SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA,
A PARTIR DA DÉCADA DE 1990.
Autora: Cristina Torres da Silva Ferreira
INTRODUÇÃO
As discussões acerca da formação de professores para atuar na
educação básica se acentuaram na década de 1990 em função
da LDB nº 9394/96. A partir desse período tem se refletido o
contexto social, legal e político que envolve essa mudança, com
o fim de se construir diretrizes para formação dos professores.
Nesse contexto, a formação continuada de professores em
exercício da docência apresenta-se como a alternativa mais
plausível de acordo com a LDB.
OBJETIVOS
 investigar como se deu o processo de formação de professores
no município de Grajaú – MA a partir da década de 1990 até o
momento atual.
 conhecer como são desenvolvidos os cursos ofertados pelo
PARFOR na modalidade presencial ofertados pelo Programa de
Formação de Professores para a Educação do Plano de Ações
Articuladas (PROFEBPAR) da UFMA.
 Levantamento bibliográfico e documentos oficiais
METODOLOGIA
CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA
 Na década de 1990 iniciou-se o processo de
mudanças tecnológicas, políticas e sociais e a
globalização reformulando o novo pensar do
educador, colocando em foco uma revolução
metodológica.
 O município de Grajaú, fundado em 29 de
Abril de 1811, cerca de 418.284km da capital
do Estado, é um dos vinte mais populosos do
Maranhão possui uma população estimada
de 67.626, de acordo com o censo do
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE). FONTE: www.google.com.br/maps/
CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA
EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA
POLITICAS
EDUCACIONAIS A
PARTIR DA LDB EM
GRAJAÚ-MA
UEMA (1999):
PROCAD e PQD
UAB e
CESGRA(2005)
PAR
(2007)
PARFOR Decreto nº
6.755 (2009)
Termo de cooperação
técnica Município e
MEC
PLATAFORMA FREIRE
PROFEBPAR/UFMA
Leitão de Mello (1999) apresenta a educação como
processo social que baseia sua prática em prescrições que
norteiam as políticas educacionais, nesse sentido,
evidencia que além do professor ser um dos profissionais
que mais precisa ser mantar atualizado é necessário “[...]
transformar essa necessidade em direito fundamental
para o alcance de sua valorização profissional e
desempenho em patamares de competências exigidos
pela sua própria função social" (LEITÃO DE MELLO 1999.
p. 26).
Nóvoa (1991), sustenta que o desafio dos profissionais da área
escolar é manterem-se atualizados sobre as novas
metodologias de ensino e desenvolverem práticas pedagógicas
eficientes. Para ele, nenhuma reforma educacional tem valor se
a formação de docentes não for encarada como prioridade.
Formação
Continuada
professor agente
Escola
Crescimento
profissional
permanente
CURSO ENTRADA MATRICU
LADOS
DESITENTES SITUAÇÃO ATUAL
PEDAGOGIA 2010 à
2011
251 80 171
CONCLUÍDO/ FASE
DE CONCLUSÃO
FÍSICA 2010.1 25 12 13
CONCLUÍDO
EDUCAÇÃO
FÍSICA 2010.1 47 10
37
CONCLUÍDO
PEDAGOGIA 2014.2 48 18 30
CURSANDO
HISTÓRIA 2015.2 46 13 33
CURSANDO
Fonte: SEMED (2016. p. 3)
Tabela 1 - Dados dos acadêmicos do PROFEBPAR/UFMA Campus
Grajaú – Período 2010 a 2015.
Rodriguez (2003), faz em relação aos Programas de
formação, pois, segundo o autor o número de desistentes
nos cursos ofertados através do PARFOR, sejam:
presenciais, semipresenciais e a distância, surgem de um
planejamento irreal, ou seja, que não viabiliza as
especificidades de cada região e situação do professor em
exercício.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Através deste trabalho Foi possível perceber que ao longo dos 205
anos do município de Grajaú – MA, a oferta de cursos de formação
continuada aos professores da rede pública de ensino está em
evidencia. Fato que eclodiu a partir dos movimentos de educadores
e das politicas educacionais a partir da década de 1990 e vem
crescendo gradativamente.
Em relação ao andamento dos cursos ofertados pelo
PROFEBAR/UFMA, foi possível verificar a partir dos documentos
pesquisados que há um número significativo de desistentes nos
cursos, levando - nos a aguçar futuras pesquisas, sobre quais os
entraves que permeiam o universo dos professores em se
manterem nos cursos ofertados pelo programa aos finais de
semana.
REFERÊNCIAS
BRASIL. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário
Oficial da União. Brasília, DF, 23 dez. 1996.
_______. Decreto n.º 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil.
2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5800.htm . Acesso
em: 10 julho de 2016.
______.Decreto Nº 6.755, DE 29 DE JANEIRO DE 2009.
Disponível:>http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/Decreto/D6755.htm. Acesso em: 10
julho de 2016.
FERREIRA, Cristina Torres da Silva. Concepção e implementação do plano nacional de formação de professores
da educação básica- PARFOR no Estado do Maranhão. In: I ENCONTRO ESTADUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL
DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO – SEÇÃO MARANHÃO (ANPAE-MA), 2013.
FREITAS, H.C.L. Formação de Professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educação &
Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, ago. 2002.
LEITÃO DE MELLO, M. T. Programas oficiais para formação de professores. Educação & Sociedade, n. 68, p. 45-
60, 1999.
NÓVOA, Antonio. Profissão professor. NÓVOA, A. (org.). Profissão professor. 2 ed.
Porto: Porto Editora, 1999.
RODRÍGUEZ, M. V. Formação de professores: uma política de qualificação ou desqualificação do trabalho
docente? In: OSÓRIO, A. M. do N. (org.). Trabalho Docente: os professores e sua formação. Campo Grande, MS:
Ed. UFMS, 2003.
SEMED. Relatório dos cursos presencias do PROFEBPAR/UFMA em Grajaú- MA. Secretaria de Educação do
Município de Grajaú - Maranhão, 2016.
OBRIGAD@!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

