SlideShare uma empresa Scribd logo
Poder Judiciário
Justiça do Trabalho
Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região
Dissídio Coletivo de Greve
0001377-18.2020.5.06.0000
Processo Judicial Eletrônico
Data da Autuação: 22/12/2020
Valor da causa: R$ 100.000,00
Partes:
SUSCITANTE: SIND DAS EMP DE TRANSP DE PASSAG DO EST DE PERNAMBUCO
ADVOGADO: FERNANDO ANTONIO MALTA MONTENEGRO
SUSCITADO: SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIARIOS
URBANOS DE PASSAGEIROS DO RECIFE E REGIOES METROPOLITANA DA MATA SUL
E NORTE DE PERNAMBUCOPAGINA_CAPA_PROCESSO_PJE
PODER JUDICIÁRIO
JUSTIÇA DO TRABALHO
TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO
Gabinete da Presidência
DCG 0001377-18.2020.5.06.0000
Vistos etc.
Trata-se de , cumulado com a concessão de provimentosDissídio Coletivo de Greve
antecipatórios cominatórios e imposição de penalidades, formulada pelo SINDICATO DAS
EMPRESAS DE TRANSPORTES DE PASSAGEIROS NO ESTADO DE PERNAMBUCO -
em face doURBANA-PE SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES
RODOVIÁRIOS URBANOS DE PASSAGEIROS DO RECIFE E REGIÕES METROPOLITANA
, no qual o suscitante afirma ser ilegal e abusiva aDA MATA SUL E NORTE DE PERNAMBUCO
greve decretada, a partir de 22 de dezembro do corrente ano, em atividade considerada
essencial.
Nas razões de Id 6755543, o sindicato suscitante requer, a título de liminar, as seguintes
providências: “a) determinar, em caráter antecipatório e liminar, que o sindicato
profissional, assegure a prestação imediata dos serviços de transporte público coletivo
de passageiros que está sonegando com sua greve de exercício ilegal, ilegítimo e abusivo, de
forma tal que permita o atendimento das necessidades urgentes e inadiáveis da comunidade,
nos termos e nos números e nos percentuais fixados pelo Consórcio de Transportes da Região
Metropolitana do Grande Recife. b) que o sindicato profissional se abstenha de praticar atos que
causem prejuízos materiais às empresas, como a depredação de ônibus, o incêndio dos
veículos, a destruição de componentes desses ônibus, como pneus, vidros, bancos, e outros que
compõem o equipamento integral dos veículos; c) que o sindicato profissional se abstenha de
promover atos que impliquem no bloqueio dos acessos às sedes e garagens dessas empresas,
quer impedindo a entrada dos trabalhadores que queiram trabalhar, quer impedindo a saída
dos veículos para circulação, que se abstenha de invadir esses locais e deles se apropriar, ainda
que temporariamente, e a praticar todo e qualquer ato que implique, direta ou indiretamente,
violação de direitos. d) que o sindicato profissional se abstenha de fechar as vias públicas ao
trânsito dos ônibus conduzidos por motoristas que queiram trabalhar, assim como ao trânsito
da população em geral; e) que o sindicato profissional se abstenha de promover agressões a
motoristas e cobradores que queiram trabalhar, assim como a outros profissionais ligados
direta ou indiretamente ao sistema, inclusive aos diretores e gerentes das empresas
Postula, também, queque compõem a categoria econômica.” , por cada ato praticado em“
desobediência ao quanto requerido e determinado de forma cautelar, imponha multa em desfavor
do sindicato profissional no valor de R$ 100.000,00, sendo essa multa aplicável por
cada empresa alcançada pelos referidos atos e multiplicado por cada ato praticado, sendo a
soma das infrações executáveis de oficio e automaticamente, valendo a decisão judicial como
título líquido, certo e exigível. Requer ainda o sindicato suscitante que esse E. Tribunal, em caso
Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
de descumprimento de sua ordem, determine que a força policial cumpra a determinação de
forma coercitiva, afastando manu militari, qualquer resistência porventura encontrada e que o
Poder Público, representado pelo Estado de Pernambuco cumpra o disposto no art. 12 da Lei nº.
E, quanto ao mérito, pugna que se7.783/89.” “julgue o presente dissídio pela sua total
procedência, declarando a ilegalidade, a ilegitimidade e a abusividade do movimento grevista
realizado pelo suscitado, tornando definitivos todos os pedidos cautelares que forem concedidos
e se fizerem necessários, determinando o imediato retorno da categoria ao trabalho,
considerando os dias de paralisação como faltas injustificadas ao trabalho ou suspensão
contratual, isentando os empregadores de pagar os dias não trabalhados, permitindo a não
concessão do repouso remunerado das semanas em que houve a paralisação, e permitindo o
abatimento desses dias no cômputo da aquisição das férias anuais remuneradas assim como
apurando e executando as multas e cominações pecuniárias que vierem a ser aplicadas,
servindo a decisão deste dissídio já como instrumento hábil para sua execução, condenando o
sindicato suscitado nas custas e em honorários sucumbenciais em favor dos advogados
do autor, em percentual a ser fixado por essa E. Corte calculados sobre o valor atualizado da
E, assim postula, em síntese, com base na alegação de que todas as questõescausa.”
econômicas referentes à data base das categorias já foram objeto de transação na mediação pré-
processual ocorrida perante a DD. Desembargadora Vice-Presidente desse E. TRT no dia 23/11
/2020, não se justificando, portanto, a paralisação, inclusive porque demonstrado que a frota
circulante é de cerca de apenas 20% do total diário. Enfatiza que o sindicato patronal jamais“
reconheceu validade e eficácia à referida lei municipal, tanto que desde o dia 20.11.2020, ajuizou
uma ação declaratória de inconstitucionalidade dessa norma, com pedido de liminar, autuada sob
o nº 0016977-87.2020.8.17.9000 perante o Órgão Especial do Tribunal de Justiça deste Estado,
o TJPE. Na audiência de mediação pré-processual o suscitante e o suscitado discutiriam apenas
as cláusulas econômicas para a renovação da CCT de data base. A questão referente à
aplicação da lei municipal foi tratada apenas entre o sindicato obreiro e o Consórcio de
Pontua queTransportes da Região Metropolitana do Grande Recife.” “no dia 14 de dezembro de
2020, o Órgão Especial do TJPE concedeu a liminar requerida pelo Sindicato patronal e
suspendeu a eficácia da Lei Municipal nº 18.761/2020. Com essa decisão a norma deixou de
ter aplicação até mesmo no território do Município do Recife, pelo que também perdeu a
aplicação aos demais municípios da Região Metropolitana. Como resultado da suspensão da
eficácia da Lei Municipal, o Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Grande
