco 2013Aula dm farmaco 2013
Aula dm farmaco 2013
 
Diabetes mellitus
Diabetes mellitusDiabetes mellitus
Diabetes mellitus
 
DIABETES.pptx
DIABETES.pptxDIABETES.pptx
DIABETES.pptx
 
Seminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitusSeminário diabetes mellitus
Seminário diabetes mellitus
 
Aula 2 - B
Aula 2 - BAula 2 - B
Aula 2 - B
 
Apresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitusApresentação diabetes mellitus
Apresentação diabetes mellitus
 
Controle dos diabetes
Controle dos diabetesControle dos diabetes
Controle dos diabetes
 
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUSSEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
SEMIOLOGIA DIABETES MELLITUS
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveiradiabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
diabetes mellitus- iraci lucia costa oliveira
 
Diabetes
DiabetesDiabetes
Diabetes
 
Dia mundial da diabetes
Dia mundial da diabetesDia mundial da diabetes
Dia mundial da diabetes
 
Diabetes tipo 2
Diabetes tipo 2Diabetes tipo 2
Diabetes tipo 2
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 

diabetes-mellitus-151217033834.pdf

  • 1. AUTARQUIA EDUCACIONAL DO BELO JARDIM FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO BELO JARDIM CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM “SEMANA DE ENFERMAGEM NA UP FITNESS”
  • 2. CONCEITO  Segundo o Ministério da Saúde (2006), o diabetes é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e associadas a complicações, disfunções e insuficiência de vários órgãos (olhos, rins, nervos, cérebro, coração e vasos sangüíneos).
  • 3. TIPOS  DIABETES TIPO 1:  Indica destruição da célula beta que eventualmente leva ao estágio de deficiência absoluta de insulina, quando a administração de insulina é necessária para prevenir cetoacidose, coma e morte;  Ocorre de forma rapidamente progressiva, principalmente, em crianças e adolescentes (pico de incidência entre 10 e 14 anos), ou de forma lentamente progressiva, geralmente em adultos.
  • 4. TIPOS  DIABETES TIPO 2:  Designa uma deficiência relativa de insulina;  A administração de insulina nesses casos, quando efetuada, não visa evitar cetoacidose, coma ou morte, mas sim alcançar controle do quadro hiperglicêmico.
  • 5. TIPOS  DIABETES GESTACIONAL:  É a hiperglicemia diagnosticada na gravidez, de intensidade variada, geralmente se resolvendo no período pós-parto, mas retornando anos depois em grande parte dos casos.
  • 6. CAUSAS  Defeitos de secreção e/ou ação da insulina envolvendo processos patogênicos específicos, por exemplo:  Destruição das células beta do pâncreas;  Resistência à ação da insulina;  Distúrbios da secreção da insulina;  entre outros.
  • 7. FATORES DE RISCO  Idade acima de 45 anos;  Obesidade (>120% peso ideal ou índice de massa corporal acima de 25kg/m²);  História familiar de diabetes em parentes de 1° grau;  Diabetes gestacional ou macrossomia prévia;  Hipertensão arterial sistêmica;  HDL-colesterol abaixo de 35mg/dl e/ou triglicerídeos acima de 250mg/dl;  Alterações prévias da regulação da glicose;  Indivíduos membros de populações de risco (afro-americanos, hispano-americanos e outras).
  • 8. EPIDEMIOLOGIA  O diabetes é comum e de incidência crescente;  Estima-se que, em 1995, atingia 4,0% da população adulta mundial e que, em 2025, alcançará a cifra de 5,4%;  A maior parte desse aumento se dará em países em desenvolvimento, acentuando-se, nesses países, o padrão atual de concentração de casos na faixa etária de 45-64 anos.
  • 9. EPIDEMIOLOGIA  O diabetes apresenta alta morbi-mortalidade, com perda importante na qualidade de vida;  É uma das principais causas de mortalidade, insuficiência renal, amputação de membros inferiores, cegueira e doença cardiovascular. Ministério da Saúde, 2006
  • 10. SINAIS E SINTOMAS  Os sintomas clássicos de diabetes são:  Poliúria;  Polidipsia;  Polifagia  Perda involuntária de peso;  Fadiga;  Fraqueza;  Letargia;  Prurido cutâneo e vulvar;  Balanopostite;  e infecções de repetição.
  • 11. SINAIS E SINTOMAS  ATENÇÃO!  O diabetes é assintomático em proporção significativa dos casos, a suspeita clínica ocorre então a partir de fatores de risco para o diabetes.
  • 12. COMPLICAÇÕES  Descompensação hiperglicêcima aguda;  Cetoacidose (hálito e odor urêmico);  Hipoglicemia;  Doenças cardiovasculares;  Retinopatia;  Nefropatia;  Neuropatia;  Pé diabético;
  • 13. DIAGNÓSTICO  EXAMES:  Glicemia de jejum: nível de glicose sangüínea após um jejum de 8 a 12 horas;  Teste oral de tolerância à glicose (TTG-75g): o paciente recebe uma carga de 75 g de glicose, em jejum, e a glicemia é medida antes e 120 minutos após a ingestão;  Glicemia casual: tomada sem padronização do tempo desde a última refeição.
  • 14. EXAMES  Glicemia de Jejum: inferior a 110 mg/dL;  Pré-diabético: 110 mg/dL e 125 mg/dL;  Diaético: igual ou superior a 126 mg/dL;  Hipoglicemia: igual ou inferior a 70 mg/dL.
  • 16. TRATAMENTO E PREVENÇÃO  Mudanças de estilo de vida;  Redução de peso (5-10% do peso);  Manutenção do peso perdido;  Aumento da ingestão de fibras;  Restrição energética moderada;  Restrição de gorduras;  Aumento de atividade física regular;  Intervenções farmacológicas (Metformina e Insulinoterapia).
  • 17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diabetes Mellitus / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2006. 64 p. il.