P
PP
Prog 1 Ciclo Eb
Prog  1 Ciclo EbProg  1 Ciclo Eb
Prog 1 Ciclo Eb
Alfredo Lopes
 
C:\Fakepath\Forumdir 2006
C:\Fakepath\Forumdir 2006C:\Fakepath\Forumdir 2006
C:\Fakepath\Forumdir 2006
Solange Soares
 
Convite ao debate
Convite ao debateConvite ao debate
Convite ao debate
edufolhapopular
 
Plano de Trabalho 2010/2011
Plano de Trabalho 2010/2011Plano de Trabalho 2010/2011
Plano de Trabalho 2010/2011
Cristina Couto Varela
 
Apresentacao slide ifpr monografia
Apresentacao slide ifpr monografiaApresentacao slide ifpr monografia
Apresentacao slide ifpr monografia
Ipu Notícias
 
Pne politica nacional de estagio abepss
Pne politica nacional de estagio abepssPne politica nacional de estagio abepss
Pne politica nacional de estagio abepss
serunb
 
Ppi ufrpe[2008]
Ppi ufrpe[2008]Ppi ufrpe[2008]
Ppi ufrpe[2008]
Jamildo Melo
 
O PARFOR no Estado do Maranhão
O PARFOR  no Estado do MaranhãoO PARFOR  no Estado do Maranhão
O PARFOR no Estado do Maranhão
CRIS TORRES
 
Diretrizes curriculares 1996
Diretrizes curriculares 1996Diretrizes curriculares 1996
Diretrizes curriculares 1996
serunb
 
Ppi castanhal[2006]
Ppi castanhal[2006]Ppi castanhal[2006]
Ppi castanhal[2006]
Jamildo Melo
 
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
Wesley Freitas
 
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
ProfessorPrincipiante
 
Coordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderançaCoordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderança
João Soares
 
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço social
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço socialDiretrizes curriculares para os cursos de serviço social
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço social
José Araujo
 
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIOORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
Ministério Público de Santa Catarina
 
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolasOrientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Ministério Público de Santa Catarina
 
Pne conhecendo 20_metas
Pne conhecendo 20_metasPne conhecendo 20_metas
Pne conhecendo 20_metas
Adail Silva
 

