SlideShare uma empresa Scribd logo
Contributo de mashups Web 2.0 para a
construção de uma memória
                                              z
colectiva




Por Ângela Costa sob orientação do Doutor Rui Raposo
Defesa Pública da Dissertação para Obtenção do Grau de Mestre em Comunicação Multimédia
Sumário
1. Problemática de Investigação
2. Pergunta de Investigação e objectivos
3. Hipóteses
4. Património e memória colectiva
5. A Web 2.0 e Mashups
6. Contributo da Cibermuseologia
7. Metodologia de Investigação
8. Resultados obtidos
9. Conclusões
10. Limitações do estudo
11. Perspectivas futuras de investigação
Problemática de Investigação
•   No âmbito do projecto Cidade Velha, cujo o objectivo é a promoção do
    património cultural e histórico da Cidade Velha de Cabo Verde através
    das TIC, constatou-se que:

       Parte significativa do património cultural, tangível e intangível da cidade, não se
       encontrava documentado;

•   Surge a necessidade de :

       Recolher, documentar e agregar as memórias e documentos dispersos na
       população;

       Criar mecanismos que possibilitem e fomentem a participação da população como
       provedores de conteúdo;

•   Os Mashups de serviços Web 2.0 surgem como um possível
    instrumento para utilizar na recolha e agregação de documentação
    dessas memórias colectivas.


     “Qual o contributo que um Mashup de serviços Web 2.0 tem para
               a construção de uma memória Colectiva?”
Hipóteses
•   Uma agregação de serviços Web 2.0, vulgo Mashup, evidencia-se
    como um instrumento útil para a recolha e partilha de informação sobre
    a Cidade Velha, e desta forma contribuir eficazmente para a construção
    de uma memória colectiva.

•   A predisposição para a partilha de informação na Internet é elevada;

•   Os serviços Web 2.0 como o YouTube e o Flickr apresentam uma
    grande popularidade no seio do utilizador comum da Internet;

•   Os utilizadores apresentam uma predisposição elevada para participar
    em projectos cujo o objectivo é promover a sua terra natal;

•   A utilização de estratégias e dos serviços da Web 2.0 fomentam a
    participação do utilizador;
Objectivos da investigação

•   Realização de um levantamento e estudo bibliográfico sobre as questões
    da memória colectiva, património cultural, Cibermuseologia, Web 2.0 e
    Mashups;

•   Realização de uma investigação teórico-prática sobre a utilização de um
    Mashup de serviços Web 2.0 para a construção de uma memória
    colectiva sobre para a Cidade Velha de Cabo Verde;

•   Desenvolvimento e implementação de um Mashup de serviços Web 2.0
    para a construção de uma memória colectiva;

•   Estudo da pertinência, eficácia e contribuição da utilização de um
    Mashup de serviços Web 2.0 para a construção de uma memória
    colectiva.
O Património e a memória colectiva
•   O homem tem recorrido a vários mecanismos para preservar património
    cultural da humanidade. Arquivos, Museus e Livrarias centram-se
    essencialmente na preservação de património tangível (Solanilla, 2008);

•   A memória colectiva inclui informação do mundo que vai além da
    experiência pessoal do indivíduo e incorpora aquilo que ele recorda como
    membro de um grupo, invocando um passado comum. Possui um
    acentuado caris social e é transmitida maioritariamente pela oralidade
    (Halbwachs, 1980 e Zerubavel, 2003);

•   A evolução tecnológica e o surgimento dos meios tecnológicos mais
    sofisticados como a escrita digital, o filme, a televisão, a fotografia e a
    internet, permitem alargar as fronteiras do que é recordado (Erll, 2008);

•   O desenvolvimento e propagação das TIC, veio permitir a utilização da
    Internet como ferramenta para construção de memória colectiva (Solanilla,
    2008)
Web 2.0 e Mashups

•   O conceito Web 2.0 refere-se à Web como plataforma de disponibilização
    de serviços. Assenta numa arquitectura participativa e colaborativa em que
    o utilizador assume o papel de consumidor e produtor de conteúdo (O'Reilly,
    2005);