Recife, por uma consequência de lógica elementar, também suspendeu a eficácia de sua portaria
que havia obrigado sua aplicação aos demais municípios do Grande Recife, pelo menos até a
manifestação final do Órgão Especial do TJPE quanto à validade da lei. Inconformado com a
decisão do TJPE, que suspendeu a eficácia da lei municipal, e do Consórcio de Transportes da
Região Metropolitana do Grande Recife que suspendeu a eficácia de sua portaria, a categoria
profissional resolveu entrar em greve no dia 22.12.2020, expondo a risco a saúde da população
no início da nova onda do vírus da COVID 19 e penalizando mais uma vez a sociedade durante
as festas natalinas. Para dar uma aparência de legalidade à sua greve, o sindicato alegou que as
empresas estavam descumprindo o acordo que ajustaram na audiência pré-processual, alegando
Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
que elas não haviam pago o atrasado acumulado do reajuste no mês de dezembro, que não
estavam negociando a questão referente ao ticket e que estariam violando a garantia de
”, porém afirma serem falsasemprego por estarem promovendo rescisões contratuais imotivadas
as alegações do Sindicato suscitado.
Feito o relatório, passo à análise do pedido liminar.
No caso, independentemente da valoração quanto à ocorrência, ou não, de
descumprimento de acordo anteriormente celebrado em mediação pré-processual perante
esta Justiça Especializada, inclusive no tocante às matérias que ensejaram o movimento
paredista, o Poder Público jamais poderia permitir que a paralisação no setor de transportes
urbanos de passageiros venha afetar a comunidade que necessita se deslocar de casa para o
trabalho e vice-versa, como se fosse parte integrante do conflito econômico entre trabalhadores e
empregadores, paralisando o serviço de quem realmente necessita para a sua locomoção,
agravando a situação porque estamos vivenciando momento de pandemia, decorrente do COVID-
19.
Em sendo assim, impõe-se garantir à população usuária do serviço de transporte público a
continuidade da prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das suas necessidades
inadiáveis durante o movimento de paralisação. Isso porque o transporte público coletivo de
passageiros é tido como serviço essencial, nos termos do artigo 10, V, da Lei n.º 7.783/1989.
Outrossim, cabe destacar, que o artigo 11 da referida Lei de Greve, preconiza que "os sindicatos,
os empregadores e os trabalhadores ficam obrigado, de comum acordo, a garantir, durante a
greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da
", e no artigo 12, na falta de comum acordo, "comunidade o Poder Público assegurará a
prestação dos serviços indispensáveis".
E, paralelamente ao direito do exercício de greve, há também outro interesse social a ser
tutelado, que é o da continuidade dos serviços públicos, prestados diretamente ou por
delegação, considerada como princípio norteador da Administração Pública, igualmente
assegurada pela Constituição de 1988 (artigo 37). Assim, embora o exercício do direito de greve
constitua um direito social, não pode ser exercido contra a ordem jurídica e institucional, de forma
a causar danos à população.
Destarte, com estes fundamentos, , para determinardefiro parcialmente a liminar requestada
que a categoria profissional, representada pelo Sindicato Suscitado, assegure a prestação dos
serviços de transporte rodoviário de passageiros na área metropolitana do Recife, a fim de que
os ônibus circulem com um mínimo de 50% da frota, das 05h às 09h e das 16h às 20h (horários
de pico), e de 30% nos horários de baixa demanda. Deferem-se, ainda, como medidas
acautelatórias, que o Sindicato Suscitado se abstenha de: a) de praticar atos que causem
prejuízos materiais às empresas, como depredação de ônibus, incêndio de veículos, destruição
de componentes desses ônibus, como pneus, vidros, bancos, e outros que compõem o
Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
equipamento integral dos veículos; b) de bloquear acessos às sedes e garagens dessas
empresas, quer impedindo a entrada dos trabalhadores que queiram trabalhar, quer impedindo a
saída dos veículos para circulação; c) de invadir esses locais e deles se apropriar, ainda que
temporariamente, e a praticar todo e qualquer ato que implique, direta ou indiretamente, violação
de direitos; d) de fechar as vias públicas ao trânsito dos ônibus conduzidos por motoristas que
queiram trabalhar, assim como ao trânsito da população em geral; e e) de promover agressões a
motoristas e cobradores que queiram trabalhar, assim como a outros profissionais ligados
direta ou indiretamente ao sistema, inclusive aos diretores e gerentes das empresas
que compõem a categoria econômica. Autoriza-se, ainda, se for o caso, o uso da Força Pública
para o fiel cumprimento da presente ordem judicial.
Na hipótese de descumprimento desta ordem judicial, fica desde já imposta pena pecuniária à
parte requerida, consistente no pagamento de multa no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais),
em favor do sindicato requerente, no caso de eventual descumprimento às obrigações ora
impostas, sendo apurada a cada infração cometida.
Designa-se audiência de conciliação e instrução a ser realizada no dia 23 de dezembro do
corrente ano, às 10h00, por videoconferência, determinando, de logo, a notificação das partes
suscitante e suscitada, o que deverá ser feito o mais rápido possível, observadas as
formalidades legais.
Oficie-se o Ministério Público do Trabalho da 6.ª Região, para ciência do presente dissídio e
comparecimento à referida audiência.
Expeça-se ofício ao Desembargador Relator que for sorteado, a fim de que possa, querendo,
acompanhar toda a tramitação do feito, nos termos do art. 123 do Regimento Interno deste
Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região.
Quanto aos termos da presente decisão, dê-se conhecimento ao Excelentíssimo Secretário de
Defesa Social de Pernambuco, Excelentíssimo Chefe da Casa Civil do Estado de Pernambuco,
Excelentíssimo Secretário de Segurança Urbana do Recife e Ilustríssimo Diretor-Presidente do
Grande Recife Consórcio.
Cumpra-se, com absoluta urgência.
RECIFE/PE, 22 de dezembro de 2020.
DIONE NUNES FURTADO DA SILVA
Desembargador(a) do Trabalho da 6ª Região
Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
https://pje.trt6.jus.br/pjekz/validacao/20122213390535600000020219422?instancia=2
Número do processo: 0001377-18.2020.5.06.0000
Número do documento: 20122213390535600000020219422