Mais procurados (18)

P
PP
P
 
Prog 1 Ciclo Eb
Prog  1 Ciclo EbProg  1 Ciclo Eb
Prog 1 Ciclo Eb
 
C:\Fakepath\Forumdir 2006
C:\Fakepath\Forumdir 2006C:\Fakepath\Forumdir 2006
C:\Fakepath\Forumdir 2006
 
Convite ao debate
Convite ao debateConvite ao debate
Convite ao debate
 
Plano de Trabalho 2010/2011
Plano de Trabalho 2010/2011Plano de Trabalho 2010/2011
Plano de Trabalho 2010/2011
 
Apresentacao slide ifpr monografia
Apresentacao slide ifpr monografiaApresentacao slide ifpr monografia
Apresentacao slide ifpr monografia
 
Pne politica nacional de estagio abepss
Pne politica nacional de estagio abepssPne politica nacional de estagio abepss
Pne politica nacional de estagio abepss
 
Ppi ufrpe[2008]
Ppi ufrpe[2008]Ppi ufrpe[2008]
Ppi ufrpe[2008]
 
O PARFOR no Estado do Maranhão
O PARFOR  no Estado do MaranhãoO PARFOR  no Estado do Maranhão
O PARFOR no Estado do Maranhão
 
Diretrizes curriculares 1996
Diretrizes curriculares 1996Diretrizes curriculares 1996
Diretrizes curriculares 1996
 
Ppi castanhal[2006]
Ppi castanhal[2006]Ppi castanhal[2006]
Ppi castanhal[2006]
 
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
O diálogo entre a formação inicial de professores de Matemática e PIBID: uma ...
 
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
PROCESSOS DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES NA REDE MUNICIPA...
 
Coordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderançaCoordenaçao supervisao liderança
Coordenaçao supervisao liderança
 
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço social
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço socialDiretrizes curriculares para os cursos de serviço social
Diretrizes curriculares para os cursos de serviço social
 
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIOORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
 
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolasOrientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
 
Pne conhecendo 20_metas
Pne conhecendo 20_metasPne conhecendo 20_metas
Pne conhecendo 20_metas
 

Semelhante a Cursos presenciais de formação de professores da educação básica no município de Grajaú– MA, a partir da década de 1990

O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
ProfessorPrincipiante
 
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
Sara Cristina
 
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
ProfessorPrincipiante
 
001
001001
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOSLETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
ProfessorPrincipiante
 
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
ProfessorPrincipiante
 
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTEPOLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
ProfessorPrincipiante
 
O Docente da Educação Superior Brasileira
O Docente da Educação Superior BrasileiraO Docente da Educação Superior Brasileira
O Docente da Educação Superior Brasileira
revistas - UEPG
 
slides_organizacao_em_ciclos.pdf
slides_organizacao_em_ciclos.pdfslides_organizacao_em_ciclos.pdf
slides_organizacao_em_ciclos.pdf
Dani Malta
 
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
Larissa Martins
 
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕESEDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
Waleska Medeiros de Souza
 
texto didática.pdf
texto didática.pdftexto didática.pdf
texto didática.pdf
FabrcioFerreira32
 
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
ProfessorPrincipiante
 
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
PIBID UFPEL
 
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
Helena Azevedo
 
Relatorio final de estagio saulo
Relatorio final de estagio sauloRelatorio final de estagio saulo
Relatorio final de estagio saulo
Saulo Yuri
 
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
ProfessorPrincipiante
 
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
ProfessorPrincipiante
 
Solange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
Solange Toldo Soares Dissertacao MestradoSolange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
Solange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
Solange Soares
 
História e Política da EPT no Brasil.pdf
História e Política da EPT no Brasil.pdfHistória e Política da EPT no Brasil.pdf
História e Política da EPT no Brasil.pdf
ssuser3ec3f4
 

Semelhante a Cursos presenciais de formação de professores da educação básica no município de Grajaú– MA, a partir da década de 1990 (20)

O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) E AS DISPO...
 
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
Texto orientativos desde 2003- Grupo de Pesquisadoras - Formadoras de SINOP e...
 
