SlideShare uma empresa Scribd logo
Desenvolver-se desenvolver: como puxar o fio do texto
O Objetivo desta aula é demostrar algumas estratégias argumentativas e capacitá-lo a desenvolver os argumentos na
redação de acordo com sua introdução, tornando o texto um todo coeso.
Desenvolvimento 1

Introdução

O Desenvolvimento
Desenvolvimento 2 e 3

O Desenvolvimento
Conclusão

O Desenvolvimento

Na conclusão, o escrevente opta por retomar genericamente sua tese enunciada na
introdução e reforça seu último argumento, Luther King.
Coerência e Coesão
Coerência = plano da ideia: mudar uma situação vigente, fugir da monotonia e uma realidade
hostil à vida; muito além da recreação e pode salvar vidas.
• A vida é bela
• Naufrago
• Martin Luther King
Por meio de filmes e do famoso discurso do líder negro norte-americano, constrói-se um texto com
progressão de ideias e que corresponde a tudo que foi exposto na introdução. Há evolução do texto
dentro mesmo eixo temático (“Essas imagens exercem importantes papéis na alma humana...)

Coesão = plano linguístico: Mesmo em(l2); seja com(l3 e l4); seja para(l4) ou (l5); Mas isso(l13); Ambos
os exemplos dados (l18); Assim como(l19); A realidade, entretanto,(l24) e Após King(l26). Esses e outros
conectores demonstram a capacidade de articulação e “amarração” do texto.
Estratégias Argumentativas
Estratégias Argumentativas

(1) Certamente, é muito mais prejudicial à imagem da USP, sendo a universidade mais
importante da América Latina, a desocupação de estudantes de um de seus prédios com
o uso da tropa de choque, sem contar possíveis danos à integridade física dos estudantes,
ratificando, mais uma vez, a tradição marcadamente autoritária da sociedade brasileira e
de suas instituições, (2) que, não reconhecendo conflitos sociais e de interesses, ao invés
de resolvê-los pelo debate democrático, lançam mão da repressão ou da desmoralização
do interlocutor. Aqui, não se olvide que sequer escapa desse "pensamento único",
infelizmente, a maioria da mídia e da própria sociedade, amalgamada, por longos anos,
nessa tradição de pensamento autoritário.
(1) Proporcionalidade
(2) Causa-consequência
Estratégias Argumentativas

Essa ponderação ganha ainda mais razoabilidade, diante do contexto fático citado acima,
de (3) ausência total de disposição política da Reitoria de iniciar um debate democrático
com os estudantes, professores e servidores a respeito de diversos temas sensíveis e
relevantes à melhoria da própria qualidade da universidade. Um deles, sem dúvida, é o de
eleição direta para Reitor. (3) O próprio Poder Judiciário do Estado de São Paulo sofre as
agruras de normas editadas em regime de exceção, absolutamente antidemocráticas,
para a eleição de sua cúpula administrativa.

(3) Comparação
Estratégias Argumentativas

Alusão Histórica
“Até meados do século 19, cinco milhões de africanos negros foram aprisionados e
levados à força para o Brasil. Quando, em 1888, foi abolida a escravatura, não houve
qualquer esforço no sentido de possibilitar condições dignas aos ex-cativos. Assim, até
hoje, 125 anos depois, a grande maioria dos afrodescendentes continua confinada à
base da pirâmide social: raramente são vistos entre médicos, dentistas, advogados,
engenheiros, executivos, jornalistas, artistas plásticos, cineastas, escritores”.
Luiz Ruffato
Dados estatísticos

Invisível, acuada por baixos salários e destituída das prerrogativas primárias da cidadania
--moradia, transporte, lazer, educação e saúde de qualidade--, a maior parte dos
brasileiros sempre foi peça descartável na engrenagem que movimenta a economia:
75% de toda a riqueza encontra-se nas mãos de 10% da população branca e apenas 46
mil pessoas possuem metade das terras do país. Historicamente habituados a termos
apenas deveres, nunca direitos, sucumbimos numa estranha sensação de não
pertencimento: no Brasil, o que é de todos não é de ninguém...
Luiz Ruffato
Estratégias Argumentativas

Dados estatísticos e comparação

“A taxa de homicídios no Brasil chega a 20 assassinatos por grupo de 100 mil
habitantes, o que equivale a 37 mil pessoas mortas por ano, número três vezes maior
que a média mundial. E quem mais está exposto à violência não são os ricos que se
enclausuram atrás dos muros altos de condomínios fechados, protegidos por cercas
elétricas, segurança privada e vigilância eletrônica, mas os pobres confinados em
favelas e bairros de periferia, à mercê de narcotraficantes e policiais corruptos”.
Luiz Ruffato
Exemplificação