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio BrancoDecisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
Márcio Juliboni
 
Modelos de contratos
Modelos de contratosModelos de contratos
Modelos de contratos
Renata Voss
 
Mrv prazo-de-entrega-inicial
Mrv prazo-de-entrega-inicialMrv prazo-de-entrega-inicial
Mrv prazo-de-entrega-inicial
romeromelosilva
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web SiteContrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
Rodolfo Rodrigo Acosta
 
Contrato - Segurança do trabalho
Contrato - Segurança do trabalhoContrato - Segurança do trabalho
Contrato - Segurança do trabalho
Anabel Aguiar
 
Proposta Manutenção Academia
Proposta Manutenção AcademiaProposta Manutenção Academia
Proposta Manutenção Academia
lgnogueira
 
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
vane55a
 
Aula dra. betina treiger grupenmacher 25-10-14
Aula dra. betina treiger grupenmacher   25-10-14Aula dra. betina treiger grupenmacher   25-10-14
Aula dra. betina treiger grupenmacher 25-10-14
Fernanda Moreira
 
Petição do escritorio a8 advogados
Petição do escritorio a8 advogadosPetição do escritorio a8 advogados
Petição do escritorio a8 advogados
Luiz Augusto
 
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Prot. 2903 13 pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
Prot. 2903 13   pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...Prot. 2903 13   pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
Prot. 2903 13 pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
ramonpeyroton
 
Anexo I - Contrato de prestação de serviços
Anexo I - Contrato de prestação de serviçosAnexo I - Contrato de prestação de serviços
Anexo I - Contrato de prestação de serviços
Felipe Carvalho
 
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacaoApelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
Informa Jurídico
 
Proposta tercerização de mão de obra
Proposta tercerização de mão de obraProposta tercerização de mão de obra
Proposta tercerização de mão de obra
WSG Consultoria
 
MP 635/13 - Cana de Açúcar
MP 635/13 - Cana de AçúcarMP 635/13 - Cana de Açúcar
MP 635/13 - Cana de Açúcar
Paulo Veras
 