•   O sucesso de serviços como o YouTube ou o Flickr reside na possibilidade
    de interacção e troca de conteúdos entre os utilizadores (House, 2007);

•   Os mashups pertencem a uma tipologia de aplicações Web que disponibiliza
    conteúdo de fontes externas e o conjuga no sentido de proporcionar novos
    serviços. (Merrill, 2006);
O Contributo da Cibermuseologia
•   Os museus tradicionais: instituições de preservação, colecção e exposição de
    objectos num espaço físico, começam a utilizar a Internet como recurso,
    transpondo o museu para o espaço online;


•   Surge a Cibermuseologia como área de estudo da transposição das práticas
    museológicas para a Internet;


•   A Cibermuseologia recorre ao uso de serviços assentes no paradigma Web 2.0
    como Blogs, Flickr, YouTube e Wikis, para fomentar a participação dos
    utilizadores. Exemplo do museu de Brooklyn;
Metodologia de Investigação

Fase I - Exploração

•   Levantamento bibliográfico e documental;


•   Questionário exploratório: informações sobre a utilização de
    serviços Web 2.0 e da predisposição do público-alvo primário para
    partilha de informação;
Resultados obtidos
    !"#$%&'()*+,#+-(#../+0+1'2#"'#2+


Questionário exploratório




   Frequência de acesso à Internet    Serviços que estaria disposto a utilizar para
                                       partilhar informação sobre a cidade velha
Protótipo
Metodologia de Investigação
Fase II - Recolha de Dados


• Público-alvo primário : diáspora cabo-verdiana;
•   Público-alvo secundário : turistas, historiadores e residentes da Cidade
    Velha;
•   Amostra: 10 alunos cabo-verdianos estudantes da Universidade de
    Aveiro;
•   Observação da navegação : registo de vídeo da navegação pelo
    protótipo;
•   Inquérito por questionário: recolha de opiniões sobre o protótipo.
Resultados obtidos
    !"#$%&'()*+,#+-(#../+0+1'2#"'#2+


Questionário e observação



 Dificuldades na utilização do protótipo   Classificação da facilidade de
                                          navegação no protótipo
Resultados obtidos
Questionário e observação



Considera a existência deste tipo de projectos importantes   Estaria disposto a utilizar este protótipo para a
para a preservação da historia e cultural da Cidade Velha?   partilha de informação sobre a Cidade Velha
Conclusões
•   Os projectos de memória colectiva visam genericamente agregar o contributo das
    populações acerca de um determinado facto ou período histórico;


•   O recurso às TIC permitiu a proliferação e sucesso de vários projectos de memória colectiva;


•   Os serviços assentes no paradigma Web 2.0 fomentam o consumo e produção de conteúdo
    por parte do utilizador (ex.: Youtube, Flickr, Wikipedia, Blogs);


•   O público-alvo do projecto apresenta um conhecimento e índice de utilização de serviços
    Web 2.0 diversificados;


•   O predisposição público-alvo para a partilha de informação sobre a Cidade Velha é elevada;


•   Ao nível do protótipo é necessário efectuar melhorias no processo de adição de conteúdos;


•   Um mashup de serviços Web 2.0 evidencia-se como um instrumento útil na construção de
    uma memória colectiva.
Limitações do estudo

•   Dificuldades técnicas na implementação do protótipo conceptualizado;


•   Conhecimento reduzido acerca da cultura e da história de Cabo-Verde;


•   Inviabilidade temporal para se verificar o real contributo de um mashup
    na construção de uma memória colectiva;


•   Dimensão reduzida da amostra que impossibilita a generalização;
Perspectivas futuras de investigação

•   Estudo aprofundado sobre as redes sociais e a criação de vínculo às comunidades
    online;


•   Estudo e análise de novas soluções tecnológicas que possibilitam a criação de
    comunidades online (ex.: Elgg);