“Voltamos as costas ao outro --seja ele o imigrante, o pobre, o negro, o indígena, a
mulher, o homossexual-- como tentativa de nos preservar, esquecendo que assim
implodimos a nossa própria condição de existir. Sucumbimos à solidão e ao egoísmo e
nos negamos a nós mesmos.”
Luiz Ruffato
Citação
Segundo o escritor Luiz Ruffato, carregamos conosco o genocídio indígena,
já que dos 4 milhões que aqui viviam, hoje restam apenas 900 mil.
“Nascemos sob a égide do genocídio.” Assim o escritor Luiz Ruffato
retrata o nascimento do Brasil em seu discurso de abertura na Feira do
Livro de Frankfurt de 2013...
Fonte
http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/guia_participante/2013/guia_participante_redacao_enem_2013.pdf
http://www.fuvest.br/vest2010/bestred/102321.html
http://educacao.uol.com.br/noticias/2013/10/09/justica-de-sp-nega-pedido-de-reintegracao-de-posse-da-reitoria-dausp.htm
http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,leia-a-integra-do-discurso-de-luiz-ruffato-na-abertura-da-feira-do-livro-defrankfurt,1083463,0.htm

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto

ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
Cynthia Funchal
 
Recuperacao filosofia politica
Recuperacao filosofia politicaRecuperacao filosofia politica
Recuperacao filosofia politica
Projovem Urbano
 
Introducao.pptx
Introducao.pptxIntroducao.pptx
Introducao.pptx
AliceGeric
 
Vanessaalves redacao-2016-001
Vanessaalves redacao-2016-001Vanessaalves redacao-2016-001
Vanessaalves redacao-2016-001
mattoso1970
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
Universidade Federal Fluminense
 
ALUSAO.pptx
ALUSAO.pptxALUSAO.pptx
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Lista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicadaLista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicada
Fabio Cruz
 
Diz Jornal Edição - 208
Diz Jornal Edição - 208Diz Jornal Edição - 208
Diz Jornal Edição - 208
dizjornal jornal
 
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdfCatorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
Pamela931154
 
Enem 1dia
Enem 1diaEnem 1dia
Enem 1dia
newsevoce
 
Dissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da teseDissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da tese
marlospg
 
Revisão Prática
Revisão PráticaRevisão Prática
Revisão Prática
HisrelBlog
 
516 an 24_março_2015.ok (1)
516 an 24_março_2015.ok (1)516 an 24_março_2015.ok (1)
516 an 24_março_2015.ok (1)
Roberto Rabat Chame
 
Ort filosofia e sociologia - gabarito comentado
Ort   filosofia e sociologia - gabarito comentadoOrt   filosofia e sociologia - gabarito comentado
Ort filosofia e sociologia - gabarito comentado
Antonio Pinto
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
Universidade Federal Fluminense
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
Universidade Federal Fluminense
 
ENEM - Redação 2021
ENEM - Redação 2021ENEM - Redação 2021
ENEM - Redação 2021
CrisBiagio
 
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdfRacismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
TiagoTrombonista
 
Avaliação de filosofia 3 nm
Avaliação de filosofia 3 nmAvaliação de filosofia 3 nm
Avaliação de filosofia 3 nm
Marcia Oliveira
 

Semelhante a Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto (20)

ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)
 
Recuperacao filosofia politica
Recuperacao filosofia politicaRecuperacao filosofia politica
Recuperacao filosofia politica
 
Introducao.pptx
Introducao.pptxIntroducao.pptx
Introducao.pptx
 
Vanessaalves redacao-2016-001
Vanessaalves redacao-2016-001Vanessaalves redacao-2016-001
Vanessaalves redacao-2016-001
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
 
ALUSAO.pptx
ALUSAO.pptxALUSAO.pptx
ALUSAO.pptx
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
 
Lista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicadaLista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicada
 
Diz Jornal Edição - 208
Diz Jornal Edição - 208Diz Jornal Edição - 208
Diz Jornal Edição - 208
 
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdfCatorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
Catorze cartas às esquerdas (Boaventura de S. Santos).pdf
 
Enem 1dia
Enem 1diaEnem 1dia
Enem 1dia
 
Dissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da teseDissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da tese
 