Atraso de entrega de imóvel
Atraso de entrega de imóvelAtraso de entrega de imóvel
Atraso de entrega de imóvel
13579plus
 
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcingModelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
Contrato PJ
 
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
Bruno Muniz
 
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
Taxa corretagem taxa sati acordão   santosTaxa corretagem taxa sati acordão   santos
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
fabiomotta747
 

Mais procurados (20)

Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio BrancoDecisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
Decisão 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco
 
Modelos de contratos
Modelos de contratosModelos de contratos
Modelos de contratos
 
Mrv prazo-de-entrega-inicial
Mrv prazo-de-entrega-inicialMrv prazo-de-entrega-inicial
Mrv prazo-de-entrega-inicial
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
 
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web SiteContrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
Contrato De PrestaçãO De ServiçOs De ManutençãO De Web Site
 
Contrato - Segurança do trabalho
Contrato - Segurança do trabalhoContrato - Segurança do trabalho
Contrato - Segurança do trabalho
 
Proposta Manutenção Academia
Proposta Manutenção AcademiaProposta Manutenção Academia
Proposta Manutenção Academia
 
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
Modelo contrato de prestação de serviços profissionais
 
Aula dra. betina treiger grupenmacher 25-10-14
Aula dra. betina treiger grupenmacher   25-10-14Aula dra. betina treiger grupenmacher   25-10-14
Aula dra. betina treiger grupenmacher 25-10-14
 
Petição do escritorio a8 advogados
Petição do escritorio a8 advogadosPetição do escritorio a8 advogados
Petição do escritorio a8 advogados
 
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
 
Prot. 2903 13 pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
Prot. 2903 13   pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...Prot. 2903 13   pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
Prot. 2903 13 pl - determina obrigações, quanto ao atendimento a clientes e...
 
Anexo I - Contrato de prestação de serviços
Anexo I - Contrato de prestação de serviçosAnexo I - Contrato de prestação de serviços
Anexo I - Contrato de prestação de serviços
 
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacaoApelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
Apelação cível e recurso adesivo. ação de indenizacao
 
Proposta tercerização de mão de obra
Proposta tercerização de mão de obraProposta tercerização de mão de obra
Proposta tercerização de mão de obra
 
MP 635/13 - Cana de Açúcar
MP 635/13 - Cana de AçúcarMP 635/13 - Cana de Açúcar
MP 635/13 - Cana de Açúcar
 
Atraso de entrega de imóvel
Atraso de entrega de imóvelAtraso de entrega de imóvel
Atraso de entrega de imóvel
 
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcingModelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
Modelo de Contrato de Trabalho PJ - Terceirização e outsourcing
 
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
Justiça bloqueia bens do atual prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vi...
 
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
Taxa corretagem taxa sati acordão   santosTaxa corretagem taxa sati acordão   santos
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
 

Semelhante a Decisão TRT_Greve Rodoviários 2020

LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
LiminarProtestoRodoviariosTRT2020LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
Roberta Soares
 
Decisão_Metro_TRT
Decisão_Metro_TRTDecisão_Metro_TRT
Decisão_Metro_TRT
Roberta Soares
 
Decisao desconto escolas particulares
Decisao desconto escolas particularesDecisao desconto escolas particulares
Decisao desconto escolas particulares
MatheusSantos699
 
a decisão
a decisãoa decisão
a decisão
Jamildo Melo
 
Decisao judicial transporte coletivo olimpia
Decisao judicial transporte coletivo olimpiaDecisao judicial transporte coletivo olimpia
Decisao judicial transporte coletivo olimpia
Leonardo Concon
 
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande RecifeJustiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
Jornal do Commercio
 
Parecer de Janot a favor de Petrolina
Parecer de Janot a favor de PetrolinaParecer de Janot a favor de Petrolina
Parecer de Janot a favor de Petrolina
Jamildo Melo
 
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
Jose Carlos
 
Decisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
Decisão TJPE - Greve dos Professores do RecifeDecisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
Decisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
Anna Tiago
 
Usina rio madeira
Usina rio madeiraUsina rio madeira
Usina rio madeira
Rubens Coutinho
 
Usina rio madeira
Usina rio madeiraUsina rio madeira
Usina rio madeira
Rubens Coutinho
 
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Direcao Ccsa-Jacarezinho Direito
 
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiçaDoc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
O Engenho No Papel
 
Decisão (1).pdf
Decisão (1).pdfDecisão (1).pdf
Decisão (1).pdf
blogdoelvis
 
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitáriasJustiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
Sofia Cavedon
 
Oficio_Greve_CTM
Oficio_Greve_CTMOficio_Greve_CTM
Oficio_Greve_CTM
Roberta Soares
 
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
Jamildo Melo
 
Es cptm-dcg 2013
Es cptm-dcg 2013Es cptm-dcg 2013
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no RecifeDespacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
Jamildo Melo
 
Processo contra mbac
Processo contra mbacProcesso contra mbac
Processo contra mbac
Dinomar Miranda
 