•   Após o desenvolvimento do projecto disponibilizar o mesmo para utilização;
        - Estudar os contributos e a dinâmica em torno do projecto;
        - Averiguar se de facto existe ou não a construção de uma memória colectiva;
Por Ângela Costa sob orientação do Doutor Rui Raposo
Mestrado em Comunicação Multimédia - Ramo Multimédia Interactivo
Departamento de Comunicação e Arte
Universidade de Aveiro 2009

Mais conteúdo relacionado

Destaque

DEFESA DE DISSERTAÇÃO - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
DEFESA DE DISSERTAÇÃO  - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...DEFESA DE DISSERTAÇÃO  - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
DEFESA DE DISSERTAÇÃO - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
Marcia Torres
 
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second LifeDefesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
Fernando Cassola Marques
 
Apresentação da Defesa de dissertação
Apresentação da Defesa de dissertaçãoApresentação da Defesa de dissertação
Apresentação da Defesa de dissertação
Alessandra Galdo
 
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes PucciApresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
Felipe Pucci
 
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografiamodelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
Nilton Goulart
 
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestradoApresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
robsonf
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Susana Lemos
 
Dissertação do Mestrado
Dissertação do MestradoDissertação do Mestrado
Dissertação do Mestrado
Ricardo Aureliano
 
Apresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertaçãoApresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertação
Luciana Viter
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
Márcia Castilho de Sales
 
Conscientização ambiental
Conscientização ambientalConscientização ambiental
Conscientização ambiental
zilda.2007
 

Destaque (13)

DEFESA DE DISSERTAÇÃO - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
DEFESA DE DISSERTAÇÃO  - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...DEFESA DE DISSERTAÇÃO  - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
DEFESA DE DISSERTAÇÃO - MESTRADO PROFISSIONAL MULTIDISCIPLINAR EM DESENVOLVI...
 
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second LifeDefesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
Defesa Dissertação Mestrado em TIC na Educação sobre Second Life
 
Apresentação da Defesa de dissertação
Apresentação da Defesa de dissertaçãoApresentação da Defesa de dissertação
Apresentação da Defesa de dissertação
 
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes PucciApresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
Apresentação Qualificação Mestrado - Felipe Guedes Pucci
 
Memoria Africa 2008
Memoria Africa 2008Memoria Africa 2008
Memoria Africa 2008
 
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografiamodelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
modelo de apresentação, dissertação de mestrado em geografia
 
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestradoApresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
Apresentação da minha defesa de dissertação de mestrado
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
 
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
 
Dissertação do Mestrado
Dissertação do MestradoDissertação do Mestrado
Dissertação do Mestrado
 
Apresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertaçãoApresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertação
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
 
Conscientização ambiental
Conscientização ambientalConscientização ambiental
Conscientização ambiental
 

Semelhante a Defesa dissertação mestrado- Contributo de Mashups Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva

Apresentação do Plano de Investigação
Apresentação do Plano de InvestigaçãoApresentação do Plano de Investigação
Apresentação do Plano de Investigação
angcosta
 
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
Aquiles Alencar Brayner
 
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
Aquiles Alencar Brayner
 
Apresentação Curadoria Digital USP
Apresentação Curadoria Digital USPApresentação Curadoria Digital USP
Apresentação Curadoria Digital USP
Aquiles Alencar Brayner
 
Curadoria Digital: Palestra Claretiano
Curadoria Digital: Palestra ClaretianoCuradoria Digital: Palestra Claretiano
Curadoria Digital: Palestra Claretiano
Aquiles Alencar Brayner
 
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
Aquiles Alencar Brayner
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Pedro Tavares
 
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
Pedro Príncipe
 
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
Aquiles Alencar Brayner
 
Cultura digital
Cultura digitalCultura digital
Cultura digital
Alquimídia.org
 
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicasTecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
Pedro Príncipe
 
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
Cristiana Freitas
 
Fbn 30 agosto_2017
Fbn 30 agosto_2017Fbn 30 agosto_2017
Fbn 30 agosto_2017
Aquiles Alencar Brayner
 