Revisão Prática
Revisão PráticaRevisão Prática
Revisão Prática
 
516 an 24_março_2015.ok (1)
516 an 24_março_2015.ok (1)516 an 24_março_2015.ok (1)
516 an 24_março_2015.ok (1)
 
Ort filosofia e sociologia - gabarito comentado
Ort   filosofia e sociologia - gabarito comentadoOrt   filosofia e sociologia - gabarito comentado
Ort filosofia e sociologia - gabarito comentado
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
 
As habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadaniaAs habitações e as questões de cidadania
As habitações e as questões de cidadania
 
ENEM - Redação 2021
ENEM - Redação 2021ENEM - Redação 2021
ENEM - Redação 2021
 
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdfRacismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
Racismo-Estrutural-uma-perspectiva-histórico-crítica (1).pdf
 
Avaliação de filosofia 3 nm
Avaliação de filosofia 3 nmAvaliação de filosofia 3 nm
Avaliação de filosofia 3 nm
 

Mais de Mande Bem no ENEM

Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafoConclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
Mande Bem no ENEM
 
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Mande Bem no ENEM
 
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Mande Bem no ENEM
 
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incovenienteDitadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Mande Bem no ENEM
 
Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?
Mande Bem no ENEM
 
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introduçãoRedação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Mande Bem no ENEM
 
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3DO Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
Mande Bem no ENEM
 
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileirosDissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Mande Bem no ENEM
 
Constituição das Estrelas
Constituição das EstrelasConstituição das Estrelas
Constituição das Estrelas
Mande Bem no ENEM
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Mande Bem no ENEM
 
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Mande Bem no ENEM
 
Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?
Mande Bem no ENEM
 
Como calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviçoComo calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviço
Mande Bem no ENEM
 
O câncer e o DNA
O câncer e o DNAO câncer e o DNA
O câncer e o DNA
Mande Bem no ENEM
 
Era Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da históriaEra Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da história
Mande Bem no ENEM
 
Sólidos Geométricos
Sólidos GeométricosSólidos Geométricos
Sólidos Geométricos
Mande Bem no ENEM
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
Mande Bem no ENEM
 
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mande Bem no ENEM
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
Mande Bem no ENEM
 

Mais de Mande Bem no ENEM (19)

Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafoConclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
Conclusão: como salvar o mundo em um parágrafo
 
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
Qual é a chance de ganhar na mega-sena?
 
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
Como saber quantas pessoas estão em uma manifestação?
 
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incovenienteDitadura militar: uma verdade incoveniente
Ditadura militar: uma verdade incoveniente
 
Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?Existe ser humano transgênico?
Existe ser humano transgênico?
 
Redação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introduçãoRedação: Proposta, planejamento e introdução
Redação: Proposta, planejamento e introdução
 
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3DO Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
O Processo da Visão, Ilusão de Optica e Cinema 3D
 
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileirosDissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
Dissertar é preciso! A redação do ENEM e os temas brasileiros
 
Constituição das Estrelas
Constituição das EstrelasConstituição das Estrelas
Constituição das Estrelas
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?Os gráficos de intenção de voto mentem?
Os gráficos de intenção de voto mentem?
 
Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?Por que o álccol embriaga?
Por que o álccol embriaga?
 
Como calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviçoComo calcular o imposto por serviço
Como calcular o imposto por serviço
 
O câncer e o DNA
O câncer e o DNAO câncer e o DNA
O câncer e o DNA
 
Era Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da históriaEra Vargas: mudando os rumos da história
Era Vargas: mudando os rumos da história
 
Sólidos Geométricos
Sólidos GeométricosSólidos Geométricos
Sólidos Geométricos
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
 
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
Mundo Romano: Da cidade-estado a formação do império.
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 