Semelhante a Decisão TRT_Greve Rodoviários 2020 (20)

LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
LiminarProtestoRodoviariosTRT2020LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
LiminarProtestoRodoviariosTRT2020
 
Decisão_Metro_TRT
Decisão_Metro_TRTDecisão_Metro_TRT
Decisão_Metro_TRT
 
Decisao desconto escolas particulares
Decisao desconto escolas particularesDecisao desconto escolas particulares
Decisao desconto escolas particulares
 
a decisão
a decisãoa decisão
a decisão
 
Decisao judicial transporte coletivo olimpia
Decisao judicial transporte coletivo olimpiaDecisao judicial transporte coletivo olimpia
Decisao judicial transporte coletivo olimpia
 
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande RecifeJustiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
Justiça ordena 50% dos ônibus na greve no Grande Recife
 
Parecer de Janot a favor de Petrolina
Parecer de Janot a favor de PetrolinaParecer de Janot a favor de Petrolina
Parecer de Janot a favor de Petrolina
 
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
Relator muda entendimento e sdc da 15ª determina que associados e não associa...
 
Decisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
Decisão TJPE - Greve dos Professores do RecifeDecisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
Decisão TJPE - Greve dos Professores do Recife
 
Usina rio madeira
Usina rio madeiraUsina rio madeira
Usina rio madeira
 
Usina rio madeira
Usina rio madeiraUsina rio madeira
Usina rio madeira
 
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
 
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiçaDoc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
Doc 1.pdf recomendação do provedor de justiça.pdfrecomendaçãodoprovedordejustiça
 
Decisão (1).pdf
Decisão (1).pdfDecisão (1).pdf
Decisão (1).pdf
 
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitáriasJustiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
Justiça manda suspender o rompimento de convênio com creches comunitárias
 
Oficio_Greve_CTM
Oficio_Greve_CTMOficio_Greve_CTM
Oficio_Greve_CTM
 
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
0000432 32.2014.5.06.0003 - decisão e mandado
 
Es cptm-dcg 2013
Es cptm-dcg 2013Es cptm-dcg 2013
Es cptm-dcg 2013
 
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no RecifeDespacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
Despacho do TRT sobre condições da greve dfe ônibus no Recife
 
Processo contra mbac
Processo contra mbacProcesso contra mbac
Processo contra mbac
 

Mais de Roberta Soares

Mortes BRs_2020_CNT
Mortes BRs_2020_CNTMortes BRs_2020_CNT
Mortes BRs_2020_CNT
Roberta Soares
 
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPE
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPEParecer_MPT_GreveRodoviariosPE
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPE
Roberta Soares
 
Anfavea_Proconve
Anfavea_ProconveAnfavea_Proconve
Anfavea_Proconve
Roberta Soares
 
Carta publica saude-proconve_15.12.2020
Carta publica saude-proconve_15.12.2020Carta publica saude-proconve_15.12.2020
Carta publica saude-proconve_15.12.2020
Roberta Soares
 
Portaria CTM Anulada
Portaria CTM AnuladaPortaria CTM Anulada
Portaria CTM Anulada
Roberta Soares
 
Decisão Cautelar TJPE Dupla Função
Decisão Cautelar TJPE Dupla FunçãoDecisão Cautelar TJPE Dupla Função
Decisão Cautelar TJPE Dupla Função
Roberta Soares
 
Parecer_PGE_Rodoviários
Parecer_PGE_RodoviáriosParecer_PGE_Rodoviários
Parecer_PGE_Rodoviários
Roberta Soares
 
Projeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
Projeto estacoes Corredor Inter 2 CuritibaProjeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
Projeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
Roberta Soares
 
Documento Urbana-PE
Documento Urbana-PEDocumento Urbana-PE
Documento Urbana-PE
Roberta Soares
 
Ciclo Rua do Hospício Recife
Ciclo Rua do Hospício RecifeCiclo Rua do Hospício Recife
Ciclo Rua do Hospício Recife
Roberta Soares
 
Ciclo Padre Roma Recife
Ciclo Padre Roma RecifeCiclo Padre Roma Recife
Ciclo Padre Roma Recife
Roberta Soares
 
Ciclo Antônio Falcão II Etapa Recife
Ciclo  Antônio Falcão II Etapa RecifeCiclo  Antônio Falcão II Etapa Recife
Ciclo Antônio Falcão II Etapa Recife
Roberta Soares
 
Portaria 167 Rodoviarios
Portaria 167 RodoviariosPortaria 167 Rodoviarios
Portaria 167 Rodoviarios
Roberta Soares
 
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
Roberta Soares
 
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
Roberta Soares
 
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSPEstudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
Roberta Soares
 
PL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PEPL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PE
Roberta Soares
 
PL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PEPL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PE
Roberta Soares
 
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
Roberta Soares
 
Livro ONSV_Década Segurança Viária
Livro ONSV_Década Segurança ViáriaLivro ONSV_Década Segurança Viária
Livro ONSV_Década Segurança Viária
Roberta Soares
 

Mais de Roberta Soares (20)