Bibliotecas digitais
Bibliotecas digitaisBibliotecas digitais
Bibliotecas digitais
Claudio Diniz - Designer Gráfico
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
aiadufmg
 
Bibliotecas Digitais CenáRios E Perspectivas
Bibliotecas Digitais   CenáRios E PerspectivasBibliotecas Digitais   CenáRios E Perspectivas
Bibliotecas Digitais CenáRios E Perspectivas
AnaSAnaO
 
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
Aquiles Alencar Brayner
 
Integrar 2016
Integrar 2016Integrar 2016
Valorização e ampliação do livro impresso
Valorização e ampliação do livro impressoValorização e ampliação do livro impresso
Valorização e ampliação do livro impresso
José Bidarra
 
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
Elis Gabriela
 

Semelhante a Defesa dissertação mestrado- Contributo de Mashups Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva (20)

Apresentação do Plano de Investigação
Apresentação do Plano de InvestigaçãoApresentação do Plano de Investigação
Apresentação do Plano de Investigação
 
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
Congresso brasileiro bibliotecarios_22_julho_2015
 
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
Curadoria digital fcrb 2015_dia 1
 
Apresentação Curadoria Digital USP
Apresentação Curadoria Digital USPApresentação Curadoria Digital USP
Apresentação Curadoria Digital USP
 
Curadoria Digital: Palestra Claretiano
Curadoria Digital: Palestra ClaretianoCuradoria Digital: Palestra Claretiano
Curadoria Digital: Palestra Claretiano
 
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
Curadoria digital fcrb 2015_dia 2
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
 
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
Tecnologias emergentes e ferramentas de web social nas bibliotecas: oportunid...
 
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
Curadoria digital fcrb 2017_dia 2
 
Cultura digital
Cultura digitalCultura digital
Cultura digital
 
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicasTecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
Tecnologias emergentes e web social: oportunidades nas bibliotecas públicas
 
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
@rquivo Municipal de Ponte de Lima 2.0: conteúdos digitais ao serviço dos cid...
 
Fbn 30 agosto_2017
Fbn 30 agosto_2017Fbn 30 agosto_2017
Fbn 30 agosto_2017
 
Bibliotecas digitais
Bibliotecas digitaisBibliotecas digitais
Bibliotecas digitais
 
Acessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitaisAcessibilidade em bibliotecas digitais
Acessibilidade em bibliotecas digitais
 
Bibliotecas Digitais CenáRios E Perspectivas
Bibliotecas Digitais   CenáRios E PerspectivasBibliotecas Digitais   CenáRios E Perspectivas
Bibliotecas Digitais CenáRios E Perspectivas
 
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
Curadoria digital fcrb 2017_dia 1
 
Integrar 2016
Integrar 2016Integrar 2016
Integrar 2016
 
Valorização e ampliação do livro impresso
Valorização e ampliação do livro impressoValorização e ampliação do livro impresso
Valorização e ampliação do livro impresso
 
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
Seminário "Bibliotecas digitais e repositórios institucionais"
 

Mais de angcosta

Modulo1
Modulo1 Modulo1
Modulo1
angcosta
 
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
angcosta
 
Apresentação SOPCOM 2009
Apresentação SOPCOM 2009Apresentação SOPCOM 2009
Apresentação SOPCOM 2009
angcosta
 
Seminário05
Seminário05Seminário05
Seminário05
angcosta
 
Seminário: aula03P
Seminário: aula03PSeminário: aula03P
Seminário: aula03P
angcosta
 
Indice Provisório
Indice ProvisórioIndice Provisório
Indice Provisório
angcosta
 

Mais de angcosta (6)

Modulo1
Modulo1 Modulo1
Modulo1
 
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
Censos 2011 an˙ncio_recrutamento_portal[1]
 
Apresentação SOPCOM 2009
Apresentação SOPCOM 2009Apresentação SOPCOM 2009
Apresentação SOPCOM 2009
 