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
POLÍTICAS PÚBLICAS DE INSERÇÃO DE PROFESSORES INICIANTES: ELEMENTOS PARA REFL...
 
001
001001
001
 
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOSLETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
LETRAMENTO DIGITAL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PEDAGOGOS
 
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA – PARFOR - FORMA...
 
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTEPOLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
POLÍTICAS PÚBLICAS, EXPERIÊNCIA PIBID E INÍCIO À CARREIRA DOCENTE
 
O Docente da Educação Superior Brasileira
O Docente da Educação Superior BrasileiraO Docente da Educação Superior Brasileira
O Docente da Educação Superior Brasileira
 
slides_organizacao_em_ciclos.pdf
slides_organizacao_em_ciclos.pdfslides_organizacao_em_ciclos.pdf
slides_organizacao_em_ciclos.pdf
 
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
El modelo de formación del profesorado de educación secundaria en España. El ...
 
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕESEDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O PROGRAMA ESCOLA DE GESTORES, ALGUMAS PERCEPÇÕES
 
texto didática.pdf
texto didática.pdftexto didática.pdf
texto didática.pdf
 
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
O OLHAR DE PROFESSORES INICIANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE O PAPEL DO SUPERVI...
 
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
O Programa Institucional de Bolsa e Inicialização a Docência na Universidade ...
 
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
006+A+FORMAÇÃO+CONTINUADA+PARA+GESTORES+DA+EDUCAÇÃO.pdf
 
Relatorio final de estagio saulo
Relatorio final de estagio sauloRelatorio final de estagio saulo
Relatorio final de estagio saulo
 
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
3° ESPAÇO – CONTRIBUIÇÕES DE UM PROGRAMA HÍBRIDO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES S...
 
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: ANÁLISE PRELIMINAR DO CONTEXTO DAS REFORMAS ...
 
Solange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
Solange Toldo Soares Dissertacao MestradoSolange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
Solange Toldo Soares Dissertacao Mestrado
 
História e Política da EPT no Brasil.pdf
História e Política da EPT no Brasil.pdfHistória e Política da EPT no Brasil.pdf
História e Política da EPT no Brasil.pdf
 

Mais de CRIS TORRES

Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2 Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
CRIS TORRES
 
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIAPalestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
CRIS TORRES
 
Aula da saudade pedagogia
Aula da saudade pedagogiaAula da saudade pedagogia
Aula da saudade pedagogia
CRIS TORRES
 
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE” DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
CRIS TORRES
 
50 dicas para 2014
50 dicas para 201450 dicas para 2014
50 dicas para 2014
CRIS TORRES
 
Reflexão e atitude
Reflexão e atitudeReflexão e atitude
Reflexão e atitude
CRIS TORRES
 
Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisa
CRIS TORRES
 
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
CRIS TORRES
 
Aula da saudade Ed.Física Grajaú - MA
Aula da saudade Ed.Física   Grajaú - MA Aula da saudade Ed.Física   Grajaú - MA
Aula da saudade Ed.Física Grajaú - MA
CRIS TORRES
 
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalhoDicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
CRIS TORRES
 
SALVE O LIVRO
SALVE O LIVROSALVE O LIVRO
SALVE O LIVRO
CRIS TORRES
 
História e politica educacional percurso
História e politica educacional   percursoHistória e politica educacional   percurso
História e politica educacional percurso
CRIS TORRES
 
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRECOMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
CRIS TORRES
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piaget
CRIS TORRES
 
Não há docência sem discência
Não há docência sem discênciaNão há docência sem discência
Não há docência sem discência
CRIS TORRES
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionaisParâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais
CRIS TORRES
 
Os professores diante do saber
Os professores diante do saberOs professores diante do saber
Os professores diante do saber
CRIS TORRES
 
estudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humanoestudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humano
CRIS TORRES
 
Festa do divino em Grajaú MA
Festa do divino em Grajaú  MAFesta do divino em Grajaú  MA
Festa do divino em Grajaú MA
CRIS TORRES
 
Garimpeiros grajaú ma -
Garimpeiros grajaú ma -Garimpeiros grajaú ma -
Garimpeiros grajaú ma -
CRIS TORRES
 