Mortes BRs_2020_CNT
Mortes BRs_2020_CNTMortes BRs_2020_CNT
Mortes BRs_2020_CNT
 
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPE
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPEParecer_MPT_GreveRodoviariosPE
Parecer_MPT_GreveRodoviariosPE
 
Anfavea_Proconve
Anfavea_ProconveAnfavea_Proconve
Anfavea_Proconve
 
Carta publica saude-proconve_15.12.2020
Carta publica saude-proconve_15.12.2020Carta publica saude-proconve_15.12.2020
Carta publica saude-proconve_15.12.2020
 
Portaria CTM Anulada
Portaria CTM AnuladaPortaria CTM Anulada
Portaria CTM Anulada
 
Decisão Cautelar TJPE Dupla Função
Decisão Cautelar TJPE Dupla FunçãoDecisão Cautelar TJPE Dupla Função
Decisão Cautelar TJPE Dupla Função
 
Parecer_PGE_Rodoviários
Parecer_PGE_RodoviáriosParecer_PGE_Rodoviários
Parecer_PGE_Rodoviários
 
Projeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
Projeto estacoes Corredor Inter 2 CuritibaProjeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
Projeto estacoes Corredor Inter 2 Curitiba
 
Documento Urbana-PE
Documento Urbana-PEDocumento Urbana-PE
Documento Urbana-PE
 
Ciclo Rua do Hospício Recife
Ciclo Rua do Hospício RecifeCiclo Rua do Hospício Recife
Ciclo Rua do Hospício Recife
 
Ciclo Padre Roma Recife
Ciclo Padre Roma RecifeCiclo Padre Roma Recife
Ciclo Padre Roma Recife
 
Ciclo Antônio Falcão II Etapa Recife
Ciclo  Antônio Falcão II Etapa RecifeCiclo  Antônio Falcão II Etapa Recife
Ciclo Antônio Falcão II Etapa Recife
 
Portaria 167 Rodoviarios
Portaria 167 RodoviariosPortaria 167 Rodoviarios
Portaria 167 Rodoviarios
 
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Moovit 18-11-2020
 
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
Anfavea_Apresentacao_Globo 18-11-2020
 
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSPEstudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
Estudo congestionamento recife_Uber/FipeUSP
 
PL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PEPL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PE
 
PL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PEPL dupla funcao motorista PE
PL dupla funcao motorista PE
 
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
Ipea Impactos SocioEconomico_Transito2020
 
Livro ONSV_Década Segurança Viária
Livro ONSV_Década Segurança ViáriaLivro ONSV_Década Segurança Viária
Livro ONSV_Década Segurança Viária
 