Seminário05
Seminário05Seminário05
Seminário05
 
Seminário: aula03P
Seminário: aula03PSeminário: aula03P
Seminário: aula03P
 
Indice Provisório
Indice ProvisórioIndice Provisório
Indice Provisório
 

Defesa dissertação mestrado- Contributo de Mashups Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva

  • 1. Contributo de mashups Web 2.0 para a construção de uma memória z colectiva Por Ângela Costa sob orientação do Doutor Rui Raposo Defesa Pública da Dissertação para Obtenção do Grau de Mestre em Comunicação Multimédia
  • 2. Sumário 1. Problemática de Investigação 2. Pergunta de Investigação e objectivos 3. Hipóteses 4. Património e memória colectiva 5. A Web 2.0 e Mashups 6. Contributo da Cibermuseologia 7. Metodologia de Investigação 8. Resultados obtidos 9. Conclusões 10. Limitações do estudo 11. Perspectivas futuras de investigação
  • 3. Problemática de Investigação • No âmbito do projecto Cidade Velha, cujo o objectivo é a promoção do património cultural e histórico da Cidade Velha de Cabo Verde através das TIC, constatou-se que: Parte significativa do património cultural, tangível e intangível da cidade, não se encontrava documentado; • Surge a necessidade de : Recolher, documentar e agregar as memórias e documentos dispersos na população; Criar mecanismos que possibilitem e fomentem a participação da população como provedores de conteúdo; • Os Mashups de serviços Web 2.0 surgem como um possível instrumento para utilizar na recolha e agregação de documentação dessas memórias colectivas. “Qual o contributo que um Mashup de serviços Web 2.0 tem para a construção de uma memória Colectiva?”
  • 4. Hipóteses • Uma agregação de serviços Web 2.0, vulgo Mashup, evidencia-se como um instrumento útil para a recolha e partilha de informação sobre a Cidade Velha, e desta forma contribuir eficazmente para a construção de uma memória colectiva. • A predisposição para a partilha de informação na Internet é elevada; • Os serviços Web 2.0 como o YouTube e o Flickr apresentam uma grande popularidade no seio do utilizador comum da Internet; • Os utilizadores apresentam uma predisposição elevada para participar em projectos cujo o objectivo é promover a sua terra natal; • A utilização de estratégias e dos serviços da Web 2.0 fomentam a participação do utilizador;
  • 5. Objectivos da investigação • Realização de um levantamento e estudo bibliográfico sobre as questões da memória colectiva, património cultural, Cibermuseologia, Web 2.0 e Mashups; • Realização de uma investigação teórico-prática sobre a utilização de um Mashup de serviços Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva sobre para a Cidade Velha de Cabo Verde; • Desenvolvimento e implementação de um Mashup de serviços Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva; • Estudo da pertinência, eficácia e contribuição da utilização de um Mashup de serviços Web 2.0 para a construção de uma memória colectiva.
  • 6. O Património e a memória colectiva • O homem tem recorrido a vários mecanismos para preservar património cultural da humanidade. Arquivos, Museus e Livrarias centram-se essencialmente na preservação de património tangível (Solanilla, 2008); • A memória colectiva inclui informação do mundo que vai além da experiência pessoal do indivíduo e incorpora aquilo que ele recorda como membro de um grupo, invocando um passado comum. Possui um acentuado caris social e é transmitida maioritariamente pela oralidade (Halbwachs, 1980 e Zerubavel, 2003); • A evolução tecnológica e o surgimento dos meios tecnológicos mais sofisticados como a escrita digital, o filme, a televisão, a fotografia e a internet, permitem alargar as fronteiras do que é recordado (Erll, 2008); • O desenvolvimento e propagação das TIC, veio permitir a utilização da Internet como ferramenta para construção de memória colectiva (Solanilla, 2008)