Desenvolver-se e desenvolver: como puxar o fio do texto

  • 1. Desenvolver-se desenvolver: como puxar o fio do texto O Objetivo desta aula é demostrar algumas estratégias argumentativas e capacitá-lo a desenvolver os argumentos na redação de acordo com sua introdução, tornando o texto um todo coeso.
  • 3. Desenvolvimento 2 e 3 O Desenvolvimento
  • 4. Conclusão O Desenvolvimento Na conclusão, o escrevente opta por retomar genericamente sua tese enunciada na introdução e reforça seu último argumento, Luther King.
  • 5. Coerência e Coesão Coerência = plano da ideia: mudar uma situação vigente, fugir da monotonia e uma realidade hostil à vida; muito além da recreação e pode salvar vidas. • A vida é bela • Naufrago • Martin Luther King Por meio de filmes e do famoso discurso do líder negro norte-americano, constrói-se um texto com progressão de ideias e que corresponde a tudo que foi exposto na introdução. Há evolução do texto dentro mesmo eixo temático (“Essas imagens exercem importantes papéis na alma humana...) Coesão = plano linguístico: Mesmo em(l2); seja com(l3 e l4); seja para(l4) ou (l5); Mas isso(l13); Ambos os exemplos dados (l18); Assim como(l19); A realidade, entretanto,(l24) e Após King(l26). Esses e outros conectores demonstram a capacidade de articulação e “amarração” do texto.
  • 7. Estratégias Argumentativas (1) Certamente, é muito mais prejudicial à imagem da USP, sendo a universidade mais importante da América Latina, a desocupação de estudantes de um de seus prédios com o uso da tropa de choque, sem contar possíveis danos à integridade física dos estudantes, ratificando, mais uma vez, a tradição marcadamente autoritária da sociedade brasileira e de suas instituições, (2) que, não reconhecendo conflitos sociais e de interesses, ao invés de resolvê-los pelo debate democrático, lançam mão da repressão ou da desmoralização do interlocutor. Aqui, não se olvide que sequer escapa desse "pensamento único", infelizmente, a maioria da mídia e da própria sociedade, amalgamada, por longos anos, nessa tradição de pensamento autoritário. (1) Proporcionalidade (2) Causa-consequência
  • 8. Estratégias Argumentativas Essa ponderação ganha ainda mais razoabilidade, diante do contexto fático citado acima, de (3) ausência total de disposição política da Reitoria de iniciar um debate democrático com os estudantes, professores e servidores a respeito de diversos temas sensíveis e relevantes à melhoria da própria qualidade da universidade. Um deles, sem dúvida, é o de eleição direta para Reitor. (3) O próprio Poder Judiciário do Estado de São Paulo sofre as agruras de normas editadas em regime de exceção, absolutamente antidemocráticas, para a eleição de sua cúpula administrativa. (3) Comparação
  • 9. Estratégias Argumentativas Alusão Histórica “Até meados do século 19, cinco milhões de africanos negros foram aprisionados e levados à força para o Brasil. Quando, em 1888, foi abolida a escravatura, não houve qualquer esforço no sentido de possibilitar condições dignas aos ex-cativos. Assim, até hoje, 125 anos depois, a grande maioria dos afrodescendentes continua confinada à base da pirâmide social: raramente são vistos entre médicos, dentistas, advogados, engenheiros, executivos, jornalistas, artistas plásticos, cineastas, escritores”. Luiz Ruffato
  • 10. Dados estatísticos Invisível, acuada por baixos salários e destituída das prerrogativas primárias da cidadania --moradia, transporte, lazer, educação e saúde de qualidade--, a maior parte dos brasileiros sempre foi peça descartável na engrenagem que movimenta a economia: 75% de toda a riqueza encontra-se nas mãos de 10% da população branca e apenas 46 mil pessoas possuem metade das terras do país. Historicamente habituados a termos apenas deveres, nunca direitos, sucumbimos numa estranha sensação de não pertencimento: no Brasil, o que é de todos não é de ninguém... Luiz Ruffato
  • 11. Estratégias Argumentativas Dados estatísticos e comparação “A taxa de homicídios no Brasil chega a 20 assassinatos por grupo de 100 mil habitantes, o que equivale a 37 mil pessoas mortas por ano, número três vezes maior que a média mundial. E quem mais está exposto à violência não são os ricos que se enclausuram atrás dos muros altos de condomínios fechados, protegidos por cercas elétricas, segurança privada e vigilância eletrônica, mas os pobres confinados em favelas e bairros de periferia, à mercê de narcotraficantes e policiais corruptos”. Luiz Ruffato
  • 12. Exemplificação “Voltamos as costas ao outro --seja ele o imigrante, o pobre, o negro, o indígena, a mulher, o homossexual-- como tentativa de nos preservar, esquecendo que assim implodimos a nossa própria condição de existir. Sucumbimos à solidão e ao egoísmo e nos negamos a nós mesmos.” Luiz Ruffato
  • 13. Citação Segundo o escritor Luiz Ruffato, carregamos conosco o genocídio indígena, já que dos 4 milhões que aqui viviam, hoje restam apenas 900 mil. “Nascemos sob a égide do genocídio.” Assim o escritor Luiz Ruffato retrata o nascimento do Brasil em seu discurso de abertura na Feira do Livro de Frankfurt de 2013...