Decisão TRT_Greve Rodoviários 2020

  • 1. Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região Dissídio Coletivo de Greve 0001377-18.2020.5.06.0000 Processo Judicial Eletrônico Data da Autuação: 22/12/2020 Valor da causa: R$ 100.000,00 Partes: SUSCITANTE: SIND DAS EMP DE TRANSP DE PASSAG DO EST DE PERNAMBUCO ADVOGADO: FERNANDO ANTONIO MALTA MONTENEGRO SUSCITADO: SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIARIOS URBANOS DE PASSAGEIROS DO RECIFE E REGIOES METROPOLITANA DA MATA SUL E NORTE DE PERNAMBUCOPAGINA_CAPA_PROCESSO_PJE
  • 2. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO Gabinete da Presidência DCG 0001377-18.2020.5.06.0000 Vistos etc. Trata-se de , cumulado com a concessão de provimentosDissídio Coletivo de Greve antecipatórios cominatórios e imposição de penalidades, formulada pelo SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES DE PASSAGEIROS NO ESTADO DE PERNAMBUCO - em face doURBANA-PE SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS URBANOS DE PASSAGEIROS DO RECIFE E REGIÕES METROPOLITANA , no qual o suscitante afirma ser ilegal e abusiva aDA MATA SUL E NORTE DE PERNAMBUCO greve decretada, a partir de 22 de dezembro do corrente ano, em atividade considerada essencial. Nas razões de Id 6755543, o sindicato suscitante requer, a título de liminar, as seguintes providências: “a) determinar, em caráter antecipatório e liminar, que o sindicato profissional, assegure a prestação imediata dos serviços de transporte público coletivo de passageiros que está sonegando com sua greve de exercício ilegal, ilegítimo e abusivo, de forma tal que permita o atendimento das necessidades urgentes e inadiáveis da comunidade, nos termos e nos números e nos percentuais fixados pelo Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Grande Recife. b) que o sindicato profissional se abstenha de praticar atos que causem prejuízos materiais às empresas, como a depredação de ônibus, o incêndio dos veículos, a destruição de componentes desses ônibus, como pneus, vidros, bancos, e outros que compõem o equipamento integral dos veículos; c) que o sindicato profissional se abstenha de promover atos que impliquem no bloqueio dos acessos às sedes e garagens dessas empresas, quer impedindo a entrada dos trabalhadores que queiram trabalhar, quer impedindo a saída dos veículos para circulação, que se abstenha de invadir esses locais e deles se apropriar, ainda que temporariamente, e a praticar todo e qualquer ato que implique, direta ou indiretamente, violação de direitos. d) que o sindicato profissional se abstenha de fechar as vias públicas ao trânsito dos ônibus conduzidos por motoristas que queiram trabalhar, assim como ao trânsito da população em geral; e) que o sindicato profissional se abstenha de promover agressões a motoristas e cobradores que queiram trabalhar, assim como a outros profissionais ligados direta ou indiretamente ao sistema, inclusive aos diretores e gerentes das empresas Postula, também, queque compõem a categoria econômica.” , por cada ato praticado em“ desobediência ao quanto requerido e determinado de forma cautelar, imponha multa em desfavor do sindicato profissional no valor de R$ 100.000,00, sendo essa multa aplicável por cada empresa alcançada pelos referidos atos e multiplicado por cada ato praticado, sendo a soma das infrações executáveis de oficio e automaticamente, valendo a decisão judicial como título líquido, certo e exigível. Requer ainda o sindicato suscitante que esse E. Tribunal, em caso Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
  • 3. de descumprimento de sua ordem, determine que a força policial cumpra a determinação de forma coercitiva, afastando manu militari, qualquer resistência porventura encontrada e que o Poder Público, representado pelo Estado de Pernambuco cumpra o disposto no art. 12 da Lei nº. E, quanto ao mérito, pugna que se7.783/89.” “julgue o presente dissídio pela sua total procedência, declarando a ilegalidade, a ilegitimidade e a abusividade do movimento grevista realizado pelo suscitado, tornando definitivos todos os pedidos cautelares que forem concedidos e se fizerem necessários, determinando o imediato retorno da categoria ao trabalho, considerando os dias de paralisação como faltas injustificadas ao trabalho ou suspensão contratual, isentando os empregadores de pagar os dias não trabalhados, permitindo a não concessão do repouso remunerado das semanas em que houve a paralisação, e permitindo o abatimento desses dias no cômputo da aquisição das férias anuais remuneradas assim como apurando e executando as multas e cominações pecuniárias que vierem a ser aplicadas, servindo a decisão deste dissídio já como instrumento hábil para sua execução, condenando o sindicato suscitado nas custas e em honorários sucumbenciais em favor dos advogados do autor, em percentual a ser fixado por essa E. Corte calculados sobre o valor atualizado da E, assim postula, em síntese, com base na alegação de que todas as questõescausa.” econômicas referentes à data base das categorias já foram objeto de transação na mediação pré- processual ocorrida perante a DD. Desembargadora Vice-Presidente desse E. TRT no dia 23/11 /2020, não se justificando, portanto, a paralisação, inclusive porque demonstrado que a frota circulante é de cerca de apenas 20% do total diário. Enfatiza que o sindicato patronal jamais“ reconheceu validade e eficácia à referida lei municipal, tanto que desde o dia 20.11.2020, ajuizou uma ação declaratória de inconstitucionalidade dessa norma, com pedido de liminar, autuada sob o nº 0016977-87.2020.8.17.9000 perante o Órgão Especial do Tribunal de Justiça deste Estado, o TJPE. Na audiência de mediação pré-processual o suscitante e o suscitado discutiriam apenas as cláusulas econômicas para a renovação da CCT de data base. A questão referente à aplicação da lei municipal foi tratada apenas entre o sindicato obreiro e o Consórcio de Pontua queTransportes da Região Metropolitana do Grande Recife.” “no dia 14 de dezembro de 2020, o Órgão Especial do TJPE concedeu a liminar requerida pelo Sindicato patronal e suspendeu a eficácia da Lei Municipal nº 18.761/2020. Com essa decisão a norma deixou de ter aplicação até mesmo no território do Município do Recife, pelo que também perdeu a aplicação aos demais municípios da Região Metropolitana. Como resultado da suspensão da eficácia da Lei Municipal, o Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Grande Recife, por uma consequência de lógica elementar, também suspendeu a eficácia de sua portaria que havia obrigado sua aplicação aos demais municípios do Grande Recife, pelo menos até a manifestação final do Órgão Especial do TJPE quanto à validade da lei. Inconformado com a decisão do TJPE, que suspendeu a eficácia da lei municipal, e do Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Grande Recife que suspendeu a eficácia de sua portaria, a categoria profissional resolveu entrar em greve no dia 22.12.2020, expondo a risco a saúde da população no início da nova onda do vírus da COVID 19 e penalizando mais uma vez a sociedade durante as festas natalinas. Para dar uma aparência de legalidade à sua greve, o sindicato alegou que as empresas estavam descumprindo o acordo que ajustaram na audiência pré-processual, alegando Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