Mais de CRIS TORRES (20)

Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2 Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
Mensagem aos formandos curso pedagogia 2010 2
 
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIAPalestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
Palestra aula da saudade Curso PEDAGOGIA
 
Aula da saudade pedagogia
Aula da saudade pedagogiaAula da saudade pedagogia
Aula da saudade pedagogia
 
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE” DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
DESENVOLVIMENTO DE PORTFÓLIO “ARAGUAÍNA ON-LINE”
 
50 dicas para 2014
50 dicas para 201450 dicas para 2014
50 dicas para 2014
 
Reflexão e atitude
Reflexão e atitudeReflexão e atitude
Reflexão e atitude
 
Orientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisaOrientações para projeto de pesquisa
Orientações para projeto de pesquisa
 
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
As contribuições do Programa de Formação de Professores para a Educação Básic...
 
Aula da saudade Ed.Física Grajaú - MA
Aula da saudade Ed.Física   Grajaú - MA Aula da saudade Ed.Física   Grajaú - MA
Aula da saudade Ed.Física Grajaú - MA
 
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalhoDicas importantes para escrever resumo de trabalho
Dicas importantes para escrever resumo de trabalho
 
SALVE O LIVRO
SALVE O LIVROSALVE O LIVRO
SALVE O LIVRO
 
História e politica educacional percurso
História e politica educacional   percursoHistória e politica educacional   percurso
História e politica educacional percurso
 
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRECOMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
COMO SE PRÉ-INSCREVER NA PLATAFORMA FREIRE
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piaget
 
Não há docência sem discência
Não há docência sem discênciaNão há docência sem discência
Não há docência sem discência
 
Parâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionaisParâmetros curriculares nacionais
Parâmetros curriculares nacionais
 
Os professores diante do saber
Os professores diante do saberOs professores diante do saber
Os professores diante do saber
 
estudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humanoestudo do desenvolvimento humano
estudo do desenvolvimento humano
 
Festa do divino em Grajaú MA
Festa do divino em Grajaú  MAFesta do divino em Grajaú  MA
Festa do divino em Grajaú MA
 
Garimpeiros grajaú ma -
Garimpeiros grajaú ma -Garimpeiros grajaú ma -
Garimpeiros grajaú ma -
 

Último

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 

Último (20)

Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 

Cursos presenciais de formação de professores da educação básica no município de Grajaú– MA, a partir da década de 1990