  • 7. Web 2.0 e Mashups • O conceito Web 2.0 refere-se à Web como plataforma de disponibilização de serviços. Assenta numa arquitectura participativa e colaborativa em que o utilizador assume o papel de consumidor e produtor de conteúdo (O'Reilly, 2005); • O sucesso de serviços como o YouTube ou o Flickr reside na possibilidade de interacção e troca de conteúdos entre os utilizadores (House, 2007); • Os mashups pertencem a uma tipologia de aplicações Web que disponibiliza conteúdo de fontes externas e o conjuga no sentido de proporcionar novos serviços. (Merrill, 2006);
  • 8. O Contributo da Cibermuseologia • Os museus tradicionais: instituições de preservação, colecção e exposição de objectos num espaço físico, começam a utilizar a Internet como recurso, transpondo o museu para o espaço online; • Surge a Cibermuseologia como área de estudo da transposição das práticas museológicas para a Internet; • A Cibermuseologia recorre ao uso de serviços assentes no paradigma Web 2.0 como Blogs, Flickr, YouTube e Wikis, para fomentar a participação dos utilizadores. Exemplo do museu de Brooklyn;
  • 9. Metodologia de Investigação Fase I - Exploração • Levantamento bibliográfico e documental; • Questionário exploratório: informações sobre a utilização de serviços Web 2.0 e da predisposição do público-alvo primário para partilha de informação;
  • 10. Resultados obtidos !"#$%&'()*+,#+-(#../+0+1'2#"'#2+ Questionário exploratório Frequência de acesso à Internet Serviços que estaria disposto a utilizar para partilhar informação sobre a cidade velha
  • 12. Metodologia de Investigação Fase II - Recolha de Dados • Público-alvo primário : diáspora cabo-verdiana; • Público-alvo secundário : turistas, historiadores e residentes da Cidade Velha; • Amostra: 10 alunos cabo-verdianos estudantes da Universidade de Aveiro; • Observação da navegação : registo de vídeo da navegação pelo protótipo; • Inquérito por questionário: recolha de opiniões sobre o protótipo.
  • 13. Resultados obtidos !"#$%&'()*+,#+-(#../+0+1'2#"'#2+ Questionário e observação Dificuldades na utilização do protótipo Classificação da facilidade de navegação no protótipo
  • 14. Resultados obtidos Questionário e observação Considera a existência deste tipo de projectos importantes Estaria disposto a utilizar este protótipo para a para a preservação da historia e cultural da Cidade Velha? partilha de informação sobre a Cidade Velha
  • 15. Conclusões • Os projectos de memória colectiva visam genericamente agregar o contributo das populações acerca de um determinado facto ou período histórico; • O recurso às TIC permitiu a proliferação e sucesso de vários projectos de memória colectiva; • Os serviços assentes no paradigma Web 2.0 fomentam o consumo e produção de conteúdo por parte do utilizador (ex.: Youtube, Flickr, Wikipedia, Blogs); • O público-alvo do projecto apresenta um conhecimento e índice de utilização de serviços Web 2.0 diversificados; • O predisposição público-alvo para a partilha de informação sobre a Cidade Velha é elevada; • Ao nível do protótipo é necessário efectuar melhorias no processo de adição de conteúdos; • Um mashup de serviços Web 2.0 evidencia-se como um instrumento útil na construção de uma memória colectiva.
  • 16. Limitações do estudo • Dificuldades técnicas na implementação do protótipo conceptualizado; • Conhecimento reduzido acerca da cultura e da história de Cabo-Verde; • Inviabilidade temporal para se verificar o real contributo de um mashup na construção de uma memória colectiva; • Dimensão reduzida da amostra que impossibilita a generalização;
  • 17. Perspectivas futuras de investigação • Estudo aprofundado sobre as redes sociais e a criação de vínculo às comunidades online; • Estudo e análise de novas soluções tecnológicas que possibilitam a criação de comunidades online (ex.: Elgg); • Após o desenvolvimento do projecto disponibilizar o mesmo para utilização; - Estudar os contributos e a dinâmica em torno do projecto; - Averiguar se de facto existe ou não a construção de uma memória colectiva;
  • 18. Por Ângela Costa sob orientação do Doutor Rui Raposo Mestrado em Comunicação Multimédia - Ramo Multimédia Interactivo Departamento de Comunicação e Arte Universidade de Aveiro 2009