  • 4. que elas não haviam pago o atrasado acumulado do reajuste no mês de dezembro, que não estavam negociando a questão referente ao ticket e que estariam violando a garantia de ”, porém afirma serem falsasemprego por estarem promovendo rescisões contratuais imotivadas as alegações do Sindicato suscitado. Feito o relatório, passo à análise do pedido liminar. No caso, independentemente da valoração quanto à ocorrência, ou não, de descumprimento de acordo anteriormente celebrado em mediação pré-processual perante esta Justiça Especializada, inclusive no tocante às matérias que ensejaram o movimento paredista, o Poder Público jamais poderia permitir que a paralisação no setor de transportes urbanos de passageiros venha afetar a comunidade que necessita se deslocar de casa para o trabalho e vice-versa, como se fosse parte integrante do conflito econômico entre trabalhadores e empregadores, paralisando o serviço de quem realmente necessita para a sua locomoção, agravando a situação porque estamos vivenciando momento de pandemia, decorrente do COVID- 19. Em sendo assim, impõe-se garantir à população usuária do serviço de transporte público a continuidade da prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das suas necessidades inadiáveis durante o movimento de paralisação. Isso porque o transporte público coletivo de passageiros é tido como serviço essencial, nos termos do artigo 10, V, da Lei n.º 7.783/1989. Outrossim, cabe destacar, que o artigo 11 da referida Lei de Greve, preconiza que "os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigado, de comum acordo, a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da ", e no artigo 12, na falta de comum acordo, "comunidade o Poder Público assegurará a prestação dos serviços indispensáveis". E, paralelamente ao direito do exercício de greve, há também outro interesse social a ser tutelado, que é o da continuidade dos serviços públicos, prestados diretamente ou por delegação, considerada como princípio norteador da Administração Pública, igualmente assegurada pela Constituição de 1988 (artigo 37). Assim, embora o exercício do direito de greve constitua um direito social, não pode ser exercido contra a ordem jurídica e institucional, de forma a causar danos à população. Destarte, com estes fundamentos, , para determinardefiro parcialmente a liminar requestada que a categoria profissional, representada pelo Sindicato Suscitado, assegure a prestação dos serviços de transporte rodoviário de passageiros na área metropolitana do Recife, a fim de que os ônibus circulem com um mínimo de 50% da frota, das 05h às 09h e das 16h às 20h (horários de pico), e de 30% nos horários de baixa demanda. Deferem-se, ainda, como medidas acautelatórias, que o Sindicato Suscitado se abstenha de: a) de praticar atos que causem prejuízos materiais às empresas, como depredação de ônibus, incêndio de veículos, destruição de componentes desses ônibus, como pneus, vidros, bancos, e outros que compõem o Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0
  • 5. equipamento integral dos veículos; b) de bloquear acessos às sedes e garagens dessas empresas, quer impedindo a entrada dos trabalhadores que queiram trabalhar, quer impedindo a saída dos veículos para circulação; c) de invadir esses locais e deles se apropriar, ainda que temporariamente, e a praticar todo e qualquer ato que implique, direta ou indiretamente, violação de direitos; d) de fechar as vias públicas ao trânsito dos ônibus conduzidos por motoristas que queiram trabalhar, assim como ao trânsito da população em geral; e e) de promover agressões a motoristas e cobradores que queiram trabalhar, assim como a outros profissionais ligados direta ou indiretamente ao sistema, inclusive aos diretores e gerentes das empresas que compõem a categoria econômica. Autoriza-se, ainda, se for o caso, o uso da Força Pública para o fiel cumprimento da presente ordem judicial. Na hipótese de descumprimento desta ordem judicial, fica desde já imposta pena pecuniária à parte requerida, consistente no pagamento de multa no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais), em favor do sindicato requerente, no caso de eventual descumprimento às obrigações ora impostas, sendo apurada a cada infração cometida. Designa-se audiência de conciliação e instrução a ser realizada no dia 23 de dezembro do corrente ano, às 10h00, por videoconferência, determinando, de logo, a notificação das partes suscitante e suscitada, o que deverá ser feito o mais rápido possível, observadas as formalidades legais. Oficie-se o Ministério Público do Trabalho da 6.ª Região, para ciência do presente dissídio e comparecimento à referida audiência. Expeça-se ofício ao Desembargador Relator que for sorteado, a fim de que possa, querendo, acompanhar toda a tramitação do feito, nos termos do art. 123 do Regimento Interno deste Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região. Quanto aos termos da presente decisão, dê-se conhecimento ao Excelentíssimo Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Excelentíssimo Chefe da Casa Civil do Estado de Pernambuco, Excelentíssimo Secretário de Segurança Urbana do Recife e Ilustríssimo Diretor-Presidente do Grande Recife Consórcio. Cumpra-se, com absoluta urgência. RECIFE/PE, 22 de dezembro de 2020. DIONE NUNES FURTADO DA SILVA Desembargador(a) do Trabalho da 6ª Região Assinado eletronicamente por: DIONE NUNES FURTADO DA SILVA - Juntado em: 22/12/2020 14:18:24 - 7b0c0b0 https://pje.trt6.jus.br/pjekz/validacao/20122213390535600000020219422?instancia=2 Número do processo: 0001377-18.2020.5.06.0000 Número do documento: 20122213390535600000020219422