  • 1. CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA, A PARTIR DA DÉCADA DE 1990. Autora: Cristina Torres da Silva Ferreira
  • 2. INTRODUÇÃO As discussões acerca da formação de professores para atuar na educação básica se acentuaram na década de 1990 em função da LDB nº 9394/96. A partir desse período tem se refletido o contexto social, legal e político que envolve essa mudança, com o fim de se construir diretrizes para formação dos professores. Nesse contexto, a formação continuada de professores em exercício da docência apresenta-se como a alternativa mais plausível de acordo com a LDB.
  • 3. OBJETIVOS  investigar como se deu o processo de formação de professores no município de Grajaú – MA a partir da década de 1990 até o momento atual.  conhecer como são desenvolvidos os cursos ofertados pelo PARFOR na modalidade presencial ofertados pelo Programa de Formação de Professores para a Educação do Plano de Ações Articuladas (PROFEBPAR) da UFMA.  Levantamento bibliográfico e documentos oficiais METODOLOGIA
  • 4. CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA  Na década de 1990 iniciou-se o processo de mudanças tecnológicas, políticas e sociais e a globalização reformulando o novo pensar do educador, colocando em foco uma revolução metodológica.  O município de Grajaú, fundado em 29 de Abril de 1811, cerca de 418.284km da capital do Estado, é um dos vinte mais populosos do Maranhão possui uma população estimada de 67.626, de acordo com o censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). FONTE: www.google.com.br/maps/
  • 5. CURSOS PRESENCIAIS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO MUNICÍPIO DE GRAJAÚ– MA POLITICAS EDUCACIONAIS A PARTIR DA LDB EM GRAJAÚ-MA UEMA (1999): PROCAD e PQD UAB e CESGRA(2005) PAR (2007) PARFOR Decreto nº 6.755 (2009) Termo de cooperação técnica Município e MEC PLATAFORMA FREIRE PROFEBPAR/UFMA
  • 6. Leitão de Mello (1999) apresenta a educação como processo social que baseia sua prática em prescrições que norteiam as políticas educacionais, nesse sentido, evidencia que além do professor ser um dos profissionais que mais precisa ser mantar atualizado é necessário “[...] transformar essa necessidade em direito fundamental para o alcance de sua valorização profissional e desempenho em patamares de competências exigidos pela sua própria função social" (LEITÃO DE MELLO 1999. p. 26).
  • 7. Nóvoa (1991), sustenta que o desafio dos profissionais da área escolar é manterem-se atualizados sobre as novas metodologias de ensino e desenvolverem práticas pedagógicas eficientes. Para ele, nenhuma reforma educacional tem valor se a formação de docentes não for encarada como prioridade. Formação Continuada professor agente Escola Crescimento profissional permanente
  • 8. CURSO ENTRADA MATRICU LADOS DESITENTES SITUAÇÃO ATUAL PEDAGOGIA 2010 à 2011 251 80 171 CONCLUÍDO/ FASE DE CONCLUSÃO FÍSICA 2010.1 25 12 13 CONCLUÍDO EDUCAÇÃO FÍSICA 2010.1 47 10 37 CONCLUÍDO PEDAGOGIA 2014.2 48 18 30 CURSANDO HISTÓRIA 2015.2 46 13 33 CURSANDO Fonte: SEMED (2016. p. 3) Tabela 1 - Dados dos acadêmicos do PROFEBPAR/UFMA Campus Grajaú – Período 2010 a 2015.
  • 9. Rodriguez (2003), faz em relação aos Programas de formação, pois, segundo o autor o número de desistentes nos cursos ofertados através do PARFOR, sejam: presenciais, semipresenciais e a distância, surgem de um planejamento irreal, ou seja, que não viabiliza as especificidades de cada região e situação do professor em exercício.
  • 10. CONSIDERAÇÕES FINAIS Através deste trabalho Foi possível perceber que ao longo dos 205 anos do município de Grajaú – MA, a oferta de cursos de formação continuada aos professores da rede pública de ensino está em evidencia. Fato que eclodiu a partir dos movimentos de educadores e das politicas educacionais a partir da década de 1990 e vem crescendo gradativamente. Em relação ao andamento dos cursos ofertados pelo PROFEBAR/UFMA, foi possível verificar a partir dos documentos pesquisados que há um número significativo de desistentes nos cursos, levando - nos a aguçar futuras pesquisas, sobre quais os entraves que permeiam o universo dos professores em se manterem nos cursos ofertados pelo programa aos finais de semana.
  • 11. REFERÊNCIAS BRASIL. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 23 dez. 1996. _______. Decreto n.º 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/decreto/d5800.htm . Acesso em: 10 julho de 2016. ______.Decreto Nº 6.755, DE 29 DE JANEIRO DE 2009. Disponível:>http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/Decreto/D6755.htm. Acesso em: 10 julho de 2016. FERREIRA, Cristina Torres da Silva. Concepção e implementação do plano nacional de formação de professores da educação básica- PARFOR no Estado do Maranhão. In: I ENCONTRO ESTADUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO – SEÇÃO MARANHÃO (ANPAE-MA), 2013. FREITAS, H.C.L. Formação de Professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, ago. 2002. LEITÃO DE MELLO, M. T. Programas oficiais para formação de professores. Educação & Sociedade, n. 68, p. 45- 60, 1999. NÓVOA, Antonio. Profissão professor. NÓVOA, A. (org.). Profissão professor. 2 ed. Porto: Porto Editora, 1999. RODRÍGUEZ, M. V. Formação de professores: uma política de qualificação ou desqualificação do trabalho docente? In: OSÓRIO, A. M. do N. (org.). Trabalho Docente: os professores e sua formação. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2003. SEMED. Relatório dos cursos presencias do PROFEBPAR/UFMA em Grajaú- MA. Secretaria de Educação do Município de Grajaú - Maranhão, 2016.